Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador Noticia. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Noticia. Mostrar todas as postagens

Ubuntu 19.10 deve trazer suporte ao poderoso ZFS

Nenhum comentário

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Há muito tempo a Canonical, empresa que desenvolve o Ubuntu, vem trabalhando para trazer suporte ao sistema de arquivos ZFS para o sistema. Atualmente é possível instalar deliberadamente, porém, era praticamente impossível distribuí-lo junto com o Linux por conta de sua licença.

ZFS no Ubuntu





O ZFS é uma combinação de sistema de arquivos e um gerenciador de volumes lógicos, desenvolvido originalmente pela Sun Microsystems. Se trata de um sistema de arquivos extremamente escalável, e inclui uma grande proteção contra corrupção de arquivos, suporte para altas capacidades de armazenamento, uma eficiente capacidade de compressão de arquivos, suporte para snapshots, clones copy-on-write, verificação de integridade e reparo automatizado, entre muitas coisas.

Originalmente o ZFS era um software de código fechado, e usado internamente pela Sun como parte do Solaris, em 2005 ele teve seu código aberto através da licença CDDL (Common Development and Distribuition License). Um dos fatores mais impressionantes do ZFS, para nós, meros mortais, é a sua capacidade de volume máximo, que são 256 trilhões de yotibytes

Manobras da Canonical


A empresa levou muito tempo para analisar calmamente as licenças de ambos os softwares, o ZFS e o Linux, para entender como seria possível oferecer o recurso no Ubuntu da forma mais direta possível, sem quebrar qualquer regra.

Segundo as informações da Canonical, o Ubuntu 19.10 deverá permitir a instalação do sistema em ZFS para a partição raiz, permitindo que os usuários da distro tenham acesso aos recursos avançados do file system sem complicações.

Usar o ZFS no Ubuntu permitira a existência de novos recursos avançados, como Snapshots do sistema através do GRUB, como é demonstrado neste artigo da Canonical.

O Objetivo do Ubuntu é tornar algumas das ferramentas básicas e avançadas acessíveis e transparentes para qualquer pessoa, por exemplo, provendo snapshots automáticas, e uma forma rápida e fácil e fazer o rollback de um sistema inteiro em instantes, atualizações offline, uma simples ferramenta de backup, entre outras coisas que o ZFS permite.

Enquanto o Ubuntu 19.10 Eoan Ermine não chega, fique ligado aqui no blog para saber das novidades, se quiser trocar algumas ideias com a gente e com a incrível comunidade Diolinux, entre no nosso fórum, o Diolinux Plus.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Falha grave de segurança na Steam, afeta usuários do Windows 10

Nenhum comentário
Na última semana, usuários do Windows 10 estão com algumas falhas graves de seguranças, que afetam desde a parte dos drivers, até quem utiliza a Steam para jogar.

Falha grave de segurança no Windows 10, afeta usuários da Steam






A primeira falha encontrada foi na DefCon 2019 (conferência sobre segurança digital), referente ao design da arquitetura dos drivers, fazendo com que hardwares de 20 fabricantes diferentes estivessem sujeito a invasões.

A empresa responsável por descobrir essa brecha, foi a Eclypsium, que através do seu chefe da divisão de pesquisa em segurança, Mickey Shkatov, comentou que o motivo da ocorrência dessas falhas, são algumas más práticas na hora de desenvolver para esses sistemas - sendo mais específico,  o seu kernel - que, ao invés de criar rotinas de execuções específicas, criam códigos flexíveis, podendo assim ser utilizado para diversas aplicações, o que acaba colocando em risco a segurança do programa e do sistema.

A Eclypsium já notificou as principais fornecedoras de hardware, como: ASRock, ASUSTeK Computer, ATI Technologies (AMD), Biostar, EVGA, Getac, GIGABYTE, Huawei, Insyde, Intel, Micro-Star International (MSI), NVIDIA, Phoenix Technologies, Realtek Semiconductor, SuperMicro e
Toshiba. Até o momento, somente Intel e Huawei já lançaram uma correção para a BIOS. E as empresas Phoenix e a Insyde devem lançar nos próximos dias um update também.

Mas e a Steam? ...


Já a falha referente da Steam, foi descoberta pelo pesquisador russo Vasily Kravets, que encontrou uma brecha na hora da instalação do Steam Client Service para o Windows 10. Na hora que vai ser instalado no sistema, o programa se instala com totais privilégios de sistema no Windows, e segundo o pesquisador, um usuário com acesso mínimo poderia ter acesso aos registros e assim “elevar” os seus privilégios no sistema (se tornando o “root”), podendo criar meios para que o PC fosse controlado.

A falha é referente a manipulação de links simbólicos (“atalhos” que apontam para um arquivo ou diretório do sistema) que faz com que o cliente da Steam abra um programa com permissões de administrador, chamado comumente como “escalada de privilégios”.

A falha foi comprovada por Kravets, ao executar o cliente Steam com o Windows Installer (o “Instalador” de programas no Windows) com as  permissões de administrador e instalando um app sem que seu usuário tivesse permissões para isso. Isso poderia ser usado, por exemplo, para instalar malware ou outra ameaça no PC do usuário.

O pesquisador ainda reportou o bug para a Valve no dia 15 de junho deste ano (2019) e no dia seguinte foi rejeitado, com a alegação que “ os ataques exigem a capacidade de baixar os arquivos em locais aleatórios no sistema de arquivos do usuário.”. Ele contestou e reabriu o relatório e foi fechado novamente no dia 20 de julho, pelo mesmo motivo do anterior e ainda com uma mensagem de observação “Ataques que exigem acesso físico ao dispositivo do usuário.”

A falha foi divulgada somente 45 dias depois de reportada via HackerOne, que em média se espera 90 dias para isso, se dando o tempo devido para as empresas poderem corrigir o problema.

Mediante a isso, a Valve lançou dois updates para o cliente Steam, um no dia 9 e outro no dia 13 de agosto, corrigindo essas falhas.


steam_update.png



Para ver o relatório completo do pesquisador, basta acessá-lo aqui.

Muitos dos nossos amigos e leitores utilizam Windows, então fica a dica, mantenham o sistema sempre atualizado para evitar problemas e fiquem de olho nas sugestões de correções dos fabricantes para evitar dores de cabeça.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Temos um monte de cupons de desconto da GearBest para você! [Atualizado]

Nenhum comentário

quarta-feira, 14 de agosto de 2019

Nós fechamos  uma ótima parceria com a loja GearBest para trazer excelentes descontos para os leitores do blog Diolinux e assinantes do canal, confira agora os  descontos em produtos disponíveis para você por um preço mais baixo. 

cupons de desconto GearBest





São cupons de desconto com valores diversos e para vários produtos diferentes. Logo abaixo você confere os produtos com maiores descontos e com valores especiais.


Para ter os descontos, basta clicar no link para ir para a página do produto e inserir o código que está lisado ao lado de cada produto na tabela abaixo na hora de finalizar a sua compra na GearBest, alguns chegam 36%.

Aqui eu vou colocar uma série de cupons que são liberados semanalmente com descontos variados para produtos mais vendidos, volte toda a semana para conferir as novidades:

* Os produtos desta lista já estão com descontos aplicados ou são flashsales.
* Caso o desconto não apareça no site ma versão em português, acesse pela versão mobile, assim os descontos sempre aparecerão.


Confira também os descontos que  separamos para você em lojas nacionais 







PRODUTOLINK
Smartphone Xiaomi Mi Note 3http://bit.ly/31O4u1d
Smartphone Xiaomi Redmi Note 7http://bit.ly/31HS6zJ
Smartphone Samsung Galaxy A40shttp://bit.ly/2NbhH1l
Smartphone ASUS Zenfonehttp://bit.ly/2LeD3cs
Smartphone HUAWEI P10http://bit.ly/2OfGAJQ
Smartphone Xiaomi Mi 9http://bit.ly/2YR2NSM
Smartphone CUBOT Quest Litehttp://bit.ly/31r8iVD
Smartphone Xiaomi Mi A2http://bit.ly/2Z3mJBS
Smartphone OnePlus 7http://bit.ly/2YR3Vpu
Smartphone HUAWEI Mate 20http://bit.ly/2XwZ34E
Smartphone ELEPHONE U2http://bit.ly/32Z45u6
Smartphone Samsung Galaxy A60http://bit.ly/2S6mzDO
Tv Box Alfawise A8 NEOhttp://bit.ly/2KgQHc4
Tv Box Alfawise A8Xhttp://bit.ly/2JXOIcs
Cartão de memória Alfawise 128GBhttp://bit.ly/2PpSKN3
Notebook Xiaomi Mi Notebook Air http://bit.ly/31GcTTY
Notebook AIWO I6 http://bit.ly/2YSpHch
Notebook Lenovo YOGA 730http://bit.ly/2ZHlsNV
Notebook Xiaomi Mi Notebook Prohttp://bit.ly/2ZiuHEd
Notebook Onda Xiaoma 31 http://bit.ly/2K7a07y
Notebook HUAWEI Honorhttp://bit.ly/2Y5EII3
Notebook Teclast F5Rhttp://bit.ly/2OiZH5I
Notebook Jumper EZbook X1http://bit.ly/2NalAno
Tablet PC Jumper EZpad 6S Prohttp://bit.ly/2Z14RHH
Tablet Teclast M20http://bit.ly/2PDomim
Tablet CHUWI Hi9http://bit.ly/2Y8Dj3J
Mini PC J36 - Vhttp://bit.ly/2YTkXD6
Mini PC Intel NUChttp://bit.ly/31qSqCO
Mini Teclado Ipazzport http://bit.ly/2GB8ABE


A próxima lista possui produtos que contém cupons de descontos, aproveite as promoções da GearBest para fazer as compras:



PRODUTOLINKSCUPOM
Smartphone Xiaomi Mi 9T azulhttp://bit.ly/31HTLFtMI9T64BLUE
Smartphone Xiaomi Mi 9T pretohttp://bit.ly/31GdKnEGBMI9T500
Smartphone Xiaomi Redmi 7Ahttp://bit.ly/3050c4OGB7A216G
Smartphone Xiaomi Mi 9http://bit.ly/31y0txwGBM9128BLACK
Smartphone Xiaomi Mi A3http://bit.ly/2KyCbh9GBA312801
Smartphone Xiaomi Redmi Note 7http://bit.ly/2Kx5DEgGBNOTE7128
Robo de limpeza roborock S55 http://bit.ly/31FHa5GGBSTSDJ379
Projetor WEMAX ONEhttp://bit.ly/31B6sBRGBONEPRO
Projetor Alfawise A80http://bit.ly/301ShVPGBA80BD28


Basta clicar na categoria e usar o cupom de desconto na hora de finalizar a compra em qualquer produto que pertence a ela.
Eu tenho alguns cupons de descontos para a algumas categorias da loja GearBest, então usando estes cupons em qualquer produto da categoria você ganha uma quantidade "x" de desconto.



CATEGORIACUPOMDESCONTO
SmartphonesGBMBP7%
TabletsGBTPC8%
Computadores e RedesGBCPNT8%
LuzesGB17LED10%
LampadasGBST12%
Fitas de LEDGBStrips12%
CarregadoresGBCHS12%
Acessórios e FerramentasGBLA12%
Acessórios AppleGBWATCH20%

Estes são os que eu tenho por enquanto para vocês aproveitarem, vou deixar este artigo fixo no topo do blog para que fique fácil de todos acessarem, se quiserem algum produto específico com desconto que não se enquadra nestas categorias apenas deixem nos comentários que eu vou tentar conseguir para vocês.

Agora você também pode receber as FlashSales pelo Telegram! Basta entrar neste canal:  t.me/descontosdiolinux

Boas compras!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Nvidia traz melhorias no PRIME, será o fim dos problemas com placas híbridas no Linux?

Nenhum comentário
Parece que a NVIDIA tirou um tempinho para “brincar” com as emoções do usuários Linux nos últimos dias 😁. Primeiro foi o lançamento de três (3) drivers ao mesmo tempo e depois lançando a documentação das suas GPUs, assim ajudando o driver open source Nouveau. Agora chegou a vez do pessoal das híbridas (eu incluso 😄), e finalmente o nosso “calvário” está chegando ao fim.


Nvidia traz melhorias no PRIME, será o fim dos problemas com placas híbridas no Linux?





Nesta Terça (13), a Nvidia veio com uma notícia “bombástica” para quem usa GPUs híbridas (Intel+Nvidia), com o seu novo driver Beta, o 435.17, onde ela traz ao Prime, finalmente, o Optimus, funcionalidade que permite a “switch” (troca) rápido entre as GPUs (entre a Intel e Nvidia). Em um exemplo prático, você usa a GPU integrada ao processador para as tarefas triviais do dia a dia, como navegar na internet, ouvir música, ver vídeos, editar documentos e etc. Mas se você quiser jogar, renderizar algum vídeo ou qualquer outra tarefa que precise de mais poder de processamento, aí você escolheria a GPU da Nvidia para isso. Com isso, você consegue uma eficiência maior da bateria.

O primeiro indício que essa função estaria chegando, foi percebida pelo pessoal do Phoronix em Abril deste ano (2019), na qual foi relatado que a Nvidia estaria trabalhando em uma nova extensão GLX, a GLX_EXT_server_vendor_select, que permitiria essa troca. Kyle Brenneman, dev da Nvidia para Linux, explicou melhor neste link.
Agora parece que isso está mudando, graças a outro dev da Nvidia para Linux,  Aaron Plattner, estamos chegando perto da solução. 

Em um anúncio no blog oficial de desenvolvedores da Nvidia, ele lista as melhorias do driver beta 435.17, constando as implementações iniciais do GLX. Para poder usar essa novidade é preciso ter uma versão bem atualizada do Xorg com algumas implementações feitas pela Nvidia, a empresa disponibilizou as novidades via PPA, que por hora só está disponível para a Base Ubuntu (nas versões 19.04 e 18.04). Com esse Xorg ”novo” e com o driver Beta, será possível fazer o “switch” das GPUs.

Também foi adicionado o suporte para Vulkan e OpenGL+GLX no PRIME. Está sendo incluído também o runtime de gerenciamento de energia D3 (RTD3), que vai ajudar e muito na economia de energia nos notebooks. O comunicado por completo você confere aqui. As novidades foram:

● Adicionado suporte experimental para a runtime D3 (RTD3) para o gerenciamento de energia em notebook com GPUs Turing;
● nvidia-bug-report.sh aprimorado para coletar informações do runtime D3 (RTD3);
● nvidia-bug-report.sh aprimorado para coletar tabelas ACPI quando a ferramenta acpidump estiver disponível;
● Adicionado suporte do Vulkan e OpenGL+GLX ao PRIME. 

Mais detalhes aqui.

Se você quiser baixar o driver e experimentar, basta acessar aqui e seguir as instruções de instalação. Se não, espere chegar no PPA.

Agora é só “sentar e aguardar” a chegada do driver nas distros e também observar o movimento da DEs, no sentido da criação de soluções como “abra a Steam com a sua placa de vídeo NVIDIA”. Quem disse que esse dia não chegaria, não é meus amigos? Depois que o suporte oficial chegar, faremos um artigo contando as primeiras impressões.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Canonical vai ajudar a British Telecom na migração do 5G na UK

Nenhum comentário

terça-feira, 13 de agosto de 2019

O 5G é uma tecnologia que está vindo para mudar o cenário de conexão móvel, pois ela permite Downlink de 20 Gbps, Uplink de 10 Gbps, latência de menos de 1ms e um número de conexões simultâneas extremamente grande, algo em torno de 1 milhão/km² (100X da 4G).

Canonical vai ajudar a British Telecom na migração do 5G na UK





Uma das maiores operadoras da Europa e do mundo, a British Telecom ou BT, fechou uma parceria muito importante com outra grande empresa do ramo de tecnologia, a Canonical (responsável pelo sistema operacional Ubuntu), que usando tecnologia OpenStack, irá  levar o seu 5G para todo Reino Unido e para os clientes em todo o mundo.

A Canonical vai oferecer um Gerenciamento de Infraestrutura Virtual (Virtual Infrastructure Manager, VIM) open source, que fará parte do programa de Virtualização com Função de Rede (Network Function Virtualisation, NFV) da BT. Com isso, a telecom vai conseguir suprir às demandas necessárias do 5G, além de conseguir acompanhar as constantes mudanças na rede.

Para que o VIM seja implementado de forma completa, está sendo utilizado o Juju da Canonical, junto com o Charms DevOps tools Metal-as-a-Service (MaaS), provendo assim as ferramentas necessárias para a “cloud” da BT. Completando o “time”, o “core” do 5G vai estar sobre o Ubuntu Advantage for Infrastructure, assim dando suporte e gerenciamento contínuo para toda a rede 5G da BT. A rede da telecom conta com 30 milhões de clientes móveis e 10 milhões de banda larga fixa.

“Vou ser honesto, quando começando as observar potenciais parceiros, eu não estava considerando a Canonical, porque, francamente, eu ainda não tinha ouvido falar deles exatamente. Claro, eu conhecia o Ubuntu, mas nada muito além disso, porém, na fase de testes e requisição por propostas, foi claro que eles tinha incríveis capacidades e pessoas inteligentes, e compartilhando dos nossos ideais.  A Canonical está nos provendo com soluções ‘cloud-native”, que são a nossa base, para que possamos criar uma rede inteligente e com grande alcance. Utilizando tecnologias open source vamos assegurar juntos que possamos entregar a nossa promessa de ampla cobertura, e permitir-nos a liderança mundial de experiência de internet 5G para nossos clientes.” comentou Neil McRae, BT Group's chief architect, sobre a escolha da Canonical.

“BT é reconhecida no Reino Unido por eficiência, flexibilidade e inovação através de uma arquitetura aberta, que percebe o valor para cada modo de trabalhar, e permite a entrega de novas tecnologias e serviços 5G.  Estamos felizes em trabalhar com eles na fundação deste projeto que vai levar a internet 5G da BT para seus clientes”, comenta o CEO da Canonical, Mark Shuttleworth sobre a escolha.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Atualização no tema Yaru do Ubuntu 19.10 recebe elogios do time do GNOME

Nenhum comentário
Constante lapidação é um modus operandi muito interessante de seguir no mundo de desenvolvimento de software. A Canonical anunciou mudanças que devem chegar ao novo tema do Ubuntu, o Yaru, que recebeu elogios até mesmo da comunidade GNOME pela postura de desenvolvimento.

Yaru theme Ubuntu 19.10






O tema Yaru foi responsável pela modernizada no visual do Ubuntu que tivemos com a versão 19.04, ele é realmente muito belo e amigável aos olhos, algo que o Ubuntu precisava muito, depois de anos usando o Ambiance sem maiores modificações.

O trabalho com o Yaru, no entanto, não está completamente finalizado, e imagens vazadas onde alguns novos detalhes podem ser percebidos:

Tema Yaru novo

Como podemos ver, o novo Yaru parece respeitar mais o tema padrão do GNOME, o Adwaita, desde o formato dos switches na interface, até mesmo espaçamento e posicionamento dos elementos.

Em 25 de Maio deste ano, alguns desenvolvedores GNOME comentaram, de forma aberta, que gostariam que as distros parassem de estilizar os seus aplicativos por contra própria, apontando vários problemas e bugs que só aconteciam nos softwares por conta dessas modificações, onde as distros que criavam o problema, não arcavam com a solução dele, ao mesmo tempo que não tentavam criar uma temificação que ajudasse a não quebrar os aplicativos, mesmo sem perder a identidade visual que se propõem a carregar.

É sabido que isso acontecia, muitas vezes, sem que as distros tivessem consciência do problema. Ao modifcar as fontes, o espaçamento, o posicionamento e o CSS do temas GTK para dar "a cara" que gostariam, as distros acabavam criando alguns aplicativos bugados, com ícones sem contraste, ou simplesmente visuais quebrados, quando os reports de bugs eram feitos por conta desses problemas, eles iam diretamente para o desenvolvedor original do App, que nada tinha a ver com a modificação que causou o mesmo.

Ainda que o tema Yaru não fosse um grande problema neste sentido, há sempre coisas que podem melhorar em relação ao que você pode fazer de forma colaborativa, e mais uma vez a Canonical acatou o feedback da comunidade em relação a isso, dessa vez a comunidade de desenvolvedores GNOME, e está trabalhando nesse polimento do Yaru para que não existam estes conflitos.

O perfil do GNOME Twitter parabenizou o Ubuntu pela atitude:

GNOME cumprimenta Ubuntu

Em uma tradução livre:

"Nós apreciamentos o tempo dedicado pelo Ubuntu para nos ajudar a evitar a fragmentação de temas, permacendo próximo das escolhas de design dos designers do GNOME e de seus desenvolvedores. Isso é realmente uma decisão 'de classe' de um grande grupo de pessoas. Estamos entusiasmados para ver o produto final".

No fórum do Ubuntu podemos ver mais alguns screenshots do projeto, que tem o objetivo de ser lançado com o Ubuntu 19.10, caso haja tempo suficiente para fazer a adição. Apesar de parecer simples, o visual do sistema é algo muito importante e quando feito de forma profissional, requer vários testes para ver se ele não quebra o visual das aplicações pré-instaladas e, no mínimo, as mais comuns utilizadas pelas pessoas.

Outra característica que está sendo considerada é adicionar, nas configurações do sistema, uma opção para ativar o tema dark sem a necessidade de instalar o GNOME Tweaks, o que não muda muito as coisas na prática, mas é um toque legal, que o Pop!_OS por exemplo, possui.

O que você achou do novo visual? Compartilhe suas ideias no nosso fórum.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


DaVinci Resolve Fusion Titles Crash Linux - Como corrigir o erro no Ubuntu

Nenhum comentário

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Eu sou um usuário entusiasta do DaVinci Resolve, ele, como ferramenta de edição, veio para facilitar muito a minha vida como produtor de conteúdo, seja pela sua interface e ferramentas que tornam o workflow da edição mais veloz e economiza tempo, até mesmo a sua renderização, que é absolutamente estonteante, entretanto, ele pode ter alguns probleminhas, que felizmente, podem ser corrigidos sem muitos apertos.

DaVinci Resolve Fusion Titles






De forma geral, o instalador do DaVinci Resolve é super simples e carrega todas as bibliotecas que o software precisa, mesmo sem ser um Snap ou Flatpak, colocando praticamente todos os arquivos necessários dentro do diretório OPT. 




Há algum tempo, eu resolvi um problema sobre a reprodução de áudio do Resolve em uma instalação do Ubuntu que algumas pessoas mencionaram ter de enfrentar, num tutorial super rápido. A ideia é fazer o mesmo aqui, mas vamos contextualizar.

Fusion Titles


O Fusion é o compositor do DaVinci Resolve, ele seria um software concorrente do After Effects, no entanto, vários recursos de animações estão disponíveis para títulos envolvendo o Fusion, que por sua vez, usa tecnologia CUDA, da Nvidia, para gerar essas animações. Eu percebi que dependendo do efeito que eu colocasse, o programa simplesmente "crashava", ou seja, ele travava e fechava.

Apesar disso acontecer de forma inconstante, era perceptível que não eram todos os "Fusion Titles" que tinham esse problema, então descobri que o que causava essa falha, era a falta de um link simbólico para a biblioteca libcuda, entre duas pastas diferentes, onde o Resolve buscava o CUDA para utilização no Fusion.

Como resolver o problema? 


Simples, abra o terminal, copie e cole esse comando e pressione "enter":
sudo ln -s /usr/lib/x86_64-linux-gnu/libcuda.so /usr/lib64/libcuda.so
Você pode criar o link simbólico também clicando com o botão direito do mouse sobre o arquivo "libcuda.so ", dentro de "/usr/lib/x86_64-linux-gnu/", e copie ele para dentro de "usr/lib64/". 

Provavelmente o terminal é muito mais rápido, literalmente um "Ctrl+C/Ctrl+V".

Depois disso, basta testar os títulos do Fusion. Em minha experiência depois dessa mudança,  meu Resolve não teve mais nenhum problema com absolutamente todos os "Fusion Titles", então, fica a dica.


Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


FreeOffice vai permitir salvar em formatos fechados e abertos

Nenhum comentário

sexta-feira, 9 de agosto de 2019

Depois da polêmica em volta das suítes Offices no Manjaro, a empresa alemã SoftMaker, dona do FreeOffice, vai trazer novidades para quem precisar salvar em outros formatos.


FreeOffice vai permitir salvar em formatos fechados e abertos






A suíte office grátis da SoftMaker, o FreeOffice, vem ganhando notoriedade no mundo Linux, pois vem se tornando uma alternativa muito boa para quem precise abrir formatos proprietários do MS Office, que em muitos casos o LibreOffice não consegue lidar muito bem.

Na versão atual do FreeOffice, você tem algumas limitações em relação a versão paga, como poder ou não salvar em alguns formatos, como doc, xls, ppt e odt por exemplo. Como podemos ver nos prints abaixo, tirados daqui.






Mas isto está para mudar em breve. Depois da polêmica das suítes no Manjaro, em uma tread no Twitter, um usuário questionou o porquê da escolha do FreeOffice, visto que ele não salva em alguns formatos. Eis que a SoftMaker responde dizendo:



“ Nós concordamos em adicionar esses recursos ao FreeOffice (salvar em DOC, XLS, PPT, ODT).”

Para confirmar, o jornalista da Forbes, Jason Evangelho, perguntou se isso seria uma característica da versão do FreeOffice, e a SoftMaker confirmou:



Eu aproveitei e perguntei se eles iriam “expandir” a forma de salvar, para os formatos abertos, mais precisamente nos formatos ODS (spreadsheets/planilhas) and ODP (presentations/apresentação). A resposta deles informada a nós, é que no momento não será possível, pois não há mão de obra disponível para fazer a implementação. 



Quem precisar abrir arquivos no formato ODS, poderá fazê-lo tanto na versão gratuita, quanto na paga.

Recentemente fizemos um post abordando em detalhes essa suíte office, basta clicar aqui.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo