Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador atualização. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador atualização. Mostrar todas as postagens

Atualize o Ubuntu agora, para corrigir falha no Kernel

Nenhum comentário

terça-feira, 23 de julho de 2019

Alguns bugs que afetavam o kernel Linux no Ubuntu foram corrigidos hoje pela Canonical. Caso utilize o Ubuntu ou derivados é de extrema importância manter seu sistema em dia, com essas atualizações, problemas podem ser evitados.

updaee-vulnerabilidade-falha-bug-erro-kernel-linux-ubuntu-LTS-16.04-18.04-19.04

As falhas atingem tanto o Ubuntu 19.04, como suas LTS (Ubuntu 16.04/18.04). A correção dos problemas foi lançada hoje e são elas:

  • CVE-2019-11487: Vazamento de números inteiros no kernel Linux ao referir-se a paginação, ocasionando possíveis problemas ao liberar memória. Essa falha pode ocasionar brechas para um invasor localmente, executar códigos maliciosos ou um DoS Attack (ataque de negação de serviço). Essa falha não afeta as versões LTS;
  • CVE-2019-11599: Um invasor localmente poderia ocasionar um DoS Attack ou expor informações pessoais. Outra falha que não afeta as versões LTS;
  • CVE-2019-11833: A implementação do sistema de arquivos ext4 no kernel Linux em alguns momentos, não encerrava corretamente o processo de memória. Um invasor local poderia ter acesso às informações confidenciais por meio deste processo de memória no kernel;
  • CVE-2019-11884: A implementação do HIDP (Bluetooth Human Interface Device Protocol) em algumas ocasiões, não verificava corretamente as requisições terminadas em NULL (vazias). Com isso um invasor localmente poderia usar essa falha para expor informações privadas (da memória do kernel);
  • CVE-2019-11085: O driver gráfico da Intel i915 no kernel em alguns momentos, não restringia corretamente os intervalos mmap. Um invasor local poderia por meio desta falha, lançar um DoS Attack e desligar abruptamente a máquina, como executar códigos arbitrários. Essa falha não afetava o Ubuntu 19.04, mas sim as LTS;
  • CVE-2019-11815: Foi descoberto que a implementação do protocolo RDS (Reliable Datagram Sockets), que por padrão vem desabilitado no Ubuntu, caso ativo poderia dar a um invasor local a possibilidade de efetuar um DoS Attack ou possivelmente executar um código malicioso. Essa falha também afeta as LTS 16.04/18.04, o Ubuntu 19.04 não é afetado.

Lembrando que é altamente perigoso continuar utilizando o Ubuntu 18.10, pois, o mesmo perdeu suporte. Acesse essa postagem e saiba mais.

Para usuários do Ubuntu 16.04/18.04 e 19.04 é de extrema importância atualizar o sistema. Mesmo as falhas sendo consideradas medianas, por “obrigatoriamente” limitar o invasor a estar localmente durante os ataques, não é indicado tardar as atualizações de segurança em hipótese alguma.

Você pode utilizar a aplicação “Atualizador de Programas” e efetuar a instalação de seu Ubuntu. Se preferir utilizar o terminal, eis o comando:

sudo apt update && sudo apt dist-upgrade

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

Fonte: Ubuntu.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Nova versão do editor de vídeo OpenShot lançada!

Nenhum comentário

sexta-feira, 22 de março de 2019

A gama de editores de vídeo no Linux é enorme, e recentemente postamos uma lista de softwares de edição do básico ao profissional, o OpenShot constava entre as opções indicadas, sendo uma ótima alternativa para novatos, e o melhor de tudo, multiplataforma.

editor-video-openshot-linux-windows-mac

Com o passar dos anos o OpenShot vem timidamente recebendo novos recursos, inclusive você pode acessar uma entrevista que o nosso parceiro Gabriel do Toca do Tux, fez ao desenvolvedor e criador do OpenShot, Jonathan Thomas, mesmo não sendo deste ano, é interessante comparar as mudanças que o software recebeu desde aquela época.

Novidades no Openshot 2.4.4


O editor recebeu algumas novidades e correções de bugs, irei destacar algumas, e caso queira ver todas as mudanças acesse o site oficial com o anúncio desta release.


Dimensionamento e sincronização entre quadros-chave


Este era um bug que vinha ocorrendo no OpenShot ao trabalhar com vídeos com frame rates diferentes, isso ocasionava em resultados catastróficos, em que seu vídeo poderia ficar acelerado ou lento demais. Nesta versão este bug foi corrigido, e esperasse um controle maior, seja trabalhando com vídeos com quadros-chave diferentes, ou com a exportação de um projeto em outro frame rate diferente dos vídeos da time line.

Aperfeiçoado o desempenho e visualização da Time Line


Algo que sempre perseguiu o OpenShot, foram seus engasgos na visualização ou na time line do projeto, não era incomum ver alguns travamentos durante a edição de um vídeo mais robusto, com o aprimoramento do cache de imagens e outras melhorias com foco nesse problema, o OpenShot tende a não passar por tais situações corriqueiramente.

editor-video-openshot-linux-windows-mac

Suporte a renderização SVG


Compatível com render neste formato para criação de seus títulos, o OpenShot conta com este novo recurso graças a biblioteca resvg. Assim os títulos criados com o software não ficarão serrilhados ou perderão a qualidade, conforme a resolução do projeto.

Suporte a presets personalizados pelo usuário


Agora é possível criar seu próprio preset de exportação do projeto, ainda não é algo tão prático, sendo necessário criar um arquivo XML. Você pode usar como base os presets padrões do editor, e adicioná-lo ao diretório correspondente a estas configurações, localizado em: “/home/seu-usuario/.openshot_qt/presets/”, assim seu preset customizado aparecerá no programa.

Novo Widget de propriedades


Um novo elemento adicionado ao editor de vídeos foi o widget de propriedades, que por padrão pode se encaixar no lado esquerdo ou direito, essa nova maneira de acessar as propriedades dos elementos vêm para evitar rolagens demasiadas do mouse e facilitar o processo de animação. Altamente customizável, essa forma de visualizar as propriedades pode ser incorporada em outros painéis de configurações no OpenShot. 

widget-propriedades-editor-video-openshot-linux-windows-mac

Portabilidade de seus projetos, com caminhos relativos


Uma funcionalidade muito útil e implementada no OpenShot 2.4.4, é a facilidade de manusear o arquivo do projeto entre os diretórios. Sendo assim, não ocorrerá o erro do programa desconfigurar o projeto ao trocá-lo de lugar. O editor consegue “magicamente” ao salvar o arquivo, transformar os caminhos dos elementos que fazem parte dele, em caminhos relativos, e ao abri-lo novamente ele identifica o novo caminho tornando-o em um caminho absoluto. Não espere milagres espalhando os arquivos em inúmeras pastas, então sempre mantenha seus arquivos num único diretório.

Novos idiomas e suporte ao Constante Rate Factor (CRF)


As línguas Hindi, Árabe e Chinês foram adicionadas ao programa. O suporte a CRF foi adicionado por default no preset do formato VP9, porém podendo ser utilizado nos demais, graças ao refatoramento da biblioteca libopenshot::FFmpegWriter, que é desenvolvida focada no comportamento do Editor de vídeos OpenShot.

Veja o registro das alterações no OpenShot


Através do menu “Ajuda >> Sobre OpenShot >> Changelog” é possível ver as modificações no programa em seu changelog, com a data de cada commit de seu Github oficial.

changelog-editor-video-openshot-linux-windows-mac

Correção do bug nas Waveforms


Ao separar clips que continham visualização das waveforms (ondas sonoras) ativas, ocorria um bug que impossibilitava visualizá-las, dificultando o manuseio destes arquivos na edição, agora no OpenShot 2.4.4, o mesmo foi corrigido.

Muitas outras correções, inclusive para versão Windows, foram disponibilizadas, caso queira maiores detalhes acesse a postagem de seu lançamento em sua página oficial.

Baixando o editor de vídeos OpenShot


Para ter o OpenShot em suas últimas versões, recomendo a versão disponibilizada oficialmente direto do site em AppImage, outra possibilidade é instalar sua versão em Flatpak, com atualizações automáticas.

Você pode efetuar o download do flatpak direto do Flathub, caso não saiba como configurar o Flatpak em sua distro, segue uma postagem de como proceder. Se estiver no Linux Mint, basta pesquisar na loja e instalar a versão flatpak.

flatpak-mint-install-editor-video-openshot-linux-windows-mac

Sendo uma ótima alternativa para quem está começando a editar, o OpenShot é voltado a edições simples e caseiras, caso queira algo mais “intermediário”, recomendo altamente o Kdenlive, tendo em vista que funcionalidades relativamente comuns em outros editores, estão começando a chegar no OpenShot. É dificultoso a edição de projetos mais elaborados neste editor, no entanto mesmo recebendo “atrasado” algumas funções o OpenShot está a cada dia se tornando maduro, quem sabe num futuro ele deixe esse “título” de editor básico para intermediário. 

Não é de hoje que o projeto recebe críticas por existir, muitos creem que a soma de esforços em outro projeto, como o já citado Kdenlive, seria de maior valor, justamente pelo OpenShot estar atrás de diversos editores de vídeo, comparando suas funcionalidades e recursos.

Porém não esqueçamos que a liberdade do software Livre/Open Source garante tais situações, talvez o desenvolvedor do OpenShot tenha uma visão diferente de editor de vídeo, e é natural que ele siga outro rumo, afinal quem desenvolve é ele. Sei que certamente existem pessoas que preferem o OpenShot ao invés do Kdenlive, e esse seria um público carente caso o programa deixasse de existir.

Entendo os dois lados e mesmo me posicionando mais de um do que do outro, sei que esse é um dos aspectos de ser livre.

E você utiliza o OpenShot? Que tal continuar essa discussão sobre o OpenShot em nosso fórum Diolinux Plus

Até a próxima postagem, e como sempre, compartilhe o blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin 15.9 recebe update

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

O Deepin é uma das distribuições Linux com visual mais apelativo, no bom sentido claro 😂😂😂, e sua última atualização a 15.9 recebeu melhorias como: melhor compatibilidade com telas touch screen, no gerenciamento de energia, várias correções em aplicativos e muito mais, confira nosso post sobre essas melhorias.

deepin-update-15.9-1

E hoje dia 30 de Janeiro, mais correções foram adicionadas ao sistema, demonstrando que a equipe de desenvolvimento do Deepin não está de brincadeira. Segue uma lista dos erros corrigidos e adições ao sistema:

DDE 15.9 +1
  • Erro que ao pressionar o atalho Super + D para mostrar o desktop e definir um novo papel de parede, o papel de parede não era visualizado;
  • Erros de atalhos após desabilitar os efeitos de janelas;
  • Problema de exibição em diversas telas;
  • Mostrar a opção “Hibernar” conforme o tamanho da SWAP;

Launcher
  • Corrigido bug no modo tela cheia, na qual os ícones saltavam acima do launcher;
  • Bug na caixa de pesquisa no modo mini;

Painel de Controle
  • Adicionado switches separados para o efeito de som do sistema;
  • Adicionado suporte para SSTP VPN e proxy VPN;
  • Correção de erro que excluía a primeira letra do nome ao criar um novo usuário;
  • Solução do bug na exibição no módulo Account;
  • Erro no OpenVPN, na qual não aparecia opção TLS;
  • Corrigido erro no modo de segurança do hostpot, antes não podendo configurar WEP;
  • Erro que cortava a parte inferior da lista de notificação;

Dock
  • Adicionado opção “Hibernar” ao clicar com botão direito em shutdown (Desligar);
  • Melhora no carregamento dos ícones na tray (bandeja do sistema);
  • Correção do erro no tamanho do controle da ferramenta de dica, no botão de desligar;
  • Corrigido erro que deixava a dock em branco, ao arrastar e soltar ícones usando telas touch screens.

Atualizações de aplicações no sistema


APT
  • Apt atualizado para versão 1.8.0 ~ beta1 + deepin, com correções de segurança.

Deepin File Manager 4.7.5-1
  • Adicionado pesquisa avançada;
  • Correção no bug que retirava a seleção do arquivo após ter nome alterado;
  • Corrigido ordem errada em arquivos recentes;
  • Correção no erro do modo de visualização na raiz do diretório;

Deepin Store 5.2.0.5-1 
  • Corrigida bug na interface, após exclusão dos aplicativos na lista de doações;

Deepin Terminal 3.2.1
  • Adicionado os atalhos (Ctrl + Alt + teclas de seta) para ajustar o tamanho do app após dividir a janela.

Deepin Movie 3.2.19-1 
  • Correção no modo mini, não era mostrado o menu de contexto ao clicar no modo máximo.

Deepin Screenshot 4.1.7-1 & Deepin Screenshot (Flatpak) 4.1.7 
  • Adicionado a função salvar imagem “Shift + e”;

Deepin Image Viewer 1.3.8-1 e visualizador de imagens Deepin (Flatpak) 1.3.8 
  • Corrigido as falhas.

Deepin Music 3.1.14-1 e Deepin Music (Flatpak) 3.1.14 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Package Manager 1.3.0-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Graphics Driver Manager 1.1.4-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Repair 1.0.11-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Editor 1.2.6.3-1 
  • Correções de bugs.

Deepin System Monitor 1.4.8.1-1
  • Correções de bugs.

Para saber todas as melhorias e correções do update da versão 15.9 do Deepin, acesse sua página oficial com todos os detalhes.

E você está utilizando o Deepin? Deixe nos comentários suas experiências com essa nova versão.

Te vejo no próximo post, aqui no blog Diolinux, até lá compartilhe as publicações, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Canonical lança atualização com 11 correções de Kernel para Ubuntu 18.04, atualize agora!

Nenhum comentário

terça-feira, 29 de janeiro de 2019

Diversas vulnerabilidades foram descobertas no kernel utilizado pelo Ubuntu 18.04 Bionic Beaver, seus flavours (Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu, Ubuntu Budgie, Ubuntu Mate, Ubuntu Studio, Ubuntu Kylin) e sistemas derivados como o Linux Mint 19.1 também são afetados por tais problemas.

vulnerabilidade-kernel-ubuntu-linux-mint

Num total de 11 vulnerabilidades, 7 encontradas por Wen Xu (CVE-2018-10876, CVE-2018-10877, CVE-2018-10878, CVE-2018-10879, CVE-2018-10880, CVE-2018-10882 e CVE-2018-10883) durante a implementação do sistema de arquivos EXT4 no kernel Linux. 

Tais brechas podem fazer uso do buffer livre ou estourá-lo, forçando gravações até travar o sistema.

Outras vulnerabilidades estão relacionadas a virtualização, podendo expor informações confidenciais entre máquina host e convidada (CVE-2018-14625). Também foram encontrados problemas na implementação do KVM (Kernel-based Virtual Machine) possibilitando um atacante local, usando uma VM convidada que poderia ganhar privilégios administrativos na máquina host (CVE-2018-16882 e CVE-2018-19407) .

Vulnerabilidades encontradas pelo Google Project Zero


O analista de segurança da Google, Jann Horn do Project Zero, que visa encontrar vulnerabilidades em sistemas e relatar aos seus responsáveis, localizou 2 erros, 1 na chamada do sistema e outro no sistema de arquivos procfs do kernel (CVE-2018-18281 e CVE-2018-17972).

Usuários de Ubuntu 18.04, Linux Mint 19.1 e derivados devem atualizar imediatamente


Se você utiliza algum sistema baseado no Ubuntu 18.04 ou o mesmo, atualize seu sistema neste momento, você pode utilizar a interface gráfica (no Ubuntu pesquise por: “Atualizador de Programas”), ou então atualizar pelo terminal, para isso ou os comandos:

sudo apt update && sudo apt dist-upgrade

Depois reinicie sua máquina para efetivação das alterações no kernel, caso você tenha o livepatching da Canonical ativo do seu Ubuntu, isso não será necessário 

vulnerabilidade-atualizar-ubuntu-18.04

Usuários devem atualizar para o kernel linux-image 4.15.0-44.47, para instalações genéricas e usuários do Ubuntu 18.04.1 LTS ou posterior usando a série 4.18 do kernel, devem atualizar para linux-image 4.18.0-14.15 ~ 18.04.1.

E você já atualizou seu sistema? Não perca tempo e deixe sua distro “redondinha”.

Te aguardo no próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin 15.9, conheça as novidades!

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O Deepin começa o ano de 2019 com uma atualização significativa, agregando novas funcionalidades a sua interface gráfica, Deepin Desktop Environment (DDE) e corrigindo bugs.

deepin-15.9

Anunciada hoje, (16 de Janeiro), pela empresa chinesa Wuhan Technology, está disponível  a atualização do Deepin para usuários do sistema chinês, com download em seu site oficial. 

Correções de bugs já conhecidos, e melhorias de performance em funcionalidades e aplicações existentes, foram os alvos desta nova versão. Mas não para por aí, funcionalidades extras foram adicionadas.

Quem conhece minha trajetória e acompanha meu singelo projeto OSistemático, sabe que nutro um certo carinho pelo sistema, principalmente pela sua interface gráfica e aplicações singulares.

Novidades para quem possui tela touchscreen


Para dispositivos que possuem tela sensível ao toque, a nova versão 15.9 trará suporte aos múltiplos toques, como: cliques, cliques duplos, pressionamento prolongado para chamar o “menu de contexto”, deslizar para cima e para baixo, em páginas da web e aplicações, entre inúmeras possibilidades.

touchscreen-deepin-tela-toque

Outra funcionalidade que está presente é o teclado virtual, muito útil para utilização da tela com touchscreen, ou até mesmo outras ocasiões, por exemplo uma teclado ausente ou com algum defeito. 

teclado-virtual-acessibilidade-deepin

Gerenciamento inteligente de energia


Com esta funcionalidade o Deepin visa simplificar configurações relacionadas ao gerenciamento de energia, dando maior controle ao suspender o monitor, ou até mesmo na própria gestão de energia, de notebooks e desktops.

deepin-energia-gerenciamento-bateria

Atualizações e instalações de programas, mais veloz


Através do recurso denominado de “Smart Mirror Switch”, o Deepin irá automaticamente identificar o espelho mais rápido, e próximo a localidade do usuário. Isso resultará em menos configurações manuais, e eventuais melhoras no download de aplicações e atualizações do sistema. Este recurso pretende sanar uma dos maiores problemas do Deepin, sua lentidão ao efetuar download de atualizações e instalar apps no sistema.

deepin-download-espelhos-servidor

Correções de vários bugs e aprimoramento no sistema


Muito mais novidades acompanham o sistema, e muitas melhorias de baixo do capô. Nem sempre o usuário nota as modificações e melhorias. Apenas questões visuais, ou recursos adicionais na interface ou software adicionado.

Diversas correções foram realizadas nesta nova versão, seja na interface gráfica DDE, ou aplicações do ecossistema Deepin, alguns exemplos de apps e funcionalidades com bugs solucionados:

Lista de aplicações e funcionalidades com bugs corrigidos, na versão do Deepin 15.9


  • Centro de contro;
  • Launcher;
  • Área de trabalho;
  • Dock;
  • Gerenciador de arquivos do Deepin;
  • Deepin Installer;
  • Deepin Store;
  • Deepin Movie;
  • Deepin Music;
  • Deepin Graphics Driver Manager;
  • Deepin Image Viewer;
  • Deepin Terminal;
  • Deepin Editor;
  • Entre outros.

Se quiser ver a lista completa de aplicações e seus referentes bugs, acesse o site oficial do Deepin com a publicação.

O Deepin é um sistema que vem chamando a atenção de muitas pessoas, tem algumas questões e receios por ser chinês, mas fica evidente que sua interface e aplicações agregam em funcionalidades importantes e parece que seus desenvolvedores vem trabalhando e lapidando a cada dia o seu ecossistema.

Acesse o site oficial do Deepin, e efetue o download desta nova versão.

Já testou a nova versão 15.9 do Deepin? Usa como sistema principal? Diga nos comentários o que acha do Deepin e sua belíssima interface DDE.

Até mais pessoal, nos vemos na próxima, SISTEMATICAMENTE!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Linux Mint 19.1 - Como atualizar da versão 19 sem formatar

Nenhum comentário

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Os desenvolvedores do Linux Mint anunciaram a versão 19.1, de codinome "Tessa", recentemente. Hoje, um dia após o lançamento da versão mais recente, as informações sobre a atualização para a última versão do Linux Mint foram divulgadas. Aprenda agora a atualizar para a versão mais recente da distro sem precisar formatar o seu computador.

linux-mint-191-upgrade






Eu fiz a atualização do meu Linux Mint 19 (Cinnamon) para a versão 19.1 esta manhã, estou usando o sistema o dia todo praticamente e não encontrei qualquer problema até então. Vou te ajudar no procedimento, vamos lá?

Como atualizar o seu Linux Mint para a última versão


1 - O primeiro passo é ter certeza de que você está com todas as suas atualizações em dia. Abra o gerenciador de atualizações pelo menu ou pelo ícone na barra de indicadores, clique em "Atualizar" e se houverem atualizações, aplique-as antes de continuar.

Atualização Linux Mint

Por questão de precaução, os desenvolvedores sugerem que você faça um backup/snapshot do sistema através do TimeShift, a ferramenta de backups do Linux Mint que você encontra no menu. O procedimento não deve falhar, mas em todo caso, se você quiser ter uma segurança a mais é uma boa prática.


2 - O próximo passo é no próprio gerenciador de atualizações, clique no menu "Editar" e você deverá encontrar a opção "Atualizar para 'Linux Mint 19.1 Tessa'", clique na opção.


3 - Você será recebido com a tela de boas-vindas da atualização, onde existem notas da versão para você conferir, informações sobre novos recursos e requisitos mínimos para usar a nova versão. Para saber mais sobre as novidades do Linux Mint 19.1, confira o artigo que fizemos sobre o lançamento da versão.

Uma dica importante, caso você use um Notebook, vale ressaltar a importância de deixar o computador na alimentação ou ao menos, ter a bateria bem carregada. O tempo de atualização demora de acordo com a velocidade da sua internet e também a capacidade do seu hardware.


4 - Depois de iniciar a atualização, uma janela com uma barra de progresso será exibida, de forma geral você não precisa interagir com ela, mas no meu caso, como eu uso uma extensão do Nemo para o Dropbox que oferece uma integração extra, foi necessário clicar em "ver mais" e confirmar a adição do pacote, pressionando a letra "y" de "yes", e pressionando "enter".

Aguarde o processo de atualização acontecer.

Mint-upgrade

5 - Quando a atualização finalizar, reinicie o computador para ter certeza de que tudo está carregado normalmente. Caso você tenha temas instalados, applets extras ou extensões no Cinnamon, pode ser necessário reconfigurá-los ou atualizá-los. Caso você tenha um ambiente customizado, o novo layout do Linux Mint, com ícones  na barra, não será carregado por padrão, para isso, procure no menu pelo aplicativo "Tela de Boas Vindas", nele você poderá alterar o layout.

welcome-linux-mint


6 - Seu Linux Mint está pronto para o uso, basta aproveitar o sistema, com Cinnamon 4.x, melhorias de desempenho e velocidade.

linux-mint191-upgrade-finalized

Passos opcionais


Se você quiser deixar o sistema com os pacotes padrões que os desenvolvedores planejaram, outros dois passos podem ser feitos, a instalação de alguns pacotes e remoção de outros, copie e cole estes dois comandos no terminal:

apt install p7zip-full va-driver-all xul-ext-lightning
apt remove --purge xscreensaver-data xscreensaver-data-extra xscreensaver-gl xscreensaver-gl-extra cinnamon-screensaver-webkit-plugin cinnamon-screensaver-x-plugin
Curiosidade: Repare que agora não é mais necessário usar o "sudo" no início do comando, o terminal entende que você está tentando rodar algo que necessita de privilégios de administrador e pede a senha, que agora exibe caracteres, assim como acontece no elementary OS.

Para mais informações sobre a atualização das versões, confira o artigo no blog oficial do Linux Mint.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Microsoft bloqueia atualização do Windows 10 em SSDs da Intel

Nenhum comentário

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Semana passada já tínhamos relatado que a Microsoft encerrou o suporte do Windows 10 para as empresas. Se liguem nessa novidade agora.

atualizacao-do-windows-10-bloqueada-parassds-da-intel







Um dos grandes problemas causados pelo fim do suporte a uma versão do Windows 10 é o fato de que quem quiser continuar recebendo atualizações terá que desembolsar uma grana; mas este não foi o único problema. Durante o processo final para a disponibilização, descobriram um bug na atualização que causava tela azul, pessoas começaram a relatar problemas obrigando a empresa a tomar uma decisão mais drástica.

Microsoft está bloqueando atualizações do Windows em SSDs da Intel


Pois é, e o motivo para isso é que SSDs Intel das família 600p e Pro 6000p acabam travando a máquina no momento da inicialização do Windows. Esse é um problema que está relacionado ao firmware e isso pode acabar acontecendo no Windows 10 com qualquer do dispositivo que possua o mesmo firmware. Tanto que nos comentários do próprio site da Microsoft mencionam o mesmo problema com o SSD OCZ Vertex 4, tendo que por fim, formatar a máquina.

O problema ainda não tem solução e por esse motivo a Microsoft bloqueou a atualização para o dispositivo (atitude até sábia). Reza o site Global Mask que o único jeito de reverter a solução é pressionando F8 durante o processo de boot e retomar a ultima configuração válida. Mas de acordo com o comentário no site da Microsoft, a solução foi formatar a máquina.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Microsoft encerrando suporte ao Windows 10 Para empresas?

Nenhum comentário

quinta-feira, 10 de maio de 2018

No dia 30 de Abril foi lançada a última atualização do Windows 10 para usuários corporativos. Isso significa o fim do Windows?

e-o-fim-da-estrada-para-o-windows





Se você disse que sim, você está completamente enganado. De acordo com o site IDGnow, a Microsoft encerrou o suporte de seis meses do Windows 10 para usuários corporativos com o lançamento da atualização de recursos no dia 30 de Abril. Essa nova versão teve seu suporte reduzido de 24 meses para 18 meses (até Novembro de 2019).

Na minha opinião, está parecendo o modelo de desenvolvimento do Ubuntu onde se tem as versões que são lançadas a cada seis meses, sendo entre Abril e Outubro de cada ano, e que continuam recebendo um pequeno suporte após o lançamento de cada nova versão; e temos a versão com suporte a longo prazo.

Até mesmo os números das versão ficaram com certo aspecto parecido, mudando somente as datas e a exclusão do "." entre ano e mês. Enquanto no Ubuntu temos 16.04, 16.10, 17.04, 17.10 e 18.04, no Windows temos 1511, 1607, 1703, 1709 e 1803.

À partir desta data, quem quiser continuar recebendo as atualizações poderá conseguir estendendo o seu suporte pago (que não foi revelado nem valor e nem para quais versões).

De acordo com o site Pureinfotech, dentre as melhorias desta atualização está a correção de filesystem e de desempenho. Porém, de acordo com Stephen Philip no link de respostas da própria Microsoft, essa atualização causou problemas em vários usuários.

Será que isso não se trata de um plano de adaptação a mudança? Pelo o que parece, sim. Vamos ver o que vai acontecer.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Fedora 27 lançado! Confira as novidades e veja como atualizar da versão 26

Nenhum comentário

sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Um novo lançamento do Fedora foi disponibilizado nesta semana, esta é uma das distros mais populares do mundo Linux e é financiada por uma das maiores empresas do mundo open source, a Red Hat. A nova versão do Fedora traz versões mais recentes de vários softwares e várias melhorias interessantes, confira:

Fedora 27






A nova versão do Fedora 27 Workstation vem por padrão com o GNOME 3.26 e por conta disso traz todas as novidades dessa versão.


Além do GNOME novo, a nova versão do Fedora vem também com o LibreOffice 5.4, que é a atual versão mais recente.  Outra novidade bacana é o Fedora Media Writer, uma ferramenta para criar dispositivos bootáveis do Fedora, que agora inclui suporte para as versões ARM que suportam o Raspberry Pi. 

Fedora Media Writer

Claro que juntamente com a versão Workstation nós também temos as Spins do Fedora, que são as versões com interfaces diferentes e/ou finalidade específicas, como design, multimídia, jogos, etc. Além desses, temos o Fedora Atomic e o Fedora Server também.

Você pode baixar todas essas versões e saber mais sobre elas clicando aqui.

Como atualizar na versão 26 para a 27


Para você que já utiliza o Fedora e está na versão 26 e pensando em atualizar para a versão 27, os nossos amigos e parceiros do canal Oficina do Tux produziram um vídeo para te ensinar a fazer o upgrade sem problemas:


E você, já testou a nova versão do Fedora? O que está achando?

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Estou usando o Deepin 15.5 Beta, veja o que tem de novo!

Nenhum comentário

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Eu já contei pra vocês que eu gosto de testar as coisas? Acho que sim, né? 😉 Se não contei, esta é uma dedução que você provavelmente já alcançou. Como eu gosto de fazer este tipo de teste, e gosto do Deepin Linux,  estou testando o canal instável da distro e hoje recebi a atualização para o Desktop 15.5 Beta. Tem bastante coisa interessante chegando na distro, deixa eu contar pra você! :D







A nova atualização do Deepin (a 15.5), deverá estar disponível para todos em breve através do canal estável, ela corrige vários bugs e melhora a usabilidade, trazendo novos recursos para a interface.

Coisas novas no Deepin Desktop Enviroment 15.5


Desde que nós entrevistamos os desenvolvedores da distro, várias coisas haviam sido prometidas para esta atualização e realmente eles entregaram muito mais do que o anunciando, felizmente. Você pode ver alguns dos objetivos em aberto ainda da distro aqui.

Deepin novidades

Podemos começar com o básico. Tivemos um refinamento no tema do sistema, especialmente no tema de ícones, que mudou em vários aspectos, deixando as aplicações (em geral) mais integradas, ainda que algumas destoem dos ícones originais, como o da Steam, que você pode ver na imagem acima.

No próprio menu do Deepin, ou Dash, nós temos uma mudança visual sutil. Agora as aplicações que tem nomes longos como o GIMP (Programa de manipulação de imagens do GNU), ficam com os nomes reduzidos, quando você colocar o mouse sobre a aplicação, ela "virá para frente", ficando em destaque e exibindo o nome completo.

Novas configurações do Deepin

A barra lateral de configurações, um dos grandes diferenciais da interface, também recebeu melhorias. Quero dar dois destaques, apesar de haverem várias pequenas melhorias.

1 - Temos agora suporte melhorado para telas de altíssima definição, podendo ajustar a escala conforme quiser, como no Unity do Ubuntu, no entanto, para isso ter efeito, é necessário encerrar a sessão e logar novamente.

2 - Agora é possível criar hotspots facilmente, que era algo que eu tinha apontado como um "contra" da interface anteriormente. Algo que era simples de criar no GNOME Shell por exemplo e não era possível de fazer no Deepin nativamente. Agora não só é possível, como é extremamente simples.

Deepin File Manager
Renomeando arquivos em massa

O Deepin File Manager, o gerenciador da arquivos, também recebeu upgrades e está mais rápido para pesquisar arquivos,o mesmo ganhou a função de renomear arquivos em massa também, o que é bem bacana.

Deepin Music

O Deepin Music recebeu upgrades também, assim como as outras ferramentas nativas. Apesar de serem correções de bugs no geral, uma diferença é que temos a opção de usar o player escuro agora e controlá-lo pela barra lateral, o mesmo vale para o VLC, Deepin Movie, Spotify e qualquer outro praticamente, todos tem integração com a barra lateral. O Deepin Movie inclusive, agora suporta streaming também, da mesma forma que o VLC.

Deepin Clone
Deepin Clone

Outra ferramenta que nasceu foi o Deepin Clone, uma ferramenta de backup que permite que você crie cópias dos seus arquivos e até mesmo partições inteiras. É praticamente uma interface mais bela para o Clonezilla, só que mais simples.


Deepin Store

Outro software novo é o Deepin Picker, uma ferramenta para selecionar cores na tela, como o GNOME Picker. O interessante é que esta aplicação, juntamente com uma versão do Deepin Music (não a que vem pré-instalada no sistema), são as duas primeiras aplicações Flatpak disponíveis na Deepin Store, algo que deve ser uma tendência futura.

Juntamente a isso, temos vários novos softwares adicionados à Deepin Store, que já é bem completa, no entanto, essa não é uma GRANDE novidade, visto que os desenvolvedores adicionam e atualizam softwares toda a semana praticamente. Você pode ver todos os softwares incluídos semanalmente no site oficial e claro, na própria Deepin Store.

Deepin Dock

Na Dock tivemos uma pequena mudança também. Existem ícones que anteriormente eram fixos na barra. Agora, através da sessão "plugins", que você encontra clicando com o botão direito do mouse sobre a Dock, você pode remover/adicionar no painel os ícones de calendário, som, rede e energia.

A noção de plugin me diz que pode ser possível que tenhamos aplicações da comunidade sendo desenvolvidas como plugins para a Dock, não sei se isso vai realmente acontecer, mas é uma possibilidade. Outro detalhe legal é que o ícone de conexões com a internet agora possui o botão de "refresh" para reanalisar as redes disponíveis.

Melhorias pontuais


Não houve uma grande atualização do Kernel da Distro, porém, alguns detalhes tiveram melhorias. Muita gente reclamava de não ter um bom sinal de WiFi no Deepin, fazendo a conexão cair eventualmente (acho que isso variava de acordo com a placa de rede), de qualquer forma, percebi uma estabilidade maior e um sinal mais forte depois dessa atualização, ainda que eu não tenha tido maiores problemas anteriormente com isso.

Vale a pena você deixar o seu comentário sobre o assunto.

Outro detalhe que percebi, é que havia uma certa instabilidade com a tela sensível ao toque do meu Notebook Lenovo Yoga 12, o touch as vezes se desligava e deixava de funcionar. Até o momento não tive mais o problema e a tela sensível ao toque está funcionando perfeitamente.

Tivemos uma atualização na configuração de mesas digitalizadoras também, onde é possível configurar o método de entrada entre caneta e mouse.

Com isso eu finalizado a minha breve análise da atualização, dá gosto de ver como o Deepin caminha a passos largos para melhorar o sistema, um outro ponto que eu gostaria de ver melhorado no futuro é o suporte para drivers de vídeo mais recentes, mas do jeito que a coisa anda, acho que posso ser esperançoso, não?

Deixe a sua opinião sobre tudo isso nos comentários e se você usa o Deepin, fique ligado para receber as atualizações.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como atualizar o openSUSE Leap 42.2 para o 42.3

Nenhum comentário

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

A terceira edição do openSUSE da série 42 Leap está disponível para os usuários, hoje você que utiliza a versão 42.2 vai aprender a atualizar o sistema para a versão mais recente.

openSUSE Leap







Uma das maiores distribuições Linux do mundo, o openSUSE, recebeu recentemente uma atualização em sua versão estável, a Leap, chegando agora à versão 42.3. O nosso parceiro "Oficina do Tux", produziu um vídeo para explicar para você como fazer a atualização passo a passo sem quebrar o sistema.


A versão 42.3 do openSUSE usa o mesmo núcleo de pacotes que o SUSE Linux Enterprise 12, Service Pack 3. A versão oferece suporte de longo prazo juntamente com o os ambientes KDE 5.8 e o GNOME 3.20, que são os mesmos oferecidos pelo SLE, além deles, existem outros desktops disponíveis para download ou para a utilização na hora da instalação. Lembrando que as pessoas que preferirem, podem usar a versão Rolling Release do openSUSE, o chamado Tumbleweed.

Para ler sobre todas as novidades da nova versão, basta acessar este link.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Microsoft atualiza versão Alfa do Skype para Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

A versão nova do Skype para Linux, com visual mais moderno e baseada em Electron recebeu um atualização que corrigiu alguns problemas e adicionou novas funções, confira:





O desenvolvimento da nova versão do Skype para Linux continua firme e forte, embora ainda não tenhamos alguns recursos que seria úteis, como o programa ainda está em fase alpha, isto é compreensível.

A versão 1.16 do Skype para Linux (Alpha) chega com correções de bugs para versão anterior. Algumas das modificações mais interessantes são:

- Atualização para Electron 1.4.10
- Menu de contexto ativado com comandos de copiar/colar na área de entrada de mensagens
- Adição da opção de autostart (Tools-> Launch at Login)
- Adição da opção de inicialização minimizada (Tools->Launch Minimized)
- Aprimoramentos menores e correção de bugs

- Uso de teclas de atalho com a tecla Alt

Você pode baixar esta versão do Skype em formato .deb e .rpm diretamente do site oficial da comunidade Skype. Se você já tem o Skype Alpha instalado, basta atualizar o seu sistema.

Fonte: aqui e aqui.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Microsoft irá forçar a atualização para o Windows 10

Nenhum comentário

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A "gigante de Redmond" está prestes a tornar a adesão ao Windows 10 pelos usuários de Windows 7, 8 e 8.1 nos computadores algo "quase" obrigatório.

Windows 10

Atualização será "recomendada" para os usuários


A Microsoft está pensando trabalhar as atualizações para o Windows 10 entre os usuários de versões antigas do sistema de forma mais agressiva. Até o momento os usuários de versões antigas do Windows viam a atualização para a versão mais recente do sistema como "opcional", isso significava que apenas quem aceitasse atualizar o sistema faria o download do mesmo e instalaria.

A mudança que a Microsoft pretende implementar no início do próximo ano fará com que a atualização para o Windows 10 torne-se "recomendada", isso significa que a atualização para o Windows 10 à partir das versões anteriores será automática, independente da vontade do usuário.


Isso não significa que os usuários vão acordar um dia com o Windows 10 instalado no computador, segundo o chefe da área Windows, Terry Myerson, “Ao voltar para o seu PC, haverá uma caixa de diálogo na qual o usuário poderá escolher se ele quer atualizar para o Windows 10 ou não quer”. E essa mensagem deverá ser apresentada apenas uma vez. Então quem não deseja surpresas é bom verificar as configurações do Windows Update.

Recentemente o Windows Update sofreu de um bug que ativava por padrão esta opção, isso fez com que vários computadores fossem atualizados contra a vontade dos usuários.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo