Conheça o Linux Mint 18 na versão MATE - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Conheça o Linux Mint 18 na versão MATE

O MATE é um ambiente gráfico para Linux relativamente novo, especialmente se formos comparar com ambientes tradicionais como o Gnome Shell e o KDE Plasma, porém, ele angariou muito usuários por sua simplicidade e familiaridade com a versão antiga do Gnome (Gnome 2), para completar, ele é um dos principais ambientes do Linux Mint, uma distribuição querida por muitos, especialmente por iniciantes.

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

/ por Dionatan Simioni
O MATE é um ambiente gráfico para Linux relativamente novo, especialmente se formos comparar com ambientes tradicionais como o Gnome Shell e o KDE Plasma, porém, ele angariou muito usuários por sua simplicidade e familiaridade com a versão antiga do Gnome (Gnome 2), para completar, ele é um dos principais ambientes do Linux Mint, uma distribuição querida por muitos, especialmente por iniciantes.

Linux Mint MATE 18




O Linux Mint vem trabalhando "seus sabores" de uma forma muito interessante. Eles estão procurando dar a mesma experiência de uso com o sistema para qualquer interface que o usuário escolha, de modo que caso alguém procure migrar do Cinnamon para o MATE, esta pessoa não tenha dificuldade alguma na adaptação. 

Apesar do Linux Mint também possuir versões comunitárias com a interface KDE Plasma e com o XFCE, claramente os dois ambientes mais trabalhados e que recebem maior atenção pela distribuição são o Cinnamon e o MATE.
Leia também: Conheça o Ubuntu MATE
Você pode encarar o Mint neste caso com duas interfaces destinadas aos mesmos usuários, porém co máquinas de potência diferentes. O Cinnamon é normalmente recomendado para computadores um pouco mais novos e com um mínimo de aceleração gráfica, enquanto MATE pode ser usado em computadores mais antigos e com hardware mais modesto. 

Ainda que o Cinnamon possua alguns recursos diferenciados em relação ao MATE, cada um tem "seu charme" e muitos programas intrínsecos do sistema exatamente os mesmos, incluindo gerenciadores de drivers, central de aplicativos entre vários outros que fazem parte do que poderíamos chamar de "núcleo" do Linux Mint.

- Baixe o Linux Mint 18 MATE

Confira agora uma análise do Linux Mint 18 MATE e mais abaixo, o Linux Mint 18 com Cinnamon, assim você vai entender melhor as diferenças:



Com o lançamento do Linux Mint 18, várias dúvidas também surgiram, então eu fiz um vídeo para esclarecer as principais, confira:


Para continuar acompanhando o canal é importante que você se inscreva, clique no botão abaixo, é grátis e você vai fazer parte da comunidade Diolinux! :)


Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo