Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador central de programas do ubuntu. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador central de programas do ubuntu. Mostrar todas as postagens

Como instalar PPAs no Ubuntu em modo gráfico

Nenhum comentário

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Aprenda a adicionar repositórios PPA sem digitar nenhum comando

Temos aqui um tutorial muito especial, eu havia prometido no meu vídeo "Como comecei a usar Linux" um tutorial ensinando como instalar repositórios PPA em modo gráfico.

Como instalar PPAs no modo Gráfico no Ubuntu




Por que aprender a instalar PPA dessa maneira?


Se você está se perguntando, "Para começar, o que vem a ser um PPA?" sugiro que leia o artigo que fizemos a respeito desse assunto, inclusive nele você encontra o passo-a-passo para aprender a instalar PPA em modo texto, ou seja, via terminal, explicando cada uma das partes para que você entenda o que está fazendo.


Se você não quiser ler explicações pule para parte "Instalando PPA pela interface gráfica"


Uma vez que você tenha entendido, vem a justificativa deste artigo, com o Linux a cada dia crescendo mais em usuários, começamos a atingir indivíduos que não curtem muito esse negócio de comandos, estão acostumados a usar o Windows e o Mac e raramente precisar destas coisas para coisas triviais como instalar programas.

No Ubuntu nós temos um repositório fantástico com mais de 30 mil softwares na Central de Programas prontos para instalar com pouquíssimos cliques do mouse, entretanto se você precisa de um programa específico é muito comum encontrar tais programas dentro de um repositório PPA e normalmente você encontra essas dicas em blogs como o nosso que mostrar como instalar esses programas via linha de texto, não é nada complicado, são apenas 3 comandos ( normalmente ) e bingo! temos o nosso programa instalado.

Porém nem tudo são flores e existem usuários que não querem chegar nem perto deste tipo de coisa e uma coisa que eu condeno e que já vi varias vezes é gente dizendo para novatos que eles tem que se acostumar assim porque o Linux funciona assim, que tem que tentar aprender um novo sistemas etc, que tem que mexer com o terminal por que é assim que as coisas devem ser...

Me reservo ao direito de não concordar com isso totalmente, por isso sempre estou tentando produzir material especialmente para iniciantes pois isso foi uma coisa que não tinha muito quando eu comecei, uma pessoa não é obrigada a aprender comandos para usar o Ubuntu certo? Ela não precisa querer ser um usuário avançado, ela pode simplesmente usar o computador normalmente e querer instalar um ou outro programa que infelizmente não está na Central de Programas.

Instalando PPA pela Interface Gráfica (Aqui começa o tutorial)


Adicionar repositórios PPA pela interface gráfica não é algo muito difícil, mas depois de ler todo este material você vai de dar conta que fazer isso pelo terminal é até mais simples. Vamos lá!

Passo 1

Abra o menu do Ubuntu e procure pelo aplicativo "Programas e atualizações".

Programas e atualizações

Programas e atualizações >> Outros programas

Programas e atualizações

Na janela que se abrir você encontra 5 abas, a segunda "Outros Programas" é a que você deve clicar, nela estão listados todos os repositórios do Ubuntu, incluindo os PPAs que você adicionou anteriormente (se adicionou), para este exemplo vamos usar o PPA do Wine que se encontra neste artigo que fizemos, para instalar o novo PPA você deve clicar no botão "Adicionar", como está marcado na imagem acima.

Passo 2

No próximo passo você vai precisar prestar atenção para retirar do tutorial em questão apenas a parte do comando que interessa que é o próprio endereço do PPA.

Adicionando o repositório

Na janela que se abrir você deve colocar o endereço do repositório, se você olhou o artigo que eu indiquei no item anterior você vai entender melhor, se fossemos instalar o software via linha de comando usaríamos o comando abaixo como está no artigo:


Observe que somente a última parte do comando você deve utilizar para colocar na tela anterior, a primeira parte não é necessária e se você colocasse não funcionaria, coloque somente o texto contido entre as palavras "ppa e /ppa", depois disso clique em adicionar fonte.

Passo 3

Para adicionar um PPA é necessário que você digite a sua senha, faça isso e tecle "Enter" ou clique em "Autenticar", normalmente a senha é mesma que você usa para se logar no sistema

Autentique-se como root para adicionar um repositório


Passo 4

Tudo isso que fizemos até agora equivale ao primeiro comando no terminal, que é o comando que adiciona o PPA, agora é necessário atualizar a lista de softwares que é equivalente ao comando "sudo apt-get update", para isso clique em fechar.

Atualizando lista APT via interface gráfica

Ao fazer isso podem ocorrer duas coisas dependendo da versão do Ubuntu que você use, pode ser que o sistema peça para atualizar o cache de programas (Ubuntu 13.10 ou anterior), se pedir de OK, ou pode ser que a Central de Programas faça isso automaticamente ( Ubuntu 14.04), no meu caso foi este último que aconteceu.

Atualizando o cache de programas

Uma vez que o processo se encerre a aplicação já vai estar disponível na Central de Programas, basta digitar o nome exato dela, esse nome você encontra na última linha do comando do tutorial, seguindo o nosso exemplo do Wine seria "wine1.7"


Entretanto se o programa já estiver instalado você só precisa atualizar o sistema, para fazer isso pela interface gráfica procure no menu por "Atualizador de Programas".

Existe uma outra possibilidade para o caso que é de que dentro do mesmo PPA existam versões diferentes do mesmo programa e você quer instalar uma específica, para isso você pode usar o Synaptic, que é um gerenciador de pacotes mais avançado que a Central de Programas, você encontra ele na própria Central de Programas pesquisando por "Synaptic".

Nele existe um método para filtrar os programas por PPA permitindo que você veja tudo o que contém nele.

Atualizando programas para o Synaptic

Para isso basta seguir as indicações da imagem acima, marque "Origem" nas opções que ficam na parte inferior esquerda, seleciona na lista acima o PPA que adicionamos, repare que agora ele vem seguido da palavra "Trusty" que indica a versão do Ubuntu, se você usa o Ubuntu 13.10 será "Saucy", se usa o 12.04 será "Precise" e assim por diante, uma vez selecionada do lado direito temos todos os pacotes contidos neste repositório e que são instaláveis na nossa distribuição.

Na primeira marcação na parte direita vemos a versão que está instalada (1.6.2) com um ícone como ponto de interrogação indicando que ela está desatualizada, clicando com o botão direito do mouse sobre ele você conseguir atualizar ele para uma versão mais recente mas muito provavelmente não a última versão que é a 1.7 marcada logo abaixo, e como saber que é a última, ora, basta olhar todos os pacotes contidos dentro do PPA nessa listinha não tão grande aí, 1.7 é atualmente o número mais alto, logo é a versão mais nova.

O que eu fiz foi simplesmente dar dois cliques na versão 1.7 indicada pela seta e confirmar que eu queria fazer essas alterações, automaticamente o Synaptic iria remover a versão mais antiga e instalar a mais nova, para confirmar essa ação basta clicar em aplicar e aguardar o download e a configuração dos novos pacotes.

Atualizando e instalado via Synaptic

No caso acima eu marquei também a opção de instalar atualizações então ele está baixando o pacote "ubuntu-emulator" que estava desatualizado.

Depois de instalado o programa ele estará disponível no seu menu como qualquer outro, viu como é simples? Ou será que nem tanto?

A verdade é que você pode fazer tudo por interface gráfica, mas pela linha de comando é mais direto ao ponto e consideravelmente mais rápido, o Linux é isso, te dá opções.

Compartilhe e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Canonical corrige o bug de instalação de pacotes .deb na Ubuntu Software do Ubutnu 16.04 LTS

Nenhum comentário

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Finalmente o probleminha irritante de instalação de pacotes .deb no Ubuntu 16.04 LTS foi corrigido e agora é possível instalar pacotes de terceiros dando dois cliques novamente, como em todas as versões passadas, sem maiores problemas.

Ubuntu Software com problema dos Debs corrigido




Essa foi o bug mais chato que eu já tive com o Ubuntu deste sempre, mas neste caso, não fui só eu, aparentemente todas as pessoas tiverem o mesmo problema, não que ele não pudesse ser contornado, como nós mostramos neste post, mas é muito melhor se a função nativa funcionar corretamente.

A atualização vem através de uma atualização simples do sistema, então procure o aplicativo "Atualizador de programas" no menu do sistema, ou se preferir, use o terminal:
sudo apt update
sudo apt dist-upgrade
Com isso a instalação de pacotes .deb volta a funcionar normalmente.

Instalação de pacotes .deb

Instalação de pacotes .deb

Instalação de pacotes .deb

Bacana né, um problema a menos, uma solução a mais. Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como instalar a antiga Central de Programas no Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus

Nenhum comentário

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Uma das novidades do novo Ubuntu 16.04 LTS foi a nova "Ubuntu Software", que nada mais é do que uma versão editada da Gnome Software. Tudo muito lindo, mas ela tem alguns "probleminhas" que podem incomodar, incluindo um bug pontual que não está permitindo a instalação de pacotes .deb.

Ubuntu Software Centerl - Ubuntu 16.04 LTS




Pelo que eu pude averiguar este problema de não instalar pacotes .deb via Ubuntu Software (Gnome Software) já foi reportado como um bug no Launchpad e está como prioridade de resolução alta. De qualquer forma, apesar da Ubuntu Software, a nova central, ser muito bonita e rápida, ela também é carente de algumas funcionalidade que antiga possuía.

Dentre as funcionalidade eu posso citar:

- Possibilidade de instalar libs e codecs através dela, podendo encontrar os pacotes através de uma simples busca, pacotes deste tipo não aparecem na nova central pois não possuem ícones.

- Possibilidade de parar uma instalação no meio e acompanhar a taxa de download em MB de uma aplicação.

- Possibilidade de instalar pacotes .deb sem maiores problemas.

Por essa e outras é que a antiga Central de Programas ainda é útil, porém, se a única questão que está te incomodando é instalar os pacotes .deb saiba que existem opções gráficas mais leves do que a antiga Central de Programas do Ubuntu.

Patrocinador: Baixe grátis o E-book "Curso de Ubuntu Linux"

Você pode usar o GDebi ou o Software Boutique do Ubuntu MATE, que vai permitir que você instale uma série de coisas também, você encontra os dois na Ubuntu Software.

Para instalar a antiga central de programas basta abrir a nova Central de Programas e procurar por ela, assim como você pode ver na imagem abaixo:

Ubuntu Software Center no Ubuntu 16.04 LTS

Para instalar um pacote .deb com ela basta clicar com o botão direito sobre o pacote desejado, ir no menu de contexto até a opção "abrir com..." e selecionar o Ubuntu Software Center, eu testei alguns pacotes como Google Chrome, Steam e Dropbox e todos funcionaram normalmente.

Esperamos que o bug seja corrigido em breve, mas de qualquer forma, é sempre bom ter opções.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu 16.04 LTS Xenial Xerus irá ter uma nova Central de Programas

Nenhum comentário

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Um software importante do ecossistema Ubuntu está prestes a mudar, a Central de Programas do Ubuntu atual está prestes a sair de cena para dar lugar a um novo programa.

Ubuntu Software Center Xenial

Gnome Software Center irá entrar no lugar da Central de Programas do Ubuntu


Recentemente o gerente de desktop Ubuntu, Will Cooke, comentou que a futura LTS do Ubuntu que sairá em 2016, mais precisamente em Abril, como você pode ver no calendário de lançamentos oficial.

A Central de Programas do Ubuntu já não recebe uma boa atualização desde a versão 13.10 do sistema, que saiu em Outubro de 2013, de lá pra cá, apenas atualização do catálogo dos softwares foram implementadas, para o Ubuntu 16.04 LTS a ideia é remover esta aplicação e colocar o Gnome Software em seu lugar.

Gnome Software

O programa deverá sofrer modificações para incorporar as funções que o Ubuntu necessita, como a barra superior, onde existem os botões de controle da janela, e também a adição de ferramentas e novos softwares, afinal, a Central de Programas do Ubuntu também também vende aplicações.

Outras programas serão removidos


Provavelmente o Ubuntu 16.04 LTS vai suar como base as aplicações 3.18 do Gnome como base do sistema, porém, não só a Central de Programas deve sair do sistema, mas também o gravador de discos Brasero e também o aplicativo de chat Empathy, que são aplicações que as pessoas usam a cada dia menos.

Caso alguém necessite, ambos estarão disponíveis na Central de Aplicativos do sistema, outra modificação que pode ocorrer, entretanto, agora falamos de uma adição, é o aplicativo de calendário do Gnome, o chamado Gnome Calendar, que deverá ser incluído na nova versão do sistema.


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




App Grid: Uma nova e mais leve Central de Programas para o Ubuntu

Nenhum comentário

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Conheça o App Grid, uma modelo diferente de mais leve de Central de Programas para o Ubuntu, quem sabe você pode deixar o aplicativo padrão de lado para dar lugar a este, confira:


Uma Central de Programas mais simples e leve para o Ubuntu


Para quem tem um computador mais modesto ou usa uma distro baseada no Ubuntu e deseja uma Central de Programas mais leve e até mesmo simples o App Grid vai ser "uma mão na roda".

Um detalhe interessante que eu reparei no App Grid é que ele indexa perfeitamente os pacotes instalados à partir de PPAs também, coisa que nem sempre o Ubuntu Software Center faz, isso já é um ponto positivo.

O App Grid consegue também listar os programas instalados, permite selecionar por categoriais, fazer reviews sobre as aplicações e tem suporte ao login do Ubuntu One, como na Central de Programas tradicional.

Como instalar o App Grid no Ubuntu e derivados


Para instalar o App Grid no seu sistema  basta copiar todo este código abaixo e colocar no seu terminal, depois de colar pressione a tecla "enter", digite a sua senha e pressione "enter" novamente, aguarde a instalação, ele estará disponível no menu do sistema depois que ela terminar.

sudo add-apt-repository ppa:appgrid/stable -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install appgrid -y
Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Central de Programas do Ubuntu pode acabar, conheça as ideias para substituí-lo

Nenhum comentário

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Ubuntu pode deixar de usar a Central de Programas em versões futuras, o que será que virá no lugar dela?

Central de Programas do Ubuntu

Ubuntu poderá deixar de usar a sua Central de Aplicativos


A Canonical não investiu em aprimoramento visual no Ubuntu deste a versão 13.04, de lá para cá já são 5 lançamentos, sem mudar em praticamente nada a aparência do sistema, as únicas coisas que mudaram foram os aplicativos ainda pertencentes ao Gnome. Essa prática deixou alguns usuários chateados pois estavam ansiosos por novidades, porém, também criou uma familiaridade com a aparência do sistema e o seu modo de se comportar.

Um dos programas que não recebe maiores updates, a não ser correções de bugs, é a Central de Programas do Ubuntu, algo que foi um passo muito interessante na hora de tornar o Ubuntu mais amigável para novos usuários, entretanto, o software não é atualizado de verdade, com grandes modificações, desde a versão 13.10 do Ubuntu.

Tivemos a notícia nesta semana passada de que o Ubuntu MATE pretendia abandonar a Central de Programas do Ubuntu na distribuição por ela ser um pouco mais pesada do que eles gostariam para o ambiente, acredito que eles tenham razão, afinal um dos objetivos do MATE é realmente ser leve, e assim como o Lubuntu eles poderiam desenvolver um própria Central.

Gnome Software


O pessoal do Ubuntu Gnome entrou na mesma onda e está cogitando usar a Central de Aplicativos do Gnome nos próximos lançamentos e isso acabou refletindo no desenvolvimento do Ubuntu "normal", como podemos ver através da lista de e-mails dos desenvolvedores do Ubuntu.

Que central de software o Ubuntu vai utilizar?


Eu acredito que essa falta de preocupação com a Central de Programas do Ubuntu atual que percebemos por parte da Canonical seja porque futuramente a Central de Aplicativos será a mesma que é utilizada no Ubuntu Phone. Não que a Central do Gnome não seja interessante também, especialmente para o Ubuntu Gnome, mas ela não possui algumas características que são necessárias para a Central de Software do Ubuntu atualmente.

Dentre os recursos que a Central do Gnome precisaria ter incluem-se o suporte ao login do Ubuntu One, este login permite que o usuário baixe vários programas que ele já comprou na Central de Software do Ubuntu. Se o usuário comprou ele não pode ficar sem seu programada, certo? E isso o Gnome Software ainda não suporte, de modo que seria necessária uma modificação da Central de Aplicativos do Gnome para que ela fosse incorporada no Ubuntu, não obstante, alguns recursos também não fariam mal, como por exemplo, a gerencia de drivers e repositórios, chaves e atualizações, tudo no mesmo lugar, como é hoje em dia.

Diante de tudo isso acredito que no futuro o que será feito mesmo é a utilizando da mesma Central no Mobiles e nos Desktops, mas isso é só uma aposta minha, só o futuro nos dirá.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como instalar a Central de Programas do Ubuntu no Linux Mint

Nenhum comentário

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Você gostaria de usar a Central de Programas no Ubuntu no Linux Mint mas está enfrentando dificuldades na instalação, confira esta matéria, vamos ajudar a resolver os seus problemas.

Como instalar a Central de Programas do Ubuntu no Linux Mint

Aprenda a instalar a Central de Programas do Ubuntu no Linux Mint


Alguns pessoas não gostam muito da Central de Programas do Linux Mint, por era ser muito simples, até certo ponto mais "feia" que a do Ubuntu, outras pessoas compraram aplicações na Central do Ubuntu mas querem usar o Linux Mint, então a solução para estes problemas seria simples, instalar a Central de Programas do Ubuntu no Linux Mint, mas infelizmente este procedimento não é tão simples, existem vários ajustes para se fazer para que a mesma funcione adequadamente e é isso que vamos tratar neste artigo.


Passo a passo


O primeiro passo é instalar o synaptic caso ele não esteja instalado, para isso você pode usar a própria central do Linux Mint, ou usar o terminal:

sudo apt-get install synaptic

Depois disso use o Synaptic para instalar a Central de Programas do Ubuntu procurando nele o pacote "software-center" sem aspas.

Instale pelo Synaptic


- Caso você tenha dúvidas sobre a utilização do Synaptic confira o vídeo tutorial que fizemos ensinando você as funções básicas. 

Depois de instalados estes pacotes faça o teste para ver se a Central de Programas está abrindo normalmente, digite no terminal:

software-center

Se o resultado for um erro como este:

_xapian.Database_swiginit(self,_xapian.new_Database(*args))
xapian.DatabaseOpeningError: Couldn't stat '/var/cache/software-center/xapian' (No such file or directory)

Então vamos instalar este pacote:
sudo apt-get install xapian-tools

Faça o teste novamente, caso o erro persista crie o diretório manualmente, basta colar este comando abaixo:

sudo mkdir /var/cache/software-center/xapian


Normalmente o Linux Mint Cinnamon cria este diretório automaticamente, não sendo necessário o comando acima, mas no Linux Mint MATE ele é necessário.

Agora vamos precisar editar um arquivo para que o sistema aceite as instalações feitas com a Central de Programas, no terminal cole o seguinte comando:

sudo gedit /etc/lsb-release

No arquivo que se abrir procure a linha


DISTRIB_ID=LinuxMint

E substitua por:

DISTRIB_ID=Ubuntu

A configuração do arquivo deverá ficar semelhante a isso:


DISTRIB_ID=Ubuntu
DISTRIB_RELEASE=17
DISTRIB_CODENAME=qiana
DISTRIB_DESCRIPTION=”Linux Mint 17 Qiana”


Com isso a Central de Programas deverá funcionar normalmente e você pode abrir ela através do ícone no menu do sistema.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Leadwerks Code Engine está disponível na Central de Programas do Ubuntu por 200 dólares

Nenhum comentário

terça-feira, 27 de maio de 2014

Uma nova engine para jogos no Linux está pronta para ser usada pelos desenvolvedores


Você que sempre quis uma Engine de alto nível para fazer os seus games no Linux pode ficar feliz pois agora você tem mais uma opção.

Leadwerks disponível para Ubuntu

Já havíamos comentado sobre o assunto neste artigo, e hoje depois de uma atualização no sistema ao abrir a Central de Programas do Ubuntu lá estava o software, Leadwerks Code Engine: Standard Edition.

Essa sem dúvidas é uma ótima notícia para desenvolvedores, o software pode ser adquerido por 
US$ 199,99 através da Central de Programas do Ubuntu.

Confira a nossa palestra sobre a importância dos jogos no Linux.


Central de Programas do Ubuntu 13.10 permitira a instalação de aplicativos offline

Nenhum comentário

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Será possível instalar pacotes .deb sem conexão com a internet no Ubuntu

A Central de Programas do Ubuntu é um dos melhores softwares criados nos últimos anos para Linux, pelo menos a ideia de se ter uma espécie de mercado onde é só escolher os programas e clicar em instalar, porém, um dos pontos que a Central de Programas ainda pecava era quanto a instalação de pacotes offline.

Central de Programas do Ubuntu


No mundo dos derivados do Debian existem pacotes com  a extensão .deb que funcionam como se fossem os .exe do Windows, são arquivos que permitem a instalação de softwares de terceiros sem ter que adicionar o repositório manualmente, caso do pacote do Skype por exemplo, e até mesmo do Google Chrome.

Hoje é difícil ficar em um computador sem internet, e talvez por isso você nunca tenha percebido este detalhe, mas não é possível, até a versão 13.04 do Ubuntu pelo menos, instalador pacotes .deb sem a devida conexão na internet, mesmo que o pacote não tenha dependências a serem baixada, esse pequeno inconveniente já foi corrido na futura versão do Ubuntu, a 13.10 Saucy Salamander, que deve sair em poucos dias.

Agora então se você tiver um pacote .deb de algum programa que não necessite de dependências poderá instalá-lo mesmo sem internet; se você já usa o Ubuntu 13.10 em sua versão de desenvolvimento atualize a distribuição para receber o novo recurso.

Até a próxima pessoal!

Compartilhe para mostrar aos seus amigos



Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

App Grid: Uma nova Central de Programas para Ubuntu

Nenhum comentário

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Se você está cansado da Central de Programas do Ubuntu, aqui vai uma alternativa

Se você busca uma Central de Programas mais leve para o seu Ubuntu o App Grider parece sera a aplicação ideal, com os mesmos recursos da Central de Programas tradicional mas com uma aparência "mais aberta".

App Grid


App Grid Ubuntu

Instalação do AppGrid no Ubuntu 13.04

O AppGrid funciona apenas no Ubuntu 13.04 e derivados do mesmo, você pode instalar o programa usando o PPA abaixo, abra o terminal e cole os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:appgrid/stable 

sudo apt-get update 

sudo apt-get install appgrid

Até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como criar uma distro Linux baseada no Ubuntu parte 11: Gerenciadores de Programas

2 comentários

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Qual "Central de Programas" devo usar?

Olá pessoal, retomando a nossa série que vai te ensinar a criar uma distro baseada no Ubuntu, estamos quase chegando no final e vamos efetuar os últimos ajustes agora.

Central de Programas do Ubuntu


A Central de Programas do Ubuntu hoje é referência e um exemplo a ser seguido de praticidade para instalar programas no Linux, tanto que depois de Ubuntu usar este recurso muitas outras distros passaram a usar os seus respectivos centros de softwares, mas é melhor mesmo usar o Central do Ubuntu?

Qual Central de Programas escolher?

Na prática, em qualquer distro baseada no Ubuntu e que utilize os seus repositórios é possível instalar o Ubuntu Software Center através do comando:
sudo apt-get install software-center
Muon Software Center


Mas se você usa distribuições baseadas do KDE, seguindo nossos exemplos leia-se Kubuntu, a Central de programas pode não ser a melhor a opção, apesar de ser uma excelente alternativa.
Se você usar o Ubuntu recomendamos usar a boa e velha Central de Programas que vem juntamente com a distribuição, opcionalmente você pode instalar a Central de Programas do Linux Deepin, que também é uma excelente opção, fizemos isso no Diolinux OS 2 LTS e se você quiser aprender a instalar na sua "custom distro" você pode fazer isso por aqui.

Deepin Software Center


Se você usa o KDE é recomendado usar o Muon Software Center que apesar de não ser muito "bonito" é muito leve e funcional além de ter uma integração já com o Kubuntu.

Use o Synaptic

O Synaptic é uma das melhores invenções já feitas em ambientes Linux, sendo que as "Centrais de Programas" que apareceram depois dele são praticamente um interface "mais bonitinha" para o mesmo.

Perto da Central de Programas o Synaptic pode ser considerado "difícil" e uma ferramenta um pouco avançada para iniciantes, tanto que ele foi removido do Ubuntu, à alguns anos atrás ele vinha como parte da distro, mas nada impede que você use ele como ferramenta principal para instalar pacotes removendo outro centro de software ou você pode usá-lo como ferramenta auxiliar para os usuários que querem ver o nome de cada pacote que estão instalado na distribuição se sentirem satisfeitos, a escolha de um ou outro depende de você e qual o "ar" que você quer dar à sua distribuição, se ela será algo "mais simples" ou "mais hardcore".

Synaptic no Ubuntu


Nada impede que você use os dois, eu mesmo adoro a praticidade da Central de Programas mas em alguns casos prefiro fazer as coisas pelo Synaptic.
Para instalar o Synaptic no Ubuntu ou derivado, use o comando abaixo:
sudo apt-get install synaptic

Uma distro mais simplista sem gerenciador gráfico

Cada um com as suas ideias e quem sabe possa não querer usar um gerenciador gráfico e instalar e gerenciar pacotes apenas usando o APT - Veja aqui uma coletânia de dicas sobre o Apt-get -  para isso você precisa remover a Central de Programas do Ubuntu:
sudo apt-get remove software-center
Porém atenção nessa parte, e vejam a ironia, eu recomendo usar o Synaptic que desinstalar a Central de Programas do Ubuntu para você saber quais pacotes são afetados, normalmente tudo corre bem mas se por um acaso ela pedir para remover mais pacotes dos que os que devem ser removidos tome cuidado no que você vai desinstalar, pois isso pode prejudicar o sistema, especialmente se o pacote Ubuntu-desktop estiver relacionado, se estiver NÃO CONTINUE!

Depois de desinstalada a Central de Programas você pode remover o Synaptic também e ficar sem nenhum gerenciador, no terminal:
sudo apt-get remove synaptic
Pronto! Agora sempre que você quiser instalar algo terá de recorrer ao terminal.


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Wakfu, um novo MMORPG disponível para Ubuntu

Nenhum comentário

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Wakfu, um novo game para Linux

Wakfu é um MMORPG com gráficos muito bem trabalhados e muito agradável de se jogar e além de tudo, totalmente gratuito e disponível na Central de Programas do Ubuntu.

Wakfu

A trama de Wakfu é moldada em torno de vários tipos de personagens e atividades complexas, envolvendo o jogador em lutas, ganho de  experiência, construção de nações, batalhas duras, , essencialmente, um ecossistema de jogos energético cativante. 

Instalação

O game está disponível na Central de programas do Ubuntu e pode ser instalado apenas com um clique no botão abaixo:

Wakfu-ubuntu-download

Opcionalmente você pode baixar o game do site oficial, até a próxima pessoal!

Fonte

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Editor de Menu Alacarte para Ubuntu

Nenhum comentário

quarta-feira, 10 de julho de 2013

Modifique os menus do Ubuntu e outras distribuições facilmente

Esta semana fiz um artigo sobre o editor de Menus Ezame e no artigo comentei sobre uma outra possibilidade chamada Alacarte considerando que a maioria das pessoas o conhecia, porém , alguns leitores que segue o +Diolinux  no Google Plus questionaram sobre qual seria este programa, então resolvi escrever este artigo.

Editor de Menu Alacarte

Talvez você não conhece o nome Alacarte ( que é o nome real do programa ) mas conheça descrição dele, editor de Menu Principal, o funcionamento e basicamente o mesmo do Ezame, são duas boas opções com o diferencial de que o Alacarte possui, na minha opinião, uma aparência mais limpa.

Alacarte Ubuntu

Com ele você pode editar os menus do Ubuntu e do Linux Mint, o próprio Mint traz essa ferramenta com o sistema, onde você pode acrescentar itens, remover itens, exibir ou ocultar programas e categorias, trocar os ícones dos programas, trocar o endereço do executável, etc.
O programa, como a maioria das coisas para Linux, é grátis e opensource e está nos repositórios oficiais da maioria das distros, no Ubuntu você pode instalar usando o terminal:
sudo apt-get install alacarte
Ou você pode instalar via Central de Programas , basta clicar no link abaixo:


Até a próxima pessoal!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Nova versão do App Mini Tube para Ubuntu permite assinatura de Canal no YouTube sem uma conta Google

Nenhum comentário

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Lançada nova versão do Mini Tube com novos recursos

Há quem não goste muito de programas deste tipo e prefira usar o YouTube diretamente do navegador, mas a verdade é que aplicativos como o Mini Tube trazem alguns benefícios, especialmente a nova versão 2.1 que foi lançada a poucos dias.

Fazendo Marketing pro Zangado - God of War no MiniTube =P

Com o MiniTube você pode fazer download dos vídeos, executá-los em diferentes qualidades, fazer listas de reprodução, tudo isso torna o programa uma solução completa.

Instalação no Ubuntu 12.04 ou superior

A instalação pode ser feita diretamente da Central de Programas, clique no link abaixo:


Até a próxima dica!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Canonical unifica contas de usuário do Ubuntu para todos os seus serviços

Nenhum comentário

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Agora você usará apenas uma conta para se logar em todos os serviços da Canonical

A Canonical anunciou a unificação de seus serviços através do Ubuntu One, que além de servir para gerenciar o serviço de armazenamento em nuvem já conhecido servirá também como conta de usuário para a Central de Programas do Ubuntu e futuros serviços que a empresa venha a lançar, como o Ubuntu Touch.



Este é mais um passo para deixar o Ubuntu ainda mais unificado fazendo cada vez mais sentido o nome "Unity" atribuído à sua interface gráfica que ainda causa umas caras feias por ai.
O recurso já está disponível no Ubuntu 13.04 como vocês podem ver na imagem acima, quando estava efetuando a instalação do All Video Downloader pela Central de Programas foi-me solicitada a senha do Ubuntu One.
Esse tipo de unificação não chega a ser novidade, a própria Google fez isso com todos os seus serviços, inclusive o Android, a Microsoft faz isso e a Apple sempre fez, não é de se surpreender se logo logo para instalar qualquer programa pela Central precisaremos estar logados nela.
O que vocês acham da unificação de contas da Canonical?

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Instalando o DDE no Ubuntu - O ambiente gráfico do Linux Deepin

3 comentários

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Cansado dos ambientes tradicionais, que tal radicalizar um pouco!

Ambientes gráficos para Linux é o que não falta, no caso do Ubuntu a maioria está no repositório, até mesmo o Cinnamon agora pode ser instalado diretamente pela Central de Programas sem precisar adicionar nenhum PPA.

Linux Deepin


Mas se mesmo assim os ambientes gráficos disponíveis não te agradam hoje vamos mostrar mais uma opção para você, o DDE ( Deepin Desktop Enviroment ).

Linux Deepin

O Linux Deepin é uma distro Chinesa baseada no Ubuntu com um desktop e aplicações desenvolvidas pelo próprio projeto com foco no usuário normal do computador, a última versão do Deepin combina elementos do Windows 8, Mac OS e do próprio Gnome e Unity para tentar tornar a experiência desktop a melhor possível, muito se elogia também a Central de Programas que a distro carrega, alguns apontam a assim chamada, Deepin Software Center, como a melhor Central de Programas dos sistemas Linux. Você pode ver como instalar ela neste e link ( se você usa o Ubuntu 13.04 instalando usando o PPA que vamos mostrar daqui a pouco)  e você consegue mais informações inclusive os links para download da distro por aqui.

Deepin Desktop


Como instalar o ambiente gráfico do Linux Deepin no Ubuntu

Mãos a obra, o processo de instalação não é muito difícil mas requer atenção, então vamos lá, abra o terminal e cole os seguintes comandos:
sudo gedit /etc/apt/sources.list
No final do arquivo que se abrir cole as duas linhas logo abaixo:
deb http://packages.linuxdeepin.com/deepin raring main non-free universe
deb-src http://packages.linuxdeepin.com/deepin raring main non-free universe
Agora vamos importar a chaves do repositório:
wget http://packages.linuxdeepin.com/deepin/project/deepin-keyring.gpg
gpg --import deepin-keyring.gpg
sudo gpg --export --armor 209088E7 | sudo apt-key add -
sudo apt-get update
E agora finalmente instale o ambiente gráfico:
sudo apt-get install dde-meta-core
A partir de então a instalação do Ambiente gráfico se dará, você irá baixar por volta de 440 MB de dados para instalar esse ambiente. Depois que terminar basta fazer logoff e na tela de login selecionar a opção "Deepin".

Interface do Linux Deepin no Ubuntu


Com o mesmo repositório você será capaz de instalar outros softwares da distro:
Para instalar uma Central de Configurações do Ambiente DDE ( recomendado )
sudo apt-get install python-deepin-gsettings 
Para instalar o Player de música desenvolvido pela equipe do Deepin Linux ( Opcional ) 
sudo apt-get install deepin-music-player 
Para instalar a nova Central de Programas do sistema ( Opcional )
sudo apt-get install deepin-software-center
A interface é feito com base no Gnome Shell, mas em muito pouco lembra ele, acho até que ficou mais bonita. Vale também lembrar da vantagem de instalar o ambiente gráfico sobre o Ubuntu, dessa forma você pode ter o sistema em qualquer idioma (português inclusive ), baixando a distro Deepin você terá ela apenas em inglês ou chinês, as únicas aplicações que devem continuar em inglês mesmo que instaladas no Ubuntu são as que provem do repositório do Deepin.

É isso aí pessoal, bom divertimento!

 Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Nemo e Cinnamon agora fazem parte do Repositório Oficial do Ubuntu 13.04 e 13.10

Nenhum comentário

terça-feira, 2 de julho de 2013

Agora você pode instalar o Nemo e o Cinnamon no Ubuntu pela Central de Programas

O Linux Mint é uma distros Linux mais usadas e elogiadas no mundo Linux por procurar sempre facilitar a vida dos usuários, com o tempo,  junto com toda essa filosofia vieram muitas aplicações, dentre elas o Cinnamon e o Nemo, ambiente gráfico e gerenciador de arquivos respectivamente.

Nemo na Central de Programas no Ubuntu

Depois da última atualização do Ubuntu ambos estão disponíveis no repositório oficial e acessíveis via Central de Programas.

Nemo no Ubuntu

Porém, apesar de agora estar disponível no repositório, a versão do Cinnamon não é a mais atual sendo necessária ainda a utilização do PPA tradicional para instalar as últimas novidades.

Para instalar no seu Ubuntu 13.04 faça:
sudo apt-get update
sudo apt-get upgrade
sudo apt-get install cinnamon
sudo apt-get install nemo

O Nemo é considerado por muito melhor do que o Nautilus, se você também pensa assim e quer aprender como substituir o Nautilus no Ubuntu clique aqui e veja o artigo que preparamos para você sobre isso.

Até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Confira:
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo