Adobe Photoshop pode estar a caminho do Linux!

Será que o dia que finalmente você vai poder dizer que existe Photoshop do Linux nativamente está próximo? Bom parece que sim, graças a uma ajudazinha do Google a Adobe está produzindo uma versão do Photoshop que rodará em qualquer PC que carregue o Chrome, saiba mais:

Adobe Photoshop no Linux

Adobe está desenvolvendo uma versão do Photoshop para o Chrome


Graças a um empurrãozinho do Google (do tipo, "vai filhão!") o Photoshop deve desembarcar ao Chrome OS e consequentemente a qualquer computador que tenha o Google Chrome, segundo a Adobe o projeto está 90% concluído faltando ainda alguns ajustes como fazer com que o software aceite a importação de arquivos do HD do computador, atualmente ele só tem integração com arquivos do Google Drive.

Atualmente o programa, que ainda está em versão de testes e deverá permanecer assim por seis meses (yeah! temos um prazo!), pode ser instalados através da Chrome Web Store apenas por estudantes de universidades selecionados para realizar os testes, ainda não se tem informações sobre se o serviço será pago o grátis.

Como funciona


A ideia é fazer com que o Photoshop para Chrome seja exatamente igual ao Photoshop para desktops, porém com um diferencial, não será preciso uma máquina potente para rodá-lo uma vez que ele estará rodando nos servidores da Adobe via streaming, inclusive é assim que o estão chamando até o momento, "Photoshop Streaming", isso ideal por exemplo para computadores com pouco hardware como os Chromebooks do Google.

Opinião


Particularmente acho que o Google perdeu foi a paciência com a Microsoft que vivia dizendo que o Surface era melhor que o Chromebook porque rodava Photoshop (sim, por conta de um programa de terceiro ele era melhor, mas ok!) e de minha parte, será bom ter mais uma opção apesar de eu estar muito acostumado com o GIMP e fazer tudo por ele vai ser bom poder dizer pro pessoal que reclama que Linux não tem Photoshop que agora ele terá. (risada maquiavélica, muahahahaha).

E você o que pensa disso?


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sábado, 22 de novembro de 2014

My Weather Indicator, a melhor aplicação de previsão do tempo para Ubuntu

Será que você vai precisar de um guarda-chuva ou de um filtro solar fator 79? Pois é, prever o tempo não é uma das tarefas mais fáceis, que o digam os muitos telejornais que tentam a sorte com isso, mas de qualquer forma mesmo que previsão não seja milimétrica é sempre importante ter uma noção do que pode acontecer, então o que você acha de deixar o Ubuntu te ajudar nesta tarefa?

My Weather Indicator
Imagem: OMG!Ubuntu

Veja como instalar o My Weather Indicator no Ubuntu


O My Weather Indicator talvez seja a melhor aplicação com essa finalidade para Linux, ele é um programa do tipo indicador no Ubuntu, destes que ficam na barra superior perto do calendário, mas apesar de ser uma aplicação de aparência simples ele muito completo.

Você pode definir uma série de coisas com ele, vários locais diferentes por exemplo, ele é capaz de te mostrar as condições climática atuais, como a temperatura e a umidade relativa do ar e ainda te mostrar a previsão do tempo para os próximo 5 dias.

Configurações do My Weather Indicador
Imagem: OMG!Ubuntu

Como instalar o My Weather Indicator no seu Ubuntu


Isso é muito simples, basta baixar este pacote e instalar dando dois cliques, quando você der dois cliques no arquivo a Central de Programas vai se abrir permitindo que você instale ele da mesma forma que instala qualquer programa comumente.

My Weather Indicator


Depois de instalado é só abrir ele pelo menu do sistema, um dos detalhes mais interessantes dele talvez sejam os widgets para área de trabalho que ele possui, são vários modelos diferentes que podem dar um toque especial ao seu desktop.

Fonte e arquivos para download.
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
sexta-feira, 21 de novembro de 2014

GIMP Paint Studio, turbine o seu GIMP com vários pincéis e extensões novas

Este é um projeto muito interessante que visa deixar o GIMP mais completo do que já é, ideal para quem trabalha com Design ou quer trazer um toque de refinamento aos seu trabalhos gráficos, confira.

GPS para Ubuntu


Amplie as possibilidades com o GIMP Paint Studio


O GIMP Paint Studio, ou simplesmente "GPS", é um conjunto de extensões, pincéis e texturas de cores para deixar o GIMP com mais recursos do que dê fábrica.

GPS
Imagem: Reprodução

Para instalar no seu Ubuntu é muito simples, antes de tudo tenha certeza de que o GIMP está instalado no seu computador e que você tenha aberto ele pelo menos uma vez para que o programa tenha criado os diretórios ocultos dentro da sua home, você pode instalar o GIMP pela Central de Programas do Ubuntu, sem maiores problemas.

Como instalar o GIMP Paint Studio


O procedimento é simples, primeiramente baixe este arquivo, depois de dois cliques nele para abrir com o gerenciador de pacotes compactados.

Dê dois cliques no arquivo

Em seguida clique no botão "Extrair na parte superior"

Clique no botão extrair

Na janela que se abrir no lado esquerdo selecione "Pasta pessoal" como na imagem abaixo.


Do lado direito caso as pastas do um ponto na frente do nome não apareçam é porque provavelmente você não habilitou o Nautilus para que ele mostrasse os ícones ocultos, apenas pressione a combinação de teclas "Ctrl+H" e procure pela pasta do GIMP, o nome dela é ".gimp-2.8" como você pode ver na imagem abaixo.


Dando dois cliques na pasta do GIMP você entrará dentro dela e uma vez dentro basta clicar em "Extrair" no botão na parte inferior da janela.


Pronto, agora é só abrir o GIMP e desfrutar dos novos recursos, você vai reparar até mesmo a tela de carregamento do GIMP mudou.

Uma combinação extra que você pode fazer é adicionar os ícones monocromáticos e configurações do Photoshop no GIMP com o nosso tema "GIMPshop", confira neste artigo.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

PSensor, monitore a temperatura do seu computador

Será que quente aí? Com o PSensor você consegue monitorar a temperatura do seu computador, processador, placa mãe e placa de vídeo, vamos conhecer essa aplicação?

Monitore a temperatura com o PSensor

PSensor, uma ótima maneira de monitorar o temperatura do seu PC


A temperatura excessiva de algum componente no computador pode indicar o seu mau funcionamento então se você está com alguma desconfiança é bom ficar de olho em como andam os seus componentes, e nesta tarefa de monitoramento o PSensor pode te ajudar, ele é uma aplicação muito simples e que possui um indicador que fica na parte superior da área de trabalho onde você pode ver à quantos graus está o seu processador, placa de vídeo e placa mãe.

Instalando no Ubuntu


Para instalar o PSensor no seu sistema é muito simples, ele está na Central de Programas então basta clicar no botão abaixo:




--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

KDE Connect, integre o Ubuntu ao seu Android

Veja como transformar o seu Android num verdadeiro controle remoto do seu Ubuntu para facilitar as suas tarefas do dia a dia.

KDE Connect para Ubuntu

Use o KDE Connect para integrar o seu Smartphone Android com o Ubuntu


E viva a preguiça! E viva a praticidade! Ahh... sim, as maravilhas do mundo moderno, graças ao KDE Connect agora não vou precisar levantar do sofá para mexer no meu computador. Eu, como muitos por aí, deixei de usar a televisão para assistir as grandes emissoras e uso ela basicamente ligada ao meu notebook via HDMI para assistir o YouTube, série e filmes e o KDE Connect era tudo o que eu precisa, um controle remoto entre os dois.

Muito mais do que isso do que um simples controle


Alem de ser possível utilizar o KDE Connect como mouse e teclado do computador ele ainda possui um indicador do seu desktop que consegue te mostrar as notificações do Smartphone, consegue explorar os arquivos do mesmo, mostrar quanto por cento de bateria ainda resta no aparelho, no caminho contrário, você consegue usa o seu Android também para controlar os players de música do computador, como o Rhythmbox por exemplo, que é o player padrão do Ubuntu.

Como instalar o KDE Connect no Ubuntu

Antes de mais nada instale o App no seu Android através da Google Play, clique no botão abaixo:


Uma vez tento instalado o KDE Connect no seu Smartphone agora vamos instalar o indicador no seu computador, copie o trecho de código abaixo completamente e cole no terminal, pressione a tecla "enter" e digite a sua senha, agora é só aguardar:

sudo add-apt-repository ppa:vikoadi/ppa -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install indicator-kdeconnect kdeconnect -y

Usando o KDE Connect 


Abra o aplicativo no seu Android e abra também o KDE Connect, ele deve estar no meu de aplicações do Ubuntu, o KDE Connect deve reconhecer ele automaticamente.

IMPORTANTE: É bom salientar que toda a troca de informações feita entre o Android e o Ubuntu é feita por WI-Fi, ou seja, é imprescindível que ambos esteja na mesma rede sem fio.

Quando o KDE Connect reconhecer o seu dispositivo aparecerá um indicador de um Smartphone na parte superior da área de trabalho do Ubuntu.

Observe o ícone à esquerda do ícone de conexão de internet.

Clique neste ícone e clique em "Request pairing", neste momento deverá surgir uma notificação do seu Smartphone pedindo para confirmar o emparelhamento, apenas aceite.

Pronto, os dispositivos já estão pareados, para controlar o Ubuntu pelo Android dentro aplicativo do KDE Connect clica no dispositivo conectado e as opções de controle irão se abrir.

    


Dicas


- Para usar o botão direito do mouse quando estiver usando o controle remoto (segunda imagem logo acima) apenas toque o menu superior direito representado por 3 bolinhas empilhadas.

- Para ativar as notificações do Smarpthone na sua área de trabalho Ubuntu, na primeira tela da imagem acima deverá aparecer logo abaixo das três opções de controle uma opção escrita "Sincronização de notificações", basta tocar nela e ativar essa funcionalidade.

É isso aí galera, até a próxima!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Definindo afinidade de um processo a um determinado núcleo do CPU no Linux

CPU Affinity é uma propriedade de gerenciamento do sistema que permite direcionar para um ou mais núcleos específicos do processador um determinado processo ou programa manualmente, saiba mais sobre esse mecanismo na matéria.

CPU Affinity

Veja como atribuir um certo processo a um certo núcleo do processador


Estamos conversando esta semana com alguns amigos do grupo do Diolinux no Facebook e essa questão foi levantada, se seria possível não apenas alterar a prioridade de um determinado processo mas também atribuir um processo a um determinado núcleo do processador.

Basicamente o que você precisa ter para poder realizar uma ação destas é ter um processador multi núcleo sem restrição por marca ou modelo, pode ser tanto Intel quanto AMD, mesmo assim é bom lembrar que quanto mais núcleos o seu processador tiver mais opções você tem.

Eu vou tentar simplificar uma coisa complicada


Normalmente a função de atribuir um processo a um núcleo é atribuída ao sistema operacional, descendo de nível um pouco mais, é função do kernel e sendo mais específico ainda é um processo do Kernel chamado "Scheduler", é ele que vai definir a afinidade de um processo e atribuí-lo a um núcleo, para entender o que acontece normalmente vamos utilizar um exemplo:

Gimp

Ao abrir o programa de edição de imagens GIMP o sistema vai se encarregar de atribuir o processo do GIMP, quando você abrir outro programa qualquer ele terá momentaneamente uma prioridade mais alta e tomara o lugar do GIMP neste núcleo, mas como o sistema gerencia os processos de um jeito inteligente ele irá jogar o GIMP para outro núcleo, mantendo assim o desempenho dos dois programas.

Caso você atribua o GIMP manualmente a um determinado núcleo, usando o mesmo exemplo acima, quando você abrir um outro programa e este exigir a atenção do núcleo onde o GIMP está é possível que o processo GIMP fique parado até que o processador "tenha tempo de falar com ele de novo", ou seja, nesta caso não é muito vantajoso.

Por que você faria isso então?


Em primeiro lugar, por que você pode! Em segundo lugar, pode ser interessante para o gerenciamento de energia, você pode utilizar apenas um núcleo para rodar determinados programas e assim fazer a sua bateria durar mais.
 
No fim das contas acho que esta matéria serve mais para conhecimento do que para utilização, na maioria das vezes a melhor opção é deixar o sistema trabalhar para você.

Como funciona o taskset


Para mandarmos um processo direto para ser executado por um determinado núcleo ou núcleos nós vamos utilizar o taskset, que é um recurso que já vem junto com kernel Linux.

Monitor do Sistema Ubuntu

Se você observar o aplicativo que vem junto com a maioria dos sistemas, no caso do Ubuntu, o Monitor do Sistema onde você pode ver o nome de todos os processos, na aba "Recursos" você consegue ver quantos núcleos o seu processador tem.

Núcleos do Processador

Existem duas formas de utilizar o taskset, abrindo um programa que estava fechado ou modificando um processo que já está em execução, por exemplo:

Para direcionar um processo já aberto para um núcleo do processador no terminal fazemos assim:

taskset -pc 0 2432

 Sendo que:

Azul: É nome do comando usado para setar o processo a um determinado CPU
Laranja: É o parâmetro utilizando para modificar um programa já aberto.
Preto: É o número do núcleo do processador, 0 para o primeiro núcleo, 1 para o segundo, 2 para o terceiro e assim por diante.
Vermelho: O vermelho é o número do PID, se você observar na imagem do monitor do sistema acima onde é possível mostrar os processos na coluna de PIDS, este número utilizado no exemplo é o do GIMP.

Caso você queira abrir um programa já direcionando ele para um determinado núcleo faça assim:

taskset -c 0 gimp

Sendo que o primeiro comando é igual, o "-c" serve para direcionar o processo para um núcleo, "0" é mais uma vez o número do núcleo que você deseja mandar o programa e "gimp" no exemplo, é o programa que eu quero abrir.

Se quiser direcionar o processo para dois núcleos faça assim:

taskset -c 0,1 gimp
Observe o "0,1" isso indica quais são os núcleos que trabalharão com o GIMP (no exemplo), o mesmo pode ser feito para a primeira opção

Basicamente é isso, se você tiver alguma dúvida deixe-a nos comentários logo abaixo.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Looo.co uma boa alternativa ao Spotify

Se você gosta de ouvir músicas online vai ficar muito satisfeito em conhecer este serviço, o Looo.co é uma boa alternativa ao popular Spotify e é acessível em todas as plataformas.

Locoo.co Ouça músicas online

Deixe a música rolar por horas e horas com o Looo.co


Com a melhora da conexão de internet (no Brasil isso é relativo) as pessoas passaram a baixar menos conteúdo para poder apreciá-los online, isso vale tanto para filmes com o Netflix - que agora tem suporte oficial para o Linux - e o PopCorn Time, que é digamos assim, a sua versão grátis.

Indo mais para o lado das músicas, tem gente que gosta de deixar rolando playlists no YouTube ou qualquer outro site mas nos últimos meses o serviço que tem despontado é sem dúvidas o Spotify - aprenda a instalar o Spotify no Ubuntu aqui - sem nenhum grande concorrente à altura, mas como alternativas são sempre bem-vindas hoje vamos lhe apresentar o Looo.

O Looo.co (sim, tem 3 "ós") é um serviço online de Streaming de música, ele ainda está em fase Beta mas se mostra bem funcional, nele você pode ouvir as músicas mais ouvidas no mundo pelo serviço ou pode navegar por artista/banda ou mesmo por gênero musical, o serviço é m português e não há necessidade de baixar nada, você acessa pelo navegador e pronto.


Pelos testes que fiz e percebi que ele tem ainda alguns problemas para encontrar algum artista ou música pelo campo de busca, as demais opções funcionaram sem problemas, criação de playlists, controle de som, aliás, é possível exportar e importar playlists dele que é uma função bem interessante, teste e deixe as suas impressões nos comentários, até logo!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
terça-feira, 18 de novembro de 2014

Como instalar o Team Viewer 10 no Ubuntu

Este é um programa que dispensa apresentações, o Team Viewer é sem dúvida alguma referência neste setor de programas para fazer assistência remota e com toda a certeza é um dos melhores, atualmente temos a versão 9 disponível para Linux e agora chega até o sistema do Pinguim a versão 10 beta.

Team Viewer 10

Assistências remotas como você faz no Windows e no Mac

Tem pessoas que tem essa preocupação, são aficionadas em um determinado programa e não o largam por nada, mas eu lhes digo, mais vale a funcionalidade do programa do que o nome do próprio, de qualquer forma, o Team Viewer um exemplo de software que você não precisa substituir, ele possui versão para Linux também, tanto para Ubuntu quanto para Fedora.

Baixando e Instalando o Team Viewer


A instalação não poderia ser mais simples, existem pacotes .deb tanto para Ubuntu 32 quanto 64 bits, o mesmo vale para o Fedora, para instalar estes programas basta fazer o download e dar dois cliques, no caso do Ubuntu ele vai abrir com a Central de Programas, depois disso apenas clique em instalar, digite a sua senha e aguarde que a instalação conclua-se, o programa estará no menu do seu sistema.



Obs: Na página de download você encontrará tanto a versão 9 quanto a versão 10, ambas em 32 e 64 bits para Ubuntu e Fedora, a versão 9 é a versão estável atualmente e a versão 10 ainda é um beta mas está perfeitamente utilizável.

Obs 2: Baixe a versão multiarch, ela funciona sem precisar instalar dependência, mesmo que você use um sistema de 64 bits.

Obs 3: Caso você tenha erros nas instalação usando a versão multiarch rode o comando abaixo e tente instalar novamente dando dois cliques no deb:
sudo dpkg --add-architecture i386

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Como instalar o Atom Text Editor no Ubuntu

Se você é programador já deve ter o seu programa predileto para escrever os seus códigos seja lá qual for a linguagem que você programe, mas quem sabe você não se apaixone pelo Atom, conheça um pouco mais sobre ele na nossa matéria.

como-instalar-atom-no-ubuntu
Imagem: sysads

Um núcleo poderoso


Eu já comentei tanto aqui no blog quanto no canal do Diolinux que o meu editor preferido na hora de trabalhar com algum código é o Sublime Text 3 entretanto não vou negar que o Atom deu uma balançada no amor que eu tenho pelo Sublime.

Uma coisa muito interessante a cerca dele é que ele é desenvolvido com o núcleo do Chromium, isso mesmo, o browser de código aberto que "faz a mágica" por traz do Google Chrome do Google também é o núcleo do Atom, podemos notar isso nas abas e nas barras de rolagem, e quase me esqueço de comentar, ele é desenvolvido pelo pessoal do GitHub, o famoso site de armazenamento e compartilhamento de códigos.

Instalando o Atom no Ubuntu

Não sei se você está chegando agora aqui no blog ou se é um visitante assíduo mas de uns tempos para cá eu resolvi facilitar a vida de quem está inciando e ao invés de colocar vários comandos eu coloco apenas um bloco de comandos para que a pessoa tenha a simples necessidade de copiar e colar mais uma vez, se você é um usuário mais avançado tenho certeza que você vai entender o que eu fiz e se não for, bom a instalação será ainda mais fácil, mãos à obra!

Abra o seu terminal (Ctrl+Alt+T) e copie todo o conteúdo abaixo e cole, pressione a tecla "enter" depois disso, a sua senha será solicitada, digite-a e aguarde, veja as instruções na tela e se tiver alguma dúvida deixe aqui nos comentários.

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/atom -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install atom -y
Depois de instalado o software estará disponível no menu do seu Ubuntu.

Até a próxima, compartilhe!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Instalação do Java no Ubuntu passo a passo

Se você ainda tem alguma dúvida sobre a instalação do JAVA no Ubuntu este vídeo tutorial vai sanar as suas dúvidas, confira na matéria.

Como-instalar-o-java-no-ubuntu

Uma vídeo aula para você aprender a instalar o Java no Ubuntu sem dificuldade


Sei que está é uma dívida que muitos usuários tem então para facilitar a vida de todos resolvemos produzir um tutorial em vídeo explicando como se fazer a instalação do Java 8 no Ubuntu tanto pelo terminal quanto via interface gráfica.

Confira:



Espalhe essa dica para os seus amigos, usar Linux é uma questão de querer aprender como as coisas funcionam, fazer instalação de programas não é difícil, é só diferente.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.