Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador KDE. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador KDE. Mostrar todas as postagens

Aplicativos KDE recebem atualização! 19.08

Nenhum comentário

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Os desenvolvedores do KDE anunciaram a atualização de alguns aplicativos que fazem parte do "guarda-chuva" do projeto, chegando a numeração 19.08, seguindo a lógica de ano e mês, confira as principais novidades agora!

KDE Applications 1908






O canal "The KDE Community" no YouTube produziu um vídeo mostrando as principais novidades da atualização, que contemplam aplicações famosas, como o gestor de arquivos Dolphin, o editor de vídeos Kdenlive, o visualizador de documentos Okular, entre muitos outros:


Dolphin


Um dos destaques dessa atualização, o gestor de arquivos Dolphin, agora possui a função "bookmarks", de forma semelhante ao que se tem em navegadores de internet.

Novos bookmarks no KDE Plasma

Apesar de interessante, a função me aparece ainda "mal localizada", se as pastas ficassem simplesmente fixas na barra lateral esquerda, assim como já é possível fazer simplesmente arrastando -as para lá, provavelmente o recurso seria mais útil, navegar por muitos submenus para encontrar tais funcionalidades nunca é algo bom, mas ainda assim uma boa adição.

Outra nova funcionalidade no Dolphin está no painel lateral, que geralmente fica no lado direito, onde é possível agora ter a pré-visualização de arquivos, como mídias em vídeo, basta deixar o mouse sobre o arquivo e ele deve começar a ser reproduzido automaticamente em uma miniatura na barra lateral. Uma excelente função para criadores de conteúdo.

Kdenlive


O Kdenlive é um dos softwares do projeto KDE que eu tenho mais carinho, foi com ele que o canal Diolinux foi construído ao longo dos anos, e temos um nova atualização para o NLE também neste pacote.

Novo Kdenlive 19.08

Além de maior estabilidade e correções de bugs, esta nova versão tem melhorias nas teclas de atalho. Agora existem combinações que dão acesso a funções que antes precisavam de mais passos para serem aplicadas, como a mudança de velocidade de um clipe, segurando a tecla "Shift" e redimensionando um clipe, você pode torná-lo mais veloz ou mais lento facilmente, por exemplo.

Você pode conferir todas as novidades dos aplicativos KDE neste lançamento clicando aqui.

E você, já está usando os novos softwares do KDE? Compartilhe a sua experiência sobre eles no nosso fórum.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


KDE Connect no macOS e Windows! Isso mesmo! Você não leu errado!

Nenhum comentário

terça-feira, 13 de agosto de 2019

Praticidade é algo que sempre desejamos, indiferente do sistema operacional. Integrar Android e PC, ao menos que minimamente, é uma tarefa requisitada por muitos. No mundo Linux uma aplicação faz muito bem esse papel, seu nome é KDE Connect.

kde-connect-mac-windows-linux-android-app-smartphone-google

Ao instalar o Ubuntu sempre adiciono o KDE Connect em minha lista de aplicações. No Gnome, especificamente, uma boa pedida é utilizar a extensão GSconnect. Temos um post de instalação do KDE Connect e no caso do Ubuntu com Gnome, o GSconnect. Acesse a postagem e veja como utilizar o programa no Ubuntu e derivados. No entanto, o assunto de hoje é a integração do KDE Connect no Windows e macOS.

Google “contribuindo com KDE Connect”


A gigante das buscas é uma das muitas empresas que impactam o mundo open source. Seja com suas contribuições diretas, com auxílio no desenvolvimento ou dinheiro,como promoção. O curioso que desta vez, é que essa “contribuição” foi de forma indireta, através do Google Summer of Code 2019. Incentivados pela Google, diversos alunos são apresentados ao desenvolvimento de software open source. Esse programa permite que esses estudantes tenham maior contato com projetos abertos e em suas férias auxiliem no desenvolvimento de programas. Desde 2005, ano de sua criação, o Google Summer of Code reuniu mais de 14.000 estudantes e mais de 24.000 mentores ao redor do mundo inteiro. Num total, foram mais de 651 organizações de código aberto auxiliadas, e alguns estudantes estão trabalhando no KDE Connect para Windows e macOS.

KDE Connect no macOS


O Mac, por exemplo, possui o recurso de “continuidade” entre o macOS e o iOS. Essa função é muito interessante, porém, usuários de Android poderão sentir a necessidade de algo parecido. O KDE Connect no sistema da maçã, é uma boa solução.

Basicamente para utilizar o KDE Connect no sistema da Apple, você terá que ter as últimas versões (a partir do macOS 10.14 Mojave). Isso se o intuito for uma simples instalação de um DMG, versões inferiores também poderão fazer uso da ferramenta. No entanto, a construção (compilação do KDE Connect) deverá ser manual. Em breve versões estáveis serão lançadas, até lá os usuários de Mac devem acessar o KDE Binary Factory e obter o arquivo DMG.

kde-connect-mac-dmg-linux-android-app-smartphone-google

Baixe o KDE Connect para macOS, por este link.

Enfatizando que a opção disponibilizada atualmente precisa de permissão para execução de aplicativo de um desenvolvedor não certificado. Todavia é uma questão de tempo para não ser mais necessário esse passo em seu Mac. 

Caso queira mais informações sobre o KDE Connect para macOS, acesse o blog do estudante Weixuan Xiao, responsável por essa façanha.

KDE Connect no Windows


No Windows o KDE Connect pode ser compilado para sua utilização, porém, existem muitos problemas e plugins importantes sem suporte. Por esse motivo a versão para o sistema da Microsoft até hoje não foi considerada estável o suficiente para ser apresentada pelo projeto do KDE Connect. Mais uma vez um estudante, Piyush Aggarwal, participante do programa da Google, entra em ação e pretende resolver as atuais falhas e incompatibilidades.

A versão Windows ainda está em um estado mais “embrionário”, todavia Piyush vem, em seu blog, demonstrando os avanços em seu desenvolvimento. Eis um vídeo demonstrando um pouco do funcionamento do KDE Connect no Windows 10.


Mais informações podem ser obtidas no blog de Piyush, ele descreveu detalhadamente seus testes e resultados.

O app Android do KDE Connect está disponível diretamente na Google Play Store e F-Droid.

É muito interessante ver projetos de código aberto serem auxiliados por estudantes que, ao mesmo tempo que ganham expertise, contribuem com ótimas soluções. Com o Google Summer of Code, a Google proporciona a entrada de jovens profissionais no mundo open source.

Participe de nosso fórum Diolinux Plus e fique por dentro das novidades, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


KDE Plasma recebe melhorias de usabilidade e performance

Nenhum comentário

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

O ambiente Desktop Plasma, do projeto KDE, é um dos mais completos e ricos em funcionalidades do mundo da tecnologia, e segundo desenvolvedor Nate Graham, muitas coisas boas estão chegando.

KDE Plasma






A equipe do KDE vem trabalhando no redesenho de alguns visuais do Plasma, especialmente em painéis de configuração, como o do Konsole, o aplicativo de Terminal, buscando a unificação das configurações dos aplicativos KDE com um painel lateral.

Configurações KDE

Em seu artigo sobre as novidades no desenvolvimento do Plasma 5.17, Graham nos conta que houve vários bugfixes e melhorias de performance. Um aplicativo que reconhecidamente precisa de mais atenção, recebeu alguns upgrades também, estamos falando do Discover, a loja de aplicativos do KDE.

KDE Discover

Repare que agora a barra lateral, que mostra as categorias do lado esquerdo, possui ícones coloridos, com a finalidade d facilitar na organização e na visualização das categorias.

Outra novidade dentro do próprio Discover, é a animação de atualizações, que recebeu um ajuste no compasso de velocidade:

Atualizações no Discover

Outras novidades importantes incluem:

• Slideshow de wallpapers agora permite que você escolha a ordem em que as imagens vão ser randomizadas;

• O recurso de "Night Color" agora tem um modo manual;

• SSDM agora sincroniza o DPI configurado no desktop e também o status do Numlock;

• Krunner agora retornar os resultados com maior velocidade;

• Modo avião agora persiste após o reboot, assim como o status do Bluetooth;

• O código que controla o posicionamento dos Widgets foi completamente reescrito, etc.


Para conferir todos os ajustes disponíveis e atualizações para essa versão do Plasma, confira o artigo oficial do desenvolvedor.

Tem alguma dúvida sobre Linux ou tecnologia? Participe do nosso fórum!

Você usa o KDE Plasma? O que está achando das novidades?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Latte Dock recebe vários updates e novidades

Nenhum comentário

terça-feira, 30 de julho de 2019

Muitos usuários gostam de personalizar o seu desktop Linux, preferindo em alguns casos por uma dock na parte debaixo, assim para “ficar parecido” com a dock do macOS. Uma dock que faz essa função, é o Latte Dock.

Latte Dock recebe vários updates e novidades





Essa dock foi pensada e desenvolvida para quem usa KDE, assim dando uma harmonia ao ambiente utilizado. Ela é a fusão de outros dois projetos, o Now Dock e Candil Dock, assim “nascendo” o Latte Dock.

No anúncio oficial no blog, Michail Vourlakos (psifidotos) , lista algumas melhorias feitas na dock e novidades, como:

● O Latte quando transparente, a cor da janela aberta será usada;


●Os indicadores agora ganharam suporte aos estilos do Unity e do Dash to Panel, podendo ser instalados através da Store do KDE;

"Indicadores estilo Unity"
"Indicadores estilo dash to panel"

● Múltiplos Layouts em diferentes atividades dentro do KDE Plasma;

● Configurações mais flexíveis da dock / painel, assim se ajustando ao gosto do usuário;

● Emblemas para notificações de atalhos aperfeiçoada;


Michail também comentou, que atualmente ele é o único dev do Latte Dock, por isso ele vai estar focado nas correções de bugs e melhorias no código. Novas funções, no momento ele não está interessado, a não ser que outros devs queiram ajudá-lo, sendo que essas solicitações devem ser reportadas no bugs.kde.org. A solicitação vai ficar aberta por um mês, se não tiver nenhum retorno, ela será fechada.

Para rodar o Latte Dock você vai precisar do Qt na versão 5.9 (mínimo) ou na 5.12 e o Plasma nas versões 5.12 (mínimo) ou na 5.15.

Para baixar a nova versão, a 0.9.0, você pode tanto usar o download.kde.org ou store.kde.org e seguir às instruções de instalação.

Para ver o post completo do anúncio, com vídeo do Dev explicando cada função nova, basta acessar aqui.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Integre seu smartphone Android com o Ubuntu via KDE Connect

Nenhum comentário

terça-feira, 23 de julho de 2019

O KDE Connect é muito popular entre os usuários Linux, seja no Plasma ou em outros ambientes gráficos, a ferramenta é indispensável para quem possui um smartphone Android.

kde-connect-gsconnect-ubuntu-mint-linux-gnome-plasma-android-smartphone-integração-pc-mouse-virtual-sms-celular

Antes de demonstrar o processo de instalação do KDE Connect, irei abordar algumas de suas principais features:


  • Indicador no painel que mostra seus dispositivos sendo, nome, status e bateria
  • Acessar os arquivos do smartphone via SFTP;
  • Enviar arquivos, URLs e SMS ao Android;
  • Encontrar o smartphone, mediante efeito sonoro;
  • Notificações no desktop Linux;
  • Apresentação de Slides remota;
  • Controle multimídia;
  • Executar comandos no Linux via app do KDE Connect no Android;
  • Controlar remotamente o cursor do mouse, com navegação a gestos (estilo touchpad de um laptop);
  • E muito mais…

Para o funcionamento do KDE Connect são exigidas alguns requisitos:


  • Possuir o KDE Connect instalado em seu sistema (instalado por padrão no Plasma);
  • Ter instalado o indicador do KDE Connect em outros ambientes gráficos que não seja o Plasma;
  • Possuir o app Android em seu smartphone;
  • Estar na mesma rede wi-fi (smartphone e pc);
  • Ter as devidas permissões e estar pareado (smartphone e pc).

Instalando o KDE Connect em sua distribuição Linux


O primeiro passo é baixar o app Android diretamente da Google Play, você pode pesquisar diretamente na loja, quanto acessar por este link.

Como mencionei anteriormente, o KDE Connect já vem por padrão no ambiente KDE Plasma, assim basta baixar a aplicação Android.

Para usuários da interface padrão do Ubuntu, o Gnome-Shell, existe uma extensão chamada GSCconnect. Pesquise por ela na loja e instale normalmente, com esse complemento o KDE Connect é instalado sem a necessidade de dependências em Qt.

kde-connect-gsconnect-ubuntu-mint-linux-gnome-plasma-android-smartphone-integração-pc-mouse-virtual-sms-celular

Caso utilize outra interface gráfica, que não seja o KDE Plasma ou Gnome-Shell, será necessário instalar o KDE Connect e o Indicador do KDE Connect. O último foi desenvolvido para integrar o KDE Connect com outras interfaces que não sejam o Plasma. O procedimento é igualmente simples, pesquise na loja por: “kdeconnect” e instale o KDE Connect. Seu indicador será instalado automaticamente como dependência do primeiro pacote. Antigamente era necessário adicionar um PPA (que o próprio desenvolvedor do KDE Connect afirma não estar atualizado e a procura de um novo mantenedor) ou via DEB. Atualmente nada disso é preciso.

kde-connect-gsconnect-ubuntu-mint-linux-gnome-plasma-android-smartphone-integração-pc-mouse-virtual-sms-celular

Configurando o KDE Connect


Após instalar o KDE Connect em ambos os devices, smartphone e PC, você terá que emparelhar os dispositivos. Abra o Indicador do KDE Connect (GSConnect inicia junto ao sistema) e no app do Android acesse o “menu hambúrguer” e clique em “Emparelhar novo dispositivo”. Se ambos estiverem na mesma rede wi-fi uma mensagem solicitando o emparelhamento aparecerá.

kde-connect-gsconnect-ubuntu-mint-linux-gnome-plasma-android-smartphone-integração-pc-mouse-virtual-sms-celular

KDE Connect e GSConnect possuem a mesma lógica de funcionamento e suas interfaces com opções semelhantes por exemplo, em comandos costumo adicionar 2 para gerenciar o volume do meu computador diretamente do smartphone (a imagem a seguir é do GSConnect).

kde-connect-gsconnect-ubuntu-mint-linux-gnome-plasma-android-smartphone-integração-pc-mouse-virtual-sms-celular

No app do Android você encontrará diversas opções, como: Enviar arquivos, Apresentação de slides remota, Controle multimídia (caso esteja reproduzindo um filme com o vlc, por exemplo), Executar comando (que você tenha configurado no PC) e Introdução de dados remota (um “mouse virtual”).

kde-connect-gsconnect-ubuntu-mint-linux-gnome-plasma-android-smartphone-integração-pc-mouse-virtual-sms-celular

Caso queira ver o KDE Connect em funcionamento, fiz um vídeo há algum tempo em meu canal OSistemático, atualmente utilizo o GSConnect, porém, a lógica é idêntica. Afinal, ele nada mais é que uma implementação gráfica para a interface Gnome-Shell. (No vídeo abordo como adicionar o Indicador do KDE Connect para iniciar junto ao sistema, no caso do GSConnect não existe essa necessidade).


Sem sombras de dúvidas o KDE Connect é uma aplicação que todo usuário de Android e PC deveriam ter, aliás, quem nunca quis ficar deitado e controlando o computador à distância (😁😁😁), mas claro que sua utilização pode ser bem mais interessante. Integrar as notificações do Android, responder as mensagens diretamente pelo computador, são detalhes que tornam a experiência bem prática.

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


3 alternativas para desenhos simples, estilo "Microsoft Paint"

Nenhum comentário

quinta-feira, 18 de julho de 2019

O Microsoft Paint é um programa muito popular entre usuários do Windows, na qual provavelmente você quando mais jovem, já tenha “perdido” algumas horas em frente ao PC. A criançada adora rabiscar e pôr a imaginação em ação. Se busca por uma ferramenta similar, irei apresentar 3 alternativas. Indo da mais simples para a mais completa em recursos.

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-google-canvas-web-app-drawing-kolourpaint-gnome-kde-gtk-qt-ubuntu-flatpak-snap

Essa postagem não tem como objetivo indicar softwares para edição ou desenhos elaborados, soluções como: GIMP, Krita, Inkscape, entre outros são os indicados. Afinal, programas assim podem ser bem complexos para crianças e o objetivo é apenas rabiscar e se divertir, quem sabe despertar um Leonardo da Vinci ou Van Gogh (sem suas excentricidades, claro 😕😕😕).

Google Canvas


O Google Canvas vem sendo chamado por muitos sites, como o “Paint” da Google. Inclusive noticiamos na época de seu lançamento, no início do ano. A solução é online e sendo bem simples o seu funcionamento. Se busca por algo rápido e que não exija instalação, ele pode ser uma alternativa a se considerar. Mesmo possuindo pouquíssimas ferramentas, dependendo do perfil de quem for utilizar o programa, o Canvas é mais que suficiente.

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-google-canvas-web

Por ser online, conexão com a internet será requisito e uma conta Google. Acesse o Google Canvas por este link. Se ficou alguma dúvida, considere ler nossa postagem sobre o serviço.

Drawing


Pensado para ambiente o GNOME (mas pode ser utilizado nos demais), o Drawing possui alguns recursos à mais que o Google Canvas. Digamos que ele é o intermediário da nossa lista. O número de ferramentas e opções dão um pouco mais de autonomia, entretanto, nada tão complexo. Além de desenhar com a ferramenta, pequenas edições podem ser realizadas. O Drawing suporta imagens no formato PNG, JPEG e BMP.

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-app-drawing-gnome-kde-gtk-ubuntu-flatpak

O Drawing está disponível oficialmente via Flatpak no Flathub. Caso não tenha configurado em seu sistema o Flatpak, essa postagem tem todo procedimento. Se utiliza Ubuntu, este post ensina como habilitar o suporte a esse tipo de pacote na loja da distribuição (Software Ubuntu/Gnome Software), permitindo instalação do Drawing via interface gráfica (depois de adicionar o suporte, pesquise por “Drawing”, encontre a aplicação e efetue a instalação). No Linux Mint, basta pesquisar na loja pelo programa. Caso queira instalar via terminal, proceda assim:

Habilite o repositório do Flathub (se não tem configurado)

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Instale o Drawing Flatpak via terminal:

flatpak install flathub com.github.maoschanz.drawing

Para desinstalar via terminal:

flatpak remove com.github.maoschanz.drawing/x86_64/stable

Kolourpaint


A última aplicação da lista é o Kolourpaint, talvez o mais completo do gênero. Possuindo até mais ferramentas que o próprio Microsoft Paint. Se quer mais opções e uma familiaridade com o app da Microsoft, o Kolourpaint é a opção certa. Para se ter uma noção, o programa suporta vários tipos de arquivos, como o formato do Adobe Photoshop (PSD) e do GIMP (XCF).

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-app-kolourpaint-kde-gtk-qt-ubuntu-flatpak-snap

Você pode obter o Kolourpaint de várias formas. Pesquise normalmente na loja de sua distribuição e instale diretamente do repositório, ou via Flatpak ou Snap. Digamos que queira utilizar no formato Snap. Configure primeiramente o Snap em sua distribuição, conforme este artigo, lembrando que no Ubuntu não é necessário configurar e você encontrará normalmente na loja. Utilize estes comandos se a loja de sua distribuição não possui integração com os Snaps.

A versão Snap pode ser instalado por esse comando:

sudo snap install kolourpaint

Para remover o Kolourpaint Snap:

sudo snap remove kolourpaint

Outra opção é via Flatpak. Relembrando que será necessário ter o Flatpak configurado e o repositório do Flathub também. Além, de poder instalar via interface gráfica na Gnome Software. Caso não tenha configurado, na parte que abordei sobre o Drawing, demonstrei como proceder.

Instalação via Flatpak:

flatpak install flathub org.kde.kolourpaint

Remoção da aplicação Flatpak:

flatpak remove org.kde.kolourpaint/x86_64/stable

Essas são as 3 alternativas ao Microsoft Paint, se conhece alguma interessante compartilhe nos comentários ou em nosso fórum Diolinux Plus

Particularmente não me dou bem com esse tipo de aplicativo, acho que deu para notar nas imagens (😂😂😂). No entanto, quando instalei o Kolourpaint no pc de um usuário (com esse perfil, uma criança e tal...) o resultado foi super positivo. Já se você precisa criar artes mais elaboradas, utilize algum dos softwares que citei no início do artigo.

Acho que irei continuar no Inkscape + GIMP (😋😋😋), mas se alguém sentir a falta do Microsoft Paint, opção é o que não falta. Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Player de música Elisa, minimalista, bonito e eficiente

Nenhum comentário

quarta-feira, 26 de junho de 2019

A música sem sombras de dúvidas é uma parte essencial do meu ser, seja cantando ou apenas curtindo um bom som, ouvir música é algo que não posso ficar um dia sequer. Entre tantas alternativas de players, sempre testo diversos programas a “procura de um favorito”. Há pouco tempo abordei o Olivia, um player desenvolvido em Qt e hoje apresento-lhes: “Elisa”.

music-player-elisa-kde-música-linux-kubuntu-ubuntu-flatpak

Olivia, agora Elisa, quem será depois? Ofélia? Brincadeiras à parte é curiosa essa predileção por nomes femininos. Talvez sejam homenagens, sinceramente não sei.

Elisa


Elisa é um player de música desenvolvido pela Comunidade KDE, com perfeita integração com seu ecossistema, no entanto, podendo ser utilizado perfeitamente em outros ambientes. Em constante desenvolvimento o “tocador” recebe novas implementações corriqueiramente. Open Source o Elisa segue as diretrizes de design do KDE, e como o Olivia, também é feito em Qt. Seu foco pode ser resumido em alguns tópicos:

  • Ser fácil de configuração (idealmente não sendo necessário prévias configurações para utilizar o player);
  • Ser totalmente utilizável, mesmo offline (ou no modo privado);
  • Foco em satisfazer os objetivos dos seus usuários;
  • Foco em ser um player de música (o gerenciamento da biblioteca não é uma prioridade do desenvolvimento);
  • Ser livre o máximo possível de bugs (a estabilidade tem mais prioridade do que novos recursos);
  • Tem como alvos o ambiente KDE Plasma, outros ambientes Linux, Android e Windows.
  • Alavancar o UPnP e DLNA (padrões que visam normalizar a interoperabilidade de mídia, etc.).

Com um visual intuitivo o Elisa cumpre muito bem o seu objetivo, ser um player de música. Não me entenda mal, no entanto, alguns players incorporam tantas funcionalidades ou poluem sua interface que fica difícil a sua utilização. No Elisa tudo será simples e funcional. 

music-player-elisa-kde-música-linux-kubuntu-ubuntu-flatpak-interface-qtt

Você poderá ver suas músicas categorizadas em Álbuns, Artistas, Faixas, Gêneros ou navegar até os arquivos. Uma característica que prezo num player de música é que o mesmo não fique trocando as artes das capas dos álbuns (algo chato que ocorre no Deepin Music). Infelizmente a versão que estou utilizando, e testando em meu Ubuntu, não apresenta as capas dos artistas, apenas dos álbuns. Entretanto, o visual da aplicação me agrada e muito. Outra característica que me agradou foi a possibilidade de adição de múltiplos diretórios, e como estou organizando minhas faixas, tenho vários arquivos em locais distintos.

music-player-elisa-kde-música-linux-kubuntu-ubuntu-flatpak-reprodução

Instalando o Player de música Elisa


A Wiki da Comunidade do KDE demonstra como compilar o Elisa, no passado até procedia assim, mas você pode fazer de uma forma bem mais cômoda. Para isso será necessário possuir o Flatpak configurado em seu sistema. No Linux Mint o mesmo já vem por padrão, mas se utiliza Ubuntu ou outra distro (que o Flatpak não venha por default) você poderá utilizar esse simples passo-a-passo. Algo bem legal é a integração com a loja do Ubuntu com o Flatpak, isso você poderá configurar aqui. Agora você pode instalar pacotes Flatpaks, como no Linux Mint, via a loja. Pesquise por “Elisa” e instale o player. Para efetuar a instalação via terminal, utilize os comandos a seguir:

Este comando é para quem já tem o Flatpak configurado, porém, não adicionou o Flathub. O Elisa encontra-se neste repositório:

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Agora iremos instalar o Elisa:

flatpak install flathub org.kde.elisa

Para executar via terminal (não é obrigatório, pois, o app aparecerá no menu de aplicações de seu sistema).

flatpak run org.kde.elisa

A remoção é através deste comando:

flatpak uninstall org.kde.elisa/x86_64/stable 

Conhecia o player de música Elisa? Depois de muitos meses voltei a experimentá-lo, recomendo essa aplicação. Também estou utilizando outro player, e quem sabe em breve apareça mais um post desta “série” (😁😁😁).

Participe de nosso fórum Diolinux Plus e fique por dentro das novidades.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Minuet, uma ferramenta incrível para educação musical

Nenhum comentário

terça-feira, 25 de junho de 2019

Música é uma das maravilhas da existência, e se tem algo que concordo com Nietzsche, é que sem ela a vida seria um erro. No início do ano escrevi uma postagem falando de uma ferramenta muito interessante, para apaixonados por astronomia, o Kstars. Hoje apresento mais um programa com foco educacional oferecido pela Comunidade KDE.

educação-musical-minuet-kde-linux-musica-software-educacional

Com o Minuet o aluno poderá executar diversos exercícios musicais que afloram seu domínio musical. São diversos exercícios para treinar seu ouvido em relação a intervalos, acordes, escalas e muito mais. Veja um breve vídeo demonstrativo:


Minuet visa apoiar estudantes e professores em variados aspectos como, treinamento auditivo, leitura de primeira vista, solfa, escalas, ritmo, harmonia e improvisação.

Como instalar o Minuet em sua distribuição Linux


Disponível na maior parte das distros Linux, o Minuet pode ser facilmente baixado de qualquer central de software. Claro, que em algumas ocasiões sua versão não será a última oferecida pelo projeto. Você pode simplesmente pesquisar na loja de sua distribuição por “Minuet” e instalar o programa.

educação-musical-minuet-kde-linux-musica-software-educacional-loja-ubuntu

Outra opção é instalar via terminal, no caso do Ubuntu e derivados:

sudo apt install minuet

Para remover o Minuet, instalado via terminal:

sudo apt remove minuet

educação-musical-minuet-kde-linux-musica-software-educacional-exercício

Para quem utiliza Ubuntu, ou tem o Snap configurado, esse novo formato é uma alternativa. Caso ainda não possua o Snap configurado em seu sistema, essa postagem demonstra como é simples esse passo. Se a loja da sua distribuição possuir integração com o Snap, como é o caso do Ubuntu, basta pesquisar por ela e efetuar a instalação do Snap do Minuet.

Se preferir, utilize o comando e instale o Snap via terminal:

sudo snap install minuet

Para remover o Minuet via Snap:

sudo snap remove minuet

A versão em Snap possui o “selinho de oficial” concedido pelo projeto KDE, se julga tal com importante eis a informação. No Ubuntu 18.04, onde efetuei os testes, a versão contida no repositório era a 17.12.3. Já a do repositório Snap, estava na versão 19.04.0.

educação-musical-minuet-kde-linux-musica-software-educacional-snap-snapcraft-ubuntu

No passado existia um app distribuído direto na Google Play, e no site da aplicação existe a opção. Porém, a mesma não se encontra mais na loja do Android e ao clicar no link do Minuet a página do app não existe. Pesquisei no F-Droid atrás do app e também não encontrei. Se pesquisar na internet você até encontra o APK, não indiquei por desconhecer a procedência deste site (melhor não arriscar 😁😁😁).

Participe de nosso fórum Diolinux Plus, creio que lá também existam amantes da música.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


KDE 5.16 lançado! Veja como instalar em seu Kubuntu/Ubuntu

Nenhum comentário

terça-feira, 11 de junho de 2019

Recentemente anunciamos o lançamento da versão beta do KDE Plasma 5.16, com diversas melhorias e refinamentos. Seu sistema de notificações foi totalmente reformulado, houve mudanças na tela de login/logout, melhor suporte ao Wayland e muito mais. Hoje, 11 de Junho, foi lançado definitivamente o Plasma 5.16 e você já pode instalar a nova versão em seu Kubuntu.

kde-plasma-kde5.16-linux-interface-ubuntu-kubuntu-neon

Em primeiro lugar, deixamos claro que esse procedimento tem que ser feito com cuidado e siga sempre a “máxima”: backup nunca é demais. Pois, bem! Faça o backup de seus arquivos, caso tudo não saia como o planejado. Outra ressalva é que este tutorial não tem como foco abranger outras versões que não sejam a do Kubuntu/Ubuntu 19.04 (Disco Dingo), se possuir uma versão inferior e tentar, já fica avisado que “vai dar ruim” (😵😵😵).

Instalando o novo KDE Plasma 5.16 e suas aplicações no Kubuntu/Ubuntu 19.04


Através de sua conta do Twitter, a equipe do Kubuntu anunciou que a nova versão 5.16 do KDE já está presente em seu PPA Backports. Sua instalação é fácil, mas como já citado anteriormente, tenha os backups de seus arquivos, caso algo saia errado.

Adicione primeiramente o repositório PPA Backports da equipe do Kubuntu:

sudo add-apt-repository ppa:kubuntu-ppa/backports

Atualize o seu sistema:

sudo apt update && sudo apt full-upgrade

Após o procedimento, reinicie o sistema e utilize a nova versão do KDE Plasma.

Para usuários que querem instalar o KDE Plasma junto a outra interface, no caso do Ubuntu em sua versão principal ou em outra flavour, a instalação do meta pacote do KDE pode ser uma opção.

sudo apt-get install kubuntu-desktop

Depois adicione o PPA e atualize o sistema, conforme os dois comandos acima. Particularmente não gosto de adicionar mais de uma interface no sistema. Acho meio carregado, e as vezes, processos de ambas as interfaces iniciam juntos. Sendo bem chato ficar configurando processo por processo. Entretanto, fique a vontade e proceda como desejar. Em casos de possuir mais de uma interface gráfica, a escolha da mesma será durante a tela de login.

Para remover o KDE Plasma, instalado via o PPA Backports do Kubuntu, proceda assim:

sudo apt install ppa-purge && sudo ppa-purge ppa:kubuntu-ppa/backports

Reinicie o sistema após finalizar a desinstalação.

Essa forma pode ser utilizada para quem não quer instalar o KDE Neon e mesmo assim tirar proveito de versões mais atualizadas do Plasma e suas aplicações.

Usa KDE Plasma? Sem dúvidas é uma das interfaces mais voláteis e customizáveis do mundo do pinguim. Participe de nosso forúm Diolinux Plus, existem vários amantes do KDE, você poderá tirar todas suas dúvidas sobre esse ecossistema.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

Fonte: Kubuntu.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

OpenSUSE Leap 15.1 lançado com novidades

Nenhum comentário

sexta-feira, 24 de maio de 2019

Com diversas melhorias no YaST, em seu instalador, com o kernel atualizado, suporte para GPUs AMD Vega a versão Leap 15.1 do openSUSE é lançado. Tendo como base o SUSE Linux Enterprise 15 SP1 (Service Pack 1).

opensuse-lep-15.1-kde-suse-linux

A nova versão do openSUSE Leap traz muitas novidades, mas sem perder o seu foco em maturidade e estabilidade do sistema. Bebendo da fonte do SUSE Linux Enterprise 15 SP1, o novo Leap 15.1 se vale desta máxima de consistência. Afinal, clientes empresariais não podem se dar ao luxo de utilizarem um sistema com pacotes instáveis, imaturos e não testados o suficientemente.

Novidades no openSUSE Leap 15.1


Graças ao kernel Linux 4.19 houveram melhorias significativas ao conjunto gráfico em GPUs AMD Vega. Outro aspecto interessante é a implementação de suporte a virtualização de sistemas e de nuvem. A partir desta versão o Network Manager será padrão não apenas nos notebooks mas também nos desktops. O Wicked, sistema avançado de configurações de redes do openSUSE, continuará e contará com as versões populares de drivers de chipset wi-fi mais modernos. O YaST foi renovado para tirar proveito dos variados recursos oferecidos pelo systemd.

opensuse-lep-15.1-kde-suse-linux

Falando sobre seu utilitário de instalação e configuração, houve mudanças significativas:

  • Melhor gerenciamento de serviços;
  • Firewalld com possibilidade de gestão por modo texto;
  • Firewalld com implementações avançadas do AutoYaST;
  • Melhor controle sobre fórmulas Salt;
  • Gestão de chaves SSH pelo usuário;
  • Particionador aprimorado;
  • Interface do usuário com total suporte a resoluções altas em 4k (HiDPI);
  • E muito mais...

Tempo de suporte do openSUSE Leap 15


“Continuidade e estabilidade são o que estamos oferecendo aos usuários com o Leap 15.1”, diz Haris Sehic, um dos membros da comunidade openSUSE. Sem dúvidas isso é o esperado pelos utilizadores da distro. Lembrando que o openSUSE Leap 15 foi lançado em 25 de Maio de 2018. A série 15 deve receber atualizações de segurança e software num período total de 36 meses, findando seu suporte em Maio de 2021.

Para conferir a nova versão do openSUSE efetue o download em seu site oficial. Já se pretende ver minuciosamente todos os detalhes de seu lançamento, acesse o comunicado oficial do mesmo.

Aproveitando que você vai baixar a nova versão, que tal aprender como instalar e configurar o openSUSE?


Usa openSUSE? Continue esse assunto em nosso fórum Diolinux Plus?

Tenho um carinho especial por essa distro, por justamente ter utilizado e feito inúmeras customizações no openSUSE (quem utilizava o SUSE Studio sabe a nostalgia ✌✌✌).

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Muitas novidades na versão beta do KDE Plasma 5.16

Nenhum comentário

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Se existe um projeto que posso "tirar o chapéu" a cada novo lançamento é o KDE, não menosprezando os demais, entretanto os caras do KDE sempre estão implementando coisas novas. Ok! Às vezes me perco em meio a tanta configuração, mas é bem interessante ver essa gama de possibilidades e ferramental oferecido.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur

Em sua nova versão beta, o KDE Plasma 5.16, várias modificações e recursos foram adicionados ao Desktop Plasma 5. Muitos aspectos foram polidos e reescritos.

Como exemplo podemos citar o novo sistema de notificação, totalmente reescrito, o mesmo tem agregado funcionalidades bem úteis como: Modo não perturbe, histórico inteligente com agrupamento, notificações críticas de apps em tela cheia, aprimoramento na notificação de ações como transferências de arquivos, e muito mais.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur-notificação

Outra novidade está nos widgets do Plasma, que foram refinados e agora trabalham com o código pensado em portabilidade, graças ao framework do Kirigami e Qt. Visando melhor experiência na utilização da interface para usuários.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur-widget

Além do widget de rede que passou a atualizar redes Wi-Fi de forma rápida e confiável, e ao clicar em qualquer rede a opção "Configurar" estará disponível.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur-widget-rede

A tela de login está bem mais atraente, ponto para os designers da interface.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur-login

Não foi apenas o login que recebeu uma atenção visual. A aparência da "página" dos "Esquemas de cores", teve todo um redesign, contando com uma visualização de grades. E não ficou apenas nisso, agora é possível filtrar por cores claras ou escuras nos temas, arrastar e soltar para instalar os temas etc.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur

Também foi adicionado o suporte inicial para o uso do Wayland com drivers proprietários Nvidia. Utilizando o Qt 5.13, vários problemas de uso com o Wayland foram removidos, como distorções nos gráficos ao desligar o computador. As janelas GTK aplicam corretamente o esquema de cores ativo e inativo, na nova versão. E o KWin traz um aprimoramento no Blur, sendo mais natural ao olhos humanos.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur-kwin-wayland-nvidia-driver

Claro que o Discover, software para instalação de pacotes do KDE, não ficaria de fora. Foi adicionado melhor suporte para AppImages, um indicador de conclusão de tarefas, opção de forçar a saída durante os processos de instalação e atualização, o menu de fontes apresenta o versionamento de cada aplicativo de fonte diferente e em "Downloads" os pacotes têm seções distintas ("download" e "instalação"). Quando o item for instalado ele deixará de ser listado na exibição.

kde-plasma-5.16-qt-kirigami-kwin-discover-interface-desktop-linux-DE-blur

Crie e envie seu wallpaper para ser o padrão do Plasma 5.16


Pela primeira vez, o papel de parede padrão do Plasma será decidido pela comunidade. Na verdade existirá um concurso na qual o vencedor terá esse mérito, além de receber um computador Slimbook One V2 (processador I5 + 8Gb de RAM). Interessados acessem a página da competição.

Quer saber como está o KDE Plasma 5.16? Então efetue o download da versão de testes do KDE Neon. O lançamento final será no dia 11 de Junho, e essa versão contará com 5 atualizações de manutenções até Setembro de 2019.

Caso queira ver todas as novidades contidas no KDE Plasma 5.16 beta, acesse a página oficial do projeto.

E você, utiliza KDE Plasma como interface principal? Que tal continuar esse assunto em nosso fórum.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Novo Deepin 15.10 lançado usando tecnologia do KDE

Nenhum comentário

segunda-feira, 29 de abril de 2019


Quem conhece o meu projeto OSistemático, sabe que nutro um grande apreço pela distribuição, e mesmo depois de várias mudanças e decisões (que eu não concordo nem um pouco) a distro continua com um espacinho em meu peito.

A cada update o Deepin recebe mudanças, sejam elas visuais ou por debaixo do capô, e desta vez não foi diferente.

deepin15.10-deepin-debian-stable-unstable-kde-dde-qt-linux

Como de costume, uma nova atualização do Deepin, significa várias correções de bugs realizadas. E isso sempre é recorrente, conforme um novo lançamento. Irei pautar a seguir apenas as mudanças mais significativas, e caso queira ver a fundo as mudanças e correções de falhas no sistema, acesse o pronunciamento oficial do Deepin.

Deepin em uma base mais conservadora


O Debian é conhecido por ser o "sistema universal", que roda até em batata (😅😅😅), entretanto outra característica atribuída ao mesmo é a de grande estabilidade, isso por sua rigorosa política de empacotamento, atualizações e mudanças. E o Deepin é baseado no mesmo, no entanto as versões anteriores tinham como base o Debian Unstable, que é considerado menos estável, porém com pacotes não tão "congelados". Eis que a versão 15.10 do Deepin muda sua base para o Debian Stable, considerado a versão mais estável do sistema.

deepin15.10-deepin-debian-stable-unstable-kde-dde-qt-linux

E é isso que a equipe de desenvolvimento do Deepin espera, um sistema mais estável e seguro, que beba direto da fonte do famoso Debian Stable. Todavia essa mudança pode não agradar a todos os públicos (me incluo junto a esses ☝), afinal isso pode significar versões de bibliotecas e drivers mais antigas, e para um gamer, ter as últimas versões dos drivers no sistema é quase que uma lei.

Desde sua mudança de base do Ubuntu para o Debian, o Deepin perdeu algumas características interessantíssimas que o Ubuntu proporciona. Uma delas é a possibilidade da adição do PPA do Mesa Drivers e do PPA dos drivers da NVidia. Claro que você pode tentar instalar um "PPA no Debian" ou baixar a versão do driver direto do site da Nvidia no Deepin, mas como diria o grande "O Cara do TI", "isso vai ser um parto" (😂😁😂).

Novos recursos no DDE


A interface do Deepin recebeu novidades, e mudou algumas formas de uso, uma delas é a possibilidade de organizar a área de trabalho de forma, "quase que mágica".

Essa nova opção "mesclar automaticamente", agrupa os arquivos distribuídos na área de trabalho conforme seu tipo em pastas de nome: Documentos, Músicas, Imagens , Vídeos, Aplicativos e Outros. A inspiração é claramente feita em cima do recurso apresentado pela Apple no último macOS.

deepin15.10-deepin-debian-stable-unstable-kde-dde-qt-linux

Outra adição, foi o aprimoramento da sua barra lateral que agrupa opções. Desta vez a categoria em que agrupa os efeitos sonoros do sistema, recebeu vários "interruptores" em cada opção de som. Assim você pode escolher se determinado efeito sonoro será ativado ou não, isso vale para sons de inicialização, esvaziamento da lixeira, notificações do sistema, entre outros, assim como temos no ambiente gráfico Cinnamon.

deepin15.10-deepin-debian-stable-unstable-kde-dde-qt-linux-painel-som

Os wallpapers também receberam uma atenção, como esperado, a equipe do Deepin sempre tem um bom gosto para papéis de parede. Agora o sistema conta com a possibilidade de exibir um slide dos seus wallpapers, trocando em determinado tempo as imagens de fundo. Anteriormente era necessário uma aplicação de terceiros para tal comportamento ser reproduzido no sistema.

deepin15.10-deepin-debian-stable-unstable-kde-dde-qt-linux-slide-wallpaper


Novo gerenciador de janelas


Se você não sabe o que é um gerenciador de janelas, basicamente ele é quem "desenha" as janelas, adiciona os efeitos e tudo mais em que você vê em sua tela ("resumindo de forma muito resumida" 😋😋😋)

E o Deepin decidiu deixar seu antigo gerenciador de janelas o deepin-wm e fazer um fork do gerenciador de janelas do KDE Plasma o kWin. Podemos perceber que conforme o tempo passa, o Deepin se aproxima mais e mais do "lado Qt da força", e agora com seu novo gerenciador de janelas dde-kWin, o mesmo pretende ter um menor consumo de RAM e maior velocidade nas tarefas.

Contudo essa mudança de deepin-wm para dde-kWin, ocasionou em uma alteração em seu comportamento no multitask e desktops virtuais, tirando um pouco de sua beleza e organização. Caberá aos usuários do sistema adaptarem com essa nova forma de multitask e desktops virtuais.

deepin15.10-deepin-debian-stable-unstable-kde-dde-qt-linux-dde-kwin

O Deepin é um sistema que sempre esperamos um upgrade visual, e por sempre as expectativas estarem altas, alguns pontos podem lhe decepcionar e outros podem chamar a sua atenção, enfim, veja logo abaixo o vídeo promo do Deepin 15.10, com tal demonstração poderá ver na prática essas mudanças visuais.


Baixe a iso do Deepin 15.10 em seu site oficial.


E você curte o Deepin? Que tal continuarmos esse assunto lá no fórum Diolinux Plus

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo