5 sinais de que você deve experimentar o Linux - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

5 sinais de que você deve experimentar o Linux

Está querendo experimentar o Linux para ver se ele é tudo de bom mesmo? Confira os 5 sinais de que você já deveria estar no Pinguim faz tempo!

terça-feira, 31 de março de 2015

/ por Dionatan Simioni
Você é uma pessoa curiosa? Autodidata? Gosta de acompanhar as constantes novidades no mundo da Tecnologia? Se a resposta for SIM, provavelmente você está a poucos passos de encontrar o seu lugar no mundo.

Linux Inside

Você já teve a sensação de não estar no lugar certo por conta do seu jeito de pensar?


Um tradicional usuário Linux é conhecido por isso, pensar. É bem comum encontrar referências na internet do "por que usar Linux" e é inexplicavelmente mágico a sensação de participação de uma comunidade quando se passar a usar qualquer uma das muitas distribuições baseadas no Pinguim.

Para muitas pessoas usar Linux e software livre é muito mais do que uma escolha, chega a ser uma filosofia de vida, quase sempre baseada em fundamentos muito nobres como a ideia sempre contínua de compartilhar conhecimento com o próximo.

Hoje vamos conhecer 5 sinais claros de que você precisa experimentar o Linux para se sentir mais feliz consigo mesmo.

Os 5 principais sintomas que mostram que você será mais feliz usando Linux 


Mulher espirrando


Não fica triste por estar gripado, levanta a cabeça porque o seu nariz está escorrendo.

Esta célebre frase de Rogério Franco pode nos dar uma boa lição, afinal, não basta sentar e ficar reclamando que está ruim, é preciso levantar e mudar. Isso aí, sempre avante!

Quem tem um contato próximo com o computador certamente deve ter gasto algumas das suas valiosas horas de vida em prol da manutenção da máquina, em estimativa, uma vida humana tem cerca de 650 mil horas, horas das quais eu não pretendo gastar fazendo desfragmentação de disco e remoção de vírus.

Se você sente-se assim também, BINGO! Chegamos ao primeiro sintoma.

1. VOCÊ ESTÁ DE SACO CHEIO DE FAZER MANUTENÇÃO NO WINDOWS


Não adianta fugir, mais cedo o mais tarde ele (Windows) vai te pegar, naquele momento crucial que você precisa iniciar o sistema para acabar a planilha urgente que era para ter sido entregue ontem, o seu Windows não vai permitir a inicialização pois a vontade dele de "instalar atualizações do sistema" será mais forte que a sua de conseguir entregar o seu trabalho, já atrasado, à tempo.


gif-paciencia-computador

Assumindo que o seu computador ligue e desligue quando você deseja, e não quando ele deseja, ainda resta aquela preocupação sempre presente, VÍRUS, VÍRUS POR TODOS OS LADOS!

Se você possui um dilema na sua cabeça do tipo "Será que meu computador está sem vírus ou o antivírus que não está detectando a invasão", isso é um sinal de que você deve experimentar o Linux!


2. A PORTA DA SAÍDA É SERVENTIA DA CASA


Tudo bem, ninguém gosta de se sentir "usado", porém, a realidade do mercado é de fato essa, por traz de toda boa intenção de qualquer empresa sempre há um fator chave, o LUCRO.

Uma empresa só irá te oferecer um produto ou serviço enquanto eles foram lucrativos para a mesma, talvez a morte do Orkut recentemente seja um bom exemplo, empresas como a Microsoft e a Apple usam um marketing pesado para te convencer que a vida não é possível sem seus produtos, e uma vez que você esteja dentro do ecossistema se torna difícil sair.

E  uma vez que a empresa tenha lucrado o suficiente com o produto eles inventam um novo para você ter que "correr atrás da tecnologia" novamente, um bom exemplo disso são os lançamentos de novas versões do Windows.

Ao contrário disso, a comunidade Linux sempre acomoda as pessoas da melhor maneira possível, cada um é responsável pelo caminho que deseja seguir, quais distros, ambientes e softwares deseja usar, e se algum dia um projeto ameaçar acabar por falta de fundos ou vontade de seu desenvolvedor ele pode ser facilmente reabilitado por outras pessoas que tenham interesse que o software continue.

Um bom exemplo disso foi a retomada no desenvolvimento do programa Kdenlive, ele que é considerado, ao menos por mim, o melhor editor de vídeos grátis do mundo, você pode saber um pouco mais sobre ele  aqui neste artigo.


3. A MELHOR VERSÃO É SEMPRE A ÚLTIMA


Atualizações dos sistemas operacionais

Não acredito que estou tão desatualizado, saiu a versão 40.2.3.1.2 eu tenho instalada a versão 40.2.3.1.1! Não pode ser!

Se você é destes que quer todos os softwares sempre nas últimas versões possíveis, amigo, definitivamente você precisa experimentar o Linux.

Você que gosta do Microsoft Office por exemplo, não seria bacana se o Office 2007 atualizasse para o 2010 sem você precisar pagar nada? Seria não é? Isso é o que acontece com o Libre Office nas distros Linux e olha que ele é só UM dos MUITOS exemplos.

O mais interessante é que você pode ter controle sobre as versões do que quer utilizar e as vezes pode até mesclar as versões de um mesmo programa sem fazer muito esforço.

No Linux as atualizações são constantes e não abrangem somente os programas do desktop,  o que por si só já seria excelente, mas também as atualizações de segurança.

Programas de computador invariavelmente sofrem com bugs e até mesmo ataques cibernéticos, entretanto, a maioria dos problemas de segurança no Linux é resolvida em questão de horas pelos desenvolvedores e as correções são disponibilizadas para os usuários através de atualizações do sistema.



4. EU FAÇO MEU DESKTOP


Personalização da área de trabalho é algo importante para você? Em caso afirmativo este é mais um sinal de que você precisa experimentar o Linux.

Faça você mesmo!


Se trocar de papel de parede ou adicionar temas e ícones (talvez uma dock?) no Windows já não bastam para você, pois além de deixar o sistema mais pesado você simplesmente não consegue colocar em prática o seu lado artístico.

Este foi mais um sinal de que você deve experimentar o Linux.

As distribuições Linux possuem várias interfaces gráficas diferentes, algumas extremamente customizáveis como o KDE, que permite que você mude a posição, forma, e aparência de cada item da interface.

Além disso você pode mudar de interface se quiser, quer algo parecido com o Mac OSX? Dá pra fazer. Quer algo igualzinho do Windows? Dá para fazer. Quer criar um layout único para o seu desktop? Você pode fazer!

O limite é a sua imaginação... e talvez, bem, a sua conexão com a internet... mas isso é detalhe! ;)

Experimente dar uma chegadinha na nossa sessão de temas de ícones para você ter uma ideia, é rapidinho e é só clicar aqui.

5. UM SISTEMA PARA CHEGADOS EM CONHECIMENTO


Acho que no fim das contas, só o fato de você estar lendo o artigo até este ponto demonstra mais um sinal de que você deve experimentar o Linux, contudo, ainda há um quinto motivo em pauta, motivo que considero dos mais importantes.

Aprendizado mútuo

Você já precisou pedir um conselho para alguém e além do bom conselho a pessoa te deu um monte de dicas para o seu problema? Isso é muito legal não é?

Uma das coisas que acontecem com um certa frequência nas comunidades Linux é você encontrar pessoas que são especialistas nas mais diferentes áreas de tecnologia.

Se os especialistas recomendam Linux, por que não testar né?

Não é raro acontecer de você precisar de ajuda, pedir auxílio para a solução do seu problema e a pessoa além de te ajudar com a sua dificuldade ainda aponta vários caminhos úteis para você seguir. Isso meu amigo é o que chamamos de comunidade ativa.

Uma pessoa com vontade de aprender, no caso, sobre informática, vai estar no paraíso usando Linux, ainda pelo simples fato de aprender a manusear um novo semblante da tecnologia, uma pessoa que usa Linux está em constante aprendizado se quiser.

Todos os dias, EU DISSE TODOS, existem novidades acontecendo no mundo Linux, projetos sendo criados, recursos sendo implementados, e como eu comentei anteriormente, não é incomum encontrar pessoas com ideias parecidas com as suas que podem, quem sabe, até unir forças para tirar aquele seu projeto da gaveta.

Linux, instiga o aprendizado, por exemplo, se ao procurar entender por que usamos Ext4 como formato de arquivos padrão na maioria dos sistemas você for uma pessoa antenada, muito possivelmente você cairá em artigos que explicam como funcionam os sistemas de arquivos, como funcionam os discos rígidos entre outras coisas.

E sabe o que é mais legal, se você pelo contrário, não for este tipo de pessoa "estudiosa", a falta deste conhecimento técnico não fará a menor diferença para a utilização do sistema.

Eu sei que você me quer... 


Aposto que você está querendo ao menos experimentar o Linux depois disso tudo que leu, por isso se você é novato cabe a mim indicar um caminho simples, um caminho de tijolos dourados se preferir, para a sua entrada triunfal no mundo Linux.



E bom, antes de me despedir, eu já comentei que o Diolinux tem um canal no YouTube? Lá nós postamos regularmente vídeos sobre Linux e assuntos envolvendo a tecnologia, fica aqui o meu convite para que você conheça o nosso trabalho por lá.


Até a próxima, boa sorte na sua nova jornada! =)

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo