Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador deepin-linux. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador deepin-linux. Mostrar todas as postagens

YACReader, o seu leitor de HQs no Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 31 de janeiro de 2019

Se você é um aficionado por HQs, tem algumas delas baixadas no seu Ubuntu,Linux Mint ou outra distro Linux, e precisa de algum leitor pensado para essa função, o YACReader veio para lhe ajudar.

 YACReader, o seu leitor de HQs no Linux






Muitos que vem chegando no mundo Linux estão procurando programas para facilitar o seu dia a dia com tarefas triviais, como ler quadrinhos. O YACReader foi uma grata surpresa ao procurar por programas para essa tarefa.

Algumas características do YACReader




O YACReader é escrito em C++ e tem código aberto, com ele você pode ler arquivos nos seguintes formatos: rar, zip, cbr, cbz, tar, pdf, 7z and cb7,jpeg ,gif ,png , tiff e bmp.

Outras características interessantes:
  • Transições bonitas, personalizáveis ​​e suaves como um “fluxo de HQ”;
  • Leitura de página dupla;
  • Traduções disponíveis para Holandês, Francês, Alemão, Português (brasileiro), Russo e Turco;
  • Opção para usar aceleração de hardware;
  • Suporte multiplataforma para Linux, Windows, macOS e iOS;
  • Suporte a Tags;
  • Modo de navegação rápida;

Para mais informações sobre o YACReader, basta acessar o site deles.




O software é disponibilizado em .deb (Ubuntu, Linux Mint, Debian, Deepin, elementary OS, etc), em .rpm (Fedora, openSUSE, etc) e através do AUR (Arch Linux, Manjaro, Antergos, etc.), de modo que você pode escolher na página de downloads o adequado para a sua distro.

Agora você vai poder ler às suas HQs na sua distro e não perder mais aquela saga que você tanto ama. 😀

Espero você no próximo post, forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin 15.9 recebe update

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

O Deepin é uma das distribuições Linux com visual mais apelativo, no bom sentido claro 😂😂😂, e sua última atualização a 15.9 recebeu melhorias como: melhor compatibilidade com telas touch screen, no gerenciamento de energia, várias correções em aplicativos e muito mais, confira nosso post sobre essas melhorias.

deepin-update-15.9-1

E hoje dia 30 de Janeiro, mais correções foram adicionadas ao sistema, demonstrando que a equipe de desenvolvimento do Deepin não está de brincadeira. Segue uma lista dos erros corrigidos e adições ao sistema:

DDE 15.9 +1
  • Erro que ao pressionar o atalho Super + D para mostrar o desktop e definir um novo papel de parede, o papel de parede não era visualizado;
  • Erros de atalhos após desabilitar os efeitos de janelas;
  • Problema de exibição em diversas telas;
  • Mostrar a opção “Hibernar” conforme o tamanho da SWAP;

Launcher
  • Corrigido bug no modo tela cheia, na qual os ícones saltavam acima do launcher;
  • Bug na caixa de pesquisa no modo mini;

Painel de Controle
  • Adicionado switches separados para o efeito de som do sistema;
  • Adicionado suporte para SSTP VPN e proxy VPN;
  • Correção de erro que excluía a primeira letra do nome ao criar um novo usuário;
  • Solução do bug na exibição no módulo Account;
  • Erro no OpenVPN, na qual não aparecia opção TLS;
  • Corrigido erro no modo de segurança do hostpot, antes não podendo configurar WEP;
  • Erro que cortava a parte inferior da lista de notificação;

Dock
  • Adicionado opção “Hibernar” ao clicar com botão direito em shutdown (Desligar);
  • Melhora no carregamento dos ícones na tray (bandeja do sistema);
  • Correção do erro no tamanho do controle da ferramenta de dica, no botão de desligar;
  • Corrigido erro que deixava a dock em branco, ao arrastar e soltar ícones usando telas touch screens.

Atualizações de aplicações no sistema


APT
  • Apt atualizado para versão 1.8.0 ~ beta1 + deepin, com correções de segurança.

Deepin File Manager 4.7.5-1
  • Adicionado pesquisa avançada;
  • Correção no bug que retirava a seleção do arquivo após ter nome alterado;
  • Corrigido ordem errada em arquivos recentes;
  • Correção no erro do modo de visualização na raiz do diretório;

Deepin Store 5.2.0.5-1 
  • Corrigida bug na interface, após exclusão dos aplicativos na lista de doações;

Deepin Terminal 3.2.1
  • Adicionado os atalhos (Ctrl + Alt + teclas de seta) para ajustar o tamanho do app após dividir a janela.

Deepin Movie 3.2.19-1 
  • Correção no modo mini, não era mostrado o menu de contexto ao clicar no modo máximo.

Deepin Screenshot 4.1.7-1 & Deepin Screenshot (Flatpak) 4.1.7 
  • Adicionado a função salvar imagem “Shift + e”;

Deepin Image Viewer 1.3.8-1 e visualizador de imagens Deepin (Flatpak) 1.3.8 
  • Corrigido as falhas.

Deepin Music 3.1.14-1 e Deepin Music (Flatpak) 3.1.14 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Package Manager 1.3.0-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Graphics Driver Manager 1.1.4-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Repair 1.0.11-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Editor 1.2.6.3-1 
  • Correções de bugs.

Deepin System Monitor 1.4.8.1-1
  • Correções de bugs.

Para saber todas as melhorias e correções do update da versão 15.9 do Deepin, acesse sua página oficial com todos os detalhes.

E você está utilizando o Deepin? Deixe nos comentários suas experiências com essa nova versão.

Te vejo no próximo post, aqui no blog Diolinux, até lá compartilhe as publicações, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin 15.9, conheça as novidades!

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

O Deepin começa o ano de 2019 com uma atualização significativa, agregando novas funcionalidades a sua interface gráfica, Deepin Desktop Environment (DDE) e corrigindo bugs.

deepin-15.9

Anunciada hoje, (16 de Janeiro), pela empresa chinesa Wuhan Technology, está disponível  a atualização do Deepin para usuários do sistema chinês, com download em seu site oficial. 

Correções de bugs já conhecidos, e melhorias de performance em funcionalidades e aplicações existentes, foram os alvos desta nova versão. Mas não para por aí, funcionalidades extras foram adicionadas.

Quem conhece minha trajetória e acompanha meu singelo projeto OSistemático, sabe que nutro um certo carinho pelo sistema, principalmente pela sua interface gráfica e aplicações singulares.

Novidades para quem possui tela touchscreen


Para dispositivos que possuem tela sensível ao toque, a nova versão 15.9 trará suporte aos múltiplos toques, como: cliques, cliques duplos, pressionamento prolongado para chamar o “menu de contexto”, deslizar para cima e para baixo, em páginas da web e aplicações, entre inúmeras possibilidades.

touchscreen-deepin-tela-toque

Outra funcionalidade que está presente é o teclado virtual, muito útil para utilização da tela com touchscreen, ou até mesmo outras ocasiões, por exemplo uma teclado ausente ou com algum defeito. 

teclado-virtual-acessibilidade-deepin

Gerenciamento inteligente de energia


Com esta funcionalidade o Deepin visa simplificar configurações relacionadas ao gerenciamento de energia, dando maior controle ao suspender o monitor, ou até mesmo na própria gestão de energia, de notebooks e desktops.

deepin-energia-gerenciamento-bateria

Atualizações e instalações de programas, mais veloz


Através do recurso denominado de “Smart Mirror Switch”, o Deepin irá automaticamente identificar o espelho mais rápido, e próximo a localidade do usuário. Isso resultará em menos configurações manuais, e eventuais melhoras no download de aplicações e atualizações do sistema. Este recurso pretende sanar uma dos maiores problemas do Deepin, sua lentidão ao efetuar download de atualizações e instalar apps no sistema.

deepin-download-espelhos-servidor

Correções de vários bugs e aprimoramento no sistema


Muito mais novidades acompanham o sistema, e muitas melhorias de baixo do capô. Nem sempre o usuário nota as modificações e melhorias. Apenas questões visuais, ou recursos adicionais na interface ou software adicionado.

Diversas correções foram realizadas nesta nova versão, seja na interface gráfica DDE, ou aplicações do ecossistema Deepin, alguns exemplos de apps e funcionalidades com bugs solucionados:

Lista de aplicações e funcionalidades com bugs corrigidos, na versão do Deepin 15.9


  • Centro de contro;
  • Launcher;
  • Área de trabalho;
  • Dock;
  • Gerenciador de arquivos do Deepin;
  • Deepin Installer;
  • Deepin Store;
  • Deepin Movie;
  • Deepin Music;
  • Deepin Graphics Driver Manager;
  • Deepin Image Viewer;
  • Deepin Terminal;
  • Deepin Editor;
  • Entre outros.

Se quiser ver a lista completa de aplicações e seus referentes bugs, acesse o site oficial do Deepin com a publicação.

O Deepin é um sistema que vem chamando a atenção de muitas pessoas, tem algumas questões e receios por ser chinês, mas fica evidente que sua interface e aplicações agregam em funcionalidades importantes e parece que seus desenvolvedores vem trabalhando e lapidando a cada dia o seu ecossistema.

Acesse o site oficial do Deepin, e efetue o download desta nova versão.

Já testou a nova versão 15.9 do Deepin? Usa como sistema principal? Diga nos comentários o que acha do Deepin e sua belíssima interface DDE.

Até mais pessoal, nos vemos na próxima, SISTEMATICAMENTE!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Interface do Deepin deve chegar ao Fedora 30

Nenhum comentário

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Em uma postagem recente, o pessoal do site Phoronix, achou uma page no Wiki do Fedora onde mencionava a inclusão do Deepin Desktop Environment (DDE) nos repositórios da distro, visando a facilidade de uso, usabilidade e elegância, atributos que muitas pessoas dão a interface do Deepin.

 Interface do Deepin deve chegar ao Fedora 30






Segundo a page da Wiki, a instalação do DDE não traria alterações em todo o sistema, como dependências, compatibilidade e afins. Assim não dando margem para quebra do Fedora
O Deepin Desktop Environment faz uso do kit de ferramentas Qt5. Como a proposta é somente alterar o desktop e não o sistema todo, possivelmente poderá ser aprovada no Comitê de Engenharia e Direção do Fedora (Fedora Engineering and Steering Committee).

Para instalar, quando lançada essa possibilidade, seriam apenas com alguns comandos (que vamos mostrar a título de curiosidade, então não estão funcionando ainda), que são:

sudo dnf update
sudo dnf install deepin-desktop
sudo dnf install deepin-calendar deepin-calculator deepin-editor deepin-image-viewer deepin-picker deepin-screenshot deepin-system-monitor

Muito possivelmente essa portabilidade levaria a criação (talvez) de uma Spin do Fedora com o DDE.

Se você quiser saber mais, veja a page da Wiki do Fedora.

É surpreendentemente esse interesse das pessoas pelo Deepin e  a sua DE famosa a ponto de portá-la para o Fedora, tornando-o mais atrativo para novos usuários, o que  abre margem para supormos que outras distros podem se beneficiar, como Ubuntu, Mint, openSUSE e por aí vai, já que portar de deb para rpm e vice e versa não costuma ser um trabalho demasiadamente complexo, com raríssimas exceções.

Nos diga nos comentários o que você achou dessa possibilidade do Fedora ter o DDE nos repositórios oficiais. Você usaria o Fedora com a DDE?
Compartilhe conosco o seus pensamentos através dos comentários, até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Você já experimentou o novo Deepin 15.8?

Nenhum comentário

sábado, 24 de novembro de 2018

O Deepin é, provavelmente, a distro Linux que mais chamou a atenção por conta do design da interface aprimorada no último ano. Enquanto essa interface foi remodelada há algumas versões, a versão recém lançada (15.8) do Deepin Desktop Enviroment, está ainda mais lapidada.

Deepin 15.8






Os desenvolvedores do Deepin anunciaram um bela atualização para a distro e para interface, melhorando recursos já existentes no ecossistema, confira no nosso vídeo todas as principais novidades:


O grande diferencial desta versão foi melhorar recursos já existente para que a usabilidade ficasse mais versátil e aprimorada, como a região dos indicadores do sistema e até mesmo o famoso painel lateral que o Deepin carrega.

Trazendo coisas reconhecidamente boas


É sempre bom considerar duas coisas ao se desenvolver uma interface, a familiaridade e a inovação. Muitas vezes ambas entram em conflito, a ânsia por inovação acaba gerando algumas ideias não tão usuais e pouco práticas, como aquele antigo sistema de notificações do GNOME na parte inferior da tela, que já foi abandonado (felizmente) há um bom tempo.

Antigo sistema de notificações do GNOME Shell
Antigo sistema de notificações do GNOME Shell

Considerando isso, uma das características do Deepin que eu mais admiro é a capacidade que os desenvolvedores tem de pegar vários conceitos presentes em diversas interfaces e sistemas (Android, GNOME, macOS, Windows, etc) que são familiares das pessoas e causam empatia e implementar no sistema, muitas vezes funcionando exatamente como funcionam em outros lugares e às vezes aplicando algumas melhorias para tornar a usabilidade consistente.

Para comentar alguns exemplos, temos agora o Dark Mode nas aplicações. Na prática, qualquer tema sempre conseguiu trazer essa feature para qualquer ambiente usado com distros Linux, entretanto, essa demanda se tornou mais latente com a implementação recente feita pela Apple e pela Microsoft, o que apesar de já existir no mundo Linux há tempos, fez com que muitos desejassem tal função de forma nativa.

Deepin Dark Mode

Apesar de podermos ajustar isso nas nossas interfaces (nós usuários Linux), não tínhamos uma implementação de modo escuro da mesma forma que o Deepin colocou, permitindo alterar o tom dos Apps de forma individual, sem afetar todo o sistema necessariamente.

Deepin Linux Mostrar Área de trabalho

Até mesmo a mudança do ícone para exibir a área de trabalho na versão novam, não é nada mais do que a implementação que o Windows tem desde... sempre, não tem nada de errado com isso, funciona muito bem, muito melhor do que ter um botão só para isso.

Mais novidades escondidas


Como comentado no vídeo, existem muitas coisas novas chegando e muitas coisas sendo constantemente melhoradas, porém, uma delas que não foi mencionada no vídeo inclusive, e que merece um comentário, é a criptografia de disco, que agora está presente diretamente na instalação. O código do Deepin está disponível no GitHub para consulta, assim você pode saber mais sobre o projeto.

A Deepin Store (loja de aplicativos) também recebeu melhorias, mas aparentemente parte delas está diretamente na infraestrutura da distro, antigamente as pessoas reclamavam muito de lentidão ao fazer download de softwares à partir dela, hoje esse problema parece ter sido muito minimizado, provavelmente graças as belas parcerias que a Wuhan Technology, empresa por trás do Deepin, vem conseguindo fazer com várias empresas e universidades ao redor do mundo.

Como você pode usar o novo Deepin 15.8?


A forma mais simples, sem dúvida, é baixando a versão mais recente do sistema diretamente do site oficial. Se o download for muito demorado pelo mirror oficial, veja que existem algumas alternativas logo abaixo do botão de download principal, com downloads providos pelo Google Drive, Mega, entre outros. Temos um vídeo para te ajudar com isso se você precisar:


Você já está usando o novo Deepin? Conte pra gente nos comentários, até a próxima! :)
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conheça as novidades da versão 15.7 do Linux Deepin

Nenhum comentário

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

No último dia 20 (Agosto/2018) a equipe do Deepin lançou a nova versão do sistema, chegando à  versão 15.7 com algumas melhorias, correções e novidades em relação a versão 15.6.



Conheça as novidades da versão 15.7 do Linux Deepin.





Uma das novidades foi a adoção de um novo padrão para a numeração de versões da distro, para assim facilitar a vida dos usuários.

Os desenvolvedores declararam que a partir da versão 15.7, o Deepin vai adotar o padrão x.y.z  para assim nomear a distro.

O X vai ser o número para identificar a versão principal, que hoje em dia é a 15, o que segundo comunicado deles, significa que é a versão desenvolvida e mantida desde 2015.

Já o Y significa o número da a “sub versão” do sistema, que vai receber atualizações a cada 3 meses, como se fosse um milestone.

Já a letra Z é a atualização “secundária” do Deepin, que deverá aparecer somente quando houverem atualizações importantes entre dois lançamentos X.Y.

Quando o valor Y  nas versões for um número par, isso significa que elas receberão mais ênfase em atualização de recursos, já as que possuírem um valor ímpar terão maior ênfase em trazer otimizações para o sistema e aprimorar a estabilidade do mesmo. 

Portanto o Deepin 15.7 vai ser o primeiro a “inaugurar” essa nova forma de nomenclatura.

Outra novidade é que o Deepin 15.7 está em sincronia completa com os repositórios do Debian com as últimas atualizações disponíveis nele, dessa forma, se você fizer um update das versões anteriores para a nova, terá em média uma atualização de 1GB e dependendo da sua internet, isso pode levar um tempo, ou seja, é bom ter paciência para fazer este upgrade. 

Outro ponto que eles mencionam é o tamanho da ISO do sistema, que nessa versão está mais enxuta em relação a anterior, a versão nova tem 2.5GB, o que não é pequeno, comparado a outras distros, mas também não é gigante.

Os desenvolvedores também anunciaram a otimização e uma série de ajustes no consumo de memória, indo dos atuais 1.1Gb para apenas 830MB e se tiver placa de vídeo dedicada esse consumo pode cair mais um pouco, indo para 800MB.


O que mostra que usuários de notebooks com placas híbridas receberam um pouco mais de atenção neste lançamento.

A primeira novidade pra essa galera, foi o aprimoramento do modo de economia de energia, que segundo o pessoal do Deepin é acionado de forma automática quando o notebook está usando somente a bateria, e a economia de energia pode chegar até a 20%.


Outra coisa muito boa que foi incluída, foi o NVIDIA-PRIME para quem tem gpu's híbridas e precisa gerenciar qual placa de video usar.



Um ponto que os usuários do Deepin reclamam é a lentidão dos repositórios da distro, mesmo com os esforços da comunidade em disponibilizar servidores próximos aos usuários, nem sempre tem o resultado esperado, pois os servidores do Deepin ficam na China. Pensando nisso, eles incluíram uma notificação no launcher avisando que o download pode demorar.



Falando em launcher, foi incluída a sessão “Categorias” dos aplicativos quando ativado o “modo min”  do menu do Deepin.



Para finalizar, alguns bugs corrigidos:

● Corrigido o “leak” de memória causado pela troca de papéis de parede;

Corrigido o problema de deadlock da janela de propriedades no File Roller;

Corrigida perda de ícone no Launcher;

Corrigida a confusão do Intel Compatible Mode e Intel Acceleration Mode no Deepin Graphics Driver Manager;

Para maiores informações, você pode acessar o blog deles.

Agora conte aí nos comentários o que você achou dessas novidades e se já atualizou o seu Deepin. =)

Até uma próxima e um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Desenvolvedores do Deepin informam que Deepin Store deixará de rastrear informações

Nenhum comentário

domingo, 22 de julho de 2018

Há algum tempo os desenvolvedores do Deepin foram jogados dentro de uma polêmica sobre uma suposta "espionagem" por parte da Deepin Store. Na época eles responderam ao comunicado esclarecendo o ocorrido e acalmando os usuários, mas parece que o estigma permaneceu e agora eles tomaram uma atitude mais drástica.

Deepin Store





A Deepin Store é uma das aplicações mais importantes do ecossistema do Deepin, é através dela que os usuários tem acesso a um dos repositórios mais diversificados do mundo Linux, associado ao próprio repositório do Debian, a distro na qual o Deepin se baseia, porém, ela é um tipo de software um pouco diferente, sendo basicamente um "webview" para um site em forma de App de Desktop.

Como qualquer outro site, o pessoal do Deepin costumava usar um serviço de coleta de informações para identificar características pertinentes ao tráfego, semelhante ao Google Analytics, chamado CNZZ, um serviço similar, porém, situado na China.

A existência deste recurso e a não possibilidade de desativá-lo por parte do usuário acabou gerando um descontentamento em algumas pessoas. Na primeira vez que esse assunto foi colocado em pauta, eu fiz um vídeo comentando:


Com a contínua desconfiança, os desenvolvedores anunciaram nesta semana que a nova versão da Deepin Store deixará de conter código da CNZZ.

Removendo a CNZZ da Deepin Store


Através de um comunicado no site oficial os desenvolvedores do Deepin informaram sobre a decisão de remover o CNZZ, explicando mais uma vez qual era a funcionalidade da ferramenta.

Um dos pontos destacados pelos desenvolvedores é que eles sempre querem ouvir a sua comunidade de usuários e a mudança foi feita por conta do feedback da comunidade Deepin. 

Apesar de ser uma ferramenta útil para ajudar a melhorar a Deepin Store, a utilização dos serviços da CNZZ, mesmo não coletando dados pessoais, poderia acabar gerando ainda mais desconfiança entre as pessoas, especialmente para as que são de fora da China e acreditam que, de forma geral, "produtos chineses não são confiáveis", nas próprias palavras dos desenvolvedores.

Além de informar a decisão, os desenvolvedores também convidaram todos os interessados em analisar o Deepin a fazerem em busca de problemas e falhas de segurança, pois isso poderá ajudá-los a melhorar o sistema e aumentar a confiabilidade nele.

Minha opinião sobre o assunto


Apesar de eu entender o motivo da inclusão do CNZZ e até concordar que é importante para um sistema com fins comerciais coletar informações sobre seu produto e seus clientes, como comentei no vídeo que mencionei acima, eu também entendo um pouco da reclamação em relação a coleta de dados, especialmente quando não há a opção de "opt-out", ou seja, de desativar a funcionalidade.

Provavelmente esta foi a melhor decisão que os desenvolvedores poderiam ter tomado sobre o assunto, entretanto, também vejo que agora eles tem de encontrar uma nova forma de fazer a curadoria da Deepin Store, para continuar fazendo melhorias.

O que você pensa sobre o assunto? Deixe a sua opinião nos comentários logo abaixo.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Os meus maiores destaques do Deepin 15.6 Beta

Nenhum comentário

domingo, 10 de junho de 2018

A distro chinesa continua lapidando as suas funcionalidades e acrescentando detalhes que podem fazer diferença no todo. Estive testando durante a última semana versão 15.6 Beta, confira agora os meus pontos de destaque.

Deepin 15.6 Beta






A versão 15.5 do Deepin chegou fazendo muito barulho com toda a remodelagem da interface, tornando-se para muitos a mais bela interface do mundo Linux, mas claro, que esse posto é disputável. Com toda a popularidade, muitos ficaram imaginando o que mais os desenvolvedores poderiam "aprontar" no futuro, com a versão 15.6.

Apesar do Deepin ser muito belo e prático, com uma Loja de Aplicativos muito completa, pequenos problemas afastaram alguns usuários, como servidores de repositório um pouco lentos e demora na atualização dos softwares presentes no repositório, além disso, tivemos também problemas com o driver de placas de rede Wi-Fi em alguns momentos, mas será que isso foi corrigido?

Novidades por baixo do capô no Deepin 15.6 Beta


A versão final do Deepin 15.6 deve sair ainda neste mês, o sistema, apesar de não ser "Bleeding Edge", é Rolling Release, então basta manter o seu sistema atualizado que você chegará nesta versão.

Agora o Deepin está com o Kernel 4.15.x, assim como o Ubuntu 18.04 LTS ou o novo Linux Mint 19, porém seus drivers não acompanham as mesmas releases que estas distros.

Em termos de Wi-Fi, me parece que o problema de queda de conexão foi resolvido, quanto aos drivers de vídeo, eles ainda não são os mais recentes. O driver Nvidia por exemplo está na versão 387.x, enquanto que no repositório do Ubuntu estamos com a versão 390.x ou superior.

Tivemos também uma queda considerável no consumo de memória RAM logo após o Boot, conseguindo beirar os 600 MB, dependendo de como você use o sistema e o que coloque na inicialização.

A Deepin Store recebeu muito mais aplicativos e está cada vez mais completa também, ela agora possui uma sessão completa de aplicativos Flatpak, assim como fez o Linux Mint na sua Mint Install.

Linux Deepin Flatpak

Linux Deepin Flatpak

Em termos de repositório, o repositório padrão continua um pouco lento, sendo necessário alternas o /etc/apt/sources.list para ter um download mais rápido, como mostramos neste tutorial.

Inclusive, fica como sugestão para os desenvolvedores. Durante a instalação o Deepin poderia fazer o benchmarks de velocidade de mirrors e configurar o mais veloz para cada usuário, visto que a opção de alterar os mirrors que existe no painel de configurações não me parece ser muito eficientes.

Novidades na interface


Conforme a entrevista que os desenvolvedores do Deepin concederam ao blog Diolinux há quase um ano, o Deepin agora está entrando em uma fase de lapidação, sem mudanças drásticas, mas ainda assim com vários implementos.

O Deepin File Manager, ou gestor de arquivos, recebeu várias implementação. Uma delas é que o gestor de arquivos, assim como vários outros aplicativos, suportam o tema Dark de forma individual. Você agora não precisa alterar o tema do sistema inteiro para ter um tema escuro em uma aplicação, basta alterar nas configurações de cada aplicativo.

Deepin File Manager

Outra novidade no gestor de arquivos é a possibilidade de adicionar tags com cores a pastas e arquivos. Ao marcar qualquer arquivo com uma tag de qualquer cor, um marcador é adicionado na coluna lateral esquerda, assim como temos no macOS, mas de forma dinâmica.

Deepin File Manager

O modo compacto do menu, que por padrão é em tela cheia, agora tem um visual mais parecido o menu do antigo Windows 7, com atalhos para pastas, aplicativos mais recentes, campo de busca, configurações do sistema, opções de desligar, reiniciar, suspender e mais, além de exibir o relógio do sistema com data e hora. No topo também temos o acesso rápido as configuração de seu usuário.


Falando em configurações, o painel lateral do Deepin recebeu uma atualização muito bacana, agora enquanto você navega pelas opções e configurações o painel exibe também os ícones de cada sessão, permitindo que você possa facilmente deslocar-se para outra sessão com maior agilidade.


Outra ferramenta nativa que ganhou várias implementações é o "Deepin Manual", que como o nome sugere é uma aplicação do tipo manual com todas as informações sobre cada um dos aplicativos fornecidos pelo Deepin.

Deepin Manual

Deepin Manual

Outra ferramenta muito bacana que foi criada para esta próxima versão do Deepin é o "Deepin Introduction".

Deepin Bem-vindo

O aplicativo mostra um vídeo introdutório das funções básicas do ambiente gráfico e também dá algumas opções básicas para o usuário configurar:  Como, por exemplo, a opção de usar a área de trabalho no "modo fashion" ou no "modo eficiente", escolher qual tema de ícones o usuário quer utilizar e até se quer usar ou não efeitos nas janelas da interface.

Deepin Bem-vindo

Se você estiver interessado em baixar essa versão Beta do Deepin para fazer os seus próprios testes deste link do Google Drive.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Nova versão do GIMP finalmente está disponível!

Nenhum comentário

sábado, 28 de abril de 2018

Depois de praticamente 6 anos de desenvolvimento a versão 2.10 do manipulador de imagens GIMP está disponível para download e com várias novidades interessantes, confira:

Lançado GIMO 2.10






Os desenvolvedores anunciaram a versão 2.10 do GIMP através do site oficial do programa listando os destaques desta que, segundo eles, é uma GRANDE atualização para o GIMP.

Dentre as principais novidades desta atualização temos:

- O processamento de imagem está próximo de ser completamente portado para GEGL, permitindo um melhor aproveitamento multi-thread e aceleração de hardware para o processamento dos pixels;

-  O gerenciamento de cor agora é um recurso nativo do GIMP, a maior parte das áreas de preview e widgets são gerenciáveis;

- Muitas ferramentas foram melhoradas, como a ferramenta de seleção inteligente (varinha mágica*), ferramenta de transformação, entre outras;

- Houve melhorias para os usuários do GIMP que fazem pintura digital, agora com suporte para pincéis do MyPaint e incremento de funcionalidades para facilitar a criação de desenhos baseados em simetria e rotação;

- Suporte inicial a telas de alta densidade de pixel (HiDPI);

- Novo visual, agora o GIMP tem temas nativos embutidos com o software, dando um visual mais profissional à aplicação, os temas ainda possuem variações de tonalidade, claro, escuro, cinza e uma opção que permite usar o tema gtk do sistema.

Realmente existem muitas, muitas coisas novas! Você pode conferir todas as notas de lançamento diretamente no site oficial, onde você encontra até pequenos vídeos para demonstrar a funcionalidade das novas ferramentas.

Como testar a nova versão do GIMP?


GIMP 2.10


No site do GIMP o modo "oficial" de fazer o teste é através de um pacote Flatpak, no caso do Ubuntu, será necessário rodar estes comandos para utilizar:
sudo apt install flatpak
flatpak install https://flathub.org/repo/appstream/org.gimp.GIMP.flatpakref

Instalando o novo GIMP via Flatpak

Porém, é possível instalar também via PPA, para saber como fazer isso, consulte este artigo aqui do blog.

O processo via Flatpak serve virtualmente para qualquer distribuição, consulte a documentação do seu sistema para entender como ativar o recurso, caso ele ainda não esteja ativo. Este artigo do blog sobre Flatpak pode ajudar também.

Para rodar o GIMP instalado via Flatpak no Ubuntu você deve usar este comando:
flatpak run org.gimp.GIMP
No Linux Mint, que já possui integração com o FlatHub, basta procurar pela versão do GIMP em Flatpak na loja de aplicativos ou, alternativamente, usar o PPA.

Uma coisa que vale observar é que o GIMP é um App muito comum dentro do repositório das distros, então em mais ou menos tempo ele também deverá ficar disponível para todos desta forma, geralmente distros rolling release trazem a versão antes das demais, como o Arch, Manjaro e o Fedora, que mesmo não sendo Rolling, costuma ser bem atualizado.

Um "problema" com o GIMP


O GIMP é um software excelente, que se fosse pago, seria com certeza muito caro! Não sei se você já parou para pensar nisso, mas um software da robustez do GIMP é entregue para você gratuitamente e ainda com o código fonte aberto. Incrível, não?

Estou falando sobre isso porque em meio às notas de lançamento desta nova versão do GIMP eu encontrei um dado muito curioso.

Colaboradores do GIMP

O GIMP é um projeto feito de forma completamente comunitária. Desde 1997, segundo o site, apenas em um mês (Agosto de 2003) é que o GIMP teve mais de 20 colaboradores simultâneos, 21 para ser mais exato.

Olhando a Timeline podemos ver que em vários momentos tivemos apenas 3 pessoas (em todo o mundo) ativas no desenvolvimento do GIMP, a informação mais recente é de Fevereiro de 2018, com 12 pessoas ativas.

E isso diz muito respeito a toda demora para lançar uma grande atualização como esta que temos o prazer de anunciar hoje. Uma equipe reduzida e não assalariada como esta, eu diria que o que vemos é praticamente um milagre de esforço, boa vontade e competência técnica.

Levanto este tópico porque acho pertinente a discussão em torno do assunto. Já vi muitas pessoas reclamarem do GIMP pelos mais diversos motivos, mas será que estas mesmas viram esta situação? Geralmente as pessoas comparam o Photoshop com o GIMP, mesmo com a Adobe tendo um time inteiro e muito bem pago para incrementar o Photoshop ano a ano, o pessoal do GIMP continua fazendo um bom trabalho, que para muitos usuários até ultrapassa ou no mínimo equivale ao produzido pela Adobe, e não esqueça, o programa é de graça para você, disponível nas três principais plataformas e ainda te dão o código fonte. Repito, é incrível.

Talvez com isso as críticas ao GIMP sejam mais brandas de agora em diante, porém, há outro viés que vale a pena ser comentado. Existem alguns softwares que nasceram no Linux para serem utilizados por artistas e produtores de conteúdo em todas as plataformas que encontraram seu caminho ao se organizarem de uma forma diferente.

O Blender, o Krita e até mesmo o Kdenlive são ótimos exemplos. Será que não seria importante haver uma modificação na forma com que o GIMP é trabalhado para que ele gere alguma renda para podermos ter vários desenvolvedores fixos no projeto? 

Criar uma fundação como o Blender e o Krita fizeram acabou ajudando os dois a se destacarem até fora do "mundo Linux". Se este é o caminho eu não tenho certeza, mas o GIMP merece mais atenção e depender apenas de doação e boa vontade pode até funcionar, mas leva muito mais tempo, como vimos neste lançamento que demorou 6 anos para acontecer.

Algo que nem todos pensam, mas se você gosta do GIMP e adoraria incrementar funções nele, nada impede que você trabalhe no software e crie uma empresa para prestar suporte para o mesmo, assim como muitas fazem com uma distro Linux qualquer ou outros softwares como o LibreOffice, por que não com o GIMP?

Que tal patrocinar o projeto? Quem tem realmente condição e tira proveito do GIMP poderia bancar um desenvolvedor. O GIMP poderia criar uma campanha do tipo "adote um desenvolvedor" e entregar benefícios a estes colaboradores, como suporte e criação de ferramentas para atender a necessidades dos mesmos antes. 

Talvez isso ajudasse no desenvolvimento, uma empresa como a Collabora, que trabalha com o LibreOffice, só que com o GIMP. O que você acha da ideia?

Até a próxima!

* "Varinha mágica" é nome da ferramenta de função semelhante do Adobe Photoshop, geralmente as pessoas entendem melhor do que se trata através da expressão.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Stacer - Otimizador para Linux recebe novas funcionalidades

Nenhum comentário

terça-feira, 20 de março de 2018

Existem vários utilitários para distros Linux que te ajudam a otimizar, organizar a fazer manutenções no seu sistema operacional. O Stacer é certamente uma das opções com funcionalidades mais completas aliadas a um visual atraente.

Stacer - Otimizador para Linux






Não é a primeira vez que o Stacer aparece aqui no blog, nós temos inclusive um vídeo para mostrar para você como ele funciona:


A versão nova do Stacer chega com um redesenho para a interface da aplicação e acrescenta novas funcionalidades.

Destaques da nova versão

Stacer - Otimizador para Linux
A nova versão possui temas claros e escuros

Ao abrir a nova versão do Stacer as mudanças são muito óbvias, chamando a nossa atenção, especialmente se comparado à versão anterior. Temos agora nas configurações a opção de usar a aplicação com um tema claro e um escuro.

Todas as sessões de monitoramento e ajustes estão agrupadas em uma coluna na parte esquerda da aplicação. Sendo que o Dashboard principal (esse da imagem acima) mostra uma espécie de "resumo" do sistema operacional e dos consumos de hardware do computador.

Outras funcionalidades do Stacer incluem um utilitário para configurar aplicações que iniciam junto com o sistema:

Stacer Linux

Ferramenta para limpar resíduos de pacotes antigos no sistema e liberar espaço em disco:

Stacer Linux

Gerenciador de serviços que iniciam junto com o sistema:

Stacer Linux

Monitor de processos que permite que você encerre os que não quiser que estejam em execução:

Stacer Linux

Monitor de pacotes de software que te mostra a quantidade instalada no sistema e permite que você os remova selecionando-os em uma lista simples:

Stacer Linux

Monitor de consumo de hardware do sistema, incluindo uso do processador, memória RAM e rede:

Stacer Linux

Gerenciador de repositórios, que além de listá-los e permitir a ativação e desativação, também permite a edição dos mesmos e a adição também.

Stacer Linux

A última aba do software te mostra algumas opções de configuração do Stacer, como em qual aba você quer que ele inicie e se você quer que ele inicie juntamente com o sistema. Além disso, é possível criar alertas para quando o uso de processador ou memória ultrapassar um determinado valor que você pode definir:

Stacer Linux

Agora, além da aplicação em si, o Stacer é capaz de criar um ícone na área de notificação, facilitando o seu acesso por parte do usuário.

Gostou da aplicação e quer testar? Basta acessar esta página e fazer o download para a sua distro. Ele tem pacotes em .deb e .rpm, além da versão em AppImage, compatíveis com sistemas de 64 bits.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo