Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador The Linux Foundation. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador The Linux Foundation. Mostrar todas as postagens

Linux Foundation recebe mais 43 novos membros

Nenhum comentário

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Famosa por encabeçar e promover o movimento Open Source, a Linux Foundation tem cases de sucesso como o próprio Kernel Linux, porém não se limita apenas ao seu desenvolvimento. E mais membros vão contribuir para o crescimento do Open Source e projetos de código aberto.

linux-foundation-open-source-members-hyperledger-kubernets-node.js-onap

No dia 25 de Abril, a Linux Foundation, organização sem fins lucrativos, anunciou a adição de 38 novos membros "Silver", que além de contribuir com desenvolvimento, apoio em projetos de código aberto e pessoas, investirão com dinheiro a essas iniciativas.

Assim tecnologias Open Source como Hyperledger , Kubernetes , Linux , Node.js e ONAP, irão receber o suporte de mais empresas. Isso significa, maior aprimoramento e adoção destes projetos, que inclusive são padrões de vários segmentos e tem seu crescimento "a todo vapor".

Ao todo são 43 novos membros, sendo 38 "Silver", entre eles a Kodi Foundation (responsável por um dos player mais famosos, o Kodi Player), a Stanford University (nem precisa de apresentações 😁😁😁) e com empresas reconhecidas em nosso país, a exemplo uma das maiores instituições financeiras o HSBC. E uma das maiores fabricantes de automóveis do mundo e maior montadora da Europa, a Volkswagen.

Os outros 5 membros associados são agências governamentais ou organizações sem fins lucrativos, que demonstram um comprometimento com a manutenção, construção e uso de tecnologias Open Source.

Caso queira ver a lista completa, com todos os novos membros, acesse o link.

A cada dia mais e mais empresas estão enxergando o valor do Open Source, e contribuindo, seja utilizando as tecnologias, promovendo-as, desenvolvendo ou financiando.

E isso é muito interessante, para vermos que sim, este é um modelo de negócio rentável e viável.

Que tal continuar esse assunto lá em nosso fórum Diolinux Plus? Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


HP e mais 33 empresas tornam-se membros da Linux Foundation

Nenhum comentário

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

No dia 25 de Fevereiro de 2019, a Linux Foundation anunciou em seu site oficial a adição de novos membros, para o incentivo e colaboração de seus projetos Open Source.

linux-foundation-novos-membros-hp

São 29 membros Silver e 5 membros associados, totalizando 34 empresas que comprometem-se a auxiliar na manutenção de projetos tecnológicos de código aberto, por meio de doações e desenvolvimento, isso promove uma maior aceleração de tais tecnologias, na robustez e novas implementações. 

Ao contrário do que o nome sugere, a Linux Foundation não é apenas responsável pelo kernel Linux, e sim outros projetos como Hyperledger, Kubernetes, Node.js e ONAP etc; Uma verdadeira incubadora de novas tecnologias, que agora com novos membros mais projetos poderão se beneficiar.

Gigantes que contribuem para o Linux e tecnologias abertas crescerem 


Fundada no ano 2000, a Linux Foundation vem ganhando a cada dia novos membros, atualmente com mais de 1000 empresas, temos gigantes da tecnologia como: Google, Intel, Qualcomm, Oracle, Dell, Adobe, Faceebook, Toshiba, Toyota, Panasonic, Uber, Ebay, Epic Games, Valve, Globo.com, Lg, Sony, Lenovo, Microsoft e muito mais, fazendo parte desse aglomerado, e o novíssimo membro a fazer parte da família é a HP, famosa por seus periféricos, notebooks e impressoras. 

Parece que a HP demorou um pouco para se tornar membro, levando em consideração que outras empresas que atuam no mesmo ramo já eram membros há algum tempo, porém, a Microsoft, uma das mais famosas empresas do mundo da tecnologia, tornou-se membro apenas em 2016, quando seu CEO, Satya Nadella, estava mudando os paradigmas da empresa, que antes considerava, nas palavras de Steve Ballmer, Linux como “um câncer”, e atualmente vem contribuindo com projetos Open Source, distribuindo versões abertas de seus softwares, como o PowerShell e Visual Studio, além de dizer publicamente que “ama o Linux”, criando até mesmo sua própria distribuição.

Que mais empresas possam abraçar projetos Open Source, e que a tecnologia evolua de forma inteligente e mais aberta.

Quais empresas você gostaria que abraçassem a causa da Linux Foundation? Deixe nos comentários suas previsões para o futuro do mundo Linux.

Até o próximo post, aqui no blog Diolinux, te aguardo SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Linux Foundation lança projeto que visa salvar vidas, o ELISA

Nenhum comentário

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

A discussão de robôs tomando cada vez mais o lugar de humanos em tarefas é algo que acalora alguns corações, e uma das problemáticas é a falta de confiança que esses equipamentos possam passar, aliás, um componente importante, o humano, não está guiando tal robô autônomo.

linux-foundation-elisa-robo-autonomo

Quando falamos em máquinas autônomas, sempre vem em nossas mentes os carros sem motoristas andando pelas ruas, porém, a tecnologia não se limita apenas neste nicho, diversas outras áreas podem ter por trás uma inteligência artificial, com alguma tarefa importante e crítica a segurança e vida de um humano, seja com a possibilidade de algum dano material ou ambiental.

Linux, confiança e robustez na qual empresas confiam


Famoso por garantir maiores possibilidades de segurança, escalonamento e robustez, o Linux é empregado em diversos ramos da tecnologia, e empresas estavam ansiosas por poderem adotá-lo nesta área tão crítica e delicada que é o setor de autônomos, entretanto, mesmo participando de alguns projetos, e até mesmo carros autônomos, não existia uma padronização ou ferramentas voltadas para este tipo de tecnologia, com foco em segurança de missões críticas, ocasionando em desenvolvimento por parte das empresas e em alguns casos falta de documentação, inviabilizando a implantação do Linux por desconhecimento técnico de suas capacidades .

A Linux Foundation lançou no dia 21 de Fevereiro de 2019 o Enabling Linux in Safety Applications (ELISA), um projeto Open Source que visa auxiliar as empresas com ferramentas voltadas a segurança e confiabilidade, permitindo a criação de certificações de sistemas baseados em Linux com foco na segurança, e evitando possíveis perdas humanas. 

Parcerias com grandes empresas como: a fabricante de chips britânica Arm, BMW, empresas de plataformas autônomas Kuka, Linutronix e Toyota, tornarão o trabalho de órgãos de certificação e padronização em múltiplas indústrias em algo coeso, um meio do Linux formar a base de sistemas críticos de segurança em todos os setores, de forma simplificada.

carro-autonomo-linux-robo-ai

O ELISA terá como tarefa principal o desenvolvimento de documentação de referência e casos de uso, guiando a comunidade em como proceder com boas práticas de engenharia de segurança, aprimorando processos de automatização. Outra parte importante do projeto, será o amparo a membros referente a atitudes e posições que devem ser adotadas em caso de algum erro, e suas possíveis soluções, de certa forma, semelhante ao que aconteceu com a padronização e organização de tecnologia Open Source em Hollywood para outras finalidades.

E você, o que acha de tecnologias autônomas em nosso cotidiano? Deixe nos comentários seus anseios para o futuro das máquinas autônomas, e opiniões sobre o tema.

Te espero no próximo post aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Software da Sony, OpenColorIO, é o segundo projeto a entrar na Academy Software Foundation

Nenhum comentário

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Em Agosto do ano passado (2018), noticiamos que a Linux Foundation se juntou a Hollywood para criar um conglomerado de empresas para fomentar o uso de tecnologias e softwares open sources pela “Academia de Artes e Ciências Cinematográficas" nas produções, assim nascendo a “Academy Software Foundation” (ASWF). O OpenColorIO é o segundo projeto a entrar na chancela.

 Software da Sony, OpenColorIO, é o segundo projeto a entrar na Academy Software Foundation






O primeiro projeto a entrar para a ASWF foi o OpenVDB, que é uma biblioteca em C++ de código aberto, desenvolvida pela DreamWorks Animation, que faz a organização de aplicações volumétricas e também  manipulação de dados para as produções. Para saber mais sobre o projeto, acesse este link.

A segunda empresa a entrar com algum projeto na ASWF foi a Sony Pictures Imageworks, com o software OpenColorIO (OCIO), que é uma ferramenta fundamental nas produções de animações e produções que usam VFX, tecnologia usada em alguns filmes famosos, como: Spider-Man ™: Into the Spider-Verse , Spider-Man ™: Homecoming , Hotel Transylvania 3 , Ghostbusters , Alice no País das Maravilhas  e Watchmen .




O anúncio foi feito por Emily Rosen Olin, Gerente Senior PR da The Linux Foundation, em um post no blog oficial do projeto. Que ainda contou com uma declaração do Vice-Presidente da Sony, Michael Ford, responsável pelo desenvolvimento de softwares dentro da companhia, com a seguinte declaração:

"O OpenColorIO sempre foi um recurso para toda a comunidade de animação visual, com muitas contribuições e compromissos externos. Queremos contribuir com a comunidade que o utiliza no dia a dia e ,a Academy Software Foundation é a opção mais natural para isto. Os desenvolvedores e empresas que o utilizam todos os dias nos darão a direção do projeto, começando com recursos que serão adicionados na nova versão 2.0.” 

Para ler o post completo, basta acessar este link da ASWF.

O OpenColorIO pode ser utilizado com alguns softwares já presentes no Linux, como o Krita, Nuke, Natron e o Blender. No momento o OpenColorIO tem o instalador para RedHat e CentOS, mas no site dele é ensinado como a compilar o programa na sua distro.

Para saber como fazer isso, basta acessar este link aqui.

Espero você no próximo post, forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Linux Foundation lança o novo LF Edge, criando uma estrutura unificada para Edge Computing e dispositivos IoT

Nenhum comentário

segunda-feira, 28 de janeiro de 2019

No dia 24 de Janeiro a organização sem fins lucrativos responsável pelo Kernel mais famoso do mundo, a Linux Foundation, anuncia um novo projeto visando a união e maior organização abrangente em tecnologias que exijam coisas conectadas, processamento de baixa latência e mobilidade.

lfedge-linux-foundation-iot-edge

O “Edge Computing” é um paradigma de computação com devices distribuídos em nós, podendo estes dispositivos estarem em parcial ou total distribuição, conhecidos por serem IoT, “internet das coisas” ou Edge devices.

Ao invés de trabalhar num ambiente centralizado em nuvem, os Edge devices, com sua dinâmica de nós, descentralizam-se geograficamente. São responsáveis por cidades inteligentes, computação física, sistemas ciber-físicos, sensores em devices inteligentes, roteadores, aplicativos multimídia, realidade aumentada, jogos em nuvem e a internet das coisas.

LF Edge, e os projetos que o compõem


Composto por 5 projetos, anteriormente alguns autônomos, a iniciativa LF Edge é proposta como uma forma de unir a atual fragmentação do mercado quando se trata de IoT (Internet das coisas). A então mundial empresa Gartner, líder em pesquisa e consultoria no mercado estipula que até 2020 o número de dispositivos IoT ultrapasse os 20,4 bilhões, essa nova empreitada da Linux Foundation veio para facilitar tal tecnologia e criar uma união aberta para inúmeras possibilidades que o mercado oferece. 

lfedge-linux-foundation-iot-edge-IoTantes-IoTagora

Um pouco sobre cada projeto


Akraino Edge Stack cria stacks de softwares de código aberto que suportam serviços em nuvem, otimizados para sistemas e aplicativos de Edge Computing.

EdgeX Foundry é focado na criação de estruturas abertas para Edge computing e IoT.


Home Edge Project com contribuições no código pela gigante coreana Samsung Electronics, é um ecossistema de serviços de Edge Computing e IoT voltados ao uso do cotidiano, como eletrodomésticos inteligentes etc. 


Open Glossary of Edge Computing procura fornecer uma coleção de termos relacionados ao léxico Edge Computing.

Project EVE (Mecanismo de Virtualização Edge) responsável por oferecer níveis de controle por meio de virtualização de Edges devices, podendo particionar o hardware e aumentar a carga de trabalho por várias aplicações.

Unidade ao Edge Computing e IoT


Apoiado por várias líderes do segmento, (Premier) Arm, AT & T, Baidu, Dell EMC, Dianomic Inc., Ericsson, HP Inc., HPE, Huawei, IBM, Intel, Nokia Solutions, Tecnologias Qualcomm, Red Hat, Samsung Electronics, Seagate Technology, Tencent, WindRiver, Wipro, ZEDEDA, Canonical Group Limited e muito mais. O Projeto LF Edge parece trazer união a um mercado antes fragmentado.

O LF Edge visa criar um conjunto abrangente e coordenado de ferramentas open source, permitindo maior agilidade na criação de soluções de computação IoT e Edge.

A Linux Foundation vem fornecendo eventos, treinamentos, ferramentas e fomentando projetos open source. Com esse novo passo a internet das coisas ganha uma robusta estrutura, e quem sai ganhando somos nós usuários destas tecnologias.

Te aguardo no próximo post, SISTEMATICAMENTE!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


LibreOffice liberá seu guia oficial para iniciantes, baixe agora!

Nenhum comentário

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Quem está chegando agora ao mundo Linux se deparará provavelmente com o LibreOffice como suíte de escritório, muito provavelmente por conta do mesmo vir pré-instalado com várias distribuições.. O LibreOffice é mantido pela The Document Foundation e traz as ferramentas Writer (Editor de Texto); Calc (Editor de Planilhas) e o Impress ( Editor de Slides), entre outras, todas gratuitas e de código aberto..


LibreOffice liberá seu guia oficial para iniciantes, baixe agora!






Para facilitar a vida desses usuários recém chegados, é disponibilizado um Guia de Iniciante (Started Guide) para que possam se familiarizar melhor com a suíte e, quebrando algumas barreiras, facilitando o dia a dia das pessoas e até quebrando alguns preconceitos referentes a ferramenta.

Este guia estava desatualizado, referenciado coisas da versão 5 do LibreOffice, o que poderia  confundir e até prejudicar o trabalho dos novos usuários.

Com isso em mente, está sendo lançado aos poucos o update deste guia para a versão 6.1 do LibreOffice, que por hora conta com o “Guia Inicial” e o “Guia do Writer” em inglês mas que breve estará disponível para pt-br, graças ao apoio da comunidade lusófona.

Para baixar essa primeira versão do guia basta acessar este link. A versão pt-br ainda se encontra com referências a versão 5.2 do LibreOffice.

Isso é muito bom, pois vem para facilitar quem está chegando no mundo Linux e precisa daquela “mãozinha” para usar o LibreOffice

Comente aí nos comentários se você gostou dessa iniciativa da The Document Foundation.

Espero que tenha gostado da dica.

Até uma próxima e um forte abraço!
___________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Google se torna membro Platinum da The Linux Foundation

Nenhum comentário

sábado, 7 de julho de 2018

A "The Linux Foundation" é uma organização sem fins lucrativos, que promove inovações tecnológicas em massa através do código aberto e conta com o apoio de empresas de software, telecom, industria da tecnologia e entre outros. Por isso o interesse dessas empresas em apoiar a organização.


Google se tornar membro Platinum da The Linux Foundation





Nisso a gigante  da tecnologia de Mountain View até a data do anuncio, era membro "Silver" (Prata), com doações anuais de US$100.000,00, mas agora se torna um membro "Platinum" as doações anuais saltam para US$500.000,00 e agora junta-se à um seleto grupo onde estão: AT&T, Cisco, Fujitsu, Hitachi, Huawei, IBM, Intel, Microsoft (sim meus amigos, ela mesmo rs), NEC, Oracle, Qualcomm, Samsung e a VMware.

Com isso a Google aumenta a sua participação no Conselho de Diretores da "The Linux Foundation", assim tendo "amplo conhecimento e experiencia da fundação em tópicos de governança de código aberto, legais e técnico."

Vale ressaltar também, que o Google lançou e contribuiu com mais de 10.000 projetos de código aberto, como: Cloud Foundry, Node.js, Cloud Native Computing Foundation e o Open API Initiative.

o Diretor executivo da "The Linux Foundation", Jim Zemlin, deu a seguinte declaração:

"O Google é um dos maiores colaboradores e defensores do código no mundo, e estamos entusiasmados por terem decidido aumentar seu envolvimento na "The Linux Foundation". Estamos honrados que Sarah Novotny, um das principais figuras da comunidade de código aberto, participe do nosso conselho - ela será um grande trunfo."
Sarah Novotny, Diretora da área de estratégica que cuida do open-source do Google Cloud Platform e que agora será a representante da empresa na organização, deu a seguinte declaração:

 "Open source é uma parte essencial da cultura do Google e há muito tempo reconhecemos o potencial dos ecossistemas abertos para crescer rapidamente, ser mais resilientes e adaptáveis diante das mudanças e criar softwares melhores. A Linux Foundation é um elemento fixo na comunidade de código aberto. Ao trabalhar de perto com a organização, podemos nos envolver melhor com a comunidade como um todo e continuar a construir um ecossistema mais inclusivo, onde todos possam se beneficiar.."

Com isso a "The Linux Foundation" conta hoje com mais de 800 membros em todos os níveis da sua organização colaborando, com códigos e financeiramente.

Espero que tenha gostado, aguardo você até uma próxima oportunidade, forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo