Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador gamepc. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador gamepc. Mostrar todas as postagens

Red Eclipse: Um FPS de tirar o fôlego!

Nenhum comentário

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Pronto para entrar em combate?

Red Eclipse é um FPS ( First Person Shooter ) criado a partir da Cube Engine, mesma usada em games como o Nexuiz e Assault Cube, open source e grátis.
O Game apresenta uma infinidade de possibilidades, sendo possível jogar offline ou multiplayer online com muitos servidores.

Red Eclipse

O Game

O Red Eclipse tem várias possibilidades de jogo, desde uma clássica Death Match com configurações adicionais como Death Match com times, ou cada um por si, no melhor estilo Quake Arena e até um modo de combate medieval onde só se pode usar espadas.
Apesar de conter este modo medieval o jogo é futurista, principalmente nas armas e nos personagens, já os cenários oscilam entre futurístico e tradicionais ao estilo CS.

Algumas telas do game


Red Eclipse

Red Eclipse

Red Eclipse

Armas

As armas são variadas, Granadas, Morteiros, Rifles, pistolas, Metralhadoras, Shotguns e outras armas espaciais, lança-chamas, certamente você estará bem municiado para enfrentar os seus oponentes.

Gráficos

Os gráficos são acima da média para games OpenSource, sabemos que, infelizmente as melhores engines não são open source e games open source tendem a ter um gráfico inferior, não estou sendo absolutista mas em sua maioria é assim.
O Gráfico de Red Eclipse é muito bom, semelhante aos game com bons gráficos do PS2, os desenvolvedores tivera muito cuidado ao fazer a água por exemplo, em fases que temos a presença desse elemento podemos notar o quão bem feita ela foi em termos gráficos, lembra os melhores games de hoje em dia, a física é um pouco estranha por assim dizer, se o gráfico da água é perfeito a sua física nem tanto, mas nada que atrapalhe o jogo que é muito dinâmico, você precisa estar muito ligado para não atacado, em certas fases é possível pegar jetpacks, então você poderá alçar alguns pequenos voos e atacar ou ser atacado por seus inimigos de todos os lados.
Numa média geral dou 8.5 como nota para os gráficos comparando com os padrões de hoje em dia.
O jogo dá muitas possibilidades de configuração de vídeo.

Confira abaixo o Gameplay e tire as suas dúvidas, se possível coloque o vídeo no máximo de qualidade para você ter essa noção.


Gameplay



Instalação

Você pode baixar o game diretamente do site , havia esquecido de comentar, mas ele é multi plataforma, então você vai encontrar versões para Windows e Mac OS também, além do Linux.

Se você usa o Ubuntu, pode instalar via Central de Programas, clicando abaixo.


Divirta-se!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Super Tux Kart com novidades é lançado para Ubuntu

Nenhum comentário

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Acelere com o Tux!

Super Tux Kart tem a proposta de ser um game de corrida divertido semelhante ao Super Mario Kart da Nintendo, lembro que logo que comecei a usar Linux este foi o primeiro game que instalei.
Super Tux Kart é um clássico dos games para Linux e até hoje se mostra muito divertido.
Para os que curtem o jogo as novidades são animadoras e tornam o game ainda mais empolgante, são elas:

  • Novos desafios no modo carreira
  • Inteligência Artificial melhorada
  • Colisões e derrapagens com uma melhor física
  • Nova fase Green Valley
  • Nova pista Blackhill Mansion
  • Pista da Selva atualizada
  • Novas músicas
  • Menus atualizados

Super Tux Kart

Tirando as novidades citadas acima o game continua com a mesma jogabilidade e com os personagens do mundo do Tux, cada qual com seu carro.

Instalação da nova versão

Existe uma versão de Super Tux Kart nos repositórios do Ubuntu e do Linux Mint e que está disponível via Central de Programas, mas esta versão não vem com estas mudanças.
Para instalar a nova versão você deve adicionar um PPA, abra o terminal e use os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:stk/dev
sudo apt-get update
sudo apt-get install supertuxkart

Gameplay 



Enjoy!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Secret Maryo Crhonicles: Um Clássico remodelado com Software Livre

Nenhum comentário

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Um Clássico remodelado com Software Livre

Todo munda já jogou ou pelo menos ouvir falar de Mario, o encanador da Nintendo que conquistou gerações, em Secret Maryo Chronicles você tem o que parece ser um Super Mario mais jovem, com um lenço na cabeça ao invés do consagrado boné.


Direto da Central de Programas do Ubuntu

O Gráfico do game é superior ao do Super Mario original com uma melhor qualidade nos detalhes, o objetivo do game é semelhando ao original, existem muitas ilhas e fases para você passar e ele suporta o uso de JoySticks também.
Você pode obtê-lo gratuitamente direto da central de programas do Ubuntu.

Abra a Central de Programas e procure por Maryo

Maryo na Central de Programas do Ubuntu

Repare na marcação em vermelho, marque essa opção nos complementos para ter SOM no jogo.
Clique em instalar, aguarde o download.
Antes de abri-lo pela Dash Normalmente você precisa dar um comando no terminal para que o jogo funcione corretamente no Ubuntu 12.04, no 12.10 este bug não existe mais, o problema parte do principio que o jogo não consegue criar uma pasta para armazenar os dados da campanha durante a instalação, então vamos fazer isso manualmente. Abra o terminal e dê o seguinte comando:

sudo mkdir /usr/share/games/smc/campaign
Pronto agora você pode pesquisa-lo pela Dash do Ubuntu:


Enjoy!

Pra finalizar fiquem com um gameplay:




OBS: Vale lembrar que ele está disponível na Central de Programas do Linux Mint também.



Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


House of Hypocrisy: Um Indie de horror Brasileiro para Linux

Um comentário

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Prepare-se para entrar na pele de Enzo

House Of Hypocrisy é um game de horror/suspense brasileiro feito com o Blender. A história do game é bem construída e isto é o seu ponto mais forte, os gráficos não são excelentes mas seguem a mesma estirpe do consagrado Slender, apesar de serem feitos em plataformas diferentes.

House of Hypocrisy


História


Enzo! Um garoto isolado que vive em frusrtações, a mãe faleceu após ser linchada pelo povo da pequena cidade onde vive e o pai sofre de uma doença e padece em estado terminal. Em uma noite onde suas desilusões atacam seu ego, Enzo sai sem rumo e caminha até a frente de uma casa abandonada. Sem medo e com o coração podre procura por drogas e decide usa-las naquela casa. O que Enzo não sabe é que fôra dentro daquela casa que todas as causas da desgraça em que vive tiveram inicio.

Será assim que Enzo descobrira as verdades sobre sua vida? Mas será que sua sanindade comprometida pelas drogas o faram acreditar nas visões que terá naquela casa?
Resumindo: O projeto baseia-se em uma pequena cidade, onde esgotado Enzo se compromete, em meio de descobertas, reais ou não.. Enzo depara-se com a crueldade omissa em que esteve envolto, sua vida depende do quão capaz sera em seus egos pra que saia dali com vida (sem cometer suicídio).

Sobre o Jogo

O game é de terror psicológico, contendo alguns puzzles, faz com que precisemos realmente pensar em como progredir no game, outro detalhe interessante é que o game é em português, então as falas dos personagens e a maioria dos escritos são em português.

House of Hypocrisy


Vale a pena jogar?

Sem dúvida! Vale a pena dar uma chance a este game, por ser brasileiro, por ser para Linux também, e claro por ser muito bom e com uma história interessante.

Links

Para quem se interessar em acessar a página oficial no Blender Project pode acessar aqui.
Para fazer o download pelo MediaFire basta clicar no Link abaixo:



Obs: Não sei se é apenas no meu computador, ou se é algo próprio o Game, mas o mouse é um pouco rápido demais, porém, com um pouco de prática você acostuma.

Obs2: O link acima serve só para Linux.

Instalação

Para jogar no Linux você não vai precisar de muito esforço, faça o download do arquivo, extraia o conteúdo para uma pasta de sua preferência, clique com o botão direito em cima do executável, vá em propriedades e na aba permissões, marque-o como executável.


Fiquem com o Trailer do Game



Você pode encontrar mais informações sobre o Game nesta página, assim como versões para Mac e Windows.


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Como Instalar Minecraft no Ubuntu e no Linux Mint

Nenhum comentário

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Tutorial de instalação do Minecraft no Linux

Minecraft é um game muito popular entre os internautas e até quem não joga certamente já ouviu falar, ele foi desenvolvido inicialmente para plataformas Windows, mas já pode ser jogado independentemente do sistema operacional graças ao JAVA.

A criatividade é um dos fatores principais do Game, o jogador pode criar mundos inteiros usando blocos, e muitos trabalhos realmente incríveis foram feitos com o Minecraft. 

coisas-feitas-no-minecraft
Montanha Russa feita no Minecraft

Titanic no Minecraft
Até o Titanic foi construido no Minecraft

E um  estádio de Futebol

Instalação no Ubuntu

É bom deixar claro para você que o Minecraft funciona em qualquer plataforma por "culpa" do JAVA da Oracle, logicamente, qualquer distribuição Linux que tiver o JAVA instalado poderá rodar o Minecraft, mas para ilustração vamos usar o Ubuntu que é a distro que eu uso.

Instalação do JAVA

Caso você não tenha o JAVA instalado este é o primeiro passo, acesse este link e confira nosso tutorial de instalação do JAVA via PPA. É bom lembrar que o OpenJDK não teve desempenho satisfatório no Minecraft, ou seja, é preciso o JAVA oficial.

Continuando...

Depois de ter instalado o JAVA, você tem duas opções, pode jogar diretamente do Browser, ou baixar um Cliente que roda em cima do JAVA.

Vá até a sessão de downloads do site do Minecraft ( Clique aqui )

Site Minecraft

Repare nas duas marcações em azul, a primeira no topo é o local onde você deve criar uma conta no Game, faça isso pelo site ou se preferir, é possível fazer pelo cliente que vamos baixar.
Na segunda marcação em azul na parte inferior é onde podemos fazer o download do game ou jogar pelo navegador; caso você deseje jogar direto do Browser clique em "In a Browser", caso queira baixar o cliente clique em "Download".


Na sessão de Download vemos as versões para todos os sistemas operacionais, o download é relativamente pequeno, para Windows temos um arquivo .exe comum, para instalar no Mac OS você pode dar uma conferida no tutorial do nosso colega Elian Medeiros. 
No caso do Linux baixo o cliente em JAVA (89KB) e o coloque na área de trabalho.

Para fazer o Download do arquivo clique no link abaixo.


Agora precisamos ajustar as permições do arquivo, nas área de trabalho, clique com o botão direito do mouse sobre o arquivo minecraft.jar que você baixou e vá em propriedades


Certifique-se de marcar a caixa de permissão de execução ( marcada com o circulo ) e de dar permissões de leitura e escrita para o seu usuário ( marcado com a linha).

Agora vamos a execução do arquivo. Clique com o Botão direito em cima do arquivo Minecraft.jar clique com o botão direito, vá em abri com... e selecione o JAVA.


O Cliente do Minecraft deve se abrir, agora é só você colocar o seu nome de login e senha e jogar.


OBS: Acabei dando preferencia pela versão Online já que o Cliente JAVA as vezes travou.

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 



Minecraft MacOSX

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

UNINDO O ÚTIL AO AGRADÁVEL

Depois dessa virada de ano muitas coisas aconteceram, uma delas a mudança do Diolinux, prometo postar muitas dicas para Mac sem abandonar as dicas de games, e porque não começar o ano com um post unindo os dois?

Isso mesmo, e para ficar ainda melhor irei usar um vídeo com um bom número de acessos no Strondus Games.

COMO INSTALAR MINECRAFT NO MAC?

Simples meu caro, no entanto muitas pessoas tem dificuldades, para isso um tutorial rápido de como fazê-lo:


FÁCIL OU DIFÍCIL?

Eu diria que mais simples impossível.

PROBLEMAS COM O JAVA?

Deixe sua dúvida nos comentários do vídeo ou do post, não esqueça de curtir, comentar e compartilhar.


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Poker no Ubuntu

Nenhum comentário

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Hora da jogatina pessoal

Definição

é um jogo de cartas jogado por duas ou mais pessoas muito comum em casinos. É considerado o jogo de cartas mais popular do mundo, e o mais popular de uma classe de jogos nos quais os jogadores com as cartas total ou parcialmente escondidas fazem apostas para um montecentral, após o que o resultante das apostas é atribuído ao jogador ou jogadores que possuir(em) o melhor conjunto de cartas dentre os que permaneceram na mão, ou ao jogador restante caso os outros tenham desistido. 
Fonte: Wikipédia 

OK, nem era preciso apresentar o jogo tanto assim, afinal ele é bem famoso, e graças a um game chamado PokerTH nós podemos agora nos entregarmos ao vício sem sair do nosso querido Linux.

pokerth no ubuntu

Para quem já conhece as regras do jogo ele deve se desenrolar sem maiores segredos, para quem não conhece vale conferir as regras do poker e depois é só diversão.

Para instalar no Ubuntu utilizaremos um PPA:

  • sudo add-apt-repository ppa:pkg-games/ppa
  • sudo apt-get update
  • sudo apt-get install pokerth

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Steam para Linux liberado oficialmente | Saiba como instalar

Um comentário

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Valve finalmente lança o tão esperado Steam para Linux


A espera chegou ao fim, a Valve anunciou que agora, depois dos 5000 beta testers, o Steam finalmente está liberado para todos os usuários de Linux, especialmente os que usam Ubuntu e seus derivados como o Linux Mint.

Steam_on_Linux

Instalação

Para instalar o Steam no Ubuntu no Linux Mint é preciso apenas baixar este pacote .deb e instalá-lo, caso você não saiba como instalar um pacote .deb clique aqui e aprenda.
Depois de instalado basta se logar com a sua conta da Steam, ou criar uma, e comprar e/ou baixar os games. Até agora são 39 opções, mas este número deve aumentar.
Você pode conferir a lista de games suportados pelo Steam para Linux aqui.

Hora da jogatina pessoal!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Android: Little Alchemy - Review + Download

Nenhum comentário

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Quem não gosta de um jogo para perder parte da vida?

Sem dúvida um jogo 8 ou 80, ou vc ama ou odeia, a dificuldade é seu principal ponto forte, o Little Alchemy é bom porque é difícil, e além de tudo você é capaz de jogar de QUALQUER lugar, versão navegador, pc, plugin e é claro pra android.

Termine e sem olhar as respostas e eu te pago um sorvete!





Pontos Positivos
Pontos Negativos
Dificuldade 
Uma hora cansa 
Alto número de elementos
Touch é díficil
Bem elaborado



Para baixar o Game direto da Google Play: Click Aqui


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


0 A.D. REVIEW + DOWNLOAD - Game no estilo Age para Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

É mesmo nativo pra linux?

0 A.D. é um jogo 100% free e multiplataforma, o jogo é distribuído pela Wildfire Games, o jogo tem a mesma pegada de Age of Mythology e Age of Empires, contudo não deve nada para os concorrentes, muito pelo contrario, o jogo tem gráficos muito bons e é perfeito para um bom estrategista.



Trilha sonora:



Pontos Positivos
Pontos Negativos
Bons gráfico
Versão alpha
Ótima trilha sonora

Características e detalhes impressionantes

Exércitos com ótima jogabilidade


Link para download: http://wildfiregames.com/0ad/page.php?p=14466




Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 


Killing Floor no Steam para Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Mais zumbis a solta no mundo do Pinguim

Nos últimos meses grandes games estão invadindo o Linux, no caso Ubuntu (por enquanto), tudo graças ao Steam, da Valve. Desta vez a notícia vem para agradar os fãs de tiro em primeira pessoa e zumbis, Killing Floor está vindo para acompanhar o já muito bem sucedido Left4Dead, também disponível na Steam.

killing-floor-steam-valve

Um pouco de Killing Floor

Uma mistura entre zumbis muito macabros, frutos de experiências militares com uma boa dose de Counter Strike. São até seis jogadores online no modo Co-op, com um sistema de perk’s que sobem de nível conforme você joga e mais de doze armas disponíveis. A missão é simples, agüentar levas e levas de mortos-vivos até o local estar limpo. Todos os mapas são ambientados na Inglaterra, o que nos faz lembrar um pouco o filme Extermínio.

Gameplay

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 

Nexuiz, um bom FPS para Linux

Nenhum comentário

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Hora do tiroteio!

nexuiz

Nexuiz é um jogo de ação em primeira pessoa (FPS) 3D, desenvolvido pela Alientrap. Baseado no engine do Quake, é diversão garantida. Possui belos efeitos e a qualidade do gráfico não deixa nada a desejar. Está disponível para Linux, Windows e Mac.

Possui o modo Singleplayer e Multiplayer, podendo ser em death match (cada um por si) ou em dois grupos, onde devem defender sua bandeira literalmente e obter a do inimigo a fim de obter pontuação. A única diferença entre um modo e outro, é que, no Singleplayer, enfrenta apenas bots. No Multiplayer, é possível a comunicação em grupo ou para todos, em texto ou voz.


Como instalar



Para usuários de sistema Debian, como o Ubuntu, aplique o seguinte comando: 

sudo apt-get install nexuiz


Ou utilize seu Gerenciador de Pacote.

Opcionalmente, você pode instalar um pacote com músicas extras. Para isso, use o comando:

 sudo apt-get install nexuiz-music


Após instalado, o jogo pode ser acessado pelo menu ou pelo comando: 

nexuiz

Gameplay 



Via Linux Goiânia

Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

25 anos de Street Fighter

Nenhum comentário

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Após mais de 60 títulos para diversos consoles de videogame e mais de 25 milhões de cópias vendidas em todo o mundo, a série de jogos de luta "Street Fighter" completou 25 anos.

O primeiro jogo da série da produtora japonesa Capcom foi lançado em 30 de agosto de 1987 para os fliperamas. No título, lutadores conhecidos até hoje pelos fãs, Ryu e Ken, fizeram a sua estreia como personagens jogáveis. Entre os inimigos, Sagat, o grande rival de Ryu, era o chefe final do game.
Brasil em 'Street Fighter'
Blanka (Foto: Reprodução)Blanka (Foto: Reprodução)
Blanka
Sobrevivente de uma queda de avião, ele viveu na Amazônia, onde se transformou em um monstro verde.
Sean (Foto: Reprodução)Sean (Foto: Reprodução)
SeanImpressionado pelas lutas de Ken, o menino brasileiro se torna seu discípulo que quer vencer as batalhas sem aparentar medo.
Oro (Foto: Reprodução)Oro (Foto: Reprodução)
OroO eremita de 140 anos é japonês, mas vive em uma caverna na Amazônia, onde aprendeu habilidades extraordinárias.
Nos arcades, os jogadores podiam usar um joystick para controlar o lutador e dois botões para socos e chutes. A força dos golpes - fraco, médio e forte - era medida pela força com que os jogadores pressionavam estes botões.

Como o sistema não funcionou, uma vez que os gamers sempre pressionavam os botões com muita força, a Capcom optou por usar uma configuração de seis botões para os golpes, que é usada até hoje.

Golpes famosos que Ryu e Ken aplicam contra seus inimigos também apareceram pela primeira vez há 25 anos.

O Hadouken, uma bola de energia azul que causa danos à barra de vida do adversário; o Shoryuken, um poderoso gancho aplicado com um salto; e o Tatsumaki Senpukyaku, um chute giratório em que o personagem voa pelo cenário, podiam ser utilizados nas batalhas.

Popularização
Foi com "Street Fighter II", lançado em 1991 para os fliperamas e 1992 para os videogames da época, contudo, que a franquia se popularizou.

O jogo trazia de volta Ryu, Ken, Sagat e Balrog (o boxeador era chamado de Mike no primeiro título), e mais os lutadores E.Honda, Chun-li, Dhalsim, Guile, Zangief e o brasileiro Blanka para serem escolhidos nos confrontos. M.Bison era o chefe com Vega, Balrog e Sagat como subchefes.

'Street Fighter II' brasileiro
Capa do game para o Master System (Foto: Reprodução)
Apenas para o Brasil, a Tectoy, que detém os direitos de venda do Master System, da Sega, até hoje, criou uma versão de "Street Fighter II" para o antigo videogame de 8-bits. Lançado em 1997, o jogo trazia um esquema de jogo mais simples, voltado para o controle com apenas dois botões de ação do videogame, e vinha com 8 lutadores. (Assista ao vídeo do game)
O sucesso do game fez com que, apenas para o Super Nintendo, console 16-bits da criadora de "Super Mario", 6,3 milhões de cópias fossem vendidas em todo o mundo. Para se ter uma ideia do tamanho do sucesso, "Street Fighter IV", a versão mais recente da série, vendeu 2,04 milhões de cópias no PlayStation 3 e 1,64 milhão para o Xbox 360.
No game, o jogador viajava para diversos lugares do mundo, inclusive na Floresta Amazônica, no Brasil, para enfrentar lutadores de diferentes habilidades. Todos eles possuíam golpes especiais que podiam ser usados ao realizar uma combinação de comandos no joystick e nos botões de ação.
A Capcom ainda lançou versões diferentes do jogo: "Super Street Figher II" trazia novos personagens (Cammy, Dee Jay, T. Hawk, Fei Long e Akuma) e cenários; "Street Fighter II Turbo" trouxe novos golpes e cores de roupas dos personagens, além de partidas com maior velocidade; e "Super Street Fighter II Turbo", com partidas mais velozes, menos bugs e o personagem secreto Akuma. Ele só podia ser enfrentado caso o jogador conseguisse vencer todas as lutas sem perder nenhum round.
Após o sucesso de "Street Fighter II", a Capcom lançou "Street Fighter III: New Generation" nos fliperamas em 1997. O game não trouxe os lutadores conhecidos do game anterior, o que, aliado a um esquema de jogo totalmente diferente, fez com que o título não fizesse tanto sucesso. 
Apenas nas duas versões seguintes, "Street Fighter III: Double Impact" e "Street Fighter III: Third Strike", a Capcom colocou Chun-Li e Akuma de volta.
Imagem divulgada pela Capcom para comemorar os 25 anos da série 'Street Fighter' (Foto: Divulgação/Capcom)Imagem divulgada pela Capcom para comemorar os 25 anos da série 'Street Fighter' (Foto: Divulgação/Capcom)
A versão mais recente da franquia, "Street Fighter IV" foi lançada em 2008 para fliperamas, PlayStation 3, PC e Xbox 360 e traz gráficos 3D com esquema de jogo em 2D, padrão que foi adotado por outros jogos de luta. A versão com mais personagens, "Super Street Fighter IV" foi lançada em 2010. Outro diferencial do game é a possibilidade de confrontar outros jogadores em partidas on-line.
A Capcom ainda não anunciou se há planos para o lançamento de "Street Fighter V" ou outro título da série.
Uma edição especial comemorativa dos 25 anos da série será lançada nos Estados Unidos no dia 18 de setembro. O pacote, chamado de "Street Fighter 25th Anniversary Collector's Set" custará US$ 150.
Edição de colecionador comemora os 25 anos da franquia 'Street Fighter' (Foto: Divulgação)Edição de colecionador comemora os 25 anos da franquia 'Street Fighter' (Foto: Divulgação)
A caixa traz 15 discos com os games "Super Street Fighter 2 Turbo HD Remix", "Street Fighter III Third Strike Online Edition", "Super Street Fighter IV Arcade Edition" e "Street Fighter X Tekken". Além dos jogos, há um documentário, dois filmes de animação, a série animada completa da franquia e 11 discos com a trilha sonora da série. Haverá uma estatueta do lutador Ryu, a faixa do personagem e um livro com artes.
O filme de 'Street Fighter' foi um fracasso para a crítica, mas faturou quase US$ 100 milhões em todo o mundo (Foto: Divulgação)
O filme de 'Street Fighter' foi um fracasso para a
crítica, mas faturou quase US$ 100 milhões em todo
o mundo (Foto: Divulgação)
Filmes e animações
O sucesso da franquia levou "Street Fighter" para os cinemas e 1994. O filme que levou o mesmo nome do game trazia Jean-Claude Van Damme como o lutador Guile e Raúl Juliá como M.Bison.

Embora trouxesse quase todos os personagens da série, o filme não foi bem recebido pela crítica, que alegou baixa qualidade da produção e poucas cenas de ação. Mesmo assim, o filme arrecadou US$ 3,1 milhões em sua estreia e um total de US$ 99 milhões em todo o mundo.
Em 2009, uma nova tentativa de levar a franquia de luta para os cinemas não deu muito certo. "Street Fighter: The Legend of Chun-Li" focava na lutadora chinesa, interpretada por Kristin Kreuk (a Lana Lang de "Smallville"), mostrando a vida da personagem. No site "Rotten Tomatos", a produção ficou em 44º lugar entre os 100 piores filmes da década de 2000.
"Street Fighter" também teve desenhos animados. Em 1994, "Street Fighter II: The Animated Movie" foi lançado no Japão, recebendo uma versão para os Estados Unidos em 1996.
Uma série animada "Street Fighter II V" foi lançada em 1995 no Japão e filme para a TV, Street Fighter Alpha: The Movie" chegou em 1999. Em 2009, "Street Fighter IV: The Ties That Bind" foi lançado e distribuído na edição de colecionador do game para o PS3 e X360.
Na feira San Diego Comic Con 2012, os produtores Joey Ansah e Christian Howard anunciaram que a franquia voltará em uma nova série para a TV em 2013 com o nome de "Street Fighter: Assassin's Fist".
Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...




Confira as novidades do novo Call of Duty

Nenhum comentário

A edição de colecionador do game 'Call of Duty: Black Ops II' virá com 'drone' (Foto: Divulgação)
A edição de colecionador do game 'Call of Duty: Black Ops II' virá com 'drone' 


A Activision divulgou os itens que acompanharão o game "Call of Duty: Black Ops II" na edição de colecionador do título que será lançado no dia 13 de novembro dos Estados Unidos. Um helicóptero "drone" controlado por controle remoto, chamado de MQ-27 Dragonfire Drone.
Além do helicóptero, o pacote "Care Package" traz a trilha sonora, livro com artes, moedas comemorativas, mapas para o modo on-line, temas do game para os consoles e acesso para novos conteúdos por download - tudo em uma caixa especial. Ela será vendida por US$ 180.
Há a versão "Hardened", mais simples, que traz o game e os extras em uma caixa metálica que traz alguns dos itens da versão "Care". O preço deste pacote é de US$ 80. O game normal nos Estados Unidos é vendido por US$ 60.
No Brasil, "Call of Duty: Black Ops II" já está sendo vendido em sistema de pré-venda por R$ 200 e, de acordo com a distribuidora NeoPlay, ele chega ao país no dia 13 de novembro, mesmo dia do que nos EUA. A compra antecipada dá o mapa Nuketown 2025 para download.
A história do jogo acontece entre dois períodos diferentes, na década de 1980 e em 2025, ano que robôs estão nas ruas para proteger a população, segundo a desenvolvedora do game da Activision, a Treyarch. Mas uma ameaça terrorista conseguiu controlar estas máquinas e atacar os Estados Unidos. Após um ataque em massa, o país está em guerra e as grandes cidades são evacuadas. O game terá armas futuristas, com balas que atravessam paredes e haverá um modo para controlar um esquadrão inteiro.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo