Criador do Ubuntu diz que o sistema soluciona o problema de segurança na Internet das Coisas - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Criador do Ubuntu diz que o sistema soluciona o problema de segurança na Internet das Coisas

A Internet das Coisas ou IoT (em inglês) ainda não é uma completa realidade mas é um futuro muito palpável e o Ubuntu é um dos principais sistemas nesta nova onda, entretanto, existem algumas preocupações relacionadas a estas novas tecnologias, especialmente sobre a segurança e atualizações de software dessas plataformas.

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

/ por Dionatan Simioni
A Internet das Coisas ou IoT (em inglês) ainda não é uma completa realidade mas é um futuro muito palpável e o Ubuntu é um dos principais sistemas nesta nova onda, entretanto, existem algumas preocupações relacionadas a estas novas tecnologias, especialmente sobre a segurança e atualizações de software dessas plataformas.

Mark Shuttleworth fala sobre IoT



Mark Shuttleworth comentou na última OSCON sobre o papel do Ubuntu na tecnologia de "internet das coisas", alegando que com os pacotes Snap solucionam um dos maiores problemas de utilizar microssistemas em nossas casas para automatizar tarefas "banais" como abrir as cortinas, ligar as luzes, entre outras coisas.
- Saiba mais sobre os pacotes Snap
Diferente da "primeira grande onda" de tecnologia doméstica com os desktops da Apple e os primeiros computadores com Windows, a onda da "internet das coisas" não vem com sistemas proprietários ou que exijam que você pague uma quantia algo para tê-lo e o Ubuntu é um ponto chave de toda esta questão, Mark enfatizou que o modelo Snap é o ideal para este tipo de trabalho que permite atualizações práticas sem comprometer o sistema e possibilidade de reversão simples também em caso de problemas, mas mais do que isso, ele não alegou que o Snap seja necessariamente a melhor opção, mas que o futuro deve seguir nestes moldes.
Leia também: FlatPak e Snap
O Ubuntu Snappy é a versão do sistema da Canonical destinada ao IoT e ele tem sido muito bem aceito como o Ubuntu em servidores, segundo Shuttleworth cerca de 70% do Amazon Web Services, 80% dos sistemas Linux no Azure, 70% das imagens Docker e 65% de sistema OpenStack rodando o Ubuntu atualmente, o que segundo ele, demonstra o quão confiável o sistema é. 

Se formos segmentar, o Ubuntu é a distro mais preparada para internet das coisas atualmente, isso,  mas eu espero que outras também comecem a correr por este caminho, afinal, onde temos competição, temos evolução.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo