Google Chrome 35 - Problemas com Java e outros plugins no Ubuntu - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo.

Responsive Ad Slot

Google Chrome 35 - Problemas com Java e outros plugins no Ubuntu

Veja como contornar o problema do Java no novo Google Chrome no Ubuntu

quarta-feira, 28 de maio de 2014

/ por Dionatan Simioni

Veja como resolver o problema do Java e outros defeitos no Google Chrome


Primeiramente eu gostaria de mandar o Google tomar um suco gelado, daqueles que dão dor de cabeça, mas como a ideia é ajudar a você que assim como eu está ligeiramente frustrado com as últimas atualizações do Chrome/Chromium vamos ao que interessa.

Google Chrome bugs com plugins no Ubuntu

A origem da zueira do problema


Tudo começou quando o Google resolveu atualizar o seu navegador para a versão 35, para ser mais exato a versão 35.0.1916.114, nessa versão o Google adicionou novos recursos e aparência ao navegador, tentando deixar para trás o GTK e os plugins antigos  NPAPI, que é, digamos assim, uma maneira antiga (da época do NetScape) do navegador carregar os plugins, como Flash e Java. 

A ideia do Google é fazer um navegador totalmente independente de complementos, onde a pessoa simplesmente instale e navegue, boa ideia diga-se de passagem, entretanto, essa mudança causou um certo problema no Ubuntu, digo no Ubuntu porque exatamente a mesma versão no Windows ainda funciona. #sacanagem

E claro, tudo isso se aplica ao Chromium também na mesma versão, além disso, outros bugs estranhos começaram a aparecer, pelo menos para mim, nessa nova versão, como o navegador não aceitar as funções Ctrl+C/Ctrl+V para copiar e colar texto, além de deixar de escrever caracteres especiais como "ç" e palavras com acento como "mão", em fim, infelizmente não é possível concertar o software, pelo menos por hora, inclusive eu relatei os problemas ao Google, agora é esperar a solução por parte da empresa.

A solução temporária


Para conseguir acessar a conta do meu banco normalmente, e outros aplicativos que precisem do Java além de não sofrer com estes bugs chatos a solução foi fazer o downgrade do Chrome e trancar a versão para que o pacote não seja atualizado.

Para fazer este processo vamos precisar do gerenciador de pacotes Synaptic, ele é um gerenciador de programas muito mais avançado que a Central de Programas, ideal para fazer operações como esta, instale ele usando a Central de Programas do Ubuntu ou através do comando abaixo:


sudo apt-get install synaptic

Baixe a versão 34 do Google Chrome, se você usa a versão de 32 bits do Ubuntu ou derivado baixe este pacote, caso você utilize o Ubuntu ou derivado de 64 bits baixe este pacote aqui.

Guarde o pacote onde você achar melhor, vamos usá-lo posteriormente, agora vamos precisar desinstalar a versão atual do Google Chrome, para isso você pode usar a Central de Programas ou até mesmo o Synaptic para remover o pacote google-chrome-stable, ou use o comando abaixo:

sudo apt-get remove google-chrome-stable

Agora vamos instalar o Chrome 34 que você baixou anteriormente, vá até a pasta onde você efetuou o download e dê dois cliques no arquivo .deb e instale ele normalmente pela Central de Programas ou equivalente na sua distribuição.

O passo final consiste em evitar a atualização do pacote do Google Chrome, para isso abra o Synaptic e procure pelo pacote google-chrome-stable, clique no pacote, como podemos ver na imagem a versão instalada é a 34 e a versão 35 bugada está disponível, inclusive o ponto de exclamação antes do nome do pacote indica isso, que é possível atualizar o pacote.

Trancando a versão de um programa no Ubuntu

Depois de clicar no programa clique no menu Pacote que está sendo indicado pela seta vermelha na imagem acima e clique em Bloquear Versão veja que agora o ícone ficou verde e com um cadeadozinho.


E é isso, agora você tem o seu Chrome funcional novamente, acho interessante manter essa versão até que seja lançada pelo menos uma próxima do Chrome/Chromium e se você está preocupado com possíveis brechas de segurança não se atordoe tanto, essa versão do Chrome não apresentou nenhuma falha de segurança gritante, ainda mais se você usa Linux.

Caso você não queira fazer isso a opção mais viável é usar o Firefox com sua nova interface, até a próxima!
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo