GNOME está planejando trazer uma função que você sempre quis! - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

GNOME está planejando trazer uma função que você sempre quis!

Nova função de reposicionamento e organização de ícones na Dash pode chegar em breve ao GNOME Shell

terça-feira, 6 de agosto de 2019

/ por Dionatan Simioni
Uma das grandes verdades do mundo Open Source é que nada, nunca, está realmente pronto, mas não veja isso como algo ruim, isso simplesmente significa algo comum da própria vida, há sempre constante movimento para frente, modificações, melhorias, e isso é excelente! Com projeto GNOME, autor do GNOME Shell, interface utilizada na maioria das grandes distros Linux, não seria diferente, e o desenvolvedor brasileiro, Georges Stavracas Neto, nos conta em seu blog uma das novidades que pode estar chegando ao GNOME Shell, um App Grid com funções novas e mais ricas.

Drag n' Drop






A Dash, ou menu do GNOME, como muitos conhecem, é onde você encontra o grid de aplicativos instalados no seu sistema, é onde você pode explorar através dos ícones as aplicações, lança-las, ou adicioná-las à dock.

Como a maioria de nós, você está acostumado a usar um grid de apps semelhante ao do GNOME Shell no seu Smartphone, e em algum momento você pensou em arrastar um ícone sobre o outro nesse grid para criar pastas, ou simplesmente reorganizar conforme você gostaria, assim como você faz no seu Smartphone, e acabou percebendo que o GNOME Shell Vanilla não tem este recurso.

Nos temos um artigo aqui no blog sobre uma extensão chamada "AppFolders" que criava um recurso semelhante.

Ideias que vem de anos anteriores


Durante o "London UX Hackfest", ainda em 2017, os desenvolvedores e designers do GNOME estavam pensando em formas diferentes de organizar os elementos da interface do GNOME Shell.

Segundo Georges, "é muito interessante deixar os designers criarem conceitos sem considerarem limitações que as ferramentas do momento eventualmente possuam ou os tempos para a realização de algo, pois essa liberdade acaba gerando resultados maravilhosos!".

Dentre as sugestões da época, houve uma que acabou sendo implementa no Endless OS, mais ou menos da forma com que foi imaginada, que é justamente esse gerenciamento do grid de aplicativos.



O que temos agora não é exatamente a implementação que ocorre no EndlessOS, mas funciona de forma semelhante.

Georges comenta que passou as últimas semanas trabalhando um novo recurso de organização dos ícones das aplicações do menu do GNOME Shell, e os resultados iniciais me parecem animadores.

Neste primeiro exemplo, podemos ver que agora é possível criar pastas para agrupar os ícones dos programas, simplesmente arrastando um ícone sobre outro:



Repare que o nome da pasta recebe o nome da categoria em comum que as aplicações jogadas nela possuem. Ainda nos resta saber se será possível renomear as pastas livremente, o que deve ajudar na organização de forma geral. Como ainda é algo recente, as coisas podem mudar ao longo do tempo, até o lançamento, como o próprio desenvolvedor comenta no artigo.

O próximo exemplo nos mostra que é possível também mover os aplicativos para fora das pastas criadas, um comportamento esperado dentro deste tipo de situação, mas que assim como qualquer coisa que você use no seu computador, precisa ser programado e desenvolvido:



Quando uma pasta fica vazia ela é automaticamente apagada, para que você não fique cheio de pastas sem aplicativos presentes, um recurso muito inteligente.

No vídeo seguinte temos a demonstração do reposicionamento de ícones, permitindo que o usuário organize as aplicações como achar melhor:



A última demonstração, nos mostra que também é possível arrastar os ícones através das múltiplas páginas de aplicações que eventualmente você tenha.


Quando chegará ao GNOME Shell de forma oficial?


Você pode ler o artigo completo do Georges aqui, nele o desenvolvedor nos informa que podemos ver essa novidade no GNOME Shell entre a versão 3.34 (a próxima versão estável) e a 3.36, que é a versão estável seguinte. 

Se for possível adicionar o código antes do momento de freezing do GNOME Shell para o lançamento da versão 3.34, teremos o recurso em poucos meses nas principais distros, caso contrário, teremos de esperar um pouco mais. Stavacras finaliza agradecendo a empresa Endless Computers, que desenvolve o Endless OS, por apoia-lo na realização deste trabalho.

O que você achou da novidade? Ficou empolgado para testar? Comente no nosso fórum.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo