Nvidia traz melhorias no PRIME, será o fim dos problemas com placas híbridas no Linux? - Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Nvidia traz melhorias no PRIME, será o fim dos problemas com placas híbridas no Linux?

A NVIDIA lançou o novo BETA do seu driver e junto com ele uma novidade para os notebooks híbridos (Intel+NVIDIA).

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

/ por Ricardo
Parece que a NVIDIA tirou um tempinho para “brincar” com as emoções do usuários Linux nos últimos dias 😁. Primeiro foi o lançamento de três (3) drivers ao mesmo tempo e depois lançando a documentação das suas GPUs, assim ajudando o driver open source Nouveau. Agora chegou a vez do pessoal das híbridas (eu incluso 😄), e finalmente o nosso “calvário” está chegando ao fim.


Nvidia traz melhorias no PRIME, será o fim dos problemas com placas híbridas no Linux?





Nesta Terça (13), a Nvidia veio com uma notícia “bombástica” para quem usa GPUs híbridas (Intel+Nvidia), com o seu novo driver Beta, o 435.17, onde ela traz ao Prime, finalmente, o Optimus, funcionalidade que permite a “switch” (troca) rápido entre as GPUs (entre a Intel e Nvidia). Em um exemplo prático, você usa a GPU integrada ao processador para as tarefas triviais do dia a dia, como navegar na internet, ouvir música, ver vídeos, editar documentos e etc. Mas se você quiser jogar, renderizar algum vídeo ou qualquer outra tarefa que precise de mais poder de processamento, aí você escolheria a GPU da Nvidia para isso. Com isso, você consegue uma eficiência maior da bateria.

O primeiro indício que essa função estaria chegando, foi percebida pelo pessoal do Phoronix em Abril deste ano (2019), na qual foi relatado que a Nvidia estaria trabalhando em uma nova extensão GLX, a GLX_EXT_server_vendor_select, que permitiria essa troca. Kyle Brenneman, dev da Nvidia para Linux, explicou melhor neste link.
Agora parece que isso está mudando, graças a outro dev da Nvidia para Linux,  Aaron Plattner, estamos chegando perto da solução. 

Em um anúncio no blog oficial de desenvolvedores da Nvidia, ele lista as melhorias do driver beta 435.17, constando as implementações iniciais do GLX. Para poder usar essa novidade é preciso ter uma versão bem atualizada do Xorg com algumas implementações feitas pela Nvidia, a empresa disponibilizou as novidades via PPA, que por hora só está disponível para a Base Ubuntu (nas versões 19.04 e 18.04). Com esse Xorg ”novo” e com o driver Beta, será possível fazer o “switch” das GPUs.

Também foi adicionado o suporte para Vulkan e OpenGL+GLX no PRIME. Está sendo incluído também o runtime de gerenciamento de energia D3 (RTD3), que vai ajudar e muito na economia de energia nos notebooks. O comunicado por completo você confere aqui. As novidades foram:

● Adicionado suporte experimental para a runtime D3 (RTD3) para o gerenciamento de energia em notebook com GPUs Turing;
● nvidia-bug-report.sh aprimorado para coletar informações do runtime D3 (RTD3);
● nvidia-bug-report.sh aprimorado para coletar tabelas ACPI quando a ferramenta acpidump estiver disponível;
● Adicionado suporte do Vulkan e OpenGL+GLX ao PRIME. 

Mais detalhes aqui.

Se você quiser baixar o driver e experimentar, basta acessar aqui e seguir as instruções de instalação. Se não, espere chegar no PPA.

Agora é só “sentar e aguardar” a chegada do driver nas distros e também observar o movimento da DEs, no sentido da criação de soluções como “abra a Steam com a sua placa de vídeo NVIDIA”. Quem disse que esse dia não chegaria, não é meus amigos? Depois que o suporte oficial chegar, faremos um artigo contando as primeiras impressões.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo