Conexão Diolinux

Como atualizar o Ubuntu 14.04 e 14.10 para a versão 15.04 Vivid Vervet

Agora que o novo Ubuntu foi lançado você pode preferir fazer a atualização do sistema ao invés de baixar tudo novamente, veja como fazer isso.

Atualizando o Ubuntu para a última versão

Veja como atualizar o seu Ubuntu para a última versão a partir de qualquer  versão anterior


Depois que o novo Ubuntu foi lançado muitas pessoas se interessaram em usar o novo sistema, boa parte dos usuários prefere fazer uma "instalação limpa", ou seja, formatar tudo e instalar do zero, porém, algumas pessoas preferem apenas atualizar o sistema.

10 coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu
Para fazer a atualização de uma versão anterior do sistema, como a 14.04 LTS ou a 14.10, o processo é bem simples.

Fazendo o Upgrade para a nova versão


A primeira coisa que deve ser feita é desabilitar os PPAs antes de atualizar para evitar problemas, para fazer isso abra o menu do Ubuntu e abra o aplicativo "Programas e atualizações".

PPA

Desmarque todos os repositórios que você tiver que comecem com "http" como na imagem acima.

Na aba "Atualizações" na sessão "Notificar-me de uma nova versão do Ubuntu" mude a opção para "Para qualquer nova versão" como na imagem abaixo.

atualização do Ubuntu

Clique em "Fechar" agora, o próximo passo é atualizar o sistema propriamente dito, abra o menu do Ubuntu novamente e procure pelo aplicativo "Atualizador de Programas", aguarde enquanto ele verifica pelos novos pacotes de software.

Atualizador de programas

Você deverá ver ima imagem semelhante a esta acima, basta clicar em "Atualizar", aceitar os termos na próxima tela e clicar em "Atualizar" novamente, então aguarde o download dos pacotes da nova versão.

Se quiser, depois da atualização volte ao passo 1 deste tutorial e habilite os PPAs novamente, ou adicione eles manualmente mais uma vez.

Até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sexta-feira, 24 de abril de 2015

Top 10 coisas para se fazer depois de instalar o Ubuntu 15.04

Preparamos 10 dicas sensacionais para você deixar o Ubuntu 15.04 mais pronto do que nunca para todas as suas atividades diárias, vamos começar?

10 coisas para fazer no Ubuntu 15.04


Confira as melhores dicas para você deixar o seu Ubuntu 15.04 perfeito!


Vamos começar com: 5 coisas que você precisa saber antes de instalar o Ubuntu

O lançamento do Ubuntu 15.04 foi feito a pouco tempo e ele já é, na minha opinião, o melhor lançamento até o momento com o Unity desde de 2011.

- 10 motivos para você mudar do Windows para o Ubuntu
- Guia completo de migração para o Linux 

Ao mesmo tempo que descobrimos que o Ubuntu passou de 25 milhões de usuários no mundo estávamos preparando este artigo especial para te ajudar a deixar o seu Ubuntu novo pronto para produção e também para entretenimento.

Top 10 coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu


10 - Atualizar o sistema

Exatamente, mesmo que o sistema tenha sido lançado recentemente é bem possível que já hajam atualizações disponíveis, portanto, procure pelo programa "Atualizador de Programas" no menu do sistema e faça esta verificação.

Atualizado de Programas

9 - Instalar os Drivers de Vídeo

Se você possui placas Nvidia ou AMD e tem a pretensão de aumentar o desempenho do seu sistema isto é indispensável, abra o menu do Ubuntu e procure por "Drivers Adicionais" e instale o driver recomendado.

Drivers novos o Ubuntu

8 - Instalar Codecs Multimídia

Para ver filmes, ouvir música, ter suporte a Flash entre outras facilidades é necessário instalar um pacote de codecs, para isto basta instalar o pacote ubuntu-restricted-extras que se encontra na Central de Programas do Ubuntu.

Codecs Multimídia no Ubuntu

7 - Instalar o Unity Tweak Tool

Para configurar a aparência do sistema e deixar ele com os seus gostos pessoais em comportamento e aparência nada melhor do que o Unity Tweak Tool, ele está na Central de Programas do Ubuntu também, basta pesquisar por ele:

Unity Tweak Tool

6 - Reativar o menu global

No Ubuntu 15.04 os menus voltaram a ser integrados com as aplicações como eram há uns 2 anos atrás por padrão, quem se acostumou com o ótimo menu global nas últimas versões do Ubuntu pode estranhar isso um pouco; trazê-lo de volta não é um grande problema, abra o menu e procure pelo aplicativo "Aparência", na aba "Comportamento" marque a opção "Na barra de menu"

configurar menus

5 - Configure a sua privacidade

O Ubuntu inclui a busca online na Dash (menu do sistema) mas isso pode ser configurado, assim como o envio de informações para a Canonical e também a indexação de arquivos, abra o menu e procure o aplicativo "Segurança e Privacidade" e configure de acordo com as suas preferências.

Configuração de privacidade

4 - Instale o Steam

Diversão com jogos agora também rola aqui no Linux, abra a Central de Programas e instale a mais popular plataforma de jogos do mundo, basta pesquisar por Steam.

Instalando o Steam no Ubuntu

3 - Instale o Spotify

Você gostar de ouvir músicas com o Spotify? Então você pode fazer isso no Ubuntu também, para ver como instalar o cliente Spotify no Ubuntu, clique aqui.

Spotify no Ubuntu

2 - Instale mais alguns programas interessantes

A central de Programas é recheada de possibilidades, aqui vão algumas sugestões de programas que você encontra e pode instalar por lá:

- VLC (ótimo player multimídia)
- GIMP (editor de imagens semelhante ao Photoshop)
- Inkscape (editor de imagens vetoriais semelhante ao Corel Draw)
- PlayOnLinux (Permite executar aplicativos feitos para Windows no Linux)
- Kdenlive (poderoso editor de vídeo semelhante ao Sony Vegas)

1 - Faça uma limpeza geral

Agora que você instalou tudo o que queria é uma boa hora para fazer uma faxina, o Ubuntu pode armazenar muitos arquivos em cache depois de uma grande atualização e/ou depois de instalar muitos programas, então vamos usar o Bleachbit para fazer uma limpeza, ele está na Central de Programas do Ubuntu.

Programa para fazer limpeza no Ubuntu


Dicas e informações adicionais


Existem muitas possibilidades de coisas para se fazer depois de instalar o Ubuntu, afinal, cada pessoa tem necessidades diferentes, por isso, seguem aqui algumas coisas que podem ser úteis para você:


Ufa! Acho que agora você já tem uma boa base para usar o novo sistema não é verdade?

Até a próxima, assine a nossa newsletter para receber as atualizações do blog no seu e-mail e aproveite o seu Ubuntu! :)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quinta-feira, 23 de abril de 2015

Lançado Ubuntu 15.04 Final - Download

Finalmente a versão mais recente do Ubuntu chegou, você pode fazer o download gratuitamente do Ubuntu 15.04 Vivid Vervet agora mesmo, confira os detalhes.

Ubuntu Vivid Vervet Lançado


Já está disponível para download  o Ubuntu 15.04 Vivid Vervet


A nova versão do Ubuntu acaba de chegar com várias atualizações de software e polimentos na interface Unity, talvez uma das últimas versões do sistema que carregará o Unity 7.

Confira:  10 Coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 15.04

Com um Kernel mais atualizado (3.19) e novos drivers de vídeo, ele é uma ótima opção para os usuários Linux Gamers.

Em breve teremos uma review dele em nosso canal no youtube.

Você consegue ver o compilado da cobertura que fizemos de todas as informações do Vivid Vervet desde o seu anúncio de produção no final do ano passado através deste link.

Confira: 3 novidades legais que virão com o Ubuntu 15.04 Vivid Vervet

Download da nova versão do Ubuntu


Apesar da Canonical ainda não ter atualizado o site oficial, nos servidores oficiais a ISO final já está disponível, então se você está tão ansioso quanto eu já pode acabar com a sua ansiedade e baixar o novo sistema.



Veja todas as releases aqui com os links para a versão servidor!


É isso aí, aproveite o novo Ubuntu! :)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Como formatar e criptografar um pen drive com senha no Ubuntu

Segurança nunca é demais, então hoje você vai aprender a criptografar o seu pen drive com os seus dados para que ele fique o mais longe possível de bisbilhoteiros.

Colocando senha no seu pen Drive

Colocando uma senha no seu pen drive


Se você costuma carregar informações importantes no seu pen drive, proteger os dados que estão nele contidos pode ser algo vital!

Com a popularização do dispositivo e das entradas USB não é incomum levarmos os pen drives por aí a fora e acabarmos esquecendo eles em alguns lugares, acredite, se você ainda não passou por isso ainda vai passar! 

Isto é uma das verdades da vida, "perderas um pen drive, comprarás um fusca e serás corno, se você já tem um fusca talvez só falte perder o pen drive." :)


Usando o Luks com o Ext4


O LUKS (Linux Unified Key Setup) é uma especificação de criptografia criada em 2004 e opera em conjunto com o sistema de arquivos Ext4, padrão da maioria das distros Linux.

Esta ferramenta também funciona integrada com o aplicativo "Discos" do Ubuntu, o qual usamos para, além de outras possibilidades, formatar pen drives.

No Ubuntu você só precisa garantir que o pacote cryptsetup esteja instalado, você pode instalar ele clicando no botão de download abaixo:


Ou, se você é mais chegado no terminal:
sudo apt-get install cryptsetup
Agora para por em prática o nosso plano de proteger o seu pen drive vamos precisar formatá-lo em Ext4 com a nossa criptografia, o processo de formatar um pen drive no Ubuntu é muito simples e eu expliquei em um dos vídeos mais antigos que eu fiz na internet, você pode vê-lo clicando aqui.

Muito bem, procure na Dash (menu) do Ubuntu pelo programa Discos

Formatando seu Pen Drive

Atenção para o passos


1 - Clique e selecione o seu Pen Drive.

2 - Clicar no botão de "stop" para desmontar o pen drive.

3 - Clique nas engrenagens e clique em "Formatar". 

Na próxima tela você deve escolher o tipo de formatação, selecionando a opção "Criptografado, compatível com sistemas Linux (LUKS+Ext4)".

Formatando

Na tela seguinte você verá algo parecido disto, neste local você pode escolher uma senha de segurança para o seu pen drive, lembrando que uma boa senha tem mais de 8 caracteres, incluindo numeros e letras, tanto em caixa, alta quanto normal e se possível ainda use caracteres especiais como: @, #, $, &.

Colocando senha no pen Drive

Depois de configurada a sua senha basta clicar em 'Formatar' e agora você pode montar o seu pen drive novamente clicando no ícone de 'play' ou apenas remova ele do computador e "espete" novamente.

Quando o pen drive for reconhecido novamente e você tentar acessá-lo será mostrada esta janela de desbloqueio:

Janela de desbloqueio

Basta digitar a senha que você escolheu para acessar o pen drive e clicar em "Conectar", mais do que isso, ainda é possível selecionar as opções para que o sistema lembre a senha do pen drive ou não e por quanto tempo.

Lembrando que se você esquecer a senha o único jeito de usar o seu pen drive é formatando ele novamente.

Cabe fazer outra observação, o sistema de arquivos Ext4 é reconhecido apenas por sistemas baseados no Linux, ou seja, mesmo que você digite a senha ele não vai funcionar no Windows, o que pode até ser uma boa, evita alguns bisbilhoteiros.

Curtiu a dica? Então compartilhe e até a próxima! :)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quarta-feira, 22 de abril de 2015

Ubuntu tem mais de 25 milhões de usuários

Quantos usuários de Ubuntu existem no mundo? Será que você teria conseguido  adivinhar?

Numero de usuários de Ubuntu no mundo


A distro mais popular do mundo


O Ubuntu é a distro Linux que possivelmente tem mais usuários do mundo, isso sem contar suas versões alternativas com KDE, XFCE, Ubuntu Mate, Ubuntu Studio, etc.

Apesar de sabermos a bastante tempo que o Ubuntu era muito popular números, nunca foram apresentados.

É muito difícil contabilizar instalações e usuários Linux, uma vez que diferente de Windows e Mac não existe uma maneira clara de fazer essa contagem, então tudo o que se tem são números aproximados.

Número de usuários estimados do Ubuntu


Porém a Canonical dispõe do Ubuntu One login, utilizado para instalar alguns programas que estão na Central de Programas do Ubuntu, e outras formas de envio de dados que a Dash do Unity proporciona, assim podendo gerar uma estatística razoavelmente confiável.

Ter estatísticas válidas do uso do produto (Ubuntu) é uma técnica muito pertinente na hora de vender este produto a fabricantes de hardware por exemplo.

A informação vem do site Ubuntu Insights, da própria Canonical, o foco não era falar sobre o número de usuários mas a informação acabou "vazando", a ideia dele era mostrar  as possibilidades de vender o Ubuntu como uma plataforma OEM em hardwares da Dell, Acer e Lenovo por exemplo, estes computadores teriam hardware certificado para rodar o Ubuntu.

Um número de respeito


Estive a fazer algumas contas para ter a noção do que isso significa, claro que dados precisos são difíceis de obter, mas acredito que a escalabilidade se mantenha com os anos.

Segundo dados, o uso da internet, e por consequência dos computadores (agora dos smartphones), mais do que triplicou do ano 2000 até 2010, atingindo cerca de 2 bilhões de pessoas pelo menos. Fazendo um calculo superficial podemos estimar que temos 2,5 bilhões de pessoas usando computadores em suas casas no mundo (chutando muito baixo afinal temos que descontar os acessos via mobile que crescem a cada dia mais), desta forma o que representariam estes 25 milhões de usuários do Ubuntu?

São cerca de 0,5% a 0,8% do total, supondo que o Linux (qualquer distro) tenha cerca de 2% de usuários no Desktop isso indica que quase metade dos usuários de Linux do mundo usa o Ubuntu, isso sem contar as derivações diretas (Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu, Ubuntu Studio, Edubuntu, Ubuntu MATE, Ubuntu Gnome), e fazendo uma ligação neste sentido, a família Debian deve ocupar pelo menos 60%  das distros do mundo.

Bacana né? Você não está sozinho usando o Ubuntu, uma coisa que seria interessante encontrar, mas infelizmente não achei, seriam os dados brasileiros  para termos uma ideia do número de usuários, então se alguém puder complementar os dados do post, ficaremos agradecidos.

Um fato interessante; em 2010 lembro de ter visto uma entrevista com o pessoal da Canonical dizendo que eles estavam com quase 20 milhões de usuários, isso quer dizer que em média o Ubuntu conseguiu 1 milhão de usuários por ano, bacana não é?

Eu vou ficando por aqui, até a próxima! :)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Tudo o que você precisa saber para trabalhar com produção de games no Brasil

Este pode parecer um mercado novo para muita gente, e de fato, no Brasil ele talvez seja, confira as habilidades que você precisa ter para atuar em algum segmento do mercado de desenvolvimento de games.

Mercado de Game Developer

Desenvolver games, um sonho para muitos!


Não sei você, mas eu tenho contato com muitos jovens que tem este sonho mas não fazem a mínima ideia do que há por detrás do desenvolvimento de um grande game como GTA. Para tentar elucidar um pouco esta questão vamos falar sobre isto neste post.

Para falar a verdade eu os entendo perfeitamente, quem nunca sentiu vontade de fazer um jogo? Se você for um destes "seres esquisitos com calos nos polegares", os quais nos referimos como "gamers", você deve saber do que estou falando.

Desenvolvimento de jogos
Imagem: BBC

Profissões e atuação do Brasil


O Brasil ainda está engatinhando neste segmento então não existem tantas empresas como no exterior com o foco em produção de games, os grandes estúdios ainda estão no exterior, porém, produzir um game é algo muito genérico de se falar, existem muitos profissionais com habilidades totalmente diferentes envolvidos com a produção de um jogo.

Se quando você imagina a produção do seu game favorito você imagina programadores e modeladores trabalhando movidos a café  talvez seja a hora de repensar, pois mesmo que você não seja um programador ou modelador 3D ainda assim esse mercado pode te render oportunidades.

Confira o vídeo abaixo onde os detalhes e possibilidades deste mercado são mostrados.


Acho que agora você já tem uma boa noção do processo de se fazer um jogo, existem alguns poucos cursos no Brasil que podemos chamar de realmente bons e montar um destes não é das tarefas mais fáceis, pois envolvem muitas áreas diferentes.

Mesmo assim, o limite das coisas que você pode fazer é você quem coloca, tenho certeza que este é um mercado muito promissor, os jogos estão a cada dia mais integrados com a sociedade, até mesmo pessoas que eu nunca sonhei em ver jogando hoje em dia tem algum game no Smartphone ao menos.

- Saiba mais sobre Overclock

Os jogos são utilizados também para fins educacionais e esta me parece ser uma ferramenta muito interessante a ser explorada, as crianças de hoje não aprendem do mesmo jeito que a gente aprendeu, ou  como os nossos pais aprenderam, o gatilho para o conhecimento pode ser um jogo bem feito.

Confira também também este artigo onde falamos sobre o Unity Engine e ao final demos algumas dicas de Engines para quem deseja aventurar-se e fazer um game no Linux.

E aí, vai embarcar neste ramo?

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
terça-feira, 21 de abril de 2015

Ganhe uma camiseta ou caneca grátis! - Diolinux 4 Anos

Venha festejar conosco este 4º aniversário de vida do blog Diolinux e ganhe prêmios!

Promoção

Participe do nosso concurso cultural! :)


Para comemorar o nosso aniversário vamos dar um presentão para você, confira o vídeo:



Descrição do vídeo:


Acesse a DioStore: http://www.diostore.com.br/

Cupom de 25% de desconto para os 20 PRIMEIROS que utilizarem : DIOLINUX4ANOS

Gostou do produtos e quer uma grátis só para você? Então responda para gente "Por que você curte o Diolinux?"

Clique para saber mais detalhes da promoção: http://goo.gl/Hhxmbt

----------------------------------------­----------------------------------------­------------------------------------------

Obrigado ao Flávio pela Vinheta!

Extensão para Chrome e Firefox:http://goo.gl/bZu8jJ

Obrigado a todos que colaboraram de alguma forma! :)

Anuncie no Diolinux: http://goo.gl/BWsafD

- Acesse o site: http://www.diolinux.com.br
- Facebook: http://www.facebook.com/blogdiolinux
- Twitter: http://www.twitter.com/blogdiolinux
- Google Plus: https://plus.google.com/+DiolinuxBr/
- DioCast/Grooveshark:http://goo.gl/f6SW4r
- Android App: http://goo.gl/DTVt7I
- Assine o nosso Feed:http://goo.gl/w6418F

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
segunda-feira, 20 de abril de 2015

Valve vai limitar contas Steam que não gastarem dinheiro na plataforma

A maior plataforma de venda de jogos online acaba de mudar algumas de suas diretrizes e pessoas que não costumam gastar dinheiro na Steam vão ter limitações em suas contas, confira:

Steam exigirá gastos de usuários

Steam exigirá que usuários gastem para ter acesso a recursos


A Valve divulgou que está implementando uma nova política de segurança na Steam que envolve limitar recursos de membros que não gastarem na plataforma.

A ideia é limitar as possibilidades que uma conta tem de interagir com os recursos da Steam e com outros usuários se essas contas não gastarem ao menos cinco dólares. 

Levando em consideração os preços dos games seria o equivalente a comprar um game Indie, por exemplo.

Hackers da Steam

Segundo a empresa, foi feita uma análise de perfis de fraudadores e usuários mal intencionados que fazem pishing e spam nos fóruns, a pesquisa apontou que estas contas costumam mudar de Nick Name constantemente e não costumam gastar nada por longos períodos de tempo.

A ideia é evitar que contas como estas (que não gastam) tenham a possibilidade de interagir de maneira incisiva com outros usuários, obviamente que isso não irá reduzir a zero o número de possíveis fraudes mas a Valve espera que o valor seja reduzido consideravelmente.

Restrições de contas que não gastarem ao menos 5 dólares


Existem agora uma série de itens que serão restritos a pessoas que não gastarem a quantia estipulada, quem não se enquadrar no perfil não poderá:

- Enviar convites de amizade
- Abrir um chat em grupo
- Votar e comentar no Steam Greenlight
- Participar do mercado da Steam
- Publicar freqüentemente nas listas de discussões da Steam
- Subir de nível de perfil e poder trocar Cards.
- Enviar conteúdo para o Steam Workshop
-  Publicar sobre algum item nos debates do Steam Workshop

- Acessar à API da Steam
- Usar o Bate-papo no App Mobile


Pessoas que jogam games grátis


Na Steam existem vários games grátis que o jogador pode usufruir sem pagar nada, como Dota 2 ou Team Fortress 2, para citar dois bem populares, aparentemente jogadores que tem apenas games nestas condições e nunca movimentaram dinheiro nestas contas receberão as mesmas restrições.

Pode parecer injusto a primeira vista, mas dou a razão a Valve em querer proteger quem dá dinheiro a ela, afinal sem os usuários compradores " a coisa não vai pra frente".

Tudo que vier para me proteger como cliente será bem-vindo.

O que você achou da nova política da Valve?

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Como mudar a velocidade do Scroll do mouse no Ubuntu

Aprenda a modificar o número de linhas que o scroll do seu mouse vai rolar nas páginas e pastas no Ubuntu.

Mude a velocidade do Scroll do mouse no Ubuntu

Veja como alterar o Scroll Speed do seu Mouse no Ubuntu e derivados


No tutorial de hoje vamos apresentar uma maneira simples e funcional de editar a quantidade de linhas que o scroll (a bolinha) do seu mouse vai rolar ao você movimentá-lo.

Em praticamente 5 anos usando o Linux eu raramente vi pessoas com este problema, ou insatisfeitos com a configuração padrão do sistema, mas as poucas que não gostaram muito não encontraram uma solução clara, pelo menos até agora.

A solução "I'm Wheel"


O "I'm Wheel" é um utilitário que permite a configuração justamente disto, o número de linhas que o Scroll do mouse vai rolar, ele está na Central de Programas do Ubuntu então para instalá-lo basta clicar no botão abaixo:

im wheel ubuntu dowload

Para os mais chegados no terminal a instalação pode ser feita com o seguinte comando:

sudo apt-get install imwheel
Uma vez instalado agora vamos para o próximo passo.

Como usar o "I'm Wheel" para configurar o scroll do seu mouse no Ubuntu 


O "I'm Wheel" é um programa sem interface gráfica, para fazer a sua configuração você deve editar um arquivo de texto, para isso abra a sua pasta home e exiba os arquivos ocultos (CRTL+H).

Você deve encontrar um arquivo chamado imwheelrc, dando dois cliques ele abre o com seu editor de texto favorito, no caso do Ubuntu possivelmente será o Gedit.

Para quem prefere fazer pelo terminal, simplesmente rode este comando:

gedit ~/.imwheelrc

Dentro dele cole as seguintes informações

".*"
None, Up, Up, 3
None, Down, Down, 3

Onde aparecem os números em destaque você pode configurar a velocidade do scroll, na verdade o que você vai configurar é o número de linhas que ele vai rolar.

Configurando o Scroll do mouse no Ubuntu


Após configurar com as suas preferências salve o documento.

Iniciando o "I'm Wheel" e configurando para inciar junto com o sistema


Para que a configuração que você fez no passo anterior funcione é preciso colocar o "i'm wheel" em funcionamento, para isto, basta  pressionar a combinação "alt+f2" no Ubuntu (isto é equivalente ao Windows+R) e rodar o comando abaixo, é só digitar e pressionar "enter"

imwhell

rodando o I'm Wheel


Se você preferir fazer pelo terminal mais uma vez, é só digitar o comando abaixo no terminal:
imwheel
 Você pode conferir se ele está rodando observando o monitor do sistema:

Monitor do sistema

IMPORTANTE


Se você executar ele mais de uma vez, ou seja, abrir mais de um processo devem ocorrer problemas e ele não vai funcionar, através do monitor do sistema você pode finalizar a tarefa também, ou pode fazer isso pelo terminal:

killall imwheel

Você sempre pode voltar ao arquivo de texto e alterar as configurações para mais ou para menos conforme o seu gosto e necessidade.

O programa não inicia junto com o sistema automaticamente, desta forma você deve configurar para isso aconteça, procure no menu do Ubuntu por aplicativos de sessão e adicione o "I'm Wheel" lá exatamente da forma que está aqui na imagem abaixo:

Configurando para iniciar junto com o sistema

Pronto! Agora você já tem o seu scroll customizado, configurado e iniciando junto com o sistema, o tutorial pode parecer um pouco longo mas o passo a passo é fácil e não é necessário nenhum conhecimento avançado para realizá-lo.

Caso você não queira mais o programa você pode entrar na Central de Programas do Ubuntu e pesquisar por ele lá, uma vez que você o localize é só clicar em remover, mais uma vez, se você quiser remover pelo terminal o comando é:
sudo apt-get remove imwheel

Curtiu  a dica? Pois é, nem todo mundo liga para isso mas se você queria personalizar este detalhe aqui está a solução!

Se você quiser receber outras dicas como esta no seu e-mail inscreva-se logo abaixo para receber a nossa newsletter. :)

Até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sexta-feira, 17 de abril de 2015

Mantendo o Ubuntu sempre com a última versão do Kernel Linux

Hoje você vai aprender a instalar e manter atualizado o seu Kernel no Ubuntu sem precisar fazer muito esforço.

atualizando o kernel do Ubuntu para a última versão

Instale a última versão do Kernel Linux no Ubuntu


A Canonical é um pouco conservadora quando se fala em atualização de Kernel, por isso, ao contrário de outras distros Linux o Kernel do Ubuntu raramente está na última versão estável liberada por Linus Torvalds.

Por isso preparamos um Script todo em português que você poderá rodar toda a vez que desejar atualizar o Kernel do Ubuntu de maneira facilitada, mantendo assim sempre a última versão do Kernel no seu sistema.

Para fazer isso abra o seu terminal e cole os seguintes comandos, um após o outro.

Este comando servirá para instalar o navegador Lynx, que é um navegador em modo texto:
sudo apt-get install lynx
Agora  vamos baixar o nosso script mágico ;)
wget https://www.dropbox.com/s/fwkeja3cijdbk7l/kernel-update
Agora vamos mudar as permissões do arquivo
chmod +x kernel-update 
Agora com este comando abaixo vamos rodar o script:
sudo ./kernel-update

Kernel Update Ubuntu

Se tudo funcionou corretamente você deve estar vendo uma tela como esta acima com as 3 principais opções, para atualizar o Kernel basta pressionar a tecla "a", para remover versões antigas do Kernel pressione a letra "b" e para sair do programa pressione "q".

Independente da opção que você escolher basta seguir as instruções na tela para efetuar os ajustes, os passos são poucos  e simples.

Caso você encontre algum bug ou tenha algum problema reporte ele para a gente, preferencialmente por e-mail.

Utilizei este script para instalar o Kernel que estou utilizando agora, no caso o Kernel 4.0, porém ele servirá para futuras versões também.

Se você tem dúvidas sobre se vale a pena atualizar ou não o seu Kernel confira este vídeo onde o assunto foi abordado apontando os prós e contras das atualizações.

Sempre que você quiser instalar a versão mais recente do Kernel basta rodar este script novamente.

Até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quinta-feira, 16 de abril de 2015