Recordscreen.py: Gravando a tela do Linux com um Script em Python - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Recordscreen.py: Gravando a tela do Linux com um Script em Python

Uma nova opção para gravar a tela do Linux usando o Python

sexta-feira, 26 de julho de 2013

/ por Dionatan Simioni

Mais uma alternativa para gravar a tela do seu sistema

Mais uma dica muito legal para vocês, recentemente publicamos um artigo sobre o ScreenCastor que é uma nova ferramenta para gravar a tela do seu Ubuntu ou Linux Mint e dessa vez estamos trazendo uma aplicação que permite fazer isso em qualquer sistema Linux desde que ele tenha as dependências necessárias para executá-lo.

Recordscreen.py

Gravador de tela em Python

O Python é um linguagem muito maleável e fácil de se aprender, mas como o objetivo do artigo não é ensinar sobre Python se você se interessou sobre assunto acesse o portal do Python Brasil lá vocês vão encontrar muitas informações sobre o assunto, voltando...

Instalando o Recordscreen.py

Para instalar o Recordscreen.py abra o terminal e cole os seguintes comandos, primeiro vamos instalar as dependências:

sudo apt-get install wget libav-tools ffmpeg libavc1394-0 libavformat-extra-53 libavfilter2 libavutil-extra-51 mencoder libavahi-common-data
Agora vamos baixar o programa:
wget http://www.davidrevoy.com/data/documents/recordscreen_12-04.zip
unzip recordscreen_12-04.zip
rm recordscreen_12-04.zip
chmod +x recordscreen.py
Ou baixe o arquivo por aqui.

Se você baixou o arquivo manualmente, extraia ele para uma pasta de seu gosto, então abra o terminal mais uma vez e navegue até a pasta onde estão os arquivos que você extraiu, pode ser útil você habilitar a opção do Nautilus  abrir o terminal diretamente no diretório, uma vez dentro dele rode o comando:
./recordscreen.py
A partir de então o script começa a gravar, basta você minimizar o terminal e quando quiser finalizar a gravação basta dar um Ctrl+C no terminal.

Modificando os padrões

Recordscreen.py configuração

Podemos fazer algumas modificações nos padrões, como alterar o número do FPS e a extensão que o script vai salvar o vídeo.
As informações estão todas descritas no próprio código, você pode usar o editor de códigos como o Sublime Text 3, que é este que estamos usando no exemplo acima ou usar o qualquer outro editor de texto como o Gedit.

Até a próxima e boas gravações!

Fonte

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo