Responsive Ad Slot

Pai dá tiros no laptop da filha por reclamação no Facebook

Um comentário

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012


Não contente em castigar a filha, Jordan (o pai) deu fim ao laptop dela a tiros. Foto: YouTube/Reprodução/Geek
Não contente em castigar a filha, Jordan (o pai) deu fim ao laptop dela a tiros


Desapontado ao descobrir que sua filha Hannah, de 15 anos, fez injustas reclamações sobre seus pais e madrasta no Facebook, um pai americano - que trabalha com TI - não teve dúvidas: deu nove tiros no laptop da menina com sua pistola .45. E não são projéteis comuns, mas nove balas daquelas que explodem no impacto. Tudo documentado num vídeo endereçado à filha e publicado no YouTube.
Cansada de ser "explorada" pelos pais com tarefas domésticas, Hannah postou no Facebook um protesto público, desrespeitoso e cheio de palavrões, a respeito do "trabalho escravo" a que os pais a obrigam diariamente. A adolescente teve ainda o cuidado de bloquear o pai, a mãe e a madrasta para que não lessem a mensagem. A família vive em Albemarle, na Carolina do Norte.
Só que Tommy Jordan é diretor da empresa de TI Twisted Networx, e, enquanto gastava cerca de meio dia e US$ 130 para fazer um upgrade no notebook da filha, descobriu a mensagem. Sua reação, como castigo à filha, foi destruir o laptop dela a tiros. Ele explicou que Hanna já havia feito isso antes, ficou três meses de castigo e, pelo visto, não entendeu o recado. O pai ainda conta no vídeo, postado na última quinta-feira, que os "trabalhos forçados" a que Hanna é submetida são apenas fazer sua cama de manhã, ir à escola e lavar sua própria roupa, entre outra tarefas menores.
E não contente em deixá-la de castigo ("até arranjar um emprego e sair de casa", segundo ele), o irritado pai filmou todo o "tiro ao notebook". O vídeo (que pode ser visto pelo atalho bit.lylwYBzDV) foi postado no YouTube e no perfil do Facebook de Jordan (tinyurl.com/84madyz), e - fora uma minoria discordante - teve apoio maciço de pais e filhos por toda a internet em terras do Tio Sam. O vídeo teve centenas de video-respostas, que podem ser conferidos nos links citados.
O pai ainda arremata com um "você não precisa mais se preocupar com um notebook novo, ou uma máquina fotográfica nova, ou um celular novo, porque você realmente não vai usar nenhum deles - até, provavelmente, a faculdade". E que, se ela reclama das tarefas, a vida dela agora vai ser realmente dura.
"Você não vai ver isso porque não tem computador. Mas eu vou postar este vídeo no seu mural do Facebook, para os seus amigos verem", diz ele à filha. E, depois dos tiros, finaliza: "Daqui a alguns anos, quando você não estiver mais de castigo, talvez você tenha um laptop novo. Mas seu próximo computador quem vai comprar é você. Isso depois de pagar os US$ 130 que me deve".

Confira as novidades do GTA V

Nenhum comentário

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012


Rockstar Games vai melhorar com certeza os gráficos de Grand Theft Auto 5 (GTA 5),jogo que ainda não foi anunciado oficialmente. Um Modder nos mostra agora imágens fantásticas, que queremos que seja o gráfico do novo GTA.

Os fãs ainda estão esperando em vão o anúncio oficial de Grand Theft Auto 5. Até que os primeiros detalhes concretos e informações sejam revelados, pode levar algum tempo.

No forum 3d center "watugonad00" e Dragozool " mostraram , algumas imagens que incluem o uso do mod ENB Series para o GTA 4 , essas imagens ainda foram preparadas para ter um ótima aparência, para poderem ser apresentadas.

Confira as imagens abaixo

Corrigindo a resolução da inicialização, Plymouth e terminais no Ubuntu

Nenhum comentário

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012



Ubuntu é uma das distribuições que usa um moderno sistema de animação durante sua inicialização e desligamento: o Plymouth. Sabe quando você liga seu Windows e aparece aquela animaçãozinha na tela? Pois é, seria o similar do Ubuntu, mas este último possui suporte a vários temas, para começar.
O Plymouth particularmente permite animações bem elegantes, e a padrão do último Ubuntu lançado e seus adjacentes (como o Kubuntu, Xubuntu e etc), fizeram por merecer em suas qualidades.
Contudo, grande parte dos computadores onde a nova versão do Ubuntu foi instalada, especialmente onde foram feitas atualizações a partir de outras versões do sistema, o Plymouth se comporta de uma maneira estranha. Além de tudo ficar cinza, ou a sua resolução é super-aumentada, de forma que o monitor nem consegue exibir algo, ou sua resolução fica extremamente baixa e, consequentemente, com aparência muito feia:
Na maioria dos casos essa resolução também afeta os terminais; ou seja, você não enxerga uma mensagem de erro sequer na tela, e não pode pedir socorro à eles naqueles momentos onde a interface te deixa na mão, via Ctrl+Alt+F5, Ctrl+Alt+F6 e etc para sanar problemas ocorridos na interface gráfica ou até para executar outras tarefas via linha de comando. Eu particularmente já cheguei a dar comandos "no escuro", sem ver o que estava digitando e tendo que conhecer os processos.
Contudo, tempos atrás o Softpedia, em sua divisão voltada a Linux, publicou uma dica rápida e fácil de como resolver este problema da resolução, e um resumo traduzido foi postado no fórum do Ubuntu, ao qual agradeço. Através destes passos, você volta a enxergar perfeitamente os terminais e de quebra passa a ver todo o processo e animação na inicialização e desligamento do sistema.
O primeiro passo é abrir um terminal, em "Aplicações > Sistema > Terminal", no Ubuntu com GNOME. Com o terminal aberto, rode:
$ sudo apt-get update
$ sudo apt-get install v86d
E aguarde o término da instalação. Os comandos acima solicitarão a senha do usuário, isso é normal. Após isso, digite para abrir o arquivo de configuração do Grub, o nosso seletor gráfico de sistemas no boot:
$ sudo gedit /etc/default/grub
Localize a seguinte linha, provavelmente a de número 9:
GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet splash"
E substitua por essa, colocando ao invés de "1024x768" a sua resolução desejada:
GRUB_CMDLINE_LINUX_DEFAULT="quiet splash nomodeset video=uvesafb:mode_option=1024x768-24,mtrr=3,scroll=ywrap"
Role para baixo. Na linha 18, muito provavelmente, está o seguinte conteúdo:
#GRUB_GFXMODE=640x480
Substitua por:
GRUB_GFXMODE=1024x768
Inserindo novamente a mesma resolução escolhida. Terminado, salve e feche o Gedit.
Vamos agora editar mais um arquivo de configuração, dessa vez um arquivo responsável pelo carregamento de módulos do initramfs:
$ sudo gedit /etc/initramfs-tools/modules
Ao final do arquivo, que deve ter pouca coisa, copie e cole a seguinte linha, novamente colocando a mesma resolução desejada:
uvesafb mode_option=1024x768-24 mtrr=3 scroll=ywrap
Coloque a linha depois das linhas onde há um "#" na frente, ou seja, em uma linha nova. Salve e feche o Gedit. Agora só falta um comando que reconfigura tudo, desde o initramfs até o Grub, usando as novas configurações (tudo abaixo forma uma só linha):
$ sudo echo FRAMEBUFFER=y | sudo tee /etc/initramfs-tools/conf.d/splash && sudo update-grub2 && sudo update-initramfs -u
Feito tudo isso, prontinho. Reinicie o seu micro e curta agora sua animação de inicialização e desligamento do sistema. E ah, em caso de panes na interface gráfica, você já poderá pedir socorro nos terminais :-)

Tenho Kubuntu, fiz isso e agora aparece pra mim a tela roxa do Ubuntu. E agora?

[Agradecimentos ao Behringer] Bem, alguns usuários do Kubuntu têm relatado este problema, que teoricamente não era para acontecer, e não acontece no Xubuntu, por exemplo.
Para você, usuário do Kubuntu, resolver isso, instale algum pacote que se inicie com "plymouth-theme". Há vários temas. Você pode escolher eles através do comando:
$ apt-cache search plymouth-theme
Ou abrindo o Synaptic, através de Sistema > Administração > Gerenciador de pacotes, e digitando "plymouth-theme" no campo de busca. Para instalar, use o 'sudo apt-get install pacote' ou marque para a instalação no Synaptic e depois clique em "Aplicar":
Se você prefere instalar só o tema do Kubuntu, ou ao menos verificar que ele está instalado, rode:
$ sudo apt-get install plymouth-theme-kubuntu-logo
Terminada a instalação do(s) pacote(s), rode no terminal:
$ sudo update-alternatives --config default.plymouth
Uma tela como a seguir lhe será apresentada. Escolha o tema, digitando o número referente à linha do tema desejado, e pressionando 'enter':
Depois que escolher o tema, finalize rodando:
$ sudo update-initramfs -u
E "corra para o abraço" :-)
Boa diversão!

O que é OpenGl? Você sabe?

Nenhum comentário

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012














OpenGL, assim como Direct3D, é uma API (Application Programming Interface), termo usado para classificar uma biblioteca de funções específicas disponibilizadas para a criação e desenvolvimento de aplicativos em determinadas linguagens de programação.
OpenGL tem basicamente a mesma função que o Direct, concorrente, a grande diferença entre eles é que o Direct3D está destinado apenas para o sistemas operacionais Windows, enquanto o OpenGL, por ser open source (código aberto/linux), é bem mais abrangente e acessível a todas as plataformas, algo que conta muito. Atualmente o OpenGL está na versão 4.2.



Comparativo OpenGL (Ubuntu/linux) e DirectX (Windows 7)



Google Earth DirectX vs. OpenGL


Exemplo de games que suportam OpenGL.

Bons jogos para Linux

Nenhum comentário




Jogos para Linux




Todos sabemos que existem infinidades de jogos para o Windows e que esse sempre foi seu ponto forte em relação aos outros sistemas operacionais, como o Linux e o Mac, mas isso está mudado, um exemplo é o Linux, um software livre que dia pós dia ganha fãs pela sua facilidade de uso, maior proteção e personalização, mas como é muito pouco conhecido ainda não tem muitos investimentos na área de games, mas isto é outro ponto que também tem evoluído muito.

Hoje o Linux já conta com muitos bons jogos, e alguns de títulos bem conhecidos, como Doom 3 e Penumbra, e outros que tem tudo para serem mais um grande sucesso, veja alguns:

Doom 3


Jogo lançado tanto para plataforma Windows quanto Linux.




Penumbra


A série Penumbra com grande sucesso em Overture e sucessivamente Black Plague, acabou expandindo-se para outros sistemas operacionais.





Tibia


O famoso RPG de história, amado e odiado por muitos, ganhou compatibilidade para linux também, a algum tempo atras quando começou a ser disponibilizado uma versão linux, não sendo mais exclusivo para Windows.





Myth 2: Soulblighter


Apesar de não ser um jogo atual, ainda consegue entreter.





Quake 4


Se quer adrenalina, tiros e muita explosão com ótimos gráficos Quake 4 é uma ótima opção.





Unreal Tournament 2004


Se há um jogo que possa ser comparado com Quake e Doom é o Unreal Tournament.





Super Tux Kart


É isso mesmo o jogo do pinguim, um jogo simples e muito fácil de jogar que com certeza irá te divertir por horas.







Buggy Race


Indo na carona de Tux Kart, esse também é um ótimo joguinho de corrida, uma grande ajuda quando seu irmãozinho menor estiver te enchendo a paciência. Haha.





Urban Terror


É mais um ótimo jogo tanto para Windows quanto Linux, ótimo para quem gosta do estilo Counter-Strike.







Yo Frankie!


Um jogo exclusivamente para plataforma Linux, atual, que conta com gráficos belíssimos e muito bem trabalhados.





VDrift 3


Corridas em um mundo muito bem trabalhado e carros excelentes, sendo o terceiro da série VDrift.





Savage: The Battle for Newerth


Um game online que mistura o melhor do tiro em primeira pessoa e a estratégia em tempo real, disponível para Linux e Windows.





Esses foram alguns games para Linux, sendo que existem muitos mais, até sites exclusivamente a isso, por exemplo o Jogos 4 Linux, onde você tem informações sobre os jogos, e até downloads. Qualquer dica, informação ou novidade sobre jogos para linux deixe um comentário. =)

Criador de V de Vingança fala sobre o Anonymous

Nenhum comentário

sábado, 11 de fevereiro de 2012



Você com certeza conhece a imagem acima. O símbolo do Anonymous, grupo ativista hacker que vem realizando ataques sistemáticos a grandes empresas ao redor do mundo, é também a máscara usada pelo protagonista de “V de Vingança”, uma HQ lançada em 1982 de autoria do americano Alan Moore.
Para ele, o sorriso carismático de Guy Fawkes traz ecos de anarquismo, romantismo e espetáculo, valores que caíram como uma luva para o modo de ação do Anonymous. Os membros do grupo ativista afirmam lutar pelos oprimidos, pois eles mesmos fazem parte dessa massa. Está aí mais uma influência de “V de Vingança”.
Em um texto publicado pelo site da rede britânica BBC, Alan Moore afirma também ficar satisfeito ao ver sua obra sendo usada como símbolo para o radicalismo moderno. E deixa um alerta: alguns fantasmas nunca vão embora.

Instale o tema Orta no Ubuntu

Nenhum comentário

Os temas Ambiance e Radiance são amplamente usados por usuários do Ubuntu, porém às vezes você sente a necessidade de dar um toque de originalidade ao seu sistema, alterando a aparência, a combinação de cores, decorações e tudo o que tem a ver com o tema do ambiente de trabalho.
Um tema muito apreciados pelos usuários, e também muito famoso, é o Orta , que se tornou muito popular entre usuários GTK2. Infelizmente, até recentemente, não foi possível utilizar este tema no Ubuntu 11.10, mas há poucos dias ele finalmente foi atualizado e agora é totalmente compatível com GTK3 (e, portanto, também com o Ubuntu 11.10).
No entanto esta é apenas a primeira versão e, como tal, pode ainda haver algumas pequenas imperfeições. Para instalar o tema no Ubuntu, faça o download aqui, extraia-o e copie para o diretório/usr/share/themes. Agora use o Gnome Tweak Tool para aplicar o tema e desfrutar do resultado final:
ATUALIZAÇÂO:
Você também pode instalá-lo via PPA, assim:
sudo add-apt-repository ppa:kokoto-java/omgubuntu-stuff
sudo apt-get update
sudo apt-get install orta-gtk-theme

Vulnerabilidade Zero-Day no Kernel do Windows

Nenhum comentário

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

A Prevx informou que um exploit para uma vulnerabilidade de segurança previamente desconhecida em win32k.sys kernel mode driver do Windows foi publicada em um fórum chinês. A vulnerabilidade permite que atacantes penetrem em um sistema para aumentar seus privilégios; isto pode, por exemplo, ser usado para inserir um rootkit no sistema operacional. De acordo com a Prevx, a vulnerabilidade afeta tanto sistemas 32 e 64 bits em versões do Windows XP, Vista e Windows 7. VUPEN relata que o SP2 do Windows 2008 também é vulnerável a este ataque.




Um buffer overflow na função NtGdiEnableEUDC permite que um atacante possa injetar um endereço de retorno apontando para seu próprio código. Este código pode ser executado com privilégios de sistema. A Microsoft está trabalhando em uma solução para este problema, mas nenhum patch está disponível até o momento. Um exploit para uma vulnerabilidade antiga no planejador de tarefas do Windows, havia sido publicado há poucos dias atrás, e uma vulnerabilidade crítica no Internet Explorer incluindo a versão 8 também permanece sem correção - vários hot-fixes estão disponíveis para este último. Ainda não está claro quando a Microsoft será capaz de corrigir as vulnerabilidades; o próximo patch day está agendado para 14 dezembro.




Te dou uma dica, USE LINUX!

Kernel 3.2.5 vem com melhorias na economia de energia. Vamos instalá-lo?

Nenhum comentário


Depois de tanto sofrimento, podemos finalmente respirar aliviados, pois o kernel 3.2.5, lançado há alguns dias, resolve o problema notório de má gestão da economia de energia. Porém, algumas coisas importantes ainda não foram resolvidas, como o caso do suporte a placa Sandy Bridge da Intel.
Para os interessados ​​em instalar o novo kernel no Ubuntu, siga estes passos simples:

Sistemas i386 (32bit)

mkdir ~/home/kernel
cd ~/home/kernel
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.2.5-precise/linux-headers-3.2.5-030205_3.2.5-030205.201202061401_all.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.2.5-precise/linux-headers-3.2.5-030205-generic_3.2.5-030205.201202061401_i386.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.2.5-precise/linux-image-3.2.5-030205-generic-pae_3.2.5-030205.201202061401_i386.deb
sudo dpkg -i *.deb
cd ..
rm -r kernel/

Sistemas amd64 (64bit)

mkdir ~/home/kernel
cd ~/home/kernel
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.2.5-precise/linux-headers-3.2.5-030205_3.2.5-030205.201202061401_all.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.2.5-precise/linux-headers-3.2.5-030205-generic_3.2.5-030205.201202061401_amd64.deb
wget http://kernel.ubuntu.com/~kernel-ppa/mainline/v3.2.5-precise/linux-image-3.2.5-030205-generic_3.2.5-030205.201202061401_amd64.deb
sudo dpkg -i *.deb
cd ..
rm -r kernel/



Fonte: Seja Livre

Ubuntu Remix para empresas

Nenhum comentário


Mark Shuttleworth acabou de publicar em seu blog que a Canonical está liberando a partir de hoje mais uma versão do Ubuntu: o Ubuntu Remix para Empresas (Ubuntu Business Desktop Remix).
Segundo ele, a ideia da Canonical não é criar um RHEL (o Red Hat Enterprise Linux é pago e tem foco empresarial), e sim uma versão do Ubuntu onde as corporações encontrem a facilidade de customizá-la para suas necessidades. Segundo ele, os pacotes e o suporte necessários para customização já estão presentes na ISO e na Central de Programas do Ubuntu.
Alguns softwares de uso principalmente corporativo, como o VMWare, estão presentes na versão, porém são regidos por licenças específicas.
Se você quiser baixá-lo, use este link.

Fonte: Seja Livre

20 comandos que você pode precisar

Nenhum comentário
Comandos básicos que podem ser úteis qualquer dia: 


cal – mostra o calendário do mês atual
cd nome – troca de diretório. Exemplo: “cd /xerxeslins/Downloads”. Se não especificar o diretório vai para o diretório pessoal.
clear – limpa o terminal
date – mostra a data
df -h – mostra o uso do HD
exit – fecha o terminal
ifconfig - mostra IP e outras informações de rede
ls -a – lista conteúdo do diretório atual
mkdir nome – cria um diretório com o nome especificado
pwd – mostra o diretório atual
rm nome – apaga um arquivo com o nome especificado
rmdir nome – apaga um diretório com o nome espeficiado
shutdown -r now (como root) – reinicia a máquina
top – mostra uso da memória, processador e outros (teclar “q” para sair)
touch nome – cria um arquivo com o nome especificado
uname -a – mostra informações do sistema
uptime – mostra tempo que a máquina está ligada 
who – mostra quem está logado
whoami – diz quem é você
xkill – após digitar clique em uma janela para encerrar o processo. Bom para fechar programas travados.




Fonte: Viva o Linux

Comice OS 4, um verdadeiro e lindo MAC-Linux baseado em Ubuntu

3 comentários

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012


A um tempo atrás nós apresentamos pra vocês o Pear OS, uma distro com visual do MAC baseada em Ubuntu. Bem, parece que David Tavares, o criador do Pear OS, deu uma repaginada (além de uma melhorada sensível) no seu sistema operacional Linux, sob o nome de Comice OS. 
O Comice OS 4 será construído sob a interface do GNOME 3, alimentado por um “Comice Shell”, que é uma modificação do GNOME Shell, exatamente como um Mac desktop. Ele terá o kernel Linux 3.2 e o GNOME 3.2.1, além de drivers para redes sem fio e cartões gráficos populares, como Nvidia, ATI / AMD e Intel. Uma das aplicações mais destacadas do Comice OS será naturalmente a Pear Appstore (uma Central de Programas do Ubuntu para o Pear OS).
Aplicativos incluídos:
· Mozilla Firefox;
· cliente de email Mozilla Thunderbird;
· LibreOffice;
· player de áudio Clementine;
· organizador e editor de imagens Shotwell;
· Movie Player Totem;
· BleachBit;
· Adobe Flash Player plug-in.
Requisitos do sistema:
· Intel, AMD ou VIA CPU
· Pelo menos 1 GB RAM (2 GB recomendado);
· Pelo menos 8 GB de espaço livre no HD;
· Suporta as placas gráficas: Nvidia, ATI / AMD, Intel, SiS, Matrox, VIA ( efeitos de desktop 3D exigem uma placa de vídeo com aceleração 3D).
No momento, o Comice OS 4 é distribuído apenas como uma imagem ISO de 64-bit.
Download do Comice OS 4 pelo Softpedia.

Deixando a pesquisa do Unity mais aprimorada

2 comentários

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012


"Unity Local File Search vai deixar sua pesquisa mais rápida."

Unity ajuda você encontrar arquivos ou pastas utilizados recentemente. Infelizmente, ele não pode fornecer nenhuma opção para fazer buscas de arquivos que nunca foram acessados, isto pode ser resolvido com o Unity Local File Search.
New-Lens


O programa escrito em python rastreia o sistema de arquivos em busca dos seus arquivos, além de ser totalmente personalizável. Você pode selecionar diretórios de busca e outras coisas mais.

Como instalar

Abra o terminal e digite os comandos abaixo, uma linha de cada vez.

sudo add-apt-repository ppa:pydave/unity-lenses
sudo apt-get update
sudo apt-get install unity-place-filesearch

Agora digite o comando abaixo para exibir a nova pesquisa.

setsid unity

Para configurar digite os comandos abaixo.

gedit ~/.filesearch.cfg

Depois digite os comandos abaixo

killall unity-filesearch-daemon
setsid unity

Você pode baixar o programa pelo link abaixo.

Download oficial

Acelerando o Desligamento do Ubuntu 11.10 e do Mint 12

Um comentário

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Quem usa os sistemas Ubuntu 11.10 e/ou Linux Mint 12 deve ter notado que o tempo de desligamento deles é muito longo. Em certos casos pode levar até um minuto.
Descobri no Launchpad uma solução para esse problema, que faz o tempo de desligamento diminuir drasticamente. Basta abrir o terminal e digitar o seguinte:

cd /etc/rc0.d

sudo mv S31umountnfs.sh S05umountnfs.sh & sudo mv S35networking S15networking
cd /etc/rc6.d
sudo mv S31umountnfs.sh S05umountnfs.sh & sudo mv S35networking S15networking

Fiz o procedimento acima no meu notebook e agora o sistema desliga em não mais que uns 5 ou 6 segundos.

Aqui está o link original: https://bugs.launchpad.net/ubuntu/+source/netbase/+bug/903825

Lançado o Linux Mint 12 KDE.

Um comentário

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Central de Programas do Ubuntu no Debian

Um comentário

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Não, você não ouviu errado, o Pai do Ubuntu agora tem também alguns artifícios do Filho

Arregaça as mangas aí filho, porque você vai sofrer muito pra instalar:

Abra o terminal:

$ sudo apt-get install software-center

Fim. =P
Confira:
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo