Diolinux - Open Source, Ubuntu, Android e tecnologia

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador ubuntu phone. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador ubuntu phone. Mostrar todas as postagens

Samsung mostra o Galaxy Note 8 rodando Ubuntu pelo DeX

Nenhum comentário

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Há algum tempo a Samsung mostrou um novo aparelho que "forma par" com os Smartphones da linha Galaxy mais potentes que permite que você ligue o dispositivo a uma Dock (o DeX) e assim ligue a dock em uma televisão ou monitor, tendo uma experiência desktop à partir do sistema que está no celular. 

Samsung DeX






O funcionamento do DeX ainda pode ser considerado limitado e até certo ponto, experimental, mas ainda assim muito funcional e perfeito para o uso básico de várias pessoas, podendo substituir um computador tradicional em muitos casos.

Essa ideia de transformar o Smartphone em um desktop não é necessariamente nova, tivemos a iniciativa de convergência da Canonical com o Ubuntu Phone e até mesmo o projeto Continuum da Microsoft, entretanto, esse modelo da Samsung parece ser o primeiro a realmente estar chamando mais atenção por fazer isso justamente com o Android, o sistema predominante no mundo dos dispositivos móveis.

Apesar de funcional, muitas aplicações ainda não funcionam perfeitamente no DeX, justamente por conta dos Apps não serem necessariamente pensados e adaptados para rodar em modo Desktop, com suporte a mouse e teclado, além disso, usuários regulares de computador geralmente usam esse tipo de dispositivo não somente pela forma de operação, mas pelas aplicações disponíveis também. Apesar de já existirem alguns Apps para a finalidade, editar vídeos em sistemas de desktop ainda é melhor em vários sentidos, por exemplo.

Linux rodando em Linux


Linux no Galaxy

Apesar do Android usar o Kernel Linuxa parte de usuário do sistema é um pouco diferente e não permite que usemos determinadas ferramentas nativas do sistemas Linux de Desktop, como o Ubuntu, para contornar este problema e deixar o DeX ainda mais apelativo, a Samsung criou uma aplicação chamada "Linux on Galaxy", que na prática é "Linux on Linux" 😂, permite que distribuições Linux de Desktop sejam instaladas no Smartphone e ao ligá-lo no DeX você tenha o mesmo ambiente que teria no Desktop. 


No vídeo a Samsung demonstra o funcionamento do DeX com a aplicação "Linux on Galaxy" rodando o Ubuntu 16.04 LTS Xenial, que é a versão de longo suporte atual, na demo, rodando o Eclipse.

O "Linux on Galaxy" é ainda experimental e a Samsung deverá melhorá-lo com o tempo, será possível instalar outras distros além do Ubuntu muito provavelmente também, ampliando as possibilidades que o DeX traz.

Se você tiver interesse (e um Galaxy S8 ou Note 8), é possível se inscrever no programa de Beta Testers para essas funcionalidades nesta página.

Eu gostaria de saber se você acha que esse tipo de tecnologia será o futuro. Será que teremos menos computadores e mais Smartphones que podem ser usados como Desktop?

Você seria um usuário dessa tecnologia? Conte pra gente nos comentários e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como será o futuro do Ubuntu SEM o Unity?

Nenhum comentário

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Pois é pessoal, essa foi sem sombra de dúvidas as notícias mais "bombástica", por assim dizer, do ano no mundo Linux. Nós falamos e noticiamos o fim do Unity 8 e do Ubuntu Phone nesta semana e muitas pessoas se interessaram pelo assunto, foram mais de 60 mil acessos apenas neste artigo, mas algo que eu percebi na maior parte dos comentários foi uma dualidade entre pessoas que já não gostavam muito do Unity e/ou preferiam o Gnome e pessoas que gostavam do Unity e ficaram chateadas com a notícia.

O futuro do Ubuntu sem o Unity




Eu vou tentar brincar de "olho de Tandera" com você e te dar a "visão além do alcance", pois o fim do Unity (ou quase) pode mudar os rumos do Ubuntu como conhecemos, então, eu quero falar sobre as possíveis consequências desta decisão.



Uma grande surpresa!


Apesar dos mais pessimistas acharem que o Ubuntu Phone nunca teve realmente chance, para mim, a "causa mortis" do projeto foi ver o que a Samsung fez com o novo Galaxy S8 (não que tenha sido isso mesmo, mas o conceito que o envolve), além da necessidade de focar onde dá lucro. Sei que nem todos se encaixam aqui, mas se você já tentou empreender algum negócio sabe que esse tipo decisão difícil é sumariamente fundamental.

Convergência do Galaxy S8
Samsung Galaxy S8 no modo "convergente"

A Samsung trouxe para o Android a dita "interface convergente", uma marca forte, com Android, o sistema operacional mais utilizado do mundo, trouxe para o mercado exatamente o conceito que o Ubuntu Phone estava brigando para trazer, claro, com algumas diferenças, pois o Ubuntu com Unity 8 tinha a intenção de rodar aplicativos convencionais de Desktop nos Smartphones também, mas quando se olha em sentido prático, realmente o Android sai na frente, não há nem sequer competição.

Ainda assim, o anúncio de Mark Shuttleworth, criador da Canonical, pegou todos de surpresa, até então não havia sequer um indício de que o projeto fosse efetivamente acabar, ao menos, não de forma tão drástica.

Particularmente, como eu já tinha falado neste vídeo, a versão 18.04 LTS, que deve ser lançada daqui a um ano aproximadamente, faria o sucesso ou o fracasso do Ubuntu e do Unity 8, parece que Mark resolveu não apostar.

Desde que foi anunciado, o Unity 8 chamou a nossa atenção, o conceito de convergência, a nova aparência, novas funcionalidades, tudo isso despertou um interesse extremo no sistema.

Com o tempo e promessas adiadas, depois de pouco mais de 3 anos de espera, tivemos os primeiros aparelhos com Ubuntu, mas a versão destkop nunca ficou realmente pronta. Ao mesmo tempo que ansiedade pela nova interface aumentava no Desktop e os esforços eram concentrados nela, o Unity 7, versão utilizada no Destkop até então, acabou deixando de receber grandes upgrades como o Ubuntu teve outrora, deixou de incrementar funcionalidades, algo que é quase fatal para um sistema que busca mais e mais usuários, especialmente domésticos.

Paradoxalmente, o Ubuntu neste meio tempo ganhou mais popularidade do que nunca, tornou-se a distro Linux mais utilizada do mundo depois do Android, virou sinônimo de Linux na internet  e para a indústria, abarcou cerca de 40 milhões de usuários ao redor do mundo apenas na versão Desktop, ainda assim, as versões para servidor, cloud e IoT do Ubuntu fizeram ainda mais sucesso, Dustin Kirkland, gerente de produto da Canonical, chegou a afirmar que juntando todas as plataformas em que o Ubuntu estava presente, mas de 1 bilhão de pessoas eram usuários do sistema, de forma direta ou indireta e o Unity era facilmente reconhecido em fotos mundo à fora.

Realmente, fomos pegos de surpresa.

O Unity realmente acabou?


Neste momento eu gostaria de me atentar para um detalhe que pode ser divisivo e acabar com o Ubuntu da forma que o conhecemos, a distro simples e para usuários comuns no Desktop, então você precisa prestar atenção.

Tirando a Canonical, as outras duas principais empresas que mantém distros Linux de forma direta são a SUSE e a Red Hat, e o que ambas tem em comum? O foco empresarial em servidores e suporte. E o que mais elas tem em comum? Não tem um foco no usuário doméstico. Sacou?

Mark comentou em seu anúncio que o Ubuntu 18.04 LTS voltaria a usar Gnome e que o Unity 8 e o Ubuntu para Smartphones, assim como a convergência e o servidor gráfico Mir, tinham acabado, ainda que ele continuasse acreditando que esse é o futuro, a Canonical provavelmente não estaria nele. Aqui é que entram os detalhes das lacunas deixadas por ele.

Voltar a "usar o Gnome" não significa que o Ubuntu 18.04 LTS vá usar o Gnome Shell necessariamente, tecnicamente isso são coisas diferentes, ou ainda, não quer dizer que o Ubuntu vá ter o mesmo Gnome que o Fedora tem, por exemplo.  

Seria possível a Canonical criar uma interface em cima do Gnome Shell que tenha a mesma funcionalidade do Unity? Até porque ele disse que o Unity 8 tinha acabado, mas não falou nada sobre o 7 ou o que iria acontecer com ele.

Ontem eu estava brincando com o Ubuntu Gnome 17.04 Beta, que ainda receberá um vídeo para o canal, e com algumas extensões e temas eu fiz um "Unity" do Gnome, a usabilidade fica bem parecida até, dá uma olhada na aparência:

Ubuntu 18.04 Fake com GUnity?
Ubuntu 18.04 Fake com GUnity?

Não estou dizendo que é isso que vai acontecer, mas seria coerente pensar desta forma para não impactar os usuários de Unity demais e manter a usabilidade do sistema.

Por outro lado, se a Canonical estiver se tornando uma nova Red Hat ou SUSE eu tenho más notícias pros usuários comuns, me incluindo aqui.

Isso significaria que o Ubuntu para Desktops receberia um Gnome Shell "puro", assim como é o Ubuntu Gnome hoje em dia, e a preocupação com os usuários de Desktop diminuiria, de certa forma, desperdiçando o bom nome no mercado consumidor comum que o Ubuntu tem atualmente, coisa que até agora nenhuma outra distro conseguiu.

O Ubuntu para Desktop será o mesmo Ubuntu para Desktop que nós conhecemos? Ou será algo mais parecido com o Fedora que é um "campo de testes" comunitário do Red Hat Enterprise Linux?

Isso realmente só o tempo nos dirá, confesso que torço para que seja a primeira opção, caso contrário, não vejo mais motivos para usar o Ubuntu como sistema de Desktop indicando-o para qualquer tipo de usuário. Ele vai continuar sendo simples, fácil e tudo mais, como é agora, mas ferramentas facilitadoras e a preocupação com a experiência do usuário de Desktop mais básico não seriam mais preocupação, fazendo do Linux Mint, elementary OS, Deepin e do Manjaro (dependendo da evolução) opções mais interessantes para "arrastadores de mouse".

O que sobrará depois do Unity?


Existem muitas coisas importantes que irão se acabar com o final do Unity, isto é, do Unity 7 especialmente. Podemos lamentar pelo Unity 8, Mir e pelos Ubuntu Phones, mas ainda assim é algo que nós nunca realmente tivemos, então a sensação de perda é muito menor, não se pode dizer o mesmo da versão 7.

Como tanto o Unity 7, como o Unity 8, são projetos abertos, não seria de desacreditar uma continuação por uma comunidade interessada, como aparentemente já está acontecendo com o Unity 8, mas sinceramente, certos recursos do Unity 7 não estão presentes em nenhuma outra distro de forma nativa atualmente.

O HUD por exemplo, a ferramenta que permite que você pesquise dentro dos menus das aplicações apenas pressionando a tecla "Alt" é algo que eu não vi em nenhum lugar, o aproveitamento de espaço que o Unity tem é incomparável, afinal, não é somente "esconder as barras" e pronto, com o Unity além de ter todo o campo de visão você ainda tem todas as ferramentas do sistema a sua disposição, as barras das janelas que se integram com a barra superior e os menus globais são coisas muito boas também. Concentrar as ações no lado esquerdo da tela faz com que você precise mexer menos o mouse também.

Tirando isso, que são recursos que podem se implementados em outras interfaces, talvez no próprio Ubuntu mesmo com Gnome, o que se perde mesmo caso do Unity 7 e seu conceito de usabilidade e aparência deixem de existir completamente, é a grande marca que ele criou.

Veja bem, a maior parte das distros utiliza um ambiente gráfico que outras distros também utilizam, o Gnome do Fedora não é muito diferente do Ubuntu Gnome, do Gnome do SUSE ou do Manjaro, visualmente falando, e isso vale para qualquer outra interface, mas o Unity, além de ter um visual peculiar, remetia diretamente ao Ubuntu, do mesmo jeito que quando você vê uma barra em cima com uma dock embaixo você lembra do Mac, ou um painel inferior com um "menu iniciar" você lembra do Windows (ou do KDE), quando você via um sistema com barra na esquerda você associava ao Ubuntu, abandonar isso é ruim pra marca, ruim pro marketing, ruim pro Ubuntu. 

Para você ter uma ideia, tem gente que acha que qualquer Gnome é o Kali Linux, isso é um problema de falta de identidade mercadológica que fará muita falta pra qualquer sistema que queira atingir o usuário comum... a menos que essa não seja mais a intenção.

O meu receio e o meu anseio


Independente do que aconteça, o meu respeito pelo Ubuntu e pela Canonical continuam. Graças a eles (e talvez ao Google) é que eu posso trabalhar com tudo o que trabalho hoje em dia, eu tenho uma relação enorme de gratidão com o Ubuntu pelo que o Diolinux se tornou, foi falando do Ubuntu que as coisas começaram a acontecer na minha vida, foi quase uma retro-alimentação.

Meu receio é que com o abandono deste projeto (Unity) o Ubuntu deixe de receber incrementos de ferramentas para facilitar a vida do usuário comum. Antigamente, quando a Canonical lançou uma Central de Aplicativos no Ubuntu isso foi revolucionário, quando adicionaram uma opção para instalar drivers facilmente, isso foi igualmente revolucionário, criar o HUD e novas formas de interação foram diferenciais, mas nos últimos anos, desde 2014 aproximadamente, isso deixou de acontecer (muito em parte pelos esforços da equipe de engenheiros sobre o Unity 8), será que isso voltará a acontecer?

Meu anseio é para que sim! Além de torcer para que o sistema volte a ser revolucionário como sempre foi no Desktop, é bom ver que algumas coisas tomaram definição. Com o Mir fora da jogada finalmente o Wayland tem apoio de todas as distros mais famosas e quem sabe ele se desenvolva mais rápido, será mais fácil até mesmo para as empresas que desenvolvem drivers, além disso, os Snaps vieram pra ficar, de todos os projetos que iniciaram por conta da convergência, este foi o que deu mais certo.

Os pacotes Snaps são uma forma simples de distribuir softwares para Linux (isso mesmo, qualquer distro) e podem permitir que mais desenvolvedores tenham interesse em liberar programas para o sistema graças a existência deste padrão. Sei que existe o formato FlatPak também, mas particularmente acho que os Snaps, além de um nome melhor (marketing é tudo), possuem maior facilidade de operação e manuseio, além de já possuir um grande repositório se comparado com a iniciativa concorrente.

O fim do Unity pode significar um recomeço ainda mais forte para o Ubuntu nos Desktops ou a sua despedida de vez, deixando o trono para outras distros derivadas provavelmente.

Vale lembrar que o Unity 7 permanecerá ativo com o Ubuntu 16.04 LTS até 2021 pelo menos, que é quando o seu suporte deve terminar, então, caso você queira continuar usando a interface, você ainda tem bastante tempo desde que mantenha esta versão do sistema sempre atualizada.

Eu continuarei a usar o Ubuntu, talvez com menos intensidade no futuro dependendo do que aconteça, mas o Ubuntu sempre será a distro que consegue sacudir o mundo Linux e o Mark Shuttleworth sempre será o cara que não tem medo de sonhar, tentar, arriscar, errar, voltar atrás e fazer tudo de novo. Talvez falte um pouco dessa gana na gente mesmo, não é?

É como se diz, se você nunca falhou em nada, talvez nunca tenha tentado fazer algo realmente grandioso.

O que você acha de tudo isso? Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu Phone: ZTE diz que consumidores não querem comprar aparelhos que não sejam Android

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Más notícias vindas da ZTE, a empresa declarou em nota que não está aberta a desenvolver aparelhos com Ubuntu Phone por conta do público que dificilmente quer aparelhos que não venham com Android.

Ubuntu Phone




A pauta do Ubuntu Phone volta ao foco aqui no blog, não com boas notícias, mas na verdade para conversar sobre a incerteza sobre o projeto Ubuntu Phone, que neste momento tem aumentado. 

Apesar do Unity 8, que roda nos Smartphones e em breve nos PCs também estar chamando muito a nossa atenção, o mercado é muito mais complicado de dobrar, infelizmente ter um produto de qualidade e ter sucesso são coisas distintas, especialmente no segmento de Smartphones.

Segundo o pessoal do OMG Ubuntu,  o fabricante de Smartphones, ZTE, disse que não pretende lançar aparelhos não-Android porque os consumidores não tem interesse neste tipo de coisa, segundo as informações a ZTE já teria tentando em outros tempos abraçar vários sistemas operacionais diferentes para dar opções aos seus clientes, porém, os consumidores sempre preferiram os Androids.

Foi apontado, no caso, a falta de aplicativos que os "sistemas alternativos" sobrem, podemos incluir até mesmo o Windows Phone aqui, caso de Pokémon GO por exemplo, que não roda em outros sistemas (que eles possam usar) que não seja o Android.

Ao que parece, a BQ, desenvolvedora espanhola que deu vida ao primeiro Ubuntu Phone, está um pouco desanimada em fazer novas versões de aparelhos com o sistema operacional por conta vendas serem baixas.

Na minha opinião, dado o tamanho do mercado de Smartphones e da predominância de Android e iOS, a única forma do Ubuntu Phone decolar é ser compatível com Apps Android para já ter uma base grande aplicativos disponíveis para aí então trabalhar o marketing dos aparelhos e depois com muitos usuários, ou uma gama considerável pelo menos, tentar atrair desenvolvedores para criarem Apps para o seu próprio ecossistema, caso contrário, a menos que algo muito extraordinário aconteça, dificilmente o Ubuntu Phone vai deixar de ser uma aparelho para nichos pequenos de entusiastas em Linux e no Ubuntu, ainda que o projeto venha a ter qualidade técnica superior à concorrência.

Este não seria o "caminho dos sonhos" e nem o ideal, disso eu não discordo, mas as vezes é necessário adaptar o produto para o consumidor para depois dar vida aos sonhos outrora pensados.

O que você acha de tudo isso? Deixe a sua opinião nos comentários e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Lançado o mais poderoso Ubuntu Phone até o momento

Nenhum comentário

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Finalmente está disponível para o público final o mais poderoso Ubuntu Phone, o Meizu PRO 5, saiba mais informações sobre ele.

Meizu PRO 5




A página de Insights do Ubuntu anunciou a disponibilidade do mais novo e potente Ubuntu Phone lançado até então. Na imagem abaixo você pode ver as especificações do aparelho.


O Smartphone está saindo com a última versão do Ubuntu para dispositivos móveis e custa USD$369.99, o que se comparando o hardware que ele possui é preço muito bom.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




XDA Developers mostra o Ubuntu com Unity 8 na MWC 2016 [Vídeo]

Nenhum comentário

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

O pessoal do XDA Developers está fazendo a cobertura do MWC 2016 em Barcelona na Espanha e parou no estande da Canonical para nos mostrar o Ubuntu com Unity 8 e o modo convergência do sistema, confira:

Ubuntu




Parece que este MWC 2016 está sendo muito especial para a Canonical com o Ubuntu, é a primeira vez que uma distribuição Linux, a não ser o Android, recebe tanta atenção em um evento. Confira mais alguns destaques do evento envolvendo o Ubuntu:
Conheça o robô que joga futebol e é movido à Ubuntu
Conheça o Smartphone Meizu PRO 5 com Ubuntu
Smartphones da Sony e OnePlus receberão o Ubuntu Phone
Canonical fecha parceria com Samsung
Ubuntu Phone terá suporte para leitura Biométrica
Confira agora o vídeo do XDA mostrando a mais recente tecnologia da Canonical:

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Conheça melhor o Ubuntu Phone Meizu PRO 5 [Vídeo]

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

A MWC 2016 foi a oportunidade para mostrar ao mundo o novo Ubuntu Phone, o Meizu PRO 5, confira agora um vídeo mostrando um pouco das funcionalidades do aparelho.

Ubuntu Phone Meizu Pro 5




O site GSMArena fez um breve "Hand-On" com o novo Ubuntu na MWC 2016 e nele podemos observar a aparência atual do Ubuntu Phone e a sua funcionalidade, confira:



Quer saber as especificações do aparelho? Clique aqui e confira a nossa matéria de lançamento do modelo.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu estará disponível para o Sony Xperia Z1 e OnePlus One

Nenhum comentário

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Aos poucos o Ubuntu Phone vai ganhando maior apoio para Smartphones diferentes, os dois novos da lista são o modelo Xperia  Z1  da Sony e o modelo One da OnePlus.

Ubuntu Phone da Sony




Parece que a MWC 2016 está sendo muito especial para a Canonical, além de anunciar oficialmente para o mundo e colocar em pré-venda o novo Meizu PRO 5 com o Ubuntu como sistema operacional, a empresa anunciou através da sua página de "Insights" dois portes comunitários do Ubuntu Phone para aparelhos da Sony e OnePlus.

Leia também: Canonical fecha parceria com Samsung

Apesar de ambos não serem aparelhos  que virão com Ubuntu de fábrica, pelo menos por enquanto, a porte foi feito com a ajuda das duas empresas, Sony e OnePlus, para criar roms perfeitamente compatíveis com cada um dos aparelhos.

Você pode consultar na página de desenvolvedores do Ubuntu Phone todos os portes para dispositivos feitos até o momento.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu Phone terá suporte para leitura biométrica

Nenhum comentário

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

A Canonical irá anunciar na próxima semana no MWC um novo recurso para o Ubuntu para Smartphones, trata-se da recurso de leitura biométrica.

Leitura Biométrica no Ubuntu

Em parceria com a ConsenSYS e BlockApps, a Canonical pretende colocar no Ubuntu ferramentas que permitirão uma maior segurança através de leitura biométrica. Para atingir este objetivo a ferramenta BlockApps’ Nimbus uPort Biometric Digital Identity já foi portada para os Ubuntu Phones e para os Tablets com o sistema, possivelmente recurso chegará também aos computadores no futuro.

Aparentemente o super Smartphone da Meizu com Ubuntu terá este recurso para desbloqueio do aparelho, a função de leitura biométrica nativa do Ubuntu é algo que poderá ser utilizado também no ramo de IoT (Internet of Things), um segmento que o Ubuntu vem tendo muito destaque.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




10 Imagens no novo Ubuntu Phone, o Meizu PRO 5

Nenhum comentário

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A Meizu surpreendeu na última MWC promovendo o Ubuntu em seu Smartphone poderoso, o Meizu PRO 5, ao invés de colocar o Android nele, veja agora 10 imagens do incrível aparelho da desenvolvedora chinesa.

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

O novo Smartphone com Ubuntu é muito poderoso, você pode consultar as especificações de hardware dele neste outro artigo do blog Diolinux, é realmente impressionante!

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

Ubuntu Phone Meizu PRO 5

A Meizu é uma parceira antiga da Canonical, porém, este ano a promessa é que varias empresas que atualmente distribuem seus Smartphones com o Android também passem a distribuir o Ubuntu Phone, saiba mais sobre isso aqui.

O Meizu PRO 5 é Smartphone mais potente lançado até então com o Ubuntu, atualmente ele só é vendido na China e na Europa.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Canonical vai atrás dos fabricantes de Android para lançar mais Ubuntu Phones

Nenhum comentário

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O Ubuntu para Smartphones está pronto e em constantes atualizações, aos poucos novas funcionalidades e recursos são adicionadas ao sistema, agora é hora de pensar nas duas coisas mais importantes para um sistema mobile, quantidade de usuários e aplicativos.

Canonical caçando Fabricantes para o Ubuntu Phone

O Ubuntu mudou a forma com que as pessoas veem o Linux no Desktop, depois que a distribuição despontou vemos uma grande massa de pessoas utilizando Linux no dia a dia para todos os tipos de tarefa. Agora chegou a hora de dar mais um passo, rumo ao Mobile.

A informação vem do site "The Register" que nos informa que segundo uma breve entrevista que eles fizeram com a Canonical, a empresa que desenvolve o Ubuntu, existe uma grande possibilidade de vermos muitos Ubuntu Phones em breve e de marcas diferentes.

Leia também: Conheça o Meizu PRO 5, o novo Smartphone que deverá rodar o Ubuntu

Segundo a informação a empresa estaria falando com os atuais parceiros da Google que utilizam Android em seus aparelhos e ao que tudo indica as conversas entre as companhias estão indo muito bem, várias demonstraram interesse e vão lançar aparelhos com o sistema da Canonical, porém, não foi comentado quais seriam estas empresas, entretanto há uma especulação de que a Samsung estaria interessada, apesar do Tizen.

O problema dos Apps e como conseguir alavancar uma ideia


Realmente um sistema não é nada sem aplicações para acompanhá-lo, com o Ubuntu Phone não seria diferente, porém, ao contrário da linha de raciocínio que a maioria das pessoas costuma utilizar, criar um sistema e esperar que os apps sejam feitos para que assim ele cresça, a Canonical quer fazer o sistema crescer em números, se isso acontecer os Apps serão consequência.

O mesmo vale para outros ramos como o próprio Linux e o Software Livre, é melhor alguém usando um pouco de Software Livre do que nada, é neste tanto que a divulgação de software livre peca um pouco no Brasil. Mais uma vez tivemos o caso da campanha da FLISOL sem o Ubuntu num evento onde os participantes podem levar seus Windows e Macs para a instalação de programas que são Software Livre me parece ser um desperdício não usar o Ubuntu para a alavancar a adoção de Software Livre, usando como porta de entrada pelo menos.

A Canonical já conseguiu fazer do Ubuntu um concorrente a altura para Windows e Mac, pelo menos tecnicamente, agora vamos ver se consegue fazer frente ao Android e ao iOS também, façam suas apostas!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Meizu poderá lançar um novo Smartphone topo de linha com Ubuntu

Nenhum comentário

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

A Meizu foi uma das primeiras empresas, junto com a BQ, a apostar no Ubuntu para seus Smartphones, depois de crescer exponencialmente em vendas em 2015 o novo Smartphone que poderá carregar o sistema da Canonical tem um hardware extremamente poderoso.

Meizu PRO 5 com Ubuntu

A fabricante chinesa de Smartphones Meizu este em destaque nos últimos anos, que foi quando ela conseguiu expandir seu mercado, especialmente para fora da Ásia, estima-se que em 2014 a Meizu tenha vendido um pouco menos de 5 milhões de aparelhos, já em 2015 os números aumentaram para 20 milhões, uma diferença considerável, algo que faz com que pensemos que o resultado seja mantido em 2016 e se expanda ainda mais.

No ano passado a Meizu lançou em parceria com a Canonical o Smartphone Meizu MX4 rodando o Ubuntu, neste ano poderemos ter um novo aparelho com o sistema, o Meizu PRO 5.
Veja também: Conheça o primeiro Tablet com Ubuntu, o BQ Aquaris M10
Com a nova "pegada" do Ubuntu de ser um ambiente convergente, podendo ser usado como desktop também, por isso um hardware parrudo parece ser algo óbvio.

O Meizu PRO 5 possui uma tela full HD AMOLED de 5,7 polegadas, 4 GB de RAM, e até 64 GB de armazenamento interno, processador Exynos 7420 octa core de 64 bits, bateria de 3050mAh não removível, as câmeras são de 21MP da parte traseira e 5MP da parte frontal. Este modelo é vendido com Android atualmente.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu Phone chega ao mercado Russo

Nenhum comentário

terça-feira, 17 de novembro de 2015

A Canonical avança para mais um mercado importante, a Rússia é o novo país a receber o Ubuntu Phone.

Ubuntu Phone Russia

Ubuntu Phone na Rússia


O BQ Aquaris, o primeiro Smartphone com Ubuntu, começou a ser vendido na Rússia também em uma série de lojas do país. A versão para o mercado russo ganhou uma atenção especial com a criação de "Lentes/Scopes" exclusivas para o público do país.

"Depois de lançamentos bem sucedidos em outros mercados, estamos animados para oferecer os telefones Aquaris Ubuntu Edition na Rússia. '' Comenta Alberto Méndez, diretor executivo da BQ. "Nossa parceria com a Canonical continua indo de vento em popa e temos o prazer de trabalharmos juntos e mais um lançamento."

Você pode ver o Ubuntu Phone na loja Ozon,ru, nela você encontra mais informações sobre o aparelho em questão.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Primeiro App malicioso para Ubuntu Phone foi detectado na Ubuntu Store

Nenhum comentário

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Uma aplicativo malicioso foi detectado na Ubuntu Store para o Ubuntu Phone, apesar de não ser tão prejudicial assim, ele chamou a atenção para o quanto a Canonical estaria preparada para bloquear aplicações indesejáveis.

Ubuntu Phone

Canonical está preparada para lidar com problemas deste tipo?


Uma das maiores preocupações da Google e da Apple é combater aplicações maliciosas dentro da loja de aplicativos dos sistemas, a Canonical ainda não tem uma massa de usuários grande o suficiente para ter maiores incisões deste tipo de incidente, porém, ficou claro que o Ubuntu Phone não está livre dos crackers.

Uma notificação vinda de um usuário do sistema informou que um App que estava na Ubuntu Store chamado apenas de "test" era capaz de alterar a tela de boot do aparelho.


A Canonical respondeu rapidamente ao problema, removendo a aplicação da Ubuntu Store e elogiando a relação com a comunidade que auxiliou a notificar o problema, a empresa também recomendou que todos os usuários que eventualmente tenham instalado a aplicação removam a mesma o mais rápido possível.

A empresa por trás do Ubuntu também comentou que precisava rever algumas de suas políticas de segurança para o Ubuntu Touch.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Conheça o novo aplicativo de música do Ubuntu

Nenhum comentário

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Uma das novidades que acompanharão a nova interface Unity que a Canonical vem desenvolvendo serão os aplicativos nativos do Ubuntu, vários serão modificados com o tempo, hoje vamos dar uma olhada no Ubuntu Music App.

Ubuntu Music App

Conheça o novo Player padrão do Ubuntu


Com a interface convergente, os aplicativos também tenderão a ser, este é o player padrão que será usado nos Ubuntu Phones e com a chegada da nova interface aos desktops ele também será o padrão do sistema, confira agora um demonstrativo de como ele se comporta com a sua interface maleável, é muito legal!


Se você tiver curiosidade sobre as aplicações, é possível instalar elas nas versões mais recentes do Ubuntu através do repositório PPA que você encontra nesta página.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




"Scope Wonderland: Your Content Wonderland" o novo vídeo promocional do Ubuntu Phone

Nenhum comentário

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Algo que nós vivemos falando é que falta muito marketing nas distribuições Linux, na maior parte os criadores dos sistemas são excelentes programadores, mas quando se trata de lidar com pessoas nem todo mundo tem esse dom tão importante, por isso, quando alguma distro revolve fazer uma campanha publicitária, por menor que seja, é nosso dever ajudá-los a divulgar, confira:

Ubuntu Phone Scopes


As coisas mais legais do mundo no seu Ubuntu Phone


É este o conceito que as Scopes do Ubuntu querem trazer, uma maneira fácil de você acessar e visualizar todo o  conteúdo revelante para você.

Em Agosto deste ano houve um evento idealizado pela empresa UserFarm onde foi dada a missão de interpretar e representar através de um vídeo a riqueza de informações que as Scopes do Ubuntu Phone promovem, logo abaixo você vê o vencedor da competição feito por Irene Caron.


Realmente ficou muito bom, bom será quando vermos anúncios como estes em vídeos no YouTube ou até mesmo na televisão, marketing é a chave para alavancar qualquer projeto e com o Linux não seria diferente.

Se você curtiu esse aí do Ubuntu, tenho certeza que vai gostar deste feito pelo pessoal do openSUSE, é simplesmente hilário, clique aqui para ver.

E você, conhece alguma outra propaganda legal do Linux?

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu Phone que "se transforma" em computador chegará em 2016

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Uma novo aparelho com Ubuntu está à caminho do mercado para dar uma demonstração clara da convergência que a Canonical vem trabalhando há muito tempo.

Ubuntu Phone Convergente

A convergência de mercado


Mais do que convergir as aplicações, a Canonical empresa por trás do Ubuntu, está tentando uma "convergência de mercado", trazendo para o seu bolso um verdadeiro computador. Tudo bem, algumas pessoas podem pensar que os nosso atuais Smartphones são computadores de bolso, e de fato eles são, mas o que chegará ao mercado com o Ubuntu Phone em 2016 será um verdadeiro computador, você poderá ligar um mouse, um teclado e um monitor no aparelho e usá-lo como desktop, uma vez que o novo Unity permitirá isso.
Leia também: Canonical anuncia novo Design para o Ubuntu
A empresa que vai ajudar a dar vida ao Ubuntu Phone verdadeiramente convergente será a espanhola BQ, a mesma empresa que lançou o primeiro Ubuntu Phone no mercado. Nesta semana mesmo nós publicamos uma matéria sobre as indicações que a Canonical estava dando de que novos Smartphones chegariam, clique aqui para ver.

Amostras da convergência


No momento o Unity Next que será convergente ainda está em desenvolvimento mas já temos algumas amostra do que será e de como vai funcionar, veja os tópicos abaixo para ficar por dentro de todas as novidades e demonstrações:

- A convergência entre plataformas em um vídeo.

- Linux Foundation apoia a iniciativa de convergência da Canonical

- Smartphone com Ubuntu no modo Desktop

- Unity Next - Convergência na prática

- Nexus 7 com mouse e teclado com Unity Next

- Convergência entre Mir e X.org no Ubuntu

A revelação destes projetos vieram através do próprio fundador da Canonical, Mark Shuttleworth comentou sobre os planos futuros.

Fonte
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Canonical está preparando mais Ubuntu Phones?

Nenhum comentário

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Uma mensagem no site do Ubuntu chamou a atenção dos usuários e clientes que acessaram, na página são listados os aparelhos que estão no mercado, um deles já indisponível, quem vem com o Ubuntu Touch como sistema operacional, mas há indícios de que mais vem por aí.

Ubuntu Phones

Mais algum aparelho está à caminho?


Conheço muita gente que adoraria poder usar o Ubuntu Phone, infelizmente, como o projeto está ainda no começo o foco de vendas foi principalmente a Europa e parte da Ásia, ou seja, nada de chegar ao Brasil!


Eu não vou dizer que novos Ubuntu Phones vão chegar ao Brasil para não gerar falsas esperanças, afinal, nada está indicando isso, pelo menos até agora. Mas uma mensagem posta no site do Ubuntu deixou as pessoas curiosas, nele você vê a descrição dos três principais modelos de Ubuntu Phones e bem ao fundo da página a frase "More Ubuntu Phones coming soon...", algo como, "Mais Ubuntu Phones em breve...", o que pode indicar novos modelos prestes à chegar ao mercado.


Quem sabe na Índia?


Que fique claro que isso é apenas especulação da minha parte, porém, recentemente a Canonical tem mostrando diversas "vitórias" no mercado indiano, fazendo lentes ou scopes para o Ubuntu Phone sobre a indústria de cinema local, a popular Bollywood, além disso, o governo do país adotou o Ubuntu como o sistema operacional para as repartições públicas, dessa forma não me surpreenderia uma investida maior com o Ubuntu Phone no mercado.

Se isso for verdadeiro, ainda fica a questão de quem produziria o Ubuntu Phone, ou quem produziria os novos Ubuntu Phones que o site sugere que estão à caminho? A resposta ainda é uma incógnita, poderia ser a mesma empresa responsável por dar à vida o primeiro modelo, a BQ, fabricante espanhola? Talvez, fique ligado aqui no Diolinux para saber as principais novidades sobre o Ubuntu Phone e ajude-nos à cruzar os dedos para que algum modelo venha também para o Brasil.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu Phone faz bateria de Smartphone durar quase 40 horas

Nenhum comentário

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Canonical escuta usuários e melhora o desempenho da bateria dos sistema operacional para os Smartphones atingindo mais de 30 hora de atividade.

Ubuntu Phone

Ubuntu Phone tem maior capacidade de bateria que muitos Smatphones top de linha


Nesta semana vários usuários de Ubuntu Phone relataram que os Smartphones passaram a manter a bateria por muito mas tempo do que apenas um dia anterior, isso se deve a uma atualização para que o sistema que a Canonical promoveu no Ubuntu.

A imagem que você vê acima vem do Meizu MX4 - saiba mais sobre este aparelho aqui - e mostra que ainda restando 15% da bateria o Smartphone foi carregado pela última vez há 37 horas atrás. Aparentemente alguns usuários aviam reclamado do desempenho do sistema na manutenção da bateria por um bom tempo, atendendo aos pedidos dos usuários uma atualização chegou para melhorar e muito a situação, como pudemos ver.

A imagem acima vem do usuário Popescu Sorin, ele comentou que o uso do aparelho foi convencional, navegação na internet, ligações e alguns jogos, ou seja, resultado excelente, provando que nem só um boa bateria basta para manter a longevidade dos aparelhos.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Smartphones com Ubuntu agora podem ser comprados do Brasil

Nenhum comentário

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Você que estava se perguntando "Como comprar um Smartphone com Ubuntu aqui no Brasil?" acaba de encontrar uma resposta, ela pode não agradar tanto quanto deveria mas já é um começo.

Ubuntu Phone pode ser comprado do Brasil

BQ Aquaris com Ubuntu já pode ser adquirido do Brasil


Boas novas para os brasileiros fãs do Ubuntu, agora o Smartphone da BQ, empresa espanhola, pode ser comprado diretamente de terras brasileiras.

Os primeiros lotes do Smartphone vendido apenas na Europa inicialmente foram esgotados em pouco tempo segundo a BQ, agora é hora de exportar para qualquer país do mundo, e isso inclui o Brasil.

Veja também:
Unboxing no primeiro Ubuntu Phone e especificações técnicas
O produto pode ser comprado diretamente no site da BQ e tem frete grátis para o Brasil, existem dois modelos sendo que o mais caro possui o valor de 770 reais em conversão direta, sem contar impostos de importação, a versão mais barata sai por cerca de 650 reais, também, apenas convertendo o valor diretamente sem contar as taxas de importação.

Falando em importação


Acho que como comunicadores que somos, nós do blog Diolinux temos a obrigação de informar alguns detalhes que podem frustrar um pouco a sua compra. Fora o valor do aparelho em si ainda será necessário pagar IOF e o imposto sobre importação, que é de 60% sobre o valor da compra, que já vai te deixar com menos vontade de comprar.

Outro fator que pode incomodar um pouco é que para compras deste tipo o valor pode se pago somente à vista, mesmo que a compra seja feita com cartão de crédito, e se mesmo assim você achar que vale a pena importar o aparelho, lembre-se, apesar dele poder ser importado para cá ele ainda não foi homologado pela Anatel, de modo que muito provavelmente ele não funcionará com as nossas operadoras.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Ubuntu Phone recebe loja de Apps Online não oficial

Nenhum comentário

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

O Ubuntu Phone ainda é uma realidade distante para os brasileiros mas já temos algumas novidades sobre ele para passar para você leitor, confira.

Ubuntu Touch Online Store

Ubuntu Phone e sua loja online


Até o momento, talvez até pelo lançamento do primeiro Smartphone com Ubuntu ser algo recente, não havia uma loja Online de Apps para o Ubuntu Phone que pudesse ser acessada a partir do computador como a Google Play por exemplo.

Muitas pessoas ainda tem receio quanto ao Ubuntu Phone pela sua lista Apps ser reduzida, e esse receio aumenta ainda mais quando você não pode saber quais Apps ele tem disponível sem ter um aparelho, porém, agora existe uma "lojinha" não oficial do Ubuntu Touch com todos os aplicativos disponíveis, ela não é de autoria da Canonical mas a mesma não se manifestou contra a iniciativa.

Para você dar uma olhada na Ubuntu Touch Apps é só clicar neste link.

Fonte: Softpedia.


--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo