Home » windows

Como reparar o seu sistema sem ser V1D4L0K4!

No artigo de hoje vamos falar sobre algumas práticas que eu considero extremamente válidas para qualquer pessoa que se julga um usuário de computador médio ou avançado, se você for leigo, este é o trabalho do técnico e não seu, e francamente, não há nada de errado com isso.

Formata, formata, formata!



Há alguns anos atrás eu iniciava a minha carreira no ramo da tecnologia, como a maior parte das pessoas, eu iniciei minhas experiências com o computador pessoal com o Windows, especificamente com o XP, para ser mais exato. Podemos dizer que comparado a algumas pessoas que eu conheço, eu comecei até tarde.

Naquela época eu era o tipo mais básico de usuário de computador. Usava o Notebook para jogar GTA San Andreas, FIFA e Need For Speed: Carbon e não ia muito além disso, via algum filme, ouvia mp3 e fazia trabalhos para escola no Word.

Desde aquela época, customizar e configurar o computador era algo que me atraia. Eu não sabia formatar, não fazia ideia de como isso funcionava, então costumava ser receoso sobre o que exatamente mudar, pois, por conta de onde eu morava, se precisasse levar o computador para a assistência, além de caro, era um pouco distante, apenas na cidade vizinha tinha algum serviço do tipo disponível.

Essa pequena história reflete o início da minha vida com a informática e com a tecnologia de forma geral, tirando os consoles que eu tive contato mais cedo.

Quando você se torna o mestre das computarias


Tem uma fase da vida de toda pessoa que gosta de tecnologia em que ela começa a ler, estudar, ver vídeos, em suma, consumir conteúdo relacionado ao tema. Quando isso acontece, é mais do que natural que a confiança aumente para começar a fazer testes mais avançados no computador, testar programas e sistemas operacionais diferentes.

Houveram duas épocas em que cheguei a formatar o computador mais de um dúzia de vezes por dia.

Por vezes não era necessário, outras, eram puro treinamento. Esses momentos foram quando a Microsoft lançou o Windows 7, e eu passei do XP para ele e quando eu comecei a testar Linux com o Debian e com o Sabayon.

É exatamente sobre essa fase que eu quero conversar com você, dependendo da sua postura para resolver problemas, o seu aproveitamento pode ser muito melhor.

Formata que eu gosto!


Houve um momento em que eu estava aprendendo a formatar o computador, eu tinha um DVD de Windows e eu tinha um DVD do Sabayon Linux. Como eu não tinha acesso pleno à internet e francamente, mesmo que tivesse eu não sabia pesquisar, desconhecia até mesmo a existência da palavra "fórum", a maneira que eu encontrei de treinar formatação foi formatando o meu computador diariamente. Nessa época meu backup cabia em um pen drive, então, nunca foi problema.

Depois que formatar se tornou algo simples pra mim, eu deixei de formatar tantas vezes diariamente, porém, quando tinha um problema no computador eu não pensava duas vezes e formatava. Uma vez eu exclui as barras do KDE Plasma e como eu não sabia pôr elas de volta, eu formatei o computador para ter os recursos no sistema de novo.

Acho que você acabou de perceber o problema disso, não?

Independente do sistema operacional, formatar nem sempre é a solução. Pode resolver? Pode. Existem circunstâncias em que vai resolver? Sim, diversas. Mas se a sua intenção é aprofundar seus conhecimentos, formatar deve ser o seu último recurso, especialmente no Linux, onde praticamente tudo é "arrumável".



Seguidamente eu vejo pessoas com problemas que podem ser contornados de diversas formas e  outras pessoas sugerindo que mudar de sistema é a melhor solução. Isso é um equívoco tremendo!

As distribuições Linux em geral não tem tanta diferença assim entre elas e dependendo do problema, simplesmente trocar de sistema não servirá para nada e pior, eventualmente vai trazer mais dúvidas  e problemas para o usuário por se tratar de algo novo.

Dicas para resolver problemas e ainda tirar conhecimento das situações


Se a sua intenção é, além de ajudar a resolver o problema de alguém, trazer conhecimento para você e para a pessoa que você está tentando ajudar, considere identificar exatamente qual o causador do problema.

Sempre há um motivo específico!

- Ah! Meu Windows está dando tela azul!

- Ah! Meu Ubuntu está travando!

- Ah! Meu Fedora não instala um programa!

As respostas que eu costumo ver são mais ou menos assim:

- Esse (encaixe o sistema que preferir aqui) não funciona mesmo, é todo bugado. Melhor instalar o (encaixe o sistema que preferir aqui), eu uso há (encaixe o tempo que você usa o sistema) e nunca deu problema.

Eu já perdi as contas de contas vezes eu vi situações semelhantes a esta.

Identifique o problema, sempre há um agente causador.

Se você conseguir identificar o que causa o comportamento anômalo, além de acrescentar conhecimento para você ou para quem precisa de ajuda (ou ambos), você provavelmente conseguirá evitar que o problema ocorra novamente e dar uma solução eficaz e permanente.

Entenda que um mesmo sistema vai se comportar de forma diferente em computadores diferentes e quanto mais pessoas o utilizarem, mais sujeito a provações diferentes ele vai estar e problemas mais diversos tendem a aparecer. Qual sistema tem mais bugs? Um em que a cada 10 usuários, 3 tem problemas ou um que a cada 100 usuários, 20 tem problemas?

Não é porque você não teve problemas, que o mesmo vai se repetir com um terceiro, e não é porque você teve problemas, que os demais não vão ter. O nível de complexidade para estas coisas é muito alto para você achar que simplesmente trocar de sistema resolve qualquer parada.

Não seja radical, não formate por conta de qualquer problema (obviamente respeitando a urgência da ocasião), procure reparar o seu computador de uma forma mais específica, isso vai te tornar um usuário muito mais técnico. Se o problema é a interface, troque a interface, se o problema é o Kernel, troque o Kernel, se o problema é o Driver, troque o driver, se o problema for você... bom, estude um pouco mais, conhecimento nunca é demais, não é, não? 😀

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Encryptpad - Um editor de textos com criptografia para você escrever textos secretos

Conforme a preocupação com a segurança cresce entre as pessoas, programas que permitem a criptografia de seus dados acabam se tornando populares e interessantes. Hoje você vai conhecer um editor de textos que tem estas propriedades, o Encryptpad.

Encryptpad




Assim que você ver o Encryptpad pela primeira vez vai entender o quão simples é utilizá-lo. Acima de tudo ele também é um editor de textos, então ele possui ferramentas populares a qualquer editor de textos, mas o que realmente o diferencia é a possibilidade de criptografar o conteúdo do documento que você criar.

EncryptPad


Dentre os principais recursos da aplicação, podemos destacar:

-  Super para Windows, Linux e macOS;
- Suporte para Passphrase e para Key File ou a combinação dos dois;
- Gerador de senhas customizáveis;
- Suporte para encriptação binária;
- Salvar documentos no modo "Apenas leitura";
- Suporte há diversos algoritmos para criação de senhas e criptografia;
- Suporte para compressão em Zlib ou ZIP.

Como instalar o Encryptpad no seu computador?


Como comentado no início do artigo, o Encryptpad suporte os principais sistemas operacionais da atualidade, você encontra instruções para instalação diretamente em sua página no GitHub. Para usuários do Ubuntu e do Linux Mint, assim como seus derivados, basta adicionar este PPA. Apenas copie o comando abaixo e cole no terminal, pressione "enter", digite a sua senha, pressione "enter" novamente e aguarde a instalação:
sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8 -y && sudo apt update && sudo apt install encryptpad encryptcli -y
Para quem não gosta de usar o Terminal, basta adicionar o PPA: ppa:nilarimogard/webupd8


Os pacotes necessários para se instalar (você pode usar o Synaptic para isso) são os seguintes:

- encryptpad 
- encryptcli

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




domingo, 12 de fevereiro de 2017

Kdenlive para Windows é lançado oficialmente

Na semana passada eu postei um vídeo no canal do blog Diolinux mostrando o Kdenlive, ainda em fase de testes, rodando no Windows, mas parece que a fase inicial de testes passou rápido e agora você já pode usar o que é considerada uma versão estável do programa.

Kdenlive on Windows


A versão 16.12.1 do Kdenlive foi lançada há alguns dias e junto com ela nasceu a versão para Windows do aplicativo, isso pode permitir que a aplicação alcance mais usuários, até então, este excelente editor (que nós usamos para produzir o canal inclusive) estava disponível somente para Linux e Mac (via MacPorts).



O download da versão atualizada do programa para todas as plataformas podem ser feito através da página de downloads oficiais do Kdenlive, preste atenção, pois na versão do Windows é necessário baixar também o FFMpeg, conforme as instruções que você encontra na página de download também.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Microsoft informa usuários que Windows 7 não é mais seguro

Sempre que uma notícia sobre segurança na tecnologia sai, ainda mais quando o cerne é a falta dela, as pessoas costumam se preocupar, algumas menos informadas até começam a conspirar e literalmente, entrar em pânico. Quando isso acontece com um dos sistemas operacionais que tem uma das maiores fatias de mercado desktop, certamente você deve prestar atenção, ainda que você não o utilize.

Run to The Hills Windows




A Microsoft publicou em seu blog oficial em alemão a recomendação incisiva de migração para o Windows 10, sobretudo para quem tem Windows 7, informando que, apesar do suporte do sistema estender-se até 2020, a arquitetura de segurança para qual ele foi projetada já é obsoleta, sendo que a solução é migrar para o novo Windows, "obviamente".

A notícia deixou muitas pessoas preocupadas, então eu fiz um vídeo para esclarecer melhor a situação e também mostrar as opções que você, que não deseja migrar para o Windows 10, tem.

Confira:



A urgência para a migração para o Windows 10 está muito mais na ânsia da Microsoft de querer uma maior base instalada em sua nova versão do Windows do que o fato do Windows 7 ser menos seguro, até porque, como consumidor, se o suporte será até 2020, ele deverá ser o mais seguro possível e receber atenção da empresa até lá, pelo menos é o que você deve cobrar, caso seja usuário.

Como comentei no vídeo, uma das piores coisas que pode acontecer com uma empresa, é ela ficar presa a uma tecnologia defasada. Tendo isso em mente, comece a procurar soluções que sejam multiplataforma preferencialmente, se possível de código aberto para facilitar a adaptação, caso seja preciso e por que não, se você não curtiu o Windows 10, comece a testar distribuições Linux, no vídeo eu deixei algumas sugestões de distros que podem atender as necessidades da maior parte das empresas.

Fique tranquilo, você ainda tem alguns anos para decidir, mas é bom ir testando as possibilidades e pensando no futuro.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




10 aplicativos open source que você pode utilizar no Windows e no Linux

Eu acho muito interessante o fato de que programas de código aberto que começaram apenas no mundo Linux ganharam versões para outras plataformas, como Windows e Mac, isso aproxima muito as coisas e faz com que as pessoas possam transitar livremente entre as plataforma, o que é algo muito positivo.

10 open source apps




Listei aqui 10 aplicativos de código aberto que eu utilizo praticamente todos os dias e que poderiam ser usados no Windows também. Acho importante ressaltar a importância disso, quando bons aplicativos existem em várias plataformas, alguém usa Windows pode passar a usar Linux sem sentir falta de muitos programas e o contrário também é verdadeiro.

Conheça agora a minha lista de 10 aplicativos de código aberto que podem ser usados em ambas as plataformas.

1 - Firefox

Firefox Linux e Windows

Um dos navegadores mais populares do mundo e utilizado por milhões de pessoas está presente em ambas as plataformas, a experiência de usar o Mozilla Firefox no Windows e no Linux é basicamente a mesma, então em uma possível migração isso não fará muita diferença. Claro que o Firefox não é o único browser multiplataforma, temos outras opções que convergem, como o Chrome, Vivaldi, Opera entre outros.

2 - GIMP

GIMP para Linux e WIndows

Eu uso o GIMP todos os dias, na verdade, todas as imagens que você está vendo neste artigo foram feitos nele. O GIMP também pode ser utilizado no Windows sem maiores problemas, inclusive, a nossa modificação, o PhotoGIMP, pode ser usado no sistema da Microsoft também. Ele é um ótimo programa para manipulação de imagens.


Inkscape para Windows e Linux

Outro programa que eu costumo usar com frequência, não tanto quanto o GIMP, mas ainda assim, com frequência, é o Inkscape. Um programa para imagens vetoriais. Você pode ver alguns trabalhos feitos com ele no próprio logo do blog e do canal, na DioStore também e em alguns outros projetos aqui do site. O Inkscape está disponível para usar no Windows também sem maiores problemas.


Kdenlive Windows e Linux

Este é um dos meus softwares favoritos de todos, recentemente o Kdenlive ganhou um porte para Windows, que na verdade ainda está em progressão, você pode ver ele rodando no Windows neste vídeo do nosso canal. Para quem não conhece, o Kdenlive é um editor de vídeos não linear que está muito próximo de ser o melhor aplicativo para edição de vídeo completamente grátis, sem versões pagas com mais recursos. Vale muito a pena conhecer.


VirtualBox para Windows e Linux

Máquinas virtuais são extremamente úteis, ao menos para mim, com elas eu consigo experienciar praticamente qualquer sistema operacional, que é algo que eu faço muito, basta olhar a playlist de reviews de sistemas operacionais que temos no canal. O VirtualBox pode ser utilizado em qualquer sistema também, sem distinção.


LibreOffice para Windows e Linux

O LibreOffice é uma ótima suíte office que deve atender a maior parte dos usuários de computador. O maior problema que usuários do Libre tem é abrir documentos do Microsoft Office sem desconfigurar o documento, isso acontece não por culpa do Libre, mas pelo próprio formato proprietário do Office que tem essa intenção mesmo, funcionar somente nele. 

Deixando isto de lado, as funções do LibreOffice atendem diversos governos ao redor do mundo e diversas empresas e é um dos softwares de código aberto que tem mais relevância do mercado. O mesmo LibreOffice que você pode usar no Linux você pode usar no Windows.


OBS Studio

Este é um programa que ficou muito popular entre os YouTubers, o OBS Studio tem versão para Linux e Windows e permite que você faça captura de tela no seu computador ou faça live streams para o YouTube, entre muitas outras funções.

Hoje ele é um programa muito importante para a produção do canal Diolinux.

8 - VLC

VLC Windows e Linux

O VLC é um dos melhores players multimídia que existem, reza a lenda que ele "toca até tampa de Danone". Isso acontece porque o VLC tem vários codecs inclusos no próprio programa, o que dispensa a instalação de pacotes adicionais para reproduzir praticamente qualquer tipo mídia.


Audacity Windows e Linux

Outro programa muito importante para quem produz conteúdo, especialmente em áudio. O Audacity é um editor de áudio grátis e aberto muito útil, especialmente para fazer redução de ruído em arquivos gravados em ambientes externos.


Thunderbird Windows e Linux

Outro programa que eu uso com frequência é o Thunderbird, um programa para fazer gerenciamento de contas de e-mail. Ele é simples e funcional, também tem versão para todas as plataformas. Já atendi algumas empresas fazendo implantação do Thunderbird no lugar no Microsoft Outlook.

Existem muitos outros


Existem outros programas que podem ser usados em ambas as plataformas, inclusive, a maioria desta lista também pode ser utilizada no macOS da Apple, não somente no Windows e no Linux. Fique à vontade para colocar nos comentários mais programas que você gosta e que possuem versões para todas as plataformas.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Ex-funcionário da Valve afirma que Steam para Linux forçou a Microsoft a melhorar o Windows

Neste semana eu li uma notícia que saiu no ZDNet que falava sobre a presença da Steam Linux e como isso influenciou a Microsoft a melhorar o Windows 10 para games, mostrando o quanto a concorrência só faz com que todo o público consumidor ganhe.

Steam no Windows 10




Quando a Valve resolveu apoiar o Linux como plataforma de jogos, criando até o seu SteamOS, um sistema operacional baseado no Debian com foco nos jogos, o principal motivo apontado era a insatisfação com as atuais versões no Windows. Isso se agravou quando a Valve descobriu que alguns de seus games, mesmo sem otimizações, rodavam com OpenGL melhor no Linux do que no Windows.

Com isso a Valve começou a chamar seus parceiros, como a Alienware, para trazer as Steam Machines para o mercado, ainda que tenha sido investido muito em marketing até o momento. Essa manobra chamou a atenção da Microsoft, segundo o ex-funcionário da Valve, a "gigante de Redmond" focou muito de seus esforços no Windows 10 para melhorar o sistema para os gamers, e se comparado com o Windows 8.1, parece ter realmente conseguido.

Essa é uma prova de que incentivar o crescimento no Linux como plataforma de games para computador ajuda a todos, até mesmo quem não utiliza "o sistema do pinguim" no dia a dia.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Dos 100 games mais vendidos em 2016 na Steam, 40 rodam no Linux

Ainda estamos longe do cenário ideal para os gamers de Linux, mas já existe uma boa quantidade de games para a plataforma sendo lançados, somente no ano passado foram mais de 1000 títulos, muitos games indie e alguns triplo A, mas chama a atenção que 40% dos games mais vendidos da Steam em 2016 já estão disponíveis na plataforma.

Os games mais vendidos da Steam em 2016




Dependendo do seu estilo de jogo, o Linux já pode ser considerado uma plataforma para você jogar sem precisar piratear o sistema operacional, ou pagar uma licença por ele. De fato, quase metade dos 100 games mais vendidos na Steam em 2016 já rodam no "sistema do pinguim", para ser mais exato, 40.

É verdade também que muitos títulos importantes e consagrados ainda não possuem versão para o sistema, caso de The Witcher 3, GTA V e  Fallout 4, que pesam contra com muita força, mas outros títulos importantes também saíra para a plataforma, como Deus Ex: Mankind Divided, Dying Light e o popular CS:GO, além de vários outros títulos importantes, mas menos expressivos  com relação ao nome, como Rocket League, Dota 2, XCOM2, Ark: Survival Evolved, Pay Day 2, Life is Strange, etc. que também já rodam no Linux.



- Nós fizemos uma lista com os 14 principais lançamentos de 2016 para Linux, você pode conferir aqui.

O Windows é a plataforma que recebe praticamente todos os lançamentos de games para computador, mas é bom ver o Linux crescendo aos poucos, o macOS não teve tantos produtos a mais na lista de mais vendidos, enquanto o Linux teve 41 itens, o sistema da Apple teve 46 (isso inclui o Steam controller), sendo que a Steam está a mais tempo no macOS do que no Linux,  ainda que não tanto tempo, talvez essa comparação seja mais justa.

Quanto mais games  multiplataforma saírem, melhor para nós, gamers. Não vamos ficar presos a uma plataforma específica e vamos poder ter, além de um bom sistema para jogar gratuitamente e legalmente, um sistema operacional mais seguro e personalizável, e ainda incentivar a concorrência entre plataformas para que existam diferenciais, ou seja, todos tem a ganhar.

Você pode conferir a lista completa dos 100 games e comprá-los também neste endereço da Steam.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Teste de Boot: Qual inicializa mais rápido, Ubuntu 16.04 ou Windows 10?

Os nossos leitores e os inscritos do canal sempre pedem estes pequenos comparativos entre os sistemas operacionais, então para atender aos pedidos da audiência vamos começar a fazer pequenos testes como o de hoje para saber onde cada sistema operacional leva vantagem. Certamente em alguns pontos o Ubuntu será superior e em outros o Windows prevalecerá. O teste de hoje é de tempo de boot.

Boot Time




Na minha opinião, atualmente o tempo de boot não é algo tão relevante, a maior parte das pessoas não costuma dar boot no computador mais de um vez por dia, isso quando não passam-se dias sem o computador ser desligado, mas não deixa de ser uma curiosidade interessante.



Houveram vários pontos interessantes comentados no nosso canal, neste vídeo em específico, eu eu respondi alguns deles em uma mensagem única, vou deixa logo abaixo:

Comentários sobre o vídeo de Boot

Pelas sugestões de vocês, o próximo teste será de transferência de arquivos.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 20 de dezembro de 2016

VariCAD - Trabalhe com CAD no Windows e no Linux

Hoje em dia existem muitas opções interessantes para se trabalhar com CAD no Linux, o DraftSight talvez seja um dos melhores exemplos, juntamente com o BricsCAD, mas caso nenhum deles tenha te satisfeito, vamos conhecer agora o VariCAD.

VariCAD Linux




O VariCAD é um software proprietário que permite trabalhar com arquivos DWG, criando projetos em 2D e 3D, o que pode ser muito interessante para os profissionais da área. O VariCAD é um programa pago, porém, ele possui uma variação, existe o VariCAD Viewer que é grátis e que, como o nome sugere, permite que você apenas visualize os arquivos, e a versão completa com o editor que custa cerca de 120 reais.

VariCAD Windows

VariCAD no Ubuntu

Para fazer o download do VariCAD em sua versão de testes ou comprar, basta acessar o site oficial, nele você encontra pacotes em .deb e .rpm, além da versão para Windows.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Stremio - Assista Netflix, PopCorn Time, YouTube e muitos outros em um lugar só!

O Stremio é uma das melhores aplicações de entretenimento que eu tive o prazer de conhecer e utilizar, ele é uma ferramenta completa que permite que você utilize vários serviços de streaming diferentes em apenas uma aplicação, tornando a sua "dura" tarefa de acompanhar as suas séries favoritas muito mais simples, sem precisar logar em um serviço e depois em outro, e depois em outro...

Stremio - Tudo o que você puder assistir




O lema do Stremio é "All you can watch" e a aplicação realmente entrega isso e ainda de forma multiplataforma, ou seja, você pode usar tanto no Linux, no Mac, quando no Windows e em breve ele terá versões para dispositivos móveis, Android e iOS.

Eu já havia feito um post sobre o Stremio há algum tempo, inclusive mostrando como rodá-lo.

Foi na mesma época em que o PopCorn Time, o popular aplicativo de streaming de vídeos pirata, estava enfrentando problemas. Na época eu sugeri o Stremio como uma alternativa interessante para substituí-lo, mas lendo os comentários eu acabei percebendo que muitas pessoas entenderam errado o propósito da aplicação, achando que ele também seria um aplicativo ilegal, o que não é verdade.

O que é o Stremio?

Stremio

O Stremio é uma aplicação que agrega serviços, incluindo para quem quiser, o uso do repositório do PopCorn Time através de Addons da comunidade que podem ser adicionados através deste endereço, mas além deste complemento, há diversos outros que permitem que você veja os filmes e séries da sua conta Netflix, iTunes, Amazon, Vodo, YouTube, Twitch TV, EPix, Hulu e muito mais, tudo de forma legalizada, e a cada dia mais complementos são feitos para o programa. 

Quando não há transmissão para o filme que você quer ver, o Stremio te leva para um site adequado para comprar ingressos para o cinema, como na imagem acima.

Videos de múltiplas fontes Stremio


A grande vantagem do Stremio


Para mim a grande vantagem é realmente eu não precisar sair de um programa ou site para outro para assistir o que eu quiser. Mas além disso, o Stremio tem outras características técnicas interessantes.

Diolinux no Stremio
Canal do blog Diolinux no Stremio

Dentre os principais recursos do Stremio podemos destacar:

1) Um grande catálogo de filmes e séries para se assistir com suporte a legendas do Open Subtitle;

2) O Stremio fornece recomendações para filmes, séries e canais com base no seu gosto pessoal;

3) Ele também possui uma variedade grande de conteúdo que vai agradar a qualquer gosto e idade, desde de quem gosta de ver lives de gameplays, até filmes e séries completas, incluindo conteúdo independente através de plugins como o VODO.

Existem alguns canais de TV que funcionam no Stremio também e você sempre pode adicionar mais coisas através de Addons, se você quiser ver Game Of Thrones, o YouTube, canais de TV, futebol, etc, certamente é uma alternativa interessante. Parecido com o Kodi neste tanto, mas com uma interface melhorada na minha opinião.

4) O Stremio também fornece notificações para novos episódios de séries e de novos vídeos no YouTube que você adicionou à sua biblioteca pessoal, assim você não perde nada;

5) Umas das coisas que eu mais gosto é encontrar conteúdos novos através das pesquisas, jogando uma palavra chave e explorando categorias diferentes, muitas vezes você encontra filmes B ou semi-amadores que são muito interessantes

Stremio canais de TV


Todo o  conteúdo em Stremio vem de add-ons (oficiais e da comunidade) e por conta disso pode ser, teoricamente, estendido infinitamente. Ele certamente é o meu aplicativo de entretenimento favorito, uso há mais de um ano e achava justo explicar melhor como ele funciona, em breve vou fazer um vídeo para mostrar ele melhor para vocês no nosso canal.

Ahh! Eu estava esquecendo de uma coisa bacana! O Stremio também pode servir como um player para arquivos locais, basta você arrastar eles para o aplicativo, ele automaticamente vai permitir a reprodução, além disso você pode transmitir os vídeos do Stremio diretamente para o seu Chromecast. Me diz se ele não é chique? :D

Como baixar o Stremio para o seu computador?


Como eu havia comentando anteriormente, o Stremio ainda não possui App para dispositivos móveis, ainda que pelo que estou sabendo ele vá ser lançado em breve, mas em contrapartida, ele funciona em Linux, Mac e Windows.

Independente da plataforma que você utilize, basta acessar o site strem.io e fazer o download, ou se preferir, clique no botão abaixo:

Depois de baixado, basta extrair o conteúdo do arquivo e dar dois cliques no executável, no caso do Linux, basta dar dois cliques no arquivo Stremio-runtime.

Stremio no Ubuntu

No Ubuntu, além de abrir a aplicação, o Stremio cria um indicador perto do relógio, por ele você consegue abrir a aplicação e esconder ela no tray também.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 13 de dezembro de 2016

China pede o código fonte do Windows 10 para a Microsoft

A China gosta de ter controle total sobre a sua tecnologia, assim como qualquer entidade ou empresa que se prese, porém, quanto o assunto é software proprietário, com código fonte fechado, a  conversa tem que ser feita de forma mais compassada, afinal, não é "tão simples assim".

China quer o código fonte do Windows 10




O Governo chinês pediu para que a Microsoft compartilhasse o código fonte do Windows 10 para que ele pudessem verificar a existência ou não de softwares espiões do governo dos EUA. A Microsoft respondeu dizendo que não pode compartilhar o código por motivos óbvios de mercado, mas que a entidade governamental pode visitar a Microsoft no escritório de Pequin para fazer uma consulta local sem que seja necessário compartilhar, efetivamente, o código fonte.

A preocupação vem dos recursos de monitoramento que o Windows 10 possui, como nós mostramos aqui, e como um laudo do ARS Technica mostra, efetivamente, muitos dados são enviados para os servidores da NSA.

Será que os chineses estão paranoicos?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Windows 10 agora pode rodar em processadores de Smartphone

O Windows 10 e o projeto Continuum da Microsoft acabaram de receber um "upgrade" e tanto nas possibilidades de utilização. A Qualcomm, além de anunciar um processador de 48 núcleos para concorrer com a Intel, também anunciou que agora os processadores Snapdragon conseguem rodar o Windows 10 de Desktop, o que abre possibilidades interessantes.

Microsoft Continuum com processadores Snapdragon




Agora os processadores Snapdragon da Qualcomm conseguem rodar o Windows 10 tradicional, o que significa que a computação  convergente com o Windows pode ser levada para um próximo nível. 

O projeto Continuum da Microsoft consiste em conectar um Smartphone com Windows 10 em uma dock que permite "transformar" o Smartphone em um "mini computador tradicional" e utilizar os aplicativos universais desta forma. O problema, é que apesar de ser algo funcional até certo ponto, os Apps Continuum, segundo os próprios usuários não são tão bons e nem tão vastos, o que faz com que utilizar um computador com Windows de forma tradicional ainda seja algo muito mais produtivo do que usar o Windows através do Continuum.

O suporte de um dos processadores mais populares do mundo móvel para a plataforma permitirá que programas tradicionais do Windows possam ser rodados em um Smartphone, o que efetivamente faz com que a experiência com as aplicações ligadas através do Continuum seja a mesma de usar um computador tradicional, obviamente respeitando a potência do dispositivo. Isso certamente torna o Continuum muito mais interessante.

Um sistema convergente? Não exatamente.


Certamente há uma relação que muitas pessoas vão fazer com o Unity 8 e o projeto do Ubuntu Phone que está no mercado antes mesmo do Continuum, porém existem, pelo menos por enquanto, algumas diferenças entre os projetos na forma de operação. O Windows 10 não é um sistema tecnicamente convergente, apesar de na prática parecer isso, ele tem interfaces diferentes que "aparecem" de acordo com o dispositivo em que ele está rodando, entretanto, as aplicações, como o popular Adobe Photoshop, não foram feitas para interfaces de Smartphones, o que faz com que mesmo que os Snapdragons permitam que o software rode  nos dispositivos, ele só vai ser mesmo útil quando for ligado a um monitor, teclado e mouse através de uma dock.

Não deixa de ser um passo importante para a Microsoft e para Windows no segmento móvel, o Ubuntu Phone e o Unity já tem a capacidade de rodar em dispositivos móveis e computadores tradicionais há algum tempo, na verdade, ele já foi concebido para isso, mas de qualquer forma, podemos ver aqui um avanço sistemático para um novo modelo de computação, onde teremos o nosso computador de trabalho no bolso.

É claro que não basta somente a Microsoft para levar essa tendência à frente, ou mesmo a Canonical, precisamos de outras iniciativas também; acredito que podemos esperar algo interessante vindo da Google com os projetos Fuchsia e Magenta, enquanto isso acontece eu não vejo a Apple querendo entrar neste segmento com muita vontade, se estão, não estão falando muito sobre isso.

Parece que é mesmo uma nova tendência computacional. Você usaria um sistema operacional desta forma no seu dia a dia? Deixe seu comentário logo abaixo.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




domingo, 11 de dezembro de 2016

AfterShot Pro é o programa de tratamento de imagens da Corel para Linux

Quem não se adaptou com o RawTherapee ou com o DarkTable para fazer tratamento de imagens, especialmente de imagens do tipo RAW, no Linux, pode optar pela solução proprietária da Corel, o AfterShot Pro 3.

Corel AfterShot Pro Linux




O Corel AfterShot Pro é uma programa para profissionais da fotografia, com ele você consegue fazer ajustes detalhados nas imagens. O programa custa aproximadamente R$ 180,00, mas possui uma versão trial, ideal para o caso de você querer testar antes de abrir a carteira. 

O programa também possui versões para Mac e Windows; para Linux temos pacotes .deb e .rpm, o que deve torná-lo acessível a maior parte das distribuições famosas.

Saiba mais sobre o Corel AfterShot Pro 3, suas características e funções, além de encontrar o link para download e compra no site oficial da aplicação.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Etcher - Crie pen drives bootáveis de qualquer sistema facilmente

Se você está procurando o programa multi plataforma para criar cartões SD e Pen Drives bootáveis a sua procura acaba agora! Conheça o Etcher!

Pen Drive Bootável




O Etcher é uma ferramenta muito prática para mandar qualquer sistema operacional para um dispositivo de armazenamento móvel, como um Pen Drive ou um cartão SD. Ele possui versão para Linux, Mac e Windows e a versão para Linux é especial, pois ela usa o sistema AppImage, o que elimina qualquer necessidade de instalação, basta baixar e dar dois cliques. O Etcher também tem seu código aberto e disponível para consulta no GitHub.
Depois de baixar o arquivo, basta extrair da pasta e dar dois cliques, assim vai se abrir uma janela pedindo se você quer rodar a aplicação e instalar ela no computador, ou simplesmente utilizá-la direto sem instalação, você pode marcar a opção que desejar.

Etcher no Ubuntu
Depois disso a aplicação vai se abrir e então o processo é muito simples, basta selecionar a ISO que você deseja na primeira opção, selecionar o destino da ISO na segunda e mandar fazer a gravação na terceira.

Etcher Linux Pen Drive Bootable

Espero que a aplicação possa ser tão útil para você, quanto foi para mim, até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




terça-feira, 22 de novembro de 2016

ONLYOFFICE é um novo pacote Office para Linux, Windows e Mac

Quem não conseguiu se adaptar ao LibreOffice e ainda está à procura de uma suíte Office que seja compatível com formatos abertos e ao proprietário poderá encontrar no Only Office uma opção interessante para o Desktop Linux, Windows e Mac.

Only Office




Hoje o pessoal do Only Office entrou em contato com a gente para falar um pouco sobre as novidades. Na verdade o produto já tinha sido liberado há alguns dias, porém, ele recebeu algumas atualizações e correções e agora está pronto para o usuário final.

Only Office Ubuntu

O ONLYOFFICE liberou o código-fonte dos editores de documentos para desktop - ONLYOFFICE Desktop Editors - sob a licença AGPL v.3. De agora em diante os editores são completamente livres para uso doméstico e comercial. 
O ONLYOFFICE Desktop Editors é um pacote de escritório que permite aos usuários criar, visualizar e editar documentos, tabelas e apresentações sem estar conectado à Internet. Todas os formatos populares são suportados: DOC, DOCX, ODT, RTF, TXT, PDF, HTML, EPUB, XPS, DjVu, XLS, XLSX, ODS, CSV, PPT, PPTX, ODP. Ele é composto por 3 aplicações distintas para a criação de tabelas, documentos e apresentações, assim como o WPS Office.

Em comparação com as populares suítes de escritório de código aberto como OpenOffice e LibreOffice, o ONLYOFFICE oferece maior compatibilidade com os formatos de Microsoft Office, porque ele usa o formato OOXML (docx, xlsx, pptx) como um base. Isso ficou mais evidente num pequeno teste que eu fiz com uma planilha que foi gerada no Excel com algumas formatações:

Only Office

Only Office

Como você pode ver, no ONLYOFFICE o arquivo não perdeu a sua formatação de cores, coisa que aconteceu no LibreOffice. Para vias de comparação eu abri o mesmo arquivo no WPS Office e o resultado foi o seguinte:

WPS Office

Nele o resultado também foi melhor que o LibreOffice e praticamente a mesma coisa que o ONLYOFFICE, entretanto, fazendo uma breve comparação, o WPS tem tradução para Português mas não trabalha com formatos abertos, já o ONLY trabalha também com formatos abertos, porém, é apenas em Inglês.
Voltando ao ONLYOFFICE, o modo online está disponível também, você pode conectar o aplicativo ao seu ONLYOFFICE na nuvem ou a um servidor local (há versão server gratuita e aberta - Community Edition), este modo online permite usar todas as funções de colaboração e recursos de bate-papo da suíte, o que pode ser muito interessante para quem quer implementar em uma empresa.

As funcionalidades dos editores podem ser estendidas através de plugins. Você pode fazer uso do ONLYOFFICE e das extensões prontas (modelos, OCR, tradutores, Youtube, etc.) ou criar seu próprio plugin com funções de que precisa nos editores. Leia a documentação da API para saber mais sobre os plugins. 

Plugins prontos podem ser encontrados no repositório de GitHub .

A versão atual está disponível para a maioria das distribuições Linux (sistemas 64 bits): você pode baixar pacotes DEB ou RPM. Windows (sistemas 32 bits e 64 bits) e MacOS são suportados também.


Se você ainda está procurando uma suíte office para trabalhar vale a pena dar uma chance para o ONLYOFFICE.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.





quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Kaspersky acusa Microsoft de monopólio do ramo de antivírus

A empresa russa de segurança, Kaspersky, abriu uma reclamação formal na União Europeia contra a Microsoft alegando que a empresa norte-americana de monopolizar o uso de programas de segurança no Windows 10.

Kaspersky insatisfeita com a Microsoft




A reclamação da Kaspersky se baseia na forma com que, segundo eles, a Microsoft vem trabalhando com empresas parceiras no ramo de segurança. O bilionário russo Eugene Kaspersky, desenvolvedor do antivírus de mesmo nome, escreveu em seu blog que a Microsoft criou obstáculos para produtos de terceiros no Windows 10.

Há alguns anos a Microsoft vem oferecendo uma solução nativa para o Windows chamada Windows Defender, antigamente conhecido por Microsoft Security Essentials, e segundo Eugene Kaspersky são três problemas principais. Primeiro, as telas de aviso do Windows 10 incentivam o usuário a ativar o Defender, com um botão laranja escrito “Ativar” – só que isso desativa automaticamente os de outras empresas, mesmo que ele esteja atualizado e funcionando bem.

Windows Defender

Segundo, ao atualizar para o Windows 10, o sistema operacional detecta quais programas não são suportados e os desinstala automaticamente, sem aviso prévio, desta forma, o usuário só recebe o aviso depois que a atualização estiver concluída. Nesse processo, o antivírus da Kaspersky vem sendo removido e substituído pelo Windows Defender. E em terceiro lugar a Kaspersky diz que a Microsoft dá pouco tempo para desenvolvedores testarem antivírus no Windows 10, cerca de 7 dias pelo que foi relatado.
Leia também: Não há muito tempo atrás a Mozilla faria uma reclamação parecida em relação aos navegadores.
A Kaspersky diz que o programa de Insiders do Windows, que poderia solucionar o problema de poucos dias para trabalhar, não é compatível com vários antivírus diferentes, incluindo o da empresa, o que vem dificultando a produção da solução para a recente versão do Windows.

O Serviço Federal Anti monopólio da Rússia (FAS) já confirmou que está investigando se a Microsoft abusou da sua posição no mercado com o Windows 10, dizendo que a empresa tem “vantagens injustificadas” em questão de antivírus. A Kaspersky também abriu uma reclamação com a União Europeia em busca de uma solução para os problemas apontados.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




quarta-feira, 16 de novembro de 2016