Home » Linux

Os 3 temas de ícones mais bonitos para Linux

Uma das coisas mais legais das distros Linux (pode incluir até o Android aqui) é que tudo é muito personalizável, e isso, obviamente, incluem os temas de ícones. Hoje eu vou mostrar para você os temas que eu considero serem os melhores.

Top 3 Icon Packs for Linux




Um bom tema de ícones pode dar uma vitalidade extra para o seu desktop e quando se trata do desenvolvimento de temas de ícones para Linux, existem 3 equipes que dão um verdadeiro show.

1 - Moka


Moka icons para Linux

Certamente um belo conjunto, com ícones arrendondados, lembrando muito os padrões mobiles, especialmente os usados no iPhone e nos celulares da Xiaomi.

Acesse o site para baixar o tema. Nós temos um tutorial de instalação para ele também, basta clicar aqui para ver.

2 - Numix


Ícones Numix

Os temas Numix tem muitas variações, uma das mais populares é a "Circle", mas existem outras opções que você encontra no site oficial.  Os ícones Numix Circle, como o nome sugere, usam formatos arrendondados para todas as artes, com um tema flat muito agradável.

Veja aqui o nosso tutorial para instalar o tema.

3 - Paper


Paper Icon Theme

Este é o tema que eu venho utilizando atualmente, na verdade, venho utilizado uma variação que eu mesmo fiz chamada Paper Orange Diolinux, o tema é inspirado no material design da Google e os ícones são muito bem desenhados. Você pode acessar o site oficial para saber as novidades sobre ele.

Confira aqui o nosso tutorial para instalação deste tema.


Claro que temas são puramente pessoais, então sinta-se à vontade para compartilhar nos comentários os temas que você mais gosta.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sábado, 14 de janeiro de 2017

Os 3 melhores aplicativos de Dock para Linux

Você gostar de utilizar docks para organizar a sua área de trabalho e agilizar a sua produtividade? Então hoje você vai conhecer os que eu considero serem os 3 melhores aplicativos para essa finalidade. Confira:

Dock Apps para Linux




Existem vários aplicativos para essa finalidade, mas na minha opinião, 3 deles se destacam. Se você quiser utilizar algum deles, independente da interface que você use, certamente eles vão agilizar o seu trabalho.

1 - Cairo Dock

Cairo Dock

Eu usava muito o Cairo Dock antigamente, até por que, ele é muito mais do que um "simples dock", o Cairo Dock consegue prover uma interface gráfica praticamente completa, tanto que ao instalar ele você encontrará na sua tela de login uma sessão Cairo Dock. De longe, ele é o mais pesado dos 3 deste post, mas também é o que talvez tenha mais opções de configuração e plugins para aumentar as suas funções.

Você encontra ele no repositório de praticamente todas as distribuições Linux, basta consultar a central de aplicativos.

2 - Plank

Plank Dock Linux

Se o Cairo Dock é cheio de recursos e pode ser até complexo, dependendo do seu ponto de vista, o Plank Dock, com origem no projeto do elementary OS é o contrário. Ele é extremamente simples, porém, funcional. Nele você encontrará todos os aspectos básicos do funcionamento de um aplicativo de dock.

No Plank você encontra, assim como no Cairo Dock, funções de ocultamento e comportamento, suporte para temas e animações e posição na área de trabalho.

O Plank também está nos repositórios de praticamente todas as distros, basta procurar por ele na sua Central de aplicativos, ou instalar pelo terminal.

3 - Docky

Docky

O Docky é o meu terceiro colocado, ele é muito mais parecido com o Plank do que com o Cairo, mas tem algumas funções a mais se comparado com o Plank. Ele é tão leve quanto o Plank e pode ser uma boa alternativa também, ele tem muitos temas disponíveis que você encontra na internet.

Mais uma vez, você o encontra na Central de Aplicativos da sua distribuição, ou pode fazer a instalação via terminal.

E aí, tem mais algum que você goste e não está na lista? Adicione a sua sugestão nos comentários! :)

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

10 aplicativos open source que você pode utilizar no Windows e no Linux

Eu acho muito interessante o fato de que programas de código aberto que começaram apenas no mundo Linux ganharam versões para outras plataformas, como Windows e Mac, isso aproxima muito as coisas e faz com que as pessoas possam transitar livremente entre as plataforma, o que é algo muito positivo.

10 open source apps




Listei aqui 10 aplicativos de código aberto que eu utilizo praticamente todos os dias e que poderiam ser usados no Windows também. Acho importante ressaltar a importância disso, quando bons aplicativos existem em várias plataformas, alguém usa Windows pode passar a usar Linux sem sentir falta de muitos programas e o contrário também é verdadeiro.

Conheça agora a minha lista de 10 aplicativos de código aberto que podem ser usados em ambas as plataformas.

1 - Firefox

Firefox Linux e Windows

Um dos navegadores mais populares do mundo e utilizado por milhões de pessoas está presente em ambas as plataformas, a experiência de usar o Mozilla Firefox no Windows e no Linux é basicamente a mesma, então em uma possível migração isso não fará muita diferença. Claro que o Firefox não é o único browser multiplataforma, temos outras opções que convergem, como o Chrome, Vivaldi, Opera entre outros.

2 - GIMP

GIMP para Linux e WIndows

Eu uso o GIMP todos os dias, na verdade, todas as imagens que você está vendo neste artigo foram feitos nele. O GIMP também pode ser utilizado no Windows sem maiores problemas, inclusive, a nossa modificação, o PhotoGIMP, pode ser usado no sistema da Microsoft também. Ele é um ótimo programa para manipulação de imagens.


Inkscape para Windows e Linux

Outro programa que eu costumo usar com frequência, não tanto quanto o GIMP, mas ainda assim, com frequência, é o Inkscape. Um programa para imagens vetoriais. Você pode ver alguns trabalhos feitos com ele no próprio logo do blog e do canal, na DioStore também e em alguns outros projetos aqui do site. O Inkscape está disponível para usar no Windows também sem maiores problemas.


Kdenlive Windows e Linux

Este é um dos meus softwares favoritos de todos, recentemente o Kdenlive ganhou um porte para Windows, que na verdade ainda está em progressão, você pode ver ele rodando no Windows neste vídeo do nosso canal. Para quem não conhece, o Kdenlive é um editor de vídeos não linear que está muito próximo de ser o melhor aplicativo para edição de vídeo completamente grátis, sem versões pagas com mais recursos. Vale muito a pena conhecer.


VirtualBox para Windows e Linux

Máquinas virtuais são extremamente úteis, ao menos para mim, com elas eu consigo experienciar praticamente qualquer sistema operacional, que é algo que eu faço muito, basta olhar a playlist de reviews de sistemas operacionais que temos no canal. O VirtualBox pode ser utilizado em qualquer sistema também, sem distinção.


LibreOffice para Windows e Linux

O LibreOffice é uma ótima suíte office que deve atender a maior parte dos usuários de computador. O maior problema que usuários do Libre tem é abrir documentos do Microsoft Office sem desconfigurar o documento, isso acontece não por culpa do Libre, mas pelo próprio formato proprietário do Office que tem essa intenção mesmo, funcionar somente nele. 

Deixando isto de lado, as funções do LibreOffice atendem diversos governos ao redor do mundo e diversas empresas e é um dos softwares de código aberto que tem mais relevância do mercado. O mesmo LibreOffice que você pode usar no Linux você pode usar no Windows.


OBS Studio

Este é um programa que ficou muito popular entre os YouTubers, o OBS Studio tem versão para Linux e Windows e permite que você faça captura de tela no seu computador ou faça live streams para o YouTube, entre muitas outras funções.

Hoje ele é um programa muito importante para a produção do canal Diolinux.

8 - VLC

VLC Windows e Linux

O VLC é um dos melhores players multimídia que existem, reza a lenda que ele "toca até tampa de Danone". Isso acontece porque o VLC tem vários codecs inclusos no próprio programa, o que dispensa a instalação de pacotes adicionais para reproduzir praticamente qualquer tipo mídia.


Audacity Windows e Linux

Outro programa muito importante para quem produz conteúdo, especialmente em áudio. O Audacity é um editor de áudio grátis e aberto muito útil, especialmente para fazer redução de ruído em arquivos gravados em ambientes externos.


Thunderbird Windows e Linux

Outro programa que eu uso com frequência é o Thunderbird, um programa para fazer gerenciamento de contas de e-mail. Ele é simples e funcional, também tem versão para todas as plataformas. Já atendi algumas empresas fazendo implantação do Thunderbird no lugar no Microsoft Outlook.

Existem muitos outros


Existem outros programas que podem ser usados em ambas as plataformas, inclusive, a maioria desta lista também pode ser utilizada no macOS da Apple, não somente no Windows e no Linux. Fique à vontade para colocar nos comentários mais programas que você gosta e que possuem versões para todas as plataformas.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ex-funcionário da Valve afirma que Steam para Linux forçou a Microsoft a melhorar o Windows

Neste semana eu li uma notícia que saiu no ZDNet que falava sobre a presença da Steam Linux e como isso influenciou a Microsoft a melhorar o Windows 10 para games, mostrando o quanto a concorrência só faz com que todo o público consumidor ganhe.

Steam no Windows 10




Quando a Valve resolveu apoiar o Linux como plataforma de jogos, criando até o seu SteamOS, um sistema operacional baseado no Debian com foco nos jogos, o principal motivo apontado era a insatisfação com as atuais versões no Windows. Isso se agravou quando a Valve descobriu que alguns de seus games, mesmo sem otimizações, rodavam com OpenGL melhor no Linux do que no Windows.

Com isso a Valve começou a chamar seus parceiros, como a Alienware, para trazer as Steam Machines para o mercado, ainda que tenha sido investido muito em marketing até o momento. Essa manobra chamou a atenção da Microsoft, segundo o ex-funcionário da Valve, a "gigante de Redmond" focou muito de seus esforços no Windows 10 para melhorar o sistema para os gamers, e se comparado com o Windows 8.1, parece ter realmente conseguido.

Essa é uma prova de que incentivar o crescimento no Linux como plataforma de games para computador ajuda a todos, até mesmo quem não utiliza "o sistema do pinguim" no dia a dia.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Fusion - Um compositor de vídeo profissional para Linux

Quem está procurando um alternativa para o Adobe After Effects no Linux acaba de ganhar uma nova opção, além do todo poderoso Nuke, e do open source Natron, além do popular Blender, temos também é o Fusion da Black Magic.

Fusion - Linux Video Composite



O Fusion é uma das ferramentas mais populares em Hollywood, ele ajudou a fazer diversas obras, filmes e séries que tem renome em vários aspectos, incluindo obviamente, efeitos especiais, que é onde o programa se destaca. 

O Fusion possui uma versão grátis para Linux, Windows e Mac e uma versão paga que traz mais funções também. Acho interessante comentar alguns dos filmes e séries em que o Fusion foi utilizado, assim você pode ter uma ideia da qualidade dele, então segue uma pequena listinha: 

- 2012 (filme)
- 300
- Avatar
- Captain America: The Winter Soldier
- Fantastic Four: Rise of the Silver Surfer
- Game of Thrones
- Ghost Rider
- Gravity (filme)
- Hancock (filme)
- Happy Feet
- Harry Potter and the Goblet of Fire
- Harry Potter and the Order of the Phoenix
- Hellboy 2
- Independence Day (1996)
- Iron Man (2008)
- Journey to the Center of the Earth
- King Kong (2005)
- Lost
- Mr. & Mrs. Smith
- Noah (2014)
- Pirates of the Caribbean: Dead Man's Chest
- Prince of Persia: The Sands of Time (filme)
- Prometheus (2012 filme)
- Resident Evil: Apocalypse
- Saw 3D
- Spider-Man 3
- Superman Returns
- Terminator Salvation
- The Chronicles of Narnia: The Voyage of the Dawn Treader
- The Day After Tomorrow
- The Matrix Reloaded
- The Matrix Revolutions
- The Social Network
- Thor (filme)
- Titanic (1997)

Estes são alguns, entre muitos outros, que fazem parte do grandioso Hall de projetos onde o Fusion teve participação, o programa tem mais de 20 anos de existência e de mercado e é uma plataforma profissional consolidada no ramo de efeitos especiais. A maior parte dos filmes não é finalizada com apenas um programa, então é bom deixar claro que sumariamente, os filmes não usaram "apenas" o Fusion, mas, ele também.

Black Magic Fusion


Download e instalação


Como eu comentei, o Fusion tem uma versão grátis e uma paga, nós vamos aprender a instalar a versão grátis, se você precisar da versão paga o valor da licença é de 995 dólares. Vamos para a instalação?

1 - Acesse o site da Black Magic. Clique no botão de download.

2 - Escolha a plataforma.

Black Magic Fusion

3 - Informe os seus dados para poder fazer o download.

Black Magic Fusion

Depois de completar os dados, clique do botão "Register & Download"

4 - Você vai baixar um arquivo compactado, basta extrair e dentro dele você vai encontrar um arquivo .run, basta dar dois cliques nele e o processo de instalação vai começar com um instalador no estilo Next>>Next>>Finish.

Black Magic Fusion

Black Magic Fusion

Black Magic Fusion

Black Magic Fusion

Black Magic Fusion

Black Magic Fusion

Depois de concluir o processo de instalação, você vai encontrar o programa no menu do seu computador, assim como um atalho para desinstalar o programa também.

Agora é só fazer as suas criações cinematográficas, ganhar muito dinheiro e vir aqui dizer "obrigado" pela gente ter te mostrado esse programa fantástico! 😀😁

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

KXStudio - Distro Linux para produção multimídia com interface KDE

Existem distros Linux para diversas finalidades, existem algumas bem conhecidas para trabalhar com multimídia e design, como o Ubuntu Studio, mas é a primeira vez que eu vejo uma que usa KDE como interface gráfica, conheça o KXStudio.

KXStudio Linux




O KXStudio é uma distribuição Linux voltada para o público de produção multimídia, especialmente áudio, o sistema é baseado no Ubuntu 14.04 LTS e tem o mesmo tempo de suporte. Diferente do Ubuntu Studio que usa a interface XFCE, o KXStudio usa a interface KDE 4 (por conta da derivação do Ubuntu 14.04 LTS).

Assim como o Ubuntu Studio, o KXStudio também usa um Kernel de baixa latência, importante para quem trabalha com áudio.

KXStudio Linux

A distro vem com vários pacotes voltados para a produção e design pré-instalados, você encontra mais informações sobre quais são estes pacotes e também encontra o repositório da distro, o qual pode ser utilizado em outras distros baseadas no Ubuntu e no Debian, diretamente no site oficial.

KXStudio

Um dos programas mais interessantes que eu encontrei no sistema é o chamado "Claudia Launcher", ele é um programa que reúne os vários programas para trabalhar com áudio que o KXStudio traz consigo e permite que você lance os programas à partir dele, ele também te ajuda a verificar quais as características estão disponíveis para o programa, como o suporte ao Jack para áudio e a presença ou não de plugins.

A instalação do sistema é igual a do Kubuntu, você pode fazer o download da iso (1,5 GB) diretamente do site oficia, na mesma página você também poderá baixar os programas que fazem parte do sistema individualmente:
Acho que vale o teste, não é mesmo?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Dos 100 games mais vendidos em 2016 na Steam, 40 rodam no Linux

Ainda estamos longe do cenário ideal para os gamers de Linux, mas já existe uma boa quantidade de games para a plataforma sendo lançados, somente no ano passado foram mais de 1000 títulos, muitos games indie e alguns triplo A, mas chama a atenção que 40% dos games mais vendidos da Steam em 2016 já estão disponíveis na plataforma.

Os games mais vendidos da Steam em 2016




Dependendo do seu estilo de jogo, o Linux já pode ser considerado uma plataforma para você jogar sem precisar piratear o sistema operacional, ou pagar uma licença por ele. De fato, quase metade dos 100 games mais vendidos na Steam em 2016 já rodam no "sistema do pinguim", para ser mais exato, 40.

É verdade também que muitos títulos importantes e consagrados ainda não possuem versão para o sistema, caso de The Witcher 3, GTA V e  Fallout 4, que pesam contra com muita força, mas outros títulos importantes também saíra para a plataforma, como Deus Ex: Mankind Divided, Dying Light e o popular CS:GO, além de vários outros títulos importantes, mas menos expressivos  com relação ao nome, como Rocket League, Dota 2, XCOM2, Ark: Survival Evolved, Pay Day 2, Life is Strange, etc. que também já rodam no Linux.



- Nós fizemos uma lista com os 14 principais lançamentos de 2016 para Linux, você pode conferir aqui.

O Windows é a plataforma que recebe praticamente todos os lançamentos de games para computador, mas é bom ver o Linux crescendo aos poucos, o macOS não teve tantos produtos a mais na lista de mais vendidos, enquanto o Linux teve 41 itens, o sistema da Apple teve 46 (isso inclui o Steam controller), sendo que a Steam está a mais tempo no macOS do que no Linux,  ainda que não tanto tempo, talvez essa comparação seja mais justa.

Quanto mais games  multiplataforma saírem, melhor para nós, gamers. Não vamos ficar presos a uma plataforma específica e vamos poder ter, além de um bom sistema para jogar gratuitamente e legalmente, um sistema operacional mais seguro e personalizável, e ainda incentivar a concorrência entre plataformas para que existam diferenciais, ou seja, todos tem a ganhar.

Você pode conferir a lista completa dos 100 games e comprá-los também neste endereço da Steam.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Linux não consegue rodar nos novos modelos de Macbook Pro da Apple

Achei a informação curiosa, logo o Linux que é conhecido por rodar em "tudo que é hardware", desde supercomputadores até um "texugo morto" não consegue rodar no novo computador da Apple, saiba mais: 

Apple Macbook




Parece que o novo Macbook Pro da Apple não permite que o Linux rode normalmente no equipamento, ou o Linux que ainda não tem essa capacidade, não dá para dizer exatamente o motivo, mas é fato que se você comprou um destes e pretendia trabalhar com Linux nele, como muitos desenvolvedores fazem, você terá problemas.

Um usuário do Reddit deu um verdadeiro depoimento comentando o seu descontentamento com o novo Macbook por não poder instalar Linux nele:

Macbook Pro não roda Linux - Reddit

Segundo o relato (que você pode ler logo acima), a construção de hardware do Macbook Pro de 2016 acaba por limitar a sua utilização com Linux. O engraçado, é que o novo Macbook me parece ser muito bom como um computador (desconsiderando o preço, obviamente), e se você quiser utilizar o Windows, vai conseguir sem problemas, graças ao Boot Camp.

Mas mesmo que eu ache ele um bom computador, ele também tem alguns defeitos, curiosamente, pesquisando sobre o novo Macbook eu acabei me deparando com este vídeo, nele o YouTuber, Snazzy, demonstra algumas de suas principais queixas quanto ao novo Notebook da Apple, que parece que não conseguiu agradar completamente nem mesmo seus usuários de longa data:


A maior parte dos problemas se deve ao suporte para trabalhar com um hardware configurado de forma específica, o que não chega a ser novidade, praticamente todos os Macbooks passaram por uma fase como essa e mais ou menos tempo o Linux vai acabar sendo compatível.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

VariCAD - Trabalhe com CAD no Windows e no Linux

Hoje em dia existem muitas opções interessantes para se trabalhar com CAD no Linux, o DraftSight talvez seja um dos melhores exemplos, juntamente com o BricsCAD, mas caso nenhum deles tenha te satisfeito, vamos conhecer agora o VariCAD.

VariCAD Linux




O VariCAD é um software proprietário que permite trabalhar com arquivos DWG, criando projetos em 2D e 3D, o que pode ser muito interessante para os profissionais da área. O VariCAD é um programa pago, porém, ele possui uma variação, existe o VariCAD Viewer que é grátis e que, como o nome sugere, permite que você apenas visualize os arquivos, e a versão completa com o editor que custa cerca de 120 reais.

VariCAD Windows

VariCAD no Ubuntu

Para fazer o download do VariCAD em sua versão de testes ou comprar, basta acessar o site oficial, nele você encontra pacotes em .deb e .rpm, além da versão para Windows.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Teste comparativo entre navegadores no Linux

Firefox, Google Chrome, Vivaldi, Opera; são tantas opções! Qual será que é o melhor navegador para Linux? Para ajudar você a escolher os nossos parceiros do canal Oficina do Tux fizeram um teste comparativo de desempenho entre os browsers mais populares no mundo Linux, confira:

Qual o melhor browser?




No fim das contas eu acho que sempre vai depender da sua preferência, mas existem alguns testes que podemos fazer com os navegadores para ver qual deles tem mais desempenho em algumas características, como por exemplo, a capacidade de processar conteúdo em HTML5, tempo para abrir as páginas e também a velocidade ao navegar por elas. Confira o teste:


Qual é o seu browser favorito?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Stremio - Assista Netflix, PopCorn Time, YouTube e muitos outros em um lugar só!

O Stremio é uma das melhores aplicações de entretenimento que eu tive o prazer de conhecer e utilizar, ele é uma ferramenta completa que permite que você utilize vários serviços de streaming diferentes em apenas uma aplicação, tornando a sua "dura" tarefa de acompanhar as suas séries favoritas muito mais simples, sem precisar logar em um serviço e depois em outro, e depois em outro...

Stremio - Tudo o que você puder assistir




O lema do Stremio é "All you can watch" e a aplicação realmente entrega isso e ainda de forma multiplataforma, ou seja, você pode usar tanto no Linux, no Mac, quando no Windows e em breve ele terá versões para dispositivos móveis, Android e iOS.

Eu já havia feito um post sobre o Stremio há algum tempo, inclusive mostrando como rodá-lo.

Foi na mesma época em que o PopCorn Time, o popular aplicativo de streaming de vídeos pirata, estava enfrentando problemas. Na época eu sugeri o Stremio como uma alternativa interessante para substituí-lo, mas lendo os comentários eu acabei percebendo que muitas pessoas entenderam errado o propósito da aplicação, achando que ele também seria um aplicativo ilegal, o que não é verdade.

O que é o Stremio?

Stremio

O Stremio é uma aplicação que agrega serviços, incluindo para quem quiser, o uso do repositório do PopCorn Time através de Addons da comunidade que podem ser adicionados através deste endereço, mas além deste complemento, há diversos outros que permitem que você veja os filmes e séries da sua conta Netflix, iTunes, Amazon, Vodo, YouTube, Twitch TV, EPix, Hulu e muito mais, tudo de forma legalizada, e a cada dia mais complementos são feitos para o programa. 

Quando não há transmissão para o filme que você quer ver, o Stremio te leva para um site adequado para comprar ingressos para o cinema, como na imagem acima.

Videos de múltiplas fontes Stremio


A grande vantagem do Stremio


Para mim a grande vantagem é realmente eu não precisar sair de um programa ou site para outro para assistir o que eu quiser. Mas além disso, o Stremio tem outras características técnicas interessantes.

Diolinux no Stremio
Canal do blog Diolinux no Stremio

Dentre os principais recursos do Stremio podemos destacar:

1) Um grande catálogo de filmes e séries para se assistir com suporte a legendas do Open Subtitle;

2) O Stremio fornece recomendações para filmes, séries e canais com base no seu gosto pessoal;

3) Ele também possui uma variedade grande de conteúdo que vai agradar a qualquer gosto e idade, desde de quem gosta de ver lives de gameplays, até filmes e séries completas, incluindo conteúdo independente através de plugins como o VODO.

Existem alguns canais de TV que funcionam no Stremio também e você sempre pode adicionar mais coisas através de Addons, se você quiser ver Game Of Thrones, o YouTube, canais de TV, futebol, etc, certamente é uma alternativa interessante. Parecido com o Kodi neste tanto, mas com uma interface melhorada na minha opinião.

4) O Stremio também fornece notificações para novos episódios de séries e de novos vídeos no YouTube que você adicionou à sua biblioteca pessoal, assim você não perde nada;

5) Umas das coisas que eu mais gosto é encontrar conteúdos novos através das pesquisas, jogando uma palavra chave e explorando categorias diferentes, muitas vezes você encontra filmes B ou semi-amadores que são muito interessantes

Stremio canais de TV


Todo o  conteúdo em Stremio vem de add-ons (oficiais e da comunidade) e por conta disso pode ser, teoricamente, estendido infinitamente. Ele certamente é o meu aplicativo de entretenimento favorito, uso há mais de um ano e achava justo explicar melhor como ele funciona, em breve vou fazer um vídeo para mostrar ele melhor para vocês no nosso canal.

Ahh! Eu estava esquecendo de uma coisa bacana! O Stremio também pode servir como um player para arquivos locais, basta você arrastar eles para o aplicativo, ele automaticamente vai permitir a reprodução, além disso você pode transmitir os vídeos do Stremio diretamente para o seu Chromecast. Me diz se ele não é chique? :D

Como baixar o Stremio para o seu computador?


Como eu havia comentando anteriormente, o Stremio ainda não possui App para dispositivos móveis, ainda que pelo que estou sabendo ele vá ser lançado em breve, mas em contrapartida, ele funciona em Linux, Mac e Windows.

Independente da plataforma que você utilize, basta acessar o site strem.io e fazer o download, ou se preferir, clique no botão abaixo:

Depois de baixado, basta extrair o conteúdo do arquivo e dar dois cliques no executável, no caso do Linux, basta dar dois cliques no arquivo Stremio-runtime.

Stremio no Ubuntu

No Ubuntu, além de abrir a aplicação, o Stremio cria um indicador perto do relógio, por ele você consegue abrir a aplicação e esconder ela no tray também.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Bug com 5 anos de existência é descoberto no Kernel Linux, atualize seu sistema!


Um novo bug no Kernel Linux foi descoberto por um pesquisador chamado Philip Pettersson, ele conseguiu criar um exploit para ganhar o acesso root no Shell do Linux explorando uma falha no código do programa.


Kernel Linux bug




Segundo as informações, este bug existe no Kernel Linux há 5 anos sem que tivesse sido explorado até então, ele afeta praticamente todas as distros Linux, incluindo Ubuntu e Red Hat.

Esta vulnerabilidade do kernel Linux ( CVE-2016-8655 ) que remonta a 2011 foi divulgada nesta semana, ela pode permitir que um usuário local não privilegiado possa acessar como root através da exploração de uma condição da implementação do af_packet no kernel do Linux.

Philip Pettersson, o pesquisador que descobriu a falha, foi capaz de criar um exploit para ter acesso root em um Ubuntu 16.04 LTS (Kernel 4.4), você pode ler o log do bug detalhadamente nesta página.

O Kernel 4.9, que foi lançado recentemente, já está saindo com este bug corrigido, para outras distros que usam versões diferentes, como o próprio Ubuntu com Kernel 4.4 LTS, vale a pena manter o sistema atualizado, pois a Canonical corrigiu o problema através de patches de segurança também.

Independente da distribuição que você use, vale a pena sempre manter o sistema atualizado, assim você evita problemas.

OBS: Curioso que sempre junto com a notícia do bug vem a notícia da correção dele, não é? 

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Roma aposta em open source para ter tecnologia independente

A capital italiana decidiu que à partir de agora será adotado somente software Open Source pelos órgãos públicos da cidade. Essa medida coloca Roma como referência para os outros estados quanto ao uso desse tipo de software e deve influenciar em decisões futuras.

Roma é Open Source






Essa medida está sendo adotada para as novas máquinas que serão utilizadas pelo governo, assim como já está se pensando na possível troca do software proprietário em máquinas que ainda estão em uso. 
Leia também: Banco do Brasil economiza 50 milhões com Software Livre
A partir dessas trocas, o governo começará a calcular quais foram os benefícios econômicos com essa mudança, e os resultados possivelmente irão incentivar a adoção dessa mudança por outros estados e grandes empresas. O objetivo, no entanto, apesar de visar também a economia, é deter a própria tecnologia, não dependendo assim de terceiros para manter os recursos que Roma necessita.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.