Como instalar o Spark Chat Client no Ubuntu

O Spark é cliente de chat oficial do Open Fire, um servidor de comunicação em rede interna, muito comum em empresas onde a comunicação se dá por intranet.

Como-instalar-o-spark-no-ubuntu

Tutorial completo para instalar o Spark Client no Ubuntu


Recentemente a empresa em que exerço algumas das minhas atividades passou por um reformulação na comunicação interna e passou a utilizar o Open Fire como servidor de chat, este que é um software livre, para comunicação o Open Fire disponibiliza um cliente de chat chamado "Spark", ele é multiplataforma é pode ser instalado tanto em Windows, como Linux e Mac, entretanto a instalação dele no Ubuntu é um pouco mais complicada do que deveria por isso estou realizando este tutorial para ajudar a todos que tem essa necessidade.

Instalando o Spark 2.6.3 no Ubuntu


São vários pequenos passos que se você seguir à risca não deve enfrentar problemas, este é realmente um programa complicado de se instalar se comparado com a maioria que temos, inicialmente é bom comentar que necessitamos ter o Java instalado no computador, caso você não o tenha sugiro que veja como instalar neste artigo.

Abra o seu terminal (Ctrl+Alt+T) e cole os seguintes comandos:

wget http://download.igniterealtime.org/spark/spark_2_6_3.tar.gz
tar -zxvf spark_2_6_3.tar.gz
sudo mkdir /opt/spark
sudo mv Spark/* /opt/spark
cd /opt/spark/

Basicamente o que nós fizemos com estes cinco comandos foi, baixar o programa compactado, extraí-lo, criar uma pasta chamada "spark" dentro do diretório "opt", movemos o conteúdo extraído para este diretório e navegamos pelo terminal até ele. 

Já estamos na metade e nem foi tão difícil assim não é verdade? Bom agora vamos criar um atalho para o Spark no menu para facilitar o acesso, mais uma vez no terminal cole o seguinte comando:

sudo gedit /usr/share/applications/spark.desktop

Dentro do arquivo de texto que se abrir cole o seguinte conteúdo e salve:

[Desktop Entry] 
Name=Spark 
Version=2.6.3 
GenericName=Spark 
X-GNOME-FullName=Spark 
Comment=ignite realtime Spark IM client 
Type=Application 
Categories=Application;Utility; 
Path=/opt/spark 
Exec=/bin/bash Spark 
Terminal=false 
StartupNotify=true 
Icon=/opt/spark/spark.png
TargetEnvironment=Unity


Veja o exemplo:

Configurando o atalho no menu para o Spark

Agora vamos ajustar o ícone do Spark, ainda no terminal:

sudo wget https://dl.dropbox.com/u/50880014/spark.png

Existem duas dependências que se não estiverem instaladas farão com que o Spark não funcione corretamente ou mesmo não abra, então vamos instalá-las para garantir, ainda no terminal cole os seguintes comandos:

sudo apt-get install libxtst6:i386 
sudo apt-get install libxi6:i386

Pronto! Com isso você deve conseguir usar o Spark, basta procurar ele no menu do Ubuntu.

Considerações finais


Este tutorial foi testado e está funcionando no Ubuntu 14.04.1 LTS, o Spark não possui uma boa integração com o Ubuntu, pelo menos ele não ele não possui um ícone na área de notificação mas fica na barra lateral numa boa.

O Open Fire usa o protocolo de comunicação XMPP que é suportado por vários comunicadores instantâneos como o Pidgin, que está na Central de Programas do Ubuntu e você pode instalar com apenas um clique, então cabe a você definir qual a melhor alternativa.

E assim chegamos ao fim de mais um tutorial, espero que você tenha sobrevivido e ficado satisfeito com o resultado, até a próxima!


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Governo da Itália obriga reembolso em computador com Windows de fábrica

Comprou um computador que veio com Windows de fábrica e além do PC pagou o Windows também? Bom, se você for italiano ter o seu suado dinheiro de volta acaba de se tornar algo mais fácil.

Reembolso do Windows


Você não é obrigado a comprar o Windows


Essa é uma daquelas coisas que nem todo mundo sabe, normalmente quando vamos a uma loja comprar um novo computador ou notebook estes computadores, por conta de acordos empresariais na maioria das vezes, vem com Windows pré-instalado e o preço no softwares vem incluído na compra.

Isso mesmo, se você ainda não sabia disso "bem-vindo ao deserto do real", quando você compra um notebook que custa uns R$ 1.500,00, de R$ 200,00 à R$ 600,00 do produto é o Windows que você está pagando (a variação se deve às versões que existem, starter, professional, ultimate, pro, etc), em caso extremos o valor pode chegar à praticamente metade do valor pago.

O que talvez você não saiba é que isto é o que chamamos de "venda casada", ou seja você só consegue comprar um produto se pagar por outro junto, mas vem cá, afinal de contas você foi comprar um computador ou o Windows?

A Microsoft se apoia em uma espécie de "lei Microsoft" onde seus advogados (obviamente muito bem remunerados) defendem que vender "um computador sem sistema operacional é como vender um carro sem rodas", a analogia surte um bom efeito pois é sonora mas veja bem, ela não faz o menor sentido, por que você não pode colocar outra coisa que não sejam "rodas" no seu carro para ele andar, mas no seu computador você pode instalar outro software.

Governo Italiano, um exemplo a ser seguido


E é justamente neste âmbito que o governo da Itália resolveu agir e abolir a "lei Microsoft":
Em suma, " os fabricantes de computadores que operam na Itália serão legalmente obrigados a devolver o dinheiro para a licença do Windows ", e não só isso:" A decisão também obriga os fabricantes a anunciar o valor de reembolso da licença do Windows novos PCs e o processo para os usuários de solicitar um reembolso se assim o desejarem ".
Nada mais justo visto que ao comprar um computador você precisa aceitar duas licenças diferentes, uma em relação ao hardware e outra com o software ao ligar o computador.

Infelizmente no Brasil e em outros países também conseguir este reembolso requer muita paciência e boa vontade, quem sabe as coisas mudem mais pra frente.

Via: MuyLinux
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
terça-feira, 28 de outubro de 2014

Anti Micro - Programa para mapear teclado e mouse para jogos

Você quer jogar aquele game usando seu controle de XBox ou de PS mas ele não tem suporte à controle? Veja nesta matéria como mapear o seu teclado e o seu mouse para usar joysticks em qualquer game.

Anti Micro - Ubuntu

Um programa essencial para todo gamer


Já havíamos falando sobre o Anti Micro a algum tempo atrás e agora a aplicação recebeu uma atualização que deixou ele mais completo e com mais opções de configuração.

Na nova versão agora você pode mapear os movimentos do mouse com maior facilidade, muito útil para games que usam o segundo analógico para controlar a câmera.

Recentemente comprei o game "Tomb Raider 2013", um game muito bom por sinal que conta a história de "Lara Croft" quando ela eram mais jovem e antes de se aventurar em todos os outros games da série, e achei que seria mais divertido jogar com o controle, mas para minha surpresa o game tem um suporte pífio para controle, permitindo apenas configurar a sensibilidade, resolvi isso perfeitamente usando o Anti Micro.

Como instalar o Anti Micro no Ubuntu


Antigamente tínhamos apenas um pacote .deb para instalar, agora podemos instalar via repositório para termos a aplicação sempre disponível.

No terminal é só colar os três comandos, um atrás do outro, e pressionar enter após cada um:

sudo add-apt-repository ppa:ryochan7/antimicro 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install antimicro
É isso, agora é só abrir o programa pelo menu.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Conceito de Design com KDE 5 une aparência do Gnome com Windows 10

O KDE 5 é um projeto extremamente ambicioso mas talvez essa ideia do Designer Ken Vermette possa trazer inspiração e ainda melhor beleza ao sistema, confira:

Kwin semelhante ao novo menu do Windows 10

KDE 5 com uma mistura de Windows 10 e Gnome 3


Se tem uma coisa que melhorou nesta quinta versão do KDE foi a sua aparência, na minha opinião agora ele realmente está mais bonito, mas mesmo estão com uma aparência agradável isso não significa que ela não pode ser melhorada e foi exatamente isso que o Designer Ken Vermette fez.

Juntando a característica mais marcante do Windows 10, o menu iniciar com os live tails e os menus e barrar concisas do Gnome 3.14 Ken conseguiu dar uma aparência muito elegante ao desktop com KDE 5.

Confira as imagens:

Concept Art KDE 5

Concept Art KDE 5

Concept Art KDE 5

E você o que achou deste conceito? Lembrando que é apenas um conceito, não faz parte dos rumos do projeto oficial, pelo menos por enquanto, deixe a sua opinião nos comentários.

Se você ficou curioso sobre o KDE 5 não deixe de conferir o nosso vídeo análise sobre a nova versão do Plasma.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
domingo, 26 de outubro de 2014

Ubuntu MATE ganha sua primeira versão final

Com o lançamento do Ubuntu 14.10 os seus derivados foram lançados também, mas além dos "tradicionais sabores" temos uma nova versão disponível para download, o Ubuntu MATE.

Ubuntu MATE 14.10
Imagem: WebUp8

Lançado Ubuntu 14.10 MATE

Agora as pessoas que curtem a simplicidade do antigo Gnome 2 e reviveram essa interface usando o MATE no Linux Mint e outros sistemas podem contar com uma versão oficial do Ubuntu com essa interface.

O Ubuntu 14.10 MATE foi lançado e você pode baixar gratuitamente através deste link na página do projeto.

O sistema inclui a versão 1.8 do MATE, que é a última versão estável, e traz um conjunto de softwares diferentes do Ubuntu original, como por exmeplo o Pidgin no lugar no Empathy.

Com temas verdes e pastas laranjas a aparência geral não me pareceu muito armônica, mas sem dúvidas é uma ótima opção para máquinas mais modestas.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Dead Island (Game of the Year Edition) lançado para Linux

Fãs de games de zumbis tem mais um motivo para abrir as carteiras neste final de semana, o game "Dead Island" foi lançado para Linux com um ótimo desconto!

Dead Island no Linux

Dead Island chega ao Linux


Confesso que estava esperando ansioso lançamento deste game desde que ouvi rumores sobre o seu possível porte para o Linux e agora finalmente o game chegou à plataforma do Pinguim.

Dead Island é um game com elementos de terror e RPG, basicamente você está em uma ilha infestada por zumbis e tem que descobrir o que está acontecendo ali ao mesmo tempo que corre pela sua vida e tenta sair deste lugar vivo... é, pois é, a história é até meio clichê mas o game é excelente!

Para incentivar a compra a Valve lançou o game para Linux com 75% de desconto então se você está interessando é melhor se apressar para garantir o seu game sem pagar muito, eu já garanti o meu!


E se você curte games não deixe de passar pelo canal do Diolinux, até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Como atualizar do Ubuntu 14.04 LTS para o Ubuntu 14.10

Veja nesta matéria como atualizar o seu Ubuntu 14.04 LTS para a nova versão 14.10 Utopic Unicorn sem precisar formatar o sistema.


Aprenda a atualizar o Ubuntu de uma versão para a outra


Agora que o Ubuntu 14.10 foi lançado muitas pessoas ficaram curiosas com a nova versão, e também com aquela vontadezinha de usar o "Utopic Unicorn".

É uma pergunta comum no mundo Linux, "Dá par a atualizar o Ubuntu de uma versão para outra sem formatar?", e a resposta é, sim, dá.

Como fazer esta atualização


Antes de fazermos a atualização em si é necessário tomar algumas precauções, na maioria das vezes quando alguém me apresenta essa dúvida eu sempre digo que a melhor formatar do zero com o sistema novo, isso porque podem ocorrer alguns conflitos especialmente com os PPAs que por ventura você tenha adicionado. Então a primeira coisa que você fará será desabilitar os PPAs antes de atualizar, para fazer isso abra o menu do Ubuntu e abra o aplicativo "Programas e atualizações".

Configurações de PPAs no Ubuntu

Na imagem acima você tem um exemplo da janela que vai se abrir, na aba "Outros Programas" desmarque todos os repositórios que você adicionou manualmente através dos PPAs, resumindo, desmarque todas as linhas que começarem com "http".

Agora clique na aba ao lado "Atualizações", na opção "Notificar-me de uma nova versão do Ubuntu" altere a configuração para ficar como na imagem abaixo "Para qualquer nova versão".

Atualizações no sistema


Pode fechar o o software agora, o próximo passo é atualizar o sistema propriamente dito, abra o menu do Ubuntu novamente e procure pelo aplicativo "Atualizador de Programas", aguarde enquanto ele verifica pelos novos pacotes de software.

Atualize o sistema

Se esta tela aparecer apenas clique em "Atualizar..." e aparecerá a tela abaixo:

Atualização do Ubuntu 14.04 LTS para o Utopic Unicorn


Clique em no botão "Atualizar" e vá tomar um café enquanto o procedimento acontece, depois de tudo reinicie o computador, pronto, você já está com o novo Ubuntu.

Opinião

Para finalizar gostaria de dar "os meus dois palitos" sobre o assunto, particularmente não pretendo atualizar o sistema da versão 14.04 LTS em minhas máquinas de trabalho, especialmente por isso, por que são de trabalho e o LTS está muito estável e funcional, para o lado do Ubuntu 14.10 podemos levar em conta que o sistema está com programas mais atualizados, novo Kernel e uma nova versão do Unity que aparenta estar mais rápida, essas atualizações, mais cedo ou mais tarde devem chegar ao LTS também, pode ser questão de preferência mas prefiro instalar tudo "do zero" a atualizar assim, mas isso sou eu...

Enjoy!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Lançamento! - Faça download do Ubuntu 14.10 Utopic Unicorn!

Foi liberada hoje a nova versão do Ubuntu, a versão 14.10 Utopic Unicorn, veja agora as principais novidades do sistema e também os links para download da versão.

Ubuntu 14.10 Download

Canonical libera nova versão do Ubuntu com poucas novidades


Finalmente o novo Ubuntu deu as caras para todos os usuários que estavam aguardando ansiosos pela nova versão, infelizmente se você estava esperando alguma mudança mais drástica ou muitas novidades você pode acabar se frustrando, isso porque o Utopic Unicorn chega trazendo basicamente atualizações de software e aprimoramento na interface Unity, o lado bom é que o Ubuntu antigo já era bom e agora recebeu softwares mais novos, como o Kernel Linux que chega na versão 3.16.


Download da nova versão


O download do Ubuntu é gratuito como sempre e está disponível tanto para processadores de 32 quanto de 64 bits, em formato ISO (download direto) quanto torrent.

Você encontra todos os links para download neste endereço, e se você já está usando a nova versão não deixe de compartilhar a sua experiência conosco através dos comentários do site, até uma próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Projeto Chromixium, um Chrome OS para todos!

Você já viu o Chrome OS, sistema operacional do Google, que vem de fábrica nos Chromebooks? Ficou com vontade de usar mas está ponderando os prós e os contras de comprar uma máquina destas? Acho que você vai ficar feliz em conhecer o projeto Chromixium.

Chromixium - Chrome OS

Juntando a nuvem com o desktop convencional


Muito provável que você já tenha ouvido falar dos Chromebooks, ele já deixaram de ser uma aposta do Google e passaram a ser uma realidade muito rentável para a gigante de Montain View, porém, uma das críticas que se faz ao sistema é que ele se torna quase que "inútil" quando não está conectado à internet, tudo bem... você pode até argumentar que isso raramente acontece mas o fato dele limitar-se desta forma é porque ele funciona basicamente usando webapps ( aplicativos que rodam através da internet), não seria bacana poder instalar programas nele como em qualquer outro Linux, como o Ubuntu?

Sería, claro que sim, e é justamente à partir desta ideia que nasceu um pequeno projeto, que me parece promissor, chamado Chromixium.

Usando componentes de diversos ambientes gráficos e a potência do projeto Chromium (mesmo projeto que deu origem ao Google Chrome e ao Chrome OS) os desenvolvedores deste sistema, que atualmente encontra-se em Alpha, criaram um "Chrome OS" que funciona offline também.

Preparamos um vídeo para você entender melhor e conhecer o sistema, confira:


Sem dúvida se o projeto progredir ele será uma excelente alternativa para usar em computadores mais modestos como o Netbooks.

Se você se interessou pelo projeto, acesse a página dele e baixe o Alpha para testar.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Kdenlive 0.9.10 está disponível com correções de Bugs

Mais uma atualização de correções de bugs chegou ao Kdenlive, veja nesta matéria as principais mudanças e um tutorial simples para a instalação.

KDEnLive 0.9.10 lançado

Lançado KDEnLive 0.9.10


Depois de ter ficado parado por muito tempo o projeto Kdenlive voltou à atividade e lançou uma nova versão com vários bugs corrigidos.

Dentre as principais alterações estão a adição de novos bons recursos como estabilizadores de imagem, e para infelicidade de quem não fala inglês os menus que eram em sua maioria em português ficaram em inglês.

A mudança mais significativa é sem dúvida a estabilidade, você consegue ler todos os bugs consertados neste changelog.

Instalação do Kdenlive 0.9.10 no Ubuntu


Se você já tem o PPA do Kdenlive ativado na sua máquina apenas atualize o sistema, caso contrário basta abrir o terminal e colar os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:sunab/kdenlive-release
sudo apt-get update
sudo apt-get install kdenlive


Confira também os nossos vídeo sobre este excelente editor de vídeos:






--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.