Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador app. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador app. Mostrar todas as postagens

Google lança transcrição de voz em tempo real no Android

Nenhum comentário

quarta-feira, 13 de março de 2019

Empresas de tecnologia sempre estão em constante desenvolvimento, seja em sua mentalidade ou visão perante as transformações do mercado, como o aprimoramento de seus produtos e serviços. Ao decorrer dos anos a Google veio se tornando líder em diversos segmentos, como inteligência artificial. Ela é uma poderosa aliada para tarefas de reconhecimento facial, estudos do comportamento do usuário e transcrição de voz.

transcrição-narrar-voz-ditar-gboard-android-google

Em seus últimos lançamentos o Gboard, teclado da Google para Android, vem recebendo atenção especial da empresa, com a possibilidade de uma digitação por voz de forma rápida e totalmente offline. Depois de inúmeros testes, a funcionalidade foi aprimorada graças a tecnologia de inteligência artificial, sem a necessidade de uma conexão com a internet, essa nova forma de transcrever o áudio em texto, é obtida graças a um poderoso sistema que funde diversos componentes de reconhecimento de voz, criando um único mapa neural que transforma o sinal de onda sonora em seu texto equivalente.

transcrição-narrar-voz-ditar-gboard-android-google

Essa nova maneira de transcrever a voz, é mais rápida que a forma convencional, pois não exige o acesso a internet, e tendo passos adicionais que poderiam atrasar o processo, como acesso aos servidores Google e depender da velocidade de internet do aparelho, entre outras coisas. E mesmo na hipótese de estar utilizando o Gboard em modo offline,  essa nova implementação tem uma latência e tempo de resposta menor, sendo superior à aplicação atual.

Caso esteja preocupado com o tamanho exigido para essa funcionalidade em seu aparelho, não se preocupe, se antes durante seu desenvolvimento esse espaço em disco pudesse ser requisitado em até 2GB, agora com o aprimoramento do software, apenas 85MB é reivindicado.

Aparelhos que terão tal funcionalidade


Em primeiro momento, apenas os aparelhos Pixel, Pixel 2 e Pixel 3 receberão essa novidade, os quais estiverem definidos com a linguagem “inglês americano”, caso possua algum citado na lista, basta acessar a opção: Gboard settings > Voice typing > Faster voice typing e habilitar o recurso, no entanto creio ser uma questão de tempo para que tal funcionalidade esteja disponível em outros aparelhos e idiomas, assim como a assistente de voz da Google em seu lançamento. Lembrando que você pode utilizar a transcrição de áudio offline atualmente, porém sem a precisão e os aprimoramentos contidos nessa nova implementação do Gboard. 

E você gostou da novidade? Está ansioso para testar em seu Android? Deixe nos comentários sua opinião e se utilizaria a transcrição de voz no robozinho verde?

Te espero até o próximo post no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Mailspring um cliente de e-mail bonito e moderno

Nenhum comentário

terça-feira, 12 de março de 2019

Seja para trabalhos acadêmicos, profissionais ou até mesmo uso pessoal, ter um e-mail faz parte da nossa rotina, e a cada novo serviço ou aplicação que vamos utilizar, nos é solicitado uma conta de e-mail, e organizar todas as nossas “cartas eletrônicas”, nem sempre é uma tarefa fácil.

mailspring-cliente-email-snap-deb-linux-ubuntu-windows-macos

Mailspring é um software multiplataforma “misto”, possuindo sua interface gráfica escrita em TypeScript com Electron e React, e seu mecanismo de sincronização em C++, atualmente apenas sua GUI é de código aberto, entretanto em seu Github é declarado que num futuro, seu mecanismo de sincronização também será open source, portanto trata-se de um software até o momento proprietário. 

Caso note a interface familiar, isso ocorre pois o app é um fork do Nylas N1, outro gerenciador de emails, mantido por um de seus antigos desenvolvedores, na qual garante que o Mailspring é mais rápido, consome metade da RAM e CPU, pois sua base é em C++, ao contrário do Nylas N1, que compunha de um mecanismo de sincronização em JavaScritpt, também dispõe de um compositor totalmente renovado e diversos novos recursos.

Formatos de distribuição do Mailspring


Acesse o site oficial do Mailspring e efetue o download da versão referente ao seu sistema, no caso do Linux existem 3 formatos de pacotes disponíveis, em DEB, RPM e Snap.

mailspring-cliente-email-snap-deb-linux-ubuntu-windows-macos

Para distros baseadas no Fedora e OpenSuse você pode utilizar a opção em RPM, se for Debian, Ubuntu e Linux Mint, em DEB, entretanto recomendo fortemente a opção em Snap, por possuir como diferencial o auto-update, nos outros casos você terá que baixar e instalar novamente a cada nova versão do programa.

Outro aspecto interessante é poder selecionar os canais de software do Snap, e testar a aplicação em diferentes estados de desenvolvimento, experimentando possíveis novas funcionalidades.

Caso não tenha configurado o Snap em seu sistema, veja como proceder como o seguinte post, lembrando que no Ubuntu o Snap já vem habilitado por padrão, porém no Mint não.

Instalando o Mailspring Snap via terminal


Para amantes do terminal, depois de ter configurado o Snap em sua distro, utilize o seguinte comando:

sudo snap install mailspring

Como informei anteriormente, com o Snap você pode testar as outras versões do Mailspring, basta adicionar uma das seguintes flags: “--candidate”, “--beta”, “--edge”, por exemplo suponhamos que você queira testar a versão beta do app, no entanto esteja ciente que versões em desenvolvimento podem conter bugs.

sudo snap install mailspring --beta 

Para desinstalar via terminal é muito fácil.

sudo snap install mailspring

Instalando o Mailspring Snap via loja no Ubuntu

Na loja do Ubuntu você pode encontrar o Mailspring pesquisando por seu nome e instalando facilmente com apenas uns cliques.

mailspring-cliente-email-loja-snap-deb-linux-ubuntu

Mailspring um belíssimo cliente de email


Logo após instalar o programa, você verá uma janela de login, para utilização do Mailspring é necessário cadastrar-se no serviço, mas calma que não será preciso pagar, ao menos que você queira os benefícios da conta “PRO”.

Crie sua conta normalmente, logue-se no cliente e uma janela solicitando a conexão de uma conta de email aparecerá.

mailspring-cliente-email-snap-deb-configuração-linux-ubuntu-windows-macos

Para contas do Gmail, o programa disponibiliza uma URL, para integração com os serviços do Google, siga todo o passo-a-passo proposto pelo app, caso tenha eventuais dúvidas, confira o vídeo demonstrando um pouco das funcionalidades do Mailspring e sua instalação em DEB.


É bem simples e fácil configurar o Mailspring, antigamente sua interface era toda em inglês, em seu estado atual além da interface inteiramente traduzida em nosso língua, conta com corretor ortográfico, assinaturas personalizadas de email, temas para sua GUI, modos de visualização, integração com a tray do sistema e muito mais.

interface-cliente-email-mailspring-tema

E você utiliza algum cliente email? Confesso que em tempos e tempos mudo de aplicação, alternando entre o Thunderbird, Mailspring e o “Gmail Web”, e já me aventurei com o Geary, Evolution entre outros.

Comente logo abaixo sua forma favorita de gerenciar seus emails, ou se atualmente utiliza via navegador. 

Te espero no próximo post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Webcamoid um app multiplataforma para a sua webcam

Nenhum comentário
A utilização de webcams tornou-se algo relativamente comum nos tempos atuais, seja acoplada em um notebook ou adquirida a parte, esse tipo de device atende diferentes públicos: usuários comuns, youtubers, conferencistas, entre outros.

Porém nem sempre os softwares oferecidos pelos fabricantes tem sua versão Linux, e alguns usuários desconhecem de soluções equivalentes ao “programa padrão da fabricante da webcam”.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Mesmo sendo relativamente simples configurar uma webcam no Linux, algumas features extras podem potencializar nossa experiência durante a utilização de tais equipamentos, e ajustes finos como: codec, bitrate, configurações na imagem, áudio e vídeo, são interessantes se você deseja um maior controle.

O Webcamoid é uma aplicação de código aberto escrito em C++/Qt5 multiplataforma, dotado de algumas características como: a possibilidade de gerenciar mais de uma webcam, mais de 60 filtros (efeitos nos vídeos), captura de tela, ajustes na qualidade do áudio e vídeo, assim como configurações mais avançadas de codec, bitrate, formatos de saída do vídeo etc.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Em sua versão Linux, além do v4l2loopback, tem incluso o suporte ao akvcam, driver de câmera virtual para Linux, na qual é o responsável por oferecer os mesmos recursos disponíveis nos drivers do Mac e Windows, possibilitando configurações persistentes, emulação dos controles da câmera (contraste, brilho, saturação, exposição, etc).

Instalando o Webcamoid


Em sua página oficial do Github, existem diversas opções do aplicativo destinado a cada sistema operacional, para o Linux recomendo a versão em AppImage, por ser mais prática e não exigir instalação.

Então efetue o download da aplicação neste formato.

 Baixar o Webcamoid

Após baixar o programa, clique com o botão direito do mouse, vá em propriedades e marque a opção “Permitir execução do arquivo como um programa”, não esqueça de verificar se a opção “Acesso”, está como “Leitura e escrita”.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux

Funcionalidades do Webcamoid


O app é organizado da seguinte maneira: uma espécie de dock, que faz o papel de atalhos das configurações, um painel lateral que conforme a opção exibe os dispositivos ou efeitos, e na direita um painel com ajustes destas opções.

A dock é composta de 8 atalhos, sendo o primeiro uma forma de ativar e desativar a webcam.

O segundo atalho permite escolher e configurar os dispositivos, alterando formato de vídeo, resolução, taxa de FPS, etc.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Também existe a possibilidade de setar a tela do seu desktop, para aplicar as demais opções de outros atalhos como efeitos, ou até mesmo efetuar uma captura de tela.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Sempre após mudar alguma opção e antes de gravar, seja a tela ou a webcam, clique no primeiro atalho, ele é o responsável por desligar e ligar, efetivando as modificações.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

No terceiro atalho existem as opções de áudio, nele você pode alterar o formato, canais e muito mais.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

O quarto atalho permite capturar uma imagem, inclusive com um contador de tempo.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

No quinto atalho opções de codec, bitrate, formatos de áudio e vídeo, entre outros, além do botão para efetuar a gravação.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Em seguida na próxima opção, estão disponíveis mais de 50 efeitos com ajustes, gastei um bom tempo testando e brincando com cada filtro.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Em preferências configurações avançadas estarão disponíveis, dando maior liberdade para quem é mais “hardcore”.

software-app-webcam-webcamoid-kde-appimage-linux-mac-windows

Particularmente gostei muito do Webcamoid, inclusive tive algumas ideias para OSistemático após fuçar em seus vários efeitos, outra coisa que me “encantou”, foi a riqueza de ajustes, caso seja dono de uma webcam, recomendo muito esse programa.

E você, já conhecia do Webcamoid? Deixe nos comentários suas experiências com o software, e se conhece outras aplicações interessantes.

Até o próximo post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


5 Apps para fazer sorteios pelo Smartphone

Nenhum comentário

sexta-feira, 8 de março de 2019

Quem tem uma loja ou deseja fazer uma ação entre amigos com sorteio pela internet sabe o quanto pode ser difícil encontrar um bom site para realizar essa atividade. Instagram, Facebook e até o Telegram, que lançou novidades recentemente nas versões mobile e desktop, são utilizados como forma de se inscrever em promoções. Mas, como fazer o sorteio sem complicações? Nós selecionamos 5 aplicativos para que você possa realizar sorteios de promoções de qualquer tipo, totalmente digital e seguro, mesmo sem ter um computador por perto.

Aplicativos de Sorteio







Os aplicativos que nós separamos para vocês funcionam por meio de gerador de resultados aleatórios, muitas vezes usamos softwares do tipo para fazer os nossos sorteios do Padrim. É o mesmo tipo de tecnologia usada no bingo online no Brasil.

 Confira a seguir 5 Apps para sorteios!

Com várias opções de layout que lembram dados, roletas e outras opções, o Gerador Aleatório é um dos aplicativos mais completos do segmento. Ele gera números para criar senhas, dividir pessoas em grupos e sortear itens em um conjunto. Ele está disponível somente para Android. 

2 - Sorteio de Nomes


Tem uma lista grande de nomes e deseja selecionar um ganhador? Opte pelo Sorteio de Nomes. Também disponível para Android, esse aplicativo é ideal para quem tem uma lista de nomes ao invés de números. Você insere essa lista no sistema do aplicativo e ele sorteia para você. Bem rápido, prático e fácil de usar. 

3 - Sorteio


Agora, se o que você precisa é um sorteador de números, pode optar pelo app Sorteio. Seu funcionamento é bem simples e prático, e o design intuitivo faz com que mesmo as pessoas mais inexperientes consigam entender. O básico sorteio de número está presente, mas você também pode definir se deseja sortear números repetidos ou o intervalo que deseja considerar no seu sorteio. 

4 - Flip – Random Number Generator 


Com a mesma função de apps como o Sorteio, que citamos anteriormente, o Flip traz um plus: você pode tirar cara ou coroa! Isso ajuda em sorteios de times, por exemplo. Você também pode jogar dados e configurar quantos lados o dado deve ter. Ou seja, é útil para o sorteio e para jogar qualquer tipo de jogo. 

5 - Gerador de Números Aleatórios


Disponível para iOS, esse aplicativo dá várias opções ao usuário. Você pode sortear um número, uma equipe, listas, jogos com dados ou uma pessoa vencedora. Dá inclusive de incluir números decimais e decidir se deseja repetir números ou não, além da quantidade de números selecionados. É uma ótima opção, bastante completa. 

Aplicativos de Sorteio

Essas são apenas algumas opções que você pode escolher para fazer seus sorteios. É importante lembrar que, segundo a legislação, promoções que não são autorizadas pela Caixa são consideradas ilegais. Embora na prática exista pouca verificação, esse é um aspecto que muitas marcas esquecem na hora de fazer seus sorteios.

Já o usuário deve ficar atento aos muitos golpes que acontecem diariamente. Recentemente, criminosos utilizaram uma promoção falsa de uma famosa marca de perfumes para roubar dados de centenas de pessoas. Por isso, todo cuidado é pouco e uma boa pesquisa é fundamental antes de clicar em qualquer link promocional do WhatsApp ou outras plataformas. Se você vai participar de um sorteio, nós desejamos boa sorte! Mas, se você vai realizar um sorteio, lembre-se de baixar um dos apps recomendados para facilitar o processo.

Adicionalmente, um site que nós gostamos muito de usar e pode ser acessado do computador ou do celular é o random.org, ele possui diversas ferramentas para sorteios igualmente diversificados.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.



Veja as letras de suas músicas favoritas com o Musixmatch

Nenhum comentário

quarta-feira, 6 de março de 2019

Música é uma arte que requer sensibilidade sonora e muitas vezes desperta um sentimento único e que se molda conforme o ritmo, harmonia, letra e seu estado emocional, e sempre temos um estilo ou artista que afloram tais sentimentos, e que tal tirar proveito desse momento ao acompanhar as letras conforme a música é tocada? O programa de hoje proporciona tais possibilidades.

musicxmatch-letras-musicas-spotify

O Musixmatch é um dos maiores e mais populares apps Android, com ele você poderá acompanhar em tempo real seu artista interpretando alguma canção, e as letras serão visíveis nesse momento. Além de possuir uma versão mobile, o app conta com um cliente desktop.

Em sua versão mobile, o Musixmatch pode obter as letras de várias canções no Youtube, Spotify, Apple Music, SoundClound, Google Play Music, Pandora e mais.

musicxmatch-letras-musicas-spotify-google-music-apple-android

E qual a utilidade de ver letras das músicas?


Podemos aproveitar deste recurso para alguns fins como: Fazer um karaokê particular com as músicas favoritas, aprender algum idioma enquanto ouve música (sempre vejo os professores falarem que uma das melhores maneiras de praticar ou aprender outro idioma são através de filmes, seriados, livros e músicas), utilizar para aulas de canto e técnica vocal, ou simplesmente tirar uma duvida sobre um “trecho nebuloso” de alguma canção predileta (😂😂😂).

O legal desta aplicação que, ao menos no desktop que testei, não precisa ter a versão de um serviço pago para utilizá-lo em conjunto, falo especificamente do Spotify que é a plataforma de Streaming de áudio que consumo diariamente.

Instalando o Musixmatch


Como informado logo acima, o Musixmatch possui tanto versão mobile, como desktop, porém, irei focar na aplicação para PCs, se deseja instalar a versão para Android, basta acessar esse link que te levará direto à Google Play Store

Um ponto a salientar, é que sua versão desktop age em conjunto com o Spotify, então você precisa deste programa previamente instalado, e se utiliza a versão free, não tem problema algum.

Pesquise normalmente na loja do Ubuntu, Linux Mint, e instale o Spotify.

spotify-snap-flatpak-linux-mint-ubuntu

O Musixmatch é distribuído no formato Snap, sua instalação pode ser feita tanto via terminal, como na loja de aplicativos, caso esteja utilizando o Linux Mint ou derivados, você pode aprender como habilitar o Snap através deste post.

sudo snap install musixmatch

musicxmatch-letras-musicas-spotify-ubuntu-snap-loja

Para desinstalar o programa, você pode fazer da mesma maneira que instalou via interface gráfica ou com o comando:

sudo snap remove musixmatch

Configurando e utilizando o programa


Logo após instalar o Musixmatch, execute-o. Uma pequena janela abrirá, tenha em mente que o app funciona em conjunto ao Spotify, como já foi comentado, então ele deve estar funcionando e reproduzindo alguma canção.

musicxmatch-letras-musicas-spotify-janela-inicial

Antes de usarmos o programa, é necessário alguns passos, como criar uma conta no Musixmatch e logar com sua conta Spotify.

Clique na opção “Musixmatch login required”, ele abrirá uma nova janela, crie seu cadastro na plataforma.

cadastro-musicxmatch-letras-musicas

Depois conecte-se com sua conta Spotify, clicando em ”Connect to Spotify”.

login-cadastro-spotify

Após ter criado seu cadastro do Musixmatch e ter logado com sua conta Spotify, reproduza alguma música no Spotify, abra o app do Musixmatch através de seu ícone de bandeja e clique em “Show Musixmatch”.

bandeja-tray-musicxmatch-letras-musicas-spotify

E pronto! “Num passe de mágica” uma janela flutuante com a letra em tempo real será visível, caso o aplicativo não identifique ou perca seu login ao fechá-lo, efetue-o novamente, assim o app volta a sua normalidade.

musicxmatch-letras-musicas-spotify

Gostei bastante desta aplicação, sua versão desktop ainda tem menos funcionalidades que a mobile, entretanto creio que seja questão de tempo para a chegada de novos recursos.

E você, é apaixonado por música? Deixe nos comentários sua opinião, e se você assim como eu às vezes “dá uma de cantor” (😂😂😂), não perca tempo e experimente esse programa.

Te espero no próximos post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Dark Mode chega no Google Chrome para Android

Nenhum comentário

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

Recentemente a Google disponibilizou alguns temas para seu navegador Google Chrome, a novidade foi apenas para a versão desktop, porém, rumores indicam que a “gigante de Mountain View” está trabalhando num modo noturno para o desktop, não apenas os PCs convencionais ganharão o recurso, também contemplando sua versão mobile.

dark-mode-google-chrome-android-app

O modo escuro do Google Chrome Android ainda não foi lançado, mas através da sua versão canary, podemos ter uma breve noção de como está ficando, e para conferir o resultado desta opção é bem simples.

Conferindo o modo escuro do Google Chrome Android


A última versão do browser Google Chrome Canary para Android implementou timidamente o modo escuro, porém, para ativá-lo será necessário habilitar algumas flags, por se tratar de um recurso experimental, a Google não o usa ativo por padrão, entretanto, é apenas uma questão de tempo para que o recurso amadureça e chegue à versão estável do navegador. 

Pesquise na Google Play por google chrome canary e instale o App, tenha em mente que é uma versão instável do navegador, e eventuais erros podem acontecer com o app.

dark-mode-google-chrome-android-app-canary-instalar

Após baixar e instalar o app, abra-o e na barra de buscas e digite a seguinte flag:

chrome://flags

dark-mode-google-chrome-android-app-flags

Isso possibilitará o acesso às funções “escondidas” do aplicativo, agora no campo de buscas digite:

#enable-android-web-contents-dark-mode

dark-mode-google-chrome-android-app

Clique em cima da opção, mude o sinalizador que por padrão vem como “Default”, que atualmente desativa a função, para “Enabled”, clique em “Relaunch Now” e espere o aplicativo reiniciar.
dark-mode-google-chrome-android-app

Com o modo dark ativo, as páginas mudam sua coloração de branco para preto, particularmente senti que a cor era muito forte, talvez uma tonalidade escura sem necessariamente ser o “preto massivo” fique mais atraente, todavia, perceba que é algo experimental e quando ele for implementado na versão para o usuário final a equipe de design e desenvolvimento da Google lapidará esse recurso, juntamente com seu visual.

resultado-dark-mode-google-chrome-android-app

E você o que acha de modos escuros em aplicações? Em meu cotidiano sempre utilizo essa funcionalidade.

Você gostaria de um modo dark no Chrome? Ou quem sabe outro navegador como Firefox?

Nos vemos no próximo post, aqui no blog Diolinux, te aguardo, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Veja as estrelas no seu Linux com o Kstars

Nenhum comentário
O campo da astronomia é algo infinitamente encantador, conhecer estrelas, planetas, galáxias e uma gama enorme de possibilidades, faz você pensar no quão pequeno é diante a tamanhas descobertas, e o estudo da astronomia encanta milhares de pessoas, contudo, na atualidade a forma de interagir com os astros se tornaram mais simplificadas, graças a softwares como o Kstars.

kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Kstars é um programa de código aberto, multiplataforma e gratuito, aos moldes do Stellarium, um aplicativo bem famoso para quem é da área, inclusive temos uma postagem com diversos programas que vale a pena dar uma olhada se você é professor (seja de humanas ou exatas), com ele existe a chance de ver uma simulação gráfica perfeita do céu, de qualquer local da terra, data e hora. O software é tão poderoso que possibilita a observação de 100 milhões de estrelas, 13 mil objetos do céu profundo, planetas, o Sol, a Lua, milhares de cometas, asteroides, supernovas e satélites.

interface-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Com foco em estudantes e professores, têm suporte a diversas simulações, além de incluir o Astrocalculador Kstars para prever conjunções e efetuar diversos cálculos astronômicos. 

Existem diversas funcionalidades no software que com o tempo e uso claramente você vai descobrindo, como um planejador de observação, um calendário celestial, gráficos de “altitude de plotagem vs. tempo” para qualquer objeto, impressão de tais gráficos e muito mais. 

recursos-funcionalidades-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Instalando o Kstars


Para efetuar a instalação do Kstars é bem simples, tudo de forma gráfica direto da loja do Ubuntu, então pesquise por “kstars” e efetue a instalação do programa. São duas opções, a primeira em Snap e a segunda de forma “tradicional”. 

instalar-kstars-snap-deb-programa-app-astronomia-amador-profissional

E qual a diferença? 


A versão em Snap possui as últimas atualizações do programa, então se quer novidades ela é a recomendada, no entanto, sua interface está toda em Inglês, se isso é um empecilho recomendo a segunda opção, que mesmo numa versão mais desatualizada, conta com nosso idioma português.

versão-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

O procedimento a seguir é para quem efetuou a instalação da versão em Snap, clicando na opção “Permissões”, diversas funcionalidades que por padrão vem desabilitadas podem ser ativas, como a utilização da webcam e entrada USB.

permissão-snap-kstars-programa-app-astronomia-amador-profissional

Outra possibilidade é instalar a versão Android, tendo, quase que literalmente, milhares de estrelas na palma da mão. Efetue o download direto da Google Play.

kstars-programa-app-android-astronomia-amador-profissional

Gostou da dica? Esse programa me fez lembrar de minha infância. Eu tinha alguns livros de ciências que ganhei em Salvador-BA e sempre estava aprendendo coisas, maravilhando-me com os planetas, astros e o tamanho das estrelas comparadas ao nosso Sol, livro este que me possibilitou ir para segunda etapa na olimpíada nacional de astronomia, em meados de 1998/1999 no ensino fundamental.

E você, curte astronomia? Conhece alguma pessoa que gostaria deste programa? Não perca tempo e indique, existe versão Windows e Mac também, acesse o site oficial e efetue o download da aplicação

Deixe nos comentários suas experiências com programas deste tipo, ou quem sabe histórias que possam incentivar pessoas a seguirem essa área.

Te espero aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎 Compartilhe e indique o blog para seus amigos e familiares.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


TuxClocker, overclock de GPUs no Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Recentemente demonstramos uma ferramenta muito interessante para donos de GPUs NVidia, o GreenWithEnvy, software capaz de gerenciar a placa de vídeo com maestria, tudo via interface gráfica e até efetuar overclock, porém, hoje vou apresentar uma nova alternativa, desta vez em Qt.

tuxclocker-overclock-gpu-linux-nvidia

O TuxClocker é uma ferramenta para overclocking escrito em Qt5, que atualmente tem suporte para placas gráficas NVidia acima da série 600, mas com planos de num futuro próximo, suporte de GPUs AMD. 

Está em dúvidas se vale ou não fazer overclock? Leia um artigo super especial que fizemos sobre o tema.

Atualmente os recursos do TuxClocker são:

  • Monitoramento de GPU, em lista e em gráfico;
  • Overclock;
  • Overvolting;
  • Ajustes do limite de energia;
  • Seleção de opções de resfriamento (ventilação);
  • Curva de fans personalizada;
  • Suporte provisório a multi-GPU;
  • E criação de perfis de uso da GPU.

tuxclocker-overclock-gpu-linux-nvidia-performance

Dependendo dos drivers proprietários NVidia, o TuxClocker necessita de outros complementos para seu perfeito funcionamento, assim como o nvidia-smi e nvidia-settings, a lista completa de dependências pode ser verificada no Github oficial da aplicação

tuxclocker-overclock-gpu-linux-nvidia-graph-monitor

Instalando o TuxClocker


Antes de demonstrar o procedimento para instalação do app, pressupunha-se que você tem um mínimo conhecimento possível sobre overclock, e que não nos responsabilizamos por danos em seu equipamento em caso de modificação indevida, recado dado, “vamos por as mãos na massa”.

No momento o programa não possui uma versão empacotada em algum formato como Snap, Flatpak, Deb, etc; De modo que será necessário compilar o programa diretamente do seu repositório no Github.

É importante ter o Git instalado na sua distro, em sistemas da família Debian, como Ubuntu e Linux Mint, use o seguinte comando:

sudo apt install git

Outra coisa é instalar os complementos do Qt5 para compilação do programa, e setar o Qt5 por default, pois o Qt4 vem como padrão no Ubuntu. 

sudo apt install qt5-qmake libqt5x11extras5-dev libxnvctrl-dev qt5-default

Faça um clone do repositório do TuxClocker

git clone https://github.com/Lurkki14/tuxclocker

Vá até o diretório onde salvou o repositório e entre na pasta de nome “tuxclocker”.

cd tuxclocker

Agora vamos compilar o programa, tenha paciência e espere o processo acabar.

qmake rojekti.pro

make

Se preferir você pode instalar o programa, como o comando abaixo, ele ficará localizado no seguinte caminho “/opt/tuxclocker/bin”.

sudo make install 

Caso queira desinstalar apague o diretório do mesmo com o comando:

sudo rm -rf /opt/tuxclocker/

Depois é só esvaziar a lixeira:

cd .local/share/Trash/files && sudo rm -rf *

Infelizmente o lançador não apareceu em meu menu, você pode utilizar algum programa estilo “Alacarte” para criá-lo ou “fazer na unha”, caso o mesmo ocorra contigo, temos um post sobre essa ferramenta para criar lançadores via interface gráfica.

Outra possibilidade, é executar o app direto em seu diretório que compilamos ou na sua pasta de destino pós-instalação. Vá até o caminho e no terminal digite:

./tuxclocker

Não quer compilar? Eis a solução!


Muitos preferem a praticidade de instalar um pacote, ao invés de digitar inúmeros comandos e se preocupar com diversos parâmetros, e concordo que às vezes isso pode ser muito chato, pensando nisso (e depois do Dio me dar a ideia… 😂😂😂) criei um pacote “.deb” simples, para você efetuar a instalação.

Os requisitos são: Possuir o driver proprietário Nvidia instalado, o NVidia Settings e o utilitário “nvidia-smi”, entretanto se instalou o driver direitinho, tudo já estará configurado, bastando baixar o pacote, clicando no botão abaixo, e efetuar a instalação.

 Baixe o TuxClocker

Já efetuou overclocking em algum equipamento seu? Conte nos comentários suas experiências e quem sabe indique matérias sobre o tema para novatos. Particularmente usei por muito tempo meus processadores AMD com overclock·

Até o próximo post, te espero SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Novo Design do App Gmail está chegando

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Prático e cheio de funcionalidades, o app do Gmail é uma aplicação moderna e de fácil entendimento, mas a Google está planejando uma remodelação em seu visual. Em 2014 houve a estreia de seu Material Design e agora a Google está atualizando suas aplicações e serviços aos poucos para o Material Theme, chegando a vez do seu app de e-mails.

app-gmail-redsin-material-theme

O Gmail já havia ganhando uma versão “Material Theme” e receberá um redesign nos mesmos moldes com alterações em cores e ícones. Por exemplo o botão redondo vermelho para compor um novo e-mail é substituído por um branco, também redondo e com um “+” colorido, seguindo o padrão de outras aplicações da família Google e sua própria versão web.

app-gmail-redsin-material-theme-antes-depois

Outras mudanças, como a retirada da barra vermelha superior, opção de visualizar ou não os avatares dos contatos, tornam a experiência do aplicativo mais “clean”. Sua versão web possui funções que o Gmail para smartphones não possui, quem sabe novidades venham para o aplicativo.

app-gmail-redsin-material-theme-demonstrativo

A forma de visualizar as mensagens e anexos foram alteradas tornando tudo mais rápido, incluindo no procedimento de alternar entre contas, dando uma dinâmica maior em tais processos. 

A novidade deve chegar nas próximas semanas para os sistemas Android e iOS, primeiro para alguns usuários e depois será disponibilizada para todos.

E você curtiu o novo visual do app do Gmail? Eu gosto mais de algo “dark”, um modo assim seria interessante, não acha? Deixe nos comentários sua opinião.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo