Kaspersky acusa Microsoft de monopólio do ramo de antivírus - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo.

Responsive Ad Slot

Kaspersky acusa Microsoft de monopólio do ramo de antivírus

A empresa russa de segurança, Kaspersky, abriu uma reclamação formal na União Europeia contra a Microsoft alegando que a empresa norte-americana de monopolizar o uso de programas de segurança no Windows 10.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

/ por Dionatan Simioni
A empresa russa de segurança, Kaspersky, abriu uma reclamação formal na União Europeia contra a Microsoft alegando que a empresa norte-americana de monopolizar o uso de programas de segurança no Windows 10.

Kaspersky insatisfeita com a Microsoft




A reclamação da Kaspersky se baseia na forma com que, segundo eles, a Microsoft vem trabalhando com empresas parceiras no ramo de segurança. O bilionário russo Eugene Kaspersky, desenvolvedor do antivírus de mesmo nome, escreveu em seu blog que a Microsoft criou obstáculos para produtos de terceiros no Windows 10.

Há alguns anos a Microsoft vem oferecendo uma solução nativa para o Windows chamada Windows Defender, antigamente conhecido por Microsoft Security Essentials, e segundo Eugene Kaspersky são três problemas principais. Primeiro, as telas de aviso do Windows 10 incentivam o usuário a ativar o Defender, com um botão laranja escrito “Ativar” – só que isso desativa automaticamente os de outras empresas, mesmo que ele esteja atualizado e funcionando bem.

Windows Defender

Segundo, ao atualizar para o Windows 10, o sistema operacional detecta quais programas não são suportados e os desinstala automaticamente, sem aviso prévio, desta forma, o usuário só recebe o aviso depois que a atualização estiver concluída. Nesse processo, o antivírus da Kaspersky vem sendo removido e substituído pelo Windows Defender. E em terceiro lugar a Kaspersky diz que a Microsoft dá pouco tempo para desenvolvedores testarem antivírus no Windows 10, cerca de 7 dias pelo que foi relatado.
Leia também: Não há muito tempo atrás a Mozilla faria uma reclamação parecida em relação aos navegadores.
A Kaspersky diz que o programa de Insiders do Windows, que poderia solucionar o problema de poucos dias para trabalhar, não é compatível com vários antivírus diferentes, incluindo o da empresa, o que vem dificultando a produção da solução para a recente versão do Windows.

O Serviço Federal Anti monopólio da Rússia (FAS) já confirmou que está investigando se a Microsoft abusou da sua posição no mercado com o Windows 10, dizendo que a empresa tem “vantagens injustificadas” em questão de antivírus. A Kaspersky também abriu uma reclamação com a União Europeia em busca de uma solução para os problemas apontados.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo