Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador games on linux. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador games on linux. Mostrar todas as postagens

Proton 5.0-1 é lançado baseado no Wine 5.0, com novidades

Nenhum comentário

sábado, 8 de fevereiro de 2020

Nesta sexta-feira (7), a ferramenta de compatibilidade para jogos da Valve em parceria com a CodeWeavers, o Proton, teve um importante update no seu código e chegou na versão 5.0-1, assim se baseando na versão 5.0 da ferramenta de compatibilidade WINE (só reforçando "Wine Is Not an Emulator" ou “WINE não é um emulador”). 


 Proton 5.0-1 é lançado baseado no Wine 5.0, com novidades






Com essa nova versão, algumas coisa receberam um update como o DXVK e FAudio por exemplo. As melhorias foram:

● Wine atualizado para a versão 5.0. Desde o último grande lançamento do Proton, o Wine passou por mais de 3500 patches, que agora estão integradas ao Proton. 207 patches do Proton 4.11 foram criados upstreamed ou não são mais necessários;

● Os jogos que usam Direct3D 9 agora passarão a usar o DXVK para renderização por padrão. Usuários sem suporte ao Vulkan podem retornar ao renderizador wined3d baseado em OpenGL com a opção de configuração PROTON_USE_WINED3D;

● Integração aprimorada do cliente Steam. Isso torna mais jogos que usam Denuvo jogáveis, incluindo Just Cause 3, Batman: Arkham Knight, Abzu e muito outros;
● Novos ambientes no Proton relatarão uma versão mais recente do sistema operacional, que alguns jogos mais recentes exigem. Os ambientes existentes não serão alterados automaticamente;

● O Wine 5.0 inclui o início do suporte real a múltiplos monitores. Espere grandes melhorias nessa área em breve;


● Suporte aprimorado ao som surround para jogos mais antigos.


● Atualizado o DXVK para a v1.5.4 e o FAudio para 20.02;

Esse update estava sendo muito aguardado pela comunidade e parece que não decepcionou. O grande destaque aqui foi a possibilidade de rodar os games Just Cause 3 e Batman: Arkham Knight, coisa que não estava sendo possível através da Steam e somente via Lutris em alguns casos. Isso graças a melhor integração do Proton com os games que possuem DRM e sendo assim “não sendo um estranho no ninho” aos “olhos” do DRM Denuvo. Arrisco a dizer que pode ser um grande passo para mais jogos virem a funcionar, sendo esses games "um grande início da compatibilização com DRM e até provavelmente os famosos Anticheats" e assim possibilitando os jogos online.

Para ver a release, você pode conferir aqui.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum, o Diolinux Plus. Espero você até a próxima, um forte abraço.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Rode games nativos de Linux em versões especificas dentro da Steam

Nenhum comentário

sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

A Valve vem investindo ultimamente, um tempo e dinheiro bem considerável nas soluções de games para rodarem no Linux, um exemplo famoso é o Proton. Agora ela dá mais um passo.

Rode games nativos de Linux em versões especificas dentro da Steam





Enquanto o Proton é uma solução que junta em um mesmo “guarda-chuva” (vamos assim dizer) o Wine e o DXVK, para rodar jogos de Windows no Linux, agora a Valve “ataca” os jogos que são desenvolvidos nativamente para o sistema do pinguim.

Nos mês passado (novembro), foi lançado uma nova feature chamada Steam Linux Runtime, que está disponível no cliente beta da Steam. O anúncio foi feito no blog oficial da Steam, pelo desenvolvedor da Valve, Timothee Besset.

Essa nova funcionalidade, segundo Besset, abre a possibilidade de usar os jogos em contêineres, assim isolando do sistema, podendo com isso ajudar a Valve em dar suporte aos jogos mais antigos nas distribuições mais recentes, assim podendo colocar runtimes diferentes, libs mais recentes, ter um controle de qualidade maior sem que afete o sistema. 

Como usar o Steam Linux Runtime ?



Para utilizar essa nova ferramenta, primeiro você vai precisar ter a versão Beta da Steam no Linux, que você consegue acessar através deste caminho:  Steam > Configurações (Settings) > Conta (Account) e depois marcar a opção de participar do beta, e será preciso dar um restart na Steam.



Depois que fizer isso, na sua Biblioteca (Library) você vai procurar por “linux runtime” e instalar a ferramenta. No meu caso, eu já tenho ela instalada e por isso só precisei dar um update, mas se você não tem, vai aparecer o botão de Instalar (Install).



Agora para testar em algum jogo, você vai nas Propriedades dele e “forçar” ele a utilizar o Steam Linux Runtime. Lembrando que essa ferramenta é para jogos nativos, ou seja, que tenham versões para o Linux. O jogo que testei foi o 7 Days to Die.



Pode acontecer que alguns jogos não rodam, assim forçando você a tirar essa opção do jogo.

É muito incrível que isso esteja acontecendo, pois os devs e produtoras que tem jogos “antigos” no Linux  e querem dar um update neles, possam fazer isso sem se preocupar em quebrar o sistema ou coisa do tipo, e sim somente se concentrar no jogo. Além disso, creio que possa incentivar outras produtoras que tenham jogos “old school” e precisam de um maior controle de como são entregues, isso pode facilitar a vida deles. Mas isso é o que eu penso sobre o assunto.

Agora nos diga aí nos comentários, o que você acha dessa novidade e o que pode trazer de bom para o mundo gamer Linux.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum. Espero você até a próxima, um forte abraço.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Mais um Triplo A chegando nos sistemas que “não rodam jogos”

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Ontem, dia 15 de outubro, a Feral Interactive anunciou o lançamento do porte para Linux e MacOS do jogo Shadow of the Tomb Raider. Que estará disponível aos jogadores à partir do dia 5 de novembro.

mais-um-triplo-a-chegando-no-linux

Nos últimos tempos, temos visto que cada vez mais títulos Triplo A são lançados para o sistema do Pinguim, e a Feral Interactive é uma das protagonistas quando se trata de portar grandes jogos para Linux. Tendo em seu histórico de portes títulos, como Dirt 4, Life is Strange, Hitman, Deus Ex: Mankind Divided, Rise of the Tomb Raider, Mad Max, Alien Isolation, entre outros. Agora chegou a vez do Shadow of the Tomb Raider entrar para a biblioteca de jogos no Linux.

A versão do jogo que será portada para Linux e MacOS será a Definitive Edition, que contará com 7 DLCs, e mais todas as armas, trajes e habilidades opcionais. O valor ainda não foi divulgado, mas considerando o valor atual da versão padrão do jogo, chega a me dar um aperto no peito (e no bolso) 😂😂😂. Então vamos torcer para que haja uma boa promoção de lançamento, ou então esperar até as promoções de inverno.

O game já é funcional via SteamPlay, mas uma versão nativa geralmente traz várias melhorias, e é sempre bem vinda. A Definitive Edition funcionará no Linux com a API Vulkan. Os requisitos mínimos e recomendados ainda não foram divulgados.

Além do Shadow of the Tomb Raider, a Feral prometeu para esse ano o lançamento de mais dois títulos. Sendo eles Life is Strange 2, e Total War Saga: TROY (sobre o qual já falamos recentemente aqui no blog). À nós gamers, resta esperar que a Feral consiga entregar os portes no prazo, para assim fecharmos o ano com chave de ouro.

Abaixo você pode conferir o trailer oficial do lançamento de Shadow of the Tomb Raider para Linux e MacOS.


Você, assim como eu, está super ansioso para jogar esse e os outros títulos que devem chegar ainda esse ano? O quê você pensa sobre a situação atual das distribuições Linux como plataforma de jogos? Diga nos comentários. 😁

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no Diolinux Plus

Por hoje é tudo pessoal! 😉

______________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo