Como instalar o Linux em um Texugo morto Dionatan Simioni terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Bem-vindo(a) ao tutorial mais sem noção do ano aqui no Diolinux, antes de mais nada, o texto é humorístico, e é de 2004, estou apenas adaptando e traduzindo do original, portanto, pode não funcionar em texugos mais recentes.

Como instalar Linux em um Texugo Morto

Notas de instalação do Linux em um Texugo morto


Encontrei o tutorial enquanto pesquisava os 7 lugares mais estranhos onde o Linux está presente, e bom, a princípio não pensei que fosse possível mas depois de tantos argumentos eloquentes acho que eu estava enganado.

Qualquer pessoa consegue instalar Linux em um computador, a instalação dos sistemas baseados neste núcleo está a cada dia mais fácil, por isso, já que você é um hacker de verdade, não vamos dos contentar com coisas simples, como instalar Linux na sua torradeira ou no seu cachorro de estimação, se você realmente quer o chapéu de "mago do Linux" o negócio é instalar o sistema em um texugo morto (os vivos tem dentes e garras e coisas e tal, pode ser mais complicado), depois deste tutorial as pessoas vão beijar os seus pés e te trazer café sem que você precise mexer um dedo.

Preste atenção nas coisas, pois alguns itens vão requerer muita pesquisa no mercado negro livre e eBay para conseguir.

Requisitos mínimos para instalação


1 - um (1) canivete;

2 - uma (1) chave de fenda, normal, para instalar um Cartão de memória no animal, vide item 4.

3 - Um computador para pré-configuração e implantação:

        - Unidade de CD/DVD (depende da distro);
        - USB, Ethernet e uma entrada para cartão de memória;
        -  Cliente Telnet ou SSH instalado;
       - Programa controlador cyberspirtual como FleshGolem (Mac OSX e Linux) ou Phranken para           Windows;
     - Um placa Wi-Fi pode ser interessante e bluetooth se você quiser usar controle remoto;
        - Se você colocar Wi-Fi, um roteador TP-Link pode ser uma boa escolha.

4 - Um (1) cartão de memória Classe 10 para rodar com maior velocidade ou um adaptador externo que você pode parafusar (por isso da chave). De preferencia da marca Spirit In The Sky.

5 - Vudu Linux será o sistema operacional.

6 - Superfície de pelo menos um metro quadrado à prova de fogo, em local seguro, área ventilada;

7 -  Privacidade.

8 - Um (1) texugo morto em bom estado.

Requisitos opcionais para instalação:

-  um (1) litro de água benta (se for necessário exorcizar o animal, a marca "Bless!" é a melhor) e um balde de prata ou pelo menos banhado em prata.

- um (1) par de luvas de látex,

- um Shampoo anti-pulgas (depende da procedência do texugo);

- água corrente e uma grande pia ou tanque.

A instalação de teste foi conduzida no chão de concreto de uma lage de condomínio, sendo que solo era germinável (tinha grama nele), não era solo consagrado mas pode ser uma boa se tiver um padre por perto, use a caixa plástica de um iMac dos anos 2000 para colocar o texugo.

O tutorial


Passo 1: Encontre um texugo adequado. As espécies de zoológicos são as ideais, mas eles podem ser facilmente encontrados na natureza atropelados ao longa das estradas na América do Norte, nas Ilhas Britânicas, na Europa continental, na Ásia e algumas partes da África. Se for difícil encontrar um perto de onde você mora, pode ser que um animal da mesma família funcione também, mas é possível que seja necessário um adaptador.

Passo 2: Depois de ter conseguido o texugo morto, verifique cuidadosamente se não existem danos estruturais, especialmente coluna, crânio e pernas. Texugos mortos não se curam, e um texugo com pernas quebradas poderá exibir mobilidade limitada. Se o cérebro estiver com problema isso poderá interferir na instalação do Linux e fazer a da nossa missão um fracasso. É recomendado usar as luvas para manusear o texugo morto, lave a carcaça com shampoo para tirar as pulgas.

Passo 3: Obtenha uma cópia do FlashGolem ou outro bootloader cyberspirtual, o nosso, a gente comprou na Apple Store. Siga as instruções de instalação com bastante calma e leia o arquivo readme.txt. Atenção! O bootloader tem que ser compatível com o cartão de memória Spirit In The Sky.

Passo 4: Insira o cartão de memória sob a pele do animal (use o canivete para isso) e deixe o adaptador para fora, assim fica fácil de formatar caso seja necessário, você pode simplesmente trocar o cartão.

Passo 5: Instale o Wi-Fi no Texugo, coloque a antena onde ela fique fixa (imagine). O Wi-Fi servirá para controlar o Texugo à distância, é bom tomar cuidado nesta parte pois você pode rodar o Vudu Linux no Texugo mas se ele não tiver essa antena de segurança as coisas podem se complicar.

Passo 6: Hora de instalar o Vudu Linux. Vudu é a distro perfeita para rodar em texugos e espécimes afins, esta distro foi projetada pelos engenheiros que depois criaram o openSUSE ao que parece, você pode até tentar instalar outros sistemas, mas algumas pessoas que tentaram rodar Windows disseram que o tuxugo ficava batendo com a cabeça na parede.

Passo 7: Invoke.rc texugo

Chegou a hora dos procedimentos de invocação, coloque o texugo sob uma superfície plana e à prova de fogo, certifique-se que existe uma boa ventilação no local, desligue demais aparelhos eletrônicos na cercania, desenhe um pentagrama com sangue de texugo ao redor de você, se não quiser mexer mais com sangue funciona também com giz de cera, e diga as palavras invocacionais:


Suse vivo vixi victum reduco is ea id creatura absit decessus a facultas Linux! Dev root, dev root!

O Texugo vai acordar com um brilho verde nos olhos, atribuímos a cor aos desenvolvedores do openSUSE, mas nada foi confirmado até então, aproveite seu novo texugo zumbi. Use o aplicativo Vudu Linux Remote, disponível para Android e iOS (para Windows Phone não tem) para controlar o texugo, deve funcionar desde que vocês estejam dentro da mesma rede Wi-Fi e desde que não haja conflito de IP, o DHCP em texugos mortos costuma dar problemas.

Problemas comuns


- A reanimação costuma deixar as criaturas de mau humor, no meu caso o texugo acordou com uma raiva assassina, é altamente recomendado deixar um terminal aberto com o comando "halt" digitado para caso haja alguma emergência, pelo menos até que o texugo se acalme.

- Se o texugo não está respondendo corretamente pode ser necessário fazer alguns ajustes, você pode fazer isso pelo aplicativo ou via SSH em modo texto, ou telnet também, fica a sua escolha, lembre-se de consultar o segundo apêndice do manual do Vudu Linux.

IMPORTANTE.

Nenhum texugo vivo ou computador da Apple foi maltratado na execução deste tutorial, os resultados podem variar de pessoa para pessoa. Por favor, tenha em mente que texugos zumbis podem ser proibidos em muitos estados ou países, consulte a legislação local sobre animais ressuscitados no perímetro urbano.

"Texugos Zombies" podem se mover a grandes velocidades e estão propensos a aceleração súbita, dirija seu texugo com cautela.

Não permita que o texugo zumbi pare para consumir cogumelos ou cobras africanas, eventualmente o seu texugo pode emitir música eletrônica dançante, não se assuste, existe um mp3 do David Guetta como arquivo de teste.

Não chame o seu texugo de zumbi na frente dele. O uso indiscriminado do seu texugo zumbi pode causar acne, falta de sorte em relacionamentos amorosos ou o fim do mundo. Por favor elimine os seus texugos zumbis corretamente, consulte a empresa de reciclagem local para protocolos de descartes adequados.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Dionatan Simioni
por Dionatan Simioni

Blogueiro, Youtuber, Escritor e Professor, usuário de Ubuntu e Android, apaixonado por games e tecnologia.

Siga-me @ Twitter | Facebook | Google Plus

comments powered by Disqus