Linux Mint 19.2 já tem nome, novidades e novo repositório para testes - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Linux Mint 19.2 já tem nome, novidades e novo repositório para testes

Versão 19.2 do Linux Mint recebe o nome de Tina e tem melhorias planejadas

terça-feira, 2 de abril de 2019

/ por Dionatan Simioni
Os desenvolvedores do Linux Mint fazem um report mensal do projeto no blog oficial. Em Março, mês passado, tivemos muito planejamento feito pela equipe para o Linux Mint 19.2, que deve sair entre Maio e Junho desse ano.

Linux Mint 19.2 Tina






O codinome da nova versão será "Tina", sem maiores explicações, mas seguindo a velha lógica da mesma letra do alfabeto para versões com a mesma base, e nomes femininos terminando com a letra "A". O sistema continuará baseando-se no Ubuntu 18.04.2 LTS, como era de se esperar.

Nos post de anúncio tivemos alguns parágrafos dedicados a conversar sobre a profissão de desenvolvedor do sistema, com várias reflexões sobre o assunto, parecendo um real desabafo, você pode ler na íntegra aqui.

No mês passado os desenvolvedores do Linux Mint anunciaram a intenção de reformular o site da distro e o próprio logotipo, segundo as informações, ainda não foi chegado a um concenso de como as coisas devem ser, mas que o caminho para isso já está mais claro.

Melhorias visuais


Talvez esse realmente seja o maior ponto fraco do Linux Mint. O tema atual está longe de ser horrível, mas convenhamos que ele também não causa nenhum "uau!" para quem vê pela primeira vez, possuindo vários recursos interessantes que não é tão comum de ver em outras distros, como uma variação de cores entre GTK e ícones para todos os gostos praticamente, mas ainda assim, parece não ser o suficiente.

Os desenvolvedores comentaram que ficam meio divididos por conta do Linux Mint costumar oferecer uma experiência sólida em relação a usabilidade e aparência, os usuários que gostam da distro como ela é, não parece ser tão favoráveis a mudanças, incluindo no próprio site, mas mesmo assim, a galera do Mint parece estar ciente de que as coisas precisam de uma modernizada. 

Hábito é uma coisa muito muito complicada mesmo.

Ainda que as mudanças não sejam drásticas, algumas coisas podem parecer um pouco diferentes no Linux Mint 19.2 em relação ao 19.1. 

Um desses pontos é o contraste entre os elementos na tela. Na última atualização o tema "Mint-Y", padrão atual do sistema, recebeu muito mais contraste do que antes e aparentemente os desenvolvedores ainda não ficaram satisfeitos com o resultado. Você pode ver alguns exemplos do trabalho sendo realizado nesta página.

Linux Mint novo tema

Outra novidade virá à partir das fontes. Agora as fontes Noto, usadas na versão atual do Linux Mint serão substituídas pelas fontes Ubuntu, você pode acompanhar o progresso em relação a isso nesta página do GitHub onde existem algumas comparações. A fonte OpenSans, que o elementary OS utiliza foi considerada também, mas no fim das contas, a fonte Ubuntu acabou ficando.

Por conta disso os pacotes fonts-noto, fonts-noto-hinted and fonts-noto-unhinted serão removidos do sistema, este último estava causando peguenos engasgos no Chromium, então, dois problemas resolvidos de uma vez. O suporte a Emojis deve funcionar melhor também nessa nova versão.

A cor do Mint pode mudar?


Há algum tempo eu falei por email com o Clement Lefebvre, líder do projeto Linux Mint, sobre coisas que poderiam ser melhoradas no Mint. Lembro que sugeri a mudança do tema do Mint para azul, ficando um pouco mais padrão de mercado e "fresh Mint", por assim dizer, sem tirar, claro, a possibilidade da galera voltar para o verde.

Na ocasião ele concordou comigo sobre o tema, porém, indicou que mudar a cor do projeto realmente faz mudar boa parte da identidade visual da distro, o que pode ser bom ou ruim, dependendo de como for feito.

Nesta página no GitHub, Clem comenta sobre a questão dos tons do Linux Mint, comentando essa questão do "azul" que eu havia mencionado, informando que a decisão atual irá focar mais em diminuir a cor verde da interface.

Mostrando um comparativo de como o tema do Linux Mint força muito mais a sua cor acendente do que outros temas, por exemplo:

Paleta de cores do Linux Mint atual
Paleta de cores do Linux Mint atual

Paleta de cores do Adwaita
Paleta de cores do tema Adwaita do GNOME

Paleta de cores do Adapta
Paleta de cores do tema Adapta
Como podemos ver, o tema do Linux Mint (Mint-Y) acaba forçando a presença do verde em vários lugares onde os outros temas não o fazem, e isso só é bom se você gosta muito de verde e não conheço muita gente que goste, ao menos não desse verde que o Mint usa. Por isso, a ideia é alterar esse comportamento aos poucos e dar opções de ajustes de cores para os usuários, assim o Mint não vai perder sua identidade e você poderá fazer as alterações como quiser e deixar o Mint com a sua cor favorita.

Sinceramente, torço para que a o tema Adapta com as suas várias cores entre no sistema.

Para finalizar o assunto do tema, temos também a informação que o Linux Mint suportará melhor os Dark Mode das aplicações. Não sabemos ainda como exatamente isso vai funcionar, acho que vamos ter que aguardar pra ver.

Melhorias no Cinnamon


O Cinnamon Desktop é a "menina dos olhos" do Linux Mint. Apesar da interface ter diversos colaboradores, o Cinnamon foi um projeto que nasceu pelo Linux Mint e é ali que ele recebe os seus principais incrementos.

O foco principal é no "Muffin", que apesar de ter um nome de "bolinho", é um componente muito sério. O Muffin é o compositor de janelas do Cinnamon, assim como o Mutter é no GNOME. O foco da equipe do Linux é fazê-lo funcionar de forma ainda mais flúida.

Foram feitas reconstruções e seu código e tudo foi documentado no GitHub, as mudanças tem muito potencial, porém, estão consumindo bastante tempo da equipe, especialmente por se tratar de uma parte tão sensível do sistema, mas segundo os próprios membros da equipe, melhorias no WM (Window Manager) valem o esforço.

A possibilidade de habilitar e desabilitar o VSYNC não exige mais a reinicialização do Cinnamon, e aqui temos mais novidades, como a adição da escolha entre 3 tipos diferentes de VSYNC, o que deve acabar com o tearing de uma vez por todas em todos os casos (cruzem os dedos). Por fim, teremos uma novo applet para manuseio de impressoras no Cinnamon.

Novo repositório de testes


Ao contrário do Ubuntu, que gera ISOs diárias (daily builds) do sistema em desenvolvimento, o Linux Mint sempre foi mais restrito neste sentido.

Para quem deseja acompanhar a evolução do projeto, agora existe um novo repositório "Alpha", que permite que você tenha as versões instáveis do Cinnamon e do restante de aplicações do Desktop do Linux Mint, como Nemo, e as "Mint tools", como o gerenciador de atualizações, gestor de drivers, etc.

Este repositório é um simples PPA que você pode adicionar à versão estável do Linux Mint e torná-lo instável (olha que maravilha!). Nem preciso dizer que você NÃO DEVE FAZER ISSO, a menos que saiba exatamente o que está fazendo e que NÃO SEJA na sua máquina de trabalho.

Para adicionar esse repositório, você pode usar estes comandos no terminal:
sudo add-apt-repository ppa:linuxmint-daily-build-team/daily-builds 
sudo apt update
sudo apt full-upgrade 

Aguardemos os próximos capítulos, ainda temos alguns meses até o lançamento e muita coisa pode acontecer.

O que você achou da versão 19.2 do Linux Mint?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo