Windows 10 agora pode rodar em processadores de Smartphone - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Windows 10 agora pode rodar em processadores de Smartphone

O Windows 10 e o projeto Continuum da Microsoft acabaram de receber um "upgrade" e tanto nas possibilidades de utilização. A Qualcomm, além de anunciar um processador de 48 núcleos para concorrer com a Intel, também anunciou que agora os processadores Snapdragon conseguem rodar o Windows 10 de Desktop, o que abre possibilidades interessantes.

domingo, 11 de dezembro de 2016

/ por Dionatan Simioni
O Windows 10 e o projeto Continuum da Microsoft acabaram de receber um "upgrade" e tanto nas possibilidades de utilização. A Qualcomm, além de anunciar um processador de 48 núcleos para concorrer com a Intel, também anunciou que agora os processadores Snapdragon conseguem rodar o Windows 10 de Desktop, o que abre possibilidades interessantes.

Microsoft Continuum com processadores Snapdragon




Agora os processadores Snapdragon da Qualcomm conseguem rodar o Windows 10 tradicional, o que significa que a computação  convergente com o Windows pode ser levada para um próximo nível. 

O projeto Continuum da Microsoft consiste em conectar um Smartphone com Windows 10 em uma dock que permite "transformar" o Smartphone em um "mini computador tradicional" e utilizar os aplicativos universais desta forma. O problema, é que apesar de ser algo funcional até certo ponto, os Apps Continuum, segundo os próprios usuários não são tão bons e nem tão vastos, o que faz com que utilizar um computador com Windows de forma tradicional ainda seja algo muito mais produtivo do que usar o Windows através do Continuum.

O suporte de um dos processadores mais populares do mundo móvel para a plataforma permitirá que programas tradicionais do Windows possam ser rodados em um Smartphone, o que efetivamente faz com que a experiência com as aplicações ligadas através do Continuum seja a mesma de usar um computador tradicional, obviamente respeitando a potência do dispositivo. Isso certamente torna o Continuum muito mais interessante.

Um sistema convergente? Não exatamente.


Certamente há uma relação que muitas pessoas vão fazer com o Unity 8 e o projeto do Ubuntu Phone que está no mercado antes mesmo do Continuum, porém existem, pelo menos por enquanto, algumas diferenças entre os projetos na forma de operação. O Windows 10 não é um sistema tecnicamente convergente, apesar de na prática parecer isso, ele tem interfaces diferentes que "aparecem" de acordo com o dispositivo em que ele está rodando, entretanto, as aplicações, como o popular Adobe Photoshop, não foram feitas para interfaces de Smartphones, o que faz com que mesmo que os Snapdragons permitam que o software rode  nos dispositivos, ele só vai ser mesmo útil quando for ligado a um monitor, teclado e mouse através de uma dock.

Não deixa de ser um passo importante para a Microsoft e para Windows no segmento móvel, o Ubuntu Phone e o Unity já tem a capacidade de rodar em dispositivos móveis e computadores tradicionais há algum tempo, na verdade, ele já foi concebido para isso, mas de qualquer forma, podemos ver aqui um avanço sistemático para um novo modelo de computação, onde teremos o nosso computador de trabalho no bolso.

É claro que não basta somente a Microsoft para levar essa tendência à frente, ou mesmo a Canonical, precisamos de outras iniciativas também; acredito que podemos esperar algo interessante vindo da Google com os projetos Fuchsia e Magenta, enquanto isso acontece eu não vejo a Apple querendo entrar neste segmento com muita vontade, se estão, não estão falando muito sobre isso.

Parece que é mesmo uma nova tendência computacional. Você usaria um sistema operacional desta forma no seu dia a dia? Deixe seu comentário logo abaixo.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo