Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo.

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador deepin-linux. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador deepin-linux. Mostrar todas as postagens

Deepin lança ferramenta para solução de problemas do sistema

Nenhum comentário

terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Você pode gostar ou não, usar o Deepin ou não, mas não há como negar que os desenvolvedores vem se empenhando e criar um ecossistema amigável para usuários leigos. Uma nova ferramenta chamada "Deepin Repair" foi lançada para a distro hoje e promete ajudar os usuários mais leigos a corrigir problemas pontuais que podem surgir no sistema.

Deepin Repair é lançado pela Wuhan






O Deepin Rapair é um utilitário do sistema Deepin que permite que os usuários corrijam problemas corriqueiros do sistema operacional, não só de forma gráfica, como apenas a (literalmente) um clique.

A nova ferramenta pode ser encontrada na loja de aplicativos da distro e possui as seguintes ferramentas:

Deepin Repair Collage

ꔷ Limpeza de disco: Para limpar arquivos de cache e liberar espaço de forma segura;

ꔷ Reparar DPKG: Para quando o gestor de pacotes estiver com problemas para lidar com pacotes quebrados;

ꔷ Reparo de inicializa: Basicamente reinstala o GRUB em caso de problemas para 
encontra as entradas de inicialização;

ꔷ Reparo de privilégios: Para evitar que o usuário não consiga se logar no sistema por algum bug que retire os privilégios do usuário;

ꔷ Redefinição de senha: Para caso o usuário esqueça o seu login.

Todas as ferramentas podem ser acessadas via Live também com um pen drive com a distro e desta forma podem ser usadas para reparar o sistema.

Essa ferramentas agora "fazem par" com o Deepin Recovery, que basicamente habilita um "modo de recuperação" ao sistema, carregando apenas drivers básicos e com baixa necessidade de desempenho gráfico, semelhante ao modo de recuperação do Windows e ao Deepin Clone, a ferramenta de backup, deixando o sistema ainda mais completo.

Para saber mais sobre a ferramenta, acesse a nota de lançamento no site oficial do Deepin.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


5 recursos interessantes do Deepin Desktop Enviroment

Nenhum comentário

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

Em 2017 o Deepin chamou muito a nossa atenção pelo cuidado no design de sua interface. Como tudo que é open source, ela foi adaptada para outras distribuições Linux, como o Manjaro Deepin e o brasileiro, Big Linux, ratificando o seu sucesso.

Deepin Desktop Enviroment






O Deepin Desktop Enviroment é uma interface extremamente bela e produtiva, pelo menos essa é a minha sensação ao utilizá-la, certas configurações que em outras ambientes geralmente são mais complicadas, ou requerem mais cliques para serem feitas, no DDE são realmente simples, garantindo uma  ótima e intuitiva experiência para usuários leigos.

Eu separei 5 coisas que eu acho interessantes no DDE, confira e veja se você já as conhecia:



Quais os recursos do DDE que você mais gosta? Conte pra gente nos comentários.

Gosta do Deepin? Então leia mais sobre ele aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin lança novo gestor de Drivers de vídeo, confira!

Nenhum comentário

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

A distro chinesa Deepin continua inovando e melhorando o acervo de aplicativos disponíveis. Depois do anúncio da versão final 15.5 que foi feita ontem, um dia depois já temos mais novidades, confira:

Deepin Graphics and Driver Manager






O novo gestor de drivers do Deepin deve substituir no futuro a versão que acompanha o sistema atualmente, que é o mesmo do Linux Mint, no entanto, ele não é apenas uma bela (visualmente falando) substituição ao padrão atual, escrita em Qt e integrada ao restante do sistema, mas também traz mais recursos e otimizações.

Deepin Store Driver Manager


Eu utilizei ele para usar uma versão diferente do driver Intel no meu Lenovo Yoga e consegui um bom resultado para jogar games como CS:GO e Rocket League (com gráficos baixos mas com boa taxa de FPS), rodando em um Intel HD Graphics 5500 de baixo consumo.

Deepin Drivers

Além de trazer suporte para Intel, o novo gestor de Drivers tem suporte para placas Nvidia, placas da AMD, e placas Híbridas Intel/Nvidia, utilizando o Bumblebee para fazer a gestão.

No caso das placas da AMD, atualmente a única solução disponível é o driver open source que acompanha o Kernel, então o gestor a detecta e mostra qual a placa você está usando, além de confirmar que ela está funcionando corretamente dentro das possibilidades, mas não permite trocas, pelo menos, não até que exista alguma solução oficial por parte da AMD que gere essa possibilidade. Para mais informações, recomendo ler a sessão "sobre" do aplicativo.

Mais informações no anúncio oficial na página do Deepin.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Finalmente lançada a versão Final do Deepin 15.5 com muitas melhorias

Nenhum comentário
A Wuhan Technology anunciou hoje a versão final do Deepin 15.5. A distro é Rolling Release, então você não precisar baixar novamente a ISO, basta atualizar o sistema e você deverá receber todas as novidades.

Linux Deepin 15.5 Final Lançado






Sob a frase "Know What You Want, Offer What You Need", algo como, "sabe o que você quer, oferece o que você precisa", é que chegou a mais nova atualização do Deepin, a distro chinesa que conquistou milhares de usuários nos últimos meses por conta de sua beleza e facilidade de uso.

Como era de se esperar, com a popularidade e mais usuários a quantidade de bugs eventuais descobertos aumenta, afinal, quanto mais pessoas usando, mais hardware diversificado e em mais situações diferentes o sistema é colocado. Tudo isso gerou muitas informações para que bugs fossem corrigidos e melhorias fossem implementadas nesta atualização.

Eu já tinha contado pra vocês neste artigo os meus destaques para esta versão do Deepin, mas existem várias coisas que não estão necessariamente visíveis ao usuário final que tornam a versão 15.5 um pouco mais polida. Confira as notas de lançamento com as mudanças aqui.

Dessa vez os desenvolvedores criaram um vídeo para mostrar as principais novidades, confira:


Caso você vá testar o Deepin pela primeira vez ou queira baixar a ISO, você pode fazer o download por aqui, prefira os links dos Source Forge e do Google Drive para baixar mais rápido.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como instalar o Kernel do Ubuntu no Deepin Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 28 de novembro de 2017

O interessante de distribuições derivadas do Debian é que em linhas gerais elas são compatíveis entre si, com algumas pequenas exceções. Hoje você vai aprender a instalar o Kernel do Ubuntu no Deepin, a distro chinesa que chama tanto a atenção das pessoas pelo seu design aprimorado e usabilidade simples.

Ubuntu Kernel no Deepin






Usar o Kernel do Ubuntu no Deepin pode ter algumas utilidades. Apesar do Deepin ser Rolling Release, ele não é Bleeding Edge, ou seja, nem tudo está nas últimas versões em seu repositório, o Kernel inclusive. 

O Kernel Linux é a parte do sistema operacional que contém os drivers e por isso, versões mais recentes podem ser vantajosas em alguns aspectos, podendo trazer versões mais recentes de componentes que vão influenciar no desempenho do sistema, como os de drivers de vídeo, drivers de rede também, o que pode até mesmo melhorar o seu sinal de Wi-Fi.

Eu não vejo o Kernel do Deepin como algo suspeito, simplesmente pela distro ser chinesa, isso é um tanto quanto falacioso na minha opinião, no entanto, se isso te incomoda de alguma forma, usar o Kernel do Ubuntu pode deixar você mais tranquilo.

Como instalar o Kernel do Ubuntu no Deepin


Vamos fazer da forma mais simples possível. O primeiro passo é acessar o repositório de Kernels do Ubuntu.



Kernel do Ubuntu

No repositório você encontra as pastas com a versão do Kernel, você pode escolher a versão que você quiser para instalar. No meu caso vou usar a versão 4.14 (já existem até algumas versões mais recentes 4.14.1 e 4.14.2), esta é a versão mais atual no momento deste tutorial.

Escolha a versão desejada e e clique na pasta.

Baixando o Kernel

Dentro do diretório você encontrará varias sessões diferentes, observe para qual arquitetura são os pacotes. Para sistemas de 64 bits nós vamos baixar os pacotes contidos abaixo de "Build for amd64 suceeded".

Dentro de cada sessão haverão também pacotes para o Kernel de baixa latência, a menos que você precise dele, você deve baixar apenas os outros pacotes.




Você só precisa baixar 3 pacotes, o que termina com "all deb", o "linux headers" e o "linux image". Caso queira baixar o Kernel de baixa latência, você deverá baixar o "all deb" também e os outros dois que contém "lowlatency" no nome.

Neste exemplo vou baixar os pacotes assinalados na imagem acima. São 3 pacotes .deb:

Kernel Ubuntu no Deepin

Basta instalar eles em ordem dando dois cliques:

Instalar o Kernel

Depois de instalar os 3 pacotes, para o novo Kernel ser reconhecido no GRUB na inicialização do sistema é necessário atualizar o GRUB. Caso você não se importe de usar o terminal, basta digitar o seguinte comando nele:
sudo update-grub

Sudo update Grub

Claro, é possível fazer essa atualização sem usar o terminal também, mas para isso vamos precisar de uma ferramenta chamada GRUB Customizer.

Para o Deepin basta baixar o pacote .deb daqui e fazer a instalação dando dois cliques.

GRUB Customizer

Basta atualizar a lista e reinstalar o GRUB, você pode também ordenar as entradas livremente como você bem entender.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


PulseEffects - Um equalizador de som poderoso para Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Hoje vou trazer uma dica para vocês que foi enviada pelo meu grande amigo Cícero Moraes, um verdadeiro gênio do Blender 3D que eu tive a oportunidade de entrevistar recentemente

Pulse Effects






O Pulse Audio é o servidor de som padrão de várias distribuições Linux e é compatível com outras plataformas também, como o BSD e macOS. Não é a primeira vez que falamos de equalizadores de som aqui no blog, se este não lhe agradar, considere dar uma olhada neste outro.

O PulseEffects é um equalizador que permite que você modifique o som com presets e configurações ajustáveis para cada aplicação, incluindo compressão e reverberação.

Pulse Effects

Você pode baixar o Pulse Effects no formato .deb para Ubuntu, Linux, Deepin e derivados neste link. 

Caso você utilize um sistema de 32 bits, instale este pacote. Basta baixar e instalar dando dois cliques. Depois de instalado você encontra o software no menu de aplicativos do seu sistema.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como adicionar o repositório oficial do Google Chrome no Deepin

Nenhum comentário

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

O Google Chrome é o navegador mais popular da atualidade e ele já vem pré-instalado e no repositório do Deepin Linux, uma das distros que mais tem chamado a atenção nos últimos meses. O Deepin é baseado no Debian mas possui um repositório próprio de onde todos os seus softwares preveem, por isso, alguns softwares podem demorar um pouco mais para atualizar.

Google Chrome oficial no Deepin



Quando nós entrevistamos os desenvolvedores do Deepin, eles explicaram como funciona o repositório e o ciclo de atualizações da distro. Como o Chrome faz parte do repositório deles, o mesmo vale para ele.

O Chrome do Deepin não é desatualizado demais, mas mesmo assim, como se trata de um navegador de internet, mantê-lo sempre na última versão pode ser importante. Se você não quiser aguardar até que os desenvolvedores do Deepin façam a atualização do software, a forma de contornar isso e ter sempre a última versão instalada é adicionando o repositório oficial da Google no Deepin.

Como adicionar o repositório oficial do Google Chrome no Deepin


O Deepin é baseado no Debian, como já mencionado, logo, não vamos usar PPAs, como no Ubuntu, vamos usar os repositórios do Debian, você pode ler mais sobre isso na própria Wiki do "sistema universal".

Você poderia ir até o site da Google e baixar o Chrome, instalando com dois cliques, isso também funcionaria, porém, isso não adiciona o repositório ao Deepin, fazendo com que você tenha que instalar o browser a cada lançamento manualmente, podemos automatizar essa tarefa fazendo uma pequena configuração.

Geralmente os arquivos de repositórios ficam em /etc/apt/sources.list, este arquivo de texto contém os repositórios padrões da distro, são eles que modificamos neste tutorial, onde você aprendeu a deixar o download de pacotes do Deepin mais rápido, no entanto, não é este arquivo que temos que alterar para modificar os repositórios adicionais, como o do Skype, Spotify e do Google Chrome.

Os repositórios adicionais ficam no diretório /etc/apt/sources.list.d. Use o gerenciador de arquivos do sistema para navegar até esta pasta:

Configuração de listas de repositório no Deepin

Nesta pasta, clique com o botão direito do mouse e vá na opção de "Abrir em nova janela como administrador".

Configuração de listas de repositório no Deepin

Na janela em modo Root, crie um novo arquivo de texto e coloque o nome de google-chrome-stable.list

Configuração de listas de repositório no Deepin

Abra o arquivo que você criou com o editor de texto de sua preferência e cole a seguinte linha dentro dele, depois salve o arquivo:
deb [arch=amd64] http://dl.google.com/linux/chrome/deb/ stable main

Google Chrome repository

Depois de salvar, pode fechar o editor de texto e agora você terá um arquivo google-chrome-stable.list dentro daquele diretório.

Google Chrome repository

Depois disso, basta mandar atualizar o sistema, você pode fazer isso pelo utilitário de atualização:

Atualização do Deepin

Ou é claro, pelo terminal:
sudo apt update
Se houverem atualizações, você poderá instalá-las.

Essa dica vale para qualquer repositório extra do Debian que você queira adicionar, eu uso também o do Spotify e do Skype para mantê-los sempre nas últimas versões.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Estou usando o Deepin 15.5 Beta, veja o que tem de novo!

Nenhum comentário

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Eu já contei pra vocês que eu gosto de testar as coisas? Acho que sim, né? 😉 Se não contei, esta é uma dedução que você provavelmente já alcançou. Como eu gosto de fazer este tipo de teste, e gosto do Deepin Linux,  estou testando o canal instável da distro e hoje recebi a atualização para o Desktop 15.5 Beta. Tem bastante coisa interessante chegando na distro, deixa eu contar pra você! :D







A nova atualização do Deepin (a 15.5), deverá estar disponível para todos em breve através do canal estável, ela corrige vários bugs e melhora a usabilidade, trazendo novos recursos para a interface.

Coisas novas no Deepin Desktop Enviroment 15.5


Desde que nós entrevistamos os desenvolvedores da distro, várias coisas haviam sido prometidas para esta atualização e realmente eles entregaram muito mais do que o anunciando, felizmente. Você pode ver alguns dos objetivos em aberto ainda da distro aqui.

Deepin novidades

Podemos começar com o básico. Tivemos um refinamento no tema do sistema, especialmente no tema de ícones, que mudou em vários aspectos, deixando as aplicações (em geral) mais integradas, ainda que algumas destoem dos ícones originais, como o da Steam, que você pode ver na imagem acima.

No próprio menu do Deepin, ou Dash, nós temos uma mudança visual sutil. Agora as aplicações que tem nomes longos como o GIMP (Programa de manipulação de imagens do GNU), ficam com os nomes reduzidos, quando você colocar o mouse sobre a aplicação, ela "virá para frente", ficando em destaque e exibindo o nome completo.

Novas configurações do Deepin

A barra lateral de configurações, um dos grandes diferenciais da interface, também recebeu melhorias. Quero dar dois destaques, apesar de haverem várias pequenas melhorias.

1 - Temos agora suporte melhorado para telas de altíssima definição, podendo ajustar a escala conforme quiser, como no Unity do Ubuntu, no entanto, para isso ter efeito, é necessário encerrar a sessão e logar novamente.

2 - Agora é possível criar hotspots facilmente, que era algo que eu tinha apontado como um "contra" da interface anteriormente. Algo que era simples de criar no GNOME Shell por exemplo e não era possível de fazer no Deepin nativamente. Agora não só é possível, como é extremamente simples.

Deepin File Manager
Renomeando arquivos em massa

O Deepin File Manager, o gerenciador da arquivos, também recebeu upgrades e está mais rápido para pesquisar arquivos,o mesmo ganhou a função de renomear arquivos em massa também, o que é bem bacana.

Deepin Music

O Deepin Music recebeu upgrades também, assim como as outras ferramentas nativas. Apesar de serem correções de bugs no geral, uma diferença é que temos a opção de usar o player escuro agora e controlá-lo pela barra lateral, o mesmo vale para o VLC, Deepin Movie, Spotify e qualquer outro praticamente, todos tem integração com a barra lateral. O Deepin Movie inclusive, agora suporta streaming também, da mesma forma que o VLC.

Deepin Clone
Deepin Clone

Outra ferramenta que nasceu foi o Deepin Clone, uma ferramenta de backup que permite que você crie cópias dos seus arquivos e até mesmo partições inteiras. É praticamente uma interface mais bela para o Clonezilla, só que mais simples.


Deepin Store

Outro software novo é o Deepin Picker, uma ferramenta para selecionar cores na tela, como o GNOME Picker. O interessante é que esta aplicação, juntamente com uma versão do Deepin Music (não a que vem pré-instalada no sistema), são as duas primeiras aplicações Flatpak disponíveis na Deepin Store, algo que deve ser uma tendência futura.

Juntamente a isso, temos vários novos softwares adicionados à Deepin Store, que já é bem completa, no entanto, essa não é uma GRANDE novidade, visto que os desenvolvedores adicionam e atualizam softwares toda a semana praticamente. Você pode ver todos os softwares incluídos semanalmente no site oficial e claro, na própria Deepin Store.

Deepin Dock

Na Dock tivemos uma pequena mudança também. Existem ícones que anteriormente eram fixos na barra. Agora, através da sessão "plugins", que você encontra clicando com o botão direito do mouse sobre a Dock, você pode remover/adicionar no painel os ícones de calendário, som, rede e energia.

A noção de plugin me diz que pode ser possível que tenhamos aplicações da comunidade sendo desenvolvidas como plugins para a Dock, não sei se isso vai realmente acontecer, mas é uma possibilidade. Outro detalhe legal é que o ícone de conexões com a internet agora possui o botão de "refresh" para reanalisar as redes disponíveis.

Melhorias pontuais


Não houve uma grande atualização do Kernel da Distro, porém, alguns detalhes tiveram melhorias. Muita gente reclamava de não ter um bom sinal de WiFi no Deepin, fazendo a conexão cair eventualmente (acho que isso variava de acordo com a placa de rede), de qualquer forma, percebi uma estabilidade maior e um sinal mais forte depois dessa atualização, ainda que eu não tenha tido maiores problemas anteriormente com isso.

Vale a pena você deixar o seu comentário sobre o assunto.

Outro detalhe que percebi, é que havia uma certa instabilidade com a tela sensível ao toque do meu Notebook Lenovo Yoga 12, o touch as vezes se desligava e deixava de funcionar. Até o momento não tive mais o problema e a tela sensível ao toque está funcionando perfeitamente.

Tivemos uma atualização na configuração de mesas digitalizadoras também, onde é possível configurar o método de entrada entre caneta e mouse.

Com isso eu finalizado a minha breve análise da atualização, dá gosto de ver como o Deepin caminha a passos largos para melhorar o sistema, um outro ponto que eu gostaria de ver melhorado no futuro é o suporte para drivers de vídeo mais recentes, mas do jeito que a coisa anda, acho que posso ser esperançoso, não?

Deixe a sua opinião sobre tudo isso nos comentários e se você usa o Deepin, fique ligado para receber as atualizações.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin Presentation Assistant - Uma nova ferramenta para o Deepin Linux

Nenhum comentário

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Os desenvolvedores do Deepin continuam a melhorar o sistema, praticamente toda a semana o site oficial libera algumas novidades e correções e mais programas adicionados ao repositório do sistema e à Deepin Store. O Deepin Presentation Assistant é uma dessas novidades.

Deepin Presentation Assistant






Pra ser justo e sincero, este aplicativo foi disponibilizado há um bom tempo já. Se você usa o Deepin talvez já o tenha testado inclusive. Eu tinha feito uma anotação aqui para falar dele assim que ele saiu mas por qualquer motivo que seja, acabei me esquecendo e deixando passar. Então vamos compensar isso, pois é uma ferramenta nativa, completamente integrada e interessante.

O Deepin Presentation Assistant


Parecido com o que acontece com um Google Chromecast, onde você pode enviar fotos, vídeos e reproduzir conteúdos do seu Smartphone na sua TV, o Deepin P.A. permite que você conecte o seu Smartphone ao seu computador, desde que ambos estejam na mesma rede, permitindo que você envie imagens da sua galeria para a tela, onde você pode fazer desenhos e explicar gráficos por exemplo, você também pode controlar as apresentações de slides com o WPS Office que vem juntamente com o Deepin (o LibreOffice possui uma solução própria para isso), além de espelhar a tela do seu Smartphone da tela do computador para ver vídeos, ou qualquer outra coisa.

Os desenvolvedores do Deepin comentaram que a ideia é que você possa até mesmo jogar os games de Android e iOS dessa forma, porém, o App me parece estar com muito lag ainda, não sendo adequado para essa finalidade. Outra funcionalidade interessante é que o App tem suporte para mudança de orientação de tela, quando conectado no modo "Projetor Wireless".

Deepin Presentation

O aplicativo está disponível na Deepin Store, porém, para fazer o seu Smartphone se comunicar com ele você vai precisar instalar um App nele também, seja Android ou iOS. Dentro do próprio App que você baixa da Deepin Store existem os links para você baixar os aplicativos para ambas as plataformas.

Todo o processo é guiado e extremamente intuitivo. Testando, ainda percebi alguns pequenos bugs, as vezes ele não conseguindo fazer a conexão na primeira tentativa, mas em linhas gerais funcionou bem. Com o tempo esse tipo de problema deve ser corrigido certamente.

Para conectar Smartphone e computador com o Deepin Link (nome do App para Android/iOS) basta escanear um QR Code.

Faça o teste e comente o que você achou, até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Iris Mini - Proteja seus olhos enquanto usa o computador

Nenhum comentário

terça-feira, 31 de outubro de 2017


Eu acabei ficando fã de programas como o Redshift ao longo do tempo, claro que ele não é o único, é notável como este tipo de aplicação acabou ganhando popularidade nos últimos tempos, temos também o f.lux e o próprio GNOME acabou incluindo isso como padrão no Shell, agora o Linux Mint fará algo parecido também, no entanto, hoje vamos conhecer o Iris.


Iris Mini






Assim como os outros softwares comentados, o Iris Mini (ele possui outra versão com mais recursos, porém paga) consegue mudar o tom de luminância da sua tela, fazendo com que seus olhos fiquem menos cansados ao usar o computador por longos períodos.

Iris Mini

Eu acabei descobrindo esta ferramenta na central de aplicativos do Deepin (Deepin Store) e me surpreendi com a qualidade. Ela é uma ferramenta de código fechado e que possui uma versão paga também (ao que me parece), entretanto, a versão grátis já faz tudo o que eu gostaria que fizesse.

Cabe observar também que esta é a ferramenta mais abrangente em termos de plataformas que eu já vi. Possui versão para Linux Desktop, Android, iOS, ChromeOS,  Google Chrome, Windows, macOS e até Windows Phone, possuindo também um Ubuntu customizado com ele pré-instalado, para quem quiser uma ISO que já tenha ele embutido, chamada de "Iris OS".

Apesar disso, existe uma versão Open Source dele, o Iris FLOSS, que você pode acessar no GitHub. Os desenvolvedores parecem ter um carinho especial pelo software em sua versão para Linux.

Quem decidir comprar vai pagar entre 5 e 10 dólares, dependendo da versão, o que não é tanto assim, visto que a licença é vitalícia, além disso, eles aceitam pagamento em Bitcoin também. Faça um teste e veja o que você acha, caso ele não lhe atenda (eu uso o Iris Mini grátis no Deepin), você tem algumas opções, tais as quais eu comentei no início do artigo, entretanto, independente de qual você escolha, eu ainda sugiro que se você realmente está tendo problemas com seus olhos, que use o Safe Eyes também, ele vai te lembrar de fazer exercícios com seus olhos de tempos em tempos, é bem legal.

Acesse o site do Iris aqui, lá você pode fazer o download para o seu sistema operacional, e como comentei, caso você use o Deepin, basta baixar da Store.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Instalando o básico para programar em Python no Linux (Ubuntu, Mint e Debian)

Nenhum comentário

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Dando continuidade a uma pequena série de artigos que vai te ensinar a criar ambientes básicos de programação em linguagens variadas que começou com este artigo falando de Java, hoje vamos mostrar como criar um ambiente bacana para você desenvolver Python no Ubuntu, Linux Mint, Debian e seus derivados, o que inclui Deepin, elementary OS, entre outros.

Montando ambiente para programar em Python





Este artigo foi desenvolvido em parceria com Tiago Funk, ele vai te ajudar a entender melhor como criar uma ambiente ideal para começar a programar em Python em algumas das distribuições Linux mais famosas.

Começando


Se você está com dúvidas sobre o que é necessário para poder programar em Python na sua distro Linux, este artigo tem a pretensão de lhe instruir em seus primeiros passos. Antes de tudo, é importante dizer que o Python é uma linguagem interpretada, ou seja, todas as instruções que você for programar nela são, na verdade, instruções que um outro software seguirá.

O mais legal nessa história é que distros Linux utilizam Python para muitas coisas, assim esse interpretador já vem instalado na sua distribuição, mas há um porém, em geral as distros utilizam uma versão antiga do Python, a 2.7, enquanto que hoje existe a 3.5 (Essa versão também já vem instalada em alguns casos). Para ver testar o Python, abra o terminal e digite python3.5 e note que o cursor do terminal vai mudar.

Testando Python

Nesse console que se abriu podemos digitar comandos em Python para que ele os execute. Ao digitar  apenas python  o terminal, ele vai usar a versão 2.7 ai invés da mais recente.

É importante definir qual a versão do Python que você quer trabalhar, pois existem diferenças na sintaxe entre as versões, ou seja, para fazer a mesma ação, existem comandos diferentes em cada versão.

Instalando uma IDE


Para poder programar em Python, em teoria, você já teria o suficiente só com o que vem pré-instalado, entretanto, para ganharmos tempo, vamos instalar um IDE, que é um software que vai automatizar muito dos processos que você teria que fazer para poder executar o programa que você acabou de escrever.

Talvez a melhor opção para Python seja o PyCharm, é muito completo, leve, e bastante bonito. 


No site de download escolha a versão da comunidade, que é gratuita, porém mais básica, para o nosso propósito, vai servir perfeitamente. Se não me engano há um pacote Snap para Ubuntu (e qualquer distro) dele, se você usa o Deepin, ele está na Deepin AppStore.

Site do PyCharm

Após o finalizado o download, você terá uma arquivo .tar.gz, descompacte-o, entre na pasta que foi criada e entre na pasta bin.

Instalando o PyCharm

Dentro dessa pasta existe um arquivo chamado pycharm.sh, esse arquivo é o instalador, para executa-lo, abra o terminal, navegue até a  pasta do arquivo e digite ./pycharm.sh, e a instalação vai iniciar.

Instalando o PyCharm

A primeira janela que vai se abrir é a janela que pergunta se você vai querer restaurar dados de instalações passadas, no nosso caso não vamos fazer isso, depois aceitamos o termos de utilização e por último, uma janela aonde podemos personalizar a interface vai se abrir, podemos deixa-la no padrão.

O próximo passo é criar um projeto, escolhendo o local onde serão guardados os nossos arquivos Python.

Configuração do PyCharm

Não esqueça de escolher a versão do Python com que você quer trabalhar. Agora, vamos criar um novo arquivo.
Novo arquivo no PyCharm

Clique em file (no menu superior) e depois em new…, vai-se abrir uma pequena janela, selecione Python file, nomeie-o e escreva o seguinte:
print(“Olá para todos !!”)

PyCharm Indexando

Talvez você tenha que esperar um pouco se esta for a sua primeira vez abrindo o PyCharm, é necessário esperar um pouco. Como na imagem acima, o Pycharm estará indexando alguns arquivos, assim, é bom esperar um pouco e deixar que isso ocorra.

Para executar o seu código, vá até o menu Run e clique em Run novamente, a execução será semelhante a isso:

Rodando o programa no PyCharm

Finalizando


Basicamente está tudo pronto e funcionando, mas temos mais duas dicas para você:

1 - Para escolher a versão do Python do seu projeto vá em: File (no menu superior), default settings, e na janela que se abrir selecione project interpreter e  então selecione a versão desejada.

Configurando o Interpretador no PyCharm

2 - Se você é do tipo que gosta de usar atalhos, vá em help (menu superior), keymap references e vai se abrir um PDF como todos os atalhos da IDE. Dê uma estudada nele, pois eles podem ajudar a agilizar o seu trabalho.

Agradecemos ao Tiago pela contribuição, agora você já tem o básico para começar os seus trabalhos e estudos.


Até a próxima!


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Usuário cria tutorial de customização do Deepin para jogos

Nenhum comentário

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

O YouTuber Erickson Amaral, do canal Livre Software, criou um tutorial mostrando como ajustar componentes sensíveis do Deepin Linux para instalar as últimas versões de drivers de vídeo, Kernel, MESA e outras coisas mais.

Linux Deepin Gamer





Antes de mais nada, eu gostaria de dizer que apenas recomendo este tutorial para aqueles que tem conhecimento mais avançado em Linux, ou que não tem medo de "destruir" o sistema e depois perder alguns minutores arrumando (ou formatando), pois mexer com partes sensíveis do sistema pode acabar desestabilizando-o.

No procedimento demonstrado no vídeo abaixo o Kernel do sistema, os drivers e o servidor gráfico são alterados, então preste atenção e faça preferencialmente em uma máquina de testes antes de colocar na sua máquina de produção.


Para aqueles que quiserem acompanhar os passos em modo texto, o Erickson criou um artigo no blog dele com todo o passo a passo também, confira aqui.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin lança video oficial para mostrar funções no sistema

Nenhum comentário

terça-feira, 25 de julho de 2017

Por mais simples que sejam, eu realmente sinto falta de vídeo oficiais das distribuições. O marketing para qualquer produto é uma ferramenta extremamente importante e infelizmente, altamente negligenciada por muitas distros. Tudo bem que o vídeo do Deepin não é "tudo isso", até por estar em chinês, isso acaba tornando-o menos acessível para boa parte do mundo, especialmente se comparado aos da SUSE, mas eu sempre acho muito legal quando isso acontece.

Deepin OS oficial PROMO




O Deepin, como um produto com intenções comerciais, criou um pequeno demonstrativo nas funções de sua interface, demonstrando alguns recursos interessantes. O vídeo saiu no que parece ser o canal oficial da distro YouTube e tem apenas alguns minutos, mas serve para mostrar o sistema para os novos usuários, especialmente os chineses:


Se quiser ver uma "versão não oficial em português", eu fiz um vídeo recente no canal do blog Diolinux no YouTube mostrando os recursos que eu mais gosto no Deepin:



Qual distribuição você acredita que deveria investir mais em marketing? Você considera isso importante? 

Deixe a sua opinião nos comentários e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo