Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador android. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador android. Mostrar todas as postagens

5 Apps para fazer sorteios pelo Smartphone

Nenhum comentário

sexta-feira, 8 de março de 2019

Quem tem uma loja ou deseja fazer uma ação entre amigos com sorteio pela internet sabe o quanto pode ser difícil encontrar um bom site para realizar essa atividade. Instagram, Facebook e até o Telegram, que lançou novidades recentemente nas versões mobile e desktop, são utilizados como forma de se inscrever em promoções. Mas, como fazer o sorteio sem complicações? Nós selecionamos 5 aplicativos para que você possa realizar sorteios de promoções de qualquer tipo, totalmente digital e seguro, mesmo sem ter um computador por perto.

Aplicativos de Sorteio







Os aplicativos que nós separamos para vocês funcionam por meio de gerador de resultados aleatórios, muitas vezes usamos softwares do tipo para fazer os nossos sorteios do Padrim. É o mesmo tipo de tecnologia usada no bingo online no Brasil.

 Confira a seguir 5 Apps para sorteios!

Com várias opções de layout que lembram dados, roletas e outras opções, o Gerador Aleatório é um dos aplicativos mais completos do segmento. Ele gera números para criar senhas, dividir pessoas em grupos e sortear itens em um conjunto. Ele está disponível somente para Android. 

2 - Sorteio de Nomes


Tem uma lista grande de nomes e deseja selecionar um ganhador? Opte pelo Sorteio de Nomes. Também disponível para Android, esse aplicativo é ideal para quem tem uma lista de nomes ao invés de números. Você insere essa lista no sistema do aplicativo e ele sorteia para você. Bem rápido, prático e fácil de usar. 

3 - Sorteio


Agora, se o que você precisa é um sorteador de números, pode optar pelo app Sorteio. Seu funcionamento é bem simples e prático, e o design intuitivo faz com que mesmo as pessoas mais inexperientes consigam entender. O básico sorteio de número está presente, mas você também pode definir se deseja sortear números repetidos ou o intervalo que deseja considerar no seu sorteio. 

4 - Flip – Random Number Generator 


Com a mesma função de apps como o Sorteio, que citamos anteriormente, o Flip traz um plus: você pode tirar cara ou coroa! Isso ajuda em sorteios de times, por exemplo. Você também pode jogar dados e configurar quantos lados o dado deve ter. Ou seja, é útil para o sorteio e para jogar qualquer tipo de jogo. 

5 - Gerador de Números Aleatórios


Disponível para iOS, esse aplicativo dá várias opções ao usuário. Você pode sortear um número, uma equipe, listas, jogos com dados ou uma pessoa vencedora. Dá inclusive de incluir números decimais e decidir se deseja repetir números ou não, além da quantidade de números selecionados. É uma ótima opção, bastante completa. 

Aplicativos de Sorteio

Essas são apenas algumas opções que você pode escolher para fazer seus sorteios. É importante lembrar que, segundo a legislação, promoções que não são autorizadas pela Caixa são consideradas ilegais. Embora na prática exista pouca verificação, esse é um aspecto que muitas marcas esquecem na hora de fazer seus sorteios.

Já o usuário deve ficar atento aos muitos golpes que acontecem diariamente. Recentemente, criminosos utilizaram uma promoção falsa de uma famosa marca de perfumes para roubar dados de centenas de pessoas. Por isso, todo cuidado é pouco e uma boa pesquisa é fundamental antes de clicar em qualquer link promocional do WhatsApp ou outras plataformas. Se você vai participar de um sorteio, nós desejamos boa sorte! Mas, se você vai realizar um sorteio, lembre-se de baixar um dos apps recomendados para facilitar o processo.

Adicionalmente, um site que nós gostamos muito de usar e pode ser acessado do computador ou do celular é o random.org, ele possui diversas ferramentas para sorteios igualmente diversificados.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.



Veja as letras de suas músicas favoritas com o Musixmatch

Nenhum comentário

quarta-feira, 6 de março de 2019

Música é uma arte que requer sensibilidade sonora e muitas vezes desperta um sentimento único e que se molda conforme o ritmo, harmonia, letra e seu estado emocional, e sempre temos um estilo ou artista que afloram tais sentimentos, e que tal tirar proveito desse momento ao acompanhar as letras conforme a música é tocada? O programa de hoje proporciona tais possibilidades.

musicxmatch-letras-musicas-spotify

O Musixmatch é um dos maiores e mais populares apps Android, com ele você poderá acompanhar em tempo real seu artista interpretando alguma canção, e as letras serão visíveis nesse momento. Além de possuir uma versão mobile, o app conta com um cliente desktop.

Em sua versão mobile, o Musixmatch pode obter as letras de várias canções no Youtube, Spotify, Apple Music, SoundClound, Google Play Music, Pandora e mais.

musicxmatch-letras-musicas-spotify-google-music-apple-android

E qual a utilidade de ver letras das músicas?


Podemos aproveitar deste recurso para alguns fins como: Fazer um karaokê particular com as músicas favoritas, aprender algum idioma enquanto ouve música (sempre vejo os professores falarem que uma das melhores maneiras de praticar ou aprender outro idioma são através de filmes, seriados, livros e músicas), utilizar para aulas de canto e técnica vocal, ou simplesmente tirar uma duvida sobre um “trecho nebuloso” de alguma canção predileta (😂😂😂).

O legal desta aplicação que, ao menos no desktop que testei, não precisa ter a versão de um serviço pago para utilizá-lo em conjunto, falo especificamente do Spotify que é a plataforma de Streaming de áudio que consumo diariamente.

Instalando o Musixmatch


Como informado logo acima, o Musixmatch possui tanto versão mobile, como desktop, porém, irei focar na aplicação para PCs, se deseja instalar a versão para Android, basta acessar esse link que te levará direto à Google Play Store

Um ponto a salientar, é que sua versão desktop age em conjunto com o Spotify, então você precisa deste programa previamente instalado, e se utiliza a versão free, não tem problema algum.

Pesquise normalmente na loja do Ubuntu, Linux Mint, e instale o Spotify.

spotify-snap-flatpak-linux-mint-ubuntu

O Musixmatch é distribuído no formato Snap, sua instalação pode ser feita tanto via terminal, como na loja de aplicativos, caso esteja utilizando o Linux Mint ou derivados, você pode aprender como habilitar o Snap através deste post.

sudo snap install musixmatch

musicxmatch-letras-musicas-spotify-ubuntu-snap-loja

Para desinstalar o programa, você pode fazer da mesma maneira que instalou via interface gráfica ou com o comando:

sudo snap remove musixmatch

Configurando e utilizando o programa


Logo após instalar o Musixmatch, execute-o. Uma pequena janela abrirá, tenha em mente que o app funciona em conjunto ao Spotify, como já foi comentado, então ele deve estar funcionando e reproduzindo alguma canção.

musicxmatch-letras-musicas-spotify-janela-inicial

Antes de usarmos o programa, é necessário alguns passos, como criar uma conta no Musixmatch e logar com sua conta Spotify.

Clique na opção “Musixmatch login required”, ele abrirá uma nova janela, crie seu cadastro na plataforma.

cadastro-musicxmatch-letras-musicas

Depois conecte-se com sua conta Spotify, clicando em ”Connect to Spotify”.

login-cadastro-spotify

Após ter criado seu cadastro do Musixmatch e ter logado com sua conta Spotify, reproduza alguma música no Spotify, abra o app do Musixmatch através de seu ícone de bandeja e clique em “Show Musixmatch”.

bandeja-tray-musicxmatch-letras-musicas-spotify

E pronto! “Num passe de mágica” uma janela flutuante com a letra em tempo real será visível, caso o aplicativo não identifique ou perca seu login ao fechá-lo, efetue-o novamente, assim o app volta a sua normalidade.

musicxmatch-letras-musicas-spotify

Gostei bastante desta aplicação, sua versão desktop ainda tem menos funcionalidades que a mobile, entretanto creio que seja questão de tempo para a chegada de novos recursos.

E você, é apaixonado por música? Deixe nos comentários sua opinião, e se você assim como eu às vezes “dá uma de cantor” (😂😂😂), não perca tempo e experimente esse programa.

Te espero no próximos post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Dark Mode chega no Google Chrome para Android

Nenhum comentário

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Recentemente a Google disponibilizou alguns temas para seu navegador Google Chrome, a novidade foi apenas para a versão desktop, porém, rumores indicam que a “gigante de Mountain View” está trabalhando num modo noturno para o desktop, não apenas os PCs convencionais ganharão o recurso, também contemplando sua versão mobile.

dark-mode-google-chrome-android-app

O modo escuro do Google Chrome Android ainda não foi lançado, mas através da sua versão canary, podemos ter uma breve noção de como está ficando, e para conferir o resultado desta opção é bem simples.

Conferindo o modo escuro do Google Chrome Android


A última versão do browser Google Chrome Canary para Android implementou timidamente o modo escuro, porém, para ativá-lo será necessário habilitar algumas flags, por se tratar de um recurso experimental, a Google não o usa ativo por padrão, entretanto, é apenas uma questão de tempo para que o recurso amadureça e chegue à versão estável do navegador. 

Pesquise na Google Play por google chrome canary e instale o App, tenha em mente que é uma versão instável do navegador, e eventuais erros podem acontecer com o app.

dark-mode-google-chrome-android-app-canary-instalar

Após baixar e instalar o app, abra-o e na barra de buscas e digite a seguinte flag:

chrome://flags

dark-mode-google-chrome-android-app-flags

Isso possibilitará o acesso às funções “escondidas” do aplicativo, agora no campo de buscas digite:

#enable-android-web-contents-dark-mode

dark-mode-google-chrome-android-app

Clique em cima da opção, mude o sinalizador que por padrão vem como “Default”, que atualmente desativa a função, para “Enabled”, clique em “Relaunch Now” e espere o aplicativo reiniciar.
dark-mode-google-chrome-android-app

Com o modo dark ativo, as páginas mudam sua coloração de branco para preto, particularmente senti que a cor era muito forte, talvez uma tonalidade escura sem necessariamente ser o “preto massivo” fique mais atraente, todavia, perceba que é algo experimental e quando ele for implementado na versão para o usuário final a equipe de design e desenvolvimento da Google lapidará esse recurso, juntamente com seu visual.

resultado-dark-mode-google-chrome-android-app

E você o que acha de modos escuros em aplicações? Em meu cotidiano sempre utilizo essa funcionalidade.

Você gostaria de um modo dark no Chrome? Ou quem sabe outro navegador como Firefox?

Nos vemos no próximo post, aqui no blog Diolinux, te aguardo, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Veja as estrelas no seu Linux com o Kstars

Nenhum comentário
O campo da astronomia é algo infinitamente encantador, conhecer estrelas, planetas, galáxias e uma gama enorme de possibilidades, faz você pensar no quão pequeno é diante a tamanhas descobertas, e o estudo da astronomia encanta milhares de pessoas, contudo, na atualidade a forma de interagir com os astros se tornaram mais simplificadas, graças a softwares como o Kstars.

kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Kstars é um programa de código aberto, multiplataforma e gratuito, aos moldes do Stellarium, um aplicativo bem famoso para quem é da área, inclusive temos uma postagem com diversos programas que vale a pena dar uma olhada se você é professor (seja de humanas ou exatas), com ele existe a chance de ver uma simulação gráfica perfeita do céu, de qualquer local da terra, data e hora. O software é tão poderoso que possibilita a observação de 100 milhões de estrelas, 13 mil objetos do céu profundo, planetas, o Sol, a Lua, milhares de cometas, asteroides, supernovas e satélites.

interface-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Com foco em estudantes e professores, têm suporte a diversas simulações, além de incluir o Astrocalculador Kstars para prever conjunções e efetuar diversos cálculos astronômicos. 

Existem diversas funcionalidades no software que com o tempo e uso claramente você vai descobrindo, como um planejador de observação, um calendário celestial, gráficos de “altitude de plotagem vs. tempo” para qualquer objeto, impressão de tais gráficos e muito mais. 

recursos-funcionalidades-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Instalando o Kstars


Para efetuar a instalação do Kstars é bem simples, tudo de forma gráfica direto da loja do Ubuntu, então pesquise por “kstars” e efetue a instalação do programa. São duas opções, a primeira em Snap e a segunda de forma “tradicional”. 

instalar-kstars-snap-deb-programa-app-astronomia-amador-profissional

E qual a diferença? 


A versão em Snap possui as últimas atualizações do programa, então se quer novidades ela é a recomendada, no entanto, sua interface está toda em Inglês, se isso é um empecilho recomendo a segunda opção, que mesmo numa versão mais desatualizada, conta com nosso idioma português.

versão-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

O procedimento a seguir é para quem efetuou a instalação da versão em Snap, clicando na opção “Permissões”, diversas funcionalidades que por padrão vem desabilitadas podem ser ativas, como a utilização da webcam e entrada USB.

permissão-snap-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Outra possibilidade é instalar a versão Android, tendo, quase que literalmente, milhares de estrelas na palma da mão. Efetue o download direto da Google Play.

kstars-programa-app-android-astronomia-amador-profissional

Gostou da dica? Esse programa me fez lembrar de minha infância. Eu tinha alguns livros de ciências que ganhei em Salvador-BA e sempre estava aprendendo coisas, maravilhando-me com os planetas, astros e o tamanho das estrelas comparadas ao nosso Sol, livro este que me possibilitou ir para segunda etapa na olimpíada nacional de astronomia, em meados de 1998/1999 no ensino fundamental.

E você, curte astronomia? Conhece alguma pessoa que gostaria deste programa? Não perca tempo e indique, existe versão Windows e Mac também, acesse o site oficial e efetue o download da aplicação

Deixe nos comentários suas experiências com programas deste tipo, ou quem sabe histórias que possam incentivar pessoas a seguirem essa área.

Te espero aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎 Compartilhe e indique o blog para seus amigos e familiares.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Ignorar atualizações para o Android e Apps pode levar a falhas de segurança: o pior cenário

Nenhum comentário

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Segurança também envolve proteção virtual. E, com dispositivos cada vez mais versáteis na palma da nossa mão, é preciso ter alguns cuidados. Por exemplo, evitar instalar Apps de fora da Google Play, fazer Root somente em caso de necessidade, usar uma VPN, etc.

Android Apps Segurança






Como a maioria dos aparelhos utiliza sistemas operacionais Android hoje em dia, com um market share que ultrapassa 75% do mercado de dispositivos móveis, algumas dicas importantes devem ser levadas em conta. Os sistemas operacionais Android possuem vários recursos e mecanismos importantes que ajudam a aprimorar a segurança do usuário, entretanto, é preciso que o próprio consumidor esteja atento para manter algumas dessas funcionalidades em ordem.

Algumas das principais ameaças para dispositivos Android


Hoje, um smartphone serve para muitas coisas além de realizar chamadas e se comunicar com os conhecidos, aliás, provavelmente a coisa que você mês faz com o seu Smartphone são as tradicionais ligações. Você pode resolver questões bancárias, enviar arquivos de trabalhos importantes, participar de videoconferências, ler seus e-mails e resolver várias pendências através do seu dispositivo móvel, o que é formidável e sem dúvida uma marca da nossa sociedade atual.

Ter tantas informações assim em um único aparelho pode ser muito mais problemático do que se imagina, caso esses dados sejam comprometidos de alguma forma.

Há vários tipos de malwares criados especialmente para atingir sistemas Android. Um malware é um programa, código ou arquivo, cuja finalidade é se infiltrar em um sistema de forma ilícita para permitir o roubo de dados, alterações na máquina, etc. 

Eles são a ameaça mais comum, não só ao Android, mas a todos os tipos de dispositivos, principalmente aqueles conectados à internet constantemente, ainda que por conta dos vários níveis de segurança, proporcionalmente falando, o Android sofra com "poucos" ataques.

Dentre os principais malwares utilizados para atacar dispositivos que usam sistemas Android, podemos citar alguns que são mais frequentes e que chamaram a atenção nos últimos anos, obrigando os desenvolvedores a gastarem um bom tempo para fechar certas brechas de segurança. 

Há o "Android.Geinimi", que possibilita ao hacker enviar comandos específicos para o aparelho infectado e, desse modo, controlar o dispositivo; também podemos listar o AndroidOS_Droisnake.A", que envia informações sobre a localização do dispositivo para terceiros. Não podemos nos esquecer do "AndroidOS_BGSERV.A", que abre um “backdoor” no dispositivo, ou seja, permite um canal de saída para a extração de dados, que são roubados do usuário e enviados para o invasor ou outro destinatário. Há várias ameaças além dessas  e realmente precisamos alertá-lo sobre o que pode acontecer de ruim caso você não tome certas precauções.

O que pode acontecer de pior?


Se você tem um comportamento sadio com o seu aparelho e evita expô-lo a riscos, a maior parte dessas ameças mais parece ficcional do que qualquer outra coisa, mas vamos fazer aquele belo exercícios de pessimismo. E se tudo desse errado?

Você sempre ouve falar sobre crackers (*hackers), vírus e perigos na internet, mas, quando pensa nessas coisas, logo imagina que os principais alvos são apenas instituições bancárias, como se o hacker só se importasse com espionagem industrial, corporativa e governamental, e não tivessem tempo para atacar pessoas comuns como você, um usuário “pequeno”. O que você tem a perder? Não tem nada para esconder, não é verdade?

Esse é um erro fatal. A maior parte dos ataques se dirige contra usuários comuns, pequenos e médios negócios, e não exclusivamente contra grandes corporações, justamente por conta dessa "inocência" atrelada ao usuário não profissional.

Meus dados!


Bancos e grandes corporações tem dados que valem muitas vezes bilhões de Reais, mas eles também são, geralmente, protegidos por profissionais, o que dificulta muito a vida de quem está tentando invadir, o que definitivamente não acontece quando alvo é alguém mais "comum", então, não importa seu saldo bancário, sua posição social ou quem você é: se você estiver conectado à internet, você é um alvo em potencial, até porquê, muitas vezes os ataques não são diretamente aplicados, eles funcionam na base do "phishing", ou seja, da "pesca", como e-mails que são disparados para inúmeras pessoas com páginas falsas que solicitam dados. Muitas das pessoas que recebem essas mensagens fakes provavelmente não morderão a isca, mas se você não for esperto, você pode ser "o peixe da rodada".

Entendidos os riscos mais comuns, vamos precisar deixar bastante claro qual pode ser o pior (ou um dos piores) cenários possíveis:

Seus dados pessoais, suas informações de conta bancária, arquivos e informações do trabalho e praticamente tudo o que você tem de pessoal e confidencial estará nas mãos de um completo desconhecido (ou até mesmo de alguém do seu convívio), que vai usar essas informações e esse acesso do modo que quiser.

Você já parou para pensar na quantidade de informação sobre você presente dentro do seu Smartphone?

Você pode perder dinheiro, informações, recordações importantes e, claro, ter muita dor de cabeça. Além disso, suas redes sociais podem ser invadidas e, pode acreditar, o mal-estar vai ser muito grande. Mesmo que você consiga recuperar suas senhas, redes sociais e outras informações, muitas vezes os danos podem ser irreversíveis.

Definitivamente, você não quer isso. Então, vamos dar algumas dicas simples, eficientes e muito práticas para melhorar a sua segurança.

6 dicas que podem ajudá-lo (e muito!)


1 - Tenha cuidado com suas senhas pessoais, criando senhas fortes (com caracteres especiais, como #, $, %, &, *, alternando letras maiúsculas e minúsculas e usando números, por exemplo) sem compartilhá-las é o primeiro passo e o primeiro degrau pra se manter mais seguro. Se estive meio sem criatividade, acesse esse site e gere alguma senha aleatória.

* Muitas vezes usar um aplicativo de confiança para gerenciar senhas pode ser uma boa também, vale uma pesquisa sobre o tópico.

2 - Também há vários aplicativos que ajudam a bloquear o aparelho e que exigem senhas de acesso. Eles podem ajudar a evitar invasões no seu dispositivo, mas claro, se não quiser ir tão longe, o seu Android tem várias opções por padrão para bloqueio do dispositivo, tenha certeza de que você tem ao menos uma delas configurada.

3 - Mantenha todos os seus aplicativos, principalmente os de segurança, atualizados. Ative as atualizações automáticas do seu Android se você for do tipo de pessoa que sempre esquece de fazer os upgrades dos Apps. Além disso, antes de baixar qualquer coisa pelo computador, celular, smartphone, tablet ou qualquer dispositivo com conexão à internet, procure se informar se o programa é seguro. O mundo Linux essa segurança tem geralmente um nível muito alto, quando você baixa aplicativos da loja do seu sistema, com o Android não seria diferente.

* No Android em específico, verifique as permissões que o aplicativo que você está instalando está requisitando.

Procure por depoimentos de outros usuários. Isso vai ajudá-lo a conhecer mais sobre eventuais problemas, vulnerabilidades e a confiabilidade desses recursos. Há aplicativos criados especialmente para facilitar o acesso de hackers ao seu dispositivo, então todo cuidado é pouco.

4 - Só faça ROOT em caso de necessidade:




5 - Outra dica importante é usar um provedor VPN para Android que permita proteger mais sua conexão, evitar roubo de dados e intrusões. 

Além disso, um provedor VPN para Android melhora a sua velocidade de conexão, permite alterar seu IP e o deixa menos vulnerável em conexões Wi-Fi menos protegidas, como aquelas conexões públicas. Esses provedores “mascaram” seu tráfego de dados e aumentam muito a sua segurança.

Vale a pena manter essas e outras formas de melhorar sua segurança e, principalmente, procurar por um aplicativo VPN para Android seguro e que não use seus dados indevidamente. Quando você usa uma VPN você obriga o seu tráfego a passar por um servidor específico, por isso é importante pesquisar antes e ter uma real noção do quanto é confiável, afinal, você estará passando absolutamente todas as suas informações de rede pelas máquinas de alguma empresa.

6 - Evite baixar aplicativos de fora da loja oficial (Play Store), isso reduz muito a possibilidade de você instalar algum App que foi adulterado. Ainda que ao longo da história tenhamos visto aplicativos nocivos dentro da Google Play Store, certamente ali ainda é o local mais seguro para encontrar aplicações, muito mais do que baixar qualquer APK em um site de downloads que você não conhece a procedência, sobretudo aplicativos pirateados que seriam pagos em suas versões tradicionais e jogos com algum tipo de trapaça.

O mais curioso é que se fossemos traçar uma linha de "comodidade vs segurança", certamente cada um estaria em um dos extremos. Tomar precauções e ser cuidado é algo que exige raciocínio e reflexão muitas vezes, e nem sempre é simples ou prático, mas você abrir mão de se proteger em nome da praticidade é tudo o que um invasor procura.

Você tem mais dicas de segurança? Compartilhe as suas ideias nos comentários!

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Novo Design do App Gmail está chegando

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Prático e cheio de funcionalidades, o app do Gmail é uma aplicação moderna e de fácil entendimento, mas a Google está planejando uma remodelação em seu visual. Em 2014 houve a estreia de seu Material Design e agora a Google está atualizando suas aplicações e serviços aos poucos para o Material Theme, chegando a vez do seu app de e-mails.

app-gmail-redsin-material-theme

O Gmail já havia ganhando uma versão “Material Theme” e receberá um redesign nos mesmos moldes com alterações em cores e ícones. Por exemplo o botão redondo vermelho para compor um novo e-mail é substituído por um branco, também redondo e com um “+” colorido, seguindo o padrão de outras aplicações da família Google e sua própria versão web.

app-gmail-redsin-material-theme-antes-depois

Outras mudanças, como a retirada da barra vermelha superior, opção de visualizar ou não os avatares dos contatos, tornam a experiência do aplicativo mais “clean”. Sua versão web possui funções que o Gmail para smartphones não possui, quem sabe novidades venham para o aplicativo.

app-gmail-redsin-material-theme-demonstrativo

A forma de visualizar as mensagens e anexos foram alteradas tornando tudo mais rápido, incluindo no procedimento de alternar entre contas, dando uma dinâmica maior em tais processos. 

A novidade deve chegar nas próximas semanas para os sistemas Android e iOS, primeiro para alguns usuários e depois será disponibilizada para todos.

E você curtiu o novo visual do app do Gmail? Eu gosto mais de algo “dark”, um modo assim seria interessante, não acha? Deixe nos comentários sua opinião.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Google remove Apps Android que acessam histórico de chamadas e SMS

Nenhum comentário

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Parece que a Google está adotando sua nova política de uso de dados. Anunciada em Outubro de 2018, essa nova investida, visa minimizar os problemas de segurança dos dados de seus usuários na plataforma Android.

android-google-sms-call

Aplicativos sem validação prévia da Google, não poderão utilizar mais dados referentes aos registros das chamadas telefônicas e SMS. Os desenvolvedores que utilizam as antigas APIs, obrigatoriamente terão que migrar, caso queiram tais funcionalidades em seus apps, pois as permissões legadas não funcionarão.

Para utilizar os recursos ao acesso do histórico de chamadas e SMS, o desenvolvedor terá que preencher um formulário sobe análise da Google, e efetivada a real utilidade do acesso para função do app, o mesmo poderá obter tais dados sem problema algum.

Segurança em primeiro lugar 


Com tais medidas a gigante de Mountain View, espera reduzir problemas de aplicativos falsos, que roubam dados dos usuários.

Deste modo se o App ter função principal de acessar as chamadas, ele só pode acessar os históricos de chamadas, e se for para SMS, ele só poderá visualizar as mensagens.

Em casos específicos que o app leia penas um sms para códigos de verificação, por exemplo o Steam e Telegram. Existe uma API chamada “SMS Retriviever”, que lida com tais situações.

Seguindo a Apple


Tal medida da Google assemelha-se a da Apple no iOS, que restringe o uso destes dados e só libera o histórico de chamadas e SMS, para alguns apps, que anteriormente tenham passado por alguma supervisão da empresa.

Com tal medida fica claro que a Google vem melhorando a qualidade do Android, evitando aplicativos que coletem dados indiscriminadamente. 

Até a próxima pessoal, espero vocês aqui no blog Diolinux. Compartilhe, SISTEMATICAMENTE, nosso conteúdo. 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Google aconselha desenvolvedores criarem Apps 64bits

Nenhum comentário

quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Processadores 64 bits oferecem diversas vantagens sobre os de arquitetura 32 bits, mas parece que nem todo desenvolvedor visa criar aplicativos em versão 64 bits. Isso “obrigou” a Google a dar o ultimato. Calma que não é todo esse alarde que alguns veem fazendo.

apps-playstore-google-64bits

Nesta Terça-feira, 15 de Janeiro, Vlad Radu, gerente de produtos da Google, anunciou no blog de desenvolvedores Android, os planos da empresa para o futuro do Android em relação a arquitetura de processador dos aplicativos.

A intenção é que processadores em tal arquitetura, tirem maior proveito ao executar apps em 64 bit. Atualmente, nem todas aplicações possuem sua variante em 64 bits, limitando um smartphone de 64 bits obrigando os aparelhos a utilizarem as versões 32 bits, e por consequência, não extraírem o máximo de desempenho, como foram projetados.

O fim dos 32 bits? Será?


Com o pronunciamento, algumas dúvidas ficaram no ar. Não que a nota pelo gerente da Google foi confusa, pelo contrário, mas alguns portais de tecnologias noticiaram que seria o fim dos aplicativos em 32 bits na Play Store.

Para quem esse requisito se aplica?


A proposta da Google é de que no dia 1º de Agosto de 2021, a Play Store deixe de dar suporte 32 bits para aparelhos que suportam 64 bits. Isso não significa que smartphones com processadores 32 bits sejam afetados. Os apps em 32 bits não acabarão, apenas donos de aparelhos com suporte 64 bits, passarão a extrair o máximo de seus gadgets. Pois existirão versões de apps apropriadas, não obrigando a utilizar 32 bits.

Se essa transição for feita com sucesso, provavelmente as pessoas não vão perceber nenhuma diferença em relação a disponibilidade de Apps, ainda que talvez sintam um melhor desempenho em alguns, o que é uma coisa boa, sem dúvida.

Salvo algumas exceções, como jogos feitos na Unity 5.6 em 32 bits, até o prazo de 2021, poderão manter suas versões de 32 bits, sem a necessidade de uma 64 bits.

Aplicações segmentadas ao Wear OS, Android TV, ou pacotes não destinados aos usuários do Android 9 Pie ou posterior, também não se enquadrarão nesta obrigatoriedade.

Uma tarefa perfeitamente possível


Para maior parte dos desenvolvedores Android a mudança será relativamente simples. Visto que as linguagens que dominam o desenvolvimento de apps Android são, o Java e Kotlin, e não precisam de alterações de código para suportar ambas arquiteturas, 32 bits e 64 bits.

A Google está esperançosa em tecnologias de inteligência artificial, machine learning (aprendizado de máquinas), e dispositivos mobiles mais imersivos. O suporte ao 64 bits prepara todo ecossistema para tais inovações, permitindo novos recursos avançados.

Assim como nos desktops, o próximo passo é deixar a era de 32 bits para trás nos smartphones.

Você possui algum smartphone com processador 64 bits? Pensava que os 32 bits iriam acabar? Deixe nos comentários o que acha disso tudo.

Até o próximo post, aqui no blog Diolinux, nos vemos, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conheça alternativas Open Source ao Android

Nenhum comentário

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Você sabia que Linux além de dominar o segmento servidores, também domina os sistemas operacionais para dispositivos móveis? Muitos negam que Android é Linux e usam o “argumento” de, “se não utilizar ferramentas GNU, então não é Linux”. 

Se quer saber mais sobre esse tema de Android ser ou não Linux, acesse o post e acabe de uma vez por todas, com essa dúvida cruel. No fim das contas o que define um sistema “ser Linux” ou não é usar o Kernel Linux.

alternativas-opensource-android

Mas quais são as alternativas ao Android? Será ele o único sistema móvel disponível no mercado? Melhor ainda. Quais as alternativas de Código Aberto?

Irei apresentar brevemente 5 alternativas Open Source ao popular robozinho verde, a lista não obedece nenhuma ordem específica. Dada as ressalvas, vamos conhecer as opções.

Tizen


sistema-mobile-tizen

O Tizen é um sistema operacional móvel, também baseado em Linux, como o Android. Tem muito apoio da Linux Foundation, Samsung e Intel. O primeiro smartphone lançado com o sistema de fábrica foi o Samsung Z, na Índia. Infelizmente o Tizen não teve a projeção esperada, muitos afirmam que o sistema não terá futuro. Isso deixo aos especialistas e “Pais/Mães Diná” de plantão.

postmaketOS


sistema-mobile-postmartketos

Também conhecido como pmOS, o postmarketOS está em desenvolvimento inicial. Trata-se da distribuição Alpine Linux configurada para toques.Com pacotes próprios, visa ser instalado em smartphones e obter ótima performance, assim como sua versão desktop.

Librem 5


smartphone-opensource-librem

Com a audaciosa proposta de oferecer um sistema e hardware de código aberto, o Librem 5 é uma iniciativa que visa segurança e privacidade de seus usuários.

Um Smartphone que virá com distribuições Linux adaptadas ao toque como: PureOS, Debian, Ubuntu, SUSE, Fedora e Arch. É um dos projetos mais aguardados pela comunidade, e muitos estão ansiosos de quais serão os rumos do projeto.

Plasma Mobile


sistema-plasma-mobile-kde

O Plasma Mobile é a versão da interface do KDE para smartphones. Atualmente já pode ser testado em dispositivos como o LG Nexus 5. É interessante ver o conceito de convergência no Projeto KDE, entre sua DE e aplicações. Pois os apps do Plasma Mobile utilizam a framework Kirigami, possibilitando desenvolvimento dos seus softwares tanto para mobile como desktop.

Ubuntu Touch


sistema-mobile-ubuntu-touch

Abandonado pela Canonical em 2017, o Ubuntu Touch teve uma complicada trajetória. Primeiro a campanha de arrecadamento para seu desenvolvimento, não foi tão bem. Com meta de 32 milhões de Dólares, arrecadando 12 Milhões.

Após a campanha de crowndfunding, muitos pensaram que o projeto seria abandonado. Eis que em Fevereiro de 2015 a Canonical firma parceria com a empresa espanhola BQ e lança seu primeiro aparelho. Logo depois, pela fabricante chinesa Meizu, mas não tendo o retorno esperado, o sistema foi abandonado pela Canonical em Abril de 2017.

Então a comunidade entra em ação, abraçando o projeto e não deixando morrer. Novas funcionalidades estão sendo incorporadas, como a possibilidade de execução de apps Android.

Mantido pela UBPorts, é relativamente cedo para falar sobre o destino do Ubuntu Touch, se o mesmo vai vingar ou morrer com sua proposta de conversão.

E você, sabia de tantas alternativas? É muito bom ver que outros sistemas vem crescendo e amadurecendo. Melhor ainda quando são projetos de código aberto, agregando diversas vantagens e fomentando o desenvolvimento de mais boas alternativas.

Deixe nos comentários se conhece mais opções ao popular Android, nos vemos no próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Google lança sua versão do “Paint”

Nenhum comentário

domingo, 6 de janeiro de 2019

Com diversos aplicativos, a Google vem cada vez mais adicionando novos programas a sua coleção, e dando maiores possibilidades aos usuários de ChromeOS. Como já noticiado aqui no Diolinux, recentemente o sistema da gigante das buscas passou a suportar aplicações em outros formatos, DEB e Flatpak. Agora traz uma novidade que poderá acarretar lembranças de quem “é das antigas”, e já usou o Paint.

canvas-google-chrome-apps-paint



Desenhar é algo simples, mas divertido


Muitos artistas antes de dominarem ferramentas consagradas de edição de imagens ou desenho digital, começaram por hobbie ou por simples inocência, ao rabiscar, quando mais jovens, em programas como o Paint. Aplicativos dessa natureza transparecem simplicidade para alguns usuários, mas podem ser a porta de entrada, e quem sabe o começo de um novo artista, é sabido que crianças ou o público mais jovem gosta de passar um tempinho desenhando na frente do computador.

Canvas, o “Paint” da Google


Chamado por muitos sites de “O Paint da Google”, o Canvas veio para facilitar usuários de ChromeOS, e usuários num geral, de outras plataformas, com uma ferramenta que possibilite desenhos simples, rabiscos rápidos e anotações. Então não espere recursos elaborados como os existentes no Krita ou programas do gênero.

(Observe que sou um artista nato, com traços inigualáveis... 😂😂😂 )

canvas-desenho-web-app-chrome

O Canvas traz a praticidade de uma web aplicação, não exigindo ser instalado no sistema e sendo multiplataforma, podendo ser executado em distribuições Linux, Windows, Mac, Android etc. Bastando ter um navegador com suporte a tecnologia “WebAssembly”, ou Google Chrome.

Se interessou pelo Canvas? Acesse o site da aplicação e desperte o artista que existe dentro de ti.


Deixe nos comentários se em sua infância utilizava Apps como o Paint, ou se atualmente utiliza programas profissionais como o Krita.
Espero você até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Os pacotes Snap mais baixados do ano!

Nenhum comentário

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Na última Quinta-feira de 2018 (27), a Canonical soltou em seu blog uma lista com os Top 10 aplicativos mais baixados no formato Snap, baixados através da Snap Store ou do site Snacraft, site onde você tem todas as instruções para a instalação. A empresa não informou o número de downloads, apenas a ordem de aplicativos mais baixados.


 Os pacotes Snap mais baixados do ano!





Vale mencionar a grande gama de empresas portando os seus aplicativos para Linux e usando o Snap como uma porta de entrada para tal, assim dando uma chance para a plataforma. 

Confira agora a lista dos Snaps mais populares do ano, repare que temos vários nomes famosos na lista! 





O Spotify lidera a lista, o popular serviço de streaming de música foi um dos primeiros grandes do  mercado a adotar o formato Snap como padrão para distribuir o software.

2 - Slack



Na segunda posição aparece o Slack, uma ferramenta que se tornou muito popular nos últimos anos em empresas, como uma forma simples e eficiente de organizar projetos e times.

3- VLC 




O player mais versátil do mundo aparece na terceira opção. Agora com suporte ao formato Snap, as novidades do VLC chegam ainda mais rápido ao Ubuntu e a qualquer sistema que o uso dessa forma.

4 - Discord




O Discord é um dos métodos preferido dos gamers de comunicarem, mas além disso ele se tornou uma ferramenta de fórum muito interessante também, com comunicação via chat, voz e imagem. Um quarto lugar neste Top 5 é mais do que justo.

Aproveite para conhecer a comunidade #L2G que nós temos lá no Discord.




Os desenvolvedores agradeceram a possibilidade de instalar uma ferramenta tão completa quanto essa com um simples clique, fechando o Top 5 de aplicativos Snap mais baixados neste ano, o que mostra o grande interesse de desenvolvedores Android no Ubuntu como plataforma também.


O futuro é o Snap?


A popularidade do formato mostra que o Snap vem se tornando muito atrativo para as empresas que querem portar os seus produtos para um sistema com suporte empresarial, no caso o Ubuntu, ainda que esse formato automaticamente porte o software para todas as distros Linux compatíveis com o Snapd.

Apesar do Snap ser muito atrativo, ele não é o único, formatos como Flatpak e AppImage também vem ganhando maior atenção, esperamos em breve ter dados para poder mostrar um “top” desses formatos também.

A lista acima representa apenas alguns dos Snaps mais populares, outros que fazem parte do Top 10 de Snaps mais baixados incluem também o Next Cloud, o servidor de streaming Plex, o editor de texto Notepad++, o editor de vídeo Shotcut e o game Xonotic.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como instalar Yu-Gi-Oh! Duel Links (PC) no Linux via Steam Play

Nenhum comentário

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

Duel links é o atual popular título da Konami da franquia milionária Yu-Gi-Oh! O game vem fazendo muito sucesso, sendo lançado primeiramente para dispositivos móveis, tendo mais de 10 milhões de downloads na Google Play, posteriormente chegando aos PCs pela Steam, onde é gratuito e disponibilizado para Windows originalmente, mas graças ao Proton e ao Steam Play você pode jogar no Linux como se fosse um game nativo.

duel-links-steam-play-proton-linux






O procedimento para fazer a instalação é realmente simples, porém, é necessário fazer um pequeno ajuste para rodar o jogo perfeitamente. Primeiro eu vou te explicar como fazer a instalação, depois eu te explico o porque da instalação precisar ser feita dessa forma.

Como fazer a instalação do Duel Links no Linux


Existe aqui um pequeno passo a passo, sendo que alguns destes passos não são necessários caso você já utilize o Steam Play com o Proton para outros games.

1 - Nas configurações do seu cliente Steam, ative a compatibilidade com o Steam Play

Temos um artigo aqui no blog explicando o passo a passo para habilitar a ferramenta, com dois ou três cliques você consegue ativar a funcionalidade, basta conferir aqui. Se você já tem o Steam Play ativado, esse passo pode ser desconsiderado.

2 - Faça o download do Game

O Duel Links é um game bem pequeno no seu download inicial, mal chegando aos 100 MB de tamanho, ainda que requeira até 4GB de espaço em disco caso você queira baixar as imagens das cartas em alta resolução. Procure pelo game na Steam e instale normalmente, mas não clique em jogar ainda.

Em tese, isso deveria ser o suficiente, ou seja, é o mesmo processo que você faria no Windows, entretanto, o Duel Links necessita do Net Framework 4.5 para rodar, no Windows o game considera que essa dependência já está instalada, pois geralmente está (caso não esteja, mesmo no Windows, você precisará instalar), já no Linux, obviamente ela não está instalada, por se tratar de um componente Windows.

O jogo precisa também do DirectX, do VCrun, entre outras dependências, porém estas são instaladas ao clicar em "jogar" ou "play" pela primeira vez, como a maior parte dos games. Como você deve estar imaginando, a grande questão aqui é instalar o Net Framework 4.5 no Steam Play, no prefixo do Proton do Duel Links.

Eu sei, até soa meio complicado, mas não é, vai por mim.

3 - Instale o Winetricks

Vamos precisar do Winetricks para instalar esse complemento, além de ter o próprio Wine instalado para evitar estes problemas, precisamos dos seguintes pacotes:
  • wine64 
  • wine32-preloader 
  • winetricks
Você pode procurar por eles no seu gerenciador de pacotes ou loja de aplicativos e instalar um por um, no caso do Ubuntu, com a GNOME Software como loja, esse tipo de pacote não é encontrado, então você pode usar o Synaptic para isso, já no Linux Mint, você tem esse recurso através da loja do sistema.

WINE-LINUX-INSTALL
Gerenciador de pacotes do Linux Mint
Caso você use outra distribuição, consulte o gerenciador de pacotes da sua distro e procure pelos pacotes mencionados. Caso você use Ubuntu ou Linux Mint, é possível instalar todos os pacotes com um comando único no terminal:
sudo apt install wine64 wine32-preloader winetricks -y
O próximo passo é instalar, via Winetricks, o pacote dotnet4.5, que referencia o Netframework 4.5.

Para fazer isso, o Winetricks pode ser aberto pelo menu, ele é uma aplicação gráfica, porém, atente-se para escolher o diretório onde o game (Duel Links) está instalado, originalmente no Steam Play ele fica nesse diretório:

home/dionatan/.steam/steam/steamapps/compatdata/601510/pfx

Onde o nome dionatan deve ser substituído pelo nome do seu usuário, selecionando a opção de instalar complementos e adicionando o DotNet4.5, entretanto, eu acho mais fácil rodar outro comando simples que vai fazer todo o processo por você:
WINEPREFIX=/home/$USER/.steam/steam/steamapps/compatdata/601510/pfx winetricks dotnet45
Não sei se você percebeu, mas se você quiser fazer tudo de uma vez pelo terminal, algo quase mágico que o Linux proporciona, você pode instalar os programas necessários e "aplicar o patch" no jogo copiando e colando este único comando no terminal, tudo de uma vez:
sudo apt install wine64 wine32-preloader winetricks -y && WINEPREFIX=/home/$USER/.steam/steam/steamapps/compatdata/601510/pfx winetricks dotnet45
Simples e rápido.

4 - Agora é só jogar! 

Com este pequeno ajuste é possível jogar o game normalmente, basta clicar em "Play" ou "Jogar", aguardar a instalação daqueles componentes que o jogo precisa e logar com a sua conta. O ideal é ter a sua conta atrelada ao perfil da Konami para poder recuperar os seus decks do game que você joga no Smartphone.

Seguem algumas telas do game rodando no Linux Mint 19.1:

Linux Mint Duel Links

Linux Mint Duel Links

Linux Mint Duel Links

Linux Mint Duel Links

Como melhorar a situação?


O game roda perfeitamente bem, sem travamentos, engasgos ou qualquer outra coisa, porém, sabemos que ele não é um primor de porte. Parece que Konami simplesmente jogou o Duel Links dentro do Unity 3D e exportou para PC, e não se preocupou nem em adicionar todas as dependências que o jogo precisa para instalação na primeira "run" do jogo.


Felizmente rodar ele no Linux, apesar do ajuste, hoje em dia é muito simples, mas poderia ser ainda mais, caso esse passo fosse desnecessário, e é aí que você entra. Fale com a Konami no Twitter, mande e-mails e peça pela simples inclusão desse pacote no instalador do jogo, provavelmente até quem joga no Windows vai se beneficiar.

Até a próxima e que o coração das cartas esteja com você!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo