Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador acer. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador acer. Mostrar todas as postagens

Deepin - Distros Linux da China e como elas podem se dar bem no ocidente

Nenhum comentário

quinta-feira, 16 de março de 2017

O mercado chinês é diferente, não há contestação. Ele é diferente para os consumidores, ele é diferente para os empreendedores, para empresas que queiram disponibilizar os seus serviços por lá, é, a China é diferente! Vamos conversar um pouco sobre a "forma chinesa" para criar soluções na tecnologia, especialmente desktop, especialmente baseados em Linux.

Tecnologia Chinesa




Não há como negar que a rigidez política para produtos e empresas estrangeiras, especialmente dos Estados Unidos, acaba por gerar um mercado diferente dentro da China. Empresas como Apple, Microsoft, Google, Facebook e tantos outros gigantes da tecnologia não são impedidos de operar no país, mas uma série de leis e burocracias faz com que a sua operação seja muito mais complicada e sumariamente desestimulada e limitada.

Isso em parte vem da vontade do Governo Chinês de ser independente tecnologicamente, não posso culpa-los por isso, acho até que há um aspecto positivo no meio dos abusos cometidos para que isso ocorra, o grande problema é realmente o motivo pelo qual a China quer deter a sua tecnologia. Mas com a minha intenção não é falar de política e de como o Governo chinês age por lá, então, deixamos isso para outra oportunidade.

O engraçado é que apesar de "não ir com a cara" das empresas do ocidente, fica muito claro ao observar os produtos de fabricação chinesa o quanto eles são inspirados em soluções da Apple, da Microsoft e da Google, claro, com a sua própria pegada.

Apesar da China não ter tanto interesse em importar tecnologia, o contrário não é verdadeiro, muitas empresas gigantes de tecnologia produzem seus componentes lá, especialmente pelo baixo custo que isso gera e também por conta dos grandes centros de tecnologia, além disso, empresas Chinesas como a Xiaomi, Alibaba, Baidu, Huawai, Lenovo, Asus, Acer, etc, marcaram o seu nome do mercado ocidental (para o bem ou para mal) de forma irreversível, tornando-se multinacionais de sucesso. Influenciando também as produtoras de tecnologia do ocidente a ponto de ficar difícil de dizer "quem copia quem" hoje em dia.

Ainda assim, mesmo para as empresas chinesas, apresentar soluções para o público chinês e para o público ocidental é diferente, os produtos tem características, especialmente visuais eu diria, diferentes, e principalmente me parece valer uma regra: "Não precisa revolucionar se for bom, o objetivo não é reinventar a roda, é polir ela e dar aos consumidores o que eles querem."

Aí que entram as distros Linux da China


O próprio governo chinês possui uma distribuição oficial com leves inspirações nas versões mais antigas do macOS da Apple, isso falando visualmente, contudo, ainda que ela seja a "distro oficial do país", estatísticas mostram que tirando órgãos que são controlados diretamente pelo governo, são poucos os usuários que aderiram a ele.

Sabemos que o governo chinês tem um forma muita abrupta de dizer para as pessoas o que elas podem ou não acessar e há vários relatos de que há um monitoramento constante, por isso, sistemas de código aberto, onde é possível observar à partir do código fonte se existem backdoors deixados propositalmente fazem sucesso, especialmente do público especializado ainda que boa parte dos usuários chineses continuem utilizando Windows XP. O rastreamento pode ocorrer de diversas formas diferentes e não precisa estar atrelado ao sistema operacional, mas digamos que seja uma preocupação a menos, caso você possa ver o código.

Além do Linux ser um atrativo, outra característica que as distros chinesas tem são as suas interfaces que agregaram valores de vários sistemas diferentes, sendo eles proprietários ou não, dois ótimos exemplos que podemos comentar são o Ubuntu Kylin com a sua UKUI, lembrando a usabilidade do Windows, e o Deepin, que tem uma interface "que morfa" (igual os Power Rangers), e pode lembrar tanto o macOS, quanto o Windows.



O interessante das distribuições da China, é que você pode até dizer que falta originalidade em algumas coisas, mas se tem uma coisa que elas fazem bem é solucionar problemas. Querendo ou não, a "falta de medo" de criar ou reimaginar algo que já existe acaba lapidando os conceitos à cerca da experiência de usuário.

O Deepin é um ótimo exemplo: 

"- Será que os usuários preferem um visual Windows ou macOS, ou algo completamente diferente?" 
" - Não sei, coloca os dois!"

Você pode observar o comportamento de resolução de problemas sem medo de mudar do Deepin em vários aspectos ao longo da vida da distro, ela já teve várias interfaces diferentes até decidir criar uma própria, já foi baseada no Ubuntu, hoje é no Debian, já teve lançamentos periódicos, hoje é Rolling Release, já usou ícones extremamente coloridos (muito populares na China), hoje dá a opção de ícones flat também, seguindo um design mais "tradicional" dos dias atuais.

Os usuários querem programas de forma fácil?

Que tal pegar todos os pacotes e colocar tudo em um repositório só? Feito. O Repositório do Deepin é tão rico de aplicações úteis como o AUR do Arch e os PPAs do Ubuntu juntos e ainda é compatível com pacotes .deb, tudo isso em uma interface onde você simplesmente tem que clicar, nada mais.

Realmente, eles não tem vergonha de repetir e reimaginar o que já deu certo, o resultado disso é uma empresa crescente na China e um sistema que começa a chamar atenção fora dela.

Longe do Deepin ser perfeito ou o ideal para você, ou mesmo o Ubuntu Kylin, mas o que chama a atenção é que a produção de tecnologia chinesa já está a sua volta e talvez você ainda não tenha percebido, computadores e componentes da Asus, Acer, Lenovo? Todos chineses.

A postura das distribuições da China de atender ao público sem se preocupar com o "olha, eles estão copiando isso ou aquilo", acaba por trazer (talvez) exatamente o que o público (ou a maior parte dele) deseja, facilidade e beleza. O que dizer do WPS Office?

Acho cedo ainda pra dizer que o Deepin é A DISTRO para desktop, mas eles estão no caminho e vale a pena ficar de olho.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Acer lança PC All-In-One com Android

Nenhum comentário

sábado, 1 de junho de 2013

O Android agora está sendo usado em PCs!

Nesta semana a Acer, uma das empresas que mais vende notebooks no mundo, surpreendeu ao anunciar o seu novo PC All-In-One, o chamado  AIO DA220HQL, traz o como sistema operativo padrão o sistema operacional móvel da Google, o Android.
Dentre tantas opções como o Windows 8, Ubuntu ou outro distribuição Linux, a Acer apostou no Android x86 modificado para o seu Hardware para se ter uma experiência totalmente nova no dispositivo, que não é nada modesto.

Acer-Android-PC


Ele conta com tela multi-touch e resolução Full HD de 21,5 polegadas de 1920x1080 , processador Intel Core i5 4430 3GHz quadcore com 6MB de cache e a nova GPU integrada HD 4600 com 1 ou 2 GB de memória RAM DDR3 e um SSD de 8 GB ou 16GB.
Ele deve ser vendido na Europa por 400 Euros, cerca de 1100 reais, não uma das opções mais baratas do mercado mas é uma das mais interessantes com toda a certeza, já que mesmo que você não queira usar o Android é possível instalar uma outra distribuição Linux.
O Android está chegando aos PCs!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Acer perde a paciência com surface e mete bronca na Microsoft

2 comentários

quarta-feira, 22 de agosto de 2012


Tenho quase certeza de que previ algo do gênero quando falou do Surface, o tablet tudo-ou-nada da Microsoft. Só não previ que seria tão pé-na-porta, tão dedo na cara, tão “ensaboa mulata, ensaboa” quando a atitude de JT Wang, CEO da Acer.
Steve Ballmer demonstrando o Surface
Que os parceiros de hardware não iriam gostar da Microsoft ingressar no mercado de tablets, era favas contadas. Que iriam ODIAR, pois o Surface mais caro é um matador de netbooks, também era óbvio, mas o japa pegou pesado.
“Nós avisamos à Microsoft para pensar bem. Pensar duas vezes. [lançar tablets] vai criar um grande impacto negativo no ecossistema, e outras marcas podem ter uma reação negativa”

Ele ainda alertou que o compromisso das marcas com a plataforma Windows/Microsoft pode ser afetado, e ainda jogou na cara:
“[hardware] não é algo em que vocês sejam bons, então pensem duas vezes”
Isso pra mim soa como ameaça, pura e simples. Só que há alguns problemas:
Primeiro, a Microsoft está numa posição invejável. Pode perfeitamente cancelar o Windows 8 e vender o Windows 7 por mais 5 anos, sem suar a camisa. Duvida? Veja o sistema operacional que a NASA usa para missões não-críticas:
Segundo, esse mimimi dos fabricantes não se aplica. O Mercado de tablets Windows 8 simplesmente ainda não existe. Todo mundo vai começar em igualdade de condições. O que a Microsoft não quer é repetir o fiasco do Windows Phone, onde até se aliar à Nokia vivia à sombra dos fabricantes, que praticam facadas nas costas como a saída da HTC do Brasil.
Em terceiro mas não menos importante, ameaçar abandonar o Windows é a atitude mais vazia possível. Vão fazer o quê? Instalar Linux? Vão mesmo arriscar devolução em massa de equipamentos? E as vendas corporativas?
Os fabricantes tiveram anos para fazer um tablet Android competitivo, e só a Samsung chegou perto. A Microsoft percebeu que não pode ficar a mercê de gente que quer vender um iSdruvs da vida por US$150,00 e abandonar o cliente.
Quer competir? Mostre serviço. Ficar nesse mimimi deixa-que-eu-deixo, não dá mais. Lancem um pucta tablet, vendendo 10x mais que o Surface, e garanto que a Microsoft ficará feliz.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Confira:
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo