Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador google docs. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador google docs. Mostrar todas as postagens

Google contrata ex-chefe do Microsoft Office para sua suite de escritório

Nenhum comentário

terça-feira, 22 de outubro de 2019

Google contrata ex-executivo da Microsoft para liderar o G Suite, e demonstra que não está de brincadeira e faz frente ao Microsoft Office, fomentando a concorrência. 


g-suite-office-ms-microsoft-google-documentos-apresentação-slides-planilhas-estudantes-corporativo-comercial-mobile-android-ios-email

Quando o assunto é office, comumente a primeira alternativa a ser mencionada é o famoso Microsoft Office. Não é atoa que termos, como: “tenho que criar uma apresentação de slides” é substituído por: “tenho que criar um PowerPoint”. Trabalhei durante um tempo fazendo manutenção de computadores em uma Rádio e algumas escolas, e sempre ouvia algo assim.

Confira logo abaixo 6 alternativas ao MS Office.


Sem dúvidas a Microsoft é muito forte no setor corporativo e no meio estudantil, contudo, os Chromebooks do Google vem ganhando esse mercado. Atualmente o G Suite, alternativa da empresa ao Microsoft Office/Office 365, já supre uma grande parcela dos usuários. Talvez em países como o Brasil, que não possui uma internet de altíssima qualidade, sua adoção não seja tão massiva quanto a outros países.

Reforçando o time do G Suite


Para diminuir essa distância entre o G Suite e o Microsoft Office, o ex-chefe para estratégia de software e produtividade do Office, Javier Soltero foi contratado. Mas, “vale isso Arnaldo?”. Claro, que vale! Considerando o currículo e todo o envolvimento em projetos que Javier teve na MS, podemos dizer que a escolha foi mais que acertada.

g-suite-office-ms-microsoft-google-documentos-apresentação-slides-planilhas-estudantes-corporativo-comercial-mobile-android-ios-email
Javier Soltero quando era executivo da Microsoft - Wikimedia Commons

O ex-executivo da MS passou a fazer parte da companhia em 2014, assim que a Gigante de Redmond adquiriu a startup de e-mail móvel Acompli. Neste período Javier era o CEO da startup, que co-fundou. Graças a essa compra, o app da Acompli tornou-se a versão do Outlook para iOS e Android. Então, ele passa a ser o líder do Outlook em todas as plataformas e, em março do ano passado ajudou a implementar os recursos da Cortana (assistente digital da Microsoft) no Office 365. No entanto, após reorganizar sua divisão do Microsoft Office, Javier Soltero foi dispensado.

g-suite-office-ms-microsoft-google-documentos-apresentação-slides-planilhas-estudantes-corporativo-comercial-mobile-android-ios-email

Com ampla experiência e familiaridade em projetos, como o MS Office e a Cortana, o Google contrata o veterano em tecnologia para atuar em áreas de seu domínio. Sendo agora responsável por supervisionar o G Suite, gerenciando a produtividade e ferramentas de colaboração do Google para o meio corporativo. Lembrando que os aplicativos do G Suite que possuem versões gratuitas, são oferecidos para clientes corporativos através de mensalidades (recentemente passou a receber pagamento em Real). Obviamente que recursos extras são oferecidos, como um melhor e-mail comercial, espaço em armazenamento ilimitado, melhor infraestrutura para trabalhos e colaborações em equipe e muito mais. Aliás, caso não saiba o G Suite suporta arquivos do Microsoft Office

Veja neste vídeo, porque utilizamos o Google Docs no Diolinux.



Um ponto que podemos destacar, é que Javier pode contribuir de alguma forma para uma integração semelhante entre a assistente pessoal do Google e seus apps de escritório, como já fez no passado ao trabalhar para Microsoft. Outro detalhe é o aperfeiçoamento das aplicações mobiles, diariamente trabalho com algumas e sei de várias deficiências e dificuldades que algumas impõe em sua usabilidade. Espero que com essa adição importante, as ferramentas da empresa possam evoluir ainda mais e beneficiar seus usuários. Tanto os corporativos, como os comuns.

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, e fique por dentro das novidades.

Até o próximo post, compartilhe nossas postagens e divulgue bom conteúdo, SISTEMATICAMENTE! 😎



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Pixelbook Go será o sucessor do Pixelbook e com tela em 4k

Nenhum comentário

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

O Google é conhecido mundialmente pelos seus produtos que ajudam as pessoas no dia a dia, como o GDrive, Google Chrome, Gmail, GDocs. Nos últimos tempos, vem também investindo no Google ChromeOS, o seu sistema operacional para “suportar” todos esses serviços, da forma que a empresa achar melhor.

Pixelbook Go será o sucessor do Pixelbook e com tela em 4k





O Google também vem investindo em hardware, mais precisamente nos laptops Pixelbooks. Esses já vem com o Google ChromeOS instalado “de fábrica” vamos assim dizer e são feitos diretamente pelo Google.

Diferente da sua primeira versão, o Pixelbook Go vem para dar mais enfoque as tarefas do dia a dia, como criar planilhas, documentos, ver vídeos, navegar na internet e por aí vai. Isso tudo dentro do ChromeOS e com integração dos serviços com os apps, mais ou menos parecido com o que a Apple faz no seu ecossistema, com o iOS e macOS.


Segundo informações levantada pela pessoal do site 9to5Google, o Pixelbook Go vai ser voltado para portabilidade e mobilidade, sendo assim extremamente leve. A construção dele seria em uma “liga de magnésio” para que isso fosse possível. Também foram reveladas algumas especificações técnicas do laptop, como:

● Tela de 13,3” com proporção de 16:9 e podendo ser em FullHD ou em 4K;
● Processadores podendo ser Intel Core i3, i5 e i7;
● Memória RAM podendo ser de 8GB ou 16GB;
● Armazenamento podendo variar de 128GB ou 256GB;
● Dois alto-falantes potentes de primeira linha e dois microfones na frente (não especificados os modelos de fabricantes);
● Câmera frontal de 2MP que pode capturar 1080p a 60fps;
● Os componentes são muitos parecidos com o Pixel Slate, como o Chip Titan C, o WiFI e Bluetooth.
● Os conectores continuam iguais ao Pixelbook, tendo portas USB-C e conector de 3.5mm para fone de ouvidos.

Segundo a estimativa do site, o Pixelbook Go ficaria na faixa dos US$799 ou mais. 

Se eu tivesse a possibilidade de ter um desses Pixelbooks ou até mesmo um Chromebook feito pelo Google, gostaria muito de testar eles para ver “até onde o sistema aguenta” e ver quais limitações teriam. Ainda acho que o Google deveria ter uma dessas belezinhas com uma GPU dedicada e talvez ver como o sistema se sairia em jogos, edições de vídeo e afins. Quem sabe em um futuro breve.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Legendas em tempo real no Google Slides

Nenhum comentário

terça-feira, 18 de junho de 2019

A suíte office da Google está cada dia ganhando novas funcionalidades. Noticiamos recentemente que o G Suite recebeu suporte aos formatos do Microsoft Office, a opção de pagamento em Real para usuários do Brasil, agora o Google Slides vai receber mais essa nova função (que está em testes desde 2018).

google-slides-closed-caption-chrome-docs-audio-voz

Conhecida como Closed Caption, o recurso possibilita por meio do microfone do computador detectar a voz e transcrevê-la. Algo semelhante existente no Google Docs. Com essas legendas automáticas, novos usuários poderão tirar maiores proveitos da ferramenta. A acessibilidade do recurso pode auxiliar o desenvolvimento de apresentações por pessoas com algum tipo de deficiência auditiva ou surdez, ou quem tem dificuldades na escrita.


Até o momento o “Closed Captions” só está disponível em inglês, porém, como já sabemos é uma questão de tempo para a Google adicionar o suporte ao português. A empresa inclusive promete que novos idiomas serão adicionados. A ativação do recurso é conforme o demonstrado no vídeo, logo acima. Clique no ícone “CC” na barra de navegação do Google Slides, e comece a ditar. O programa irá automaticamente criar as legendas. Lembrando, que o recurso não está disponível em nossa língua.

O que achou dessa opção? Fará uso quando possuir o idioma português? Participe de nosso fórum Diolinux Plus e fique por dentro das novidades.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


G Suíte recebe opção de pagamento em Real

Nenhum comentário

segunda-feira, 3 de junho de 2019

O Google possui um ferramental bem amplo e completo. Contemplando diversos perfis de usuários o G Suíte é composto de diversas ferramentas como, Documentos, Planilhas, Apresentações, Gmail, Drive, Hangouts, etc.

g-suite-google-moeda-pagamento-real-brasileiro-docs-gmail

A novidade anunciada pelo Google, traz a possibilidade de efetuar o pagamento do serviço com a moeda nacional. Anteriormente era necessário possuir um cartão de créditos internacional e pagar a alíquota de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Além da “roleta russa” que é a taxa de variação cambial do Dólar. Agora os brasileiros poderão utilizar tanto o cartão de créditos nacional, como pagar em boleto bancário. A mudança, segundo o Google, visa auxiliar os seus clientes brasileiros e é totalmente opcional.

A mudança é opcional, e os clientes atuais que quiserem migrar para o pagamento em Reais terão cancelados os planos anuais pagos em dólares americanos, bem como a cobrança de débitos futuros. Se o cliente migrar para o pagamento em Real não terá a opção de voltar a pagar em dólar”, alertou a empresa.

A opção está disponível nas versões Basic, Business, Enterprise e, também, para G Suíte Lite.

Você utiliza o G Suíte? É bom opções que não exijam meios de pagamentos “não acessíveis para todos”.

Que tal participar de nosso fórum Diolinux Plus? Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎


_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

G Suite agora suporta arquivos do Microsoft Office

Nenhum comentário

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Por ser o "padrão do mercado" não é incomum receber documentos no formato da Microsoft, e para os usuários da G Suite uma conversão era necessária, ou fazer uso do Modo de Compatibilidade do Office (OCM), acarretando em algumas limitações.

gsuite-google-docs-sheets-slides-microsoft-office-word-powerpoint-exccel

Esse novo recurso permite uma maior autonomia e liberdade dos usuários do G Suite, não obrigando-os a terem o Microsoft Office ao manipular esses tipos de arquivos em grupo.

Agora o Google Docs, Sheets e Slides podem editar os documentos MS sem a obrigatoriedade de uma conversão ou modo de compatibilidade, suportando inclusive arquivos de versões defasadas do MS Office, como no caso de sua suíte de 2007 (empresas ainda utilizam o MS Office 2007, e já presenciei algumas vezes o 2003).

Um aspecto a ser observado, é que no ato de salvar o documento, o mesmo será compatível apenas com as versões atuais do Microsoft Office, sendo assim a edição de arquivos do Office 2007, 2010 serão plenamente suportados, porém os arquivos salvos provavelmente não vão ser compatíveis com os mesmos. Esse é um dos problemas de formatos proprietários, nem sempre existe uma retrocompatibilidade.

Documentos compatíveis com o Google Docs, Sheets, e Slides


  • Arquivos do Word: .doc, .docx, .dot
  • Arquivos do Excel: .xls, .xlsx, .xlsm (documentos Excel com macros), .xlt
  • Arquivos do Powerpoint: .ppt, .pptx, .pps, .pot

Em primeiro momento apenas um número limitado de assinantes receberão a nova feature, isso ocorrerá nas próximas semanas, e a Google pretende englobar todos os usuários da G Suite, sem custos adicionais, com tal novidade.

gsuite-google-docs-sheets-slides-microsoft-office-word-powerpoint-exccel

Quanto a nós meros mortais, não houve nenhum pronunciamento da Google se em um futuro esta compatibilidade também estará disponível para não assinantes da G Suite, apenas posso especular que em princípio será algo exclusivo para os usuários empresariais, não obstante tal recurso poderá dar as caras na sua suite gratuita.

É interessante ver alternativas ao MS Office, mesmo atualmente sendo algo para usuários corporativos, a possibilidade de utilização do Google Docs por exemplo, com total compatibilidade para pessoas que tenham que manipular tais arquivos, é animador.

O G Suite pode ser testado gratuitamente por 14 dias, acesse o link caso tenha interesse.

E você o que achou deste novo recurso da G Suite? Acredita que essa compatibilidade venha para os usuários “gratuitos”? Lida com formatos proprietários, seja no emprego ou faculdade? Ou nem faz diferença, em seu cotidiano? Continue essa discussão em nosso fórum Diolinux Plus, e diga a sua opinião.

Te espero como de costume aqui no blog Diolinux, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Microsoft ataca Google Docs em video comercial do Office - E outras vergonhas alheias...

Nenhum comentário

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Minha mãe me ensinou...

Que quem não consegue fazer melhor tenta rebaixar os outros, e bem, veja se não é exatamente esse o caso da Microsoft com o Google, eu não sou um hater da Microsoft mas eles fazem  por merecer as minhas críticas.
A Microsoft tenta combater os concorrentes fazendo campanhas contra, e nos últimos tempos o Google está sendo o alvo da empresa de Redmond, os mais novos ataques contra o Google foram vídeos publicados contra o Google Docs.
Eles tem muito dinheiro para contratar o  comediante Rob Schneider, que atuou em filmes como "Um Gigolô Europeu por acidente", mas tem pouca criatividade para criar campanhas, mesmo as depreciativas, nos dois videos que vamos mostrar, eles ( Microsoft ), usaram a imagem do ator para afirmar que o Google Docs não tem os mesmos recursos do Office da Microsoft e no segundo enfatizaram que não vale apena arriscar com uma plataforma que não tem tradição no mercado. 

Video #1



Video #2


Eu acho até meio ridículo esse tipo de propaganda, apesar de gostar desse tipo de competição entre empresas, mas convenhamos, se o seu produto é bom ele não precisa desse "contra marketing" certo?
Dessa forma parece que o seu produto é "menos pior" que o do concorrente.
Quando as pessoas me pedem o que eu acho da Microsoft eu sempre digo que existem dois produtos deles que eu realmente aprecio, o Xbox e o Office, acho os dois muito bons, na verdade nem é o Xbox em si, o que eu acho realmente incrível é o Kinect, se fosse pra comprar o videogame eu compraria um PlayStation.
A última campanha realmente criativa da Microsoft que encontrei foi a do Internet Explorer: O browser que você amava odiar!

- Microsoft fazer pouco caso do produto dos outros não ajuda a vender o seu, só faz virar piada na rede meus amigos...

E para finalizar o Twitter do Windows no Brasil publicou a seguinte nota hilariante:

windows-brasil-oficial

That's All Folks, see you later!

Leia também:





Se tem uma coisa que nunca falha no Windows é o Crack do sistema operacional!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como usar o Google Docs como ferramenta de anotações com integração Unity

Um comentário

terça-feira, 7 de maio de 2013

Cansou do Nitro, do Tomboy e do Evernote?

Evernote
Com o passar do tempo anotar as ideias que temos ou os nossos afazeres é cada vez mais imprescindível. Programas como o Evernote e o Everpad ( cliente para Ubuntu )Nitro... se popularizaram pela simplicidade de uso, o próprio Evernote é muito completo e oferece opções para salvar vídeos e fotos inclusive.



O Tomboy notas que durante muito tempo veio com o Ubuntu se mostra uma opção mais simplista e igualmente eficiente, capaz de salvar as suas notas no Ubuntu One ou no Dropbox que é uma coisa que eu preso muito, backup online e acesso de qualquer dispositivo, como eu acho o Evernote "fresco" demais e o Tomboy muito simplista é que encontrei a solução de usar o Google Docs como bloco de notas, e é isso que vou compartilhar com você.

Pré-Requisitos

  • Google Chrome instalado ( ou Chromium )
  • Um conta Google ( para usar o Google Drive )
  • Conexão com a internet

Google Docs e Google Drive

O Google Drive é o serviço de armazenamento em nuvem da Google e o Docs é um processador de texto online, onde tudo que você escreve fica completamente salvo a cada letra que você digite, ainda não existe um cliente nativo no Google Drive para Linux, apesar de haver opções, porém, para Android e iPhone essa realidade é diferente e é isso que torna o que vamos fazer mais especial.

Criando um bloco de notas no Google Docs integrado ao Unity

Vale lembrar que o tutorial está sendo feito com o Unity como interface mas serve para outros ambientes também.
Vamos lá, acesse o Google Drive,  e crie um novo arquivo de Documento.

Criação de Documento do Google Drive

Renomeio o Documento para "Anotações", por exemplo.

Renomeando o arquivo no Google Drive
Agora vamos criar os atalhos que integrarão este arquivo ao Unity, ou qualquer outro ambiente.
Clique no menu de configuração do Google Chrome, vá na opção Ferramentas>>Criar atalhos para aplicativos.


Agora você terá a opção de criar um atalho na Área de trabalho do sistema operacional e nos Menus do sistema, se quiser criar em ambos basta selecionar as duas caixas indicadas pelas setas e clicar em Criar.

Criando um Webapp

Repare que agora você tem um novo ícone da Dash Bar do Ubuntu, ou no gerenciador de aplicações da sua distro, você pode bloquear o arquivo ali para que ele esteja disponível facilmente;

Google Docs integrado ao Ubuntu

Quando você clicar no ícone vai perceber que ele se tornou na verdade um WebApp, semelhante aos que o Ubuntu carrega consigo mesmo, com um atalho direto para as suas anotações, quando você quiser anotar alguma coisa basta digitar neste documento de texto e ele ficará salvo automaticamente no Google Drive.

Anotações - Google Drive no Unity

Dicas para melhorar a sua experiência

Uso este método à algum tempo já e nunca tive nenhum problema, você pode fazer este tipo de procedimento com qualquer site da internet e criar um webapp para ele da mesma forma que fez com o Google Docs, inclusive com o Google Drive ou outro serviço qualquer.
Uma coisa que pode acontecer é os ícones destes Web Aplicativos ficarem numa resolução muito baixa e ficarem "feios", a dica é usar o Alacarte para trocar os ícones, qualquer um ícone personalizado ou de melhor qualidade, esta ferramente já vem instalada no Diolinux OS.

sudo apt-get install alacarte

Aplicativo para Android

Do que serviria esta nossa dica se não fosse possível acessar o seu documento de qualquer dispositivo, basta você instalar o App do Google Drive no seu Android, o App está disponível gratuitamente na Google Play e você pode baixá-lo através do link abaixo:


Uma última dica que é válida é configurara para disponibilizar o arquivo offline, assim você pode trabalhar nele mesmo sem internet.

Até a próxima dica pessoal!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Como criar uma plataforma do tipo Google Docs usando o FengOffice

Nenhum comentário

terça-feira, 2 de outubro de 2012


Ideal para uso Coorporativo

Como eu gosto de vasculhar essa tal de internet em buscas de coisas interessantes, me deparei com um projeto chamado FengOffice, que visa ser uma suíte office e muitos mais recursos que serão descritos mais adiante. Para quem quiser conhecer o projeto basta acessar o endereço http://www.fengoffice.com/

Para quem não gosta que a sua informação circule pela Internet (no caso Google Docs o utilizador não sabe onde é que a sua informação fica armazenada), nada melhor que instalar a sua própria plataforma. Para esse efeito hoje damos a conhecer o FengOffice.

O FengOffice é uma plataforma open Source, baseada na Web, que reúne essencialmente funcionalidades para realização de trabalhos colaborativo.

O Feng Office trabalha com diversos tipos diferentes de informação:
  • Notas
  • E-mail’s
  • Contatos (endereços de pessoas e das empresas/organizações às quais elas pertencem)
  • Documentos (i.e. ficheiros do word, apresentações, arquivos PDF, imagens
  • Tarefas e marcos
  • Calendário de eventos
  • Links de internet
  • Registo de horas (tempo gasto na realização das tarefas)

Como instalar o FengOffice no Ubuntu?


Para instalar o FengOffice é necessário que você já tenha instalado os seguinte softwares:
  • Apache
  • PHP
  • PHPMyAdmin
  • MySQL

Passo 1 – Para instalar o Apache2 + MySQL + PHP, basta abrir o terminal e escrever o seguinte comando:

sudo apt-get install lamp-server^


A instalação de todos os serviços ocupa aproximadamente 115MB. Após receber essa informação, o utilizador apenas terá de confirmar com “Y” para avançar na instalação.

No meio da instalação será pedido ao para introduzir o password para o serviço de base de dados MySQL (você vai precisar confirmar a password numa outra interface)



Depois de tudo instalado, o utilizador pode confirmar numa primeira fase se tudo está correcto, abrindo o browser e inserindo o url: http://localhost



Passo 2 - Para instalar o PHPMyAdmin, basta abrir o terminal e inserir o seguinte comando:

sudo apt-get install phpmyadmin


Passo 3 – Após instalado o phpmyadmin, vamos abrir novamente o browser com o seguinte endereço:

http://localhost/phpmyadmin/


Passo 4 – O próximo passo é criar um utilizador na base de dados MySQL para associarmos a plataforma FengOffice . 

Para isso vamos ao separador Privileges e em seguida carregamos em “Add a new user“e introduzimos os dados solicitados.


Devemos também selecionar a opção “Create database with same name and grant all privileges”


Instalação da plataforma FengOffice (até que me fim!)


Depois de termos montado a base da nossa plataforma, vamos agora proceder à instalar propriamente dita da plataforma.

Passo 1 – Obter o software na página do SourceForge aqui

Passo 2 – Descompactar o ficheiro e mover a pasta para /var/www/feng
sudo mv fengoffice /var/www/feng



Passo 3 - Abrir o endereço http://localhost/fengtest/public/install/ num browser, para proceder a instalação.



Passo 4 – Validação de pré-requisitos. 

No caso de existirem diretórios com falta de permissões abra a linha de comando e introduza o seguinte comando para cada uma delas (exemplo para a pasta config)
chown www-data:www-data config



Passo 5 – Indicamos agora as credenciais de acesso à base de dados por parte da plataforma.



E finalizamos o processo de instalação do feng.



Então criamos uma conta


Usamos as credencias pré-definidas no passo anterior para entrar


e agora é só usufruirmos de todas as funcionalidades que esta fantástica plataforma nos oferece.




Este excelente material foi retirado do site Ppware.
Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

@blogdiolinux blogdiolinux @dionatanvs Circule do Google +

Google Drive implementa mais 450 novas fontes no Docs

Nenhum comentário

sexta-feira, 3 de agosto de 2012


O Google anunciou hoje a introdução de 450 novas fontes tipográficas no Google Drive. A nova coleção está disponível para uso imediato nas ferramentas de edição de documentos e apresentações.
“Para ver e selecionar as novas fontes, clique em Adicionar fontes menu de fontes suspensa da barra de ferramentas. Isto irá levá-lo ao menu com todas as fontes disponíveis, onde você pode escolher as que deseja utilizar”, explicou Erin Rosenbaum, Engenheiro de Software no Google.

drive fontes e1343930816434 450 novas fontes tipográficas no Google Drive

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo