Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador emulador. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador emulador. Mostrar todas as postagens

Linux e a pirataria nos jogos

Nenhum comentário

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Antes de tudo, não estou aqui para afirmar se filosoficamente ou moralmente a pirataria é algo errado ou correto, apenas que conforme as leis vigentes em nosso país (Brasil), a pirataria é crime. Então seguirei essa linha de raciocínio, e deixo expressamente que esse não é o posicionamento do blog Diolinux, sendo inteiramente de minha responsabilidade.

linux-pirataria-jogos-emuladores-steam-opnião

No último Diolinux Friday Show, na qual você pode ouvir em nosso podcast (“Android Apps no Linux Desktop e Linux Gaming chamando atenção”), em determinado momento, afirmei que não é incomum vermos no Brasil os usuários praticando pirataria em jogos, e com utilizadores de Windows frequentemente os jogos são piratas. Não me entenda mal, essa afirmativa não é uma lei absoluta que taxa os usuários como piratas em potencial, apenas o que observo, seja com conhecidos ou clientes.

Linux e seu efeito “incentivar projetos”


E os usuários do Linux, não praticam pirataria em jogos? Sendo direto, sim! (Falo num geral, como anteriormente, não estou dizendo que todo usuário é pirata, interpretação de texto por favor 😁😄😅). Todavia a situação é mais profunda, e curiosa que isso.

Ao que pude perceber dos usuários gamers Linux, mais e mais jogos originais são adquiridos e evitar crackear algo se torna uma “regra”. É curioso notar que a cada promoção Steam, por exemplo, mais jogos são adquiridos de forma legal, e nem sempre o jogador da cabo de todos, algo que também ocorre no mundo Windows, no entanto a prática de crackear softwares é algo bem comum.

Então usuários Linux não "crackeiam" jogos?


Pois bem, a pirataria existe, independente do sistema operacional, e mesmo muitos usuários tendo uma consciência e evitando a pirataria, em alguns casos ela ainda é um meio necessário.

Nossa! Então você está incentivando a pirataria? Não sejamos hipócritas. Quem nos dias atuais não pratica em algum momento a pirataria? Se você é um estudante, saiba que ao tirar xerox dos livros (os professores incentivam e fazem isso, criando apostilas por exemplo), isso é pirataria… Entre outros inúmeros casos, que você sabe que em determinado momento acaba praticando. Então sejamos mais complacentes, e realistas.

Os anti-cheats são um dos principais causadores da pirataria de jogos no Linux, por identificarem o Proton/Wine como uma trapaça, esse método acaba impedindo o jogo em distros Linux. Veja essa matéria, e entenda a fundo essa questão.

Por conta disso, os usuários acabam baixando uma versão crackeada do game para o Windows (que comumente vem sem o anti-cheat), instalando a versão pirata via Wine. Porém a situação seria evitada em grande parte, se esse problema não existisse, pois vários jogadores compram o game original e impossibilitados de jogá-lo de forma legal, adotam o método descrito acima.

Outras maneiras de pirataria de jogos existem no Linux, como jogos piratas distribuídos em Flatpak. Algo extremamente perigoso a segurança do sistema, então curiosos de plantão, cuidado!

E os emuladores?


Falar sobre emulação de jogos é algo delicado e deveras complicado, existem várias nuances e em alguns casos mesmo a fabricante do console ou game, afirmando que é crime, manter uma cópia digital como backup, não é. O “problema” começa quando você não possui o game, e mesmo jogando um título antigo, isso pode ser considerado pirataria. Como citei no início, não quero discutir se pirataria é algo errado ou certo, do ponto de vista filosófico ou moral, afinal tenho minhas convicções e creio que você tenha as suas, apenas quero demonstrar que ela está em nosso cotidiano, indiferente da plataforma ou sistema operacional.

Valorize o que você gosta!


Se existe algo que tento praticar, é valorizar quem ou as coisas que gosto, apoiar projetos é uma maneira de continuá-los e melhor ainda, proporcionar novidades.

Por isso se existe um game, canal no YouTube, programa ou projeto, incentive ele! Compre os jogos que você gosta, dê valor aos responsáveis pelo projeto e caso não tenha uma "graninha" sobrando, espere promoções, a Steam sempre traz ofertas tentadoras de jogos que custam mais de R$100,00 saindo na faixa dos R$20,00.

Essa é uma das formas que mais adquiri jogos via Steam, seja comprando em sites como a Nuuvem ou em promoções Steam, além de acompanhar canais no Telegram que periodicamente compartilham links de jogos em promoção, ou até mesmo de graça.

Faça parte de nossos canais no Telegram, e receba diversos tipos de conteúdos, como eventuais promoções de jogos.


Sei que o assunto é delicado, e que muita gente também possuía essa dúvida se existia pirataria no Linux. E mesmo que você seja contra ou a favor a essa prática, aposto que incentivar os projetos e jogos que você gosta é a melhor escolha, independente de seu ponto de vista, afinal sem contribuição é bem provável que o mesmo acabe, e quem será prejudicado é você.

Acesse nosso fórum Diolinux Plus, e continue essa discussão, lembrando que uma das regras de nosso fórum, é o não compartilhamento de conteúdos ou apologia a pirataria, afinal em terras tupiniquins tal prática é crime. Seja ponderado e dê sua opinião de forma eloquente, seu ponto de vista é bem vindo. Não incentive as pessoas a praticarem pirataria, não imponha seu ponto de vista e nem queira para si essa responsabilidade, deixe que cada um tire sua própria conclusão.

Ufa! O assunto de hoje foi tenso, não? (😁😋😁) Te espero até o próximo post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Emulador de Nintendo GBA no Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 28 de março de 2019

Por muitos anos usar Linux era sinônimo de programação ou algo do gênero, entretanto com a popularização da plataforma, outros tipos de usuários começaram a utilizar o sistema para diferentes tarefas, seja para trabalho, desenho, edição de vídeo, etc. Era natural que os gamers viessem, isso é uma realidade graças a iniciativas como Steam, Proton, Wine, DXVK entre outros. Porém existem gamers que apreciam os “clássicos”, aqueles jogos que movimentaram uma geração, os famosos retro-gamers, para quem curte uma boa jogatina, seja ela em 8-bits, 16-bits, 32-bits, não importa o nível dos gráficos e a quantidade de fps, o que importa é se o game é bom.

emulador-mgba-nintendo-gb-gbc-gba-linux-mint-ubuntu-snap-deb-flatpak

Em 2001 o console de bolso, Nintendo Game Boy Advance, sucessor do Nintendo Game Boy Color, foi lançado. Quem viveu aquela época sabe o quão cobiçado era esse portátil, nesse período possuía um GBC, anos depois viria a jogar no GBA e ver o quão elaborado eram seus novos jogos.

emulador-mgba-nintendo-gb-gbc-gba-linux-mint-ubuntu-snap-deb-flatpak-pokemon

Revivendo as jogatinas de sua infância


O mGBA é famoso entre os retro-gamers, multiplataforma, esse emulador open source vem a cada dia recebendo novas funcionalidades e crescendo sua base de usuários.

E quais suas vantagens comparado aos demais emuladores de GBA disponíveis? Em constante desenvolvimento o projeto visa ser mais rápido e preciso ao emular títulos do console da Nintendo, além de características e funcionalidades que você pode conferir logo abaixo:

  • Suporte de hardware altamente preciso do Game Boy Advance;
  • Suporte a hardware Game Boy/Game Boy Color;
  • Emulação rápida. Conhecido em rodar em hardwares modestos, como netbooks;
  • Suporte a cabo link local (no mesmo computador);
  • Suporte para dispositivos oficiais Nintendo, como por exemplo Game Boy Camera e Game Boy Printer;
  • BIOS integrada e suporte para arquivos de BIOS externas;
  • Relógio em tempo real, direto do host;
  • Modo turbo pressionando a tecla “Tab”;
  • Frameskip, configurável até 10;
  • Captura de tela;
  • Gravação de vídeo e GIF;
  • 9 slots de save state, que também são visíveis como capturas de telas;
  • Mapeamento de controles;
  • Suporte ao carregamento de ROMS compactadas em ZIP e 7z;
  • Importação e exportação de instâncias GameShark e Action Replay;
  • Core disponível para RetroArch/Libreto e OpenEmu;
  • Entre outras funcionalidades (são várias mesmo).

Sem sombra de dúvidas um dos diferenciais do mGBA, além de sua qualidade de emulação e suporte para GB, GBC e GBA, é seu desenvolvimento acelerado e planos de novos recursos. Algumas destas novas features, que virão num breve futuro são:

  • Suporte de cabo link multiplayer em rede;
  • Suporte para cabo link de barramento Dolphin/JOY;
  • Mixagem de áudio no formato M4A, para maior qualidade sonora;
  • Suporte a scripts Lua, aumentando mais ainda a flexibilidade e proporcionando novos recursos ao emulador;
  • Implementação de um e-Reader;
  • Compatibilidade com adaptador sem fio;
  • Pacote de depuração mais abrangente que o atual.

Baixando o emulador mGBA


O mGBA está presente na maioria dos repositórios das distribuições Linux, no entanto sua versão nem sempre será a mais recente. Outra possibilidade é efetuar a instalação do pacote contido em seu site oficial, nele você poderá perceber que as LTS do Ubuntu em vigência são suportadas, como o Ubuntu 16.04 e 18.04, também existe um pacote para o Ubuntu 18.10 e provavelmente quando novas versões do Ubuntu forem lançadas, esses pacotes DEB também serão atualizados.

Acesse este link e seja redirecionado ao site oficial do mGBA e efetue o download da versão mais recente, atente-se ao pacote referente seu sistema operacional.

Nesta última versão do emulador, sua equipe de desenvolvimento cometeu uma pequena gafe, pois ao empacotar o mGBA para o Ubuntu 18.04, substituíram uma biblioteca do Ubuntu 18.04 por outra do Ubuntu 18.10 (libmagickwand-6.q16-6), ocasionando em um erro de dependência. Tal incômodo foi solucionado por mim, que “reempacotei” com a biblioteca correta (libmagickwand-6.q16-3).

erro-dependencia-emulador-mgba-nintendo-gb-gbc-gba-linux-mint-ubuntu-snap-deb-flatpak

Caso esteja utilizando o Ubuntu 18.04 ou baseados como o Linux Mint 19, baixe os pacotes com a pequena modificação que efetuei, mas antes verifique se você teve o mesmo problema com a oferecida no site oficial.

 Baixe o mGBA para Ubuntu 18.04

São 3 pacotes (“libmgba.deb”, “mgba-qt.deb” e “mgba-sdl.deb”), instale normalmente clicando duas vezes sobre cada arquivo.

Após a instalação dos 3 arquivos, o mGBA aparecerá em seu menu de aplicativos. Vale ressaltar que esse foi outro problema que encontrei nesta versão do pacote DEB oficial (mGBA 0.7.1), dentro do pacote não existia um lançador do mGBA, assim sua execução só era possível via terminal com o seguinte comando:

mgba-qt

No pacote que disponibilizei, esse erro não existe mais. Se o problema persistir na versão que você efetuou o download (caso não utilize Ubuntu 18.04), existe a possibilidade de criar um lançador para o mGBA, com o editor de menu Alacarte, o nome do seu executável é “mgba-qt”, como no comando acima.

mGBA em Snap (pacote unofficial)


Como citado anteriormente, existem outras maneiras de instalar o mGBA, o Flatpak é uma alternativa, e por muito tempo utilizei ele neste formato, todavia o mesmo parece “estar abandonado” e não recebe atualizações há um bom tempo, então não vejo como uma boa alternativa neste caso.

Uma nova opção e que passou a existir a pouco tempo, é sua versão em Snap (aliás o mGBA é empacotado por um dos encabeçadores do Snap, o Alan Pope), mesmo não sendo empacotado pelos desenvolvedores do mGBA, o pacote mantém-se sempre atualizado, e caso não queira instalar a versão em DEB ou esteja utilizando outro sistema como um Fedora por exemplo, considere a versão em Snap.

Usa outra distribuição que não seja o Ubuntu e não tem o Snap habilitado? Então não perca tempo e aprenda como habilitá-lo em seu sistema. Acesse o link e comece a desfrutar deste formato de pacote.

No Ubuntu você poderá pesquisar e instalar o mGBA em Snap direto pela loja.

emulador-mgba-nintendo-gb-gbc-gba-linux-mint-ubuntu-snap-alan-pope

Se preferir, pode efetuar a instalação via terminal, com o comando:

sudo snap install mgba

Sempre quando estou jogando games dos portáteis de minha infância (que infelizmente atualmente são apenas “mostruário”), lembro dos momentos alegres e difíceis que passei, cada jogo tem uma história que me faz ter mistos de nostalgia e superação, jogos que fizeram (e fazem) parte de minha vida. Que depois incentivei meu irmão mais novo a jogá-los, e hoje em dia ele também é apaixonado por retro-games.

E você, também curte jogos de portáteis? Participe de nosso fórum Diolinux Plus, a galera é apaixonada por games.

Espero você até a próxima postagem, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Emulador de Nintendo 3DS no Linux

Nenhum comentário

sexta-feira, 4 de janeiro de 2019

Que tal poder jogar numa resolução maior os games do seu console portátil no Linux e ter uma nova experiência. Hoje iremos conhecer o poderoso Citra, emulador de Nintendo 3DS.

citra-emulador-3ds-linux
 O Citra é um emulador de Nintendo 3DS multiplataforma (Linux, Mac e Windows) escrito em C++ que utiliza o framework QT em seu desenvolvimento, de código aberto sobre a licença GPLv2, vem há alguns anos ganhando destaque por suas implementações aceleradas e alta compatibilidade com os títulos de Nintendo 3DS, console este que é campeão de vendas na categoria de portáteis, chegando até desbancar seu concorrente direto, o PS Vita da empresa japonesa Sony.

Durante estes pouquíssimos anos de existência, desde 2014 (comparado a outros emuladores famosos como PPSSPP, Dolphin, PCSX2, ZNES, etc.) o Citra vem amadurecendo com diversas funcionalidades e performance, por exemplo com atrativos que o próprio console não possui como: possibilidade de utilização de resoluções até 10 vezes maiores que a nativa (400x240). 

Funcionalidades que tornam o Citra incrível


Possibilidade de jogar online em servidores não oficiais Nintendo, em salas públicas ou privados, de até 16 players simultâneos (dependendo do jogo).

citra-emulador-3ds-linux-online

Multiplayer local, caso tenha algum outro computador na mesma rede, sendo possível partidas em games como Pokémon Omega Ruby.

citra-emulador-3ds-linux-multiplayer-local

Aceleração de jogos via GPU, caso possua uma  placa de vídeo dedicada a performance melhora drasticamente, dando uma melhor experiência.

citra-emulador-3ds-linux-performance-gpu

Configuração de uma webcam, ou até mesmo a utilização de um arquivo (imagem)  simulando as câmeras do console N3DS, para jogos que façam uso da função (particularmente nunca usei).

citra-emulador-3ds-linux-camera-webcam

Configuração nativa de joysticks, inclusive simulando o toque da tela do portátil da Nintendo (anteriormente esta função era por meio de arquivo de configuração).

citra-emulador-3ds-linux-joystick

Importação de Amiibos, para desbloqueio de funcionalidades ou objetivos em determinados jogos.

citra-emulador-3ds-linux-amiibo

Estilos de visualização de tela durante o game (duas telas, uma apenas ou uma menor e outra maior).

citra-emulador-3ds-linux-screenview

Lista de compatibilidade dos games locais e tema dark.

citra-emulador-3ds-linux-compatibilidade-tema

A compatibilidade de jogos é documentada na Wiki oficial do emulador, nela você  pode ver separado por categorias com cores que representam se o game tem emulação perfeita, jogável, ruim etc.

Baixe o Citra para sua distro Linux


Distribuído oficialmente de duas formas no Linux (ou três se contar a compilação pelo Github deles), executável com versões diárias direto do site e em Flatpak (existia uma opção de um instalador criada por eles, mas parece que foi substituído pelo Flatpak), o emulador possui duas versões, a Nightly, que contém os mais recentes recursos testados e estáveis e a Canary, versão de teste com códigos incompletos para quem gosta de testar. 

Se você quer evitar problemas com dependências ou versão do QT em seu sistema, além de receber atualizações, é recomendável a instalação da versão em Flatpak, caso não saiba o que é Flatpak e como habilitar em seu sistema, temos uma matéria de como proceder (Como Instalar e Gerenciar Flatpaks no Linux).

Você pode simplesmente baixar o arquivo Flatpakref e dar dois cliques caso a central de aplicativos de sua distro tenha tal suporte (segue como habilitar essa função na gnome software, loja do Ubuntu) e instalar.

Versão Nightly (estável)
citra-emulador-3ds-linux-download- estable-nightly


Versão Canary (teste)
citra-emulador-3ds-linux-download-beta-canary

Ou utilizar via terminal os seguintes comandos,  para instalação de respectivas versões.

Versão Nightly (estável):
flatpak --user install https://flatpak.citra-emu.org/citra-nightly.flatpakref

Versão Canary (teste):
flatpak --user install https://flatpak.citra-emu.org/citra-canary.flatpakref

O modo manual de instalar o Citra


Caso queira o download manual da versão “não-flatpak”, basta acessar este link e clicar na opção “Manual Download”, como no exemplo abaixo.

citra-emulador-3ds-linux-download


Depois disso extraia  o arquivo  “.targz”, navegue até o diretório, localize o arquivo citra-qt, e no terminal abra com o comando:
./citra

Lembre-se,desta maneira você terá de baixar toda vez que sair uma versão nova do Citra manualmente e poderá ter problemas com o versionamento do QT em seu sistema. Por experiência, não recomendo esta forma, pois o Citra atualiza com muita frequência (em torno de 15 - 20 versões por semana).

Fazendo backup dos seus Saves


Caso queira fazer backup dos seus saves no Citra, basta navegar até sua pasta pessoal, exiba os arquivos ocultos e navegue até o diretório:
.local/share/citra-emu/sdmc/Nintendo 3DS
Basta copiar o conteúdo da pasta em um local seguro para salvar o conteúdo.

Já a configuração do seu joystick fica na sua home também, na pasta oculta: 
.config/citra-emu
salve o arquivo “qt-config.ini”.

Outra forma de obter o emulador é via Snap, para isso acesse essa postagem para mais informações.

Para eventuais dúvidas acesse a Wiki oficial do Citra e veja a resposta de seus desenvolvedores para assuntos como: “shared fonts” (arquivos necessários  para alguns games funcionarem, como Pokémon). Como obter jogos e Amiibos para funcionamento dentro do emulador e muito mais.

Já conhecia o Citra? Quais seus games favoritos? Deixe nos comentários se já usava o emulador ou se gostou da novidade de ser distribuído em Flatpak e Snap.

Te espero no próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Novo console da Nintendo roda Linux

Nenhum comentário

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

A Nintendo resolveu apelar para a nostalgia dos jogares clássicos e lançou uma versão moderna do NES, ou simplesmente Nintendinho para nós, brasileiros, com vários jogos clássicos e compatibilidade com a tecnologia atual de televisores por um preço acessível, e para fazer o aparelho funcionar eles estão utilizando o Linux.

NES CLASSIC COM LINUX




NES Classic BoardA Nintendo lançou um novo "velho" console no mercado custando US$ 60,00 que revive o clássico NES lançado há mais de 35 anos com 30 games disponíveis na memória e com os controles clássicos do console, um prato cheio para os nostálgicos.


Além da nostalgia, o NES Classic Edition, como está sendo chamado, traz para os compradores uma pitada de modernidade também aliada à nostalgia, como um cabo HDMI para fazer a conexão de áudio e vídeo com os aparelhos de TV atuais, processador Quad-core ARM Cortex-A7, 256 MB de RAM e 512 MB de memória NAND Flash para armazenar os games.

O vídeo abaixo mostra em 1 hora o funcionamento do console, preste especial atenção onde são mostrada as licenças de softwares open source utilizadas no Nintendo Classic Edition.



Para o software do console foi utilizado o Linux em junção com um emulador de NES e uma interface customizada pela própria Nintendo. O produto vai ser certamente muito chamativo para os saudosistas, mas ele tem algumas limitações em recursos que os consumidores provavelmente gostariam de ter, como poder adicionar mais games de alguma forma, por cartão de memória ou algo assim, via download, com uma loja para comprar os games, etc. mas aparentemente este não é um recurso disponível.

Saiba mais sobre ele no site da Nintendo.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Desenvolvedores do RetroArch e do PPSSPP já estão dando suporte para o Vulkan

Nenhum comentário

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

As primeiras iniciativas para a adoção do Vulkan já está sendo vistas no mundo dos games. Dois emuladores muito populares acabaram de anunciar o suporte para a nova API.

Retroarch e PPSSPP Vulkan API

Dois projetos interessantes de emuladores que possuem versão para Linux anunciaram que pretendem dar suporte para o Vulkan já na próxima atualização de seus softwares. Nós já falamos de ambos aqui no blog Diolinux.


O anúncio do RetroArch está logo na home page do Libretro, onde é informado os planos do emulador para suportar o Vulkan em breve com a intenção de aumentar o desempenho dos jogos emulados. Você pode aprender a instalar o RetroArch no Ubuntu através deste tutorial.

Veja também: Criador da Valve "alfineta" Microsoft no lançamento do Vulkan

PPSSPP


O PPSSPP é um emulador muito competente de PlayStation portátil, nós já te ensinamos a instalar ele no Ubuntu neste tutorial, e também já anunciou planos de suportar o Vulkan. O anúncio foi feito através de um simples post no Twitter oficial do software.


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como emular Android no Ubuntu com o Genymotion

Nenhum comentário

domingo, 25 de outubro de 2015

Hoje vamos mostrar para você como instalar o emulador de Android, Genymotion, no Ubuntu, para que você possa usar facilmente aplicativos, jogos e tudo mais que o Android tem a oferecer.


Rode o Android no seu computador com o Genymotion


O Genymotion é uma aplicação capaz de reproduzir várias versões diferentes do Android no seu computador, além disso, ele é capaz de simular vários modelos de Smartphones e Tablets com Android.

Como baixar e instalar o Genymotion do Ubuntu e derivados


Fizemos um vídeo para facilitar a sua vida, nele você vai aprender a fazer o download da aplicação e também a instalação no seu sistema, o download pode ser feito à partir do site oficial do Genymotion, como você verá no vídeo. Se você quiser agilizar o processo, você já pode criar uma conta Genymotion através do site agora mesmo, ou pode fazer isso depois de instalar o emulador pois suas credenciais serão necessárias para iniciar o software.


Inscreva-se em nosso canal para receber mais vídeos como este!

Agora que você já sabe instalar o Genymotion no seu Ubuntu, vamos agora tratar de melhorar o desempenho do sistema, como você deve ter percebido no vídeo, o desempenho não é lá grandes coisas a primeira vista.

Otimizando o Genymotion para jogos e aplicações mais pesadas


O Genymotion funciona integrado com o VirtualBox, um aplicativo de máquina virtual que permite que você rode sistemas operacionais dos mais diversos dentro do seu próprio sistema. Se você não tiver o VirtualBox Instalado a instalação é relativamente simples. Existem duas opções:



A diferença entre as duas versões é que possivelmente a versão do site oficial é mais atualizada, fica a sua escolha.

Muito bem, depois de instalado o VirtualBox, você provavelmente verá a sua virtualização do Android nela quando a abrir, se isso não acontecer, crie uma nova virtualização do Android através do Genymotion.

Configuração de desempenho do Genymotion

Clique no nome do seu Android para selecioná-lo e depois clique em "Configurações", depois disso podemos fazer alguns ajustes no hardware da máquina virtual, fique atento, pois as possibilidades de configurações que vão aparecer podem (e vão) variar de computador para computador.

Configuração do Genymotion

Nas configurações, navegue nos menus que ficam do lado esquerdo até a sessão "Sistema", nele você deve clicar na aba "Processador", coloque a metade dos núcleos que o seu processador tem, no meu caso, o meu i5 tem quatro núcleos, então, para garantir uma harmonia maior entre o sistema host e a emulação e deixei apenas dois, se você quiser configurar diferente da minha recomendação fique à vontade, porém, cabe alertar que apenas um núcleo entregará uma desempenho inferior e mais do que dois pode acabar deixando o seu computador lento.

Configuração do Genymotion

Ainda navegando pelas sessões da esquerda, clique em "Monitor", esta modificação permitirá um melhor desempenho gráfico, eu consigo rodar perfeitamente o game "Asphalt 8: AirBorne" depois desta modificação. Na primeira aba (como na imagem acima), marque a opção "Habilitar Aceleração 3D" e depois deslize o seletor de quantidade de memória de vídeo para o máximo possível.

Clique no botão "OK" e estamos prontos, abra o Genymotion e sinta a diferença.

Instalandos os GApps do Genymotion


Esta é uma parte importante para quem deseja usar os aplicativos da Google Play e os Apps da Google no Genymotion, estes sãos os "GApps", os "Google Applications". Basicamente você precisa baixar e instalar no Genymotion dois arquivos.

Baixe eles aqui abaixo:



O segundo arquivo vai depender a instalação do Android que você fizer.


Agora que você tem os dois arquivos, abra o emulador e simplesmente arraste o primeiro arquivo para a janela do emulador, se aparecer alguma janela de confirmação, apenas confirme, ao terminar, feche o emulador e feche o Genymotion, abra ele novamente, dê "play" no seu emulador e repita o primeiro passo com o segundo arquivo que você baixo, reinicie o emulador novamente, fechando ele e o Genymotion. Na próxima reinicialização você receberá uma atualização de Apps e terá todos os aplicativos da Google, incluindo a Google Play, será interessante fazer a atualização deles através da própria Google Play.

Como remover o Genymotion do seu computador

Como toda o programa fica apenas dentro da pasta "genymotion" dentro da sua home, tudo o que você tem a fazer é apagá-la, e se a máquina virtual permanecer no VirtualBox, você também pode apagá-la. Cabe ressaltar que não é possível remover a pasta normalmente se você não estiver como root. Para isso, precisamos abrir o nautilus como root, pressione as teclas de atalho "alt+f2" e digite "gksudo nautilus", será necessário digitar a sua senha e o gerenciador de arquivos vai abrir em modo root permitindo que você navegue até a pasta onde o Genymotion está e permitindo igualmente que você o remova.

Se o GKSUDO não funcionar pode ser que você não tenha o pacote "gksu" que permite essa ação instalado, você encontra ele facilmente na Central de Programas do Ubuntu, porém, esse procedimento pode ser feito pelo terminal também, digitando o comando:
sudo nautilus
Navegando até a pasta onde o Genymotion foi instalado e removendo ela de maneira tradicional.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




O que fazer com um computador antigo ou fraco?

Nenhum comentário

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Você tem uma máquina antiga ou um PC/Notebook um pouco fraco para o seu trabalho atual? Que tal dar uma utilidade muito bacana nele?

Retro Arch

Transforme o seu computador em um console "das antigas"


Todos os que viveram a sua infância na época dos consoles de 8 e 16 bits devem sentir muita saudade do tempo que a vida era jogar, ver desenho animado e comer apenas, com o passar do tempo a vida começa a cobrar mais que o único jeito de sentir mais leve é reviver alguns bons momentos da infância.


Descrição do vídeo:

Em nome da nostalgia de toda a geração que viveu especialmente os anos 90, conheça o RetroArch, um emulador de todos os consoles antigos famosos. Uma ótima opção para você dar vida ao seu PC antigo ou fraco, aquele mesmo que você deixava encostado num canto! :)

Página do Projeto: http://www.libretro.com/

Como instalar RetroArch no Ubuntu: http://goo.gl/bSGkK2

Xubuntu Core: http://goo.gl/XsHhhZ - Ele pode ser utilizado com sistema base, ele é basicamente um Ubuntu com XFCE sem programas instalados, apenas para te dar o básico de um sistema com interface XFCE, pode ser usado desta maneria em praticamente qualquer máquina.

Conheça o nosso Patreon: https://www.patreon.com/Diolinux

Acesse a nossa loja: http://www.diostore.com.br

Como é muito interessante colocar um sistema operacional que seja leve confira também este post onde nós mostramos as 5 melhores distribuições Linux para computadores antigos.

Bom proveito!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




RetroArch: Todos os emuladores de Vídeo Game em um só

Nenhum comentário

terça-feira, 2 de junho de 2015

Jogos vários games antigos neste emulador que contém os maiores clássicos dos vídeo games, conheça o RetroArch.

Retro Arch Ubuntu


Um emulador com vários emuladores


Quando descobri este programinha nem consegui acreditar no que estava vendo, ele realmente é muito legal! Legal? Quer dizer, ele é incrível!

Se você curte jogos antigos esse emulador vai ser fantástico para você, isso porque ele possui todos os emuladores mais populares de vídeo game em apenas um programa, assim você não precisa ficar instalado um programa para cada console, tem todos em um só!

Ele suporta:


- VBA-M, VBA-NEXT (optimized port of VBA-M)
- TGB DUAL Emulator
- Stella – Atari 2600 VCS Emulator
- Snes9x, Snes9x-next (optimized port of Snes9x 1.52+)
- QuickNES NES emulator
- ProSystem – emulator for Atari – 7800
- PPSSPP – PSP emulator
- Virtual Boy
- Neo Geo Pocket Color
- PCSX ReARMed
- GBA
E mais alguns consoles.

Para instalar no Ubuntu é muito simples, basta copiar todo este código abaixo e colocar no seu terminal, depois de colar pressione a tecla "enter", digite a sua senha e pressione "enter" novamente, aguarde a instalação, ele estará disponível no menu do sistema depois que ela terminar.

sudo add-apt-repository ppa:libretro/stable -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install retroarch retroarch-* libretro-* -y

E o interessante é que esta maravilha também tem versão para Android, você pode baixar ela aqui. 

Compartilhe para os seus amigos old gamers, tenho certeza que eles vão curtir!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Higan - Como instalar o emulador de Super Nintendo no Ubuntu 14.04

Nenhum comentário

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Quem curte games antigos como eu deve se sentir no paraíso emulando games de consoles antigos como o SNES no Ubuntu, então hoje eu vou apresentar a vocês um emulador que é capaz de trabalhar tanto com jogos de SNES quanto com jogos de NES, Gameboy e Gameboy Advance.

Higan emulador de Super Nintendo para Ubuntu

Higan - Conheça um dos melhores emuladores do mundo


Sempre gostei de jogar alguns clássicos do Super Nintendo como o Mortal Kombat 3 e por isso resolvi instalar um emulador no meu Ubuntu, sempre use o ZSNES para tal mas acabei descobrindo que por algum motivo ele saiu da Central de Programas do Ubuntu.

Mas a solução veio rápido, na própria Central de Programas encontrei o Higan que me surpreendeu muito pela qualidade, acabei pesquisando um pouco na internet e descobri que ele é na verdade um projeto que mudou de nome, antigamente ele se chamava BSNES.

Ele é um pouco mais pesado que o ZSNES mas tem muita qualidade, todos os jogos que eu rodei ficaram acima de 60 FPS, ou seja, ótimo!

Como instalar o Higan Emulator no Ubuntu

Extremamente simples, basta pesquisar por "higan" na Central de Programas do Ubuntu ou clicar no botão abaixo:


Ou se você é daqueles que prefere o terminal:

sudo apt-get install higan
Se você curte os consoles da Nintendo tenho certeza que vai gostar de conhecer o Dolphin, o emulador de Nintendo Wii e Game Cube para Ubuntu.

Até a próxima!

Ubuntu Touch Emulator x86: Mais uma opção para você rodar o Ubuntu Touch no seu Ubuntu Desktop

Nenhum comentário

terça-feira, 11 de março de 2014

Emulando o Ubuntu Touch no seu PC

A poucos dias eu mostrei aqui no blog um tutorial para instalação do Ubuntu Touch no Ubuntu Desktop através de um emulador.

Ubuntu-Touch-Emulator

O que acontece que o emulador deste post, pelo menos no Ubuntu 13.10, se mostrou muito pesado e lento, então eu consegui encontrar uma alternativa.
Primeiramente você vai precisar instalar a plataforma ARM que está dentro deste repositório que mostrei no post anterior.

Uma vez instalado o eu que vamos fazer é instalar um novo emulador sobre aquelas bibliotecas, então abra o seu terminal e cole os seguintes comandos:

wget http://people.canonical.com/~rsalveti/aosp/generic_x86/emulator-x86.tar.bz2 -O /tmp/emulator-x86.tar.bz2 
tar -jxvf /tmp/emulator-x86.tar.bz2 
cd emulator-x86 
./build-emulator-sdcard.sh #this will download the ubuntu rootfs and create the sdcard image
Agora para rodar o emulador:
cd emulator-x86; ./run-emulator.sh

Algumas dicas extras

Essa instalação irá criar uma pasta chamada "emulator-x86" dentro da sua pasta home, dentro dela há um arquivo chamado "run-emulator.sh" onde você pode escolher e modificar algumas configurações do emulador.
Uma das boas dicas para se dar é ajustar o tamanho do emulador através do parâmetro:
-scale 0.5
assim como mudar a quantidade de memória utilizando na linha "memory" dentro do arquivo.

Agora o emulador funcionou, pelo menos para mim, com muito mais desempenho.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como instalar o Ubuntu Touch Emulador no Ubuntu [update]

Nenhum comentário

sexta-feira, 7 de março de 2014

Instale o Emulador do Ubuntu Touch no Ubuntu 12.04 e superiores

O sistema operacional móvel Ubuntu Touch desperta a cada dia mais interesse dos usuários, mas infelizmente ele ainda funciona em uma quantidade limitada de dispositivos fazendo com que seja um pouco complicado você poder testá-lo sem ter um aparelho adequado.

Ubuntu Touch Emulator


Entretanto é muito útil poder testar o sistema mesmo sem um device especialmente para desenvolvedores testarem aplicativos que desenvolvam, assim como temos o Android SDK onde podemos testar o sistema do Google e o Firefox OS Emulator, temos também o Ubuntu Touch Emulador.

Até então o Ubuntu Touch Emulator estava funcionando apenas no Ubuntu 14.04 LTS que ainda nem foi lançado, porém, agora você pode instalar ele em qualquer versão a partir do 12.04 LTS, isso inclui claro a versão atual 13.10.

Como instalar o Ubuntu Touch Emulator no Ubuntu

Ubuntu Touch Emulator


Para instalar no Ubuntu 14.04 LTS use o comando abaixo:
sudo apt-get install ubuntu-emulator
Para outras versões do Ubuntu:
sudo add-apt-repository ppa:phablet-team/tools 
sudo apt-get update
sudo apt-get install ubuntu-emulator
Uma vez instalado basta você rodar o comando abaixo para iniciar uma instância do Ubuntu Touch:

sudo ubuntu-emulator create UbuntuTouch
Agora você vai precisar ter paciência e esperar o download do Ubuntu Touch, você pode criar quantas instâncias você quiser, para ver todas elas use o comando:
ubuntu-emulator list
Para deletar uma instância use o comando:
sudo ubuntu-emulator destroy UbuntuTouch
 O "UbuntuTouch" do comando acima foi para seguir o exemplo que demos anteriormente, caso você tenha usado outro nome coloque o nome da instância que você criou.

Obs: Caso você tenha alguma problema no Ubuntu 12.04 apenas rode o comando abaixo que as coisas devem funcionar normalmente:
ubuntu-emulator run UbuntuTouch

É isso aí galera, em breve um vídeo no canal mostrando os recursos do Ubuntu Touch, por hora veja a nossa demonstração do Firefox OS Simulator que fizemos.

UPDATE!

Pessoal, passei a testar o emulador e me deparei com algumas adversidades então resolvi melhorar um pouco o post e adicionar algumas informações.
Depois de instalar a nova instância e rodar o emulador será necessário colocar o login e a senha do mesmo no terminal para que o sistema funcione:
Login: phablet
Senha: phablet
Uma outra coisa interessante é a possibilidade de redimensionar o emulador para que ele não fique grande demais, por padrão ele usa a escala 0,7 o que dá um tamanho bacana para uma resolução de 1920x1080 porém o meu monitor é menor e tem apenas 1366x768 e por isso a tela do emulador ficava grande demais, solução:
ubuntu-emulator run --scale 0.5 UbuntuTouch
Você pode modificar a escala para o tamanho que desejar basta mudar o número no comando para mais ou para menos até que se adeque ao seu monitor. 


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Em busca das chaves em Silent Hill

Nenhum comentário

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Novo episódio para você conferir

E aí? Você já conferiu o novo vídeo da série de Silent Hill no nosso canal no YouTube? Se ainda não não perca, a série só está iniciando e está muito legal, veja os dois vídeos abaixo:






O game está legendado e dublado em português, então com toda a certeza é uma boa pedida para quem curte terror.

Não esqueça de avaliar e comentar o vídeo isso nos ajuda a sempre melhorar, nos ajude também a fazer o canal crescer compartilhando o vídeo e indicando o canal para o seus amigos.

Todo o trabalho de gravação, os jogos, a edição, tudo é feito com Linux, o que nos faz o primeiro canal de sobre Linux feito com Linux brasileiro a levar esse modo de comunicação a um nível profissional.

Conheça também o projeto +Diolinux e veja como você nos ajudar a construir o canal de maior sucesso e com mais qualidade, até a próxima!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Instalando o Emulador de PSP ( PPSSPP) no Ubuntu

Nenhum comentário

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Veja como jogar Play Station Portable no Ubuntu

Eu sei, uns podem dizer que o Diolinux está falando muito de jogos ultimamente, mas a verdade é que isso é divertido e "tem jogo para Linux fugindo pelo ladrão" ultimamente.

Emulador de PSP no Ubuntu


Desta vez a dica é o PPSSPP, um emulador de Play Station Portable que permite que você jogue os games da plataforma popular da Sony sem sair do seu Linux.

Emulador de PSP no Ubuntu

Instalação

Para instalar no Ubuntu vamos nos utilizar um PPA, abra o terminal e cole esse bloco de comandos abaixo:
sudo add-apt-repository ppa:ppsspp/stable -y && sudo apt-get update && sudo apt-get install ppsspp-qt -y && sudo apt-get install ppsspp-sdl -y
Caso você use a Ubuntu 12.04 ou Mint 13 use este repositório.
sudo add-apt-repository ppa:noobslab/apps
sudo apt-get update
sudo apt-get install ppsspp

Agora é só se divertir, se você curte emuladores de video game não deixe de conferir estes outros:


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Lançado Dolphin Emulator 4 - Como instalar no Ubuntu e no Linux Mint

Nenhum comentário

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Nova versão do Dolphin Emulator lançada para Linux, Windows e Mac

O meu mais querido emulador de videogame para Linux acaba de ganhar uma nova versão com mais de 2500 bugs corrigidos e com suporte ainda melhor para jogos de Nintendo Wii e Game Cube.
A nova versão traz também novos ícones à interface do programa e um novo ícone no menu também.

Dolphin Emu 4


Instalação

No terminal:
sudo add-apt-repository ppa:glennric/dolphin-emu 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install dolphin-emu-master


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo