Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador curso. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador curso. Mostrar todas as postagens

Como aprender sobre o terminal Linux? Faça uma aula GRÁTIS agora!

Nenhum comentário

quinta-feira, 20 de julho de 2017

O terminal Linux pode ser complicado para algumas pessoas, especialmente para iniciantes, mas com dedicação e estudo você consegue "domar a fera" e aprender a "língua do terminal", como o nosso professor, Tiago Salem, gosta de chamar. Pensando em te ajudar a superar um possível medo da "telinha preta", ele preparou uma pequena aula grátis para você aprender mais sobre alguns dos aspectos do Terminal, confira agora:

Comandos Linux




Nesta semana eu coloquei na nossa fan page no Facebook um post onde vocês puderam colocar as suas dúvidas sobre o terminal Linux, algumas dessas dúvidas geraram o vídeo que você vai assistir logo abaixo, as outras perguntas, o Tiago vai responder em um outro vídeo exclusivo que você poderá receber no seu e-mail.

O Tiago Salem é ex-desenvolvedor da Canonical e atual desenvolvedor da SUSE, ele tem muita experiência e vai te mostrar de forma simples como você usa comandos de forma concatenada, usando listas de comandos separadas por operadores lógicos e explicando a diferença entre eles, é muito simples, a aula é grátis, aproveite! ☺


A segunda aula é grátis também e pode ser enviada para o seu e-mail, se você quiser recebê-la basta se cadastrar abaixo, no e-mail nós também vamos enviar uma oferta muito bacana para o nosso novo curso de Shell Script, além do de Bash, assim você vai poder virar um "Ninja do Terminal!" 👊

Nesta segunda aula que você receberá o Tiago também vai responder várias perguntas que vocês deixaram no Facebook. As inscrições para o recebimento desta segunda aula estarão abertas até no Domingo, dia 23 de Julho, às 19 horas da noite, o vídeo extra grátis será enviado na Segunda-feira para todos os que participarem. Não temos limites de vagas para esta modalidade, a sua única preocupação vai ser aprender mais sobre o terminal.

- Não quer esperar? Conheça o curso de Bash aqui.


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Lançamento do curso de ISPConfig! Compre com 70% de desconto e certificado!

Nenhum comentário

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Estamos lançando hoje o nosso curso de ISPConfig no Diolinux EAD, um curso completo que abrange a utilização do software para gerenciar ambientes de hospedagem de sites e muitas outras coisas, confira os detalhes e aproveite a promoção de lançamento!

ISPConfig




É com muito prazer que anunciamos o lançamento deste curso que vai fazer você se tornar um profissional mais completo na administração de servidores. O ISPConfig é uma excelente ferramenta que pode facilitar muito o seu dia a dia. 

Ideal para quem tem quer administrar servidores Linux com serviços como DNS, Bind, E-mail com Postfix, Base de Dados MariaDB/Mysql, Serviços Web Apache2 ou Nginx, Serviços de FTP, entres outros.

Lançamento do Curso

Nós fizemos a apresentação do curso e do ISPConfig no nosso canal no YouTube, confira aqui para conhecer melhor a ferramenta.

Confira também este artigo onde nós explicamos como o ISPConfig mudou a forma com que hospedamos os sites atualmente.

Promoção de lançamento!


Estamos com uma ótima promoção de lançamento, nas próximas 6 horas você poderá comprar o curso com 70% de desconto, até a 1:20 do dia 13 de Julho, saindo por R$ 89,90. Após isso, o preço continua em caráter promocional, mas sobe para R$ 199,90.

Temos apenas 90 vagas, então garanta logo a sua antes de que acabe, depois as matrículas serão encerradas!

Você pode encontrar uma aula demonstrativa, mais detalhes sobre o curso e a opção de comprá-lo com desconto através do link abaixo:

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como o ISPConfig e o Linux mudaram a forma como hospedamos sites

Nenhum comentário
Hospedar um site é algo relativamente simples de se fazer hoje em dia, com poucos trocados você consegue alugar o seu próprio servidor e montar o serviço que quiser, ou você pode criar um ambiente de testes na sua própria máquina. Existem vários serviços prontos que podem ser úteis também e atender a muitos casos, mas é claro que o quando o "bicho pega" em grandes projetos, é preciso um certo profissionalismo extra e o gerenciamento destes servidores é um ponto central, por isso os profissionais dessa área, os especialistas, são pessoas de tanto valor para o mercado.

Hospedagem






A 11ª edição da pesquisa TIC Domicílios 2015, que mede a posse, o uso, o acesso e os hábitos da população brasileira em relação às tecnologias de informação e de comunicação, mostra que 58% da população brasileira usam a internet – o que representa 102 milhões de internautas. A proporção é 5% superior à registrada no levantamento de 2014.

De acordo com a pesquisa, o smartphone é o dispositivo mais utilizado para o acesso individual da internet pela maioria das pessoas: 89%, seguido pelo computador de mesa (40%), computador portátil ou notebook (39%), tablet (19%), televisão (13%) e videogame (8%).

O resultado do estudo é fruto de entrevistas pessoais realizadas em 23.465 domicílios em todo o território nacional, entre novembro de 2015 e junho de 2016.

Mas aí você pergunta, o que isso tem a ver com Hospedagem de Sites? Para uma resposta curta e direta, tudo. Vou explicar alguns detalhes nos quais o impacto desses dados na criação de um ambiente de hospedagem de sites, rápido, seguro e organizado é notável.

Nilton OS


Desculpe não me apresentar inicialmente, meu nome é Nilton e você vai me achar na internet como jniltinho ou Nilton OS, uso Linux há quase 19 anos, trabalhei na operação de um Provedor de Hospedagem por quase 10 anos, dos quais, a maior parte do tempo administrava um ambiente critico de e-mail com mais de 600 domínios e mais de 6.000 contas de e-mails e uma infraestrutura de hospedagem de sites com quase 100% do ambiente rodando Linux e sua pilha LAMP, (Linux, Apache, Mysql e PHP).

Voltando ao tópico, as informações afirmam que 89% dos acessos a internet é feito pelo smartphone, então é certo dizer que hoje no Brasil existem mais smartphones do que computadores de mesa conectados na internet.

As pessoas acessam os aplicativos instalados no smartphone, que por sua vez acessam serviços que estão rodando em algum Servidor, que na maioria das vezes rodam em cima de algum sistema operacional com kernel Linux.

A maioria desses serviços são serviços que rodam sobre a camada Web, protocolo HTTP na porta 80 ou em HTTPS na porta 443 ou mesmo alguma API rodando também sobre HTTP.

Em virtude disso você precisa usar uma aplicação servidor para o protocolo HTTP, hoje o mais conhecido é o Apache2, seguido do IIS da Microsoft, mas ao longo do tempo foram surgindo outros carinhas para aguentar toda essa demanda e um dos mais conhecidos é o Nginx que é outro servidor HTTP, mais rápido e mais performático que o Apache2. O projeto Nginx nasceu para tampar essa lacuna que o projeto Apache tem, pois o Apache não nasceu em um cenário como o nosso atual, onde você tem milhares de dispositivos acessando um serviço web de forma simultânea.

Então o que você precisa para hospedar um site ou uma api web? 

Basicamente você vai precisar de 4 coisas, um sistema operacional Linux preferencialmente, um Servidor Web, um Servidor de Banco de Dados e uma linguagem de programação, mas não é só isso, para cada site ou api ou serviço, você precisa criar um ambiente isolado para cada um deles e é aí que moram três problemas muito comuns em empresas de pequeno, médio, e até mesmo, grande porte, que são esses: rapidez, segurança e organização.

Foi nesta situação que há 10 anos ey conheci um projeto Open Source chamado ISPConfig, que me ajudou a organizar, deixar o ambiente mais seguro e fazer tudo com uma velocidade tremenda. Isso para todos os ambientes de hospedagem de sites em Linux, não precisei pagar nada para usá-lo e o provedor onde trabalhava não tinha recursos para gastar com algum outro software de gestão de hospedagem. O software não tem custos, mas você precisa aprender a usá-lo!

Hoje o ISPConfig administra os seguintes serviços no Linux: DNS, Bind, E-mail com Postfix, Base de Dados MariaDB/Mysql, Serviços Web Apache2 ou Nginx, Serviços de FTP, entres outros. 

O ISPConfig é o software grátis mais completo para colocar em um provedor de Hospedagem de Sites ou E-mail e eu recomendo ele para qualquer profissional ou empresa que desenvolve software para Web, tanto para quem desenvolve para computador de mesa quanto para quem desenvolve software para smartphones.

A Hospedagem antes do ISPConfig


Creio que esse tipo de cenário seja parecido com a maioria das empresas que não tem um software de gestão de hospedagem, mas vamos ao que interessa, essa é uma pequena historia que ilustra bem o caos que era antes do ISPConfig.



Na época que entrei na empresa, tínhamos 4 servidores de hospedagem, 3 servidores Linux e um servidor Windows com IIS, os servidores Linux rodavam com Apache e hospedavam sites escritos em PHP e HTML. Para criar um novo site, você tinha que acessar o servidor remotamente por ssh e criar tudo pelo terminal do Linux, muitas vezes perdíamos uma grande quantidade de tempo efetuando esse procedimento, fora que cada analista Linux criava de forma diferente esse tipo de ambiente.

Para minha felicidade, no Provedor onde eu trabalhava só haviam duas pessoas para trabalhar com este ambiente, o que diminuía a quantidade de erros, porém, eventualmente os diretores faziam esse processo, fazendo com o que o ambiente ficasse mais bagunçado.

Muitas vezes eu esquecia uma ou outra coisa para habilitar no site e tinha outro erro ainda mais grave, como não tinha quota para os sites, alguns clientes que contratavam um espaço de 500MB e quando íamos verificar, ele tinha hospedado mais de 3GB de dados na sua pasta de site, nem vou comentar sobre a parte de segurança nas permissões de arquivos e pastas, não sei como o ambiente sobreviveu tanto tempo com esse caos que era aquela infra de hospedagem.

Por causa dessa desorganização ao longo do tempo perdemos alguns clientes. O ambiente era tão ruim que quando um site precisava de uma versão mais recente do PHP, precisávamos compilar e habilitar para todos os clientes e sites com PHP ativo, muitas vezes vários sites paravam de funcionar por causa dessa alteração.

Como eu tinha dito no inicio do post, no ambiente faltavam esses três pilares, ser rápido, seguro e organizado, creio que se continuassemos assim, perderíamos todos os clientes dessas hospedagens ou pior.

- Vamos usar o ISPConfig

Essa foi a frase de um diretor da empresa, confesso que fiquei muito surpreso no inicio, fiquei pensando na minha cabeça - o que será isso ? .... - Mas aí começou o grande desafio: entender esse software, instalar e colocar em produção. 

No inicio, em 2007, o ISPConfig estava na versão 2.2.x, mas naquela época apenas o Debian dava suporte a a ele, tudo bem, eu adorava o Debian mesmo. Depois de algumas semanas de testes, tínhamos um ambiente rodando em produção, vou dizer pra você com sinceridade, quase desisti de trabalhar com hospedagem. O ISPConfig era muito limitado e eu era mais limitado ainda em entender o ISPConfig. Só não desisti porque meu diretor na época pediu para eu insistir mais um pouco antes de jogar a toalha, o tempo foi passando e eu dominando ainda mais o software e aos poucos o projeto foi ganhado versões para outras distros Linux, em uma delas eu ajudei a reportar vários bugs, o openSUSE. Aos poucos migrei quase todos os servidores de hospedagem para o ISPConfig em cima do openSUSE, não foi algo fácil, mas era preciso.

Na versão 2.2 do ISPConfig, o suporte para servidores web ainda era muito limitado, só funcionava em cima do Apache e só podia ter apenas uma versão do PHP.

O tempo foi passando, eu conhecendo mais o ISPConfig, até que deu-se o inicio a versão 3.X do ISPConfig, com inúmeras melhorias, uma interface totalmente remodelada, feita com Ajax, suporte para outro servidor web e opção de compilar versões diferentes do PHP e usar essa versão em um site sem afetar outro site que esteja usando a versão padrão da distro.

Hoje o ISPConfig está na versão 3.1.5 que foi lançada dia 29 de Junho de 2017.


Quase 10 anos usando o ISPConfig, hoje ele consegue abrigar qualquer tipo de projeto web feito para ambiente Linux ou feito em Java, tudo no ISPConfig fica muito elegante e organizado, toda gestão é feita via interface web, se você precisar de um ambiente rápido você pode instalar o servidor web Nginx, além de um ambiente de hospedagem de sites, você ainda tem um ambiente de gestão de E-mails, serviços de DNS, Webmail, servidor de mensagens jabber, entre outras coisas, e o melhor,não tem custo nenhum para quem deseja instalar o sistema em um Servidor Linux.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Curso de Shell Script - Dominando o Linux uma linha por vez!

Nenhum comentário

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Depois do sucesso do nosso curso de Bash, finalmente chegou o momento de lançarmos a continuação dos estudos de quem está aprendendo a dominar o Linux através do terminal.

Curso de Shell Script




O curso de Shell Script, assim como o de Terminal Bash, vai ser ministrado pelo Tiago Salem Herrmann dentro do Diolinux EAD, o nosso sistema de ensino à distância.

Nesta semana nós tivemos um DioCast sobre Shell Script com a presença do Tiago onde explicamos todos os detalhes sobre o curso e ainda demos algumas dicas e apontamos alguns erros comuns de quem está aprendendo.


O quanto você manja do Terminal Linux?


Quer tirar essa dúvida? Faça o nosso QUIZ para saber em que nível você está.

Domine o Linux uma linha por vez!


Para você que já é nosso aluno

Se você está ansioso(a) para começar o curso, espere um pouquinho, pois eu vou te dar alguns presentes. O primeiro deles é diretamente direcionado para quem já fez o curso de Bash com a gente, essas pessoas receberam e-mails com cupons de desconto para o curso de Shell Script no valor de 50%.

Para você que vai ser nosso aluno

Antes de mais nada, seja bem-vindo(a), vamos começar com o pé direito? Nós estamos com um promoção de lançamento muito bacana. Até Terça-feira (13/06/17) à meia-noite você poderá comprar o curso com 38% de desconto!

As matrículas estarão abertas até Quinta-feira (15/06/17) apenas, depois disso fecharemos o curso para que o professor Tiago possa melhor atender os alunos, como explicamos no final do DioCast que você pode ver ali em cima, as matrículas serão abertas novamente somente conforme os alunos forem terminando.

Conheça o curso, o conteúdo programático e mais informações sobre ele clicando no botão abaixo.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




5 motivos para se aprender Shell Script e dominar o Linux

Nenhum comentário

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Não dá para negar que o Bash é um dos interpretadores de comando mais utilizados no mundo.
E não é a toa. Às vezes é impossível ver o potencial escondido atrás da linha de comando do Bash a olho nú.

Shell Script



Basta abrir a man page do Bash para ver o mundo de possibilidades (e até se impressionar/amedrontar um pouco).

Se você já fez o nosso curso de terminal, você já teve uma pequena amostra da quantidade de coisas que dá pra fazer na linha de comando (modo interativo).

Porém, muito se engana quem acha que shell scripts só servem para automatizar backups e afins.

Abaixo vamos listar 5 motivos para se aprender a arte do shell scripting.

1 - Inúmeras partes de uma distribuição linux utilizam shell scripts.

Shell Script


- Sistemas de empacotamento (rpm e deb): scripts são usados na hora de criar pacotes, e até na hora de instalar (scripts pós instalação).

- Init systems (upstart, sysvinit): precisam de shell scripts para controlar serviços que rodam aí por debaixo dos panos.

- Grub: Arquivos que geram configurações do boot são shell scripts: /etc/grub.d/

- startx: famoso comando que inicia modo gráfico é um shell script.

- xdg-open: comando para abrir arquivos automaticamente no programa correto, também é um shell script.

Poderíamos passar horas aqui listando lugares e sub-sistemas de uma distribuição linux que usam shell scripts.

2 - Novos conceitos, mas os Shell Scripts estão lá

Shell Scripts em drones?


É impressionante como o tempo passa, as tecnologias evoluem, os conceitos de computação mudam, porém shell scripts sempre aparecem em algum canto.

Talvez você tenha percebido que o que mais se fala hoje em dia é sobre computação em nuvem.
Demanda por novos profissionais que entendam de diversas tecnologias diferentes surgem, como docker e openstack.

E apesar dos conceitos novos, ainda lá na base o shell script continua firme e forte.

- Docker: Dentro do arquivo que define um container docker você pode utilizar shell scripts.

- Openstack: Você pode executar um script no primeiro boot de uma máquina virtual para personalização.

3 - Entender Shell Scripts melhora seu conhecimento no modo interativo

Aprendendo Shell Script


O Bash pode ser executado em basicamente dois modos: interativo (linha de comando) e não interativo (scripts).

Uma das coisas mais fascinantes do mundo dos interpretadores de comandos é o número de formas diferentes para se executar uma mesma tarefa.

Muitas pessoas passam muitos anos com um canivete suíço nas mãos, porém tentam fazer tudo somente utilizando a faca mais simples do canivete, pois é a única que sabem abrir.

Este canivete é o Bash. Quando nos aprofundamos em scripts e entendemos suas estruturas para controle de fluxo, variáveis, etc, conseguimos otimizar muito nosso tempo. Estruturas como o "for", e até mesmo funções, que geralmente são encontradas somente em scripts, podem facilmente
ser utilizadas direto na linha de comando em modo interativo. E é aí que está o pulo do gato.

Tarefas como renomear vários arquivos de um diretório de uma só vez podem facilmente ser feitas com uma linha como a seguinte:

for i in *.txt; do mv $i ${i%%.txt}-old.txt; done # renomeia todos os arquivos .txt para arquivo-old.txt

4 - Melhorar seu currículo

Currículo Shell Script


Qualquer pessoa que deseje trabalhar profissionalmente com Linux, ou seja, fazer do seu hobby uma profissão de verdade, precisa necessariamente dominar shell scripts. Independente da área que você planeje atuar (programação, administração de redes, administração de sistemas) você precisará escrever e ler scripts de outras pessoas.

Há ofertas de emprego que hoje em dia nem mesmo mencionam a exigência de saber shell scripts pois já assumem que o candidato sabe.

5 - Shell script é divertido

Shell Script é divertido


Somente amantes de tecnologia irão entender este motivo. Mas sim, o prazer de automatizar tarefas e ver aquele script que você criou do zero funcionando sozinho e ficar orgulhoso de ver ele fazendo aquilo que antigamente você precisava fazer "na mão"... este sentimento inexplicável já é motivo suficiente para largar tudo o que você está fazendo e ir correndo aprender shell scripts.

Claro que há muito material da internet para você pesquisar, apostilas e tudo mais, mas como vocês pediram diversas vezes, nós vamos lançar um novo curso no EAD.

Se você não tem ideia por onde começar e precisa de um guia, fique ligado que em breve lá no EAD do Diolinux será lançado um curso completo de Shell Script. Mais de 11 horas de vídeo aulas explicando detalhadamente tudo o que você precisa saber para dominar a arte automatizar tarefas
e otimizar a sua vida na linha de comando.

Este artigo foi escrito em parceria com o nosso professor Tiago Salem, ele já possui um curso de Bash (Terminal) lá no Diolinux EAD, esse curso é quase que um pré-requisito para o de Shell que está por vir, vale a pena dar uma olhada.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Aprenda a editar vídeos no Blender em uma hora!

Nenhum comentário

segunda-feira, 8 de maio de 2017

É Blender é um dos softwares de código aberto mais poderosos e mais aceitos da indústria, apesar dele ser mais conhecido no ramo da modelagem 3D, o software tem várias outras funções, entre elas a edição de vídeo. E que senhor editor, hein?! Hoje vamos aprender a domar essa fera, vem com a gente que vai ser moleza!

Como editar vídeos com o Blender




Vamos explorar à fundo a edição de vídeo no Blender, esse vídeo aqui foi preparado em conjunto com o nosso professor o Diolinux EAD, Júlio César, onde vamos tirar as principais dúvidas e mostrar de forma extremamente simples como você pode usar o Blender para editar vídeos. Em menos de uma hora você já vai estar conseguindo fazer as suas primeiras edições.



E agora é a hora da surpresa!


Dominando o Blender
O Blender é como o Dodge do Velosos e Furiosos, depois que você "domar o bicho", o céu é o limite!

Pra ficar mais fácil ainda de dominar essa fera, nós criamos um curso de edição de vídeo com Blender para você não ter mais dúvidas sobre o quanto essa ferramenta poderá ser poderosa, a boa nova é que se você está vendo este post entre os dias 7 à 9 de Maio de 2017, você tem a chance de comprar o curso pelo valor da Netflix, isso mesmo! Só R$ 19,90! E você ainda receberá uma aula extra grátis de introdução ao ambiente 3D do Blender, são 20 minutos extras de aula só para quem comprar na promoção de lançamento, depois deste dia os preços voltarão ao normal! A aula extra é somente para os compradores da promoção de lançamento!

Clique ai em cima pra detonar na edição com o Blender!
Acesse aqui para conseguir a sua vaga no curso, corra pois é por tempo BEM limitado! Neste link você também encontra todo o conteúdo programático, lembrando que você receberá também certificado de conclusão de curso.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




3 dicas simples para você estudar programação e T.I online gratuitamente

Nenhum comentário

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Você está procurando uma forma de estudar programação online? Então confira agora algumas sugestões para você começar a sua jornada no mundo da tecnologia com sites que você pode usar como auxiliares para o seu desenvolvimento como profissional e/ou hobbysta.

Aprenda em casa




Este texto foi escrito pelo nosso leitor, Felipe Pedrosa, e não representa necessariamente a opinião do blog sobre assunto, mas certamente será de valor para você que está querendo dar uma guinada na sua vida através dos estudos e não tem muito dinheiro para investir na sua educação, confira:

Estudando em casa


Olá amantes da tecnologia, hoje apresentarei diversos sites que venho utilizando para aprimorar meu conhecimento, espero que ajude vocês na caminhada do conhecimento.

Em primeiro lugar trago o a Code Academy, este entre todos é meu favorito, possui diversos tipos de linguagem para programação WEB como Python, Ruby, JavaScript entre outros e todo este conteúdo totalmente de graça.

Para quem deseja aprender SQL posso indicar um curso que eu conclui no site da “SoftBlue”e é espetacular, o curso possui embasamento na ferramenta “PostgreSQL" mas isto não implica em nada caso queira utilizar outra ferramenta de sua preferência como o “MySQL”.

Como estamos falando da SoftBlue posso indicar um outro curso disponibilizado pela empresa que é sobre “Lógica de programação” outro curso excelente, mas este não completei.


Outra alternativa muito interessante que encontrei foi o ”Code Combat”, um site que ensina a programar “jogando”, a iniciativa é muito simples, você controla seu personagem utilizando programação para derrotar seus inimigos e passar de fase, você pode “jogar” utilizando alguns tipos de linguagens diferentes como Python, JavaScript, CoffeeScript e Lua ( no site diz que Lua é uma linguagem utilizada para criar jogos ). Hoje o site esta disponível em português de Portugal mas caso alguém queira contribuir para a tradução para Português do Brasil a opção esta disponível no site da empresa. 

Por ultimo trago uma lista feita pelo Olhar Digital onde diversos sites disponibilizam conhecimento gratuito, este link foi apresentado por meu gerente na empresa em que trabalho e gostaria de compartilhar com todos.

Apenas para conhecimento o nenhuma das empresas citadas patrocinaram esta postagem ou o blog, as informações divulgadas aqui são apenas para que outras pessoas adquiram conhecimento, assim abrindo portas e mostrando que todo mundo tem uma oportunidade de melhorar seu futuro.

Agradeço ao Dionatan e ao blog Diolinux por concederem esta oportunidade.

Nota do blog


Quero agradecer a participação do nosso querido leitor e sugerir a você, caso você tenha alguma ideia bacana, dica, tutorial que gostaria de compartilhar com as pessoas, mande um e-mail pra gente com o seu artigo.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Qual a diferença entre os principais cursos superiores de T.I.? Veja qual é o adequado para você

Nenhum comentário

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Todas as pessoas que estão finalizando o ensino médio e procurando um curso superior (ou não) para futuramente trabalhar na área de tecnologia costumam ficar com dúvidas sobre qual curso escolher e que tipo de formação procurar, vamos esclarecer aqui as suas dúvidas e mostrar as diferenças entre cada um dos principais cursos relacionados a T.I. que são comumente oferecidos no Brasil.

Sabendo quais os principais assuntos abordados neles, você poderá tomar uma decisão consciente sobre o assunto e definir se é "isso" mesmo que você quer fazer.

As diferenças entre os cursos de T.I.




Existem várias formas de você iniciar a sua carreira acadêmica no segmento de T.I, existem várias especialidades diferentes que você pode procurar para melhorar os seus conhecimentos. Vamos listar os principais aqui e mostrar o que cada um deles costuma estudar.

Tecnologia em Sistemas para Internet


Duração do Curso: de 2 a 3 anos. 
Tipo: Tecnólogo.

Um estudante desta área será capacitado para desenvolver e fazer manutenção em sites empresariais de todos os portes. Este curso costuma ter um tempo de duração um pouco menor que as outras opções comuns, isso pode ser bom, afinal você terá saído do curso mais cedo, podendo concorrer à vaga desejada no mercado de trabalho.

O curso de "Sistemas para a Internet" se aproxima muito do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, mas tem como principal diferença a atuação profissional, que focará as atividades no ambiente da Internet e não na programação de software. Entre as funções que o aluno aprenderá a desempenhar, estão o desenvolvimento de sistemas, de páginas da web, de interface de sites, o esquema de cores, tratamento de imagens, criação de banners, posicionamento de links, programação em HTML 5, marketing digital, entre outros. 

Análise e Desenvolvimento de Sistemas


Duração média do curso: de 2 a 3 anos.
Tipo: Tecnólogo.

Quem optar por "ADS", um curso muito comum nos últimos tempos e almejado por várias pessoas, encontrará um ramo onde o profissional será responsável pela análise, projeto e implementação de sistemas e softwares, normalmente voltados para serviços e produtividade.

Quem estuda "ADS" também costuma aprender algumas linguagens de programação. Muita gente procura este curso por conta dos adicionais que ele pode oferecer, como gerenciamento e administração, o que pode ser muito útil caso você deseje abrir a sua própria empresa. Muitos donos de Startups fizeram este curso.

Tecnologia em Banco de Dados


Duração média do curso: de 2 a 3 anos.
Tipo: Tecnólogo.

Este é um setor interessante para se atuar também. Hoje em dia, empresas de médio e grande (algumas pequenas também) porte costumam manter uma base de dados de clientes e outras informações, ter um profissional para manter um banco saudável e perfeitamente funcional, certamente é algo essencial.

Um profissional desta área poderá trabalhar com dados de clientes, estoques, matéria-prima, pagamentos e até mesmo relatórios de produtividade. O conhecimento adquirido neste curso pode ser aplicado também para criar um banco de dados completamente novo para uma empresa, ou dar manutenção em um existente, calculando a expansão necessária do ambiente empresarial para garantir que o volume de dados crescente seja organizado sem problemas.

Redes de computadores


Duração média do curso: de 2 a 3 anos.
Tipo: Tecnólogo.

O curso de "Redes", como é chamado por muitos, também é uma opção famosa.

Muita gente diz que este é um dos cursos mais complicados da área de T.I.; quem trabalha com "Redes de computadores" é responsável pela criação de redes de internet, dimensionamento de equipamento, manutenção, gerenciamento, segurança e infra-estrutura de redes internas, externas, locais ou de longas distâncias de uma empresa.

Este profissional costuma ser responsável por garantir a qualidade e funcionamento de uma rede de uma empresa, saber de Linux é especialmente útil neste curso.

Segurança da Informação


Duração média do curso: de 2 a 3 anos.
Tipo: Tecnólogo.

Um profissional desta área irá trabalhar diretamente com a segurança das empresas onde atuar. O curso trabalha com assuntos como: Análise de riscos, projetos e implementações de redes seguras, proteção de sistemas e redes contra ataques de crackers, objetivando questões como encontrar as vulnerabilidades que um sistema eventualmente possua, recuperação de informações perdidas e fazer a gestão das informações disponíveis em rede de acordo com a política da empresa onde estiver empregado.

Engenharia da Computação


Duração média do curso: 5 anos.
Tipo: Bacharel.

Este é um dos cursos mais tradicionais da área de T.I., e um dos mais longos também, então, se esta for a sua vocação, prepare-se, pois serão muitas horas de aula.

Todas as engenharias tendem a ter em suas grandes assuntos complexos de serem estudados, existirão várias horas de aula dedicadas à matemática, física e engenharia básica. A grade curricular é extensa e vai passar por várias áreas diferentes, incluindo desenvolvimento e manutenção de softwares, processos, automação, montagem e configuração de hardware, componentes de hardware, robótica e até a integração de todos estes elementos.

Hardware é um dos assuntos principais, mas mesmo assim haverão nuances de outras áreas como, engenharia de softwares, redes de computadores e banco de dados.

Um engenheiro pode ser responsável por desenvolvimento de novos hardwares e implementações de ferramentas envolvendo manutenção de computadores e sistemas físicos dentro de uma empresa. Ao mesmo tempo, um profissional deste calibre pode também almejar vagas em outras áreas que não vão envolver hardware diretamente, como elétrica/eletrônica e telecomunicação, entre outras, trabalhando com os componentes de forma indireta.

Sistemas de informação


Duração média do curso: 4 anos.
Tipo: Bacharel.

Este curso é conhecido por ser um apanhado de vários outros cursos, aqui um estudante de "Sistemas de informação" vai estudar informática "em geral" e aprender relacionar as várias áreas de tecnologia, de certa forma, um profissional desta área vai reunir competências de outros cursos, como "Redes de computadores", "Banco de Dados", "ADS" e "Sistemas para Internet".

Quem se graduar em "Sistemas de informação" estará apto para desenvolver, planejar e escrever novos softwares; criar, organizar, administrar e garantir a segurança em redes de computadores; desenvolver e administrar websites e ainda trabalhar na manutenção de banco de dados.

Como o conhecimento adquirido aqui é amplo, este profissional não precisa necessariamente trabalhar com hardware ou software, podendo seguir carreira como gestor de TI em empresas, gestor de projetos, trabalhar na área logística; existem muitas possibilidades.

Ciência da Computação


Duração média do curso: 4 anos.
Tipo: Bacharel.

O perfil do profissional formado é o de um cientista de computação, com base interdisciplinar e tecnologicamente generalista, mas com possibilidade de especialização em alguma área de sua escolha, o que permite grande flexibilidade de atuação em várias áreas do conhecimento que requerem o domínio de técnicas computacionais. 

Para se dar bem neste curso é interessante possuir capacidade de raciocínio lógico e abstrato, compreender e aplicar conceitos, princípios e práticas essenciais no contexto de cenários bem definidos, mostrando discernimento na seleção e aplicação de técnicas e ferramentas. Dentre outras coisas, este profissional é capaz de projetar, implementar, manter e operar ambientes computacionais para solucionar problemas nas diversas áreas de aplicação, com sólido embasamento científico-tecnológico. A continuidade da formação profissional e científica, através do ingresso em cursos de pós-graduação, é fortemente incentivada pelo embasamento teórico e pela possibilidade de participar de projetos de iniciação científica, capacitando-o para a vida acadêmica.

Áreas de atuações vastas


Informática é uma área tão imensa que é difícil até mesmo listar todas as profissões possíveis, eu por exemplo, apesar de ter me formado em hardware, acabei "enveredando" para outros lados e hoje em dia trabalho com conteúdo, como fonte de renda primária. As coisas mudam e você acaba adaptando-se.

Por isso é interessante que você saiba que existem vários ramos diferentes para se atuar, quero compartilhar algumas experiências que eu pude colher com profissionais de áreas diferentes através do DioCast, o nosso podcast no YouTube.





Espero que eu tenha conseguindo clarear algumas das dúvidas mais comuns de quem está pensando em entrar na área, e aí, qual ramo você vai seguir?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Faça o curso de Cloud da Linux Foundation gratuitamente

Nenhum comentário

quarta-feira, 23 de março de 2016

A Linux Foundation está disponibilizando através da plataforma EDX um curso de Tecnologias de Infraestrutura de Cloud gratuitamente, veja como fazer o curso.

Curso da The Linux Foundation




A ideia do curso é ajudar você que deseja trabalhar com Cloud Computing, ele é um curso introdutório ao assunto ministrado por alguns especialistas da Linux Foundation e almeja te ensinar os conceitos básicos da computação em nuvem e compreender como esta tecnologia funciona, assim como as ferramentas associadas a esse tipo de aplicação.

Os tópico abordados são:
  • Tecnologias em nuvem da próxima geração: Saiba mais sobre tecnologias de nuvem e de contêiner como Docker, CoreOS, Cloud Foundry, Kubernetes e OpenStack, bem como as ferramentas ao seu redor.
  • Soluções de computação, armazenamento e rede escalável e de elevada performance: Destinado a obter uma visão geral dos softwares de armazenamento e soluções de rede utilizados.
  • Soluções utilizadas pelas empresas para atender às suas demandas de negócios: Estude sobre DevOps e práticas de integração contínua, bem como as ferramentas de implantação disponíveis para arquitetos para atender e exceder suas metas de negócios.
Nenhuma experiência é necessária para este curso, com ele você terá seu conhecimento expandido e poderá tomar decisões mais inteligentes sobre quais serviços e aplicações em nuvem poderão ser aplicados dependendo da necessidades dos seus clientes.

Quem desejar um certificado reconhecido pela instituição poderá pagar 99 dólares por isso, o curso em si é grátis. Para acessá-lo basta clicar aqui.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Hora de estudar: Pixar lança curso gratuito de animação

Nenhum comentário

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Uma parceria entre a Pixar e a Khan Academy fez com que ficasse acessível ao público um curso de animação chamado "Pixar in a Box", confira.

Curso de animação da Pixar



A ideia do curso é ensinar os princípios da computação e para isso serão usados os recursos que a Pixar costuma usar em suas famosas animações, mostrando os conceitos matemáticos que fazem os personagens ganharem vida.
Leia também: Pixar abre o código do Renderman
O "Pixar in a Box" é uma série de exercícios online hospedado na plataforma Khan Academy, e é gratuito, os alunos aprenderão a usar as mesmas ferramentas usadas pelos engenheiros e artistas da Pixar, explorando a modelagem 3D, desde de como criar grama até como criar multidões entre outras coisas.

Todas as aulas do “Pixar in a Box” são gratuitas e não necessitam nem de registro no site ou mesmo alguma exigência para completar o curso. As aulas, porém, são ministradas em inglês.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Curso de Administração de redes Linux - SENAI de Santo Amaro - SP

Nenhum comentário

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Uma boa oportunidade para as pessoas que desejam aprender sobre redes Linux surgindo no SENAI de Santo Amaro, São Paulo.

Senai com curso de Linux

É sempre bom abrir espaço para iniciativas como esta, o nosso leitor e amigo Herbert Borges vai ministrar um curso de Administração de redes Linux no SENAI de Santo Amaro, São Paulo, e pediu para que nós ajudássemos a divulgar o seu projeto.

Resumo

O Curso de Especialização Profissional Administração de Rede Linux tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas ao desenvolvimento de projetos de redes de dados, implantação e administração de sistemas de suporte e estruturação de redes.

Pré-Requisito:

- O aluno deverá, no início do curso, ter no mínimo 16 anos de idade.
- O aluno deverá ter concluído o Nível Médio.
- Comprovar conhecimentos e experiências anteriores referentes à Introdução ao S.O. Linux e Mantenedor de Redes de Computadores adquirido em outros cursos, no trabalho ou em outros meios informais.

Programação do Curso

INTRODUÇÃO ÀS REDES LINUX 

Introdução e Aplicabilidade Definição de rede; Aplicações das redes de dados. ;RFCs, Normas de Rede e Segurança Órgãos de Regulamentação; Requisições de discussão (RFC); Órgãos de padronização; Normas de rede; Normas de segurança de rede.;Modelo OSI Introdução ao RM-OSI; Camadas do RM-OSI. 

Modelo TCP/IP Introdução ao RM-TCP/IP; Camadas do RM-TCP/IP.;Protocolos de Rede Definição de protocolo; Protocolos de camada física e enlace, Protocolos de camada de rede e transporte, Protocolos de aplicações de sistema e usuários. ;Endereçamento IP Estrutura do endereço IP; Conceito de Classes e CIDR, Conceito de VLSM.;Roteamento IP Conceito de gateway, Ativos de rede; Roteamento estático, Algoritmos roteamento dinâmicos, Protocolos de roteamento dinâmicos. 

CONFIGURAÇÃO DE SERVIDORES 

Implantação do Sistema Linux Introdução; Versões e Distribuições; Requisitos para instalação; Instalação do sistema operacional.;Configurações de dispositivos de rede Configuração dos dispositivos de rede; Configuração de repositórios; Instalação de pacotes adicionais.;Configuração de Firewall Conceito de Firewall; Tabelas e regras; Criação de script de Firewall; Segurança da estação; Segurança da rede e conceito de DMZ.;Configuração de Acesso Remoto Conceito de acesso remoto; Configuração do sistema de acesso remoto; Reforçando a segurança do acesso remoto. 

CONFIGURAÇÃO DOS SERVIÇOS DE REDE 

Servidor DHCP - Aplicabilidade; Instalação do DHCP; Configuração de escopo; Encaminhamento de broadcast.;Servidor NFS - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do NFS.;Servidor DNS - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do BIND; Cadastro de ZONA direta e inversa; Cadastro de endereços e apelidos. Servidor WEB - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do Apache; Publicação de site; Configuração de site autenticado; Configuração de site certificado.;Servidor FTP - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do FTP.;Servidor Impressão - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do CUPS.Servidor SAMBA - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do SAMBA; Criação de usuários; Compartilhamento de arquivos; Inserção de máquinas no domínio.;Servidor LDAP - Aplicabilidade; Instalação e Configuração do LDAP; Instalação da interface WEB LAM; Integração com o SAMBA..

O Curso terá a duração de pouco mais de 2 meses e começará agora no dia 20 de Fevereiro, você encontra mais informações sobre como aproveitar esta oportunidade clicando aqui.

Ficou chateado por não poder fazer o curso presencial? Confira então a sessão de cursos online na nossa loja, clique aqui.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Curso presencial de Ubuntu Desktop - Oportunidade

Nenhum comentário

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Olá pessoal, hoje quero contar para vocês sobre um novo projeto que estou iniciando juntamente com a Escola Porthal, que além de parceira é patrocinadora do Diolinux. Estamos montando um curso presencial de Ubuntu Desktop, saiba mais:

Curso presencial de Ubuntu Linux

O curso falará de Linux com um enfoque no Ubuntu, estamos ainda sentido a receptividade do público mas já existem um planejamento do conteúdo programático que conterá nele. A ideia e fazer um curso de operador de computador, assim como existem os cursos para Windows, só que com o Ubuntu Linux.

O conteúdo abordado irá desde a filosofia que envolve o Linux mas com enfoque principal na praticidade de seu uso, mostrando ferramentas como o LibreOffice, diversas interfaces gráficas e a tecnologia de ponta desenvolvida usando o sistema.

Quero pedir a sua ajuda para divulgar este curso pelo Brasil, porém, quero lembrar que esta etapa é um curso presencial, logo, possivelmente ele ficara acessível somente aos moradores do estado do RS, entretanto, pretendemos criar um no formato EAD (Educação à Distância) se houverem interessados então não deixe de se cadastrar.

Graças a parceria com a Escola Porthal temos algumas bolsas de estudos, então cadastre-se logo abaixo gratuitamente, assim poderemos entrar em contato com vocês para avisar quando o curso à distância estiver disponível e também caso você possa fazer o curso de maneira presencial.

Ajude-nos a levar o Linux para os lares das pessoas! :)



Para as pessoas que estão muito distantes de nós fisicamente nós temos uma gama de cursos, treinamentos e livros sobre Linux e seus softwares que estão disponíveis na DioStore, basta clicar aqui para conferir.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Confira:
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo