Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador customizar. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador customizar. Mostrar todas as postagens

Arc Menu ganha melhorias de desempenho e novas funções

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Muitos que chegam no mundo Linux, em  grande parte estão utilizando alguma versão do Gnome, podendo ser a versão “Pura” (Vanilla) ou alguma modificação, como é feita pelo Pop!_OS, Ubuntu, ZorinOS e dentre outras distros. Uma das extensões usadas nessas modificações é o Arc-Menu, e na nova versão recebeu um update.

Arc Menu ganha melhorias no desempenho e novas funções





Na versão 30 do Arc-Menu, os desenvolvedores falaram que teve melhorias substanciais, como atualizações e alterações na base do código, assim melhorando a sua performance no sistema. Foi mencionado que houve uma melhora também na integração com o Gnome-Shell e o dash to panel.

Agora a pesquisa do Arc-Menu está com uma integração melhorada ao do sistema, com algumas bem interessantes, como:

- Integração com os aplicativos instalados;

- Com o gerenciador de arquivos (Files);

Teve adição do suporte para o dimensionamento em 4k, como também uma melhora no suporte para Wayland e x11.




Agora nas configurações do Arc-Menu, você pode habilitar o suporte para Dispositivos Externos e Favoritos. 



Habilitando essa opção, você terá acesso ao seu HD externo, Leitor de DVD/CD, HD secundário e aos FTP e SFTP por exemplo. Uma verdadeira mão na roda.

Como dito antes, agora tem uma melhor integração ao dash to panel, assim trazendo uma harmonização para quem usa as duas extensões juntas.


da1

Outra novidade, dentro ainda da parte de pesquisa, é a integração do Arc-Menu com as opções configuradas no sistema, que você acessa em Configurações > Pesquisa. Assim aparecendo tudo em um único lugar.


imagem


Você pode conferir todas às melhorias com mais detalhes técnicos, acessando o GitLab do projeto.

Para ter acesso às essas novas funções e melhorias, precisa ter o Gnome 3.32. Tendo isso, basta acessar a página do Arc-Menu no Gnome Extensions e habilitar ele.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Wallpapers animados com o Komorebi

Nenhum comentário

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Personalização é algo muito particular, cada pessoa tem seu estilo e gosto. No cenário Linux Desktop é muito comum ver diversas customizações nos temas, ícones e wallpapers bem bonitos. Caso faça parte deste “grupo seleto” que sempre está enchendo seu sistema com “perfumaria”, o tutorial de hoje é para você.

life-wallpaper-linux-ubuntu-mint-komorebi-video-engine

O Komorebi é uma aplicação que permite utilizar vídeos como papel de parede, tornando o seu desktop quase vivo. Com um wallpaper animado, seu computador pode ter “mais a sua cara”, seja com um trecho de algum anime, filme ou vídeo que goste, ou animações criadas com esse intuito em mente. Garanto que as pessoas em volta vão “admirar” e perguntar: “como você fez isso?”

Requisitos para um bom funcionamento do Komorebi 


Utilizar um papel de parede “quase vivo” pode ser penoso para alguns hardwares. Obviamente, que você poderá fazer os seus testes e averiguar se em sua configuração o software não fique tão pesado. Minha recomendação pessoal é uma configuração de processador no mínimo dual core, quad core para cima é o mais indicado e começando com 6GB de RAM. Isso policiando-se bastante, o indicado seria acima de 8GB de RAM. Também é interessante desabilitar o recurso ao desempenhar tarefas mais complexas, como: edição de imagens e vídeos, renderização, jogos, etc.

Utilização do Komorebi


O Komorebi possui um funcionamento de simples compreensão. Basta executar a aplicação que um wallpaper animado aparecerá em seu sistema. Clicando com o botão direito do mouse em seu desktop e indo em “Desktop Preferences” uma janela com algumas opções aparecerá. Nela você pode habilitar um relógio, ícones na área de trabalho ou vídeos como wallpapers. Além, de poder escolher qual será o papel de parede.

life-wallpaper-linux-ubuntu-mint-komorebi-video-engine

Para selecionar o papel de parede no Komorebi, acesse a segunda aba de nome “Wallpapers”. Selecione o tema desejado e clique no botão “Hide”, para esconder a janela com as opções.

life-wallpaper-linux-ubuntu-mint-komorebi-video-engine

Existe a possibilidade de criar seus próprios temas para o Komorebi. Nativamente a aplicação permite isso com o programa “Wallpaper Creator”. Crie temas com imagens ou vídeos, e faça seus próprios wallpapers animados.

life-wallpaper-linux-ubuntu-mint-komorebi-video-engine

Um site que recomendo para efetuar o download de diversos temas para o Komorebi, é o Akiba Illusion. Os temas estão no formato DEB. Veja a seguir alguns temas do Akiba.


Download e instalação do Komorebi


O Komorebi é distribuído no formato DEB, você poderá efetuar o download da aplicação por este link. Caso queira mais informações sobre o Komorebi, acesse sua página oficial no Github. Depois de baixar o pacote, instale normalmente com seu gerenciador de pacotes ou loja. Dê dois cliques sobre o arquivo e instale o Komorebi.

Resolução de erro na área de trabalho, ocasionado pelo Komorebi


Caso ocorra um erro, após executar o Komorebi e desabilitar o mesmo. Erro esse que impossibilita utilizar o desktop, mesmo com o Komorebi fechado. Execute o script que fiz, para corrigir tal problema. Você pode baixar o script por este link.

Primeiro dê a permissão para executar o script:

sudo chmod +x Resetar-Desktop-Komorebi.sh

Execute, logo em seguida:

./Resetar-Desktop-Komorebi.sh

Se mesmo assim o erro persiste, tente este comando (referenciando a uma imagem que queira utilizar como wallpaper e corrigir o problema):

gsettings set org.gnome.desktop.background picture-uri /caminho/do-seu/wallpaper

O Komorebi é um programa bem interessante para personalizar o sistema, você pode criar seus temas de forma gráfica ou baixar outros de terceiros. Particularmente gosto de fazer os temas “na unha”, e justamente esse será o próximo post ao abordar novamente o Komorebi (😁😁😁).

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Papéis de parede diferentes em cada monitor no Ubuntu

Nenhum comentário

domingo, 30 de junho de 2019

Quem utiliza mais de um monitor no Ubuntu talvez já se deparou com a impossibilidade de utilizar papéis de parede distintos em cada desktop. Essa limitação do Gnome-Shell pode ser contornada com um simples programa.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper

O HydraPaper é um gerenciador de papéis de parede com suporte multi-monitor para o GNOME. Através dele a utilização de diferentes wallpapers em cada monitor será uma realidade. Para ser sincero, o HydraPaper utiliza uma biblioteca Python chamada Pillow e mescla ambas imagens, configurando-as como um único wallpaper com a opção “Estender” habilitada. Parece uma gambiarra que contorna o “problema”, mas sejamos honestos, “o mundo é dos mais espertos” (😁😁😁).

Funcionamento do HydraPaper


No meu caso possuo 2 monitores de resoluções diferentes, e o HydraPaper funciona muito bem em ambos. Ao executar o programa pela primeira vez, você deve adicionar o caminho das pastas que estão seus wallpapers. Basta clicar no primeiro ícone superior à esquerda (uma pasta), logo em seguida no símbolo de “+” e navegar até o local de suas imagens.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

Caso não apareça as imagens, não se desespere, clique novamente no ícone da “pasta” e “marque e desmarque a chave seletora”.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

Clique no ícone que representa o seu monitor, e em seguida na imagem que quer configurar como seu wallpaper. Repita o processo para cada monitor.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

Na segunda aba do programa ficam as imagens selecionadas como favoritas, para adicionar a essa categoria, clique com o botão direito do mouse sobre a imagem e a opção aparecerá.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

O mesmo processo vale para remover dos favoritos.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

Ao escolher as imagens que deseja setar como wallpaper, clique no ícone de “aceitar”.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

Outras configurações estão presentes na aplicação, nada muito customizável, porém, opções, como: setar randomicamente os wallpapers, mudar o atalho padrão para fechamento do HydraPaper, selecionar os papéis de parede com o duplo clique, visualizar os favoritos, apagar todos os favoritos ou o cache, estão presentes.

wallpaper-dois-monitores-gnome-ubuntu-hydrapaper-linux-fllatppak-flathub

Instalando o HydraPaper em seu sistema


A instalação do HydraPaper é feita por meio do Flatpak, então, um dos requisitos é ter o mesmo e o repositório do Flathub configurados em seu sistema. Esse post é um passo-a-passo bem intuitivo (após configurar pesquise por “HydraPaper” diretamente na loja), inclusive ele demonstra até como habilitar a instalação de pacotes Flatpak via loja do Ubuntu. Já para quem prefere a praticidade do terminal, utilize os comandos, mas antes configure o Flatpak em seu sistema:

Adicione o repositório do Flathub:

flatpak remote-add --if-not-exists flathubhttps://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Instale o HydraPaper:

flatpak instalar flathub org.gabmus.hydrapaper

Esse comando lhe permite executar o HydraPaper via terminal, não vejo muita necessidade, pois, ele aparecerá junto a suas aplicações:

flatpak run org.gabmus.hydrapaper

A remoção é através deste comando:

flatpak uninstall org.gabmus.hydrapaper/x86_64/stable

Utilizo diariamente o HydraPaper, julgo indispensável para quem possui mais de um monitor e gosta personalizar seu desktop.

Participe de nosso fórum Diolinux Plus e fique por dentro das novidades, a galera gosta de personalizar o sistema.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Instale o tema do Diolinux no Linux Mint - Mint-Y Dark Transparent Blue

Nenhum comentário

domingo, 10 de fevereiro de 2019

Não é de hoje que muita gente vem pedindo qual tema eu utilizo no meu Linux Mint 19.1 Cinnamon, e a verdade é que ele não é nenhum tema "comum", pois ele foi customizado por mim, baseando-se no tema "Mint-Y Aqua Dark", que já vem com o sistema. Eu demonstrei como fazer ele, alterando os códigos de CSS em uma live na Twitch recentemente, e a galera curtiu muito!

Tema Linux Mint transparent






Como eu havia mencionado, o tema foi ajustado ao vivo em maiores detalhes, conforme você pode conferir no trecho da live abaixo:




Você pode seguir a gente na Twitch para acompanhar as lives diárias que acontecem, seria ótimo ter a sua presença! ☺ Como comentei na live, essa customização nasceu de uma questão levantada no nosso fórum, o Diolinux Plus, onde você também pode participar gratuitamente.

Esse print abaixo foi tirado da aba da comunidade do canal Diolinux no YouTube, como você pode ver, o tema chamou bastante atenção:

Customizando temas Linux Mint


O que é o tema?


Em poucas palavras, um projeto inacabado que apetece o meu gosto. Inacabado porque certamente muitos detalhes podem ser melhorados e ajustados, no entanto, estou satisfeito com o resultado atual e sem muita vontade e tempo de alterar muito as coisas, mas hey! Ele é open source! Sinta-se livre pra modificar e redistribuir. 😎

O tema é composto da modificação do tema padrão alternativo do Linux Mint, chamado "Mint-Y Aqua" na sua variante "Dark", inclusive, essa é a única variedade oferecida para o GTK pelo tema, se você gosta das coisas clarinhas, i'm sorry. O Painel do Cinnamon recebeu alterações em seu CSS e tem cores que combinam com o restante do tema, além de possuir uma agradável aparência. O tema de ícones é o "Papirus Dark", que oferece um toque final coerente para o restante do tema, que predomina um belo "azul macOS".

De forma geral, o painel e o menu são semi-transparentes, o GTK das pastas é um pouco mais escuro que o normal e o azul é um pouco mais tonalizado, para criar maior contraste, os ícones combinam com o azul do tema e não desrespeitam (muito) os aplicativos de terceiros.

Eu expliquei como fazer todas as alterações no nosso fórum e no vídeo da live acima, então é só gastar um tempo estudando se quiser modificar alguma coisa. 😊

Como baixar e instalar


O tema foi montando sobre o Cinnamon 4.x, não foi testando em versões anteriores, por isso não sei dizer se a compatibilidade está "Ok" com versões anteriores do Linux Mint (e do Cinnamon), no entanto, ele deve funcionar em qualquer distro que use o Cinnamon na mesma versão, ainda que o Linux Mint seja o nosso alvo.


Você pode baixar o arquivo do link acima para a pasta que preferir, ele tem pouco menos de 17 MB e é um arquivo tar.gz, de modo que ele deve abrir normalmente em qualquer distribuição Linux, basta dar dois cliques no arquivo, dentro dele você verá uma pasta com o nome do tema e dentro dela as pastas ".icons" e ".themes", basta extrair as duas para a sua pasta Home.

Temas Linux Mint

Depois de feita a extração, os temas estarão disponíveis na sessão "Temas" no painel de controle do Cinnamon, permitindo a alteração:

Configurações de tema

Apenas adicione nas configurações os itens conforme dispostos na imagem acima para ter o resultado final e, obviamente, você pode brincar com as customizações à vontade. Se quiser aprender a personalizar ainda mais o Cinnamon, confira este tutorial.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Temas GTK em aplicações Qt

Nenhum comentário

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

O nome do meu canal não se chama “OSistemático” à toa, quando o assunto é visual/design de uma aplicação ou sistema, sou bem criterioso, e aplicações em Qt costumam ter uma aparência diferenciada ao tema GTK do Ubuntu. Isso ocorre pois um utilitário não vem por padrão (em outras distros ele pode estar presente), seu nome é “QT5 Confguration Utility”, um software bem simples, mas que irá ajudar com seu ”toque”. 😂😂😂

tema-qt-gtk

Antes de tudo, isso não significa que todas as aplicações em Qt terão o tema padronizado com o seu em GTK, devemos instalar o programa e depois configurá-lo no sistema, como sempre você pode optar pelo modo terminal ou interface gráfica, fica ao seu gosto.

Na central de aplicativos da sua distro, procure por “qt5ct”, outro pacote importante e necessário é o “qt5-style-plugins”, caso não encontre o mesmo na loja, você pode utilizar o gerenciador de pacotes Synaptic e efetuar a instalação de ambos.

gerenciador-synaptic

Caso opte efetuar a instalação via terminal, utilize os seguintes comandos:

sudo apt install qt5ct qt5-style-plugins

Configurações necessárias 


Após instalar o programa devemos adicionar variáveis de ambiente no arquivo “/etc/environment”. Num terminal, abra com seu editor de notas favorito o documento, substituindo o nome do aplicativo pelo seu.

No Ubuntu utilizei o Gedit.

sudo gedit /etc/environment

No final do arquivo adicione os seguintes parâmetros:

export QT_QPA_PLATFORMTHEME=qt5ct
export QT_AUTO_SCREEN_SCALE_FACTOR=0

variavel-sistema-qt-temas

Salve o arquivo e reinicie o sistema.

“Mãos na massa”


Agora sim, iremos pôr as mãos na massa e deixar os apps em Qt, parecidos com nosso tema em GTK. Abra o programa QT Settings, que apareceu em seu menu de aplicativos ou no terminal digite o comando:

qt5ct

Na aba “Appearance”, opção “Style”, selecione no combobox “gtk2”, e logo abaixo na opção “Palette” deixe marcado o checkbox “Default”.

qt5-configuration-appearance

Siga para segunda aba, “Fonts”, você poderá deixar na mesma fonte do seu sistema ou uma personalizada. Como referência as fontes padrões no Mint são: “Noto Sans Regular 9” e “Monospace Regular 10”, já no Ubuntu são: “Ubuntu Regular 11” e “Ubuntu Mono Regular 13”.

qt5-configuration-fonts

Outra opção na terceira aba “Icon Theme”, são os ícones listados em seu sistema, as demais abas não recomendo mexer. Clique em “Apply” (Aplicar) e veja os resultados.

qt5-configuration-icon-theme

Para exemplificar a mudança veja as duas aplicações em Qt, VLC Player e VirtualBox, num antes e depois.

VLC Player antes


vlcplayer-qt

VLC Player depois


vlcplayer-qt5-gtk

VirtualBox antes


virtualbox-qt5

VirtualBox depois


virtualbox-qt5-gtk

Espero que com tais mudanças a harmonia visual de sua distro fique ainda melhor. Vale testar com seus temas e aplicações em QT, para ver o resultado final.

Espero vocês no próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Unity Tweak Tool - A ferramenta ideal para configurar o Unity

Nenhum comentário

sexta-feira, 22 de julho de 2016

O Unity certamente não é o ambiente gráfico mais personalizável disponível para o Linux, mas isso não quer dizer que não possam ser feitas boas customizações para deixar o Ubuntu ao seu agrado. Com o Unity Tweak Tool é possível configurar os temas do Ubuntu e uma série de outras opções que darão a sua cara para o sistema.

Unity Tweak Tool Ubuntu

Através da imagem acima você pode ter uma noção clara de quantas opções você pode configurar através desta ferramenta.

O Unity Tweak Tool é dividido em categorias simples, que permitem que você configure a aparência do lançador do Unity, como mover ele para a parte inferior da tela por exemplo, temas GTK, temas de ícones, cursores, fontes, entre outros.

Você também consegue escolher os efeitos das janelas e menus, configurar as múltiplas áreas de trabalho e o seu comportamento, ícones na "Área de Trabalho", a transparência da barra superior do Unity e muito, muito mais!

Certamente é um aplicativo obrigatório para qualquer usuário de Ubuntu com Unity.

Como instalar o Unity Tweak Tool no Ubuntu


O Unity Tweak está disponível na  Central de Programas do Ubuntu e você pode instalar clicando no botão abaixo:

Ubuntu Unity Tweak Download

sudo apt-get install unity-tweak-tool
Depois de instalado, você o encontrará o programa no menu do sistema facilmente.

Até a próxima dica e boas customizações!

Ubuntu Builder para Ubuntu 13.04 Raring Ringtail disponível

Nenhum comentário

terça-feira, 7 de maio de 2013

Construa a sua própria versão do Ubuntu Customizada

O Ubuntu Builder é uma boa ferramente para a construção de um Ubuntu Remasterizado, assim como o popular Remastersys, agora a nova versão da ferramenta está disponível para o Ubuntu Raring Ringtail, vamos instalar?

Ubuntu Builder 13.04


sudo add-apt-repository ppa:f-muriana/ubuntu-builder
sudo apt-get update
sudo apt-get install ubuntu-builder
Se você tiver alguma dúvida sobre repositórios PPA, confira o nosso artigo explicando. 

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Fique por dentro do Desenvolvimento do Diolinux OS 3 com KDE

3 comentários

quarta-feira, 20 de março de 2013

Uma nova versão com um novo ambiente e um novo foco

Olá leitor, se você acompanha o nosso blog a algum tempo talvez já saiba que anteriormente nos criamos versões customizadas do Ubuntu, chamamos ele de UDE ( Ubuntu Diolinux Edition ), mas acabou sendo chamado de Diolinux OS.

novo logo Diolinux
Este logo foi feito pelo Carlos Eduardo do Val, autor do livro "Ubuntu: Guia do Inciante" que você pode baixar na sessão de Dowloads do Diolinux no menu superior. Muito obrigado pela arte Kadu!

Se você quiser conhecer a versão 2 pode conhecer acessando esta página , lá você verá que a versão 2 foi feita sobre o Ubuntu 12.04.1 LTS usando o Unity como interface gráfica, recebi um feedback positivo de muitas pessoas, pra ser sincero tinha pensando em nem fazer remasterizações, não para disponibilizar aos outros, porém, a poucos dias tinha uma daquelas vontades que ninguém sabe direito de onde vem, expus a minha ideia na página do blog no Facebook e o retorno foi muito positivo, portanto, de certa forma com este post quero "prestar contas" a todos aqueles que me incentivaram neste projeto.

Diolinux OS 3 com KDE

Antes que algum hater chame o Diolinux OS de "refisefuqui", quero dizer que a nossa intenção não é criar uma distro independente, você estará usando o mesmo sistema que terceiros desenvolverão porém um pouco mais lapidado, especialmente otimizações para desempenho e claro, ( e por que não?) um toque visual renovado e uma seleção de programas melhorada.
O novo Diolinux OS virá com KDE, e ele será baseado no Kubuntu 12.04.2, sim a base é praticamente a mesma da versão anterior, claro, mudando a interface, tecnicamente não seria uma verão nova, pois o Ubuntu base é o mesmo, seria algo como um Diolinux OS 2 versão KDE certo?
Errado! 
Na verdade se olhar dessa forma realmente o é, mas acontece que conversando com algumas pessoas e olhando muito a seleção de programas das distros, especialmente o Linux Mint KDE 13, o qual usei por seis meses no ano passado é que decidimos "pegar" o Kubuntu e lapidá-lo.

Kubuntu já não é bom?

Sem dúvidas, existem muitas pessoas que trabalham em prol deste projeto, porém, vocês hão de concordar comigo que ele não é pronto par ao uso, como a ideia do Kubuntu é usar basicamente o KDE mais puro possível, ele vem por assim dizer, "incompleto", um bom exemplo disso é o navegador padrão Rekonk, ele se torna obsoleto perto do Chrome, Firefox, Opera, etc...
Entre outras configurações, muitas pessoas comentam que o Kubuntu ainda parece um pouco desengonçado, nossa tentativa é por um pouco mais de "ordem" no ambiente.

Diolinux OS 3 - Dolphin e KIckOff


Desenvolvimento do Diolinux OS 3

Para tentar sempre deixar os leitores à par do que eu estou fazendo, estou fazendo anotações sobre o que tem sido feito, muitas pessoas deram sugestões de programas para serem instalados, mais tarde eu explicarei e falarei mais sobre alguns e o porque de eu não pretender colocá-los na ISO.
 

O que foi feito até agora

15/03/13

  • instalação do Kubuntu 12.04.2
  • idioma portugues brasil
  • atualização do sistema
  • Instalado Kernel 3.8.1
  • instalado Kubuntu restricted extras
  • atualização de software novamente
  • instalado KDE 4.10.1
  • coleção de paineis novos
  • instalação do synaptic
  • adicionado 7 panel
  • lançador lancelot
  • adicionado veromix controlador de audio
  • adicionado tema Diamond Plasma
  • ícones my humanity

16/03/13
  • removido akregator
  • removido amarok
  • removido kadressbook
  • removido kmail
  • removido kontact
  • removido korganizer
  • removido reprodutor de video dragon
  • removido quasell
  • removido ktimetracker
  • removido kpaciencia
  • instalado o google chrome stable
  • removido rekonk
  • removido kwallet
  • removido kopete

18/03/13
  • instalado o clementine
  • instalado smplayer
  • instalado Photo
  • instalado OpenJDK
  • instalado superkey
  • removido gnewviewer

19/03/13
  • instalado remastersys
  • instalado Ubuntu Tweak
  • Removido Photo
  • Instalado Gnewviewer de volta
  • Removido Lancelot, adicionado KickOff
  • Adicionado logo ao KickOff
  • Tema Elementary nas bordas das janelas
  • Instalado Central de Programas do Ubuntu
  • Instalado Pidgin
  • Removido Kernel 3.8.1
  • Instalado Kernel 3.2.0.39 Generic Pae ( obteve um melhor desempenho)
  • Adicionado coleção de Wallpapers
  • Adicionado novas funções de atalhos ao Dolphin
  • Modificado aparência do relógio para Mostrar a data
  • configurada abertura de pastas com dois cliques ( padrão do Kubuntu era com um só)
  • Adicionado paginador ao Painel com duas áreas de trabalho empilhadas
  • Removido efeito translúcido nas janelas
  • Adicionado efeito na minimização das janelas e na sobreposição ( smart dodge window)
  • Mudado tema do Mouse e adicionado uma leve sombra
  • desabilitado programas que inciam junto com o KDE como o BlueDevil 
  • Adicionado efeito Cubo na área de trabalho
  • Libre Office 4

Até agora basicamente é isso, pode não ser muito, mas acredite... " da trabaio pá carambia!"

Seleção de Wallpapers do Diolinux OS 3

O que falta fazer ainda?

Bom acredito que já passei da metade da customização, faltam ainda alguns ajustes, estou trabalhando agora o tema do Plymouth, pensei em instalar o LightDM-qt mas ele não ficou tão bom assim numa VM que testei, então optei por manter o bom e tradicional, funcional e demais atributos, KDM.
Havia escolhido o SMPlayer para ser o player padrão do sistema, ele realmente é muito bom, mas hoje estava fazendo um teste e infelizmente ele não é capaz de abrir diretamente um filme em ISO, portando, provavelmente entre o VLC em seu lugar, que tem todas as funções que o SMPlayer tem e ainda consegue executar ISOs.
Pretendo adicionar o gerenciador de downloads FlareGet, o melhor que vi até agora, a seleção de programas é praticamente essa, um ou outro ajuste nesse sentido pode surgir. Optei por deixar o Kernel do LTS mesmo, até agora não apresentou problemas, nada impede que você instale outro a seu gosto se quiser.
Falta também gerar um ISO e testar por alguns dias, caçar alguns bugs que possam ter aparecido, fazer upload para um servidor, provavelmente usarei o Google Drive pelo tamanho do arquivo, futuramente que quiser ajudar e hospedar a ISO em outro serviço será bem vindo, especialmente servidores de torrent.
Da última vez tive alguns problemas com o Remastersys, até o bug está relatado na pagina do Diolinux OS, em resumo, o sistema não permitia a instalação no modo live DVD, apenas na instalação direta, um bug um pouco chato mas que não afeta o sistema em si.
Falta também fazer uma imagem para o splash da instalação, mas esta será uma das últimas coisas que farei.

Por que alguns programas não virão instalados 

Ao decorrer da semana fui postando alguns imagens de como está a aparência do sistema, e muitos amigos e leitores me trouxeram dicas e sugestões de programas que deveriam vir com o Diolinux OS, agradar a todos é realmente difícil. Pedidos iam desde programas como o GIMP até o servidor LAMPe outras interfaces, para decidir o que iria e o que não iria para a ISO pensei da seguinte maneira ( posso ter sido evasivo em alguns ítens mas tentei ser coerente ), quais são os programas que todo mundo usa?
No Diolinux OS 2 coloquei muitos programas para todo o tipo de uso e a ISO ficou com 1.4 GB, um tanto grande, pretendo enxugar um pouco pelo menos uns 300 MB.
Sei que existem muitas configurações e para todo o tipo de usuários, por isso tantos pedidos diferentes, mas me diga, o que uma pessoa que não programa para web fará com o LAMP, ou alguém que só quer cortar algumas fotos fará com o GIMP ( é como matar uma mosca com um bazuca), quem não trabalha com JAVA, vai fazer o que com o Eclipse? Quem não usa o MSN fará o que com o Skype?
Em fim, espero que vocês tenham entendido o propósito da coisa, vou adicionar alguns PPAs para que seja mais fácil instalar alguns programas, como o Skype, Eclipe em fim, assim cada um poderá fazer o que bem entender com a distro e deixar ela útil para o seu trabalho ou diversão no dia-a-dia.

Obviamente você leitor, pode e deve dar sugestões, pode usar a sessão de comentários para isso.
 
Outra questão que está sendo corriqueira é a data de lançamento, não tenho como dizer ao certo, pois estou customizando praticamente sozinho, mas não espero demorar mais de vinte dias para isso, outro problema que estou enfrentando em casa agora é questão da velocidade de internet, não consigo instalar decentemente nada e muito menos fazer upload, estou tentando resolver isso.

Espero que vocês tenham gostado do que viram até aqui e espero sinceramente que testem, usem e que o Diolinux OS seja útil para vocês.

Um grande abraço.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Junior Formagini 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo