Responsive Ad Slot

USB tem uma falha grave de segurança desde seu lançamento

Nenhum comentário

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Falha que dificilmente pode ser detectada deixa dispositivos USBs vulneráveis


Você provavelmente usa o USB todo o dia, seja para conectar o seu pen drive, mouse ou até mesmo o seu Smartphone.


O primeiro pen drive foi lançado no ano 2000 e aparentemente o problema que foi descoberto pelos pesquisadores de segurança Karsten Nohl e Jakob Lell existe desde o primeiro lançamento.

Segundo a Wired os pesquisadores fizeram engenharia reversa no firmware do chip que faz a intercomunicação entre os USBs e os computadores, e descobriram que graças a uma falha de segurança é possível colocar um vírus de computador, que eles mesmos criaram para o teste, chamado BadUSB que poderia permitir que um invasor pudesse controlar o computador da vítima, desviar sua banda de internet e alterar os dados que estão armazenados em um pen drive de maneira sorrateira.

Ainda, segundo a dupla, este serial um tipo de malware muito complicado de se eliminar e passaria despercebido para a maioria das pessoas, visto que uma simples formatação não eliminaria o vírus, uma vez que o mesmo se encontra no firmware do USB.

Eles apontam que esta falha é muito preocupante pois poderia afetar qualquer aparelho que tivesse uma entrada USB, a falha de segurança poderia funcionar nas duas vias, tanto um Pen Drive infectando um PC quando o inverso, a falha poderia ser explorada por órgãos com interesses em espionagem como a NSA.

“Você pode dar [o dispositivo] para sua equipe de TI, eles escaneiam, apagam alguns arquivos, e devolvem para você dizendo que ele está ‘limpo’… [Mas] esses problemas não podem ser corrigidos. Nós estamos explorando uma falha na própria forma em que o USB foi concebido.”

Aprenda a usar o PlayOnLinux e o Wine para rodar jogos de Windows no Linux

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Um tutorial completo com tudo o que você precisa saber sobre essas ferramentas


Procurei por muito tempo um tutorial que me ensinasse a mexer no Wine com o maior número de detalhes possível mas o que encontrei sempre foram fragmentos, então depois de muito estudar e testar, errar e acertar tentei juntar todo este conhecimento em um vídeo.

Como rodar jogos de Windows no Linux

Foi um dos maiores vídeos que já produzi para o canal (se não foi o maior!) e espero que realmente seja útil para você, lhe garanto que se eu tivesse acesso a um material como este quando estava começando as coisas teriam sido mais fáceis para o meu lado, pelo menos agora tenho essa oportunidade de proporcionar o que me faltou aos demais, sem mais, confira o vídeo logo abaixo.


E se você gostou do vídeo, se ele lhe foi útil dê um like nele para fazer ele ganhar mais notoriedade, se você ainda não conhecia o canal do Diolinux seja muito bem-vindo, inscreva-se para receber os próximos vídeos e dê uma olhada no material produzido, e se não for pedir muito, compartilhe este post e/ou o vídeo também, pode ser que você acabe ajudando mais pessoas a migrar para o Linux.

Até a próxima!

Renomeando arquivos e pastas os quais são frutos de conflito de codificação através do Detox

Nenhum comentário

Arquivos com problemas de codificação? Confira esta dica!


O problema

A primeira vez que instalei o linux, não usei a codificação padrão UTF8. Na ocasião, estava pesquisando um pouco sobre o assunto e no ímpeto usei a codificação ISO 8859-1 como padrão dos arquivos do Debian. Até aí tudo bem, ou mais ou menos....Como já tinha outros arquivos e pastas gerados na codificação UTF8 Percebi que muitos nomes de arquivos e pastas estavam estranhos ou quando eu eu tentava acessar uma pasta usando como padrão do sistema a codificação X para arquivos e pastas, as pastas geradas na codificação Y, não abriam, especialmente as que tinha os caracteres "ç ^´~ `".

Renomeando arquivos e pastas os quais são frutos de conflito de codificação através do Detox


A insistência Depois de quebrar muita cabeça não consegui encontrar uma solução que renomeasse todos os arquivos e pastas de maneira satisfatória, convertendo uma codificação na outra. Pelo que pesquisei a solução mais usada para isso é o "convmv".

A solução que funcionou com facilidade 


A partir disso, decidi nomear manualmente as pastas e arquivos de modo a retirar os acentos e cedilhas, para quando eu voltar a codificação UTF8 as pastas ficarem acessíveis. Sorte minha que encontrei uma solução que renomeou todos os arquivos e pastas do computador, o único problema detectado até agora é que alguns nomes ficaram truncados, faltando caracteres haja vista que tais caracteres "problemáticos" foram retirados. 

Por fim usei o seguinte comando no terminal :

$detox -r -s utf_8 /path/to/old/win/files/dir

Este artigo foi enviado pelo leitor  +Roniel Sampaio e NÃO foi testado pela equipe do Diolinux. 

Se você quiser enviar o seu artigo e participar também do blog nos envie a sua dica ou tutorial através do E-mail: blogdiolinux@gmail.com

Instale o DraftSight no seu Linux, uma boa alternativa ao AutoCad

Nenhum comentário

terça-feira, 29 de julho de 2014

Veja como você pode instalar o DraftSight no Linux


Para os que procuram uma boa alternativa ao programa Autocad da Autodesk hoje vamos apresentar uma boa solução multiplataforma chamada DriftSight.

Draftsight é uma boa alternativa ao Autocad

O DraftSight é um software capaz de trabalhar com arquivos DWG e possui também um formato próprio, é desenvolvido pela mesma empresa que desenvolve o 3D Studio Max, um programa muito popular para modelagem 3D concorrente do Maya e do Blender.

O software não é Open Source mas é gratuito, apesar de possui uma versão paga com suporte, você pode conhecer mais alguns detalhes do programa acessando o site, se quiser ir direto para a sessão de downloads clique neste link.

Nele você encontrará os downloads para a versão de Windows e Mac também, há a versão para Linux em pacotes DEB (para Debian, Ubuntu e derivados) e em RPM (para openSUSE, Fedora e derivados), a versão Debian/Ubuntu requer a prévia instalação de algumas bibliotecas para o melhor funcionamento, isso é muito simples de resolver, abra o seu terminal e copie e cole o comando abaixo, pressione Enter, digite a sua senha e aguarde a instalação.

sudo apt-get install libuuid1:i386 libice6:i386 libsm6:i386 libxt6:i386 libaudio2:i386 libgtk2.0-0:i386 libcanberra-gtk-module:i386 libcanberra-gtk0:i386 libglu1-mesa:i386

Se você tem interesse em trabalhar com Cad usando Linux, além do DriftSight conheça mais algumas alternativas que apresentamos neste artigo.

Até a próxima! Compartilhe!

Drivers Intel HD Graphics para Ubuntu 14.04 LTS e Fedora 20

Nenhum comentário

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Instale os Drivers Intel no seu Ubuntu ou Fedora


Se você tem um notebook ou um computador sem uma placa de vídeo dedicada com apenas um processador Intel pode ser muito interessante instalar os drivers proprietários para tentar melhorar um pouco o desempenho do seu PC.

Intel HD Graphics Ubuntu


Antes de prosseguirmos gostaria de comentar que a Intel tem o ótimo hábito de compartilhar o código fonte de seus drivers com a comunidade Linux, o "problema" é que por questões de estabilidade o Kernel normalmente não traz a última versão do drivers dessa forma se você usar este instalador você terá a última versão dos mesmos.

Instalação


Esclarecimentos feitos, para instalar basta você acessar esta página, nela você encontrará as versões em 32 e 64 de pacotes em DEB (para Ubuntu) e RPM (para Fedora), basta baixar e instalar, depois procure no menu da sua distribuição o "Intel Graphics Intaller for LInux", ele é um instalador muito simples seguindo o padrão Windows, "Next, Next, Finish".

Teste e nos diga que se você percebeu alguma diferença com estes drivers, deixe a sua opinião nos comentários.

Você viu? Apresentação do primeiro iPhone por Steve Jobs

Nenhum comentário

7 anos depois do lançamento, vamos recordar esse fato histórico?


O iPhone não foi o primeiro dispositivo sensível ao toque do mundo mas foi de longe o primeiro celular que carregava essa tecnologia que realmente prestava e era usável, e isso com toda a certeza foi um marco.

O primeiro iPhone lançado pela Apple

Encontrei um vídeo muito legal e legendado que tem toda a apresentação da Apple em 2007, com o Gênio do Marketing, Steve Jobs, fazendo a sua apresentação, muitas pessoas paravam para vê-lo discursar e cá entre nós, ele era muito persuasivo.

Inclusive, foi apenas depois do lançamento do primeiro iPhone que o Android passou a ser touch screen também, até então o projeto era construído a partir de um sistema de botões como eram todos os celulares até então, vale muito a pena conferir, especialmente se você gosta de tecnologia como eu.

Até hoje considero o Steve Jobs um exemplo de orador, é muito inspirador ver uma apresentação como esta, especialmente para quem precisa trabalhar com público.


Se gostou compartilhe, até a próxima!

O Google está influenciando a sua maneira de pensar?

Nenhum comentário

Será que tanta tecnologia nos ajuda a ficar mais inteligentes ou isso é apenas uma falsa sensação?


Olá pessoal, gostaria de compartilhar com vocês essa sensação que tive enquanto passeava por uma feira do Livro aqui na minha cidade, o acontecido virou pesquisa e reflexão e acabou tornando-se um vlog.

O Google está mudando a sua forma de pensar?

Nele tentei abordar algumas das observações que fiz, e o vídeo não é conclusivo apenas levanta esta questão, de modo que seria de grande valia se você deixasse a sua opinião a respeito deste assuntos nos comentários do vídeo ou do blog, você pode escolher, fique a vontade. Confira o vídeo abaixo:


Até a próxima!

Diocast #8 - Especial, Vida de Programador

Nenhum comentário

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Confira o novo episódio do Diocast com participação de André Noel do site "Vida de Programador"


Fala galera, tudo certo? Mais um episódio, o oitavo, do Diocast está no ar você vai poder se informar e se divertir ao mesmo tempo.


Neste episódio, a pedido de alguns ouvintes tentamos diminuir o tempo pela metade, é muito importante que você deixe a sua opinião sobre isso!


Links do Episódio:

E respondemos as seguintes perguntas:


Você pode ouvir o oitavo episódio do Diocast na lateral do site, na nossa página do Grooveshark ( uma boa opção se você quer um player completo para controlar o áudio), ou ainda no player abaixo:



Lançado Ubuntu 14.04.1 LTS - Atualize ou baixe o seu agora!

Nenhum comentário

Faça o download do Ubuntu 14.04.1 LTS


Os usuários do Ubuntu e seus derivados acabam de receber uma importante atualização para o sistema, hoje aconteceu a primeira atualização de longo suporte para o Ubuntu 14.04 LTS.

Ubuntu Trusty Tahr logo

As versões LTS do Ubuntu (LTS quer dizer "Long Term Support") são versões que recebem atualização por 5 anos após o seu lançamento, são ideais para o uso empresarial e para usuários que não querem se preocupar com grandes atualizações por muito tempo.

O que acontece é que depois que o Ubuntu é lançado (neste caso foi em Abril de 2014) nos meses que se seguem várias atualizações ocorrem, dessa forma uma pessoa que for baixar o Ubuntu 14.04 LTS vai precisar baixar mais de 500 MB de atualização, com esse lançamento todas essas atualizações já foram incluídas na nova ISO que passa a se chamar Ubuntu 14.04.1 LTS.

Se você já tem o Ubuntu 14.04 LTS essas atualizações devem vir automaticamente pelo sistema, caso você vá baixar o Ubuntu pela primeira vez opte por essa versão que já vem com as atualizações.

Os melhores games de navegador para você jogar no Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Um compilado das melhores opções de games para o Pinguim para você jogar sem sair do seu navegador


Todos gostam de games e com a Valve abrindo caminho os games para Linux são a cada dia mais comuns, mas você pode fazer parte de um grupo de usuários que não tem uma máquina tão potente para rodar os games com gráficos AAA da Steam, por isso vamos lhe mostrar algumas ótimas opções para você se divertir e o melhor, tudo o que você precisa é de um navegador e conexão com a internet.

melhores-games-de-navegador-gratis


Vamos lhe mostrar opções de gêneros diferentes começando pelo amado MMORPG.

RuneScape 3 - MMORPG


RuneScape 3 é um game no estilo MMORPG com textos em português e que você pode jogar diretamente do seu navegador, tudo o que você precisa é ter o Java instalado e bingo!

RuneScape 3 no Linux

Esse game em particular ainda possui uma versão que você pode baixar mas como não é esse o objetivo do artigo vamos nos deter a versão online, acesse o site do game aqui, basta se cadastrar e jogar.

888Poker Online - Jogos de Cartas


Não, não, nada de paciência Spider, se for para jogar cartas online que seja o glorioso jogo de Poker e porque não? Você pode se divertir e passar o seu tempo fazendo um full house

Poker 888


888 Poker é um site de poker onde você pode se divertir e até ganhar uns trocados se quiser arriscar, logo que você entra você ganha o chamado "Bônus de boas vindas" de $88 para você pode fazer as suas apostas, é possível jogar também em torneios de Poker sem taxa nenhuma apenas para se divertir.

Se você se considera um mago dos jogos de Las Vegas está aí uma ótima opção para passar o tempo!


Super Mario Online - Game de plataforma


Quem não tem saudade da infância quando a sua maior preocupação era salvar a princesa do Bowser? Pois é, bons tempos em que a mamãe trazia todinho.

Super Mario Online

Talvez você não possa ter o seu achocolatado de volta mas pode reviver o clássico Super Mario sem fazer muito esforço, tudo o que você precisa é de um navegador com suporte a flash, acesse o game neste link.


Naturo Adventures - Um hack and Slash feito de anime?


Quem curte Anime e pancadaria (de leve) vai encontrar em Naturo Adventures uma mistura dos antigos hack and slash com as tendências do século 21, junte Naruto e Tartarugas Ninja e está aí o seu game.

Naruto Online

Tudo o que você precisa fazer é pegar itens e "descer a lenha" nos seus inimigos, mais uma vez é necessário um navegador com Flash para rodar o game, você pode jogá-lo aqui.

Doom 2 - FPS


Doom foi A REVOLUÇÃO neste gênero e vem cá? Apesar de todo mundo ter jogado, você conhece alguém que zerou esse treco sem usar códigos? É, eu também não, o jogo é hardcore.

Doom 2

Então coloca vergonha nessa cara e termino que você começou na sua infância, é por aqui mesmo!

Um adicional, como muitos saudosistas por ai eu adoro games de SNES, neste site você encontra vários títulos para jogar online!

E aí? O que game você acrescentaria à lista? Deixe a sua opinião nos comentários!

GOG começa a vender games para Linux!

Nenhum comentário

Agora você tem mais uma loja para comprar games para Linux e aproveite para pegar alguns de graça!


Mais uma ótima notícia a todos os amantes de games e de Linux, agora o conhecido site GOG.com está vendendo games para o Pinguim também como havia sido prometido por eles a alguns meses.

GOG.com começa a vender games para Linux

Para quem não conhece, Good Old Games ou simplesmente GOG é um site especializado na venda de games mais antigos porém muito bons!

Até então suas vendas se concentravam em jogos para principalmente Windows e jogos também para Mac OSX, mas a partir de agora usuários de Linux, especialmente Ubuntu e Linux Mint (segundo o site) poderão desfrutar da biblioteca de games da GOG, que como o Steam para Linux também deve ir recebendo mais e mais títulos com o passar do tempo.

Como podemos ver na imagem acima existem alguns games muito legais disponíveis para Linux como o clássico FlatOut 2, tudo o que você precisa fazer para aceder a esta biblioteca de games é acessar este endereço e criar a sua conta, escolhendo Nome, E-mail e senha.

Comprando os Games no GOG


Depois disso você pode navegar por plataforma e ver por qual game você se interessa, vale ressaltar também que os preços são ótimos, o supracitado FlatOut 2 sai por apenas $ 2,49, isso mesmo, em dólares, mas mesmo assim é um bom valor, o site é todo em inglês também mas nada que um pouco de paciência para ler com calma ou o bom e velho Google Tradutor não deem um jeito.

Neste link você consegue acessar a lista de games disponíveis para Linux e o anúncio oficial de suporte ao Linux por parte do GOG e neste você encontra a lista dentro da loja.

Vendas no GOG


Para comprar um game basta você adicionar ele ao seu carrinho e ir na opção CheckOut, os games podem ser pagos com cartão de crédito ou Paypal.

Jogos Grátis


Quando você cria uma conta no GOG ele vai lhe oferecer alguns games que podem ser baixados gratuitamente, entretanto destes, apenas um tem suporte a Linux e não é o Warsow (que tem suporte ao Linux!)

Jogos Gratis no GOG

Para baixar esses jogos, depois de criar a sua conta clique neste link e depois clique em My Games, ali você poderá baixá-los!


É ótimo ver que a cada dia mais opções surgem e certamente haverão muitos mais, atualmente no GOG são pouco mais de 50 games disponíveis para o Pinguim.

Até a próxima!




Como instalar o VMWare Player no Linux

Um comentário

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Tutorial de instalação do VMWare Player no Ubuntu


VMWare é uma das melhores soluções do mercado para fazer virtualização de sistemas, o programa suporta tanto Linux, quanto Mac e Windows e hoje vamos aprender como fazemos para instalar essa ferramenta no nosso sistema Linux, a versão utilizada no exemplo é o Ubuntu 14.04 LTS.

VMWare no Linux

Existem duas versões do mesmo produto, a VMWare Player que é grátis e destinada ao público doméstico e a VMWare Workstation que como o nome faz referência tem eu foco em empresas e servidores.

Hoje aprenderemos a instalar a versão grátis desta poderosa ferramenta, para inicio de conversa precisamos baixar o arquivo instalador, clique neste link e baixe o arquivo do VMWare.

O arquivo que você vai baixar tem uma extensão um pouco diferente do convencional, .bundle, mas não se preocupe, a instalação é igual a de um arquivo com extensão SH que é bem comum no mundo Linux.

Depois de baixado o arquivo...


Você precisa dar permissões de execução a ele, para isso clique com o botão direito no mesmo e vá até a opção propriedades, na aba Permissões marque a caixa que permite execução do arquivo como programa, como está na imagem abaixo.


Depois disso você precisará abrir o seu terminal pois a instalação só pode ser feita em modo Root, no terminal você tem duas opções:

sudo nautilus

Este comando vai abrir o gerenciador de arquivos em modo Root, dessa forma basta você ir até o local onde está o seu arquivo, no meu caso era a Área de Trabalho, dar dois cliques e na mensagem que aparecer clicar em "Executar num terminal".

Alternativamente você pode navegar pelo terminal até a pasta onde está o seu arquivo instalador do VMWare Player e executá-lo assim:

sudo ./nome_do_arquivo.bundle

no caso:

sudo ./VMware-Player-6.0.3-1895310.x86_64.bundle

Seja qual for a maneira que você escolher a próxima tela será como esta imagem abaixo:


Apenas aceite os termos

Aceite os termos de licença, fique à vontade para lê-los, na próxima temos mais uma questão pedindo se você deseja que o programa envie informações anônima para a VMWare Software afim de melhor o programa, mais uma vez escolha SIM (Yes) ou NÃO (No) e clique em Next.


Na próxima tela é possível inserir um serial caso você tenha um licença paga do produto, assim ocorrerá uma atualização para o VMWare Workstation, entretanto, isso é opcional e você pode seguir clicando Next sem problemas.


Tudo certo para a instalação, apenas clique em Install.


Aguarde alguns momentos... e pronto, você pode abrir ela pelo menu de aplicativos da sua distro.


Você pode se perguntar qual a vantagem de utilizar o VMWare Player ao invés do VirtualBox e eu te digo, se você pretendo apenas testar os sistemas não haverá muita diferença, e claro o VMWare Player apesar de grátis não é Open Source como o VirtualBox, em termos mais práticos dá para perceber uma grande diferença em performance 3D no VMWare, sendo possível rodar vários games de Windows por ele, e para ser sincero essa foi a grande vantagem que encontrei, alguns jogos que não rodavam pelo Wine e um ambiente para poder treinar com o After Effects pois preciso dele no meu trabalho.

Lifeless Planet

É isso aí pessoal, até a próxima!

Edições complexas com Kdenlive

Nenhum comentário

Veja um exemplo de uma edição complexa com o Kdenlive


Editar vídeos no Linux, pelo menos para mim, tem se tornando uma tarefa mais fácil a cada dia por conta do Kdenlive.

Edição de vídeo no Linux com Kdenlive

Gostaria demonstrar a vocês a complexidade de se fazer um vídeo como este "Especial Dia do Rock" que eu fiz.

Foram aproximadamente 2 horas para a gravação das cenas e posteriormente 6 horas de edição mais ou menos, o Kdenlive possui muito recursos, mais do que você possa imaginar, várias pessoas já me pediram tutoriais sobre o Kdenlive e eu pretendo fazer alguns, ou pelo menos um para mostrar o básico dele, ensinar a editar vídeo é uma coisa complicada pois envolve a criatividade e isso parte de cada pessoa. Abaixo você consegue ver uma progressão da edição do vídeo que comentei.

edicao-video-kdenlive


Editado usando Kdenlive


E agora o vídeo finalizado

Como o Kdenlive não permite a sobreposição de determinados efeitos a maneira mais eficaz foi sobrepor trilhas, no caso foram usadas 11 trilhas de vídeo e mais umas 4 de audio, o resultado final você vê logo abaixo:




Fala aí, o que você achou da edição, deixe a sua opinião nos comentários, e claro não esqueça de se inscrever no nosso canal, até a próxima!

Como desativar a reprodução automática dos vídeos no Facebook

Nenhum comentário

terça-feira, 22 de julho de 2014

Veja como fazer para impedir a reprodução automática dos vídeos no seu Facebook


Recentemente o Facebook implementou a função de Autoplay nos vídeos do feed de notícias que recebemos ao observar a nossa página inicial.

videos-reproducao-automatica-facebook

A maioria das pessoas não curtiu muito essa funcionalidade, por ela deixar as páginas mais pesada do que deveriam, afinal os vídeos são carregados automaticamente, e mesmo assim é um tipo de funcionalidade que não se torna prática, afinal mesmo que nós queiramos ver o vídeo precisaremos tirar o volume do mudo (se bem que isso é um mínimo para que isso não seja mais invasivo ainda).

A realidade é que o Facebook descobriu que ao fazer isso as pessoas acabam passando mais tempo na rede social, como se já não passassem, aposto que depois que essa funcionalidade passou a operar você começou a ver muito mais vídeos compartilhados na sua linha do tempo.

E como a estratégia parece estar dando certo o Facebook escondeu muito bem escondido a opção de desativar a dita funcionalidade, mas nós vamos te ajudar a não ser mais importunado pela função autoplay nos vídeos do seu perfil.

Como resolver o Problema dos vídeos que se reproduzem sozinhos no Facebook


Primeiramente acesse este endereço  (https://www.facebook.com/settings?tab=videos), e simplesmente desabilite a funcionalidade.



Basta selecionar a opção "Ativado" e mudar para "Desativado" como está na imagem acima, é isso aí pessoal, compartilhe para salvar outras vidas!

Tudo o que você precisa saber sobre o Fedora

Nenhum comentário

domingo, 20 de julho de 2014

Mate a sua curiosidade sobre o Fedora com o Diocast #7


Depois de uma semana em parada técnica o Diocast voltou com o seu sétimo episódio numa edição repleta de informação sobre a distribuição Fedora.

Informações sobre o Fedora


Este episódio conta com as ilustres participações de Gabriel da Costa, Luiz Felipe, Kewer, Dionatan Simioni e o convidado especial Aprígio Simões, embaixador do projeto Fedora Brasil.

Links do Episódio:



Errata: No episódio em questão comentamos que o Red Hat Enterprise Linux 7 é "o Fedora 18", quando na verdade ele seria equivalente a versão 19 do Fedora.


Neste episódio respondemos as seguintes perguntas dos leitores.

Perguntas dos leitores sobre Fedora


Você pode também participar das próximas edições enviando a sua pergunta para ask.fm/Diolinux e acompanhando os nossos posts em nossa página no Facebook, normalmente alguns dias antes criamos um tópico para que você possa fazer a sua pergunta, então fique de olho.

Você pode ouvir o episódio 7 do Diocast através da barra lateral no site onde você encontra também os demais episódios, é possível também ouvir diretamente na nossa página no Grooveshark com maiores opções de controle do player, e ainda você pode ouvir clicando no botão de "play" no player abaixo:




Até a próxima e não esqueça de deixar a sua opinião nos comentário isso é muito importante para nós!

Obs: Por sugestões de alguns ouvintes estamos considerando reduzir o tempo do podcast, este já foi um pouco mais curto do que o tradicional, nosso ideal é conseguir reduzir a uma hora no máximo, este ficou mais extenso do que o planejado mas ficou muito rico em conteúdo, espero que você entenda e acompanhe o desenrolar o Diocast, o seu podcast sobre Linux e Tecnologia! ;)

qShutdown - Programa para desligar o Ubuntu automaticamente

Nenhum comentário

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Desligue ou reinicie o seu computador de maneira automática e agendada


Quase todas as noites eu tiro uns 40 minutos para assistir um documentário sobre física quântica ou cosmologia, ligo o computador do meu quarto e assisto da cama mesmo, na maioria das vezes acabo dormindo com o computador ligado e acabei percebendo que não consigo dormir muito bem por conta do barulho dos coolers, que apesar de não serem muito escandalosos no silêncio da noite eles parecem 3 turbinas!

Como fazer o Linux desligar automaticamente

Então eu precisava de um programa que me permitisse assistir o documentário que eu queria e que desligasse o computador com uma hora marcada para que ele não ficasse me atazanando a noite toda, foi então que encontrei o qShutdown.


Instalando o qShutdown no Ubuntu e derivados


Acredito que seja um programa que esteja nos repositórios de toda as distribuições, existe uma variação dele chamada GShutdown que usa GTK ao invés de QT para criar o layout do programa, a versão com GTK não funcionou como eu queria, a versão com QT sim, e é por isso que vamos falar somente dela neste artigo.

Para instalar no Ubuntu é muito simples, basta clicar no botão abaixo:

 Baixe o qShutdown no seu Ubuntu
Clique para baixar

Outra opção é usar o comando abaixo no terminal:

sudo apt-get install qshutdown

Depois de instalar, abra o programa pelo menu da sua distribuição Linux.

qShutdown no Ubuntu

O funcionamento é simples, as áreas demarcadas são as mais importantes, em "Shutdown" escolhemos qual ação será agendada, no caso "Shutdown" serve para desligar o computador, existem opções para reiniciar, hibernar e suspender também.
Logo a direita definimos a hora em que acontecerá a tarefa, podemos escolher uma horá específica do dia, ou mesmo uma data específica selecionando a opção "Calendar" logo acima, abaixo temos a opção de definir quantos minutos a partir do momento que for dado o "OK" o programa vai executar a tarefa, no caso desligar, foi essa a opção que eu usei, como o documentário tinha por volta de 44 minutos coloquei o programa para desligar em 50 minutos e assim ele o fez!

Enjoy!


Como instalar o KDE 5 no Ubuntu 14.04 e 14.10

Nenhum comentário

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Veja como instalar o novo KDE 5 no Ubuntu


Depois do lançamento da mais nova versão do KDE muitos usuários ficaram curiosos para testar o novo ambiente em seus computadores. Neste tutorial você verá como instalar o KDE 5 tanto no Ubuntu 14.04 LTS quanto no Ubuntu 14.10 Utopic Unicorn.

KDE 4 no Ubuntu


Apesar do lançamento ter acontecido o projeto ainda deve sofrer alguns ajustes de modo que encontrar alguns podem pode ser normal, por isso temos algumas opções para testar o KDE Plasma 5.

Se você só está curioso mesmo você pode:

Se você não quiser baixar nenhuma das duas ISOs você pode instalar o KDE Plasma 5 através de repositórios PPA.

Como instalar o KDE Plasma 5 no Ubuntu 14.04 LTS


Para instalar na versão 14.04 LTS no Ubuntu (ou Kubuntu) abra o seu terminal e cole os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:neon/kf5 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install project-neon5-session project-neon5-utils project-neon5-konsole project-neon5-breeze project-neon5-plasma-workspace-wallpapers

Agora você pode fazer logoff no sistema (encerrar a sessão) e na tela de login selecionar o projeto Neon, caso algo dê errado ou você não curta muito o novo ambiente você pode remover o KDE Plasma 5 do Ubuntu 14.04 LTS desta forma:

sudo apt-get purge project-neon5-* 
sudo apt-get autoremove

Como instalar o KDE 5 no Ubuntu 14.10 Utopic Unicorn


Se você usa a versão em desenvolvimento do Ubuntu ou Kubuntu para fazer alguns testes você pode testar o novo KDE usando o PPA do KDE Next, abra o terminal e cole os seguintes comandos:

sudo apt-add-repository ppa:kubuntu-ppa/next 
sudo apt-get update 
sudo apt-get dist-upgrade 
sudo apt-get install kubuntu-plasma5-desktop plasma-workspace-wallpapers

Com isso você poderá estar o novo KDE, faça logoff ou reinicie a máquina e selecione a sessão com o novo KDE na tela de login.

Como desinstalar  o KDE 5 do Ubuntu 14.10?  Fácil, se algo der errado ou caso você não queira mais o novo KDE use os comandos abaixo:

sudo apt-get install ppa-purge 
sudo apt-get remove kubuntu-plasma5-desktop 
sudo ppa-purge ppa:kubuntu-ppa/next
É isso, e aí, o que você achou do novo KDE? Confira o nosso vídeo com as primeiras impressões:

Como você age na internet?

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Nos ajude a estabelecer um padrão de publicações


Olá meu amigo, seja bem-vindo ao Diolinux uma vez mais! Mas hoje, ao contrário do que normalmente acontece quando você vem aqui, não viemos lhe trazer nenhuma dica ou notícia, mas calma, não vá embora, precisamos de você!

Como você Age na Internet?

Estamos em um constante processo de melhoria, apagando posts antigos de baixa qualidade, apagando vídeos de baixa qualidade do nosso canal, estabelecendo padrões de postagens, etc...

Inclusive gostaria de pedir que caso você veja algo fora do lugar no blog por favor nos comunique para que possamos ajustar.

Vamos ao que interessa!


Gostaríamos muito da sua colaboração em um questionário, são apenas nove (9) questões relacionadas a sua interação com a internet e com o nosso blog e canal especialmente, pedidos que seja sincero em todas as respostas e responda com calma também, e se possível nos dê um feedback também, os dados não serão publicados em hipótese alguma e servirão apenas como base de dados para tomarmos algumas decisões sobre o futuro dos nossos projetos. Não é necessário fazer identificação alguma, você encontra o formulário logo abaixo, após preenche-lo clique em enviar.

Muito obrigado!




Canonical anuncia Ubuntu MATE Remix

Nenhum comentário

MATE agora vai fazer parte de uma derivação oficial do Ubuntu


Mark Shuttleworth anunciou um "novo sabor" para o Ubuntu através de um post em sua conta no Google Plus, agora poderemos contar também com o Ubuntu MATE Remix.

Ubuntu MATE Remix

No site já existem imagens ISO do do Ubuntu Mate Remix 14.10 que será onde o projeto fará a sua inauguração de fato, de qualquer forma você pode instalar o MATE no Ubuntu 14.04 usando a própria Central de programas do Ubuntu. 

Essa será a meu ver uma ótima opção pois vai trazer todo aquele ambiente que existia no Ubuntu 10.04 e 10.10 que para muitos ainda são as duas melhores versões do Ubuntu, trazendo novamente aquela interface antiga do Gnome que ainda está entre as melhores memórias dos usuários.

O Ubuntu MATE não requer muito hardware para funcionar o que faz dele uma ótima opção para máquinas mais antigas:

  • - Pentium III 750MHz
  • - 512 MB de RAM
  • - 8 GB de espaço em disco
  • - Placa de vídeo com uma resolução de 1024 x 768 pixels


Home Page: Ubuntu-Mate.org

Nordic Games anuncia porte de Darksiders para Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 15 de julho de 2014

Prepare-se pois o apocalipse vai começar no seu Linux!


Mais um grande game está a caminho do Linux, graças as Nordic Games o game "Darksiders" pode ser outro com gráficos excelentes à desembarcar no Pinguim.

Darksiders no Linux

Segundo o Twitter oficial do game o porte vem acontecendo, na imagem acima podemos ver uma cena do game rodando numa janela em ambiente KDE.

Os desenvolvedores do game não colocaram nenhuma data para o lançamento mas segundo eles até o final do ano será possível jogar no Linux pelo menos o primeiro game da saga, os demais devem vir sucessivamente, segundo eles também, não se trata de um "involucro" como o que foi feito com o game "The Witcher 2" que ficou uma bosta!, mas sim de um porte de verdade, o que por si só já me faz ficar mais satisfeito.

Agora vamos esperar pois a cada dia mais e mais games são lançados! =)

KDE Plasma 5 foi lançado!

Nenhum comentário

KDE Plasma 5 é anunciado e traz uma remodelagem visual para o seu desktop


Depois de vários meses de desenvolvimento e com alguns previews no meio do caminho, o site kde.org anunciou hoje o lançamento oficial da quinta versão do Plasmas desktop.


A principal novidade está na cara, literalmente, no desktop, a aparência da interface KDE (Plasma) foi repensada, agora temos novos ícones e um padrão uniforme que como qualquer desktop atual lembra um pouco os padrões dos Smartphones.



Agora o KDE tira proveito da nova versão do QT em sua versão 5, vamos conferir algumas imagens do novo ambiente:

Área de Trabalho (Plasma 5)
Área de Trabalho (Plasma 5)

KRunner (Plasma 5)
KRunner (Plasma 5)

Tela de Login (Plasma 5)
Tela de Login (Plasma 5)

Controle (Plasma 5)
Controle de Brilho (Plasma 5) 
Troca de papel de parede com design responsivo (Plasma 5)

O pessoal do KDE disponibilizou usa ISO com o KDE Plasma 5 para quem quiser testar, em breve ele deve aparecer no repositório das distribuições, o que você achou dele?

Compartilhe conosco a sua opinião nos comentários. =)

Confira um vídeo de demonstração do KDE Framework 5

Nenhum comentário

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Está curioso para saber como está ficando o novo KDE? Então confira este vídeo!


Você que gosta do KDE deve estar com os dedos coçando para poder usar a nova versão do ambiente, o KDE 5, que atualmente se encontra em pleno desenvolvimento.

KDE 5 framework


Confira o vídeo abaixo e nos diga a sua opinião nos comentários, eu particularmente achei ele muitos mais bonito do que a versão atual, espero que ele tenha uma melhor compatibilidade com aplicativos do tipo GTK porque eles sempre ficam com um visual meio "bagunçado" no KDE, no mais, parabéns aos desenvolvedores, estão conseguindo inovar em desktop que segue um estilo tradicional sem copiar recursos de ninguém.



Até a próxima!
Confira:
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo