Responsive Ad Slot

Teste o KDE 5 numa ISO especial do Fedora

2 comentários

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Veja como está o desenvolvimento do KDE Next


Usuários do KDE que estão esperando a próxima versão do ambiente gráfico pode testar os novos features do sistema numa ISO especial do Fedora.

KDE 5 no Fedora

Pelas imagens que temos podemos ver o KDE com curvas mais uniformes e sombreamento nas janelas, um redesenho dos ícones padrões na área de notificação seguindo o tradicional visual Flat.

Calendário do KDE 5

Particularmente gosto muito deste visual.

Para testar essa nova versão do KDE você pode baixar uma ISO especial do Fedora que contém o novo KDE, baixe ela neste link.

DioCast #2 - PS4, Bugs no Chrome, ZapZap, PenDrive para Smartphone e Leadwerks no Linux

2 comentários

Segundo episódio do DioCast com participação especial de Maudy T. Pedrão do blog Ubuntu Dicas com debates sobre as principais notícias da semana e respostas às perguntas dos leitores


Confira o segundo episódio do DioCast, o seu PodCast sobre Linux e Tecnologia, neste episódio discutimos sobres os assuntos em destaque da semana e também respondemos algumas dúvidas dos leitores.


Este episódio conta com as ilustres participações de Jean Hanusch, Gabriel da Costa, Kewer Almir, Maudy Pedrão e Dionatan Simioni, nele falamos sobre:
  1. PenDrive para Smartphone
  2. PS4 não dá lucro mas é divertido
  3. Leadwerks lançada para Linux
  4. ZapZap é o WhatsApp Brasileiro
  5. As putarias do Google Chrome
E respondemos as seguintes perguntas:


- Hipoteticamente, o que aconteceria se o linux tivesse uma fatia de mercado maior? Algumas mazelas do windows (virus, worms, etc) surgiriam com mais facilidade?

- Qual é a melhor distribuição Linux para rodar jogos?‎ Leo Szeremeta

- Vc acha que o ubuntu devia adotar um tipo de pacote como o debiam com o .deb e o windows com o .exe para que acabasse com as ppas e comandos usados para instalar programas que sempre é utilizado no ubuntu?

- Você usa so o ubuntu no seu computador,ou tem dual boot com o windows ou outro SO?‎ Lúcius Marques

- Dio, a cada nova distribuição do ubuntu, ou seja, da 13.10 para 14.04 terei que instalar tudo novamente? Existe a opção de atualizar? Aguardo. Muito obrigado!

- Por quê devo utilizar um sistema livre com alguns softwares proprietários? Qual seria a vantagem nisto?


Para mantermos o nosso podcast resolvemos alterar o serviço de armazenamento para o Grooveshark, você pode ouvir o episódio logo abaixo:




Você também pode baixar o App do Grooveshark para o seu Android e seguir o DioCast por lá 
( Grooveshark.com/Diolinux), os áudios do DioCast ficarão disponíveis em um widget na lateral do site, não esqueça de dar um like, comentar e compartilhar!

Na próxima semana tem mais!


ZapZap é o WhatApp brasileiro - Download

Nenhum comentário

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Uma alternativa Open Source ao WhatsApp


Brasileiros desenvolvem um App baseado no Telegram para rivalizar com o WhatsApp no mercado brasileiro.

ZapZap - Alternativa ao WhatsApp

O WhatApp é um dos Apps mais baixados hoje em dia, tanto na Google Play quanto na AppStore, mas muitas pessoas não gostam do fato dele ser gratuito apenas por um certo tempo, pensando nisso uma galera resolveu usar os poderes do Open Source e criar um projeto chamado Telegram, App do qual já falamos aqui no blog.

Como todo bom projeto OpenSource o Telegram começa a dar frutos e um deles é o ZapZap, projeto brasileiro baseado no código fonte do Telegram com alguns diferenciais segundo os desenvolvedores:

  • - É o app mais rápido do mercado, leve e preparado até para as piores redes de acesso.
  • - Pode ser instalado em qualquer dispositivo, tanto celulares quanto tablets, e ainda pode ser acessado pelo seu navegador http://zapzapbr.mobi
  • - Você pode enviar qualquer tipo de arquivo aos seus contatos, músicas, documentos, arquivos, jogos, etc..
  • - Você pode criar grupos de até 100 usuários e interagir de qualquer dispositivo.
  • - Não consome muita bateria, pois a técnica de recebimento de mensagens é diferente dos outros aplicativos.
  • - Opção de mensagem secreta, onde os dados não são guardados e ainda tem a opção de autodestruição, onde você pode enviar qualquer coisa e o app destrói a mensagem ou arquivo dentro de quanto tempo você definir.
O App ainda tem uma aparência muito semelhante ao WhatsApp e é totalmente em português do Brasil, certamente vale dar uma chance para um projeto open source e brasileiro, você pode baixar ele para o seu Android através deste link aqui, ou baixar atraves do QRCode abaixo:

ZapZap Google Play


Google Chrome 35 - Problemas com Java e outros plugins no Ubuntu

2 comentários

Veja como resolver o problema do Java e outros defeitos no Google Chrome


Primeiramente eu gostaria de mandar o Google tomar um suco gelado, daqueles que dão dor de cabeça, mas como a ideia é ajudar a você que assim como eu está ligeiramente frustrado com as últimas atualizações do Chrome/Chromium vamos ao que interessa.

Google Chrome bugs com plugins no Ubuntu

A origem da zueira do problema


Tudo começou quando o Google resolveu atualizar o seu navegador para a versão 35, para ser mais exato a versão 35.0.1916.114, nessa versão o Google adicionou novos recursos e aparência ao navegador, tentando deixar para trás o GTK e os plugins antigos  NPAPI, que é, digamos assim, uma maneira antiga (da época do NetScape) do navegador carregar os plugins, como Flash e Java. 

A ideia do Google é fazer um navegador totalmente independente de complementos, onde a pessoa simplesmente instale e navegue, boa ideia diga-se de passagem, entretanto, essa mudança causou um certo problema no Ubuntu, digo no Ubuntu porque exatamente a mesma versão no Windows ainda funciona. #sacanagem

E claro, tudo isso se aplica ao Chromium também na mesma versão, além disso, outros bugs estranhos começaram a aparecer, pelo menos para mim, nessa nova versão, como o navegador não aceitar as funções Ctrl+C/Ctrl+V para copiar e colar texto, além de deixar de escrever caracteres especiais como "ç" e palavras com acento como "mão", em fim, infelizmente não é possível concertar o software, pelo menos por hora, inclusive eu relatei os problemas ao Google, agora é esperar a solução por parte da empresa.

A solução temporária


Para conseguir acessar a conta do meu banco normalmente, e outros aplicativos que precisem do Java além de não sofrer com estes bugs chatos a solução foi fazer o downgrade do Chrome e trancar a versão para que o pacote não seja atualizado.

Para fazer este processo vamos precisar do gerenciador de pacotes Synaptic, ele é um gerenciador de programas muito mais avançado que a Central de Programas, ideal para fazer operações como esta, instale ele usando a Central de Programas do Ubuntu ou através do comando abaixo:


sudo apt-get install synaptic

Baixe a versão 34 do Google Chrome, se você usa a versão de 32 bits do Ubuntu ou derivado baixe este pacote, caso você utilize o Ubuntu ou derivado de 64 bits baixe este pacote aqui.

Guarde o pacote onde você achar melhor, vamos usá-lo posteriormente, agora vamos precisar desinstalar a versão atual do Google Chrome, para isso você pode usar a Central de Programas ou até mesmo o Synaptic para remover o pacote google-chrome-stable, ou use o comando abaixo:

sudo apt-get remove google-chrome-stable

Agora vamos instalar o Chrome 34 que você baixou anteriormente, vá até a pasta onde você efetuou o download e dê dois cliques no arquivo .deb e instale ele normalmente pela Central de Programas ou equivalente na sua distribuição.

O passo final consiste em evitar a atualização do pacote do Google Chrome, para isso abra o Synaptic e procure pelo pacote google-chrome-stable, clique no pacote, como podemos ver na imagem a versão instalada é a 34 e a versão 35 bugada está disponível, inclusive o ponto de exclamação antes do nome do pacote indica isso, que é possível atualizar o pacote.

Trancando a versão de um programa no Ubuntu

Depois de clicar no programa clique no menu Pacote que está sendo indicado pela seta vermelha na imagem acima e clique em Bloquear Versão veja que agora o ícone ficou verde e com um cadeadozinho.


E é isso, agora você tem o seu Chrome funcional novamente, acho interessante manter essa versão até que seja lançada pelo menos uma próxima do Chrome/Chromium e se você está preocupado com possíveis brechas de segurança não se atordoe tanto, essa versão do Chrome não apresentou nenhuma falha de segurança gritante, ainda mais se você usa Linux.

Caso você não queira fazer isso a opção mais viável é usar o Firefox com sua nova interface, até a próxima!

Leadwerks Code Engine está disponível na Central de Programas do Ubuntu por 200 dólares

Nenhum comentário

terça-feira, 27 de maio de 2014

Uma nova engine para jogos no Linux está pronta para ser usada pelos desenvolvedores


Você que sempre quis uma Engine de alto nível para fazer os seus games no Linux pode ficar feliz pois agora você tem mais uma opção.

Leadwerks disponível para Ubuntu

Já havíamos comentado sobre o assunto neste artigo, e hoje depois de uma atualização no sistema ao abrir a Central de Programas do Ubuntu lá estava o software, Leadwerks Code Engine: Standard Edition.

Essa sem dúvidas é uma ótima notícia para desenvolvedores, o software pode ser adquerido por 
US$ 199,99 através da Central de Programas do Ubuntu.

Confira a nossa palestra sobre a importância dos jogos no Linux.


Como seria a vida com Lag

Nenhum comentário

segunda-feira, 26 de maio de 2014

E se você vivesse com lag igual aos jogos


Dizemos que um game está com lag com o jogo trava ou seus movimentos são demasiadamente demorados e não respondem aos comandos do jogador direito, em informática isso pode acontecer por vários motivos, desde uma configuração de computador que é inferior ao que o jogo necessita para rodar ou até mesmo a conexão com internet.

Lag na Vida Real

E se o lag fosse na vida real? Como seria o seu comportamento e os seus movimentos? Foi para matar essa curiosidade e também fazer um marketing que uma empresa provedora de serviços banda larga fez um experimento para ter uma noção de como seria isso.

O vídeo é muito interessante, foi feito utilizando um oculus especial que captura os movimentos e mostra o evento para o usuário com alguns instantes de diferença, você verá que tarefas simples como fritar um ovo se tornam complicadas.


#compartilhe

Como instalar TrackMania Nations Forever no Linux

Nenhum comentário

Veja como instalar esse clássico game de corrida no seu Ubuntu


Quem gosta de jogos de corrida não pode deixar de jogar TrackMania, especialmente por conta do game ser gratuito.

TrackMania Nations Forever no Linux

O jogo não faz o estilo corrida tradicional, mas se você busca velocidade extrema, saltos e manobras inimagináveis está aí uma ótima pedida.

Usando o aplicativo PlayOnLinux que está disponível na Central de Programas do Ubuntu e no repositório de praticamente qualquer distro Linux é muito simples instalá-lo.

Instalação


Abra o PlayOnLinux, clique em "Instalar" e no campo de busca procure por TrackMania:

Instalando TrackMania pelo Play On Linux

Clique em "Instalar" mais uma vez, agora no canto inferior direito e siga os passos que o programa for lhe dando, o próprio playonlinux vai te direcionar para a página de download do game, você pode clicar aqui para baixá-lo também.

É um instalador de aproximadamente 500 MB, depois que você terminar o download o PlayOnLinux vai pedir onde está o executável do mesmo, localize ele através do PlayOnLinux e siga dando "Next".

Confira o nosso gameplay


É isso.

ESET disponibiliza Antivírus NOD32 versão 4 para Linux

Nenhum comentário

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Mais uma opção para você se protejer


Mais uma empresa de segurança volta os seus olhos para o Linux, desta vez foi ESET que lançou mais uma versão de seu antivírus para o sistema do Pinguim.

NOD32 para Linux

Quem usa Linux está acostumado a não utilizar antivírus e antes que você pense que o sistema ficou menos seguro ou qualquer coisa do tipo cabe relembrar que antivírus no Linux servem normalmente para escanear partições em pen drives que tenham tido contato com o Windows quase que exclusivamente.

Para tirar qualquer dúvida sobre este assunto leia um dos artigos mais famosos aqui do blog, "Verdades e Mitos sobre o Linux não pegar vírus"

No mais, se você quiser baixar o NOD32 você pode fazer isso através deste link.

DioCast - O seu PodCast sobre Linux e Tecnologia

Um comentário

Um programa muito bacana sobre Linux e Tecnologia para você ouvir enquanto faz as suas atividades


Olá pessoal, venho orgulhosamente apresentar um novo projeto do Blog Diolinux, agora nós temos um PodCast semanal.

DioCast - PodCast sobre Linux e Tecnologia

Agora você tem mais uma maneira de interagir com o Diolinux, ouvir notícias e também fazer perguntas.

Fizemos toda a gravação através dos Hangouts e estamos distribuindo via SoundCloud, você pode ouvir o primeiro episódio do PodCast através deste Link no SoundCloud, você pode instalar o App do SoundCloud no seu Android ou iPhone e seguir o nosso programa lá: soundcloud.com/Diolinux


Os programas serão gravados todas as quintas-feiras com o nosso terceto oficial e mais convidados, os episódios também ficarão disponíveis na lateral do blog através do widget do SoundCloud.


Na primeira edição do DioCast, o Podcast do Blog Diolinux, este episódio conta com as ilustres participações de Dionatan Simioni, Gabriel da Silveira Costa e Jean Hanusch.

Discutimos sobre:

- Cidade de Munique na Alemanha adere ao Linux em 15 mil computadores;

- Ubuntu é usado em computador mais rápido do Ubuntu e China bane o Windows 8 dos setores públicos;

- Ouro está acabando e pode afetar mercado tecnológico;

- Desenvolvedores criam camada de compatibilidade para Android rodar Apps do iPhone.

Perguntas dos Leitores:

- Por que do Linux ser tão mal utilizado pelo governo brasileiro?
- Nossa opinião sobre distros de compilação pura como Gentoo e Sorcerer.
- Ubuntu está se tornando mercadológico e saindo das raízes do Linux?
- Sobre o desempenho do Wine e PlayOnLinux

Lançado The Witcher 2 para Linux na Steam

Nenhum comentário

Game é lançado na Steam com desconto de 80%

Mais um game com ótimos gráficos foi lançado na Steam com versão para Linux, trata-se de "The Witcher 2: Assassins of Kings".


O game é um misto re RPG e Aventura, você pode ter mais informações sobre ele neste artigo que escrevemos quando anunciamos a produção do mesmo.

Para alavancar as vendas na Steam o jogo está com 80% de desconto em seu lançamento, até amanhã dia 24 de Maio de 2014 e claro eu já comprei o meu para levar para o canal do Diolinux.

Drivers de Impressoras Epson para Linux - Download

Um comentário

Veja como baixar Drivers para Impressoras Epson para Ubuntu e Fedora


Quem trabalha com impressoras Epson pode ficar feliz, a empresa disponibiliza drivers para praticamente todos os modelos de Impressoras para Linux em formatos Deb e RPM.

Drivers para impressoras Epson Linux

Pacotes Deb e RPM abrangem um enorme quantidade de distribuições, dentre elas o Ubuntu e o Fedora, para ter acesso aos drivers basta acessar este endereço aqui.

Nele você deve apenas digitar no campo de buscas o modelo da sua impressora, mais abaixo selecionar o sistema "Linux" e clicar no botão de procurar:

Baixe Drivers Epson para Linux

Na próxima página você encontrará os links para download, escolha a opção Linux e você verá uma tela semelhante a esta:

Download de Drivers Epson para Linux

Existem versões de 32 e 64 bits para a maioria dos drivers, agora você já pode desfrutar da sua impressora Epson no seu Linux.

Dica de Daniel Júnior.

Como instalar o PopCorn Time no Ubuntu e Linux Mint via PPA

Nenhum comentário

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Conheça a maneira fácil de instalar o PopCorn Time no seu sistema e manter ele atualizado


O PopCorn Time é um serviço de extremo sucesso em todo o mundo, conhecido como "NetFlix Grátis" ele permite que você assista a filmes e séries com extrema qualidade usando o sistema de streaming via torrent.

PopCorn Time no Ubuntu, Linux Mint e Debian

Recentemente fizemos um post contato as novidades na nova versão do programa, mas apesar de ser relativamente simples instalar ele no sistema algumas pessoas relataram que não conseguiram fazer isso.

Felizmente agora temos um PPA para facilitar as coisas, feito pelo WebUp8, você conseguirá instalar e manter o seu PopCorn Time atualizado tanto no Ubuntu quanto no Linux Mint.

Instale o PopCorn Time no Ubuntu e no Linux via PPA


Abra o seu terminal e cole os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/popcorntime 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install popcorn-time

Com isso você já terá disponível o software no Menu do seu sistema.

Bônus: Instale o PopCorn Time no Debian 


Para instalar o programa no Debian você também não terá muita dificuldade, no terminal:

su - 
echo "deb http://ppa.launchpad.net/webupd8team/popcorntime/ubuntu trusty main" | tee /etc/apt/sources.list.d/webupd8team-popcorntime.list 
echo "deb-src http://ppa.launchpad.net/webupd8team/popcorntime/ubuntu trusty main" | tee -a /etc/apt/sources.list.d/webupd8team-popcorntime.list 
apt-key adv --keyserver keyserver.ubuntu.com --recv-keys EEA14886 
apt-get update 
apt-get install popcorn-time 
exit

É isso aí pessoal, até a próxima!


Instale o Nemo no Ubuntu

Nenhum comentário

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Instale o gerenciador de arquivos Nemo no Ubuntu sem as dependências do Cinnamon


O Nemo é um excelente gerenciador de arquivos disponível para o Ubuntu, ele faz parte do Cinnamon Desktop, que é o ambiente do Linux Mint.

Nemo no Ubuntu


Apesar de "Nemo" e "Cinnamon" estarem na Central de Programas do Ubuntu, quando você instalar ele no Ubuntu com Unity algumas dependências que são inúteis para você será instaladas, mas o pessoal do WebUp8 conseguiu fazer um script para resolver estes problemas e colocou tudo num PPA bonito e esbelto, pronto para você utilizar.

Instalando o Nemo no Ubuntu sem dependências do Cinnamon


Abra o seu terminal e cole os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:webupd8team/nemo 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install nemo nemo-fileroller

Até a próxima! 

Depois de banir o Windows, China coloca o Ubuntu no computador mais rápido do mundo

2 comentários

Mais uma prova de que o Linux é uma base forte e eficaz


O Governo Chinês cansou de "tretas janelânicas" e decidiu abolir o uso de Windows 8 em computadores federais da nação, no país a maiorias das máquinas rodam o Windows XP, que como sabemos foi abandonado pela Microsoft, apesar de tudo a empresa ainda tentou manter o suporte do sistema na China, mas o governo chinês que não é bobo nem nada se ligou que mais tempo ou menos tempo eles teriam que mudar o seu sistema operacional favorito.

Governo Chinês proíbe uso do Windows em instituições federais


E se for para mudar por que não Linux não é verdade, afinal, se eles mudassem para outra versão do Windows, mais tempo ou menos tempo a Microsoft obrigaria os usuários ao Upgrade novamente.

Oh Well, Linux Wins! Flawless Victory!

Mas como se não bastasse o banimento do sistema operacional Windows 8, agora o computador chinês mais veloz do mundo roda Ubuntu.

O computador mais rápido do mundo roda Ubuntu


O computador em questão é o Tienhe-2, um supercomputador de Guangdong na China, que, pasmem, tem 32 mil processadores Intel Xeon E5-2692 de 12 núcleos 2,2 GHz e mais 48 mil coprocessadores Xeon Phi, cada um com mais de 50 núcleos de processamento, a máquina tem a capacidade de fazer 33,86 quadrilhões de operações por segundo.

É, acho que roda Crysis 3...

A China é um mercado em amplo crescimento e especialmente a Canonical vem trabalhando muito bem com ele, tanto que um dos primeiros smartphones com Ubuntu Touch é de lá, temos o Ubuntu Kylin, que é a versão Chinesa do Ubuntu para desktops e agora esta grande novidade, comprovando que o Ubuntu é uma das melhores plataformas do mundo.

Call of Duty 4 Modern Warfare no Ubuntu

2 comentários

terça-feira, 20 de maio de 2014

Gameplay comentado de CoD MW no canal do Diolinux


Esta semana produzimos mais um gameplays que muitos leitores e assinantes do Diolinux requisitaram, Call o Duty Modern Warfare.


Call of Duty Modern Warfare no Ubuntu pelo Wine

O Wine tem se mostrado muito eficaz ultimamente, e foi com ele que consegui rodar este game sem problemas gráficos e com uma boa taxa de FPS, tão rápido quanto no Windows.

Se você está se perguntando como foi possível fazer isso e quais as configurações utilizadas para rodar o game sugiro que você dê uma olhada no artigo que fiz sobre o game "Mortal Kombat 9", nele expliquei quais configurações do Wine foram alteradas e quais complementos instalados, o Wine usado para rodar o MK9 é exatamente igual ao que usei para rodar o CoD.

Em breve pretendo fazer um vídeo no canal para falar um pouco sobre o Wine e esclarecer algumas dúvidas e dar algumas dicas, por hora fique com o nosso gameplay, caso você ainda não faça parte da galera que acompanha o nosso canal não perca tempo e inscreva-se, temos vídeo toda a semana:



Até a próxima!

The Orange Box é o Ubuntu Cluster

Nenhum comentário

Em parceria com a Tranquil PC, Canonical começa a vender uma máquina poderosa rodando o Ubuntu


A notícia já nem é mais uma notícia mas um máquina como essa não poderia passar despercebida.

The Orange Box Ubuntu

A máquina foi desenvolvida em parceria com a Tranquil PC, que é uma empresa Inglesa fabricante de hardware, especialmente estes mais parrudos para serem usados em servidores de cloud, como o "The Orange Box".

The Orange Box com Ubuntu
Parte traseira do computador

Quem quiser adquirir essa máquina poderá personalizar as configurações da mesma, mas no próprio site da Tranquil PC encontramos algumas configurações previamente estabelecidas:
  • - i5-3427U CPU
  • - Intel HD Graphics 4000
  • - 16GB of DDR3 RAM
  • - 120GB SSD root disk
"A Orange Box é um inovador cluster concebido pela Canonical e fabricado pela Tranquil PC Limited. O chassi inclui um pequeno aglomerado de Intel NUC (Next Unit of Computing) , e é particularmente adequado para a demonstração portátil e prototipagem para serviços que utilizem muitos dados como sistemas de Cloud. The Orange Box é  fabricados no Reino Unido para os padrões mais exigentes e está disponível para encomenda e entregas por navios internacionalmente."

Definição por: Tranquil PC

Se você achou interessante saiba que existem muito mais informações no site da Tranquil, você pode acessar ele através deste link e até mesmo comprar o produto.

Verificando BadBlocks no Ubuntu

Nenhum comentário

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Veja como verificar por setores defeituosos no seu disco rígido


Problemas no HD do computador podem acontecer com qualquer pessoa, independente do sistema que use se você desconfiar que seu Disco Rígido está com problemas é muito recomendado fazer a verificação de setores defeituosos.

Verificando Badblocks no Linux

Infelizmente não existe no Linux nenhum programa com interface gráfica ( que eu conheça) para fazer verificação de badblocks, mas o bom e velho terminal é capaz de tudo.

Como procurar por BadBlocks no seu sistema


Antes de usar o programa para verificar os setores do HD é necessário saber qual a partição que você quer testar, para isso você pode usar um comando:

sudo fdisk -l

Esse comando lhe trará uma resposta parecida com esta:

Listagem de partições no Ubuntu

Ou ainda você pode usar o GParted para isso, ele é um programa que deve estar disponível nos repositórios de todas as distribuições Linux, no Ubuntu e no Linux Mint você o encontra na Central de Programas ( O Mint já traz ele instalado).

O GParted também pode ser usado para verificarmos as partições

De uma forma ou de outro você chegará a resultados semelhantes "/dev/sdaX" onde X é o número da partição em questão, a partir de agora vou usar o X no lugar do número para dar os exemplos então fique atento.

Verificando o disco para ver há Badblocks

Abra o terminal e cole o comando abaixo, ele executa o teste por BadBlocks apenas por leitura de informações, é o método mais seguro:
sudo badblocks -sv -c 1024 /dev/sdaX
Este próximo comando testa o HD lendo, escrevendo e também verificando as informações, é um método mais completo e mais lento:

sudo badblocks -nsv -c 10240 /dev/sdaX
O próximo comando requer muita ATENÇÃO, ele usa o método anterior porém ele apaga toda a unidade seleciona, ou seja, ele faz uma formatação na partição do seu HD, só deve ser usado para testar HDs onde não existem arquivos que não podem ser perdidos, normalmente utilizamos este em casos extremos, usado principalmente por quem faz manutenção de computadores profissionalmente:


sudo badblocks -wsv -c 10240 /dev/sdaX
Caso tudo esteja OK com o seu HD o resultado será semelhante a este:

badblocks -s -v -c 10240 /dev/sdaX
Checking blocks 0 to 195360983
Checking for bad blocks (read-only test): done
Pass completed, 0 bad blocks found.
No caso acima foi usada a primeira opção deste tutorial, você deve ter percebido que existem vários parâmetros em cada comando e para você não ficar apenas no Ctrl+C e Ctrl+V, veja abaixo para quem serve cada um deles e mais alguns ainda:

-s = Mostra o avanço do procedimento
-v = verbose mode
-c 10240 = Verifica 10 mil blocos de HD por vez
-n = non-destructive read-write
-w = destructive write-mode

Até a próxima!

DeadPool rodando no Linux - Gameplay comentado

Nenhum comentário

Mais um game muito legal que é possível jogar usando o Wine


DeadPool é um game do estilo "Hack n' Slash", ou seja, sair descendo a porrada em tudo que estiver no caminho, com grande enfoque no humor o game se torna algo muito divertido de se jogar.

Deadpool-running-on-linux


DeadPool é um personagem até que recente nas franquias da Marvel, ele surgiu em 2005 como um anti-herói para a série dos X-Man.

O personagem é o resultado do projeto "Arma-X", assim como o Wolverine, inclusive DeadPool tem alguns dos poderes do Wolverine como a capacidade de cura.

O game DeadPool foi lançado no meio do ano passado (2013), com suporte nativo a PS3, Xbox360 e PC ( Windows), no Linux ele roda sem problemas com o auxílio do Wine, confira o nosso Gameplay.

Gameplay



Até a próxima!

Linux Mint 17 Qiana RC Download

Um comentário

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Baixe agora a versão Release Candidate do Linux Mint 17 Qiana ( Cinnamon e MATE)


A nova versão do Linux Mint deverá sair até o final deste mês de Maio mas para os ansiosos usuários que estão esperando a nova versão temos o RC do Linux Mint prontinho para testes!

Linux Mint 17 RC Download
Linux Mint 17 com Cinnamon 2.2

RC quer dizer "Release Candidate", ou seja, é uma versão "Candidata a lançamento", podemos equipará-la a versão Beta Final do Ubuntu, o sistema já está pronto mas pode ter alguns bugs, por isso a equipe do Mint libera essa versão de pré-lançamento para que desta forma os usuários possam ajudar relatando bugs no sistema operacional.

A nova versão não traz nenhuma grande novidade, o foco da versão, que é baseada no Ubuntu 14.04 LTS, é também a estabilidade uma vez que o sistema também tem um tempo de suporte estendido, até 2019 para ser mais exato.

Linux Mint 17 RC com MATE
Linux Mint 17 RC com MATE


No sistema o usuário encontrará atualizações nos pacotes tradicionais do Mint, incluindo Cinnamon 2.2 e Mate 1.8 como ambientes gráficos, além disso outros programas que são do desenvolvimento do Mint sofreram atualizações também, como a sua Central  de Programas e seu gerenciador de Drivers.

Outra prova que o sistema está se focando cada vez mais em estabilidade é a decisão que noticiamos recentemente de não lançar o Linux Mint 18 até a próxima LTS do Ubuntu, a 16.04 que deverá sair somente em 2016, veja mais detalhes neste artigo.

Download do sistema


Existem versões em 32 e 64 bits com links diretos e opções de torrent, e você pode baixar nos links abaixo:


Kdenlive lança atualização depois de mais de 1 ano

Um comentário

Editor de vídeo lança atualização para correção de bugs


Depois de mais de um ano de projeto parado, um dos melhores editores de vídeos para Linux recebe uma atualização.

kdenlive-png
Fiz todo o logo no GIMP ;)

Como havíamos noticiado recentemente o Kdenlive agora está de volta ao desenvolvimento e a primeira atualização já saiu, trata-se da versão 0.9.8.

Da mesma forma o seu PPA voltou a ativa e você pode instalar a nova versão simplesmente utilizando os comandos abaixo:

sudo add-apt-repository ppa:sunab/kdenlive-svn 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install kdenlive

Eu testei essa nova atualização que tem como objetivo a simples correção de bugs da versão passada já que o projeto ficou parado por muito tempo sem receber correções, fiz o teste usando o Ubuntu 14.04 LTS mas não tive uma "boa nova" digamos assim, ao tentar abrir o programa ele deu um erro de compatibilidade com a biblioteca OpenGL e fechou, ou ainda em tentativas sucessivas ele travava, a solução foi desmarcar o ppa nas fontes de software, clicar em atualizar e remover o Kdenlive e instalar novamente para voltar a versão anterior.

Então, a menos que você saiba como desfazer caso haja algum problema recomendo que por enquanto fique com a versão que está nos repositórios, a 0.9.6, mas pode ficar atento, qualquer novidade sobre o projeto será noticiada aqui.


Linux Mint só lançará versões LTS a partir da versão 17

4 comentários

Linux Mint aposta em usar apenas bases LTS para as suas versões do sistema


Uma notícia que pega muitos de surpresa pois não havia muito rumor na comunidade a respeito do assunto, mas agora é oficial, o Linux Mint não lançará mais versões intermediárias.

Linux Mint 17 Qiana

Segundo informações do blog do Linux Mint os futuros lançamentos do sistema serão baseados apenas em versões LTS do Ubuntu, iniciando a partir desta próxima versão 17 chamada de Qiana.

A ideia é manter o Mint com uma base solida e somente lançar a versão 18 do sistema com base no Ubuntu 16.04 LTS, neste meio tempo o Mint receberá atualizações do tipo "17.1, 17.2, 17.3.." sempre com base no LTS do Ubuntu.

Com isso o pessoal do Mint terá mais tempo para desenvolvedor e incrementar o Cinnamon, versões de testes do ambiente gráfico e de outras aplicações do Mint estarão disponíveis nos repositórios de testes do sistema, garantindo ao Mint estabilidade por muito tempo, a versão 17 do Mint terá suporte a atualizações até 2019.

KDE 5 poderá vir com ícones Moka

Nenhum comentário

KDE 5 poderá receber uma repaginada em seu visual


Nova versão do KDE com o chamado Plasma Next deverá receber um novo conjunto de ícones para melhorar ainda mais a aparência do sistema.


A nova versão do KDE está sendo desenvolvida e dentre as pautas, segundo o site WheelDesgin, os desenvolvedores estão cogitando a possibilidade de usar os ícones Moka como padrão no KDE.

Sei que temas e ícones variam muito na questão de gosto de cada um mas particularmente acho que é uma ótima decisão, não gosto muito dos ícones do KDE atualmente.

Os ícones Moka trazem consigo uma noção de "Mobile" com cantos  arredondados e desenhos representativos melhores acabados, para ver como instalar este tema de ícones do seu Ubuntu ou derivado confira o nosso artigo sobre o assunto.

Lançado Ubuntu Studio 14.04 LTS

Nenhum comentário

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Uma ótima distribuição para quem trabalha com design e edição multimídia


Está disponível a mais nova versão do Ubuntu Studio 14.04 LTS, uma ótima distro para quem trabalha com programas como o GIMP, Inskcape, OpenShot e outros software com cunho artístico.

Ubuntu Studio 14.04 LTS Download

O Ubuntu Studio uma variante do Ubuntu que traz a interface XFCE como padrão, assim como o Xubuntu, essa distro tem um foco diferenciado em relação aos seus "irmãos" baseados no Ubuntu, ela foca em pessoas que trabalham com conteúdo multimídia, como edição de imagens, edição de vídeo e edição de áudio.

Por este motivo a distribuição vem repleta de programas com essa finalidade, como por exemplo, GIMP, Inkscape, OpenShot e Audacity.

Download do Ubuntu Studio 14.04 LTS


O Ubuntu Studio está disponível em versões de 32 e 64 bits e você pode baixá-lo por este link, na página de download também existem os links para quem deseja baixar o sistema por torrent e claro, o download é totalmente grátis.

MEO Cloud lança cliente desktop para Linux e se torna melhor opção ao Ubuntu One

Nenhum comentário

quarta-feira, 14 de maio de 2014

Finalmente encontrei a melhor opção ao Ubuntu One


Eu sou um usuário órfão do Ubuntu One, e logo quando foi anunciando que ele seria descontinuado eu tratei de pesquisar alternativas, isso até gerou um artigo aqui no blog, você pode lê-lo aqui.

MEO Cloud - Dropbox and Copy Alternative

No artigo em que apresentei as melhores opções ao Ubuntu One, dei a entender que a melhor alternativa ainda seria o Dropbox, e no mesmo artigo comentei que precisava de uma alternativa ao Dropbox por sempre usei dois programas deste tipo ( Dropbox e Ubuntu One), então a minha sugestão foi o Copy, um excelente serviço que possui um cliente desktop que pelo menos pra mim ficou meio bugado.

Por que da escolha do MEO Cloud


A partir de hoje estou trocando oficialmente o Copy pelo MEO Cloud , um serviço que já havíamos comentado neste artigo aqui, que substitui o Ubuntu One com tudo o que ele tinha e mais, nós dá 16 GB de armazenamento totalmente gratuito.

O que faz ele ser tão bom?


 Além dos já comentados 16 GB grátis o programa tem as mesmas funcionalidades do Dropbox e do "falecido" Ubuntu One.

Integração com o Painel superior através de um indicador


MEO Cloud Cliente para Ubuntu

Outro recurso muito útil é mostrar os arquivos sincronizados através de um marcador sobre eles:

MEO Cloud no Ubuntu

Dentre as opções do programa ainda estão:

  • - Mostrar e ocultar notificações na área de trabalho
  • - Temas de ícone para barras claras e escuras
  • - Iniciar automaticamente ao logar no sistema
  • - Configuração de proxy
  • - Configurar limite de download e upload
  • - Sincronização seletiva de arquivos
  • - Escolher uma pasta específica para sincronizar

Além disso o programa ainda conta com uma versão Web muito fácil e completa de se utilizar, você pode acessar o site do MEO Cloud neste link.

Instalação do Cliente no Linux


Para instalar a versão Desktop do MEO Cloud você deve baixar o pacote correspondente a sua distribuição através deste link, existem versões de 32 e 64 bits para Ubuntu e Fedora ( Deb e RPM), no caso do Ubuntu baixe a versão que se enquadra no seu sistema e instale usando a Central de programas do Ubuntu.

Até a próxima pessoal!

Killing Floor 2 deverá ganhar versão para Linux

Nenhum comentário

Nova versão de Killing Floor deve chegar ao Linux


Killing Floor foi um dos primeiros games portados para o Linux quando a Steam lançou a sua plataforma com compatibilidade com o Pinguim.

Killing Floor 2 no Ubuntu

O estúdio responsável pelo game chama-se Tripware, e a nova versão deverá estar disponível em breve e deverá contar com um modo single player além do tradicional modo CO-OP.

Os gráficos parecem estar melhorados, toda a trama ( se é que há afinal o interessante mesmo é explodir crânios) se passa na França, o game também promete ter o "sistema de sangue mais avançado" de todos os games ( não faço a menor ideia do que eles quiseram dizer com isso, mas enfim...) e também possivelmente tratá novas armas.

Killing Floor foi uma devivação, um mod, para a Unreal Engine -  que portará a versão 4 para Linux inclusive - mas que depois de um tempo se tornou uma grande febre na Steam.

Certamente é um game que eu quero jogar, enquanto a nova versão não é lançada você pode ver o artigo que fizemos sobre a versão atual de Killing Floor neste link.

Até a próxima!

Via: PCGamer

Como resolver: Ubuntu não passa da tela de login

Nenhum comentário

O seu Ubuntu não passa da tela de Login? Veja como resolver!


Recentemente tive um problema muito chato depois de uma atualização no meu Ubuntu, este problema impedia-me de logar no sistema.

Ubuntu não passa da tela de login

O problema


No meu caso o que acontecia era o seguinte, o Ubuntu carrega normalmente até a tela de login, quando eu digitava a minha senha, a senha correta! ... e simplesmente o Ubuntu não logava... entretanto, se eu utilizasse a conta convidado ele entrava normalmente.

A solução


Depois de muito pesquisar descobri que o problema poderia estar em um arquivo de configuração chamado Xauthority, solucionei o problema desta forma:

Na tela de login você deve pressionar a combinação de teclas "Ctrl+Alt+F1" para entrar em modo texto, em modo texto faça o seu login normalmente digitando o seu nome de usuário e senha, até ali não deve haver nenhum problema.

Agora rode os comandos:

rm ~/.Xauthority
sudo killall Xorg
sudo service lightdm restart
Com estes comandos a tela de login deve aparecer novamente, se você desejar voltar manualmente para ela aperta a combinação de teclas "Ctrl+Alt+F7" ou digite o comando "sudo reboot" para reiniciar o computador.

Com isso consegui utilizar o Ubuntu normalmente.


Nova versão do PopCorn Time foi lançada com novidades na interface e no conteúdo

Um comentário

terça-feira, 13 de maio de 2014

Agora programa conta com séries de TV e possui novas opções de configuração


PopCorn Time está chegando a versão 0.3 e é o programa mais amado por quem não quer pagar o NetFlix.

PopCorn Time Download
Fonte da Imagem: WebUpd8

A nova versão do programa recebeu uma leve remodelada na interface permitindo navegação por abas, além disso, a nova versão inclui também suporte a um número maior de linguagens, marcação de favoritos, ajuste pré-determinado de linguagem das legendas e também do tamanho das mesmas.

A nova versão 0.3 ainda conta com novos conteúdos, agora o PopCorn Time também disponibiliza séries de TV para serem assistidas online e também possui o novo recurso que possibilidade a visualização do trailer do filme antes de assistir.

Download e instalação


O programa é compatível com Mac OSX, Windows e claro, com Linux também, você pode baixar ele clicando neste link aqui, no caso do Linux basta você descompactar o arquivo e dar dois cliques no arquivo "Popcorn-Time", caso você tenha algum problema, como o programa não abrir  segue a solução:

32 bits:

sudo ln -s /lib/i386-linux-gnu/libudev.so.0 /lib/i386-linux-gnu/libudev.so.1

64 bits:

sudo ln -s /lib/x86_64-linux-gnu/libudev.so.0 /lib/x86_64-linux-gnu/libudev.so.1

Até a próxima e bom filme!

Instale o Unity no Arch Linux

Nenhum comentário

Veja como instalar o ambiente gráfico do Ubuntu no Arch Linux


Dos ambientes gráficos disponíveis para Linux talvez o Unity seja um dos poucos que poucas distribuições além das baseadas no Ubuntu possam utilizar sem fazer muita gambiarra, mas isso não se aplica ao Arch.

Unity no Arch Linux


O Arch Linux é amado por muitos usuários do sistema do Pinguim e ele tem a fama de ser "o que o dono quer que ele seja", por isso talvez seja uma das primeiras distros foram das que são baseadas no Ubuntu a receber o Unity.

Como instalar o Unity no Arch Linux


Abra o terminal e cole os seguinte comando:

sudo vim /etc/pacman.conf

E cole o texto abaixo:
[moo] SigLevel = Optional TrustAll Server = http://mooos.org/repos/moo/$arch

Agora é só instalar usando o Pacman:

sudo pacman -S unity

E depois reiniciar o sistema e na tela de login escolher "Unity":

sudo reboot

E aí está o seu Arch usando o Unity, até a próxima! 

Anti Micro: Use qualquer JoyStick no seu Ubuntu ou Linux Mint

Nenhum comentário

Programa ajuda você a mapear o seu teclado e jogar as funções para o seu JoyStick


Se você é um Linux Gamer e gosta de usar um JoyStick para jogar os seus jogos favoritos essa dica pode ser muito útil.


Anti Micro - configure o seu joystick no Ubuntu

Eu costumo usar "controles" para jogar os meus games favoritos e normalmente eles funcionam bem, mas no vídeo que fiz mostrando o Mortal Kombat 9 rodando no Linux tive problemas com o meu querido joystick, de modo que tive que fazer o gameplay usando o teclado, se você tiver um bom ouvido vai perceber o uso desenfreado do teclado no vídeo . =P

Anti Micro


E foi inclusive nos comentários deste vídeo que o assinante do canal,  Leo Costa, que veio a solução deste problema.

O Anti Micro é um programa que serve para você "mapear" a teclas do seu teclado através do seu JoyStick, você pode associar então as teclas de controle do seu teclado ao seu JoyStick, a sua utilização é muito simples e funcional e ainda é possível criar vários perfis de configurações de botões diferentes, um para cada game se você preferir.

Instalação do Ubuntu e derivados


Abra o seu terminal e cole os seguintes comandos para sistemas de 32 bits:

wget -c www.ryochan7.com/files/projects/antimicro/antimicro_1.0-1_i386.deb
sudo dpkg -i antimicro_1.0-1_i386.deb
sudo apt-get install -f

Para sistemas de 64 bits faça:

wget -c www.ryochan7.com/files/projects/antimicro/antimicro_1.0-1_amd64.deb
sudo dpkg -i antimicro_1.0-1_amd64.deb
sudo apt-get install -f

É isso, agora é só abrir o programa pelo menu do sistema e configurar o seu joystick como bem desejar.
Confira:
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo