E agora? Para onde vai o Ubuntu EDGE? - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

E agora? Para onde vai o Ubuntu EDGE?

Agora que a campanha da Canonical no IndieGOGO acabou, para onde vai o projeto do Ubuntu EDGE?

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

/ por Dionatan Simioni

Alternativas ao desenvolvimento do Edge

A Canonical conseguiu bater todos os recordes na tentativa de conseguir um financiamento coletivo para o desenvolvimento de seu smartphone, o Ubuntu Edge, porém, os U$ 32 milhões não foram conseguidos, a campanha atingiu a incrível mas não suficiente marca de $12,812,776. Como esse tipo de financiamento efetua a devolução de todo o valor arrecadado quando a campanha encerra sem atingir seu objetivo. Qual será o destino do Edge?

Ubuntu EDGE


Que o ex-CEO da Canonical tem condições de arcar com a produção sozinho, é verdade, mas é obvio que ele não fará isso. Pelo que li em uma das muitas entrevistas, o valor ideal para bancar esse projeto seria de U$ 50 milhões, 18 a mais do que ele tentou arrecadar. Então, pode-se imaginar que ele arcaria com a diferença. Que alternativas existem agora?


Uma opção interessante, com certeza é a parceria com algum fabricante chinês, que lhe permitirá '‘apenas’' subsidiar ou dividir os custos do desenvolvimento do projeto, não necessitando pagar por 100%. Claro que manter a ideia original de fabricar uma quantidade limitada de gadgets não é viável, sendo a melhor escolha, a venda tradicional, pela maior quantidade de lojas possível.

Um dos muitos entraves de se arrecadar dinheiro através de crowdfunding é a limitação da quantidade de pessoas que possuem cartão de crédito internacional, ou mesmo tenha condições de gastar no período da campanha (tradicionalmente de 30 dias). A venda direta através de lojas permite que a pessoa interessada economize com impostos de compra internacional e parcele a compra nas condições que lhe estiverem disponíveis.

Ubuntu EDGE


Empresas com Xiaomi são famosas por produzirem smartphones com hardware potente a preço baixo.

Comparando os dados da versão 2S do Xiaomi com o que a Canonical pretende com o Edge, é de se prever que uma parceria entre ambas as empresas possa resultar em um gadget se não mais barato, ao valor planejado.

O Ubuntu Touch Vive

Apesar do insucesso da campanha do EDGE, o sistema móvel da Canonical ainda existe e ao que parece poderá ser embarcado em um Smartphone Chinês da Oppo Digital e ao que parece as negociações já estão bem adiantadas a ponto de já existir as configurações do modelo e até mesmo o seu preço.

  • Snapdragon (A7) Quad-Core CPU@1.5GHz
  • Adreno 320 GPU
  • 5 "da tela (1080 × 1920, 441 PPI)
  • 2 GB de RAM
Uma configuração inferior ao EDGE original, mas isso fez com que o Smartphone tenha o preço de pouco mais de 500 dólares, quase 300 dólares a menos que o original.

O projeto da Canonical tem tudo para dar certo e parece que o caminho agora é mesmo seguir algo parecido com o que a Mozilla fez e fazer parcerias com fabricantes e o Ubuntu EDGE ser temporariamente adiado para que quem sabe num futuro próximo ele possa sair do papel de vez.

Texto escrito em colaboração com +Daigo Asuka 
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo