Borderlands 2 e Borderlands: The Pre-Sequel foram lançados para Linux na Steam

Dois super games lançados para Linux na Steam, um deles com um desconto bem camarada para o lançamento, estes sãos os games da série Borderlands chegando ao Pinguim.

Borderlands 2 e Pre-Sequel lançados para Linux
Imagem: Steam

Mais games de peso chegando ao Linux, agora é a vez da franquia Borderlands


Não faz muito tempo que anunciamos aqui que os games Borderlands 2 e Borderlands: The Pre-Sequel iriam chegar ao Linux e parece que o pessoal da 2K Studios não demorou muito para cumprir a promessa e hoje finalmente os games pousaram no sistema do Pinguim.

Borderlands 2 no Linux


Borderlands 2 é um game consagrado que vendeu muitas cópias e foi lançado no ano de 2012 e agora chega ao Linux para reforçar o time dos games de peso que agora rodam no Pinguim graças a Steam, para comemorar o lançamento e fazer você abrir a carteira a Valve disponibilizou o game com um desconto bem camarada, por apenas 46 horas.


Borderlands: The Pre-Sequel no Linux


Este é título de sequência da franquia vindo logo após de "Borderlands 2", o game ainda nem foi lançado para plataforma alguma mas já entrou em Pré-venda inclusive para Linux, o preço ainda está meio salgado como qualquer lançamento, e o pior, talvez ele aumente um pouco quando o game for lançado, mas de qualquer forma, lá se vai o meu dinheiro de novo...



Agora a coisa ta ficando séria!


Claro que é ótimo ver mais games sendo lançados para Linux, é bom ver o porte de grandes títulos como Borderlands 2 e Metro Last Light para Linux, mas o que eu gostaria de chamar a atenção é justamente o lançamento do game The Pre-Sequel da série Borderlands, será uma das primeiras vezes em que um game de extremo peso será lançado para Linux ao mesmo tempo que é lançado para Windows, este é de fato, um marco para a indústria de games, e o que você pode fazer para ajudar a fomentá-la e fazer com que isso aconteça mais e mais? Simples, compre os games que forem lançados e jogue-os no Linux, se você for o tipo de usuário gamer isso não será nenhum grande sacrifício não é verdade?  hehehe

Compartilhe para espalhar a boa nova e até logo! =D
terça-feira, 30 de setembro de 2014

Agrupe aplicativos na barra lateral do Unity com o Unity Launcher Folders

Esta é uma ótima maneria de organizar as aplicações no Ubuntu seguindo o mesmo conceito dos Smartphones.

Unity Folder Launcher
Imagem: Reprodução

Inspirando-sem nos dispositivos móvies


Quem usa um celular com Android ou com iOS deve estar adaptado a um recuso semelhante a este, agrupar aplicações em uma pequena pasta que pode ser utilizada como lançador, agrupar programas de categorias e aplicativos com funcionalidades semelhantes em um lugar só.

O aplicativo não é perfeito mas pode se tornar bem útil, a principal funcionalidade é criar webapps com links para alguns sites e programas web mas ele pode ser utilizado também para abrir alguns aplicativos.

Veja abaixo um vídeo produzido pelo próprio desenvolvedor do aplicativo:



Baixando o Unity Folder Launcher para o seu Ubuntu


Tudo que você precisa fazer é baixar o pacote .deb diretamente do site do desenvolvedor, opcionalmente você pode clicar aqui , os pacotes deb são como os EXE do Windows, basta baixar e dar dois cliques e você vai instalar pela Central de Programas.

Dicas de utilização


Como você viu no vídeo trazer web apps e sites para o Unity Folder Launcher é simples, mas quando você fizer isso a aplicação virá sem os ícones, então é interessante você ter uma pasta (na sua /home quem sabe?) com os ícones que pretende utilizar, você pode pesquisar eles no Google Images mesmo, a dica é procurar imagens no formato PNG com o fundo transparente, essas são as que dão a melhor aparência.

Se você deseja adicionar aplicações do computador basta arrastar os ícones que estão dentro da pasta "Applications", você encontra ela neste endereço:

/usr/share/applications/

Você poder ir navegando até a pasta ou abrir ela diretamente copiando e colocando este comando no terminal:
nautilus /usr/share/applications/

Até a próxima!

Editor de vídeo profissional Lightworks 12 é lançado para Linux

Os profissionais da edição de vídeo podem comemorar mais um lançamento do poderoso editor Lightworks da Red Shark.

Lightworks 12 disponível para Linux
Imagem: Reprodução

Lightworks 12 chega ao Linux, Windows e Mac


O Lightworks é um editor de vídeo profissional disponível para as três principais plataformas gratuitamente (com algumas restrições) para todos os usuários que desejam uma ferramenta poderosa para fazer os seus filmes.

A nova versão chega com alguns recursos novos, dentre eles uma nova tela de exportação mais intuitiva, para ver todas as notas de lançamento da versão clique aqui.

Para Linux o Lightworks está disponível em pacotes DEB e RPM que abrange praticamente todas as principais distros como Ubuntu, Fedora, openSUSE, Debian, Mint etc, apenas em versão 64 bits.

O Software é proprietário mas o download é gratuito e apenas requer um cadastro no site, as mesmas informações cadastradas serão utilizadas quando você abrir o programa pela primeira vez, de modo que pelo menos na primeira execução é necessário estar conectado à internet.

A versão grátis do Lightworks possui algumas limitações como por exemplo poder exportar vídeo em no máximo 720p, se você realmente deseja trabalhar com ele pode ser útil adquirir a versão completa que sai por 437,99 dólares com licença vitalícia, também é possível comprar licenças mensais por 25 dólares, veja mais aqui. 

Para baixar a versão grátis do Lightworks acesse esta página.


Adobe Photoshop deverá chegar aos Chromebooks e consequentemente ao Linux

Google e Adobe estão trabalhando no porte do Adobe Photoshop Creative Cloud para os Chromebooks, que sãos os notebooks que carregam o sistema operacional da "Gigante de Montain View" baseado em Linux e no projeto Chromium.

Photoshop poderá rodar no Linux

O acordo entre  Adobe e Google poderá refletir no Linux


Caso você ainda não saiba o Google possui um sistema operacional voltado a internet chamado Chrome OS, este sistema nada mais é do que uma versão modificada do Ubuntu que roda os serviços da empresa, sendo a interface principal, por assim dizer, o Google Chrome, browser na companhia.

O Google tem conseguido ampliar a venda de computadores portáveis com este sistema trazendo todas as ferramentas da empresa em um produto só, mas como o Chrome OS, baseado em Linux, é focado em aplicativos que rodam na nuvem, quando não está conectado à internet ele é praticamente inútil, e se tem uma coisa que o pessoal da Microsoft gosta de criticar nos aparelhos da Google é a ausência de aplicações famosas como o Adobe Photoshop.

Falei da Microsoft porque eles fizeram até alguns comerciais para tentar provar que o Surface deles é melhor que o Chrome OS do Google.


Como isso deve funcionar


Aparentemente o Google andou "mexendo os pauzinhos" para fazer a Adobe adaptar o Adobe Creative Cloud para rodar nos Chromebooks, isto na mais é do que uma espécie de Streaming onde é possível acessar o Photoshop online como se fosse uma "webapplication" , assim a aplicação deverá funcionar em qualquer sistema operacional que rode o Google Chrome, incluindo o Linux.

A primeira versão deverá vir "capada" com menos recursos do que o Adobe Photoshop tradicional para que depois isso possa ir melhorando e mais recursos possam ir sendo implementados, ela só estará disponível para assinantes da Creative Cloud em primeira instância, sendo liberado posteriormente para outros usuários.

Segundo a Adobe e o Google a aplicação será exatamente "o mesmo Photoshop que você ama" e no caso dos Chromebooks ele terá uma integração com o Google Drive.

Apesar de eu utilizar diariamente o GIMP não podemos deixar de reconhecer que o Photoshop tem muitíssimo valor especialmente para profissionais da área do Design que construíram suas carreiras nas costas dos programas da Adobe, ter eles no Linux vai ver mais um motivo para a migração de sistema, vai deixar de ser desculpa, e quem diria, o Photoshop para Linux pode estar vindo "pelas nuvens".

Via: The Verge
segunda-feira, 29 de setembro de 2014

openSUSE 13.2 Beta está disponível para Download

Mais uma versão do "Rei Lagarto" está à caminho e os desenvolvedores do openSUSE querem a sua ajuda para deixar o sistema ainda mais afinado.

Lançado openSUSE Beta

Muitas atualizações devem chegar ao novo openSUSE


Depois que o pessoal do openSUSE mexeu no calendário de lançamentos da distro eles passaram a ter mais tempo para desenvolvedor o sistema, anteriormente ele era liberado de 6 em 6 meses como o Ubuntu, mas agora ele passou a ser liberado a cada um ano, ou seja, o dobro do tempo.

Todo este tempo de desenvolvimento gerou uma distro ainda mais sólida e multiuso que acabou de receber um novo Beta para que todos os interessados possam baixar e testar.

Tudo o que há de mais novo


Se tem uma coisa que os usuários de openSUSE não podem reclamar é sobre a questão do sistema trazer pacotes atualizados, juntamente com Fedora e Arch Linux o openSUSE é um sistema que sempre leva ao seu usuário o que há de mais novo no mundo open source, portante teremos a versão mais recente do Kernel 3.16, Gnome 3.14, KDE 5 entre muitos outros pacotes em suas últimas versões.

Atualmente o sistema traz pacotes ligeiramente desatualizados seguindo o desenvolvimento atual mas em breve eles devem ser atualizados, por exemplo, se você baixar a ISO atual ela deverá vir com Gnome 3.12, mas em breve uma atualização levará o desktop para o 3.14.

Baixe e teste em tudo que tiver direito


Pelo que o pessoal que desenvolve o SUSE falou eles esperam uma resposta ampla da comunidade, esperam que você baixe o openSUSE e instale naquele computador antigo que você tem lá num canto, no Ultrabook da sua tia, no Notebook do seu irmão, no PC da família, o Mac do seu primo rico e também naquele super servidor que você está construindo secretamente no porão de casa, tudo isso para deixar o openSUSE pronto para qualquer parada.

Para baixar o Beta e testar basta acessar este endereço, o download como sempre é gratuito.

Instale agora o novo Driver Nvidia 343.22 para Ubuntu

A Nvidia liberou mais uma atualização do seu driver de vídeo, neste tutorial vamos aprender a instalar e atualizar o nosso sistema para usar a versão mais recente do controlador da sua VGA.

Driver 343.22 Nvidia para Ubuntu

Como instalar os mais recentes drivers da Nvidia no seu Ubuntu


A Nvidia liberou mais uma versão do seu controlador gráfico para Linux, a versão atual chega com a numeração 343.22 e traz um série de correções dentre elas uma que estava me incomodando muito que era a falta de sincronização vertical em determinados games.

Instalando e atualizando os drivers utilizando Xorg-Edgers


O Xorg-Edgers é um repositório para o Ubuntu e distros baseadas nele que contém as versões mais recentes do drivers Nvidia, Intel e AMD, esses drivers são recém "saídos do forno" e não foram testados pelos desenvolvedores do Ubuntu e por isso tanto podem deixar a sua máquina com extremo desempenho como podem apresentar algum problema.

Neste caso esteja ciente de que o procedimento, apesar de simples pode ter algumas complicações, vale o alerta mas para mim pelo menos o desempenho ficou excelente, tenho uma GTX 650 e pode notar um grande melhoria no desempenho do game METRO Last Light.

Instalando o driver Nvidia 343.22 no Ubuntu


Abra o seu terminal e cole os seguintes comandos:


sudo add-apt-repository ppa:xorg-edgers/ppa 
sudo apt-get update
sudo apt-get install nvidia-343

Desta forma você instalará a versão 343.22 do driver, atualize e reinicie o computador, minha recomendação é instalar este driver e desativar o repositório Xorg-Edgers pois muitas vezes os pacotes lançados por lá apresentam alguma instabilidade, nele não estão contidos não somente os drivers mais sim praticamente todas as bibliotecas no que tange o desempenho gráfico do sistema, e nem sempre instalar versões não testadas lhe tratá alguma utilidade. 

Só estamos usando este método para instalar os drivers porque ele é mais simples do que baixar o pacote .run do site da Nvdia, especialmente para iniciantes, mas se você preferir assim ou usar outra distro Linux, pode baixá-los direto do site.

Como desabilitar o PPA Xorg-Edgers


Como eu comentei, recomendo desativar o Xorg-Edgers depois de instalar o driver  e só voltar a habilitá-lo quando houver outro lançamento de driver, assim você apenas atualizará de uma versão final de driver para outro e vai evitar os intermediários, para isso, abra o menu do Ubuntu e procure de aplicativo "Programas e atualizações", ele existe no Linux Mint também mas o Mint tem uma maneira diferente de gerenciar isso através de um aplicativo próprio.

Desative o repositório

Na aba "Outros Programas" desmarque a caixa de seleção do Xorg-Edgers como exemplificado na imagem acima, clique em fechar na parte inferior da janela, neste momento será necessário atualizar o repositório, clique em "Recarregar" e aguarde a atualização.

Aguarde a atualização.

Depois disso, pode fechar o software e aproveitar o seu novo driver, gostaria de fazer uma observação, se você abrir o gerenciador de drivers ele mostrará que você está utilizando o driver open source, mas abrindo o Nvidia-Settings ele mostra a versão correta do driver.

Driver Nvidia Ubuntu

Como remover o Driver 343.22


Caso algo dê errado ou desempenho tenha ficado pior para você é possível remover o driver e o PPA junto com estes comandos:

sudo apt-get install ppa-purge
sudo ppa-purge ppa:xorg-edgers/ppa

E reinicie o seu computador:

sudo reboot 

Todos estes procedimento realizados pelo terminal pode ser feitos de maneira gráfica e muito facilitada utilizando o aplicativo YPPA Manager, clique aqui para conhecer a ferramenta.

Até a próxima! 
domingo, 28 de setembro de 2014

DioCast #10 está no ar! Tema de hoje: As muitas distros Linux

Nooovíssimo episódio do Diocast está no ar para te trazer alegria, informação (bastante alegria mesmo) e muito conhecimento, neste episódio falamos sobre a nossa mudança para o mundo Linux, sobre as distros que utilizamos e as muitas distribuições que existem atualmente.


Quais será que são as distros mais importantes da atualidade?


Neste episódio tivemos de tudo, risos, lagrimas, e claro, muito Linux, contando com a participação de Gabriel, Kewer, Luiz, Jean e Dionatan, falamos sobre as nossas primeiras experiência com o mundo Linux e também tomamos conhecimento da triste sina de Gabriel Almir (Kewer) que está à meses com um computador que não permite a instalação do Linux... 

Inclusive se alguém tiver uma máquina para doação para o coitado será de grande valia hehehe.

Neste episódio também descobrimos que o Gabriel [( o outro) sim, tem dois] sabe a distribuição perfeita para você queimar a sua fonte de alimentação aparentemente.

Você pode ouvir o episódio no player na lateral do site ou dando play logo aqui em baixo:



Mais uma vez obrigado ao nosso mestre louva deus Luiz Felipe que editou este episódio deixando ele muito mais divertido de ouvir... falando nisso, o que vocês estão achando da qualidade do programa? Sugestões e perguntas para serem respondidas nos quadros do Diolinux podem ser enviadas pelo Ask.fm/Diolinux

Ouça os outros episódios do DioCast aqui.

Até a próxima!
sábado, 27 de setembro de 2014

Ubuntu Gnome 14.10 vai usar Gnome 3.12 ao invés do 3.14

O desenvolvedor do Ubuntu Gnome Ali Linx explicou porque o futuro lançamento do Ubuntu Gnome irá trazer o Gnome 3.12 por padrão e não o recém lançado Gnome 3.14.



Por política de desenvolvimento Ubuntu 14.10 não terá a versão mais recente do Gnome


É realmente uma pena mas o tão "pomposo" Gnome 3.14 que deu as caras essa semana não será padrão do Ubuntu 14.10 em sua versão Gnome, o motivo é que, devido a política de congelamento da Canonical, o sistema não pode receber mais modificações a partir de uma certa data, e deve ficar "congelado" apenas para correção de bugs.

Essa é uma prática relativamente comum entre as distros que não são Rolling Release e possui ciclos de lançamento, isso acontece do Debian também por exemplo, o caso é que o ciclo do Ubuntu 14.10 Gnome culminava no dia 21 de Agosto, ou seja, mais ou menos um mês antes do lançamento do novo Gnome.

Segundo Ali Linx, como a data de lançamento da versão final está muito próxima, eles não teriam tempo suficiente para fazer testes e debugar o novo Gnome no Ubuntu 14.10, desta forma o sistema chegará com o Gnome 3.12 por padrão, entretanto será possível instalar o ambiente mais recente por conta própria usando PPAs.

O Ubuntu 14.10 com Unity, que lançou seu Beta Final hoje, deverá trabalhar em seu BackEnd com aplicações com um miste de Gnome 3.10 e 3.12.

Se você gostaria de usar um sistema que já sai de fábrica com o novo Gnome considere testar o Fedora 21, a sua versão final ainda não saiu mais já temos um Alpha para testes.
sexta-feira, 26 de setembro de 2014

O Orkut acaba em poucos dias, veja como salvar e baixar todo o seu perfil

/ Orkut vai acabar mas eu como saudosista quero tê-lo para mim, apesar dele estar acabando eu ainda gostaria de mantar os scraps e depoimentos, então hoje vamos aprender a salvar o seu Orkut!

como fazer Backup do seu Orkut

Aprenda a fazer backup do seu Orkut antes que ele acabe


Hoje (26/09/2014) restam ainda 4 dias de existência ao Orkut, a rede social que foi sucesso absoluto no Brasil por muitos anos antes de ser engolido pelo Facebook.

Com o passar do tempo as pessoas acabaram migrando do Orkut para outras redes sociais mas essas pessoas, assim como eu, ainda mantém um certo carinho por ele, pelas pessoas e relacionamentos que foram construídos pela rede que introduziu o conceito de "rede social" aos brasileiros.

Por que você salvaria o seu Orkut?


Bom, você eu não sei, cada um deve ter os seus motivos, mas particularmente quero guardar os recados e depoimentos especialmente os de uma pessoa especial que está comigo até hoje, pois é, acredite se quiser eu conheci a minha namorada no Orkut e estamos juntos desde então.

Além disso é muito nostálgico para mim reler as coisas que eu escrevia, opiniões que eu tinha e perceber o quanto algumas coisas mudam.

É um material que eu odiaria perder e acredito que devam existir mais pessoas como eu por isso deste tutorial.

Como salvar o seu Orkut

O Google disponibiliza a todos os seus usuários um recurso chamado Google TakeOut que serve para você fazer backup dos seus dados de algum serviço específico da empresa e isso é claro, funciona também no Orkut.

Então para fazer o Backup do seu antigo perfil no Orkut acesse este endereço, logando-se com a sua conta Google deixe apenas o serviço do Orkut assinalado:

Deixe marcado apenas o Orkut

Depois de deixar o Orkut assinalado clique em "Próxima" na parte inferior da página, na tela seguinte clique em criar arquivo:

Criar Arquivo

Aguarde a criação do seu Backup e depois clique em "Fazer Download":

Fazer Download

Você irá baixar um arquivo compactado no formato ZIP, para revisitar o seu perfil basta apenas extrair o conteúdo e dar dois cliques no arquivo INDEX.HTML.

É isso, ficam aqui as minha sinceras despedidas e saudades do Orkut, vai em paz, você estará sempre na memória de vários brasileiros que começaram a usar redes sociais com você.

Até a próxima!

Lançado Ubuntu 14.10 Utopic Unicorn Beta Final

A Canonical anunciou hoje a última release de teste do Ubuntu 14.10 Utopic Unicorn antes do lançamento final que deve acontecer no próximo mês.

Lançado Ubuntu Utopic Beta Final

Ubuntu 14.10 lançado... muita coisa nova #SóQNão


É meus amigos, mais uma versão do Ubuntu se aproxima e desta vez não temos muitas novidades a apresentar, talvez estejamos mal acostumados pois a Canonical revolucionou muita coisa nos últimos anos e aparentemente essa nova versão do Ubuntu vem na maior tranquilidade possível, sem nada novo o suficiente para encher os olhos... eu já havia comentado que esta versão havia me decepcionado neste artigo, lá elucidei muito bem os motivos.

De qualquer forma esta é uma versão nova que traz softwares mais atualizados, como uma nova versão do Kernel, provavelmente o novo Ubuntu será lançado com o Kernel Linux 3.16.x, assim como atualizações dos outros programas que compõem o sistema.

Alguns pequenos ajustes foram implementados na Dash do Unity, tudo para fazer com que as coisas que já funcionavam funcionem melhor ainda e com menos problemas, se este fosse um sistema LTS certamente seria muito proveitoso, mas como não é, a primeira vista ele se torna "descartável" afinal, os recursos que nele estão também estão no Ubuntu 14.04.

Ah sim, temos um novidade realmente útil... a nova versão conta com melhor suporte a drivers de placas híbridas como as da tecnologia Primus na Nvidia que agora tem um melhor suporte nativo do sistema.

Baixando a nova versão do Ubuntu, 14.10 Utopic Unicorn


Se você está querendo ver o novo Ubuntu com seus próprios olhos você pode baixar o novo Beta do Ubuntu neste endereço.

Acredito que o sistema não deverá receber alterações muito drásticas até o seu lançamento, mesmo assim é bom ficar de olho.