Os 7 ambientes gráficos mais populares do mundo Linux

Uma das coisas que diferenciam muito o Linux de outros sistemas é a possibilidade de usar várias interfaces diferentes nas várias diferentes distribuições que existem, vamos conhecer agora as 7 mais populares para você saiba quais são as principais opções.

7 Desktop Enviroments para Linux






Eu elaborei uma lista aqui para mostrar o ambientes gráficos que eu acredito que sejam os principais, é bom lembrar que eles não estão em uma ordem de popularidade ou mesmo ordenados de "melhor para pior" e vice-e-versa, simplesmente estou listando-os, tudo bem? O julgamento de qual é o melhor para você cabe somente a você mesmo.

Desktop Enviroment e Interface Gráfica


Apesar de serem semelhantes, "Desktop Enviroment" e "Interface Gráfica" não são exatamente a mesma coisa. Desktop Enviroment engloba muito mais do que somente a interface, mas todos os programas que compõem os sistema operacional. Podem eventualmente ocorrer junções entre interfaces diferentes e Desktop Enviroments, um sistema que use uma interface gráfica "X" e use aplicações que fazem parte de outro DE.

Vamos começar?

1 - Gnome


Gnome Shell

O Gnome é um dos Desktop Enviroments mais populares de todos os tempos, não se restringindo somente à interface, mas a várias aplicações que compõem toda ela, como o gerenciador de arquivos Nautilus, que é um dos grandes destaques.

2 - KDE


KDE Plasma

O KDE também é um projeto grande como o Gnome, a interface gráfica do projeto, o Plasma, é utilizado por milhares de pessoas ao redor do mundo. Além disso, o projeto KDE tem uma série de programas variados para diversas funções. O Dolphin é o gerenciador de arquivos.

3 - Cinnamon Desktop


Cinnamon Desktop

Ao contrário dos dois primeiros, o Cinnamon é um projeto mais recente. Criado como um fork do Gnome, o Cinnamon hoje conta com uma série de aplicações próprias, porém, ainda não possui tantos programas quanto o projeto Gnome. O gerenciador de arquivos é o Nemo, um fork do Nautilus.

4 - MATE Desktop


MATE Desktop

Assim como o Cinnamon começou como um fork do Gnome 3, o MATE começou como um fork do Gnome 2, mantendo vivo o gosto de usar este desktop tradicional amado por muitas pessoas, mas claro que ele não ficou parado no tempo, muitas melhorias e otimizações foram colocadas no MATE, assim podemos dizer que o MATE continuou de onde o Gnome 2 parou. O gestor de arquivos do MATE Desktop é o Caja.

5 - XFCE


XFCE Desktop

Amado pelos usuários que gostam de simplicidade misturada com leveza e um desktop muito personalizável, o XFCE seguiu seu próprio caminho ao longo dos anos criando a sua própria identidade. O visual padrão do XFCE traz uma barra na parte superior e um menu com campo de busca atualmente, porém, pesquisando entre as distribuições você vai encontrar várias customizações diferentes a ponto do XFCE ficar muito diferente do que ele é originalmente. Seu gerenciador de arquivos padrão é o Thunar, mas além dele existem uma série de aplicações do projeto que ajudam a compor todo o DE.

6 - Pantheon


Pantheon Desktop


O Pantheon Desktop é originário do projeto elementary OS, uma distribuição que sempre focou no design e na elegância. O Patheon ainda não é um projeto amplo, porém, possui várias aplicações de desenvolvimento próprio, além da interface em si, o Pantheon Shell, o gerenciador de arquivos do sistema, o Pantheon Files, entre outros.

7 - Deepin Desktop Enviroment


Deepin Desktop

De origem chinesa, o Deepin Desktop Enviroment passou por muitas transformações ao longo dos anos. Ele também começou como uma modificação do Gnome, porém, hoje já possui aplicações próprias para praticamente todas as funcionalidades, até pouco tempo atrás o Deepin Linux utiliza ainda o Nautilus como gerenciador de arquivos, mas até ele na última versão lançada no Deepin Linux, deu espaço para um novo gerenciador de arquivos chamado "Deepin File Manager" com funções similares.

E o Unity?


O Unity, ambiente padrão do Ubuntu, requer uma explicação diferenciada. Ele possui duas versões, o Unity 7, utilizado atualmente nos desktops, e o Unity 8, utilizado atualmente em Smartphones e Tablets, e se tudo der certo, futuramente no Desktops também.

Ubuntu Unity Desktop


O Unity 7, não é exatamente um Desktop Enviroment, isso porque ele é uma mescla de elementos que funcionam muito bem juntos. Com um "core", digamos assim, de aplicações ligeiramente modificadas do projeto Gnome, e algumas aplicações próprias, como o Unity Control Center, fork do Gnome Controle Center, a interface em si, é um plugin do popular gestor de janelas Compiz. O Unity 8 é algo muito mais parecido com um Desktop Enviroment tradicional de Linux, com interface e aplicações auxiliares totalmente desenvolvidas para o sistema. Digamos então que o Unity seja um "número 8" na nossa lista, mesmo que com um asterisco.

Além dessa lista de 7 e uma menção, cabe ressaltar que ainda existem mais opções, realmente o Linux tem muitas alternativas e você certamente vai encontrar um conjunto de desktop e interface que vai te agradar entre as centenas de distribuições.

Se você quiser adicionar outras interfaces que você goste, mais minimalistas ou qualquer outro tipo de Desktop Enviroment, fique à vontade, os comentários estão aí pra você compartilhar o seu conhecimento.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sábado, 24 de setembro de 2016

Min - Um browser minimalista e leve baseado no Chromium

Quem gosta do Google Chrome e do Chromium deve ter percebido que eles não são exatamente "leves", claro que isso depende muito de quanta RAM você tem disponível para utilizar, mas caso não tenha muito disponível e ainda assim quiser usar a tecnologias dos navegadores, o Min pode ser uma boa alternativa.

Min Browser




O Min, como o nome até mesmo sugere, é um navegador Minimalista, ele usa o mesmo motor do Chromium/Chrome, porém, não traz toda a "tralha" que os mesmos trazem, desta forma ele consegue sem muito mais leve que os dois, mesmo com várias abas abertas.

O minimalismo do navegador não fica só por aí, toda a utilização dele é minimista, sem muitos botões na interface, deixando sempre muito espaço para exibição das páginas.

Min Browser

Quando você utiliza mais de uma aba, elas mudam de cor para facilitar a identificação da página onde você está, veja o exemplo abaixo:

Min Browser

O buscador padrão do browser é o DuckDuckGO, o que garante a não coleta de dados para que tem essa preferência, mas caso você prefira usar o Google, ou qualquer outro, isso é facilmente alterável nas configurações do navegador.

Configurações do Min

O navegador também te permite bloquear determinados conteúdos online, o que pode ser de interesse de muitos usuários, nesta tela de configurações você também encontra uma série de atalhos, confira um comparativo de consumo de RAM das 3 mesmas páginas no Chromium e no Min.

Consumo de RAM

Baixe o Min no botão abaixo:

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Patch PES 2017 com Uniformes, escudos e nomes dos times corrigidos

Agora que a Konami lançou o PES 2017 os primeiros Patchs com as correções dos times começam a ser lançados e hoje você vai poder baixar um que corrige basicamente todos os "erros" do game e de quebra, ainda descobrir como rodar o game no Linux.

Patch PES 2017 com Uniformes, escudos e nomes dos times corrigidos




Eu adoro jogos de futebol e PES é um título que eu sempre consegui jogar no Linux pelo Wine e felizmente a versão 2017, recém lançada, é possível também. Mas como eu disse, instalar ele no Linux já não é um desafio, mas aplicar os patches para corrigir os times, uniformes e nomes pode ser, então eu fiz m vídeo para te mostrar como fazer isso, confira:



- Download do Patch

- PES na Steam: https://goo.gl/K3055U

- Tutorial de instalação do PES: https://goo.gl/CgJXTA

- Aprenda a usar o PlayOnLinux aqui: https://goo.gl/y7wT7U

Overrides do PlayOnlinux:

directx9
dotnet40
dxfullsetup
msvc100
vbrun6
vcrun2010
vcrun6

Em breve vou trazer gameplays com o novo PES para o canal, então clique aqui para conhecer e se inscrever, assim você não perde os próximos vídeos.

Bom jogo e até a próxima_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Anatine - Um novo e excelente cliente de Twitter

Você que gosta de ficar ligado na rede social dos 140 caracteres através de aplicativos vai adorar o Anatine, ele é simples, é funcional e simplesmente faz o que precisa ser feito. Conheça melhor a aplicação:

Anatine Cliente de Twitter Linux





Eu acabei descobrindo o Anatine por acaso fazendo algumas pesquisas no GitHub e no fim das contas, instalei e estou usando a aplicação há mais de duas semanas, ele realmente é muito legal e muito eficiente também.

Anatine Linux



Aproveita e segue a gente no Twitter: @blogdiolinux

O Anatine lembra muitos as aplicações do Twitter para dispositivos móveis, então ele tem todas as funções básicas do próprio Twitter com tudo o que você poderia querer de uma Web aplicativo, ele possui também integração com os indicadores do Ubuntu e applets de demais interfaces, de forma que fica muito fácil você acessar o Anatine sempre que você quiser e deixar ele aberto sem te atrapalhar em nada.

O Anatine também tem uma versão "Dark" em seu tema, para ativar a aparência basta pressionar as teclas de atalho: Ctrl+Shift+D. A aplicação também é compatível com Windows e Mac, além de Linux, você pode baixar diretamente pela ṕágina no GitHub, basta clicar no botão abaixo, nele você encontra mais informações sobre a aplicação também.
Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Entenda os Runlevels do Linux [Vídeo]

Se você está estudando Linux um pouco mais à fundo, talvez já tenha se deparado com a expressão "Runlevels", agora você vai entender o que isso significa e a sua importância para o sistema operacional, confira:

Linux Runlevels




Para te explicar o que são Runlevels, o nosso redator Gabriel criou um vídeo explicativo para que não reste dúvida nenhuma, confira:



Vamos resumir a questão por aqui, para você que não pode assistir, mas já vou avisado, vale a pena, o vídeo ficou bem legal.

Os Runlevels são o modo de execução do sistema operacional, normalmente existem 7 níveis (ou levels) de inicialização, eles são contados de 0 à 6 e cada um representa uma forma diferente de atividade do sistema, seguindo esta lista: 

0  Desligar o sistema

1 Modo de usuário único (modo de manutenção)

2 Modo multiusuário sem rede

3 Modo multiusuário com rede

4 Não usado

5 Modo multiusuário completo com GUI (runlevel 3 com interface gráfica)

6 Reiniciar o sistema


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Conheça o Ukuu - Ubuntu Kernel Update Utility

Quem procura uma ferramenta gráfica para manipular o Kernel do Ubuntu acaba de encontrar uma ótima ferramenta, o Ukuu (Ubuntu Kernel Update Utility), assim você pode ter sempre a última versão do Kernel Linux no seu sistema sem muitos problemas.

Ubuntu Kernel Update




Existem algumas distribuições que criaram soluções próprias para isso, como o Manjaro Linux e o Linux Mint, que possuem um instalador gráfico de Kernel, para o Ubuntu, isso não era uma função tão à mão assim, apesar de também ser possível fazer essa manipulação de uma forma mais manual.


Além da opção de atualizar manualmente, há também este script que mantém o seu Kernel no Ubuntu sempre na última versão, entretanto, o script não permite uma manipulação individual de versões, coisa que o Ukuu permite, vamos conhecer melhor a aplicação.

Ukuu - Ubuntu Kernel Update Utility


Kernel Ubuntu

O Ukuu é um utilitário para o Ubuntu que permite manipular as versões do Kernel Linux que vem diretamente o repositório Mainline do Ubuntu, ou seja, ele não vem do kernel.org isso garante uma melhor compatibilidade com o sistema, já que o Kernel do Ubuntu contém drivers e otimizações feitos especialmente para a plataforma. 

Como instalar o Ukuu no Ubuntu?


O Ukuu é distribuído via repositório PPA, então você pode usar os comandos abaixo ou instalar via interface gráfica, aqui vão algumas dicas caso você não goste de usar o terminal:



Ou, se você preferir o terminal:
sudo apt-add-repository -y ppa:teejee2008/ppa 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install ukuu
Depois da instalação você encontra o Ukuu no menu do seu sistema, vamos falar agora de como ele funciona e de algumas funções legais que ele tem também.

Ubuntu Kernel Update Utility

Ao abrir a aplicação, você verá uma série de versões diferentes do Kernel aparecendo ali para que você pode escolher, as versões também possuem um status:

Running: Significa que o Kernel está em execução.

Installed: Significa que o Kernel está instalado mas não está rodando no momento, sendo possível acessá-lo através do GRUB.

Você deve ter reparado também que existem logos do Ubuntu e do Tux antes da versão de cada Kernel, os que possuem os logos do Ubuntu são Kernels que são instalados pelas atualizações padrão do Ubuntu, os que possuem um Tux são os que são instalados através do Ukuu.

Para instalar o Kernel que você deseja, como a última versão disponível, basta clicar no Kernel que você deseja e clicar em "Install", então é só aguardar o processo.

Kernel Update

Depois de instalado, para usar o novo Kernel será necessário reiniciar o computador.

Vamos explorar um pouco mais...

Clicando em "Settings" na aplicação, nós teremos acesso a mais algumas opções que podem ser interessantes.

Configurações do Ukuu

Você pode configurar aqui as notificações de novas versões do Kernel e mais abaixo temos duas opções interessantes, esconder as versões RC (Release Candidates) do Kernel Linux do Ubuntu a opção de esconder versões do Kernel abaixo da 4.0, caso você queira utilizar estas versões, basta configurar aqui.

Bacana né, estou utilizando a aplicação e instalei o Kernel 4.7 para testar nela e está funcionando corretamente.

Use com cuidado e até uma próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como melhorar a velocidade de download de pacotes do Linux Deepin

O Deepin é uma distribuição Linux chinesa com base no Debian que eu gosto muito, ela tem vários diferenciais interessantes e sob o meu ponto de vista, está muito próxima de se tornar a melhor opção para usuários novatos, tanto para quem vem do Windows, quanto para quem vem do Mac, mas ela tem um problema, seus mirrors de download ainda são muito lentos, entretanto, há uma forma de corrigir isso, confira:

Linux Deepin




O Deepin tem um repositório incrivelmente vasto, a maior parte das aplicações você encontra através da Central de aplicativos do sistema, porém, você que é brasileiro, deve ter percebido como os downloads de aplicações do repositório são lentos. Infelizmente o Deepin ainda não tem muitos mirrors ao redor do mundo e a ferramenta de detecção de melhor espelho que o sistema possui não parecer ser muito eficiente.


O que vamos fazer para contornar o problema e fazer o Deepin baixar os pacotes com maior velocidade é mudar o servidor para um que existe no Brasil.

Obs: Meus comprimentos ao Bruno Gonçalves que me ajudou com este problema e todos os demais que fazem parte do nosso grupo no Telegram.

Temos que mudar o arquivo de repositórios e configurá-lo para o melhor mirror brasileiro do Deepin na atualidade.

Abra o terminal e digite o seguinte comando:
sudo gedit /etc/apt/sources.list

Terminal Deepin

O arquivo que vai se abrir é este abaixo, o que precisamos fazer é comentar a linha do repositório oficial do Deepin e adicionar no final do arquivo a seguinte linha:

deb [by-hash=force] http://linuxdeepin.c3sl.ufpr.br/deepin/ unstable main contrib non-free


Com o ajuste o arquivo ficará assim:


Salve e atualize o repositório com:
sudo apt-get update
Tente instalar um programa qualquer pelo terminal ou pela Central de aplicativos e você verá a diferença.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Conheça as novidades incríveis do novo Gnome 3.22 "Karlsruhe"

O Gnome Shell continua em pleno desenvolvimento e as novidades da versão 3.22 se estendem para muito além do Shell, mas todo o ecossistema de aplicações recebeu correções e novidades, confira o vídeo preparado pela equipe do Gnome para mostrar o Gnome "Karlsruhe".

Gnome 3.22




Eu já fui um usuário mais assíduo do Gnome Shell, mas mesmo não estando em contato direto com ele no meu dia a dia atualmente, o conjunto de aplicações Gnome "faz o meu dia mais feliz", se é que posso dizer assim.

O conjunto de aplicações Gnome foi, e ainda é, o core de aplicações da distro que eu mais gosto de utilizar, o Ubuntu, mesmo a versão com Unity, de modo que as aplicações desenvolvidas pela equipe do Gnome acabam "espirrando" até mesmo em quem não utiliza o Gnome Shell por padrão, mais uma prova de o quão benéfico o desenvolvimento aberto pode ser.

Essa versão nova do Gnome está SENSACIONAL (com caixa alta e tudo), eu já havia escrito algo sobre o novo Nautilus que chegará com essa versão com vários recursos legais, mas acho que agora com um vídeo fica mais fácil de você perceber as mudanças, confira:



Esta versão nova do Gnome deverá chegar em breve às distros que costumam manter pacotes nas últimas versões, como o Fedora, Arch Linux, openSUSE e alguns de seus derivados também, para que usam o Ubuntu Gnome, será necessário utilizar provavelmente um PPA na versão 16.10 que sai no final do próximo mês.

E aí, o que você achou das novidades do Gnome? Ele é demais, não é não? :)

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Lenovo bloqueia a instalação de Linux em alguns modelos de Notebook

Uma parte da internet foi tomada por comentários e relatos de que a Lenovo estaria impedindo deliberadamente que os usuários modificassem o sistema operacional de Notebooks da empresa, saiba mais:

Lenovo bloqueia Linux






Algumas reclamações quanto a Lenovo impedir a formatação de alguns de seus notebooks apareceram no Reddit fazendo que a empresa fosse à público para explicar a situação. Em meio a algumas desculpas "esfarrapadas", a Lenovo afirma que o motivo do bloqueio seria um contrato com a Microsoft, contrato esse que fazia com que as pessoas compradoras de determinada linha de Notebooks, no caso a linha "Signature Edition", não pudessem utilizar outro sistema operacional no computador, que não seja o Windows 10.

Segundo um usuário do Reddit, o Notebook Yoga 900 da Lenovo que ele possui, não permite uma pequena modificação na BIOS que permitiria a formatação. Para mim não ficou claro se a decisão afeta somente os usuários Linux ou se outras versões no Windows também não podem ser instaladas, pela descrição do problema, isso deve acontecer também com pessoas que prefiram utilizar o Windows 7 e 8 também.

O mais estranho foram os relatos que começaram a aparecer na internet à cerca do assunto, pessoas dizendo que "os fóruns da empresa estava lotados de pedidos de suporte" como este e que a empresa simplesmente apagava os tópicos como se nada tivesse acontecido. Não sei se isso é ou não verdade, mas que é estranho, sem dúvidas.

A Lenovo teria afirmado que o problema estaria nos drivers do Kernel Linux que ainda não tinham sido atualizados para reconhecer o RAD0 que o Notebook Yoga 900 tinha, isso é curioso pois até onde eu saiba, quem libera drivers é própria fabricante, ou seja, a Lenovo, se eles realmente estivessem dispostos a ajudar, a cavalaria já teria sido chamada.

Segundo o usuário que levantou toda a questão no Reddit, ainda que efetivamente não existissem drivers para isso, uma pequena mudança de opção da BIOS permitiria que o RAID fosse desfeito e que o computador fosse utilizado de outras formas, mas essa opção está, segundo ele, deliberadamente bloqueada.

O que você acha do caso?


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Lojas Centauro usam Linux nos caixas #EuViLinux

Um novo capítulo da nossa série #EuViLinux que visa mostrar as mais diferentes utilizações do Linux pelo Brasil e mundo está chegando, desta vez vamos falar das Lojas Centauro.

Lojas Centauro usam Linux



Quem entrou em contato mandando imagens da loja pra gente foi o nosso leitor Robson Cordeiro, ele nos mandou um e-mail dizendo:
Olá Dio,essa foto tirei nas Lojas Centauro, nos caixas. No local não consegui distinguir que distro é, parece um KDE antigo com um Wine mais antigo ainda.  Bem, essa  é a minha contribuição. 
Abraço!
Confira a imagem abaixo:

Linux nas Lojas Centauro

Como o nosso leitor bem observou, temos aqui um ambiente KDE 3 rodando também alguma aplicação através do Wine, o que mostra que mesmo não sendo nativo, pode ser uma alternativa interessante para a economia da empresa. O Linux está mais perto de você do que você imagina, curioso não é mesmo?

Quer ver mais episódios do #EuViLinux? Clique aqui e veja todos!

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 20 de setembro de 2016