2017 - Diolinux - Open Source, Ubuntu, Android e tecnologia

Responsive Ad Slot

Lançada a versão 3.0 RC1 do Wine com suporte para DirectX 11 no Linux

Nenhum comentário

sábado, 9 de dezembro de 2017

Os desenvolvedores do Wine anunciaram a versão RC1 do Wine 3.0, essa versão marca o suporte nativo para a API gráfica da Microsoft, DirectX 11.

Wine 3.0 RC1






Essa nova versão do Wine foi lançada com 28 grandes correções, trazendo melhorias e suporte para vários programas e jogos como: The Witcher 3, Metal Slug 2 (GOG), World Of Tanks, SlingPlayer 1.5, MultiSpec 2.8.2016 32-bit, DigitalMicrograph, Anime Studio Professional 8, Temple+, Unigine: Heaven, Sims 4, Fallout 4, Torchlight, Star Trek Online, Final Fantasy XIV, Upwards, Lonely Robot, NieR: Automata, Oblivion Script Extender, pCon.planner, Dys-Vocal 2, Minecraft Java e Soldiers of Anarchy.

Este lançamento é um do tipo "congelamento", como se diz, ou seja, depois das alterações feitas, mais nenhum código será implementado nesta versão, entrando na fase de correções de bugs até que a versão 3.0 final saia.

Você pode saber mais sobre esta versão através do site oficial do Wine, essa versão já está disponível para os usuários de PlayOnLinux e PlayOnMac, assim como no Lutris e no CrossOver.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como instalar League of Legends no Linux

Nenhum comentário

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

League of Legends é um dos games mais jogados do mundo e hoje vamos aprender a instalar ele em distribuições Linux de Desktop, confira:

League of Legends no Linux






League of Legends não possui, infelizmente, uma versão nativa para Linux, isso significa que precisaremos utilizar o Wine como camada de abstração para rodar aplicativos do Windows no Linux, diferente do seu principal "concorrente", Dota 2, que possui uma versão nativa para o sistema através da Steam.

Neste caso em específico, vamos usar um software chamado "Lutris" para automatizar a instalação. Antes de eu te dar as dicas para a instalação, é interessante que você entenda como utilizar o Lutris e como ele funciona:


Uma vez que você tenha entendido como funciona o Lutris, basta fazer o download da aplicação diretamente do site oficial e instalar para podermos seguir para próximo passo.

Agora veja como você pode fazer para instalar o League of Legends no Linux:



Eu percebi que o game tem uma clara queda de desempenho, não o suficiente para impedir que você jogue com uma taxa de frames decente, geralmente acima de 60 FPS, no entanto, se para você isso for um grande problema, vale a pena manter o Windows para jogar, pois ele possivelmente lhe atenderá melhor neste quesito.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Escolhi as melhores ofertas de Natal da GearBest para você!

Nenhum comentário
Eu tenho muito a agradecer pela parceria da GearBest neste ano de 2017 aqui no Diolinux, eles foram grandes parceiros e patrocinadores do nosso trabalho e nos ajudaram a continuar produzindo mais conteúdo e trazendo coisa interessantes para você. Para comemorar eu filtrei algumas das melhores ofertas do site e peguei cupons de desconto para vocês, confiram!

Descontos de Natal da GearBest





Sem mais delongas, segue uma tabela de produtos interessantes para você, alguns deles chegam a ter mais de 30% de desconto, basta clicar no link do produto e inserir o cupom de desconto que está ao lado dele na tabela abaixo na hora de finalizar a sua compra na GearBest e o desconto será aplicado.

PRODUTOLINKCUPOM
Caixa de som XiaoMihttps://goo.gl/k9Tu6YXMJSSCPG
Caixa de som Xiaomi Mi https://goo.gl/JxMSYfXMXGPCPS
Mouse Gamer Motospeedhttps://goo.gl/kMif3yMSV30CP
Smartphone HUAWEI https://goo.gl/d4cYUNHWNOVA2
Xiaomi Mi 5Chttps://goo.gl/LbyqdxXMI5CG
Xiaomi Redmi Note 4https://goo.gl/mRjHYhPTBRNATAL53
Xiaomi Mi 6https://goo.gl/XgfgBFPTBRNATAL46
Xiaomi Redmi Note 4Xhttps://goo.gl/L7fv6PXiRNo4X
Mouse sem fio Xiaomi https://goo.gl/bZVJueTBRNATAL51
Xiaomi Mi Max 2https://goo.gl/d6FfokPTBRNATAL52
Teclado Gamer Motospeed
https://goo.gl/asZXu7PTBRNATAL54
Tablet PC Ondahttps://goo.gl/hbtkhEPTBRNATAL55
Smartwatch ASUShttps://goo.gl/RhqBXT
Xmas024
Smartwatch Xiaomi https://goo.gl/5K24U1Xmas025
Ultrabook Tablethttps://goo.gl/9TwtghXmas027
Tv Box Stridebox https://goo.gl/iRQtcEGBZ1P1

Se você quiser cupons de desconto para mais produtos ou descontos para categoria da GearBest de forma geral, basta consultar este post, aqui eu mantenho cupons de descontos atualizados para os produtos, as vezes tem algumas "Flash Sales" com grandes descontos, então fique ligado.

Boas compras de Natal e até a próxima! :)
____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Nova versão do CrossOver dá suporte ao Microsoft Office 2016 para Linux

Nenhum comentário
O CrossOver é uma ferramenta paga que funciona como uma interface para o Wine, com vários scripts especiais e ferramentas para compatibilizar softwares que rodam apenas no Windows em sistemas diferentes, como as distros baseadas em Linux e o macOS.

CrossOver 17 com suporte para Office 2016






A Codeweavers anunciou neste semana o lançamento da mais nova versão do CrossOver, o software que é uma interface para o Wine e tem suporte profissional para rodar aplicações de Windows no Linux e no macOS.



A nova versão traz correções de bugs e suporte pleno para o Microsoft Office 2010, 2013 e 2016, alguns games, como League of Legends e mais. Como mencionado, o CrossOver é um software pago, possui anuidade ou licença vitalícia com direito a suporte dedicado.

Você pode saber mais e comprar no site oficial.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Confira a minha palestra na íntegra!

Nenhum comentário

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Em Outubro deste ano eu apresentei na Campus Party de Pato Branco-PR e na Latinoware a palestra "Dossiê dioLINUX", nela eu relevei o resultado de uma grande pesquisa feita entre usuários Linux leitores do blog nos últimos dois anos.

Dossiê dioLINUX






A ideia era mostrar alguns dados estatísticos à respeito de curiosidades e "padrões" dentro do "mundo Linux", ou pelo menos, mostrar um pouco das preferências dos nossos leitores.

Na palestra foram abordados temas como: Qual a interface gráfica mais utilizada? Qual a distribuição Linux que as pessoas mais gostam? Onde as pessoas mais usam Linux? Em casa, no trabalho? Em servidores? Dual Boot? 

Prepare as pipocas e confira, e ahh! Não esqueça de se inscrever no canal caso ainda não for inscrito, assim você pode acompanhar os próximos vídeos :)



Gostaria de agradecer aos organizadores do evento, as pessoas que participaram da palestra no dia e claro, as pessoas que participaram da pesquisa! 

Foi muito bom conhecer as pessoas que acompanham o blog e o canal pessoalmente, uma troca de experiências sem descrição, inclusive, eu até fiz um outro evento à respeito das minhas atrações favoritas na Campus Party, você pode ver clicando aqui.

Você pode deixar a sua opinião sobre a palestra e os resultados nos campos de comentários logo abaixo, até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Vale a pena comprar câmeras 4K de baixo custo?

Nenhum comentário
Eis a questão! Você está querendo gravar as suas atividades, exercícios ou querendo uma câmera para fazer vídeos para o YouTube e acabou se interessando por algumas câmeras 4K que existem no mercado? Esse conteúdo é feito para você!

Câmera 4K






Existem muitas opções no mercado, mas que características são as corretas? Qual é o custo benefício? Uma analisei uma dessas câmera de baixo custo e fiz uma review completa para você tirar as suas dúvidas, confira, temos primeiramente o Unboxing do produto e depois o review:



A GoPRO, referência neste segmento de mercado, apesar de ser muito boa, pode fugir do orçamento das pessoas, escolhendo com cuidado você pode encontrar boas opções, leve em considerações as dicas que eu coloquei nos vídeos e você deverá fazer boas compras.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Greg Kroah-Hartman explica qual a melhor versão do Kernel Linux para projetos de grande longevidade

Nenhum comentário

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

O termo "LTS", uma singla do inglês para "Long Term Support", é amplamente utilizado no mundo dos softwares. Se você conhece o Ubuntu, talvez já tenha ouvido falar no "Ubuntu 16.04 LTS" ou qualquer outro. Esses softwares recebem esse nome como forma de designação do tempo de suporte que seus mantenedores se propõem a mantê-lo.

Linux LTS





Assim como os sistemas operacionais, o Kernel Linux em si também possui versões LTS, basta observar no próprio site do Linux as versões que tem longo suporte.



Greg Kroah-Hartman, juntamente com Linus Torlvalds, é um dos principais mantenedores do Kernel Linux, recentemente ele comentou sobre as versões de longo tempo de suporte do Kernel. Apesar de existirem várias versões atualmente que são mantidas, elas tem longevidades diferentes, então, caso você queria colocar o Linux em um projeto de longo prazo, como uma versão do Android, dispositivos embarcados e internet das coisas, qual versão escolher para que as atualizações de segurança continuem chegando?

A resposta para isso é a versão 4.4. A versão 4.4 terá um suporte estendido (além do tradicional) e terá atualizações até 2022, tornando essa a versão ideal para projetos que precisam de um Kernel estável, praticamente imutável e que ainda receba correções e melhorias. Isso dará conforto para desenvolvedores Android por exemplo e para as empresas que trabalham com internet das coisas.

Distros Linux que tem o objetivo de se manterem estáveis e pouco mutáveis neste sentido também poderão utilizar o mesmo Kernel se desejarem. Mesmo com a numeração antiga, melhorias implementadas em versões mais recentes do Kernel, como a 4.15, poderão ser incluídas nessa na versão 4.4 se elas forem relevantes e não comprometerem a estabilidade do projeto.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Lançado novo TeamViewer 13, escrito em Qt e nativo para Linux

Nenhum comentário
Tivemos recentemente o lançamento de uma nova versão do programa TeamViewer, o que deve ser a solução mais popular para fazer acesso remoto multiplataforma. A versão 13 acaba de chegar e possui muitas novidades na versão de Linux.







O TeamViewer tem suporte para Linux há muito tempo e já funcionava muito bem, eu já tive a oportunidade de utilizar diversas vezes inclusive, no entanto, a versão recém lançada é interessante porque foi toda escrita em Qt e tem suporte para 64 bits sem depender do Wine, como acontecia nas versões antigas.

Segundo a empresa, o motivo para o investimento no desenvolvimento dessa versão reconstruída da ferramenta foi o aumento de clientes que são usuários de Linux e a limitação técnica que o Wine traria para novas versões, sendo mais eficiente fazer uma versão completamente nativa.

Outras melhorias incluem otimizações para o uso de CPU, GPU e melhoria do suporte para transferência de arquivos, entre outras coisas. Você pode baixar a nova versão para Linux no site oficial do TeamViewer.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Vivaldi Browser chega ao Raspberry Pi

Nenhum comentário

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Agora os usuários de Raspberry Pi poderão utilizar o navegador de internet Vivaldi, hoje os desenvolvedores anunciaram o lançamento da versão ARM do navegador.


Vivaldi no Raspberry Pi






Além de suportar o Windows, macOS e Linux Desktop, agora o Vivaldi suporta também Linux em versões ARM, sendo compatível com modelos populares do Raspberry, nominadamente: Raspberry Pi Zero, Raspberry Pi 2 e Raspberry Pi 3.

Apesar do "Rasp" ser muito popular, a variedade de aplicativos ainda não é tão grande quanto outras arquiteturas tradicionais de computador, como AMD64 por exemplo, por isso o suporte de um navegador atual e inovador como o Vivaldi é algo que devemos prestigiar.

Confira abaixo a entrevista que fizemos com o criador do Vivaldi:


Se você se interessou em usar o Vivaldi no seu Raspberry, é só fazer o download por este endereço.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Vale a pena comprar um Chromebook? Entenda se esses computadores servem para você

Nenhum comentário

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Os Chromebooks estão recebendo muita atenção nos últimos meses, 2017 foi um ano excelente para este tipo de equipamento, mas dado o seu perfil e funcionamento, não são todas as pessoas, especialmente no Brasil, que encontraram nesses dispositivos a melhor opção na hora de fazer compras. No entanto, a dúvida ainda permanece, vale a pena?

Chromebook vale a pena?






Sem ao menos testar um, vai ser muito complicado você ter uma real noção para saber se um Chromebook se encaixa no seu dia a dia, por isso eu produzi este material, assim você pode ao menos ter uma noção do que te espera. Eu passei uma semana utilizando um modelo da HP, dada a data de lançamento, um modelo antiquado, mas ainda perfeitamente funcional.

No vídeo eu mostro para você como funciona o Chromebook e mostro as principais opções e configurações do Chrome OS, sistema operacional que acompanha o equipamento.



Chrome OS, o sistema operacional da Google


Como você deve ter reparado, os Chromebooks não vem com o sistema operacional Windows, comum em computadores de varejo, ou mesmo distros Linux, como Ubuntu, vendido em computadores da Dell, HP, entre outros. O que você encontrar no Chromebook é o Chrome OS, um sistema operacional desenvolvido pela Google especialmente para este tipo de dispositivo. 

E você que pensava que a Google "só" tinha o Android, né?

O conceito dos Chromebooks segue a mesma linha de otimização dos MacBooks da Apple, com um sistema operacional otimizado para o hardware, que procura extrair o máximo de desempenho do equipamento. O Chrome OS é um sistema operacional baseado em Linux também, por conta disso ele tem um ótimo nível se segurança, por ser um sistema que basicamente se limita a aplicações Web, aplicativos de Android e similares, eu arriscaria a dizer que ele pode ser até um pouco mais seguro do que distribuições Linux "comuns".

Limitações de Hardware


À primeira vista pode parecer que um Chromebook não tem hardware muito potente, especialmente se comparado a outros computadores e Notebooks da atualidade, no entanto, a demanda por hardware dele é muito menor do que qualquer outro computador de mesmas proporções, tornando o computador veloz, mesmo sem os processadores mais fortes que existem e grandes quantidades de RAM.

Com um sistema extremamente otimizado, a bateria dura muito, não há muito consumo de memória e nem  de processador, permitindo um uso bem confortável em condições moderadas. Como é de se esperar, Chromebooks mais potentes terão um desempenho ainda melhor, como o Pixelbook, que carrega um Intel Core i5, com a opção de utilizar um i7.

O armazenamento interno também não é dos maiores, especialmente para os padrões atuais, mas a função desse armazenamento é para armazenar o próprio sistema operacional (Chrome OS), além de alguns arquivos locais não muito grandes.

Geralmente quando você compra um Chromebook você também ganha espaço de armazenamento grátis no Google Drive para colocar os seus arquivos. Algo como 100GB por dois anos, depois você deverá pagar por isso. O valor gira em torno de 6 reais por mês atualmente. É claro, sempre será possível utilizar um HD Externo para complementar, ou ainda outros serviços em nuvem, que também geralmente possuem planos grátis e pagos.

O perfil de usuário


Como eu mencionei no vídeo, Chromebooks não são para todos. Quem poderá produzir livremente com o Chrome OS serão as pessoas que não dependem de programas específicos que rodem apenas instalados localmente, como alguns softwares de outras distros Linux, de Windows ou macOS.

Certas tarefas ainda são complicadas de realizar com os Chromebooks, como edição de vídeo por exemplo, seja pela ausência de grandes programas para essa finalidade, seja pelos próprios processadores que eles comportam não serem os ideais para essa finalidade, no entanto, a maior parte dos usuários domésticos que usam o computador para acesso a internet pode, em tese, usar um Chromebook sem maiores impeditivos. 

É um ótimo computador para pessoas que não entendem nada de informática e usam apenas para acessar o Facebook, YouTube, Netflix, Spotify, escrever textos, ler e-mails e coisas relacionadas.

O Chrome OS praticamente não tem necessidade de manutenção, não fragmenta e raramente ficará lento (a menos que você encha o armazenamento interno ou o cache do navegador esteja com algum problema), preocupações são mínimas atualmente.

Vale mencionar que gerações mais recentes de Chromebooks possuem integração com a Google Play, a loja de Apps do Android, o que permite que você instale uma certa gama de aplicativos de Android no seu computador, nesta semana mesmo, conforme mencionado aqui no blog, a Microsoft publicou o Office para o Chrome OS.

Alguns modelos novos também tem tela sensível ao toque e são reversíveis, ou seja, você pode literalmente usá-los como Tablets, com alguns Apps Android, talvez você não sinta tanta falta de um Tablet Android propriamente dito, reservadas das limitações já conhecidas.

Apesar de você ter acesso a alguns games no Chromebook, como jogos nativos e jogos que você pode acessar apenas pelo navegador (além de alguns jogos de Android), ele ainda não é, definitivamente, uma solução para os gamers, sendo um computador especialmente interessante para trabalho, produção de conteúdo em texto, como para quem escreve blogs ou trabalha diretamente através de páginas ou algo relacionado e claro, uso doméstico de consumo de conteúdo na internet.

Uma dica muito simples para se testar se você poderia ou não viver feliz com um Chromebook é instalar o Google Chrome (o navegador) no seu computador atual e tentar utilizar somente ele para fazer de tudo, explore MUITO a Chrome Web Store, a loja de Apps do Chrome, e veja se você encontra todos os aplicativos de que precisa. A experiência não é exatamente a mesma, mas ajuda a dar uma noção. Lembre que o Chrome OS do Chromebook vai te fornecer algumas ferramentas a mais para que o seu uso seja mais tranquilo, então se não encontrar algo no Google Chrome, não tire conclusões precipitadas, pesquise e veja e se o recurso está disponível para o Chromebook.

O que você acha dos Chromebooks e do Chrome OS? Vai comprar um para você? Já utiliza?  Conte pra gente nos comentários.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


O elementary OS para 2018 - Novidades

Nenhum comentário
Eu gosto muito do projeto elementary OS, a distribuição, além de um visual atrativo, vem criando várias coisas que beneficiam o mundo open source de forma geral, para mim, a Central de Aplicativos "pague o quanto quiser" foi um dos melhores projetos deste ano. Mas com 2017 chegando ao fim, está na hora de pensar no futuro.

elementary OS novidades para 2018






Existem várias implementações que devem ocorrer no próximo ano. Com o lançamento do Ubuntu 18.04 LTS, a base do elementary OS 0.5, codinome "Juno", deverá mudar, juntamente com as versões de praticamente todos os outros pacotes.

Teremos a chegada de um novo instalador para substituir o Ubiquity (atualmente provindo do Ubuntu), esse instalador é o mesmo utilizado atualmente pelo Pop OS da System76, que foi desenvolvido justamente com o apoio da equipe do elementary.

Instalador do elementary OS

Teremos melhorias em vários aplicativos do sistema e alguns também talvez deixem de receber suporte, como o aplicativo de música, visto que atualmente poucas pessoas precisam de um software desse tipo, especialmente por conta de serviços de streaming como Spotify e Deezer.

Existem uma possibilidade de implementação do Wayland como servidor gráfico, no entanto, algumas aplicações ainda precisam ser compatibilizadas. O X.org ainda deve ficar no mundo Linux por um bom tempo, mas a migração é importante. Talvez no próximo ano teremos os primeiros testes.

Outra aplicação que continuará recebemos atualizações e melhorias é o AppCenter, coração do projeto elementary OS. Uma das mudanças previstas está no comportamento de sugestão de pagamento para os desenvolvedores, que deve acontecer também quando as aplicações forem atualizadas.

A paleta de cores dos ícones do sistema também receberá uma atenção extra, assim como os ícones em si, alguns deles podem receber animações, como o ícone de notificações, onde o sininho vai "soar" quase que literalmente:

Notificação elementary OS


Você pode encontrar mais informações sobre o elementary OS e os projetos que estão nos planos da distro no blog oficial.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Novo Galaxy X da Samsung será dobrável ao meio!

Nenhum comentário

domingo, 3 de dezembro de 2017

Coincidência ou não, depois da Apple ter lançado o iPhone X, vem aí o Galaxy X em 2018 provindo, como era de se esperar, da gigante Sul Coreana, Samsung. O grande diferencial dele será a sua tela dobrável.

Samsung Galaxy X






A volta dos celulares "Flip flop" se aproxima, mas não como estávamos acostumados (isso não seria muito impressionante para 2018, não?), o que vai dobrar ao meio são as telas do novo Galaxy X.

Galaxy Dobrável

Ainda não foi detalhada a tecnologia que será utilizada no componente que chama mais a nossa atenção, a tela, no entanto, o restante do corpo do Smartphone deverá ser construído em plástico. Informações sobre o hardware, como processador, memória e armazenamento ainda não foram mencionadas

Apesar da empresa não confirmar datas, é provável que tenhamos já no próximo ano essa tecnologia no mercado, aparentemente existe uma "corrida por trás dos panos", entre os sul coreanos e o pessoal de Cupertino (Apple) para ver quem vai lançar o primeiro Smartphone com essa tecnologia de telas maleáveis, visto que a Apple parece ter uma boa conversa com a LG e sua tecnologia de display dobrável, a Samsung parece ter uma certa "pressa" para colocar essa ideia em prática.

Você gostaria de ter um celular que dobra ao meio? Conte pra gente nos comentários e até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Pacotes Snap estão chegando para ser o padrão do Ubuntu 18.04 LTS

Nenhum comentário

sábado, 2 de dezembro de 2017

Em Abril do próximo ano teremos o lançamento do Ubuntu 18.04 LTS, a próxima versão com longo tempo de suporte fornecido pela Canonical. Os desenvolvedores do Ubuntu estão pensando em trazer todo o "Core" de aplicativos GNOME para o sistema no formato Snap.

Ubuntu 18.04 LTS Snap






O interessante dos pacotes Snap é que eles não dependem de dependências (é redundante, mas é assim mesmo), desta forma o Ubuntu 18.04 LTS poderá usar as aplicações GNOME sempre nas últimas versões, ou nas versões que a Canonical quiser, sem se preocupar com compatibilidade.


É claro, com aplicativos Snap, qualquer aplicativo se encaixa nessa descrição poderá ser utilizado da mesma forma, sem necessidade de se preocupar com versões de bibliotecas e compatibilidade. A intenção dos desenvolvedores é que todos os aplicativos que compõem o núcleo GNOME (que agora é o padrão do Ubuntu) sejam distribuídos em Snap, futuramente até mesmo o Kernel Linux do Ubuntu poderá ser distribuído dessa forma.

Distribuições como o Kubuntu, KDE Neon e Ubuntu MATE também se mostraram favoráveis para usar este tipo de tecnologia em seus programas, o Ubuntu MATE 17.10, inclusive, já está usando um pacote no formato Snap, o servidor de áudio Pulse Audio.

No ano que vem provavelmente teremos as primeiras distros a lançarem softwares no formato Snap e Flatpak, algo que eu acredito que tem o poder de revolucionar a forma que os programas para Linux, de uma forma geral, são distribuídos.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Os melhores games da Google Play de 2017 segundo a Google

Nenhum comentário
Estamos no início de Dezembro e agora começam as séries de "melhores do ano". Uma categoria sempre interessante são os melhores Apps para Android, especialmente os games. Neles são exploradas, não só tendências do público, mas também novos recursos de Smartphones e do Android que ajudaram a criar experiências interessantes em novos jogos.

Os melhores Apps de 2017 para Android






Os editores da Google Play anunciaram hoje os "tops" da loja de Apps do Android no ano de 2017, nesse ano tivemos várias categorias, incluindo a de games que foi sub-categorizada em 7 sessões diferentes. Será que você jogou algum dos títulos mais famosos?

Os melhores games para Android de 2017


A lista consiste nos seguintes títulos, separados em categorias:

Os mais competitivos
Os mais sociais
Os melhores games Indie
Os melhores para pegar e jogar
Os melhores para crianças
Os mais populares

E o game que ganhou o título de melhor dos melhores do ano foi "Cats: Crash Arena Turbo Stars".

De todos estes o que eu mais joguei, de longe, foi Yu-Gi-Oh! Duel Links, o game fez parte de vários momentos de relaxamento e muitas vezes eu realmente parei para jogá-lo, o que, pelo menos pra mim, é uma raridade quanto a games de Smartphone.

E você? Qual destes você mais jogou? Seus games favoritos entraram pra lista da Google? Concorda com o grande vencedor? Deixe a sua opinião nos comentários :)

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin lança novo gestor de Drivers de vídeo, confira!

Nenhum comentário

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

A distro chinesa Deepin continua inovando e melhorando o acervo de aplicativos disponíveis. Depois do anúncio da versão final 15.5 que foi feita ontem, um dia depois já temos mais novidades, confira:

Deepin Graphics and Driver Manager






O novo gestor de drivers do Deepin deve substituir no futuro a versão que acompanha o sistema atualmente, que é o mesmo do Linux Mint, no entanto, ele não é apenas uma bela (visualmente falando) substituição ao padrão atual, escrita em Qt e integrada ao restante do sistema, mas também traz mais recursos e otimizações.

Deepin Store Driver Manager


Eu utilizei ele para usar uma versão diferente do driver Intel no meu Lenovo Yoga e consegui um bom resultado para jogar games como CS:GO e Rocket League (com gráficos baixos mas com boa taxa de FPS), rodando em um Intel HD Graphics 5500 de baixo consumo.

Deepin Drivers

Além de trazer suporte para Intel, o novo gestor de Drivers tem suporte para placas Nvidia, placas da AMD, e placas Híbridas Intel/Nvidia, utilizando o Bumblebee para fazer a gestão.

No caso das placas da AMD, atualmente a única solução disponível é o driver open source que acompanha o Kernel, então o gestor a detecta e mostra qual a placa você está usando, além de confirmar que ela está funcionando corretamente dentro das possibilidades, mas não permite trocas, pelo menos, não até que exista alguma solução oficial por parte da AMD que gere essa possibilidade. Para mais informações, recomendo ler a sessão "sobre" do aplicativo.

Mais informações no anúncio oficial na página do Deepin.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo