Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador Epic Games Store. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Epic Games Store. Mostrar todas as postagens

Aprenda a deixar o Ubuntu e o Linux Mint prontos para jogar!

Nenhum comentário

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Muitos que chegam ao blog, no canal Diolinux e no grupo do Facebook, perguntam como preparar o seu computador para que se possa jogar tanto na Steam via Steamplay ou até mesmo em outras lojas, como Uplay, Origin, Battlenet e Epic Store. No post de hoje vamos mostrar o que você precisa instalar para rodar esses games.


 Aprenda a deixar o Ubuntu e o Linux Mint prontos para jogar!






Vamos começar com o básico, que é a verificação se a sua GPU tem suporte ao Vulkan, o que permitirá usar o DXVK para rodar os games, tanto pela Steam quanto nas outras lojas.

Logo abaixo você pode  consultar se a sua placa é compatível com Vulkan. É de suma importância que a sua GPU tenha suporte completo para o Vulkan, pois se não tiver, pode ser que o jogo não rode de forma satisfatória.




Depois disso vamos instalar o último driver para Nvidia e AMD/Intel. No primeiro caso precisamos usar o driver 415.27 e no segundo caso precisamos usar o Mesa Driver 18.3 para ter as últimas atualizações e implementações para Vulkan. Para instalar as últimas versões dos drivers, vamos deixar 2 links logo abaixo com o procedimento completinho de como fazer. Para o pessoal que usa AMD/Intel é recomendado o PPA do Padoka.




OBS: Estas são as versões dos drivers no momento da criação deste artigo, dependendo do momento da sua leitura, podem haver versões mais recentes, atente-se para esse detalhe.

Passos opcionais que podem melhorar a compatibilidade


Se você pretende usar o Steamplay, só a instalação dos drivers adequado já deve ser o suficiente, porém, se deseja utilizar uma ferramenta como o Lutris para rodar games de outras lojas, ainda que o Lutris se encarregue de fazer todos os ajustes geralmente, para aumentar o nível de compatibilidade é possível instalar alguns complementos ao Wine nativo do seu sistema.

Primeiro precisamos habilitar o suporte para arquitetura de 32 bits, isso é fácil de fazer vamos abrir o terminal e digitar (ou colar) o seguinte comando:

sudo dpkg --add-architecture i386

Agora vamos instalar o Wine-Stable pelo Synaptic e procurar por esses pacotes lá:

wine-stable (3.0-1ubuntu1) ; libwine (3.0-1ubuntu1) ; libewine-development (3.6-1) ; wine64 (3.0-1ubuntu1) ; wine64-development (3.6-1) ; wineprefix e fonts-wine

No caso do Linux Mint, você também pode procurar diretamente na loja de aplicativos, não precisando do Synaptic necessariamente, no Ubuntu, obrigatoriamente será necessário usar o Synpatic, ou então usar o terminal para instalar cada um dos pacotes usando o “apt”.

Agora vamos conferir se os pacotes do Vulkan estão instalados, se você estiver usando Nvidia, ao instalar o driver, o suporte à Vulkan é ativado, não sendo necessário outras medidas. Se você usa AMD ou Intel confira se o Mesa Driver instalou o pacote mesa-vulkan-drivers. Agora os pacotes:

libvulkan1 ; libvulkan1:i386 e vulkan-tools

Por via das dúvidas, caso você use Nvidia e queira conferir, procure por esses: libnvidia-gl-415 ; libnvidia-gl-415:i386

Depois de fazer esses procedimentos, foi possível rodar o jogo Mass Affect 2 via Origin no Lutris, confira o desempenho no vídeo abaixo, além do tutorial de instalação dos drivers passo a passo:

             

Para instalar o Lutris, depois de seguir esse tutorial, basta seguir o passo a passo deles. Outra alternativa é baixá-lo diretamente da loja de aplicativos na sua distro. 

Com esses pacotes instalados, você vai poder jogar os games que não estão na Steam, como os jogos da Uplay, Origin, Battlenet e Epic Store (tirando o Fortnite,  atualmente).

Feito isso é só acessar o site do pessoal do Lutris e procurar pelo seu jogo e rodar 🙂

             

Espero você no próximo post, forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


TOP 10 Games para Linux via Steamplay (2018)

Nenhum comentário

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Até parece que foi outro dia em que se fosse montar uma lista de TOP 10 de games no Linux, provavelmente seria motivo de chacota ou ficaríamos presos aos games que viriam nas distros. Hoje não mais. Confira agora o TOP 10 dos jogos que rodam via Steamplay no Linux.


 TOP 10 Games para Linux via Steamplay (2018)







Essa lista não coloca os games do melhor para o pior ou qualquer coisa do tipo, nela vamos mostrar que alguns games famosos já rodam no Linux e vamos nos dar ao “luxo” de excluir os que rodam nativamente, como Dota2, CS:GO, Rocket League, Hitman, Tomb Raider, Dirty Rally, entre muitos outros.


Usamos como base o site ProtonDB para escolher alguns dos games que vamos mencionar aqui. Os games que escolhemos para começar essa lista são:

- Warframe (classificado como Silver no ProtonDB):
Warframe é um jogo de ação free-to-play online em um mundo de ficção científica. Você pode jogar tanto seguindo uma história quanto ir montando o seu enredo. Além de poder jogar com os amigos online.

          

- The Elder Scrolls V: Skyrim Special Edition (classificado como gold no ProtonDB)

        

Skyrim é um jogo RPG feito pela Bethesda e publicado pela The Elders Scrolls. No jogo você é livre para explorar o mapa da sua maneira. O jogo se passa 200 anos depois dos eventos de Oblivion.

- Age of Empires II HD (classificado como Silver no ProtonDB)

Bom, esse jogo dispensa apresentações né, 😄 . Um clássico dos jogos de estratégia e agora numa versão em HD, AoE II (carinhosamente chamado pelos jogadores) está funcionando no Linux e muito bem obrigado. Que tal conquistar umas vilas hein??

        

- PES 2019 (classificado como Silver no ProtonDB)

Esse é outro jogo que dispensa apresentações. Uma das franquias de sucesso do e-sports dos últimos 20 anos, PES ainda vem arrebatando vários e vários fãs ao redor do mundo, além é claro de ter o FIFA como o seu maior rival. Enquanto o game da Ea Games não fica compatível com o Linux, o game da Konami já roda via Steamplay.

        

- GTA V (classificado como gold no ProtonDB)

Se eu não mencionasse esse jogo na lista, muito provavelmente daria um “rebu danado” nos comentários. GTA V é outro game que dispensa apresentações e é um dos games de mundo aberto mais famoso da atualidade. Lançado em 2013 mas ainda arrastando uma legião de fãs ao redor do mundo.

      

The Witcher III (classificado como gold no protondb)

O Bruxo mais querido do mundo dos games também está rodando no Linux. O game é um RPG de mundo aberto, tipo GTA V, e com histórias desafiadoras para o player. A trilogia inteira roda no Linux, o 1 e 3 rodando via Steamplay/Wine e o 2 rodando de forma nativa.

        

Batman Arkham Origins e City (classificados como gold e silver no ProtonDB respectivamente)

E não poderia faltar nessa lista, o Morcegão mais “brabo” dos games, o Batman. Com esses dois jogos da Trilogia Arkham, podemos ter várias horas de gameplay com o “Maior detective do mundo”. O jogo Arkham Asylum ainda apresenta algumas inconsistências em algumas pcs e configurações, e assim recebendo o selo “Bronze” no ProtonDB

       

       


METAL GEAR SOLID V: THE PHANTOM PAIN (classificado como gold no ProtonDB)

Não podemos esquecer do agente mais furtivo e que adora uma caixa de papelão mais que um gato (#brinks 😂), estamos falando do Solid Snake. Se você gosta da franquia e gostaria de rodar esse último game dela no Linux, você vai poder.

      

Subnautica  (classificado como Silver no ProtonDB) *Obs.: Funciona perfeitamente via Lutris com a instalação da Epic Store Games.

Já se você gosta de explorar o mar com temática futurista e uma pegada Sci-Fi, esse jogo é para você. Depois de um acidente com a sua nave, você cai num planeta totalmente desconhecido e precisando coletar recursos para sobreviver e depois sair o mais rápido possível de lá.


      

DARK SOULS III  (classificado como gold no ProtonDB)

E para fechar essa lista, nada mais nada menos que uns dos jogos de RPG da nova geração mais difícil de se jogar, segundo os jogadores que morrem nele ( 😛 ). Esse jogo vem conquistando a galera e a crítica dando altas notas para ele. E você vai poder jogar no Linux e tentar não morrer “1 zilhão de vezes”. 😂

      

Esses são alguns games que separamos para mostrar que títulos famosos (os chamados Triple A) estão funcionando no Linux.  Se você quiser saber se o seu jogo está funcionando com o steamplay ou se quer saber se funciona antes de comprar, recomendo consultar o site ProtonDB, ele é muito útil, lá você pode também dar os seus próprios feedbacks de qualquer game da Steam que você esteja rodando no Linux,. Vá na aba Contribute e veja o passo a passo, caso você não se dê muito bem com Inglês, use o Google Tradutor e você não deve ter maiores problemas..

Agora monte a sua lista dos TOP 10 dos games que rodam no steamplay e mostre pra gente aí nos comentários. 😀

E acompanhe o nosso canal la na Twitch também, lives de seg a sex sempre jogando algum jogo.

Espero você até uma próxima e um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Epic Games lançará loja própria para concorrer com a Steam, cliente para Linux está no radar.

Nenhum comentário

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

A Epic Games anunciou no seu blog nesta Terça-feira (4), o lançamento da Epic Games Store, concorrente direta da Steam, que é mantida pela Valve. Segundo a Epic Games, a plataforma dela será mais rentável aos devs.


Epic Games lançará loja própria para concorrer com a Steam, cliente para Linux está no radar.






O anúncio foi feito pelo fundador da Epic Games, Tim Sweeney, comentando que “depois de 5 anos desenvolvendo um ecossistema com pagamentos em diversas formas de pagamentos”, com o Launcher deles e a Unreal Engine para PC e Mac, graças ao crescimento em grande escala do Fortnite, estaria na hora de entregar o algo a mais para os desenvolvedores.

Ainda segundo Tim, a Epic quer entregar uma loja com recompensas justas aos devs e também um relacionamento direto com eles, assim facilitando a comunicação.

Agora vem a fala dele que deixou muita gente esperançosa, e eu me incluo nelas =), foi a seguinte:

“Em breve lançaremos a Epic Games Store e vamos começar uma longa jornada para avançar na causa de todos os desenvolvedores. A loja será lançada com um conjunto de jogos, com uma curadoria manual para PC e Mac, depois será aberta de forma mais ampla para outros jogos e para o Android e outras plataformas abertas ao longo de 2019.”

Bom, como o pessoal do blog GamingOnLinux comentou, qual plataforma “aberta” poderia ocupar esse espaço? Muito provavelmente o Linux. E isso não seria nenhum absurdo, pois como comentamos em Agosto, no artigo Hollywood junta-se a Linux Foundation para criar a Academy Software Foundation, umas das empresas a “abraçar” o Linux foi a Epic Games, então ela lançar a sua plataforma para ele não seria nada anormal ou fora do padrão, visto que a Unreal Engine 4 já funciona no Linux e isso não seria o empecilho de porte para jogos para o Pinguim.

Outra cartada da Epic Games, é atrair os desenvolvedores através do lado financeiro da plataforma, dando uma parte maior do que a Valve oferece, mesmo ela mudando às políticas, em que ela diz o seguinte:

“ A partir de 1º de outubro de 2018 (i.é., não contando a receita acumulada anterior a este período), quando um jogo arrecadar mais de US$ 10 milhões no Steam, a divisão da receita do aplicativo será ajustada para 75%/25% no que for arrecadado para além desses US$ 10 mi. A partir de US$ 50 milhões, a divisão da receita será ajustada para 80%/20% no que for arrecadado para além desses US$ 50 mi. A receita conta pacotes do jogo, conteúdos adicionais, venda de conteúdo dentro do jogo e a tarifa do jogo cobrada em transações no Mercado da Comunidade Steam. A nossa expectativa é que essa alteração recompensará os efeitos de rede positivos gerados por desenvolvedores de grandes jogos, alinhando os seus interesses com os do Steam e da comunidade em geral.” - Valve via blog oficial.

Já a Epic Games vai oferecer 88% para todos os devs que forem utilizar a sua plataforma e ainda não cobrará os tradicionais 5% de royalties de quem utiliza a sua Engine para games, mostrando um gráfico em sua apresentação para facilitar o entendimento:



Para mais detalhes do anúncio, você pode acompanhar no blog oficial da Epic Games.


Acho que o Linux vai ser a plataforma “misteriosa”, além do Android, e para mim é uma atitude acertada, concorrência sempre é bem vinda e assim faz com que a Valve trabalhe também para não ficar para trás,  assim melhorando o seu serviço. Também acho que a provável chegada da Epic Games no Linux, vai ser muito benéfica, pois assim teríamos mais uma grande empresa do mundo do jogos apostando no sistema do pinguim e isso pode trazer mais empresas para ele, porque não pensar em Blizzard e Ubisoft? Nunca se sabe. 


O que você acha que vai acontecer com a nova concorrente da Steam?

Até uma próxima e um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo