Raspberry Pi lança o novo Compute Module 3+ (CM3+)com 32gb de armazenamento e 10x mais rápido - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Raspberry Pi lança o novo Compute Module 3+ (CM3+)com 32gb de armazenamento e 10x mais rápido

Módulo voltado para aplicações industriais, o novo CM3+ conta com um novo processador e mais armazenamento em relação a versão anterior.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

/ por Ricardo
A Raspberry Pi Foundation anunciou nesta terça-feira (29) a mais nova versão do Compute Module 3+ (CM3+), que está trazendo melhorias e atualizações para esse módulo voltado para aplicações do setor industrial e comercial, com quatro versões e  preços que variam entre US$ 25 a US$ 40.

 Raspberry Pi lança o novo Compute Module 3+ (CM3+)com 32gb de armazenamento e 10x mais rápido






Esse novo módulo é baseado na plataforma Compute Module 3 (CM3) que foi lançada em 2016. Dentre as novidades duas se destacam, a mudança de processador e o tamanho de armazenamento.



Esse novo módulo é baseado na plataforma Compute Module 3 (CM3) que foi lançada em 2016. Dentre as novidades duas se destacam, a mudança de processador e o tamanho de armazenamento.

Na primeira versão lançada em 2016, o CM3 vinha com o processador da Broadcomm, o BCM2837 de 1,2 GHz (podendo chegar até 1,4GHz) e com armazenamento de 4GB.
Já na nova versão o processador foi trocado pelo modelo BCM2837B0, chip esse de 64 bits com quatro núcleos Cortex-A53, tendo uma melhor dissipação de calor em relação ao outro modelo. O clock do processador foi mantido devido a limitação da fonte de alimentação. Esse mesmo processador equipa os Raspberry Pi 3 Model B+ mas sem restrição de alimentação.

As versões do CM3+ terão 4 opções para os compradores e os preços variam conforme o tamanho do armazenamento. Os modelos são:

⏺ CM3+ Lite (sem armazenamento): US$ 25;
⏺ CM3+ de 8 GB: US$ 30;
⏺ CM3+ de 16 GB: US$ 35;
⏺ CM3+ de 32 GB: US$ 40.

Todas tem 1GB de memória RAM (LPDDR2), suporte ao armazenamento eMMC (exceto o modelo Lite), com isso trazendo uma confiabilidade maior para cartões SD por exemplo.

Segundo a Raspberry Pi Foundation, o CM3+ vem para ocupar o espaço entre as placas dos modelos A e B do Raspberry Pi que podem não atender as necessidades de quem busca criar um PCB simples e low-tech.



Para maiores informações e mais detalhes sobre o CM3+, veja o post no blog do Raspberry Pi Foundation.

Espero você no próximo post, forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo