Diolinux - Open Source, Ubuntu, Android e tecnologia

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador gnome. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador gnome. Mostrar todas as postagens

Canonical entra para o conselho da GNOME Foundation

Nenhum comentário

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Agora que o Ubuntu voltou a usar o desktop "full GNOME", nas palavras de Mark Shuttleworth, criador da empresa por trás do sistema, a Canonical tem um maior interessante em se integrar a comunidade de forma mais ativa, assim como outras companhias, agora eles fazem parte do "GNOME Foundation Advisory Board".

Canonical entra para GNOME Foundation






Fazendo jus ao lema de "entre em novos projetos de cabeça", a Canonical resolveu participar de forma ativa da comunidade GNOME ajudando com os profissionais da empresa na resolução de problemas, elaboração de recursos e financiando o projeto, junta-se então a outras empresas  e instituições que já fazem parte, como a Google e a Linux Foundation.

A GNOME Foundation deu as boas-vindas para a Canonical através de um anúncio em seu site oficial. O Ubuntu 17.10 foi a primeira versão do Ubuntu a trazer de volta o Desktop GNOME, o processo deverá se repetir e lapidar para a release de Abril de 2018, o Ubuntu 18.04 LTS, que é uma versão importante para a Canonical, justamente por se tratar de mais uma versão de longo suporte que geralmente preza por maior estabilidade.

A Wiki do GNOME agora possui uma página também onde orgulhosamente exibe o processo de mudança do Unity para o GNOME, o que se ganha e o que se perde, acho que é interessante conferir. 

Para aqueles que achavam que a Canonical andava muito "por fora" da comunidade, este deve ser uma novo começo de colaboratividade e troca recíproca.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Instale este tema moderno no seu Ubuntu 17.10!

Nenhum comentário

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Com o lançamento do Ubuntu 17.10 nós tivemos a volta do ambiente GNOME para o Ubuntu de forma completa, entretanto, o tema tradicional do Ubuntu, o Ambiance/Radiance, assim como os ícones Ubuntu Mono Dark/Light, continuam os mesmos de sempre, somado ao tema para o Shell, eles garantem a aparência tradicional do Ubuntu, que convenhamos, já está ultrapassada.

Tema United no Ubuntu






Ouvi falar que o Ubuntu 18.04 LTS virá com uma aparência melhorada, mas até lá, vamos ver o que podemos fazer com o Ubuntu 17.10, certo? Para tentar "corrigir" a aparência do GNOME Shell no Ubuntu, sem perder a identidade visual do sistema, vamos usar o tema United e o tema de ícones Diolinux Paper Orange.

O primeiro passo é adicionar a extensão para o GNOME Shell que permite que você carregue temas do seu diretório pessoal, então clique aqui e adicione o "user themes".

Outra ferramenta que você vai precisar é o GNOME Tweak Tool, ele permite que você faça modificações mais profundas no seu sistema, incluindo o tema. Você encontra esta aplicação na Central de Aplicativos do seu Ubuntu:

GNOME Tweak Tool Ubuntu

Agora que você já tem as ferramentas adequadas para mudar o tema, resta-nos baixar o tema United, acesse a página no GitHub do projeto e baixe os arquivos indicados.

Download do Tema United

O tema United tem algumas variações, inclusive é compatível com outras distros, no entanto, vamos fazer uma mescla entre eles para ter uma bom resultado final. Baixe o "United Latest" e o "United Ubuntu Alt", serão dois arquivos compactados.

Extraindo o tema United

Bastar extrair as pastas contidas dentro dos dois arquivos que você baixou para a pasta oculta .themes, caso ela não exista você pode criá-la, mas não esqueça de colocar o ponto antes do nome "themes", caso contrário ela não fica oculta. Para exibir as pastas ocultas no Nautilus é só pressionar Ctrl+H, para voltar a ocultar é só pressionar a mesma combinação novamente.

Para instalar o tema de ícones Diolinux Paper Orange, temos um tutorial específico para ele aqui.

Uma vez os temas instalados, agora só falta ativá-los, abra o GNOME Tweak Tool (Ajustes) e na sessão aparência deixe assim:

Gnome Tweak Tool Ubuntu

Claro que existem outras combinações que você pode testar, mas esta foi a que eu achei mais bela, lembra um pouco o design que o "falecido" Unity 8 tinha.

Aproveite a nova aparência e até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Gerencie as pastas na Dash do GNOME Shell facilmente com a extensão AppFolders Manager

Nenhum comentário
Esta é uma das características do GNOME Shell que deveria receber um upgrade em versões futuras, pelo menos na minha opinião. Os aplicativos dispostos no Menu/Dash do GNOME Shell lembram muito a visualização comum de sistemas de Smartphones, como o Android, contudo, o funcionamento é contra intuitivo. Eu já vi várias pessoas tentando arrastar um ícone de App sobre o outro para tentar criar pastas agrupadas de aplicativos, coisa que não funciona no GNOME Shell.

Gnome Shell AppFolder Manager





Apesar de não trazer a funcionalidade ideal, de simplesmente arrastar e soltar, esta extensão ajuda a solucionar o problema, permitindo que você organize os seus Apps de uma forma mais simples, bastando clicar com o botão direito sobre os ícones e categorias, para criar categorias próprias, excluir as existentes, adicionar novos apps a estas pastas, etc.

Configurações de categorias no GNOME Shell

Para passar a utilizar o recurso, basta adicionar a extensão Appfolders Manager, basta ter o GNOME Tweak Tool instalado para ter mais opções de configuração, assim que você ativar a extensão através do site, automaticamente ela já entra em funcionamento.

Aproveite para organizar os seus aplicativos, quem sabe no futuro não vamos precisar desse tipo de coisa.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conheça todas as novidades do GNOME 3.26 "Manchester"

Nenhum comentário

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Nesta semana tivemos o lançamento da nova versão estável do GNOME, em todo seu ecossistema, incluindo o Shell e várias aplicações que o acompanham. Confira agora todas as novidades na versão 3.26.

GNOME 3.26





Com a chegada da nova versão do GNOME nós teremos várias aplicações remodeladas no Desktop Enviroment, incluindo o novo painel de controle, novas funções para a Dash de pesquisa, aplicativos de escaneamento e fotos remodelados, entre muitas outras novidades. 

Para conhecer todas as novidades, confira o vídeo abaixo produzido pelos desenvolvedores do GNOME:


Qual nova funcionalmente do GNOME 3.26 você gostou mais? Não gostou de alguma coisa? Deixe a sua opinião nos comentários abaixo.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Vídeo conta a história do GNOME Shell (PT-BR)

Nenhum comentário

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

Sabe de uma coisa? É muito bom poder chegar aqui e apresentar este tipo de material produzido por brasileiros. Vejo a comunidade Linux brasileira no YouTube em crescimento e se profissionalizando com o tempo, o que é muito bom! Hoje você vai conhecer a história de uma das mais populares interfaces gráficas do mundo da tecnologia, o GNOME Shell.

A história do GNOME Shell





Os nossos amigos do canal Oficina do Tux criaram um vídeo para explicar para você um pouco da trajetória do GNOME Shell, interface preferida de várias distribuições Linux famosas, como o Fedora e agora, o Ubuntu também.

Confira:


Eles estão realizando uma enquete também para saber qual ambiente gráfico deve ser o próximo a ter a sua história contada, então você pode deixar a sua sugestão nos comentários ou no card no vídeo.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.



Ubuntu 17.10 vai mudar o local dos indicadores no GNOME Shell

Nenhum comentário

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Depois de anunciarem a presença de uma Dock sempre visível do lado esquerdo na interface GNOME do Ubuntu 17.10, os desenvolvedores do Ubuntu anunciaram outra mudança que modificará um pouco a forma dos usuários interagirem com a interface do sistema, especialmente se comparando com o modo atual de operação do GNOME Shell.

Ubuntu AppIndicators






Nas atualizações que tivemos do Ubuntu 17.10 (versão de desenvolvimento) nesta semana, foi acrescentada uma nova extensão ao GNOME Shell (agora na versão 3.25) que dá à interface um recurso que eu acho essencial, os indicadores na parte superior no painel do GNOME.
Originalmente a posição dos indicadores do GNOME Shell é no canto esquerdo inferior; pra mim, um lugar inexplicavelmente fora de mão:

Indicadores no GNOME Shell

Com a mudança do Ubuntu através de uma extensão chamada de Ubuntu AppIndicators, que é um fork, não do Top Icons, mas da extensão KStatusNotifierItem/AppIndicator Support. Com ele ativado, os indicadores no Ubuntu vão ficar na mesma posição que sempre ficaram, o que eu considero bem melhor, repare:

Nova posição dos indicadores

Aos poucos o novo Ubuntu vai ganhando forma, até o final deste mês deveremos ter um novo tema para o GNOME Shell também, fique ligado aqui no blog e no canal para ficar por dentro das novidades.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Ubuntu 17.10 terá uma dock visível do lado esquerdo, mas não será a Dash to Dock

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Os  desenvolvedores do Ubuntu confirmaram a presença de um Dock visível o GNOME Shell no Ubuntu 17.10 que sai no próximo mês de Outubro, porém, ela não será a popular "Dash to Dock".

Nova Dock do Ubuntu






A "Dash to Dock" é uma das extensões mais populares do GNOME Shell e é utilizada por boa parte dos usuários do ambiente e até mesmo vem pré-instalada em várias distribuições.

Por conta das pesquisas realizadas pela Canonical com os usuários do Ubuntu, ficou clara a necessidade do sistema possuir uma Dock visível, semelhante ao que temos na interface Unity, que será deixada de lado na versão 17.10.

Apesar de usar a "Dash to Dock" ter sido algo considerado, os desenvolvedores do Ubuntu optaram por criar um fork dela que será chamado simplesmente de "Ubuntu Dock". O motivo para isso se deve ao fato de que os desenvolvedores queriam que uma função tão importante para a "experiência Desktop do Ubuntu" ficasse sob o controle direto deles. Uma vez que a "Dash to Dock" recebe muitas modificações e acréscimos de funcionalidades, ela poderia acabar desestabilizando a interface, por conta disso a dock da Canonical será mais simples e até mesmo com menos opções de personalização, garantindo uma maior estabilidade.

O interessante é que a "Ubuntu Dock" foi desenvolvida em conjunto com as pessoas que trabalham na "Dash do Dock" e como qualquer outra extensão, ela pode ser desabilitada, inclusive, caso o usuário instale a "Dash to Dock", a "Ubuntu Dock" é desabilitada automaticamente.

Mais alguns detalhes devem ser ajustados no "sprint final" que ocorrera no final do mês de Agosto.

A ideia por trás dessa Dock é diminuir o impacto de quem for migrar do Ubuntu com Unity para o Ubuntu com GNOME Shell, o que sem dúvida vai ajudar, ou pelo menos será muito melhor do que deixar o GNOME puro, sem esta modificação.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Canonical organizará evento para comunidade ajudar na finalização do ambiente Desktop do Ubuntu 17.10

Nenhum comentário

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Em todos estes anos em que eu utilizo o Ubuntu, não me lembro de ter visto algo parecido. A Canonical está literalmente chamando a comunidade do Ubuntu para dentro da empresa e... ainda oferecendo pizzas e bebidas. 🍕🍕🍕

Ubuntu Desktop 17.10






Os desenvolvedores da Canonical estão se envolvendo muito mais com a comunidade de usuários para este lançamento de Outubro. O Ubuntu 17.10, Arful Aardvark, que agora contará com o GNOME Shell como interface gráfica padrão, ainda precisa receber vários ajustes e como quanto mais pessoas estiverem observando a distro, mais provável que os eventuais problemas sejam detectados e corrigidos, os desenvolvedores estão chamando os usuários interessados para um evento que acontecerá na sede da empresa, em Londres.

O acontecimento está sendo chamado de "Desktop Fit & Finish Sprint" e acontecerá por volta dos dias 24 e 25 de Agosto, sendo aberto para todos que desejarem participar, no entanto, os desenvolvedores pedem que as pessoas que se candidatarem a participar tenham um certo conhecimento avançado, especialmente em CSS e GTK, pois esses dias serão destinados a ajustar a experiência desktop no novo Ubuntu.

Não existem vagas ilimitadas, por isso, as pessoas interessadas precisam inscrever-se para isso. Visto que existe todo um esquema de organização e segurança a ser estruturado para o evento.

Dentre as coisas que devem ser finalizadas nestes dias estão tema GTK do Ubuntu, o tema do GDM e a correção de bugs gráficos que apareçam, além de otimizações para velocidade. Mesmo que você não participe, este evento nos dá uma ideia de que em breve teremos coisas novas para testar no Ubuntu.

Até a próxima!

____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Novidades no Ubuntu 17.10 e pesquisa da Canonical por aplicações padrão

Nenhum comentário

terça-feira, 25 de julho de 2017

Como eu comentei em um "Diolinux Responde" recente, a Canonical está muito mais envolvida com a comunidade nesta release, pegando diversos feedbacks e ouvindo a comunidade (tô até estranhando!), além disso, temos várias novidades e otimizações para o Ubuntu que vai sair em Outubro e algumas previsões para o 18.04 LTS do próximo ano.

Ubuntu 17.10 novidades


Os desenvolvedores do Ubuntu estão trabalhando para deixar a ISO do sistema mais enxuta e movendo arquivos obsoletos provenientes do Unity para fora da ISO e para dentro do repositório Universe

Dentre as novidades publicadas recentemente, nós temos alguns destaques:

GNOME: Sem comentar ainda em temas, que é algo muito esperado pelos usuários, os desenvolvedores estão preocupados no momento em criar um opção de configuração de privacidade para o sistema de conexão captive portal, inclusive submetendo esse recurso de correção no projeto GNOME em si, podendo ser estendido para outras distros. Se for aprovado, ele será aplicado via patch.

ISOs: O processo de limpeza de componentes que não serão utilizados na nova ISO com GNOME continua, sendo que estes componentes continuarão disponíveis via repositório, incluindo o Unity em si. Nesta semana a lista de pacotes limpos incluem o sistema de indicadores.

Snaps: Novos pacotes Snap estão disponíveis, agora incluindo também aplicações GNOME, como: gedit, gnome-sudoku, gnome-dictionary, gnome-cloks, quadrapassel e gnome-calculator. Todos eles estão no canal Edge da SnapStore, todos utilizando o GNOME 3.24 como base.

Muitos Snaps novos estão sendo feitos também com a intenção de facilitar a vida dos usuários, aplicativos como Spotify e Office 365 Web deverão ganhar uma versão Snap em breve.

GDM e Conexões: GDM é o gestor de login do GNOME Shell. Os desenvolvedores do Ubuntu estão trabalhando para consertar um bug que bloqueia o A2DP, que é um perfil bluetooth da alta qualidade, quando ativado dentro da sessão do usuário.

Atualizações: O LibreOffice está chegando ao Ubuntu com a versão 5.3.4, GStreamer 1.12.2, Evolution 3.24.2 e melhorias no network-manager, que deve chegar na versão 1.8. O GNOME Software também está recebendo atualizações para dar suporte pleno aos pacotes Snap.
  
Unity 7: Curiosamente, ainda estão sendo lançadas melhorias para o Unity 7. Isso porque o Ubuntu 16.04 LTS que carrega ele tem suporte até 2021. As melhorias não são grandes, mas deverão agradar a um público específico. As modificações são para deixar o Unity Low Graphics ainda mais leve para computadores modestos e torná-lo mais funcional em máquinas virtuais.

Mais melhorias para o Ubuntu 17.10 Artful Aardvark


Aqui podemos incluir algumas outras melhorias pontuais para o Ubuntu 17.10. O GNOME será o padrão no lugar do Unity, como nós já sabemos, teremos melhorias no BlueZ, o aplicativo de Bluetooth, haverá a mudança do Synaptics para o Libinput no controle de dispositivos apontadores (mouse especialmente), melhorias para suportar monitores 4K e de alta de definição, novidades no instalador do Ubuntu para servidores e imagens mínimas (Ubuntu minimal) 18% menores, com apenas 36 MB.

Outra mudança que me chamou a atenção é que haverá a remoção de Kernels antigos da pasta /boot de forma automática, não sei exatamente como o recurso vai funcionar e qual é o quesito para se considerar um Kernel como "antigo", mas particularmente eu sempre gostei de ter mais de 1 disponível em caso de "merdas da vida." Vamos ver como será o comportamento.

Outra coisa interessante é que agora as partições em Ext4 poderão ser encriptadas via fscrypt. O suporte para GPU/CUDA (placas Nvidia) será melhorado também, apesar de eu não saber o quanto isso vai impactar o desktop, visto que os detalhes da integração falavam mais da utilização de clusters com Kubernetes e Docker, então vou ter que esperar mais informações para pode falar melhor sobre isso.

Quais são os aplicativos que devem ser padrão no Ubuntu?


Outra coisa bacana que aconteceu recentemente é que a Canonical criou um "Ubuntu 18.04 LTS Desktop Default Application Survey", para que todos possam votar em quais aplicações devem ser as padrões no Ubuntu 18.04 LTS, que sairá em Abril do próximo ano. Enquanto a versão 17.10 deverá seguir "o estilo" dos Ubuntu anteriores, pelo menos no quesito de programas padrões, o Ubuntu 18.04 LTS pretende ser ainda mais influenciado pelo gosto dos usuários.

Para que isso aconteça os desenvolvedores criaram uma série de tópicos em sites diferentes onde você pode votar também nos seus aplicativos preferidos, são eles:

Reddit

Você também pode participar se quiser, mas lembre-se de dar as suas sugestões em inglês. Basta copiar e colar esta lista abaixo em um dos tópicos com as suas aplicações preferidas e mais utilizadas. Os desenvolvedores alertam para que caso você queira algum aplicativo que seja proprietário, que uma menção a isso seja feita, por exemplo no player de musica: Spotify Client non-free.

Web Browser: ???
Email Client: ???
Terminal: ???
IDE: ???
File manager: ???
Basic Text Editor: ???
IRC/Messaging Client: ???
PDF Reader: ???
Office Suite: ???
Calendar: ???
Video Player: ???
Music Player: ???
Photo Viewer: ???
Screen recording: ???

Apesar de algumas coisas poderem mudar drasticamente, certas aplicações não devem mudar, como o gerenciador de arquivos. Por mais que eles peçam a opinião dos usuários, se a interface for GNOME Shell (e provavelmente será), dificilmente teremos algo diferente do Nautilus presente, mas vale a tentativa, se você gostar de outro. 

Inclusive, você pode sugerir outra interface também, não custa tentar.

Essas são as últimas novidades publicadas, fique ligado aqui no blog para saber (nem sempre em primeira mão mas muitas vezes sim 😁) com maiores detalhes essas informações.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Minhas 7 extensões favoritas para o GNOME Shell

Nenhum comentário

segunda-feira, 17 de julho de 2017

É como diz o ditado: "GNOME sem extensões é igual a Branca de Neve sem os 7 anões", simplesmente não é a mesma coisa. Brincadeiras à parte, de fato as extensões do GNOME são praticamente essenciais para melhorar a produtividade da interface, é claro que a necessidade de uma ou outra extensão vai variar de acordo com o seu gosto pessoal e principalmente, vai variar de acordo com a forma com que você gosta de interagir com a interface. Hoje eu vou te mostrar as minhas 7 extensões preferidas.

Top 7 GNOME Shell Extensions




Você pode entender as extensões do GNOME Shell da mesma forma que você entende as extensões do seu navegador. Elas servem para estender as funções nativas do ambiente gráfico, mudar o seu comportamento, adicionar recursos e até remover em alguns casos.

As extensões do GNOME não são exclusivas de uma distribuição Linux em específico, elas funcionam em todas as que usam a interface, então essas dicas vão servir para você, independente do sistema.

Confira também:



* Vale a pena conferir os dois vídeos, assim você vai aprender muito mais sobre a customização do GNOME.

Como adicionar extensões no GNOME Shell


O projeto GNOME possui um site: extensions.gnome.orgonde você pode baixar todas as extensões para o seu sistema. Para instalar uma extensão à partir do site, basta deslizar o interruptor de ON/OFF que existe em cada uma delas e aceitar a instalação.

Instalando extensões no GNOME

Depois de instaladas as extensões, você pode manusear elas através de uma aplicação chamada "GNOME Tweak Tool", que serve para muitas outras coisas também quando o assunto é "customização do GNOME Shell".

Normalmente as distros trazem essa ferramenta já instalada por padrão, em português a ferramenta recebe o nome de "Ferramenta de ajustes", porém, caso não esteja instalado, você encontra ela facilmente na central de aplicativos, o GNOME Software.

Gnome Tweak Tool

Uma vez instalado você encontra o "GNOME Tweak Tool" no menu do sistema, dentro dela há uma sessão onde você pode ativar, desativar e remover extensões.

Agora vamos a lista com as minhas 7 extensões favoritas!


Eu preparei um vídeo bacana para você conhecer as extensões que eu mais gosto, cada uma tem suas particularidades e funcionalidades, confira e não esqueça de conhecer o canal, caso ainda não conheça, o botão de se inscrever está logo abaixo:



Dica: Para acessar o site e baixar a extensão para o seu GNOME Shell basta clicar no nome delas.


Essa extensão cria um pequeno ícone da barra superior do GNOME Shell que te permite acessar de forma mais rápida  pastas específicas do sistema, o que garante uma maior produtividade no seu dia a dia, evitando a necessidade de abrir o Nautilus (gestor de arquivos) para isso.

Places Status Indicator




Acho esta essencial. Eu simplesmente não consigo usar uma área de notificações ou tray escondida da forma padrão do GNOME. Essa extensão coloca a área de notificações e indicadores no local tradicional.

Topicons Plus




A barra de favoritos do GNOME, também conhecida como Dash, não é nada mais do que contraprodutiva em sua forma original, eu preciso de uma dock mais funcional, que esteja ali mesmo quando eu não quero ver as atividades. Esta é uma das extensões mais baixadas e melhor avaliadas do site de extensões do GNOME, então acredito que muitos compartilham da minha opinião.

Dash to Dock Gnome Shell



Esta é uma extensão realmente simples, ela coloca um ícone de lixeira na barra superior do GNOME Shell, facilitando o acesso a exclusão e recuperação de arquivos.

GNOME Trash



Essa talvez não seja para todo mundo, mas todos que precisam lidar com mais de uma saída ou entrada de áudio acabam tendo um certo trabalho no GNOME, sem essa extensão você precisa ir até o app de configuração e  mudar as entradas por lá, com a extensão fica bem mais prático.

Sound Device Chooser Gnome



Essa é outra herança do Unity do meu GNOME, com esta extensão você consegue abrir os dispositivos removíveis de forma muito acessível sem precisar ir até o gerenciador de arquivos.

Removable Drive Menu


A extensão Pixel Saver é extremamente útil para quem tem uma tela pequena, eu por exemplo acho essencial para usar no meu Lenovo Yoga de 12 polegadas, em telas assim, qualquer pixel a mais é uma grande vantagem. O Pixel Saver elimina a barra de título das janelas no GNOME Shell em algumas aplicações onde ela é desnecessária, como no Firefox.

Pixel Saver
Repare na quantidade de espaço vertical que ganhamos


------
Estas são as extensões para o GNOME Shell que eu mais gosto, mas o artigo não acaba por aqui, agora é a sua vez! Deixe nos comentários a sua opinião sobre a minha lista e acrescente as que você mais gosta e não fazem parte dela, até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Desenvolvedores revelam quais extensões devem acompanhar Ubuntu com GNOME

Nenhum comentário

terça-feira, 13 de junho de 2017

Mais uma notícia bacana para quem está acompanhando o desenvolvimento do novo Ubuntu conosco, como a versão 17.10 que sai em Outubro será a primeira a trazer o GNOME Shell como interface padrão, existem ainda algumas dúvidas sobre como será "o GNOME do Ubuntu", agora temos mais alguns indicativos.

Ubuntu Gnome Extensions




O site de Insights do Ubuntu liberou o resultado da enquete onde a comunidade de usuários votou sobre as extensões que gostariam que viessem no sistema por padrão. A enquete foi feita em parceria com o site "OMG!Ubuntu" e relevou algumas das preferências gerais dos usuários.

Com mais de 18 mil respostas, os desenvolvedores comentaram que agora sabem, além das preferências dos usuários, algumas tendências de comportamento da interface e que estão trabalhando com os desenvolvedores do GNOME Shell para que futuramente certas funcionalidades sejam incorporadas ao Shell nativo.

Extensões GNOME no Ubuntu

Acima você vê o resultado da enquete com as principais extensões votadas, interprete o gráfico da seguinte forma: Os usuários deveriam marcar de 1 a 5 o quanto a extensão seria útil para o Ubuntu, sendo que 1 seria pouco útil, e 5, muito útil.

Extensões como o "Dash to Dock" mostraram-se muito requeridas, os desenvolvedores comentaram que a grande popularidade dessa extensão também mostra o quanto os usuários gostam de uma barra que mostre os aplicativos ao lado, semelhante ao Unity.

Outro dado que foi obtido através da enquete determina de que lado da janela os botões de controle (minimizar, maximizar, fechar) devem ficar, por uma diferença não tão grande (53,8% a 46,2%), venceu o lado direito.

Os desenvolvedores comentaram que agora, com todos esses dados, eles poderão discutir juntamente com a equipe de design do GNOME quais serão as modificações a implementadas, o que nos sugere também um possível novo tema para o GNOME Shell no Ubuntu, o que faria muito sentido para dar uma personalidade específica para o ambiente no sistema da Canonical, assim como outras distros que usam GNOME Shell costumam fazer, pode ser uma boa oportunidade para mudar o visual dos ícones do sistema, que já estão há muito defasados, ainda que eu não ache eles necessariamente "feios".

Fazia um certo tempo que eu não via a Canonical ouvir de forma tão direta os seus usuários, não posso achar isso ruim, pois me pareceu que nos últimos anos essa abertura fora muito menor, vamos ver como o futuro que se aproxima para a distro se desenvolve. Continue acompanhando o blog para saber as novidades.

Se você gosta de enquetes, eu gostaria de te convidar a responder esta aqui, queremos conhecer melhor o nosso público e fizemos algumas perguntas que depois farão parte de um vídeo no canal, onde vamos apresentar os dados comparados com os que colhemos no ano passado.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




GNOME Shell 3.26 receberá um update visual

Nenhum comentário

domingo, 11 de junho de 2017

O GNOME Shell continua o seu avanço para tornar-se cada vez mais um ambiente moderno e bonito, para isso, algumas novidades interessantes serão incluídas na versão 3.26.

GNOME Shell 3.26




Dentre as novidades visuais incluídas estão as animações das janelas, efeitos de minimizar e maximizar, além de ajustar ao lado da tela. Outra modificação bacana é a transparência do painel superior de forma automática, exatamente igual ao que o elementary OS implementou há alguns anos.


O GNOME Shell 3.26 está em desenvolvimento e em breve deve chegar a todas as distribuições Linux e agora ao Ubuntu também.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu 17.10 adotará o GDM no lugar do LightDM como gestor de login

Nenhum comentário

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Temos mais algumas novidades para o futuro lançamento do Ubuntu, a versão 17.10 que sai no próximo mês de Outubro.

GDM Ubuntu 17.10 Arful
GMD - Gestor de login do GNOME




A equipe de desenvolvimento do Ubuntu anunciou a sua decisão para a implementação do gestor de login para o Ubuntu 17.10.  Nesta semana eu publiquei uma matéria aqui no blog que abordava justamente as novidades contidas no Ubuntu até então, inclusive, comentei justamente sobre a presença do LightDM como gestor de login, que é um remanescente do projeto Unity, e que não sabia se ele iria ser o padrão no Ubuntu 17.10 Artful Aardvark. Bom, agora eu sei.

A Canonical divulgou através de seu blog que o GDM, o gestor de login do GNOME, será também o padrão do Ubuntu 17.10. Como a distro agora vai adotar o GNOME Shell como interface também, isso era algo até esperado, ainda que eu ache o LightDM mais belo.

LightDM
LightDM - Atual gestor de login do Ubuntu

Os desenvolvedores alegaram que o LightDM havia sido considerado como primeira opção, mas nos testes de implementação e compatibilidade eles tiveram alguns problemas e encontraram-se em uma situação onde trabalhar em cima do LightDM para compatibilizá-lo plenamente com o GNOME levaria muito tempo, tempo este que eles alegaram não disporem, por isso, GDM na parada!

A adoção do GDM pelo Ubuntu 17.10 tem alguns outros reflexos importantes a serem considerados, em primeiro lugar isso nos sugere que o Ubuntu 18.04 LTS que sai no próximo mês de Abril também trará ele por questão de solidez de desenvolvimento, isso inclusive foi "sugerido" no artigo do blog da Canonical. Outra coisa que temos de levar em consideração é que outras distros usam o LightDM como gestor de login, como o Xubuntu, Linux Mint (na versão 18.2 que vai sair), entre outras aproximações. Para essas distros, os desenvolvedores do Ubuntu comentaram que ainda haverão correções de bugs, de modo que funções novas não serão implementadas, o gestor será apenas mantido, por assim dizer, muito provavelmente para quem decidir instalar o Unity no Ubuntu 17.10.

Não temos novidades ainda sobre o tema que o Ubuntu terá, que é algo que eu sei que vocês estão curiosos, ou qualquer outra modificação mais profunda, o único detalhe mais técnico liberado foi que teremos uma melhor integração dos pacotes Snap com os softwares do GNOME, incluindo uma correção de temas, pois alguns Snaps ficavam um tema muito antiquado, lembrando o Windows 98.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Imagem diária do Ubuntu 17.10 já pode ser baixada com GNOME como interface padrão

Nenhum comentário

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Como a versão do Ubuntu que sai em Abril de 2018 é uma LTS (Long Term Support) a Canonical decidiu fazer os primeiros testes com a nova (velha) interface do Ubuntu, o GNOME Shell, já no Ubuntu 17.10 que sai agora em Outubro próximo, os interessados em saber como o sistema está evoluindo já podem baixar as compilações diárias com a interface por padrão, a ideia, é claro, é poder fazer os testes necessários e estabilizar as coisas para o lançamento do ano que vem.

Ubuntu 17.10 GNOME




O Ubuntu 17.10 Artful Aardvark ainda está um pouco distante de seu lançamento final, que será apenas em Outubro, mas tradicionalmente a equipe de desenvolvimento do Ubuntu cria compilações diárias do processo de desenvolvimento do sistema, permitindo que os interessados possam acompanhar o desenvolvimento e a inclusão das novidades.

Bom, eu sou um destes enxeridos que fica baixando as daily builds e acompanhando tudo o que acontece nessas etapas e posso dizer que já temos uma boas novas, por assim dizer. Desde o anúncio da adoção do GNOME pelo Ubuntu novamente eu tenho ficado curioso para saber como a Canonical vai tratar a interface, eles chegaram a fazer um concurso de extensões e configurações para que os usuários pudessem dizer o que eles gostariam de ver no sistema e aos poucos as implementações estão sendo feitas.

Até ontem o Unity ainda era o padrão nas isos do 17.10, mas depois da última atualização o Unity deu lugar a interface que veio para ficar à partir de agora, o GNOME. Diretamente na tela de login nós já podemos ver o "pézinho do GNOME" que nos da a entender que temos a nova interface disponível. Falando em tela de login, o LightDM continua, ao menos por enquanto, e sinceramente eu espero que ele permaneça, acho ele muito mais belo do que o GDM, que apesar da minha pequena crítica, também é bonito.

Gnome Ubuntu

Como você pode ver, outra novidade é que agora temos uma sessão Wayland no Ubuntu, o que só nos lembra que realmente o Mir ficou para trás definitivamente nos desktops, o padrão é ainda a utilização do X.org, mas aos poucos a migração deve ir acontecendo, não somente no Ubuntu, mas em todas as distribuições praticamente.

Ubuntu 17.10 GNOME

Na interface podemos ver que os temas Ambiance e Radiance foram adaptados para o GTK mais recente, aliás, a versão do GNOME utilizada nesta compilação do Ubuntu é a 3.24 no momento, o tema de ícones é o mesmo de sempre, os ícones de controle da janela foram movidos para a esquerda com a presença dos tradicionais 3 botões, ao contrário do GNOME Padrão que tem apenas o botão de fechar na direita das janelas, os aplicativos que acompanham a distro continuam os mesmos do Ubuntu tradicional, mas reparei que agora não existe mais o "Atualizador de programas", o que indica que essa função agora será desempenhada pelo GNOME Software Center, ou como a galera costuma chamar, a Central de Aplicativos.

O tema do GNOME Shell no entanto não foi alterado, continua o tradicional com detalhes em azul, o que não combinada em nada com o tema alaranjado do Ubuntu, de fato, mas isso deverá ser alterado em breve também. Não somente no tema em si, mas no desenho da interface existem alguns bugs para serem corrigidos, como a própria barra da Central de Aplicativos.

Novo tema do Ubuntu

O Kernel utilizado no momento é o 4.11, mas ele deverá ir acompanhando os lançamentos até a época de freezing que acontece um pouco antes do lançamento da versão final em Outubro.

Gnome no Ubuntu 17.10

O aplicativo da Amazon continua no sistema, porém, ao contrário do que muita gente espalhou por aí, ele tem um comportamento complemente diferente do que tínhamos no Unity. No Unity além do App da Amazon que levava diretamente para o site através do navegador do Unity 8 do Ubuntu no formato de um WebApp e que fazia com que as pesquisas do Dash trouxessem resultados dentro da loja da Amazon também, no GNOME o aplicativo serve apenas para abrir o Firefox no site da empresa, ou seja, é apenas um atalho, nada demais, funcionando mais como um "sistema de afiliados" para que caso alguém compre algum produto na Amazon pelo atalho do Ubuntu algum dinheiro seja revertido para a distro, acredito eu.

Amazon no Ubuntu

Para os paranoicos de plantão, é possível remover a aplicação através da própria Central de Aplicativos, ele ocupa apenas 44 kB de tamanho no sistema e tem código aberto.

Fique ligado aqui no blog para acompanhar as novidades, em breve teremos vídeos no canal sobre essa nova versão do Ubuntu.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




NHSbuntu - O Ubuntu para hospitais

Nenhum comentário

terça-feira, 16 de maio de 2017

Uma das coisas mais interessantes sobre o mundo Linux é como os sistemas podem ser moldados para finalidades específicas, provendo inclusão digital, economia e autossustentação ao longo dos anos. Hoje você conhecerá um projeto feito para ser utilizado em hospitais chamado NHSbuntu.

NHSbuntu - Ubuntu para hospitais




Eu gosto muito da Inglaterra, é de lá que saíram a maioria das coisas que eu gosto, especialmente em sentido cultural, até mesmo no futebol, que não é algo que eu acompanho tanto hoje em dia, onde a Premiere League é o meu campeonato nacional preferido. Pink Floyd, Black Sabbath, Iron Maiden, Led Zeppelin, a lista é grande, a Inglaterra é um local ótimo para o nascimento de boas ideias, e é de lá que está chegando um novo e interessante projeto baseado em Linux.
Um grupo de desenvolvedores britânicos criou o NHSbuntu, uma distro baseada no sistema da Canonical, que também é do Reino Unido (veja só), com o objetivo de ser o sistema ideal para ser utilizado no serviço nacional de saúde britânico, o "National Health Service", daí o nome "NHS". A ideia é construir uma customização do Ubuntu 16.04 LTS já com GNOME Shell como interface e com várias aplicações utilizadas neste segmento. 

NHSbuntu

Faz parte da customização um conjunto que ícones que lembra os do Windows 10, os desenvolvedores acreditam que familiaridade com ícones de pastas e do Microsoft Office vai facilitar a adoção pelos usuários dos Hospitais. Com isso é esperado que haja uma um economia de recursos em um setor tão vital, literalmente, quanto este da saúde.

Os desenvolvedores  também prepararam um vídeo para mostrar as principais características e recursos do sistema:


Se você gostou do sistema, gostaria de testar ou indicar para o sistema de saúde da sua cidade, é possível fazer o download gratuitamente através do site oficial.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




GNOME Dash Fix - Agrupe automaticamente os aplicativos do Gnome Shell com este Script

Nenhum comentário

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Confesso que eu tenho várias algumas queixas com a organização do Gnome Shell, ele tem vários pontos positivos também, mas com certeza a organização dos aplicativos não é uma delas. Hoje você vai aprender a categorizar os aplicativos do Gnome Shell em qualquer distribuição.

Gnome Dash Fix




Como você pode ver na imagem acima, é basicamente isso que vamos fazer, agrupar os aplicativos em suas devidas categorias, por mais críticas que o Unity recebesse, ele possuía nativamente a opção de filtrar os resultados por categorias, coisas que o Gnome Shell, que será a nova interface padrão do Ubuntu não permite.

Na  minha opinião, a criação destas pastas no Dash do GNOME Shell deveria ser tão simples quanto é no Android, criar pastas com cliques com o botão direito, arrastar um App sobre o outro para criar um agrupamento, ou ao menso possuir esse modo categorizado por padrão e outra versão no modo GRID, assim com faz o Deepin.

Ajustando o Gnome Shell

Baixe o pacote .zip com o Script para corrigir o GNOME Shell daqui. Extraia para uma pasta de sua preferência, dentro da pasta extraída você encontra o arquivo appfixer.sh, clique com o botão direito do mouse sobre ele e vá nas propriedades, lá você encontra a aba de permissões, nela você deve marcar o arquivo para leitura e escrita no seu usuário e também para ser executado como um programa, como na imagem acima.

Appfixer

Clique com botão direito do mouse em um espaço em branco dentro da pasta que você extraiu os arquivos anteriormente e selecione a opção "Abrir em um terminal", agora basta rodar o comando:
./appfixer.sh
Como você pode ver na imagem acima. É só isso, nenhum mensagem aparecerá, mas ao abrir o menu do GNOME Shell novamente você já verá os aplicativos organizados.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo