Como instalar o Open Broadcaster no Ubuntu e no Linux Mint

Faça transmissões ao vivo direto para YouTube e para o Twitch TV com o Open Broadcaster no seu Ubuntu.

Open Broadcaster para Linux

Uma solução usada por profissionais


A maioria dos canais grandes do YouTube que fazem livestreams usam o Open Broadcaster para tal, ele é um software grátis e Open Source que pode fazer transmissões da sua tela para o YouTube, Twitch TV ou qualquer outro servidor de Streaming que você deseje.

Até o momento o único programa para Linux que tínhamos com essa finalidade era o Kazam Screencaster, o Open Broadcaster pode também servir como programa para captura de tela, porém, nos testes que realizei a gravação final fica com uma qualidade um pouco abaixo do esperado, boa o suficiente para um live, não tão boa para uma gravação para ir para o YouTube de maneira normal.

De qualquer forma é uma boa ferramenta, ele é multiplataforma, suportando Linux, Windows e Mac OSX, a única distro suportada oficialmente é o Ubuntu mas existem construções não oficiais para outros sistemas, você pode conferir neste página.

Instalando o Open Broadcaster no Ubuntu


O Open Broadcaster necessita do FFMPEG para funcionar, porém, o mesmo não se encontra no repositório padrão do Ubuntu, logo será necessário instalá-lo também, basta copiar todo este código abaixo e colocar no seu terminal, depois de colar pressione a tecla "enter", digite a sua senha e pressione "enter" novamente, aguarde a instalação, ele estará disponível no menu do sistema depois que ela terminar.

sudo apt-add-repository ppa:kirillshkrogalev/ffmpeg-next -y && sudo apt-add-repository ppa:obsproject/obs-studio -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install ffmpeg obs-studio -y
*Se você usa o Ubuntu 15.04 possivelmente o FFMPEG já esteja no repositório oficial novamente.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sexta-feira, 27 de março de 2015

Beta final do Ubuntu 15.04 está disponível para Download

Está quase chegando a esperada hora do novo Ubuntu 15.04 Vivid Vervet sair do forno, confira as principais novidades e o link para download do sistema.

Ubuntu vivid Vervet Download


Baixe o novo Beta do Ubuntu 15.04

Acaba de chegar a última release do Ubuntu 15.04 antes do lançamento da versão final, que deve acontecer no final de Abril, desta forma, em breve teremos um novo Ubuntu prontinho para o seu computador.

Novidades da versão


Nos últimos lançamentos do Ubuntu as mudanças do sistemas foram pouco significativas, e desta vez também não temos novidades extremas mas temos várias coisas interessantes, especialmente no que tange o desempenho do sistema para games.

Confesso que ainda estou na dúvida sobre migrar para ele ou me mantar no Ubuntu 14.04.2 LTS que está muito bom até o momento, a dúvida ocorre por conta dos atrativos nativos do novo sistema.

Ele traz o Kernel 3.19.2 e uma consistente atualização em vários aplicativos provindos do Gnome, como o "Monitor do Sistema", o programa de visualizações de fotos "Eye of Gnome", entre outros, na verdade a lista de versões dos aplicativos do sistema é esta:

- Nautilus3.14.2
- Mozilla Firefox 36.0.1
- Thunderbird 31.5.0
- LibreOffice 4.4.1
- Ubuntu Software Center 13.10
- Gedit 3.10.4
- Totem 3.14.2
- Rhythmbox 3.1
- Empathy 3.12.8
- Transmission 2.84
- Deja Dup 32
- Shotwell 0.20.2
- Brasero 3.12
- Evince 3.14.2
- Gnome Terminal 3.14.2
- Gnome System Monitor 3.15.91
- Eye of GNOME 3.14.3
- GTK3+ 3.14.9.



Uma outra coisa que acho interessante comentar é que o novo Ubuntu contará com a nova geração de drivers para placas Intel, Nvidia e AMD, o que combinado com o novo Kernel fará com que o sistema tenha um desempenho superior a versão anterior (quem sabe agora o The Witcher 2 funciona direito!)

Para baixar o novo beta do Ubuntu basta você acessar este endereço e baixar a versão que seja mais útil para você.

Adicional


Os betas dos derivados diretos do Ubuntu também estão prontos para testes, desta forma você pode baixá-los nos links à seguir:

Kubuntu
Lubuntu
Xubuntu
Ubuntu Gnome
Ubuntu MATE


Faça os testes e depois nos conte o que achou, até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

A diferença entre Software Livre e Software Open Source

Este artigo tem a função de desfazer a confusão que algumas pessoas fazem entre o Software Livre e o Software Open Source.

Free Software and Open Source

Não confunda as coisas


É importante você ler a definição de cada um dos projetos então vamos lá:

Open Source


A definição do Open Source foi criada pela Open Source Iniciative (OSI) a partir do texto original da Debian Free Software Guidelines (DFSG) e determina que um programa de código aberto deve garantir:Distribuição livre

A licença não deve restringir de nenhuma maneira a venda ou distribuição do programa gratuitamente, como componente de outro programa ou não.

Código fonte


O programa deve incluir seu código fonte e deve permitir a sua distribuição também na forma compilada. Se o programa não for distribuído com seu código fonte, deve haver algum meio de se obter o mesmo seja via rede ou com custo apenas de reprodução. O código deve ser legível e inteligível por qualquer programador.

Trabalhos Derivados


A licença deve permitir modificações e trabalhos derivados, e deve permitir que eles sejam distribuídos sobre os mesmos termos da licença original.Integridade do autor do código fonte

A licença pode restringir o código fonte de ser distribuído em uma forma modificada apenas se a licença permitir a distribuição de arquivos patch (de atualização) com o código fonte para o propósito de modificar o programa no momento de sua construção. A licença deve explicitamente permitir a distribuição do programa construído a partir do código fonte modificado. Contudo, a licença pode ainda requerer que programas derivados tenham um nome ou número de versão diferentes do programa original.Não discriminação contra pessoas ou grupos

A licença não pode ser discriminatória contra qualquer pessoa ou grupo de pessoas.

Não discriminação contra áreas de atuação


A licença não deve restringir qualquer pessoa de usar o programa em um ramo específico de atuação. Por exemplo, ela não deve proibir que o programa seja usado em um empresa, ou de ser usado para pesquisa genética.


Distribuição da Licença


Os direitos associados ao programa devem ser aplicáveis para todos aqueles cujo o programa é redistribuído, sem a necessidade da execução de uma licença adicional para estas partes.Licença não específica a um produto

Os direitos associados ao programa não devem depender que o programa seja parte de uma distribuição específica de programas. Se o programa é extraído desta distribuição e usado ou distribuído dentro dos termos da licença do programa, todas as partes para quem o programa é redistribuído devem ter os mesmos direitos que aqueles que são garantidos em conjunção com a distribuição de programas original.

Licença não restrinja outros programas


A licença não pode colocar restrições em outros programas que são distribuídos juntos com o programa licenciado. Isto é, a licença não pode especificar que todos os programas distribuídos na mesma mídia de armazenamento sejam programas de código aberto.Licença neutra em relação a tecnologia

Nenhuma cláusula da licença pode estabelecer uma tecnologia individual, estilo ou interface a ser aplicada no programa.

[...Wikipédia]


Software Livre


A Definição de Software Livre de Richard Stallman, adotada pela Free Software Foundation (FSF), define software livre como uma questão de liberdade e não preço. A primeira publicação conhecida com a definição de sua ideia de software livre foi na edição de fevereiro de 1986 do agora descontinuado boletim GNU da FSF. A fonte canônica para o documento está na seção de filosofia do site do Projeto GNU. A partir de abril de 2013, ela está publicada lá em 39 idiomas.

Um programa é software livre se os usuários possuem as quatro liberdades essenciais:

- A liberdade de executar o programa como você desejar, para qualquer propósito (liberdade 0).

- A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo às suas necessidades (liberdade 1). Para tanto, acesso ao código-fonte é um pré-requisito.

- A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao próximo (liberdade 2).

- A liberdade de distribuir cópias de suas versões modificadas a outros (liberdade 3). Desta forma, você pode dar a toda comunidade a chance de beneficiar de suas mudanças. Para tanto, acesso ao código-fonte é um pré-requisito.


Exemplo para entendimento


Os dois métodos de desenvolvimento tem coisas em comum mas basicamente a diferença é que Open Source simplesmente quer dizer que o código fonte do programa está aberto para consulta, e dependendo da vontade do criador para distribuição e redistribuição sob determinadas características.

O Software Livre implica e não propriedade do software, o Open Source pode ter um dono, como por exemplo os drivers da Nvidia que são Open Source hoje em dia, com o código fonte podendo ser acessado por terceiros mas somente quem vai promover alternações nele é a própria Nvidia.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quinta-feira, 26 de março de 2015

Lançado Gnome 3.16, confira as novidades

A nova versão de um dos ambientes desktop Linux mais populares do mundo acaba de sair do forno com vários ajustes que prometem melhorar a usabilidade de um sistema que carregue a interface.

Gnome 3.16 Release

O novo Gnome está disponível


O Gnome é a interface escolhida por muitos usuários de Linux por ser muito bonita e ter vários recursos, um desktop baseado em gestos basicamente e cada versão as aplicações nativas do Gnome vem se tornando mais padronizadas e com um beleza ímpar sem sombra de dúvidas.

O projeto Gnome preparou um vídeo para demonstrar as principais funcionalidades da nova versão, confira:


Você pode ler as notas oficiais do lançamento neste link com todos os changelogs, o novo Gnome conta mais de 33 mil modificações e com a contribuição de mais de 1000 pessoas para este lançamento, a interface deve chegar através de atualizações automáticas para a maioria das distros Linux que carregam o ambiente.

Ficou ainda mais bonito não? O que você achou do novo Gnome 3.16?

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quarta-feira, 25 de março de 2015

NitroShare - Transfira arquivos entre computadores facilmente

Por vezes precisamos passar arquivos de uma máquina para outra, máquinas estas que podem ter sistemas operacionais diferentes, se você não tem muito conhecimento sobre a criação de pastas compartilhadas em rede  o NitroShare pode ser a sua salvação.

NitroShare Logo

A solução para compartilhar arquivos em rede sem muita complicação


O NitroShare é uma aplicação que facilita a transferência de arquivos entre computadores de uma mesma rede de computadores, na sua casa ou escritório por exemplo, a grande vantagem dele é que além de ter uma configuração extremamente simples ele é também multiplataforma, desta forma você pode usar ele para compartilhar informações entre computadores que não tenham o mesmo sistema operacional.

NitroShare


O pacote .deb para Ubuntu (32 e 64 bits) está disponível para download nesta página, assim como as versões para Windows e Mac OSX.

Porém se você deseja instalar o programa via PPA no Ubuntu é também muito simples, basta copiar todo este código abaixo e colocar no seu terminal, depois de colar pressione a tecla "enter", digite a sua senha e pressione "enter" novamente, aguarde a instalação, ele estará disponível no menu do sistema depois que ela terminar.

sudo add-apt-repository ppa:george-edison55/nitroshare -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install nitroshare -y

Até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui

Pixar libera o poderoso RenderMan para Linux

A Pixar liberou o software de renderização usado em "O Senhor dos Anéis" e "Star Wars" para uso gratuito e não comercial, disponível para Linux, Mac e Windows.

RenderMan liberado pela Pixar

Uma ferramenta poderosa e profissional para renderização no Linux


Mais uma prova de que o Linux pode ser usado neste meio que amplamente difundido através do Mac, a produção audiovisual, se você usa Linux para trabalhar com projetos 3D, com o Blender por exemplo, vai ficar feliz em saber que agora o poderoso motor de renderização da Pixar, o RenderMan, agora pode ser utilizado por usuários comuns para os seus trabalhos.

O RenderMan não é exatamente um software de modelagem, mas sim um renderizador, logo ele não tem interface e deve ser utilização em conjunto com um software de modelagem, como o Blender, o Katana do The Foundry ou mesmo o Maya, todos podem ser usados pelo Linux, inclusive, no caso dos filmes, normalmente se montam servidores de renderização com Linux, possivelmente Red Hats.

Instalação

Instalar o RenderMan no Linux é bem simples, antes de mais nada você deve criar uma conta no fórum da Pixar e ativar a mesma através do seu e-mail, para criar a conta clique aqui.

Uma vez que você tenha criado a sua conta chegou a hora de baixar o programa, esta é a página de download, nela você encontrará as versões para Linux, Windows e Mac, sempre em 64 bits, porém, aqui temos um detalhe, a versão para Linux é oferecida em um pacote RPM, o que sustenta a minha ideia de usarem servidores Red Hat, ou mesmo mesmo, CentOS, Fedora ou openSUSE, de qualquer forma, o pacote não é originalmente compatível com o Ubuntu ou Debian por exemplo, mas fique tranquilo pois o Diolinux já fez uma versão do pacote, convertida com o Alien, pronta para você baixar e instalar no formato DEB.

CLIQUE PARA BAIXAR - Download do RenderMan para Linux, Red Hat, Fedora, openSUSE, Cent  OS e qualquer outra distro que use pacotes RPM.

CLIQUE PARA BAIXAR - Download do RenderMan para Linux, Ubuntu, Debian, Linux Mint e qualquer derivado que use pacotes DEB (versão convertida pelo Diolinux)

Independente da versão que você baixe para instalar basta dar dois cliques no arquivo, no caso da versão em DEB, ele apontará que é um pacote de má qualidade, por ter sido apenas convertido de RPM para DEB, basta ignorar o aviso.

Utilização do RenderMan com o Blender

Oficialmente o RenderMan funciona apenas com o Katana e o Maya, mas ele pode ser usado em outros programas como o Blender, popular no mundo Linux e que está disponível nos repositórios oficiais de todas as distros.

Para usar o RenderMan como motor de renderização do Blender depois de instalar o programa em DEB ou RPM abra o Blender, vá nas configurações do programa, na aba de complementos habilite o RenderMan clicando na "checkbox" na direita, é só fechar e abrir o programa novamente.

RenderMan usado no Blender

Até a próxima!


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
terça-feira, 24 de março de 2015

Atualizando o Kernel Linux para a versão 3.19.2

Veja neste tutorial como instalar a a versão 3.19.2 no Ubuntu 14.04.2 LTS, Ubuntu 14.10 e Linux Mint 17 e por consequência, os derivados destas distribuições.

Kernel Linux 3.19.2 no Ubuntu

Aprenda a instalar o Kernel 3.19.2 no Ubuntu e derivados


O Kernel 3.19.2 será muito provavelmente o Kernel do Ubuntu 15.04 Vivid Vervet que sairá no mês que vem, contudo, é possível utilizá-lo mesmo no Ubuntu 14.04 LTS ou no Ubuntu 14.10, Linux Mint 17 e qualquer outra distro derivadas destes sistemas, o update oficial tende a demorar muito para sair uma vez que estas distros preferem trabalhar com um Kernel um pouco mais antigo, especialmente os sistemas LTS do Ubuntu por conta da estabilidade.

Eu já trouxe até os leitores do blog a minha opinião sobre a atualização do Kernel, no meu ponto do vista, resumidamente, se está funcionando bem não tem porque mexer, mas você pode ver uma explanação melhor sobre isto aqui neste artigo.

Dizem as boas línguas que esta versão do Kernel possui um desempenho superior o que se trata de games, e como isso me interessa decidi testar, de antemão afirmo que há de fato um leve melhora, porém tive problemas na inicialização, apontando alguns erros o que causava uma certa lentidão ao inciar o sistema, coisa de 15 segundos a mais que o normal. Outro problema que encontrei foi ao tentar instalar os drivers da minha placa de vídeo Nvidia, com o driver genérico o sistema funcionava normalmente mas ao instalar o driver específico, o que antigamente chamávamos de "proprietário", o sistema não iniciava, então fica o alerta.

Atualizando o Kernel para a versão 3.19.2


O Kernel é uma parte muito sensível do sistema operacional, é ele que faz a comunicação direta entre os seus programas e o hardware, este procedimento deve ser feito preferencialmente por usuários que tenham experiência no sistema operacional de maneira que possam reverter quaisquer problemas que possam o ocorrer. Por outro lado, como ganhar experiência sem errar, não é?

Caso você possua um sistema de 32 bits você deve executar estes comandos de maneira sequencial;

wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.19.2-vivid/linux-headers-3.19.2-031902_3.19.2-031902.201503181436_all.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.19.2-vivid/linux-headers-3.19.2-031902-generic_3.19.2-031902.201503181436_i386.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.19.2-vivid/linux-image-3.19.2-031902-generic_3.19.2-031902.201503181436_i386.deb
sudo dpkg -i linux-headers-3.19*.deb linux-image-3.19*.deb
E reinicie o computador, caso você use um sistema de 64 bits use estes comandos abaixo:

wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.19.2-vivid/linux-headers-3.19.2-031902_3.19.2-031902.201503181436_all.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.19.2-vivid/linux-headers-3.19.2-031902-generic_3.19.2-031902.201503181436_amd64.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.19.2-vivid/linux-image-3.19.2-031902-generic_3.19.2-031902.201503181436_amd64.deb
sudo dpkg -i linux-headers-3.19*.deb linux-image-3.19*.deb
E ao final do processo reinicie o computador para poder usar o novo Kernel.

Caso você tenha algum problema com ele, como eu tive, você deve reiniciar o computador na tela do GRUB e nas opções avançadas selecionar a versão anterior do Kernel que você tenha instalado no computador, inicie por ela e remova o Kernel novo com problemas com este comando:

sudo apt-get remove linux-headers-3.19.2 linux-image-3.19.2
sudo update-grub
É isso aí, até a próxima!
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
segunda-feira, 23 de março de 2015

Windows 10 não será "grátis"

Estou vendo um erro de interpretação ocorrer com uma certa frequência no mundo da tecnologia, enganos podem acontecer por motivos diferentes mas sinceramente acredito que sejam duas coisas, empolgação pela chegada do novo Windows e falta de interpretação de texto, talvez aliado a má vontade de passar uma informação clara por parte de alguns sites.

Windows 10 grátis

Windows 10 não será dado de graça aos piratas


A sutil diferença entre permitir a atualização do sistema mesmo para usuários piratas e dar, deliberadamente, uma licença do Windows para usuários piratas está causando uma certa confusão no mundo tecnológico.

Apesar deste ser um blog voltado a sistemas baseados em Linux eu acredito que tenho o dever de ajudar as pessoas a compreender o que está acontecendo e claro, fazer um paralelo sobre qual a relevância desta atitude da Microsoft sobre o mundo do Pinguim.

O caso 

Basicamente, a Microsoft anunciou que a atualização para o Windows 10 será gratuita, ou u seja, se você já comprou o Windows 7, Windows 8 ou 8.1 poderá fazer o upgrade para o Windows 10 sem pagar nenhum centavo, porém, isso vale para você também que tem um Windows pirata (7, 8 ou 8.1), dessa forma tanto usuários legais como usuários ilegais do sistema da Microsoft poderão ter o novo Windows através de um update gratuito.

Windows-10-logo


O equivoco está em as pessoas acharem que o Windows erá de graça por conta disto, na verdade o que acontece que a licença que o usuário tem em seu computador continuará a mesma, desta forma se você comprou o Windows você terá após o upgrade um Windows 10 registrado e legalizado, da mesma forma o usuário pirata do sistema que decidir atualizar os sistema para a versão 10 manterá a sua licença pirata, ou seja, você terá um Windows 10 pirata!

Manobra de mercado questionável

A princípio a ação valia apenas para território Chinês, porém foi expandida para o resto do mundo, me parece óbvio que a Microsoft não iria "dar" o Windows para usuários piratas, isso na verdade iria enfurecer um pouco os clientes que pagaram pelo sistema operacional anteriormente, me parece um incentivo claro à pirataria de seu sistema, permitindo que as pessoas usem o sistema de maneira pirata para que todos usam a mesma versão do sistema, afinal, de maneira prática a maior diferença entre quem já pretendia piratear o software é que ao invés de ir até um site de torrents e baixar a ISO do Windows 10 pirata a própria Microsoft vai te fornecer um download oficial. 

A manobra, moralmente questionável, visa obviamente fazer com que o máximo de usuários possível migre para a nova versão do sistema, e possivelmente funcione.

Uma prova de que o Windows 10 não será de fato sem custo é que computadores novos que serão vendidos com o novo sistema não vão ter um custo de 100 a 500 reais mais baratos por conta disso.

O impacto disso no mundo Linux

Algumas pessoas se mostraram preocupadas com o que aconteceria com o Linux se o Windows fosse gratuito, então para tentar esclarecer um pouco as coisos e também expor o meu ponto de vista sobre o assunto, o Diolinux produziu este vídeo abaixo, confira:


Espero que agora tenha se esclarecido esta questão que estava importunando algumas pessoas, até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

The Blender Velvets - Usando o Blender para editar vídeos

O Blender é um dos principais softwares livres do mundo utilizados em larga escala até mesmo por estúdios de Hollywood, usado primordialmente para modelagem mas ele tem grande potencial como um editor de vídeo também.

Blender como editor de videos

Blender, um verdadeiro canivete suíço 


Eu acredito que a maioria dos usuários de computador desconhecem as reais potencialidades do Blender, por vezes se deixam levar por marcas como a Adobe achando que só com programas da empresa os bons resultados virão, quando na verdade com um pouco de estudo e vontade você vai encontrar boa parte das soluções que necessita no open source.

Além de um excelente modelador 3D, o Blender pode ser usado também para fazer efeitos especiais, edição de vídeo e pode servir até como uma Engine para games e um programa para fazer filmes em animação.

Pesquisando um pouco sobre materiais de estudo para fazer do Blender uma boa ferramenta para edição de vídeo acabei descobrindo o projeto "The Blender Velvets".

Ele é um site que possui vários tutoriais para te ajudar a deixar o Blender completo e pronto para trabalhar exatamente com edição de vídeo, eu ainda estou aprendendo (por isso não peçam tutoriais por hora) mas me pareceu bem interessante, especialmente a parte de configuração de teclas de atalho e layout do programa.

Fica registrada aqui a minha dica, caso você queira aprender mais sobre o projeto e sobre como usar o Blender para edição de vídeo basta seguir este link.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sexta-feira, 20 de março de 2015

Os melhores games para Linux de 2015

Tudo bem o que o ano ainda está no início mas já temos ótimas notícias para os amantes dos jogos no Linux, temos uma lista recheada de jogões que foram confirmados para o Pinguim em 2015, venha conferir.

Melhores jogos para Linux 2015

Muitos títulos AAA estão chegando no Linux em 2015


Aparentemente a ausência de bons games no Linux já não é um problema e a tendência é a quantidade de títulos lançados irem a cada dia aumentando mais.

Preparamos um vídeo para te mostrar os games que já foram confirmados pela Valve para este ano no Linux, o que não quer dizer que estes sejam os únicos lançamentos, muito longe disso aliás, mas já serve para você ter uma ideia do que vem por aí, comentamos também sobre o Vulkan, a nova API gráfica que vai aumentar o desempenho dos games no Linux.




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.