Unity Tweak Tool - A ferramenta ideal para configurar o Unity

O Unity certamente não é o ambiente gráfico mais personalizável disponível para o Linux, mas isso não quer dizer que não possam ser feitas boas customizações para deixar o Ubuntu ao seu agrado. Com o Unity Tweak Tool é possível configurar os temas do Ubuntu e uma série de outras opções que darão a sua cara para o sistema.

Unity Tweak Tool Ubuntu

Através da imagem acima você pode ter uma noção clara de quantas opções você pode configurar através desta ferramenta.

O Unity Tweak Tool é dividido em categorias simples, que permitem que você configure a aparência do lançador do Unity, como mover ele para a parte inferior da tela por exemplo, temas GTK, temas de ícones, cursores, fontes, entre outros.

Você também consegue escolher os efeitos das janelas e menus, configurar as múltiplas áreas de trabalho e o seu comportamento, ícones na "Área de Trabalho", a transparência da barra superior do Unity e muito, muito mais!

Certamente é um aplicativo obrigatório para qualquer usuário de Ubuntu com Unity.

Como instalar o Unity Tweak Tool no Ubuntu


O Unity Tweak está disponível na  Central de Programas do Ubuntu e você pode instalar clicando no botão abaixo:

Ubuntu Unity Tweak Download

sudo apt-get install unity-tweak-tool
Depois de instalado, você o encontrará o programa no menu do sistema facilmente.

Até a próxima dica e boas customizações!
sexta-feira, 22 de julho de 2016

Novo recurso do Ubuntu deixa Unity mais leve em computadores fracos

Um novo recurso interessante foi adicionado ao Ubuntu com Unity pela Canonical, o "LOW-GFX" permite que o sistema rode melhor em computadores que não tem placas gráficas muito potentes, conheça a mudança e veja como ativar no seu sistema.

Ubuntu Low-GFX



O recurso em si não é novo, nós já mostramos como ativar o "Unity 2D" no Ubuntu, o procedimento é válido para o Ubuntu 14.04 LTS por exemplo, porém, até então não existia uma opção simples para ativar esta funcionalidade, pelo menos até agora. O recurso de "low graphics" também é possível de ser atingido através do Unity Tweak Tool, basta ter um pouco de paciência para configurar tudo direitinho.

A Canonical atendeu ao pedido dos usuários que acham que o Unity é pesado demais para computadores modestos, desta forma, mesmo computadores que não possuem uma boa aceleração gráfica poderão usar o sistema.

Basicamente, o que faz o Unity ser "pesado", são as suas transparências e "fades", então, deixando estas opções opacas, o impacto para uma placa gráfica modesta é muito menor.

Uma modificação no Compiz


Enquanto o Unity 8, que deve ser leve, afinal roda até mesmo em Smartphones, não chega, o Unity 7 continua sendo lapidado. O Unity é na verdade um plugin do Compiz, um compositor de janelas que já foi muito mais popular do que é hoje, especialmente por conta dos efeitos gráficos que o mesmo costuma proporcionar.

Basicamente, a opção "low-gfx", adicionada recentemente como uma opção no Compiz, desabilita todas estas opções que fazem o Unity ser pesado.

Como fazer a modificação no Ubuntu 16.04 LTS?


1 - O primeiro passo é ter certeza de que você está com o sistema atualizado, portanto, use o "Atualizador de programas", que você encontra no menu do sistema, para fazer esta verificação, ou use o terminal se você preferir:
sudo apt update
sudo apt upgrade
2 - O próximo passo é instalar o Compiz Config Settings Manager, ou CCSM, para poder configurar o plugin do Unity, quem prefere instalar pelo Ubuntu Software, basta procurar pelo nome comentado logo acima, ou clicar no botão abaixo.


Para fazer o procedimento pelo terminal, use o seguinte comando:
sudo apt install compizconfig-settings-manager
3 - Depois de instalado, você encontra o programa para configurar o Compiz no menu do sistema, procure pela palavra "Compiz" no menu e abra o CCSM:

Compiz Config Settings Manager

4 - Procure a opção "Ubuntu Unity Plugin", como indicado na figura acima, dentro dele você encontrará a opção "Enable Low Graphics Mode", basta marcar a o "checkbox" indicado na image abaixo, você verá mudanças instantaneamente, porém, é recomendável encerrar a sessão e depois logar-se novamente para ter certeza que tudo estará configurado corretamente.

Unity Low Graphics

É isso, você logo perceberá que o Unity está mais opaco e veloz.

Dicas adicionais para otimizar a velocidade


Existem vários "pequenos truques" que você pode fazer para otimizar a velocidade do sistema, além, é claro, desta configuração.

Se você utilizar o Unity Tweak Tool para fazer alguns ajustes, haverá uma configuração que pode ser feita na sessão "Gerenciamento de janelas", na opção "Geral", que permite a você colocar a qualidade de textura no modo "Rápido" e desabilitar as animações das janelas, isso certamente vai acelerar o seu  Unity. Veja o exemplo na imagem abaixo.


Agora o seu Unity já vai estar mais leve e mais rápido, se mesmo assim não for o suficiente para você, aqui vão mais algumas dicas que podem ser úteis:
7 Dicas incríveis para otimizar o Ubuntu
Conte pra gente se as mudanças deram resultado para você comentando logo abaixo e até a próxima! :)
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Firefox remove suporte para o Flash

A Mozilla decidiu deixar de apoiar o flash player da Adobe no Firefox, navegador desenvolvido pela mesma, será que agora é o fim do Flash de vez?

Mozilla Firefox abandona o Flash




Já faz um bom tempo que nós esperamos o momento em que os navegadores não necessitarão de plugins para acessar conteúdos na internet. Parece que isso é uma tendência sem volta, assim como você viu na nossa entrevista com os criadores do Vivaldi Browser, mas tem um plugin, o Flash, que já é praticamente um zumbi dos filmes do George Romero. 

A que da do Flash está diretamente ligada com a acensão do HTML5 na utilização de player de vídeo no YouTube e no Facebook, porém, ainda restam sites que usam esta tecnologia, que cá entre nós, acho que até a Adobe tá torcendo pra que termine de uma vez.

A notícia do Firefox abandonar o suporte ao Flash vem diretamente do blog da Mozilla, que em 2017 será algo secundário, nada melhor do que os navegadores deixarem de dar suporte para essa tecnologia para forçar as pessoas a mudarem de atitude, mudarem para o HTML5. A ideia da Mozilla com a extinção do Flash, é melhorar a experiência do usuário, tornando a navegação mais simples, segura e rápida.

A mudança será gradual e à partir de Agosto de 2016, os sites que contiverem conteúdo desnecessário em Flash, terão estes conteúdos bloqueados por padrão, cabendo ao usuário ativar o flash no browser, sendo completamente não suportados ao longo do tempo e desenvolvimento de futuras versões do Firefox.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 21 de julho de 2016

Sorteio: Livro - Aprendendo Docker

Olá! Como vai? Você chegou bem na hora de participar de uma promoção muito bacana que começou ontem aqui no Diolinux. Através de uma parceria com a editora Novatec nós vamos sortear um livro "Aprendendo Docker" para você entrar de cabeça nesta tecnologia tão importante atualmente.

Sorteio do Livro de Docker



Este livro é muito interessante para quem realmente está começando a estudar Docker, ele apresenta todos os conceitos básicos que você precisa saber para começar a trabalhar com a ferramenta e dá uma vislumbrada em recursos mais avançados que podem ser utilizados no Docker e no gerenciamento de containers em geral, a leitura é muito simples e cheia de exemplos, confira o vídeo para entender melhor a promoção.



Resumimos aqui o passo a passo da promoção:

1 - Dê "Like" neste vídeo e compartilhe usando a #diolinuxnovatec

2 - Curta da página da Novatec: http://bit.ly/curtanovatec

Quer saber mais mais ainda sobre Docker? Confira o nosso DioCast, especial Docker, com o Jefferson da Linux Tips.

Até a próxima e boa sorte!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 20 de julho de 2016

Como ativar todos os núcleos do seu processador no boot do Ubuntu

O Ubuntu possui uma configuração de de "Concurrency" que permite habilitar todos os núcleos,isso faz com que o Boot do seu sistema seja mais rápido que o normal e pode até melhorar o desempenho em determinadas aplicações.

Ativar todos os núcleos do processador no Ubuntu




A ideia para este tutorial surgiu de uma conversa com um seguidor do blog, o Bernardo Ramos, ele me mostrou um vídeo de um tweak que pode ser feito no Windows para ativar todos os núcleos do processador na inicialização do sistema.


Ele me perguntou se era possível fazer o mesmo no Ubuntu, a reposta é: Sim, é possível. E francamente, é até mais fácil.

Para ativar todos os núcleos do seu processador no boot do Ubuntu basta rodar este comando no terminal:
sudo gedit /etc/init.d/rc
Ao rodar este comando, o Gedit vai ser abrir com o arquivo de configuração, você pode substituir o Gedit por qualquer outro editor de texto de sua preferência.

Pressione as teclas de atalho "Ctrl+F" para abrir a caixa de pesquisa e digite a palavra "Concurrency".

Configure no Gedit

Como você pode ver na imagem acima, ela aparece em vários trechos do arquivo, porém, só precisamos alterar as duas linhas assinaladas pelas setas, deixando o arquivo como ele está, ou seja, você precisa comentar a linha 
CONCURRENCY:"none" e descomentar a linha CONCURRENCY:makefile.

Dica: "Comentar" significa adicionar o símbolo "#" antes da palavra, e "descomentar" significa removê-lo.
Feito isso, salve o arquivo e reinicie o computador, provavelmente na própria inicialização você poderá sentir um tempo de boot reduzido.

Mas vamos aos testes... 


Vamos lá, apesar da dica ser interessante, o cara do vídeo do Windows afirmava que aumentava muito o desempenho e etc... Eu estou usando há dois dias esta configuração no meu Notebook e só posso informar que no meu caso a diferença na usabilidade não foi muito grande. Para ser sincero, eu não à percebi, pelo menos em termos práticos, no teste de benchmark foi diferente.

Como você viu no vídeo acima, o YouTuber, ThioJoe, utilizou um software chamado "GeekBench" para fazer os testes de desempenho, felizmente este programa possui uma versão para Linux.
Veja como usar o GeekBench no Linux para fazer benchmarks de processador
Eu fiz também os testes e realmente nos testes de benchmark o resultado foi notável:

CONCURRENCY:"none" 

Benchmark Ubuntu com GeekBench

CONCURRENCY:makefile

Geekbench Ubuntu

Como você pode ver, a pontuação subiu consideravelmente. Mas é só isso...

Realmente, tirando o teste de benchmark não senti diferença na usabilidade no sistema e nem no Boot, uma vez que uso SSD e ele já é bem rápido por padrão, tive alguns travamentos estranhos ao editar um vídeo no Kdenlive também, mas pode ter sido coincidência.

Vou deixar que você teste e também dê um feedback, quem sabe com Discos Rígidos tradicionais a diferença seja maior, por isso é importante que você comente se a modificação deu alguma diferença para você.

Para desfazer a alteração que você fez, basta editar novamente o arquivo e comentar novamente a linha CONCURRENCY:makefile e descomentar a linha CONCURRENCY:"none".

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 19 de julho de 2016

Como instalar o renovado GIMP 2.9 no Ubuntu

O GIMP 2.9 já está disponível para os interessados em baixar e testar, ele vem com muitas mudanças interessantes, incluindo uma nova aparência visual mais profissional, confira:

GIMP 2.9 Ubuntu PPA




O GIMP 2.9 ainda não pode ser considerada uma versão estável do famoso editor, porém, ele já está utilizável, estou usando há algumas horas e até o momento não tive problemas.
PPA da versão estável do GIMP para Ubuntu e derivados
Você pode ver todas as novidades que essa nova versão traz para os usuários diretamente nas notas de lançamento disponíveis no site do GIMP, mas podemos destacar algumas delas.

Novo visual do GIMP 2.9


Novos temas GIMP

Esta é uma das coisas que eu mais gostei, agora o GIMP está trazendo alguns temas, incluído temas escuros.


Além disso, um novo gerenciamento de cores foi adicionados, pincéis nativos do MyPaint também são incluídos e a capacidade de trabalhar  com imagens RAW através de um plugin do Darktable.

Como instalar o GIMP 2.9 no Ubuntu e derivados


Como  eu havia comentado, o GIMP 2.9 é uma versão instável do manipular de imagens, a versão estável atualmente é a 2.8, a versão 2.10 será a versão estável com estas novidades, porém, isso não quer dizer que você não possa utilizá-lo para pelo menos testas, e vamos fazer isso através de um repositório PPA.

O processo será demonstrado utilizando o terminal do Ubuntu, porém, todo o precedimento pode ser feito sem ele também, então seguem aqui duas dicas caso você queira fazer isso:
- Como instalar PPAs graficamente
- Como remover programas instalados por PPA graficamente
Abra o seu terminal e rode os seguintes comandos:
sudo add-apt-repository ppa:otto-kesselgulasch/gimp-edge
sudo apt-get update
sudo apt-get upgrade
Esse processo acima serve para o caso de você já ter o GIMP instalado. Caso não tenha apenas instale:
sudo apt-get install gimp 

Como remover o GIMP 2.9?


Caso você não tenha gostado do GIMP 2.9 ou tenha tido problemas na sua utilização, é possível remover o programa sem problemas:
sudo apt-get install ppa-purge
sudo ppa-purge ppa:otto-kesselgulasch/gimp-edge
Até a próxima!

Extra


O nosso tema PhotoGIMP funciona perfeitamente com esta versão do GIMP, a diferença é que o local onde os arquivos devem ser extraídos.

PhotoGIMP 2.9


Para aplicar o nosso Patch você precisa extrair os arquivos para o diretório:
/home/SEU_USUARIO/.config/GIMP/2.9
Bom proveito! :)
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Peppermint OS 7 - O que achei do sistema?

Existem distribuições Linux com as mais variadas propostas, uma delas é o Peppermint OS, uma distribuição que tem o objetivo de ser um sistema operacional leve e belo, como um intermediário entre aplicações desktop e aplicações em nuvem.

Peppermint OS 7 Review




O Peppermint OS é uma mistura de vários conceitos, temos elementos do Linux Mint, temos elementos do Ubuntu e temos coisas que são desenvolvidas pela própria equipe do Peppermint OS 7.

Peppermint OS 7 Review

O tema do desktop é predominantemente escuro, os ícones são baseados no popular Numix Circle, isso garante uma aparência elegante ao sistema, sem dúvidas, porém, eu não consigo gostar de um sistema completamente escuro assim, felizmente, existem temas disponíveis que podem ser modificados facilmente.

O conjunto de aplicações é bem simples, você vai encontrar tudo o que precisa para ter uma experiência online e multimídia boa, juntamente com a interface XFCE, faz com que o Peppermint traga um desempenho bom em máquinas mais modestas também.

Confira agora a revisão em vídeo do sistema:




Apesar de ter boas características, o Peppermint OS não é um sistema único, você consegue atingir resultados parecidos utilizando o Xubuntu, ou o Linux Mint XFCE, as suas ferramentas diferenciais também pode ser instaladas através do repositório PPA do sistema, como o  interessantíssimo ICE, que você viu no vídeo.

O Peppermint OS 7 é um sistema alternativo, cabe a você dizer se ele é ou não uma boa opção para o seu uso.

O que você achou dele?
Site do Peppermint OS
Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 18 de julho de 2016

Veja quem ganhou o curso de Docker - Linux Tips e Diolinux

Chegou a hora de revelar os grandes vencedores da nossa promoção, quem será que foram os 2 felizardos a ganharem um curso completo de Docker? Saiba agora:

Curso de Docker



Bom, toda a brincadeira começou com o nosso "DioCast - Especial Docker" feito juntamente com o Jefferson do canal Linux Tips, ao final do vídeo ele ofereceu duas vagas no curso da Linux Tips sobre o Docker, um curso excelente!

A proposta era simples, e se você ouviu o episódio até o final você sabe, para concorrer a uma das duas vagas bastava ir até o canal Linux Tips, procurar o último vídeo publicado e comentar #diolinuxmetrouxeaqui, além é claro, de se inscrever no canal Linux Tips, o Jefferson fez o sorteio e me mandou os vencedores, será que você ganhou? Confira:

Vencedores da promoção de Docker
Clique na imagem para ampliar

Meus parabéns ao Danilo Nascimento e ao Gustavo Mathias, nós já entramos em contato com vocês para que vocês saibam como começar a fazer o recurso. Caso os sorteados não deem uma resposta à mensagem enviada nas próximas 72 horas, o próximo da lista será contemplado e assim por diante.

Fique ligado no blog e no canal, assim como nas nossa redes sociais, para poder participar de outras promoções que virão!

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Triple Screen: Veja o GRID Autosport rodando em 3 monitores no Linux

Conforme os games começam a dar mais atenção para o Linux, é natural que mais material seja produzido na internet demonstrando as possibilidades com o sistema. Hoje vamos ver o "GRID Autosport" rodando no Linux usando três monitores, confira.

Linux 3 Screen



A produção deste conteúdo fica no encargo do canal Jakejw93 - Linux Gaming, que rodou o game "GRID Autosport" em sua versão para Linux em um setup muito bacana, 3 monitores que ao todo proporcionam uma resolução de  5760x1080.


Além disso, podemos ver também um Joystick de volante sendo usado sem problemas, a distribuição que ele utilizou foi o Ubuntu 15.10, é uma pena que não possamos ter certeza do modelo.

Confira também o gameplay "festivo" de GRID que nós fizemos junto com um galera que tem canal sobre Linux no YouTube:


Interessante, não?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




10 frases épicas de Mark Shuttleworth, criador do Ubuntu

Um novo capítulo da nossa série de frases épicas de personalidades da tecnologia acaba de chegar! Desta vez vamos ver algumas frases inspiradoras do criador do Ubuntu e da Canonical, Mark Shuttleworth.

10 frases inspiradoras de MarK Shuttleworth




Mark Shuttleworth é uma figura interessante do mundo da tecnologia, ele fundou a empresa que criou a distribuição Linux mais amigável para usuários domésticos até pouco tempo, depois do Ubuntu, vários outras surgiram com a mesma proposta, muitas vezes até superando "a facilidade" do Ubuntu e uma centena de projetos nasceram e cresceram, baseados nele, certamente ele é um dos responsáveis pela difusão do Linux no mundo.

Se você acompanha o blog com frequência, deve saber que ele não é a primeira figura que aparece por aqui, já tivemos esta série com:




Mark Shutteworth já foi assunto em outro post aqui do blog, então eu recomendo que você leia este artigo antes:


Assim, algumas das frases vão fazer mais sentido! :)

Vamos agora ao compilado de frases de Mark Shuttleworth:

1 - Uma grande parte da força de vontade é ter algo para aspirar, algum motivo pelo qual viver.
2 - O computador não é mais apenas um dispositivo, é uma extensão da sua mente e uma porta de outra para a mente dos outros.
3 - Ao voltar da estação espacial, eu não espero criar uma geração de astronautas, mas espero influenciar as pessoas de forma que as acreditem que vale a pena ir atrás de seus sonhos.
4 - As pessoas que tentam impor regras digitais análogas as que elas mesmas seguem estão do lado errado da onda.
5 - Há muitos exemplos de empresas e países que têm melhorado a sua competitividade e eficiência através da adoção de estratégias de código aberto. A criação de competências através de todos os níveis é de fundamental importância para ambas, as empresas e países.
6 - "É uma experiência que muda a sua perspectiva sobre a vida e o mundo", sobre ver o planeta Terra do espaço.
7 - O software livre é parte de um fenômeno mais amplo, que é uma mudança para o reconhecimento do valor do trabalho compartilhado. Historicamente, o material compartilhado tinha um nome muito ruim. A reputação foi que as pessoas sempre abusaram de coisas compartilhadas e no mundo físico, algo que é compartilhado e abusado torna-se inútil. No mundo digital, eu acho que nós temos o efeito inverso, onde algo que é compartilhado pode se tornar mais valioso do que algo que é de capital fechado, desde que ele seja compartilhado e contribua para toda a gente que está compartilhando nele.
8 - Eu tive que aprender russo, uma língua bonita e extraordinária. Uma mistura de testosterona e ballet.
9 - Muitas pessoas me perguntam se eu me sentia como um Deus no espaço. E a verdade é, não. O espaço é silencioso, escuro, estéril, morto. Em vez disso, quando você olha para a Terra, você vê a complexidade da vida. Se Deus existe, é claro que é na Terra, não no espaço.
10 - "Eu tenho o tempo, dinheiro e experiência para avançar com este projeto. São poucas as pessoas que atendem a estes três requisitos, é impossível ir a um comitê de investidores e vender essa ideia, porque os ganhos e perspectivas são distantes, isso se existirem de verdade. Eu sou jovem, ingênuo e alinhado, então eu me sinto obrigado a cumprir essa missão." Sobre o início do projeto Ubuntu.
E aí, qual citação você gostou mais? Deixe também a sua sugestão para o próximo capítulo da série, que você acha que deve ser a próxima personalidade a ter frases compiladas aqui?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 14 de julho de 2016