Diolinux - Open Source, Ubuntu, Android e tecnologia

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador office. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador office. Mostrar todas as postagens

Nova versão do CrossOver dá suporte ao Microsoft Office 2016 para Linux

Nenhum comentário

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

O CrossOver é uma ferramenta paga que funciona como uma interface para o Wine, com vários scripts especiais e ferramentas para compatibilizar softwares que rodam apenas no Windows em sistemas diferentes, como as distros baseadas em Linux e o macOS.

CrossOver 17 com suporte para Office 2016






A Codeweavers anunciou neste semana o lançamento da mais nova versão do CrossOver, o software que é uma interface para o Wine e tem suporte profissional para rodar aplicações de Windows no Linux e no macOS.



A nova versão traz correções de bugs e suporte pleno para o Microsoft Office 2010, 2013 e 2016, alguns games, como League of Legends e mais. Como mencionado, o CrossOver é um software pago, possui anuidade ou licença vitalícia com direito a suporte dedicado.

Você pode saber mais e comprar no site oficial.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Microsoft Office chega ao Chrome OS da Google

Nenhum comentário

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

O Chrome OS segue a sua escalada no mercado de computadores portáteis. Há algum tempo a Google anunciou a integração entre o Chrome OS e uma série de aplicativos Android, o que aumenta muito as possibilidades do sistema e agora, uma dessas aplicações é nada mais nada menos do que o Microsoft Office.

Microsoft Office no Chrome OS






Tirando o Android, podemos dizer que o Chrome OS é o segundo "Linux" a receber suporte para o Microsoft Office, que na verdade, é o mesmo aplicativo disponível para o sistema do "Robozinho verde".

A Microsoft informou que a aplicação seguirá o mesmo conceito no Chrome OS que segue no Android, dispositivos com mais de 10 polegadas de tela serão obrigados a ter uma assinatura no Office 365 para poder utilizá-lo, o que se tratando dos computadores, torna isso praticamente obrigatório. 



Em telas menores, em Smartphones e Tablets, você pode usar o Office sem custo adicional. O Office oferecido para Android e agora para o Chrome OS não é, no entanto, tão completo quanto a versão de computador, oferecida para Windows e macOS, mas já pode saciar um pouco da necessidade de quem precisava dessas aplicações por algum motivo, visto que já existe a versão Online do Office que pode ser acessada por qualquer um que tenha uma conta Microsoft e que também tem suas limitações mas é plenamente funcional e que também é uma alternativa.

Fonte

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


SoftMaker Office 2018 chega para Linux com interface "Ribbon"

Nenhum comentário

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Para as pessoas que gostam da interface Ribbon do Microsoft Office, porém, gostariam de utilizar um suíte no Linux, uma das principais alternativas atualmente é o WPS Office, além é claro, do modo "Ribbon" do próprio LibreOffice, contudo, isso pode ainda não ser o suficiente para você, por isso é hora de ver uma prévia do novo SoftMaker Office 2018.

Softmaker Office 2018 Ribbon






Não é a primeira que falamos sobre o SoftMaker Office aqui no blog, ele já havia sido mencionado como alternativa em outra oportunidade, no entanto, o seu apelo visual era relativamente baixo.

Hoje os desenvolvedores da suíte entraram em contato com o blog para nos informar do lançamento da nova versão, também nos deram uma chave do beta fechado para que a gente pudesse dar esta prévia para vocês, então, fica aqui o nosso muito obrigado pela oportunidade.

Pelo que eles nos informaram, as duas grandes novidades da versão são essa interface "Ribbon" e a compatibilidade ampliada para arquivos do Microsoft Office, eu até fiz alguns testes com planilhas com Macros e não tive maiores problemas, mas pode ter sido sorte ou algo do tipo, então eu incentivo que vocês testem, assim que o programa estiver disponível, para que possamos ter uma noção melhor e depois postem o feedback de vocês nos comentários deste artigo.

O Softmaker Office


Esta suíte possui, assim como o WPS Office, apenas 3 softwares, o TextMaker, equivalente ao Microsoft Word, LibreOffice Writer, etc.

Softmaker Office TextMaker 2018

A aplicação de planilhas é chamada de PlanMaker, e seria o equivalente ao Microsoft Excel e ao LibreOffice Calc:

PlanMaker Sofmaker Office

A aplicação de apresentações chama-se "Presentations", e é a alternativa ao Microsoft PowerPoint e ao LibreOffice Presentation:

Softmaker Office Presentations


Ao abrir qualquer um dos programas pela primeira vez também é possível escolher o esquema de cores desejado:

Configurações de temas do Softmaker Office 2018 Ribbon

A versão 2018 ainda não está disponível para download do público, mas ela deve estar em breve, enquanto isso você pode testar a versão 2016 e saber mais informações no site oficial.

É interessante saber que em breve teremos mais uma alternativa interessante disponível. Fique ligado aqui para acompanhar novidades.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Entrevistamos Galina Goduhina, do projeto ONLYOFFICE (Suíte Office para Linux)

Nenhum comentário

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Olá meu amigo(a) leitor(a)! Hoje eu tenho o prazer de trazer até você uma entrevista muito bacana que eu tive a oportunidade de fazer com os desenvolvedores do ONLYOFFICE, uma suíte Office diferenciada que tem versões para Linux, Mac e Windows.

Galina OnlyOffice







O Only Office (estilizado como ONLYOFFICE), é uma suíte office que se tornou open source recentemente e possui programas para edição de textos, criação de apresentações e manipulação de planilhas. Eu utilizei ele diversas vezes para abrir formatos da Microsoft, onde o LibreOffice não foi tão efetivo durante o último ano e ele se saiu muito bem na maior parte dos casos.

- Comentei sobre ele pela primeira vez em Novembro do ano passado neste artigo do blog.

Agora, para você conhecer um pouco mais da história deste software tão interessante e útil que tornou-se open source e agora trabalha de forma comunitária com vários recursos profissionais, como suporte para nuvem e servidores com documentos compartilhados e colaborativos, fique com a entrevista com uma das líderes do projeto, Galinda Goduhina.


 Diolinux Entrevista: ONLYOFFICE


Diolinux: Qual a origem do ONLYOFFICE? Poderiam nos contar um pouco da história por trás do programa e da empresa?

Galina:
Começamos o ONLYOFFICE há mais de sete anos. Inicialmente, chamámos ele de Teamlab, e era uma plataforma para gerenciamento de projetos e colaboração interna. Ao mesmo tempo, trabalhávamos em editores de documentos online. Mais tarde, decidimos juntar os projetos. 

A ideia era criar um único espaço de trabalho para todas as tarefas diárias que qualquer empresa enfrenta. E nossos usuários realmente gostaram desta plataforma unida e sentimos um grande apoio da comunidade. Mas também entendemos que nossos editores de documentos eram algo especial para nós, e que encontramos algo realmente especial com esta tecnologia. Temos uma equipe que pode fazer maravilhas.

Diolinux: Qual o diferencial do ONLYOFFICE para outras alternativas do mercado?

Galina: Em primeiro lugar eu devo apontar  a interface em HTML5, nossos editores online são baseados nesta tecnologia. Isso permitiu que nós construíssemos editores online com extrema qualidade para formatação e conversão de documentos, assim como o conjunto de aplicações para desktop.

Conseguimos fazer algo importante na questão de entrada e saída de arquivos. Um arquivo processado no ONLYOFFICE mantém o mesmo estilo, parágrafos, símbolos, espaçamento de linha e assim por diante, em qualquer navegador e em qualquer sistema operacional, e claro, também durante a impressão. Nós adicionamos recursos de formatação que anteriormente só estavam disponíveis em editores de desktop, adicionado a isso, temos a combinação com recursos de colaboração e co-edição de documentos em tempo real através da nuvem.

Agora o "ONLYOFFICE Editors" online possui mais recursos de formatação do que o MS Office online e mais recursos colaborativos que o Google Docs.

Como sempre quisemos criar um aplicativo para desktop - para nos livrarmos das limitações do navegador e trabalhar diretamente com recursos do sistema - isso aconteceu logo em sequência. Quem usar o ONLYOFFICE desta forma terá muito mais velocidade.

A versão para Desktop é chamada de "ONLYOFFICE Desktop Editors" e foi desenvolvida com o mesmo núcleo de código da versão online. Isso significa que elas são plataformas cruzadas e plenamente compatíveis. Como a aplicação nasceu do ONLYOFFICE online, você está trabalhando apenas no "modo offline", permitindo que você conecte-se através do aplicativo instalado em seu computador a uma rede privada, acesse seus arquivos e trabalhe por ali mesmo, sem precisar abrir o navegador para isso. Esta é a nossa grande vantagem sobre o LibreOffice. Além disso, comparado com o Libre, temos definitivamente um melhor suporte para formatos do MS Office.

Diolinux: Por que do interesse em lançar o software para Linux também?

Galina: Tínhamos como objetivo criar uma solução multiplataforma para que as pessoas utilizassem o ONLYOFFICE independente da máquina que possuem e do sistema operacional que preferem. E, claro, a comunidade Linux é muito divertida de se trabalhar. Os usuários Linux são exigentes, muito exigentes, e eles foram nossa força motriz e nossa fonte de inspiração em muitos casos.

Diolinux: Em relação ao público brasileiro. Alguns dos nossos leitores informaram que gostariam que a interface do programa estivesse disponível em português do Brasil, assim como o suporte para acentuação.

Galina:  
Estamos trabalhando na tradução da interface para vários idiomas agora. Qualquer falante nativo pode se voluntariar e se juntar ao time de nossos tradutores. Basta contactar-nos para isso. Quanto a acentuação, há realmente um problema por causa do framework incorporado no Chromium usado como um dos componentes no softwares e infelizmente, teremos de esperar até consertarem-lo. Mas uma boa notícia é que o corretor ortográfico já funciona em seu idioma.Diolinux: Por que da decisão de abrir o código fonte da aplicação? 
Galina: Isso veio naturalmente. Nós percebemos que a segurança de dados é uma questão importantíssima para várias empresas, especialmente quando se trata de documentos. Queremos estar abertos, queremos que as pessoas possam confiar em nós, não somente pela nossa palavra, mas pelo código e transparência também. Além disso, precisamos superar essa barreira que as pessoas tem em mente, essas fortes convicções de que "não há nada além do Microsoft Office", que nada melhor pode ser criado.

Nós escolhemos a licença AGPLv3 para o nosso programa. Isso significa que você pode usar o ONLYOFFICE sem restrições, mas se quiser integrá-lo para sua própria solução você terá de abrir seu código fonte também e distribuí-lo com a mesma licença.

Diolinux: Existe alguma forma do público poder colaborar com o desenvolvimento da aplicação? Como funciona?

Galina: Com certeza! Existem várias maneiras de contribuir com o ONLYOFFICE. Você pode se juntar à nossa equipe de desenvolvedores no GitHub, testar o ONLYOFFICE e relatar problemas através do nosso fórum de desenvolvedores ou no Stackoverflow. O ONLYOFFICE oferece também uma API para que todos possam estender as funcionalidades do software, criando plugins e integrando-o com as suas próprias aplicações e ferramentas, como muitos dos nossos parceiros já fazem, tudo isso ajuda-nos a continuar.

Diolinux: Muito obrigado pela oportunidade de entrevistá-los, por favor deixe uma mensagem final para os nossos leitores.

Galina: Nós do ONLYOFFICE criamos editores de documentos realmente legais para você. Um programa gratuito, aberto e independente de navegador, sistema ou dispositivo. Esperamos poder recebê-los como parte de nossa comunidade! Obrigado pela atenção e tenha um ótimo dia!

Uma opção interessante para você!


Se você gostou do que leu e gostaria de testar o ONLYOFFICE você mesmo, basta acessar o site e fazer o download para o seu sistema ou acessar o editor online mesmo.

Até a próxima!
____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Fundador do LibreOffice comenta sobre os problemas de compatibilidade com o Microsoft Office

Nenhum comentário

terça-feira, 4 de julho de 2017

Uma das maiores queixas quanto ao uso LibreOffice reside na compatibilidade do software com os formatos proprietários do Microsoft Office. Existe um grande debate quanto a isso no mundo Linux especialmente, nós já falamos sobre esse assunto várias vezes aqui no Diolinux, mas desta vez, vamos dar ouvidos a um dos criadores da suíte.

Microsoft Office vs LibreOffice




O problema de compatibilidade do LibreOffice com o Microsoft Office se deve ao fato do formato que a suíte da Microsoft utiliza não ser aberto. O formato docx para documentos é o padrão do Word por exemplo, o que não impede, mas dificulta a leitura desses arquivos por qualquer outro programa que não seja ele próprio, curiosamente, estes problemas de compatibilidade podem ocorrer eventualmente entre versões diferentes do mesmo Word.


O vídeo acima, postado no canal do Fedora, mostra Italo Vignoli, uma das primeiras pessoas a iniciar o projeto LibreOffice, ele comenta sobre a importância de se utilizar formatos abertos para a longevidade dos documentos e fala sobre a compatibilidade do LibreOffice com o Microsoft Office.

O formato aberto de documentos (ODF) é o formato padrão em diversos países, justamente pela questão de longevidade e independências de programas, um arquivo salvo em ODT por exemplo, pode ser aberto inclusive no Microsoft Office.


Conte pra gente, você já sofreu com formatação de arquivos entre o Libre e o MS Office?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




LibreOffice terá atualizador automático independente do sistema operacional

Nenhum comentário

terça-feira, 27 de junho de 2017

Os desenvolvedores do LibreOffice anunciaram que a suíte contará em breve com um atualizador automático que permitirá que todos os usuários tenham sempre a última versão do software sem complicação.

LibreOffice




O desenvolvedor do LibreOffice, Markus Mohrhard, anunciou esta nova funcionalidade para o LibreOffice. As distribuições Linux costumam trazer o LibreOffice instalado por padrão e também o mantém atualizado dentro de suas propostas (Rolling Release ou LTS, normalmente), porém, a nova proposta não envolve PPAs, repositório AUR, ou pacotes de qualquer outro tipo, a funcionalidade de atualização será intrínseca do próprio LibreOffice, permitindo que qualquer usuário possa ter sempre a última versão, independente do sistema que utilize.

Apesar das boas novas, existe uma "condição" para isso. O atualizador automático só irá funcionar na versão baixada diretamente no site do LibreOffice. Como a comunidade LibreOffice já sabe, as versões empacotadas pelas distros normalmente são "piores" do que as disponíveis no site, seja por falta de recursos ou por correções de bugs. Apesar das versões empacotadas pelas distros possuírem a função do "auto-updade", o LibreOffice empacotado desta forma deverá seguir o fluxo de atualizações da distro e não da suíte.

Os pacotes do LibreOffice com esta nova função já estão disponíveis para testes nas distros Linux, você pode baixar e testar clicando aqui.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




ONLYOFFICE é um novo pacote Office para Linux, Windows e Mac

Nenhum comentário

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Quem não conseguiu se adaptar ao LibreOffice e ainda está à procura de uma suíte Office que seja compatível com formatos abertos e ao proprietário poderá encontrar no Only Office uma opção interessante para o Desktop Linux, Windows e Mac.

Only Office




Hoje o pessoal do Only Office entrou em contato com a gente para falar um pouco sobre as novidades. Na verdade o produto já tinha sido liberado há alguns dias, porém, ele recebeu algumas atualizações e correções e agora está pronto para o usuário final.

Only Office Ubuntu

O ONLYOFFICE liberou o código-fonte dos editores de documentos para desktop - ONLYOFFICE Desktop Editors - sob a licença AGPL v.3. De agora em diante os editores são completamente livres para uso doméstico e comercial. 
O ONLYOFFICE Desktop Editors é um pacote de escritório que permite aos usuários criar, visualizar e editar documentos, tabelas e apresentações sem estar conectado à Internet. Todas os formatos populares são suportados: DOC, DOCX, ODT, RTF, TXT, PDF, HTML, EPUB, XPS, DjVu, XLS, XLSX, ODS, CSV, PPT, PPTX, ODP. Ele é composto por 3 aplicações distintas para a criação de tabelas, documentos e apresentações, assim como o WPS Office.

Em comparação com as populares suítes de escritório de código aberto como OpenOffice e LibreOffice, o ONLYOFFICE oferece maior compatibilidade com os formatos de Microsoft Office, porque ele usa o formato OOXML (docx, xlsx, pptx) como um base. Isso ficou mais evidente num pequeno teste que eu fiz com uma planilha que foi gerada no Excel com algumas formatações:

Only Office

Only Office

Como você pode ver, no ONLYOFFICE o arquivo não perdeu a sua formatação de cores, coisa que aconteceu no LibreOffice. Para vias de comparação eu abri o mesmo arquivo no WPS Office e o resultado foi o seguinte:

WPS Office

Nele o resultado também foi melhor que o LibreOffice e praticamente a mesma coisa que o ONLYOFFICE, entretanto, fazendo uma breve comparação, o WPS tem tradução para Português mas não trabalha com formatos abertos, já o ONLY trabalha também com formatos abertos, porém, é apenas em Inglês.
Voltando ao ONLYOFFICE, o modo online está disponível também, você pode conectar o aplicativo ao seu ONLYOFFICE na nuvem ou a um servidor local (há versão server gratuita e aberta - Community Edition), este modo online permite usar todas as funções de colaboração e recursos de bate-papo da suíte, o que pode ser muito interessante para quem quer implementar em uma empresa.

As funcionalidades dos editores podem ser estendidas através de plugins. Você pode fazer uso do ONLYOFFICE e das extensões prontas (modelos, OCR, tradutores, Youtube, etc.) ou criar seu próprio plugin com funções de que precisa nos editores. Leia a documentação da API para saber mais sobre os plugins. 

Plugins prontos podem ser encontrados no repositório de GitHub .

A versão atual está disponível para a maioria das distribuições Linux (sistemas 64 bits): você pode baixar pacotes DEB ou RPM. Windows (sistemas 32 bits e 64 bits) e MacOS são suportados também.


Se você ainda está procurando uma suíte office para trabalhar vale a pena dar uma chance para o ONLYOFFICE.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.





Correção ortográfica em Português do Brasil para o LibreOffice com o VERO

Nenhum comentário

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Fazia tempo que eu não precisava fazer uma revisão ortográfica em um grande documento com o LibreOffice, mas hoje eu precisei. Sempre soube que o Writer tinha a ferramenta de verificação de ortografia, mas curiosamente, ele vem sem o dicionário do Português do Brasil, o que impossibilita a verificação. Hoje eu vou te mostrar como instalar este dicionário para a fazer a correção dos seus textos.





O VERO é uma extensão para o LibreOffice que permite a correção ortográfica do texto em Português do Brasil com um dicionário muito completo e cheio de opções para correção gramatical e até mesmo envolvendo a coloquialidade e a utilização de palavras que as pessoas normalmente se confundem como os "Por quês", cacofonias, parônimos, entre outros.

Correção ortográfica no LibreOffice

Para utilizar o VERO no seu LibreOffice e ter à sua disposição o corretor ortográfico no nosso idioma você precisa fazer o download da extensão.

O download se encontra bem no final da página, procure baixar para a versão adequada do seu LibreOffice.

O arquivo que você vai baixar tem a extensão .oxt e basta dar dois cliques nele para iniciar a instalação com o LibreOffice.

Corretor ortográfico para o LibreOffice


Apenas confirme a adição e feche a janela, se você quiser configurar as opções que o corretor terá basta acessar o menu Ferramentas>>Opções...

Corretor automático no LibreOffice

Na janela que se abrir dentro de Configurações de Idioma você vai encontrar o Corretor Gramatical (Português-Brasil).

Agora você pode usar o corretor ortográfico normalmente para deixar os seus textos ainda mais polidos.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




OpenOffice está prestes a deixar de existir

Nenhum comentário

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Segundo o Ars Technica e o pessoal do OMG!Ubuntu, o projeto OpenOffice está passando por diversos problemas, especialmente por falta de pessoal para desenvolver o projeto e está prestes a ser abandonado.

OpenOffice Diolinux





Depois que o LibreOffice foi lançado, muitos desenvolvedores do OpenOffice acabaram migrando de projeto, ao longo dos anos isso foi enfraquecendo a suíte e tornando as suas atualizações um pouco mais demoradas do que os desenvolvedores gostariam.
Leia também: Veja como instalar o OpenOffice no Ubuntu
O Vice-presidente do OpenOffice, Dennis E. Hamilton, comentou que "a aposentadoria é uma séria possibilidade", e que "A necessidade de divulgar as vulnerabilidades de segurança para as quais não há nenhuma mitigação em uma atualização tornou-se um problema sério",  contudo, o OpenOffice não necessariamente acabará, a direção ainda considera que mais pessoas possam entrar no projeto para mantê-lo vivo e ajudar a melhorá-lo.
Leia também: Veja como instalar o WPS Office
Há algum tempo, por conta da falta de atualizações de segurança, o OpenOffice chegou a recomendar que seus usuários migrassem para o Microsoft Office ou para o LibreOffice. Se você gosta do OpenOffice e deseja ajudar  ele a continuar, entre em contato com os desenvolvedores e "estenda a sua mão".
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Incrível! Stop Motion Super Mario Bros no OpenOffice/Excel

Nenhum comentário

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

As vezes eu me surpreendo com o que pessoas com criatividade conseguem fazer utilizando ferramentas que em tese não deveria ser utilizadas para "diversão", que é o caso dos softwares de planilhas eletrônica. Mas parece que o pessoal do canal Cinémavore deu outro sentido para o OpenOffice, reproduzindo através dele uma animação da primeira fase do Super Mario Bros.

Super Mario Bros




Segundo a descrição, a animação foi feita no Excel, porém, está sendo reproduzida no OpenOffice, não sei dizer exatamente em qual software foi feito, mas dada a obra final, isso é o de menos, foram mais de 1000 imagens e 42 dias de trabalho, confira o resultado final:


Sensacional hein? Boa coisa pra se fazer nas horas vagas no escritório, não?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




WPS Office para Linux removido do site, veja como baixar e instalar mesmo assim

Nenhum comentário

quarta-feira, 22 de junho de 2016

Algumas pessoas me relataram que o WPS Office para Linux foi removido do site oficial, aquele que indicamos no artigo onde falamos sobre o WPS Office como alternativa para o Microsoft Office, juntamente com o LibreOffice para Linux e até mesmo Windows, mesmo com a remoção você vai poder baixar e instalar se quiser para utilizar no sistema e eu vou dar a minha breve opinião sobre o que aconteceu com ele.

WPS Office para Linux - Download




Algumas pessoas acabaram usando a suíte WPS para o trabalho nos últimos tempos, como eu por exemplo, se surpreenderam ao ver que ele "sumiu" do site oficial, porém, o que muitos não leram e que estava escrito lá no local de download mesmo, é que eles vão fazer upload de uma nova versão "em breve"(não deram um tempo exato), o WPS Office para Linux ainda era um alpha, e funcionava muito bem, então poderemos ver em algum tempo uma versão Beta ou até mesmo a versão final para Linux. O motivo deles terem tirado a aplicação do site não foi explicado.

De qualquer forma, muita gente que formatou o computador ou que instalou o Linux para outras pessoas e estava com a intenção utilizar o WPS Office no sistema ficou sem os pacotes .deb para Ubuntu e derivados, mas eu tenho uma boa nova para você: Eu fiz backup deles! :)



Como as traduções e dicionários em português do WPS eram baixados do próprio servidor deles e os pacotes foram removidos, a função nativa dele de tradução da interface está desabilitada, mas não se preocupe, eu fiz backup dos pacotes de idioma também, tanto na versão de 32, quanto de 64 bits.
São aproximadamente 170 MB de download. Dentro do arquivo zip você encontra 4 pacotes, mas você vai utilizar apenas 3 deles. Existe a versão de 32 e 64 bits do WPS Office, escolha apenas o que for  para a arquitetura do seu computador, os outros dois são arquivos de tradução e dicionários, que independente da arquitetura do seu sistema devem ser instalados.

Se você quiser baixar os arquivos separadamente:





Vamos aguardar as novidades do WPS Office, uma suíte que apesar de não ser perfeita e de não ter tantos recursos quanto o LibreOffice, tem uma excelente compatibilidade com o formato do Microsoft Office e uma design interessante também, assim que tivermos notícias sobre o projeto você verá algum post aqui no Diolinux sobre o assunto. :)

Curtiu a dica? Então compartilhe e ajude mais pessoas! 

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




SoftMaker Office - Uma suíte office que você pode usar no Linux e no Windows

Nenhum comentário

domingo, 29 de maio de 2016

Hoje eu vou te apresentar mais uma alternativa de office para você usar no Linux, ou até mesmo no Windows. Conheça o SoftMaker Office, uma suíte compatível com formatos Microsoft e abertos.

Softmaker Office no Linux



O SoftMaker Office é uma suíte de escritório de código fechado que possui uma versão grátis e uma versão paga, a versão grátis e chamada de SoftMaker FreeOffice.
Leia também: WPS Office - Uma boa alternativa ao Microsoft Office para Linux e Windows
A aparência dele lembra um pouco a do LibreOffice, suíte completa que vem com a maior parte das distros Linux e que também está disponível para Windows e Mac, porém, ele é um Office mais simples, possuindo apenas 3 programas, o TextMaker (Texto), o PlanMaker (Planilhas) e o Presentations (Apresentação de Slides).

A sugestão para falar deste programa veio do nosso leitor Régis Soutello Pessolano, que diz estar utilizando de maneira satisfatória a ferramenta há algum tempo e com boa compatibilidade com os arquivos com extensão do MS Office e com formato aberto, então, muito obrigado pela dica! :)

Como baixar e instalar 


No site oficial existes pacotes em .rpm e .deb e um instalador genérico em shell script, além dos instaladores .exe para Windows, ou seja, é possível instalar em qualquer sistema praticamente sem muitos problemas. Porém, para fazer o download é necessário fazer um cadastro no site informando um e-mail de sua preferência, através dele você receberá um serial que deverá ser inserido na primeira vez que você abrir qualquer um dos programas da suíte.
Existe uma versão da suíte para o Android também. Se você testar também, conte pra gente como foi a sua experiência.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Open365: O LibreOffice na nuvem

Nenhum comentário

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Se você está procurando uma alternativa interessante para substituir o MS Office 365 que seja open source e livre de custos, provavelmente o Open365 vai cair como uma luva.

Open365 - LibreOffice Cloud




Contextualizando 


Se você já tinha ouvido falar do Open365 pode estar pensando: O blog Diolinux está meio atrasado, a notícia do surgimento do Open365 é do mês passado ainda!

Realmente, por data nós estamos um pouco atrasados, porém, apesar de eu também ter conhecimento dele eu esperei para fazer o post porque queria esclarecer algumas coisas sobre o projeto. Eu li algumas matérias em alguns sites brasileiros que falam de open source afirmando que de "open" o Open365 só tinha o nome... e que não havia código fonte e nem informações sobre a licença dele. 

Eu também achei estranho, pesquisei na internet e não encontrei muitas coisas, mas resolvi fazer o mais óbvio, achei o contado deles no Facebook e pedi para que me mostrassem onde estava o código fonte da aplicação e sob qual licença o software estava, agora que eu recebi os esclarecimentos vou poder falar do Open365 com maior propriedade, sem ficar especulando.

Conheça o Open365


O nome já sugere a sua funcionalidade, é praticamente uma paródia do Office365 da Microsoft, paródia só no nome, que fique claro. Ele usa a tecnologia de virtualização em nuvem para trazer até você o LibreOffice completo, igual ao que você usa diretamente no seu computador. Só este fato já é interessante para compararmos com o MS Officce365, que tem alguns recursos a menos que a versão de PC.

Usando o LibreOffice, o EyeOS, o Seafile e o KDE como base, o Open365 cria uma experiência de Office open source muito boa para qualquer tipo de usuário, outro recurso interessante é que você pode baixar um cliente dele para usar no seu computador, o cliente tem suporte para Windows, Mac e Linux, mas além disso, você também pode criar o seu próprio servidor, de uma maneira parecida com a solução do Collabora, e assim ter a sua própria nuvem com o LibreOffice para a sua empresa, juntando isso com o OwnCloud você conseguirá manter todos os seus dados localmente, interessante, não?

O meu amigo Ricardo, do blog Linux Descomplicado, fez um vídeo para mostrar algumas das funções básicas do Open365, confira:


Como eu suspeitava, como todo projeto feito por poucas pessoas, enquanto alguns estavam desconfiados sobre as licenças do Open365 e de seu código fonte, algo que eu acho justificável,  os desenvolvedores estavam trabalhando para criar a documentação e as páginas exatamente sobre isso.



- Você encontra o código fonte da aplicação aqui, podendo fazer um Fork se você quiser, nesta página também existem tutoriais para instalação do software.

O Open365 está licenciado através da licença AGPL.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




WPS Office - Como traduzir a interface e configurar o corretor ortográfico para Português do Brasil

Nenhum comentário

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Hoje vamos ajudar você a deixar o WPS Office mais interessante e mais fácil de utilizar. Se você não fala inglês pode ter tido alguns problemas para usar a suíte office, uma vez que ela traz por padrão apenas o inglês e o chinês. Vamos aprender a instalar a tradução para o Português do Brasil e também a configurar o corretor automático de texto para o nosso idioma.

Como traduzir o WPS Office para o Português do Brasil

Neste tutorial não vamos explicar porque o WPS Office é uma opção interessante ao Microsoft Office e ao LibreOffice e tampouco ensinar você a instalar a suíte no seu Linux. Tudo isso já foi explicado em um outro artigo aqui do blog, então se você quiser saber mais informações sobre o assunto eu sugiro que visite:
WPS Office 2016 - Uma ótima alternativa ao Microsoft Office para Linux

Como traduzir o WPS Office para o Português do Brasil 

Existe um projeto que está traduzindo o WPS Office para o nosso idioma, esta é uma iniciativa do União Livre, os mesmos desenvolvedores da distribuição Linux brasileira Kaiana, você pode encontrar um tutorial ensinando a instalar o repositório deles aqui. Mas em suma é bastante simples, você precisa apenas um pacote .DEB para traduzir a aplicação, você pode fazer o download clicando no botão abaixo, vale lembrar que os pacotes .DEB são compatíveis apenas com Debian, Ubuntu, Linux Mint e derivados.
Tradução da Interface
Para ajudar a verificação de texto e o dicionário precisaremos de outro pacote, esta dica em especial foi enviada pelo nosso leitor Maciel Castro que empacotou para o formato .DEB a aplicação, desta forma a instalação fica facilitada para todos os usuários de Debian, Ubuntu, Linux Mint e derivados, baixe os pacotes de idiomas para verificação de texto clicando no botão abaixo:
Idiomas para correção de texto
Este pacote para correção de texto contém na verdade mais de 20 idiomas diferentes, incluindo o Português do Brasil, em ambos os casos, depois de baixar o pacote basta dar dois cliques para instalar:

Instalando pela Central de Programas do Ubuntu

Cabe alertar que o empacotamento feito não atende todos os pré-requisitos do chamado "bom empacotamento" do Debian, por isso ao instalar o Ubuntu (ou outro sistema) vai te informar que o pacote é de "má qualidade", mas basta instalar e tudo vai funcionar normalmente. 

O próximo passo é configurar a correção do texto para o idioma desejado dentro do WPS Office. Para isso abra o programa "WPS Writer" por exemplo, clique na aba "Revisar" (ele já estará em português por conta do nosso pacote de idioma anterior), no primeiro ícone "Corretor Ortográfico" clique na seta indicadora e depois em "Definir Idioma", na janela que se abrir selecione o Português (Brasil) e clique em "Definir padrão", como mostra a imagem abaixo.

Corretor ortográfico

Agora você pode desfrutar do WPS Office na sua língua nativa. Quem não usa Ubuntu, ou outro sistema de base DEB pode ter um pouco de dificuldade para usar a tradução, porém, usuários de Manjaro e Arch Linux podem contar com a adaptação feita pelo meu amigo Tales Mendonça e usar em seu sistema mesmo assim.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




WPS Office recebe um patch de atualizações, instale a agora

Nenhum comentário

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

O WPS Office recebeu uma atualização para correção de bugs e melhorias de estabilidade, veja como baixar a instalar.

WPS Office Linux

Recentemente publicamos um artigo sobre o WPS Office 2016 mostrando como ele pode ser uma boa alternativa nativa para quem precisa trabalhar com documentos do Microsoft Office e um facilitador para quem quer usar Linux no desktop mas ainda se complica um pouco com LibreOffice. 

O WPS tem uma interface muito amigável para quem sai da plataforma Microsoft e também tem uma boa compatibilidade em seus formatos de arquivos, porém, apesar de ser plenamente compatível com o MS Office (pelo menos até onde pudemos testar) ele não é capaz de trabalhar com formatos abertos ainda, como o ODT por exemplo.

Tenho usado ele em paralelo com o LibreOffice para abrir arquivos provindos do Microsoft Office, sobretudo os que o sufixo "x" no final, que fazem referência às versões mais recentes da suíte, como ".xlsx" para arquivos do Excel, até o momento estou satisfeito com o que vi.

Recentemente saiu uma nova atualização para o WPS Office que deixou ele mais estável, se você já usa a ferramenta provavelmente foi notificado deste "update" na própria inicialização do programa, caso contrário aqui está a oportunidade de conhecer uma ferramenta interessante.

Você encontra o patch para download diretamente no site do projeto - clique aqui para acessar - é um arquivo de pouco menos de 80 MB. Esta atualização não traz qualquer recurso novo, ela apenas foca em melhorar a estabilidade do software e corrigir bugs.

WPS Office

Como você pode ver na imagem acima, existe versões de 32 e 64 bits para distribuições que usem pacotes .DEB como o Ubuntu e .RPM como o Fedora, sendo que existem outros sistemas compatíveis com os mesmos pacotes, como o Debian e o Linux Mint (.DEB) e openSUSE e o Mageia (.RPM). A versões de 32 bits e 64 bits são pacotes com códigos fonte para serem compilados que pode ser usados por desenvolvedores ou para usuários avançados que usem uma distribuição que não possua compatibilidade com os pacotes pré-compilados (DEB e RPM).

Você já usou o WPS Office, o que você achou dele? Conte pra gente nos comentários! :)

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




WPS Office 2016 - Uma ótima alternativa ao Microsoft Office para Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

O Software Chinês, WPS Office, conhecido em sua versão mobile por "Kingsoft Office" é uma aplicação muito interessante para quem precisa de uma alternativa para o Microsoft Office e não se dá muito bem com o LibreOffice. E ainda vamos te ensinar a instalar a tradução também.

WPS Office

Um clone do Microsoft Office


O WPS Office é uma solução de suíte Office para o mercado chinês mas que vem ganhando mercado no ocidente. A principal aposta dele é a sua aparência, que lembra muito a interface Ribbon do software da Microsoft e a sua praticamente perfeita compatibilidade com os formatos docx, xlsx e pptx.

WPS Office no Ubuntu

Apesar de ser muito interessante, o WPS tem um contra, ele não tem suporte para formatos abertos, como os do LibreOffice, isso aparentemente será implementado no futuro, mas no momento não é o que temos. Ele também é originalmente em inglês, mas para o Ubuntu e derivados nós temos um pacote de tradução para a maior parte de sua interface, o projeto foi feito pelo pessoal do União Livre, há também uma versão em desenvolvimento para Arch Linux e derivados, que por sua vez é uma derivação do pacote do União Livre.

Download do WPS Office 2016 para Linux


Para fazer o download do WPS Office 2016 basta clicar no botão abaixo, você será redirecionado para a página de downloads do software.
Na página de download você encontrará varias versões no painel que fica na parte esquerda, são várias versões Alpha e uma versão beta, se você clicou no botão acima você foi direcionado para a versão Alpha20, pois a Beta1 estava indisponível.

Rolando a página mais para baixo você encontra os links para download, como você pode ver na imagem abaixo, os sistemas estão indicados abaixo, lembrando que as versões em DEB também valem para Debian e derivados do Ubuntu, como o Linux Mint e as versões RPM também pode ser usadas em derivados do Red Hat e Fedora e com o openSUSE, a versão final em suma serve para qualquer distro, porém, você terá que compilar o código fonte.

Download do WPS Office

A tradução do WPS Office para o português


Assim que você instalar o DEB/RPM dando dois cliques, ou instalar usando o pacote com o código fonte, o WPS Office ficará em inglês, para traduzir a versão para o Ubuntu e derivados você pode baixar o pacote abaixo e dar dois cliques, posteriormente, ao abrir o programa você verá ele em português.


Para Arch Linux e derivados você encontra a tradução aqui, infelizmente não existe uma versão RPM para a tradução, porém, você pode usar o Alien para converter o pacote de DEB para RPM. Você encontra o repositório do União Livre aqui.

Confira um vídeo demostrativo da funcionalidade da aplicação:


Atualização:

O WPS Office foi removido do site oficial, provavelmente por conta de uma atualização que ele deverá sofrer, confira aqui uma outra forma de fazer a instalação.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo