Home » canal-diolinux-youtube

Conheça o Linux Mint com interface XFCE

O Linux Mint possui quatro versões com interfaces diferentes oficialmente suportadas, hoje você vai conhecer um pouco melhor a versão com interface XFCE, uma versão leve, que assim como a versão MATE do Mint, pode ser utilizada em computadores com recursos mais limitados.

Linux Mint XFCE




O Linux Mint XFCE possui um conceito visual, e até mesmo de desktop no que tange as aplicações disponíveis pré-instaladas, que rementem às outras versões do Linux Mint, como as principais, com Cinnamon e MATE.



Para os interessados em testar esta versão específica do Mint, basta acessar o site oficial e selecionar a opção com a interface XFCE. Baixe o sistema preferencialmente por torrent.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 15 de maio de 2017

Produção de áudio profissional com Linux - DioCast #25

Um novo episódio do DioCast está disponível pra você ouvir e aprender mais sobre produção de áudio profissional com Linux, neste episódio tivemos a presença do Tiago Salem, Tião Sound e Rick Capellano, comigo, Dionatan de host, os convidados compartilharam as suas experiências e deram várias dicas para quem quer trabalhar na área.

Produção de áudio Linux Profissional



Tem um certo mito que ocorre por aí que diz que quando se fala em produção de "artes", em geral, gráficas, audiovisuais, etc, o Linux não seria uma opção viável, eu sempre digo que basta encontrar pessoas que trabalhem com o sistema para provar que esta não é uma afirmação verdadeira, pois se fosse, essas pessoas simplesmente não existiriam.

No caso de design gráfico, nós já tivemos mais de um episódio do DioCast falando sobre o assunto, mas ainda estava faltando o áudio, pelo menos até agora. O episódio ficou muito bacana, descontraído e informativo, então sem mais delongas, vamos ao episódio, os links comentados durante o vídeo estão logo abaixo, e claro, apesar de ser um vídeo, você pode simplesmente ouvir e deixar rolando em uma aba enquanto faz outra coisa, o conteúdo é feito para ser consumido desta forma mesmo.



Confira os links do episódio:

@LLAB_Gnu – Telegram do Laboratório Linux Audio Brasil

https://www.youtube.com/channel/UCoKi... – LLAB Canal

lsp.plug.in – lsp plugins

bandshed.net – av linux 2017

https://ubuntustudio.org – ubuntu studio

https://lmms.io -LMMS

openavproduction.com- open av plugins

http://www.alsa-project.org/main/inde...
interfaces compativeis

https://qtractor.sourceforge.io – QTRACTOR

calf-studio-gear.org – CALF PLUGINGS

http://www.rosegardenmusic.com/

https://ardour.org/

https://twitter.com/tiagosh

http://tiagosalem.com.br

Banda do Tiago:

http://cadillacnroll.com.br/

https://www.facebook.com/cadillacnroll/

Canal do Rick: https://goo.gl/pkmJ7X

Apoio: http://www.2rsolti.com.br/

Conheça os nossos cursos: http://ead.diolinux.com.br

Acesse a nossa loja: http://www.diostore.com.br

Seja nosso Padrinho: https://www.padrim.com.br/Diolinux

Anuncie no Diolinux: http://goo.gl/BWsafD

- Acesse o site: http://www.diolinux.com.br
- Facebook: http://www.facebook.com/blogdiolinux
- Twitter: http://www.twitter.com/blogdiolinux
- Google Plus: https://plus.google.com/+DiolinuxBr/
- Android App: https://goo.gl/CLPvlC
- Assine o nosso Feed:http://goo.gl/w6418F
- Diolinux na Google Play Banca: http://goo.gl/qCJQqr
Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 8 de maio de 2017

Testando distribuições Linux pelo VirtualBox

Um dos pedidos mais recorrentes nos contatos do blog é algum material sobre a utilização do VirtualBox para testar distribuições Linux, afinal, são tantas opções e você pode "perder" muito tempo até ver como todas, ou boa parte, são em seus aspectos visuais e funcionais. Para este tipo de teste o VirtualBox é excelente.

VirtualBox - Testando distros Linux




O VirtualBox é um software desenvolvido e mantido atualmente pela Oracle, sendo que seu core é licenciado sob licença GNUv2, o que faz dele um software livre, entretanto, existem extensões para implementar funções, como reconhecimento de UBSs independentes do host e drivers pela melhorar o desempenho de vídeo que são obtidos facilmente através do próprio programa ou do site oficial e são de código proprietário.

VirtualBox

O funcionamento do VirtualBox é muito simples, qualquer pessoa consegue utilizar, basta prestar um pouco de atenção nas opções e especialmente ler as instruções que são todas descritas a cada etapa do processo. Preparei um vídeo especial para mostrar como eu utilizo a ferramenta para testar distribuições Linux.



Eu recomendo muito o VirtualBox para os meus alunos praticarem formatação, tanto de Linux, quanto de Windows, é uma ótima forma de repetir o processo e testar as coisas sem colocar em risco a integridade do seu computador ou sistema operacional real.

Dica adicional: Alguns sistemas operacionais vão rodar muito melhor se você ativar os "Adicionais para convidados" do VirtualBox, confira o vídeo:


Agora você já sabe o básico para fazer testes em sistemas operacionais, divirta-se testando as distros Linux ou outros sistemas operacionais.

Até próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 4 de maio de 2017

ROSA Linux - Conheça um sistema operacional da Rússia!

O ROSA Linux é uma distribuição Linux criada em território Russo, ele foi originado do antigo e descontinuado Mandriva, uma distribuição que teve uma importância muito grande para o mercado consumidor.

Rosa Linux




O mercado russo tem várias peculiaridades e busca suas próprias soluções, assim como o mercado chinês, como eu comentei neste post, que são também muito interessantes e diversas.

O mercado de tecnologia gira muito em torno das gigantes norte-americanas, mas as vezes esquecemos que em outros lugares do mundo também existem pessoas, empresas e comunidades com objetivos semelhantes e soluções igualmente interessantes, claro, sem desmerecer qualquer uma delas, não faz mal olharmos o "outro lado" de vez em quando.

Como eu gosto de testar sistemas operacionais, resolvi dar uma pesquisada sobre sistemas que são utilizados na Rússia, além do Windows que todos já conhecem. Um dos sistemas populares por lá é o ROSA Linux, do RosaLab, uma empresa que tem foco em atender empresas com soluções de código aberto.

Confira o vídeo onde eu mostrei o sistema operacional:




Como comentei no vídeo, o ROSA Linux é uma distro que nasceu de um fork do Mandriva, que por sua vez, veio da junção das antigas distribuições Mandrake e Conectiva, empresa brasileira, ou seja, existem alguns resquícios de DNA tupiniquim nela.

Se você quiser fazer o download e testar o sistema também, basta acessar este endereço.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 17 de abril de 2017

Vulkan aumenta até em 30 FPS Mad Max para Linux se comparado com OpenGL

Ainda é cedo para afirmarmos até onde o Vulkan pode ir, até porque ainda não existem games desenvolvidos diretamente com ele, e sinceramente, ele parece também não estar completamente pronto para o mercado, ainda assim, é bom observar o que ele já é capaz de fazer e cá entre nós, os resultados são animadores.

Vulkan API vs OpenGL Diolinux




Recentemente a Feral Interactive, a principal empresa responsável em fazer portes de games originalmente desenvolvidos para Windows para Linux e Mac, divulgou em sua página no Facebook que havia desenvolvido um patch para o Game Mad Max que permitia que ele fosse rodado com a API Vulkan no lugar no OpenGL no Linux.

Utilizando este tutorial eu pude fazer um teste comparativo entre o OpenGL e o Vulkan no Ubuntu 16.04.2 LTS com a placa GTX 1060 de 3GB.



Resumo do Hardware utilizado no teste:

- i5 3330 
- GTX 1060 3GB
- 8GB RAM 1600 DDR3
- Monitor 1080p 60Hz
- Driver Nvidia 375.39

Pelo que pude perceber, o game obteve melhor desempenho em placas da linha 1000 da Nvidia, em modelos anteriores o ganho não é tão perceptível, o que mais uma vez reafirma o ponto de que o Vulkan é uma tecnologia para o futuro. Tendo como baseada a GTX 1060 demonstrada no vídeo e o ganha obtido, podemos ter uma noção de como a API gráfica pode fazer diferença.

Se você tem o game na sua Steam e fez também o teste, compartilhe conosco os seus resultados através dos comentários do blog, informe o seu hardware e a versão do drivers utilizado, além é claro, o resultado obtido.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sábado, 8 de abril de 2017

De onde vem o sucesso do Linux?

O Kernel Linux é um dos maiores, se não o maior, projeto de código aberto da história, sendo o Kernel o centro de sistemas operacionais que acompanham diversas tecnologias, não só computadores comuns e servidores. Mas de onde vem o sucesso do Linux?

Por que Linux é um sucesso?




Os fatores que envolvem a evolução e o sucesso do Linux são diversos, o nosso editor Gabriel da Costa elaborou um vídeo para te explicar um pouco deste assunto.


A que você atribui o sucesso do Linux?

Aproveitando, quero incluir outra reflexão aqui pra você:


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 28 de março de 2017

KDE Neon - Vale a pena?

Se você gosta do KDE, do Ubuntu e de sistemas minimalistas, o KDE Neon é uma pedida! Hoje você vai conhecer um pouco mais a distribuição oficial do projeto KDE.

KDE Plasma Neon




Acho interessante falar sobre o Neon, ele é uma iniciativa do KDE para demonstrar a tecnologia produzida pela comunidade, usando como base sempre uma LTS do Ubuntu, o KDE Neon foge um pouco a regra das LTS, que normalmente são mais conservadoras, ainda que seja baseada em um LTS do Ubuntu, atualmente na 16.04, o projeto sempre traz o que há de mais recente no Plasma e nas aplicações KDE.

Confira a nossa review do KDE Neon.



Uma coisa que eu acho importante que você entenda, é que o apesar de existir uma versão destinada a usuário domésticos, o foco principal do Neon é demonstrar tecnologia, isso acarreta algumas coisas no sistema.

Por conta da ideia por trás do Neon, o sistema é incrivelmente enxuto em aplicações, trazendo somente coisas que são apoiadas pelo projeto KDE, logo, até o momento, ele abre não de algumas comodidades, como gestores de drivers e repositórios, por elas não fazerem parte do projeto KDE.

Recursos do tipo só vão fazer parte do sistema quando o próprio projeto KDE fornecer uma ferramenta do tipo, assim como a preocupação com as estabilidade não é tão grande quanto a preocupação com trazer o que há de mais recente no Plasmas e suas aplicações, no entanto, apesar desta premissa, o Neon se mostrou razoavelmente estável para usuários comuns.

Quem não espera nada além de um sistema para ouvir músicas, ver vídeos e acessar a internet conseguirá usar o Neon sem conhecimento técnico, quem quer extrair um pouco mais dele vai ter que ir para  a linha de comando para algumas coisas, mas no geral ele é uma boa opção que vale a sua atenção e o seu teste.

Para baixar o sistema para testar, acesse o site oficial.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 15 de março de 2017

E-book com 10 Dicas para editar vídeos melhor, GRÁTIS!

Se você acompanha o canal do blog no YouTube talvez tenha visto que eu publicou um vídeo há algum tempo sobre um e-book de minha autoria para te ajudar a editar melhor, ele é ideal para quem está começando no ramo e dedicado especialmente para criadores de conteúdo do YouTube.

10 Dicas para editar melhor




Apesar de eu ter comentado na obra sobre o editor de vídeos Kdenlive, as dicas servem para qualquer software que você utilize, seja ele grátis ou não, isso porque as informações contidas no e-book falam especificamente de técnicas de edição, tornando seu uso bem genérico.

Veja o vídeo:



A ideia essencial por trás do e-book é te trazer algumas dicas que eu considero úteis para quem não está habituado com a produção de vídeos, são coisas que eu aprendi ao longo do tempo, errando muito e que acredito que se alguém tivesse me contado quando eu comecei, o meu caminho teria sido muito mais fácil.

Como eu já tinha lançado o e-book há algum tempo, mas ainda não tinha publicado nada à respeito aqui no blog, eu gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer os mais de 2 mil downloads da fonte oficial e também os feedbacks sobre ele, fiquei muito feliz em saber que ele foi útil para tantas pessoas.

O livro não tem custo algum e também não é necessário se cadastrar para baixá-lo, basta clicar no botão abaixo e você será redirecionado para a página de download.

Aproveite! :)
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 9 de março de 2017

Como criar uma unidade de disco criptografada no seu computador com o VeraCrypt

O VeraCrypt é um programa muito interessante para quem procura uma forma simples para criptografar os seus dados, sejam localmente no seu computador, ou até mesmo Pen drives e discos externos.

VeraCrypt




Ideal para armazenar arquivos confidenciais, como senhas, documentos e projetos sigilosos, o VeraCrypt está disponível gratuitamente para Windows, macOS e Linux.

Você encontra mais informações sobre o VeraCrypt no site oficial da aplicação. No site você também pode fazer o download da aplicação.

Instalando no Ubuntu e derivados de forma simples


Quem usa o Ubuntu, pode usar o Software Boutique para instalar O VeraCrypt com facilidade, ele adiciona automaticamente o repositório ao sistema e mantém o seu programa sempre atualizado.

Agora veja como ele funciona e um demonstrativo da instalação:



Agora você pode manter os seus arquivos seguros com uma ferramenta muito prática.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 6 de março de 2017

Como reparar o seu sistema sem ser V1D4L0K4!

No artigo de hoje vamos falar sobre algumas práticas que eu considero extremamente válidas para qualquer pessoa que se julga um usuário de computador médio ou avançado, se você for leigo, este é o trabalho do técnico e não seu, e francamente, não há nada de errado com isso.

Formata, formata, formata!



Há alguns anos atrás eu iniciava a minha carreira no ramo da tecnologia, como a maior parte das pessoas, eu iniciei minhas experiências com o computador pessoal com o Windows, especificamente com o XP, para ser mais exato. Podemos dizer que comparado a algumas pessoas que eu conheço, eu comecei até tarde.

Naquela época eu era o tipo mais básico de usuário de computador. Usava o Notebook para jogar GTA San Andreas, FIFA e Need For Speed: Carbon e não ia muito além disso, via algum filme, ouvia mp3 e fazia trabalhos para escola no Word.

Desde aquela época, customizar e configurar o computador era algo que me atraia. Eu não sabia formatar, não fazia ideia de como isso funcionava, então costumava ser receoso sobre o que exatamente mudar, pois, por conta de onde eu morava, se precisasse levar o computador para a assistência, além de caro, era um pouco distante, apenas na cidade vizinha tinha algum serviço do tipo disponível.

Essa pequena história reflete o início da minha vida com a informática e com a tecnologia de forma geral, tirando os consoles que eu tive contato mais cedo.

Quando você se torna o mestre das computarias


Tem uma fase da vida de toda pessoa que gosta de tecnologia em que ela começa a ler, estudar, ver vídeos, em suma, consumir conteúdo relacionado ao tema. Quando isso acontece, é mais do que natural que a confiança aumente para começar a fazer testes mais avançados no computador, testar programas e sistemas operacionais diferentes.

Houveram duas épocas em que cheguei a formatar o computador mais de um dúzia de vezes por dia.

Por vezes não era necessário, outras, eram puro treinamento. Esses momentos foram quando a Microsoft lançou o Windows 7, e eu passei do XP para ele e quando eu comecei a testar Linux com o Debian e com o Sabayon.

É exatamente sobre essa fase que eu quero conversar com você, dependendo da sua postura para resolver problemas, o seu aproveitamento pode ser muito melhor.

Formata que eu gosto!


Houve um momento em que eu estava aprendendo a formatar o computador, eu tinha um DVD de Windows e eu tinha um DVD do Sabayon Linux. Como eu não tinha acesso pleno à internet e francamente, mesmo que tivesse eu não sabia pesquisar, desconhecia até mesmo a existência da palavra "fórum", a maneira que eu encontrei de treinar formatação foi formatando o meu computador diariamente. Nessa época meu backup cabia em um pen drive, então, nunca foi problema.

Depois que formatar se tornou algo simples pra mim, eu deixei de formatar tantas vezes diariamente, porém, quando tinha um problema no computador eu não pensava duas vezes e formatava. Uma vez eu exclui as barras do KDE Plasma e como eu não sabia pôr elas de volta, eu formatei o computador para ter os recursos no sistema de novo.

Acho que você acabou de perceber o problema disso, não?

Independente do sistema operacional, formatar nem sempre é a solução. Pode resolver? Pode. Existem circunstâncias em que vai resolver? Sim, diversas. Mas se a sua intenção é aprofundar seus conhecimentos, formatar deve ser o seu último recurso, especialmente no Linux, onde praticamente tudo é "arrumável".



Seguidamente eu vejo pessoas com problemas que podem ser contornados de diversas formas e  outras pessoas sugerindo que mudar de sistema é a melhor solução. Isso é um equívoco tremendo!

As distribuições Linux em geral não tem tanta diferença assim entre elas e dependendo do problema, simplesmente trocar de sistema não servirá para nada e pior, eventualmente vai trazer mais dúvidas  e problemas para o usuário por se tratar de algo novo.

Dicas para resolver problemas e ainda tirar conhecimento das situações


Se a sua intenção é, além de ajudar a resolver o problema de alguém, trazer conhecimento para você e para a pessoa que você está tentando ajudar, considere identificar exatamente qual o causador do problema.

Sempre há um motivo específico!

- Ah! Meu Windows está dando tela azul!

- Ah! Meu Ubuntu está travando!

- Ah! Meu Fedora não instala um programa!

As respostas que eu costumo ver são mais ou menos assim:

- Esse (encaixe o sistema que preferir aqui) não funciona mesmo, é todo bugado. Melhor instalar o (encaixe o sistema que preferir aqui), eu uso há (encaixe o tempo que você usa o sistema) e nunca deu problema.

Eu já perdi as contas de contas vezes eu vi situações semelhantes a esta.

Identifique o problema, sempre há um agente causador.

Se você conseguir identificar o que causa o comportamento anômalo, além de acrescentar conhecimento para você ou para quem precisa de ajuda (ou ambos), você provavelmente conseguirá evitar que o problema ocorra novamente e dar uma solução eficaz e permanente.

Entenda que um mesmo sistema vai se comportar de forma diferente em computadores diferentes e quanto mais pessoas o utilizarem, mais sujeito a provações diferentes ele vai estar e problemas mais diversos tendem a aparecer. Qual sistema tem mais bugs? Um em que a cada 10 usuários, 3 tem problemas ou um que a cada 100 usuários, 20 tem problemas?

Não é porque você não teve problemas, que o mesmo vai se repetir com um terceiro, e não é porque você teve problemas, que os demais não vão ter. O nível de complexidade para estas coisas é muito alto para você achar que simplesmente trocar de sistema resolve qualquer parada.

Não seja radical, não formate por conta de qualquer problema (obviamente respeitando a urgência da ocasião), procure reparar o seu computador de uma forma mais específica, isso vai te tornar um usuário muito mais técnico. Se o problema é a interface, troque a interface, se o problema é o Kernel, troque o Kernel, se o problema é o Driver, troque o driver, se o problema for você... bom, estude um pouco mais, conhecimento nunca é demais, não é, não? 😀

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Conheça o Ubuntu Pack, um Ubuntu pronto para o uso!

Há uns 3 anos atrás eu lancei aqui no blog o chamado "Diolinux OS", uma customização do Ubuntu com vários programas pré-instalados, até mesmo codecs e drivers. Com o tempo o projeto que me tomava muito tempo acabou sendo abandonado, ainda que por basear-se na LTS de 2014 do Ubuntu, ainda tenha suporte até 2019.

Ubuntu Pack




O caso é que como o "Diolinux OS" acabou ficando para trás, muitos leitores me perguntaram se eu conhecia algum outro sistema com características simulares, e é aí que o Ubuntu Pack entra. 

Quem prefere criar a sua própria solução, ou o seu próprio "Ubuntu Pack" também pode fazer sem maiores problemas, basta usar uma ferramenta como o Systemback, que nós já ensinamos a usar.

O Ubuntu Pack é um projeto Ucraniano de uma empresa parceira da Canonical, modificado para atender as necessidades dos consumidores de lá, o que não quer dizer que o produto final não possa se encaixar nas suas necessidades, confira o nosso vídeo mostrando o sistema para você:



Existem versões do Ubuntu Pack para finalidades diferentes e com interfaces diferentes, incluindo a versão gamer e a educacional, que me chamou bastante atenção, visto que isto é uma carência para muitas escolas. Baixe o Ubuntu Pack aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Microsoft informa usuários que Windows 7 não é mais seguro

Sempre que uma notícia sobre segurança na tecnologia sai, ainda mais quando o cerne é a falta dela, as pessoas costumam se preocupar, algumas menos informadas até começam a conspirar e literalmente, entrar em pânico. Quando isso acontece com um dos sistemas operacionais que tem uma das maiores fatias de mercado desktop, certamente você deve prestar atenção, ainda que você não o utilize.

Run to The Hills Windows




A Microsoft publicou em seu blog oficial em alemão a recomendação incisiva de migração para o Windows 10, sobretudo para quem tem Windows 7, informando que, apesar do suporte do sistema estender-se até 2020, a arquitetura de segurança para qual ele foi projetada já é obsoleta, sendo que a solução é migrar para o novo Windows, "obviamente".

A notícia deixou muitas pessoas preocupadas, então eu fiz um vídeo para esclarecer melhor a situação e também mostrar as opções que você, que não deseja migrar para o Windows 10, tem.

Confira:



A urgência para a migração para o Windows 10 está muito mais na ânsia da Microsoft de querer uma maior base instalada em sua nova versão do Windows do que o fato do Windows 7 ser menos seguro, até porque, como consumidor, se o suporte será até 2020, ele deverá ser o mais seguro possível e receber atenção da empresa até lá, pelo menos é o que você deve cobrar, caso seja usuário.

Como comentei no vídeo, uma das piores coisas que pode acontecer com uma empresa, é ela ficar presa a uma tecnologia defasada. Tendo isso em mente, comece a procurar soluções que sejam multiplataforma preferencialmente, se possível de código aberto para facilitar a adaptação, caso seja preciso e por que não, se você não curtiu o Windows 10, comece a testar distribuições Linux, no vídeo eu deixei algumas sugestões de distros que podem atender as necessidades da maior parte das empresas.

Fique tranquilo, você ainda tem alguns anos para decidir, mas é bom ir testando as possibilidades e pensando no futuro.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

99 Vidas - Novo game brasileiro disponível para Linux

Está procurando um novo game para zerar nas férias? Que tal jogar o novo lançamento brasileiro na Steam, o beat em' up, 99 Vidas.

99 Vidas Gameplay




Eu gosto muito de apoiar o mercado nacional, acredito que precisamos valorizar mais os nossos profissionais. Tem muita gente que sonha em desenvolver games e acaba automaticamente pensando em sair do país para poder trabalhar de maneira plena, graças ao cenário atual do mercado, o que é uma pena.

Vamos mostrar aqui um game que sobreviveu (ou viveu) ao/no mercado brasileiro, o 99 Vidas, o game do podcast de mesmo nome.



Vamos incentivar a indústria brasileira, então diga pra gente que outro game nacional você gostaria de ver no canal? Qual você recomenda?

Quer trabalhar com desenvolvimento no Brasil?


Nos temos um episódio completo do DioCast com um dos maiores estúdios de desenvolvimento de games do Brasil, a Aquiris de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Confira aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Top 14 - Melhores games lançados para Linux em 2016

O ano de 2017  acabou de começar e muitas coisas bacanas estão para chegar no mundo dos games para Linux. O ano de 2016 foi um bom ano para quem gosta de jogar no Linux, vamos juntar os 14 títulos que foram lançados no ano passado e que nós achamos que merecem um maior destaque.

Top 14 Linux Games




Existem muitos títulos bons para Linux disponíveis atualmente, muitos deles foram lançados no ano passado, vamos conferir agora a nossa série de dois vídeos onde mostramos os 14 melhores games lançados em 2016, pelo menos, segundo a nossa opinião e a opinião do nosso apresentador, Bruno Madrugueds.





Estes são alguns dos melhores jogos lançados no ano passado para a plataforma Linux/SteamOS, quais outros games você curte que saíram em 2016?

Está com a grana curta? Então confira o nosso Top 7 games grátis para Linux.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Analisamos a nova versão do Linux Mint 18.1 Serena com Cinnamon

O nova versão do Linux Mint já está  disponível para download com uma série de mudanças interessantes, especialmente na interface Cinnamon, lapidando o sistema para que ele fique a cada dia melhor. Confira agora as novidades:

Linux Mint 18.1 Serena Cinnamon - Review





A nova versão do Linux Mint chegou para trazer varias melhorias de acabamento visual e o incrimento de alguma funções específicas. Se você quiser ver as novidades do Linux Mint 18.1 na versão MATE, assim como fazer o download, basta clicar aqui, nós temos um artigo um específico para ele.



Ficou interessado na nova versão e gostaria de testar? Então veja aqui como fazer o download da versão mais recente. Se você usa o Linux Mint 18 Sarah, também é possível atualizar para a versão mais recente sem precisar formatar o computador. Nós também preparamos um guia para você que se enquadra nesta situação.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Vai viajar nas férias? Confira uma ótima opção para monitorar a sua casa

Se você pretende se ausentar de casa no final de ano, nas férias ou em outro momento, por qualquer motivo que seja, pode ser interessante, para a sua segurança, da sua família e dos seus bens, colocar uma câmera que te ajude a vigiar a casa à distância e que também permite fazer capturas com detecção de movimento.

Proteja a sua casa




Minha intenção com este artigo é despertar o seu senso de vigilância para proteger as coisas que você batalhou tanto para conseguir. Colocar uma câmera é só uma das formas de você aumentar a sua segurança, mas uma delas, ou um conjunto, certamente são um ponto importante na hora de deixar o seu amado lar mais seguro.

Para o vídeo de hoje eu recebi uma câmera do pessoal da BlitzWolf, que patrocina o blog, ela tem diversas funções interessantes, tenho certeza que você vai gostar, confira:



Se você quiser dar uma olhada melhor nesta câmera, basta clicar aqui. Vale lembrar que esta é apenas uma sugestão, você pode pesquisar e encontrar uma câmera que se adeque melhor a sua necessidade ou a sua preferencia por modelo e marca. Se com o vídeo eu consegui fazer você pensar melhor sobre a sua segurança, acho que o objetivo foi atingido!

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Testamos a interface "Ribbon" do LibreOffice, veja como ficou

Recentemente o projeto LibreOffice notificou uma modificação do projeto que permite que os aplicativos da suíte office livre tenham um visual semelhante ao que a Microsoft usa no Office, o recurso que lembra o padrão "Ribbon" chama-se "Notebookbar", confira:





Tivemos muitos comentários positivos no post sobre a novidade no LibreOffice, realmente, parece que esta era uma das coisas que os usuários mais aguardavam, uma renovação visual. Algumas pessoas ficaram preocupadas com a mudança, simplesmente pelo fato de terem se acostumado com a interface tradicional, mas para os mais preocupados, já vou adiantando que não há motivos para preocupação. A interface tradicional ainda será a padrão, ao menos nos próximos lançamentos, a Notebookbar, será a alternativa.



O que você achou da nova interface do LibreOffice?

Se você quiser ajudar o projeto do LibreOffice, neste mês, comprando produtos com o logo da suíte na nossa loja, um percentual da sua contra será revertido em doações para o LibreOffice.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Mulheres no Linux - Entrevistamos Barbara Tostes

A presença feminina no mundo Linux não chega a ser uma raridade, mas comumente as garotas que gostam de utilizar o sistema não costumam se fazer presentes em grupos de discussão nas redes sociais, pelo menos não de forma muito intensa, o que é realmente uma pena. Para incentivar que mais mulheres entrem para o mundo da informática e para o mundo Linux é que nós falamos com uma das grandes representantes desta atitude participativa, que na minha opinião deveria ser copiada por toda mulher que gosta de tecnologia, envolvendo Linux e Sofware Open Source ou não, que é a Barbara Tostes.

Diolinux Entrevista Barbara Tostes




Eu tive o prazer de conhecer a nossa convidada para a entrevista de hoje na última Latinoware, evento o qual eu documentei em vídeo e também tive a oportunidade de palestrar, inclusive, você pode assistir a minha palestra completa aqui.

Além de representar as mulheres no mundo Linux, a Barbara também é proprietária de um gráfica que utiliza software livre para os trabalhos de design e impressão. Na entrevista ela tirou várias dúvidas sobre a profissão e respondeu várias perguntas que os nossos leitores deixaram na nossa fan page. Confira agora e se inspire para realizar as atividades da sua vida:



Confira as informações da descrição do vídeo diretamente no YouTube.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Conheça o Linux Mint Serena na edição MATE

Uma nova versão do Linux Mint deverá ser liberada nos próximos dias para todos os flavors da distro. Isso significa que algumas novidades devem surgir na versão Cinnamon, MATE, XFCE e KDE. Hoje vamos falar um pouco mais sobre a versão MATE.

Linux Mint 18.1 Serena MATE




Pelo que eu posso perceber, o Linux Mint vem trabalhando arduamente para deixar as interfaces MATE e Cinnamon, as duas principais do projeto, "operacionalmente semelhantes", se é que pode dizer. Isso significa que o design de ambas respeita um certo padrão de comportamento, fazendo com que quem use a versão MATE, possa passar para a Cinnamon sem problemas e vice e versa.

No momento em que eu testei, o Mint 18.1 ainda estava em Beta, teoricamente isso deveria significar que o sistema tem ainda bugs a serem corrigidos, entretanto, não foi o que eu pude perceber. O Mint MATE 18.1 codinome "Serena" se mostrou bem estável e coeso, também pudera, ainda que o MATE Desktop Enviroment esteja atualizado, ele não mudou tanto assim da versão passada para esta; mesmo assim existem várias coisas interessantes que você pode querer saber.

Para darmos uma olhada no que há de novo no Linux Mint 18.1 MATE eu preparei o seguinte vídeo que foi publicado no nosso canal, confira:



Veja também: Review do Linux Mint 18 MATE e compare com as novidades do 18.1

Quer baixar este Beta do Mint? Clique aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Qual o desempenho de um SSD no Ubuntu? SWAP no SSD?

Os SSDs chegaram para substituir os tradicionais discos rígidos em nossos computadores, apesar de serem ainda um pouco mais caros do que os HDs, eles podem dar uma nova vida para o seu computador. Para mostrar o comportamento de um componente destes no Ubuntu eu fiz um vídeo para demonstrar o funcionamento dele no meu Notebook pessoal, confira:

SSD Vale a pena?




Vou aproveitar esta publicação para responder algumas perguntas que foram frequentes no vídeo sobre o SSD, mas para contextualizar, melhor você assistir o vídeo antes:



Algumas das principais dúvidas sobre o uso do SSD residiram sobre o uso ou não da memória SWAP nele, algo que gera alguns debates, mas eu vou explicar a solução que eu encontrei para isso.

Os SSDs possuem um limite de transferência de dados em sua vida útil, isso varia de marca para marca e modelo para modelo, mas podemos assumir que um SSD simples dura muito mais do que o tempo que você vai manter o seu computador. No meu caso, um SSD da Kingston de 240 GB, caso eu transferisse por ele cerca de 40 GB todos os dias, ele duraria algo muito próximo dos 10 anos, o que nem de perto eu faço e você provavelmente também não. 

O ideal não é realmente você utilizar a SWAP em um SSD, afinal, ela costuma estar em constante atividade, mas mesmo que estivesse funcionando, dificilmente o valor que ela emprega iria afetar de forma muito significativa a vida útil de um SSD, no entanto, você mesmo assim pode não querer  desperdiçar um bit se quer, neste caso você, ao menos no Linux, pode utilizar a solução que eu utilizei.

Ao invés de utilizar a memória SWAP em disco de forma tradicional, eu utilizo o ZRAM, que joga a área de troca para um bloco comprimido na memória RAM, isso faz com que o SSD não seja afetado e ainda assim eu tenha uma SWAP funcional e até mais rápida, porém ela fica alojada na memória e não no disco ou SSD.

E você, já tem SSD? Pretende comprar? Se já tem, conseguiria viver sem?

Deixe o seu comentário logo abaixo e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




sábado, 10 de dezembro de 2016