Minha história com o Linux, por Daniel Valadão - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Minha história com o Linux, por Daniel Valadão

Hoje temos mais um daqueles depoimentos bacanas que os leitores nos mandam; quem vai contar a sua história com os sistemas operacionais baseados no Kernel Linux hoje é o nosso leitor Daniel Valadão, ele mandou um e-mail pra gente contando um pouco da sua experiência com o sistema, confira:

quinta-feira, 2 de junho de 2016

/ por Dionatan Simioni
Hoje temos mais um daqueles depoimentos bacanas que os leitores nos mandam; quem vai contar a sua história com os sistemas operacionais baseados no Kernel Linux hoje é o nosso leitor Daniel Valadão, ele mandou um e-mail pra gente contando um pouco da sua experiência com o sistema, confira:

Minha história no Linux




Gostaria de agradecer a participação do nosso leitor e sua boa vontade em compartilhar a sua história que quem sabe possa inspirar mais pessoas a pelo menos experimentarem o lado aberto da tecnologia. Vale ressaltar que como sempre, as opiniões do texto abaixo não necessariamente representam a opinião do blog Diolinux sobre qualquer assunto abordado, se você também tem uma história legal para contar e quer ver ela publicada aqui, mandê-nos um e-mail com o seu texto. Vamos conhecer agora a história de Daniel Valadão.

"Eu sou um leitor do seu blog e um espectador do seu canal há pelo menos 2 ou 3 anos, inclusive já enviei uma reportagem sobre 14 programas similares de Windows no Linux, que segundo você no seu vídeo de retrospectiva do fim de ano, foi a mais acessada de julho.

Hoje eu quero contar um pouco da minha história e experiencia no mundo do pinguim.

Eu fui apresentado ao Linux em 2002; foi quando comprei meu primeiro computador. Meu Windows XP pegou um vírus chamado BLASTER, que afetava o sistema de som do computador e eu precisei que meu amigo, que na época já estudava montagem e manutenção de computadores, para me ajudar a formatar o meu PC. Na época ele me deu uma cópia do Kurumin, me informando que se tratava de 'um Linux', que era excelente, melhor que o XP; eu até achei, mais não conseguia instalar ele no HD, mesmo porque eu nem sabia formatar direito ainda, só usei em liveCD.

 Achei muito chato o fato de não conseguir formatar e instalar em definitivo o Kurumin com o Gparted e acabei jogando o CD fora, continuei no Windows XP. Em 2007 quando eu fiz um curso de montagem e manutenção e redes, o professor me apresentou o Ubuntu, foi ai que me apaixonei pelo sistema do pinguim. 

Este professor ensinou a formatar e instalar o Ubuntu no HD, me deu uma cópia do CD de instalação da versão 7.04 com Gnome 2 na época, quando cheguei em casa instalei e testei, passei a gostar muito do sistema, mais do que o XP e do que o Vista. 

Desde esta época já testei no meu computador o Familix, o Debian, o Fedora, o OpenSUSE, o Mandriva, o elementary OS, o Linux Mint, etc,

Mas, as distros pelas quais me apaixonei e ainda sou apaixonado fora mesmo o Ubuntu e o Fedora, uso e recomendo. Apesar de gostar de usar eu ainda não consegui me desfazer do Windows completamente devido a necessidade de usar alguns aplicativos que apenas rodam no Windows, como Adobe Photoshop e Corel Draw, então eu uso em dual boot com Linux e com Windows."

Nota do blog


E aí, se identificou com a história do Daniel? A sua foi parecida? Conte pra gente nos comentários, ou se preferir, escreva pra gente para que todos também a conheçam. Mais uma vez, obrigado Daniel por compartilhar a sua experiências conosco e com os leitores do blog!

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo