Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador gtk. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador gtk. Mostrar todas as postagens

Novidades no GNOME 3.33.4

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de julho de 2019

O lançamento da próxima versão do Ubuntu está bem perto, o Ubuntu 19.10 está programado para 17 de Outubro e acompanhará o GNOME 3.34. No entanto, antes de sabermos as novidades da nova versão, o GNOME 3.33.4 é lançado. 

gnome-shell-linux-ubuntu-19.10

A versão 3.33.4 não é um grande lançamento, como sugere seu número de versionamento, entretanto, as novidades e melhorias contidas nela, também estarão presentes na próxima versão 3.34.

Algumas novidades do GNOME 3.33.4


  • Melhorias no sistema de compilação de softwares, o Meson, para EOG e outros componentes;
  • GTK+ 3.24.10 compativél com o protocolo XDG-Output e várias correções.
  • Muitas melhorias no Gnome-Shell e seu compositor de janelas Mutter;
  • Mudanças no modo clássico do GNOME, desabilitando a visão geral do GNOME 3 e diversas modificações;
  • Agora o GMD mata a sessão do usuário ao parar o gerenciador de janelas;
  • O GNOME Boxes adicionou a opção de aceleração 3D em seu diálogo de propriedades. Incluindo suporte para o VirtIO-GPU;
  • Foi repaginada a caixa de diálogo do gerenciamento de calendários do aplicativo GNOME Calendar;
  • Grande parte do código do GNOME Music foi reescrito. A equipe de desenvolvimento do app vem trabalhando nas listas, no MPRIS e na capacidade de reproduzir músicas sem espaços;

Você pode acessar o código das mudanças desta versão por este link. Lembrando que esta versão é o último lançamento até o beta do GNOME 3.34.

Participe de nosso fórum Diolinux Plus, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

Fonte: Phoronix, GNOME.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

3 alternativas para desenhos simples, estilo "Microsoft Paint"

Nenhum comentário

quinta-feira, 18 de julho de 2019

O Microsoft Paint é um programa muito popular entre usuários do Windows, na qual provavelmente você quando mais jovem, já tenha “perdido” algumas horas em frente ao PC. A criançada adora rabiscar e pôr a imaginação em ação. Se busca por uma ferramenta similar, irei apresentar 3 alternativas. Indo da mais simples para a mais completa em recursos.

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-google-canvas-web-app-drawing-kolourpaint-gnome-kde-gtk-qt-ubuntu-flatpak-snap

Essa postagem não tem como objetivo indicar softwares para edição ou desenhos elaborados, soluções como: GIMP, Krita, Inkscape, entre outros são os indicados. Afinal, programas assim podem ser bem complexos para crianças e o objetivo é apenas rabiscar e se divertir, quem sabe despertar um Leonardo da Vinci ou Van Gogh (sem suas excentricidades, claro 😕😕😕).

Google Canvas


O Google Canvas vem sendo chamado por muitos sites, como o “Paint” da Google. Inclusive noticiamos na época de seu lançamento, no início do ano. A solução é online e sendo bem simples o seu funcionamento. Se busca por algo rápido e que não exija instalação, ele pode ser uma alternativa a se considerar. Mesmo possuindo pouquíssimas ferramentas, dependendo do perfil de quem for utilizar o programa, o Canvas é mais que suficiente.

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-google-canvas-web

Por ser online, conexão com a internet será requisito e uma conta Google. Acesse o Google Canvas por este link. Se ficou alguma dúvida, considere ler nossa postagem sobre o serviço.

Drawing


Pensado para ambiente o GNOME (mas pode ser utilizado nos demais), o Drawing possui alguns recursos à mais que o Google Canvas. Digamos que ele é o intermediário da nossa lista. O número de ferramentas e opções dão um pouco mais de autonomia, entretanto, nada tão complexo. Além de desenhar com a ferramenta, pequenas edições podem ser realizadas. O Drawing suporta imagens no formato PNG, JPEG e BMP.

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-app-drawing-gnome-kde-gtk-ubuntu-flatpak

O Drawing está disponível oficialmente via Flatpak no Flathub. Caso não tenha configurado em seu sistema o Flatpak, essa postagem tem todo procedimento. Se utiliza Ubuntu, este post ensina como habilitar o suporte a esse tipo de pacote na loja da distribuição (Software Ubuntu/Gnome Software), permitindo instalação do Drawing via interface gráfica (depois de adicionar o suporte, pesquise por “Drawing”, encontre a aplicação e efetue a instalação). No Linux Mint, basta pesquisar na loja pelo programa. Caso queira instalar via terminal, proceda assim:

Habilite o repositório do Flathub (se não tem configurado)

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Instale o Drawing Flatpak via terminal:

flatpak install flathub com.github.maoschanz.drawing

Para desinstalar via terminal:

flatpak remove com.github.maoschanz.drawing/x86_64/stable

Kolourpaint


A última aplicação da lista é o Kolourpaint, talvez o mais completo do gênero. Possuindo até mais ferramentas que o próprio Microsoft Paint. Se quer mais opções e uma familiaridade com o app da Microsoft, o Kolourpaint é a opção certa. Para se ter uma noção, o programa suporta vários tipos de arquivos, como o formato do Adobe Photoshop (PSD) e do GIMP (XCF).

alternativa-linux-ms-microsoft-paint-app-kolourpaint-kde-gtk-qt-ubuntu-flatpak-snap

Você pode obter o Kolourpaint de várias formas. Pesquise normalmente na loja de sua distribuição e instale diretamente do repositório, ou via Flatpak ou Snap. Digamos que queira utilizar no formato Snap. Configure primeiramente o Snap em sua distribuição, conforme este artigo, lembrando que no Ubuntu não é necessário configurar e você encontrará normalmente na loja. Utilize estes comandos se a loja de sua distribuição não possui integração com os Snaps.

A versão Snap pode ser instalado por esse comando:

sudo snap install kolourpaint

Para remover o Kolourpaint Snap:

sudo snap remove kolourpaint

Outra opção é via Flatpak. Relembrando que será necessário ter o Flatpak configurado e o repositório do Flathub também. Além, de poder instalar via interface gráfica na Gnome Software. Caso não tenha configurado, na parte que abordei sobre o Drawing, demonstrei como proceder.

Instalação via Flatpak:

flatpak install flathub org.kde.kolourpaint

Remoção da aplicação Flatpak:

flatpak remove org.kde.kolourpaint/x86_64/stable

Essas são as 3 alternativas ao Microsoft Paint, se conhece alguma interessante compartilhe nos comentários ou em nosso fórum Diolinux Plus

Particularmente não me dou bem com esse tipo de aplicativo, acho que deu para notar nas imagens (😂😂😂). No entanto, quando instalei o Kolourpaint no pc de um usuário (com esse perfil, uma criança e tal...) o resultado foi super positivo. Já se você precisa criar artes mais elaboradas, utilize algum dos softwares que citei no início do artigo.

Acho que irei continuar no Inkscape + GIMP (😋😋😋), mas se alguém sentir a falta do Microsoft Paint, opção é o que não falta. Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Lançamento do GTK 4 está se aproximando cada vez mais!

Nenhum comentário

sábado, 11 de maio de 2019

Você já pode ter se deparado com termos como Qt, GTK e se for novato no Linux pode estar "boiando" com essas nomenclaturas. Calma que tudo isso é mais simples do que o imaginado.

gtk+-gtk4-gtk3.96-gnome-interface-vullkan-opengl-linux-DE

Qt e GTK + são kits de ferramentas para criar interfaces gráficas. Falando especificamente do GTK+, ele é o núcleo da plataforma de desenvolvimento do GNOME, mas não limitado a ele apenas. Por exemplo aplicações para outras interfaces como: Cinnamon, XFCE, Deepin Desktop (DDE), KDE etc; Podem ser criadas em GTK+, e indo além, o GTK pode ser usado em outros sistemas operacionais como BSD, Windows e macOS.

O tão aguardado GTK 4


Como a tecnologia tende a evoluir, não seria diferente com o GTK, e desde seu lançamento em 1998 o toolkit do GNOME vem recebendo melhorias e novas implementações. Atualmente em sua versão 3.24 o GTK está prestes a receber uma reformulação com o tão aguardado GTK 4. Novos recursos e refatorações em seu código estão previstas. Isso significa uma nova forma de compor as aplicações desenvolvidas com essa framework.

A demora do GTK 4 é justificável se levarmos em consideração a proposta do mesmo, que visa ser uma API estável e que não obrigue os desenvolvedores a refazer partes dos códigos de suas aplicações há cada atualização, num período curto de 6 meses, que basicamente é o que pode ocorrer com o atual GTK 3. 

Mudanças do GTK 3 para o GTK 4


Além de abandonar alguns widgets e adicionar novos ao GTK 4, a nova versão tem várias propostas como: adição do suporte ao Vulkan e ao OpenGL para melhorar a velocidade de suas aplicações, visto que a GPU "irá desenhar" os elementos visuais na tela. Código mais limpo, refatoração de códigos antigos, desenvolvimento com o Wayland em mente, mas sem perder suporte ao X11.

gtk+-gtk4-gtk3.96-gnome-interface-vullkan-opengl-linux-DE-efeitos-blur

Sabemos que o GTK 4 incluirá o suporte ao tão amado ou odiado "Blur", a possibilidade de animações 3D e efeitos gráficos etc.

A espera pode estar chegando ao fim


Os planos dos desenvolvedores GNOME é oferecer uma API segura e estável, que não precise de mudanças de bases a curto e médio prazo, dando maior conforto a quem desenvolve aplicações em GTK, afinal mesmo com atualizações do toolkit, os developers não precisarão readaptar suas aplicações.

No momento os desenvolvedores podem testar o GTK 4 junto ao GTK 3.96, "a versão na qual será transformado em GTK 4".

Caso queira ver todas as informações técnicas sobre o GTK 3.96 e GTK 4, acesse o anúncio oficial do blog do GTK e veja a fundo suas novidades.

Será que em 2019 iremos ver o lançamento da versão estável do GTK 4? Com tantas notícias "bombásticas" saindo no mundo Linux, já não duvido de mais nada (😊😊😊).

E você ansioso pelas novidades do GTK 4? Continue esse bate-papo lá em nosso fórum Diolinux Plus.

Te espero até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Oomox, uma ferramenta para criar temas GTK

Nenhum comentário

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Recentemente disponibilizamos uma personalização do tema Mint-Y, todo customizado “na unha”, e com o processo explicado passo-a-passo num vídeo na Twitch.

O resultado final foi esplêndido, porém trabalhoso, sendo preciso alguns softwares para criar tal customização, o GIMP como sempre presente 😉😁😁, entretanto por ser algo demorado algumas pessoas desistirão no meio do caminho, mas existe uma solução prática e acessível, agradecemos ao nosso leitor Jhonatan Dias pela dica.

temas-gtk-oomox

Caso queira customizar seu sistema, sem ter muito trabalho, a ferramenta Oomox é ideal para você, com ela a criação de temas GTK será rápida e intuitiva.

Instalando a aplicação Oomox


Na página do GitHub do Oomox você verá diversas formas de instalação para cada distribuição Linux. No caso do Ubuntu, Linux Mint e derivados, você pode efetuar o download de um arquivo “.deb” e instalar via interface gráfica, ou instalar a versão em Flatpak, diretamente do Flathub ou loja do seu sistema, caso esteja habilitado.

Não sabe como adicionar suporte ao repositório Flathub no seu Ubuntu? Confira o post e configure o Flatpak em seu sistema (no Linux Mint 19 o Flatpak já vem habilitado por padrão).

Depois de habilitar o repositório Flathub ao seu sistema, basta pesquisar na loja por Oomox, e instalar o programa.

oomox-flatpak-temas-gtk

A interface do Oomox


O software tem sua interface dividida basicamente em 4 elementos, uma barra superior com botões responsáveis por ações como: “Importar esquemas de cores”, “Clonar o tema”, “Salvar o tema”, “Renomear o tema”, “Excluir o tema”, “Exportar o tema”, “Exportar os ícones”, “Exportar os esquemas de cores para o terminal” e um menu hambúrguer com todos os atalhos do programa.

A parte principal da aplicação é subdividida em 3, na esquerda ficam os “‘Presets” e “Plugins”, com variações de temas oferecidas previamente pelo programa, e também ficará os temas customizados e criados pelo usuário.

No centro ficam propriamente todas as opções de customizações dos temas, como o “Theme Style” que lhe permite personalizar e criar temas baseados no momento em 3 temas super conhecidos pela comunidade, que são: o “Numix”, “Material” e “Arc”.

Além das cores dos temas e seus elementos, existe a possibilidade de criar alguns temas de ícones com variações de cores, como esquemas de cores para o terminal.

A última parte do software na direita, fica o preview das modificações em tempo real, muito útil e evitando a aplicação manual do tema para ver os resultados.

oomox-interface-tutorial

Criando seu tema


Existem diversas maneiras de se criar um tema no Oomox, entretanto julgo mais simples proceder da seguinte maneira:

1º Encontre um Preset de um tema que goste e clone o tema.

2º Modifique as cores conforme seu senso crítico de design, afinal o tema é seu.

Para modificar os valores, basta clicar nos quadrados e escolher conforme a paleta de cores, ou digitar o valor hexadecimal da cor.

3º Depois de customizar todas as cores, do preset escolhido e do theme style, salve o tema.

4º Na barra superior clique em “Export Theme”, uma janela aparecerá, marque a opção e dê prosseguimento a ação, aguarde o processo finalizar.

exportar-tema-gtk-oomox-tutorial

Seu tema será exportado para pasta do seu usuário atual, na home, dentro de “.themes”.

oomox-tema-exportado-distribuir

Você poderá distribuir cópias deste seu tema para amigos, e caso queira dos ícones também, basta clicar em “Export Icons”, e eles serão exportados para pasta “.icons” do seu usuário atual.

Para visualizar as pastas ocultas tanto no Mint como no Ubuntu, basta pressionar a combinação de teclas CTRL+H, e as pastas serão visíveis.

Aplicando o tema no Ubuntu (Gnome)


No Ubuntu pesquise na loja por “Ajustes do Gnome” e instale o programa, caso deseje faça via terminal com o comando:

sudo apt install gnome-tweak-tool

baixar-gnome-tweak-tool

Pesquise por “Ajustes” no menu do Ubuntu e abra o programa.

executar-gnome-ajustes

Na aba “Aparência”, selecione o seu tema na opção “Aplicativos”.

setar-tema-oomox

Aplicando o tema no Mint Cinnamon


No Linux Mint pesquise por “Configurações do sistema” no menu, logo em seguida acesse a opção em “Aparência>>Temas”.

temas-linux-mint

Em temas notará diversas alternativas, como “Borda da janela”, “Controles” e “Área de Trabalho”. Selecione o tema que acabou de criar em cada uma destas opções e customize sua distro.

temas-linux-mint-configurar-oomox

Com essa aplicação é muito simples modificar a aparência do sistema e deixá-lo ao seu gosto, recomendo por sua criatividade e “lado artístico” à prova e sair criando numerosos temas GTK.

Gostou da aplicação Oomox? Já conhecia ou utilizava? Deixe nos comentários suas opiniões sobre o programa.

Te espero no próximo post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Temas GTK em aplicações Qt

Nenhum comentário

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

O nome do meu canal não se chama “OSistemático” à toa, quando o assunto é visual/design de uma aplicação ou sistema, sou bem criterioso, e aplicações em Qt costumam ter uma aparência diferenciada ao tema GTK do Ubuntu. Isso ocorre pois um utilitário não vem por padrão (em outras distros ele pode estar presente), seu nome é “QT5 Confguration Utility”, um software bem simples, mas que irá ajudar com seu ”toque”. 😂😂😂

tema-qt-gtk

Antes de tudo, isso não significa que todas as aplicações em Qt terão o tema padronizado com o seu em GTK, devemos instalar o programa e depois configurá-lo no sistema, como sempre você pode optar pelo modo terminal ou interface gráfica, fica ao seu gosto.

Na central de aplicativos da sua distro, procure por “qt5ct”, outro pacote importante e necessário é o “qt5-style-plugins”, caso não encontre o mesmo na loja, você pode utilizar o gerenciador de pacotes Synaptic e efetuar a instalação de ambos.

gerenciador-synaptic

Caso opte efetuar a instalação via terminal, utilize os seguintes comandos:

sudo apt install qt5ct qt5-style-plugins

Configurações necessárias 


Após instalar o programa devemos adicionar variáveis de ambiente no arquivo “/etc/environment”. Num terminal, abra com seu editor de notas favorito o documento, substituindo o nome do aplicativo pelo seu.

No Ubuntu utilizei o Gedit.

sudo gedit /etc/environment

No final do arquivo adicione os seguintes parâmetros:

export QT_QPA_PLATFORMTHEME=qt5ct
export QT_AUTO_SCREEN_SCALE_FACTOR=0

variavel-sistema-qt-temas

Salve o arquivo e reinicie o sistema.

“Mãos na massa”


Agora sim, iremos pôr as mãos na massa e deixar os apps em Qt, parecidos com nosso tema em GTK. Abra o programa QT Settings, que apareceu em seu menu de aplicativos ou no terminal digite o comando:

qt5ct

Na aba “Appearance”, opção “Style”, selecione no combobox “gtk2”, e logo abaixo na opção “Palette” deixe marcado o checkbox “Default”.

qt5-configuration-appearance

Siga para segunda aba, “Fonts”, você poderá deixar na mesma fonte do seu sistema ou uma personalizada. Como referência as fontes padrões no Mint são: “Noto Sans Regular 9” e “Monospace Regular 10”, já no Ubuntu são: “Ubuntu Regular 11” e “Ubuntu Mono Regular 13”.

qt5-configuration-fonts

Outra opção na terceira aba “Icon Theme”, são os ícones listados em seu sistema, as demais abas não recomendo mexer. Clique em “Apply” (Aplicar) e veja os resultados.

qt5-configuration-icon-theme

Para exemplificar a mudança veja as duas aplicações em Qt, VLC Player e VirtualBox, num antes e depois.

VLC Player antes


vlcplayer-qt

VLC Player depois


vlcplayer-qt5-gtk

VirtualBox antes


virtualbox-qt5

VirtualBox depois


virtualbox-qt5-gtk

Espero que com tais mudanças a harmonia visual de sua distro fique ainda melhor. Vale testar com seus temas e aplicações em QT, para ver o resultado final.

Espero vocês no próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Veja como instalar o tema Plata, baseado no último lançamento do Material Design

Nenhum comentário

terça-feira, 20 de novembro de 2018

Se você gosta de modificar a sua distro Linux e deixar ela com a sua cara, o sistema operacional do pinguim mais simpático da internet deixa você fazer isso. =)


 Veja como instalar o tema Plata, baseado no último lançamento do Material Design






Tem vários temas, ícones e interfaces gráficas para você escolher e assim escolher a opção que mais lhe agrada.

O novo tema para GTK chega para ser mais uma opção para você escolher, e ter opção sempre é bom não é? O nome do tema é Plata, desenvolvido pelo usuário  tista500 que você pode conferir no GitLab.O tema se baseia na última versão do Material Design e tem 3 variações, regular (mixed), Lumiere (Light) e a Noir (dark).

Instalação


Para utilizar o tema você vai precisar ter o GTK+ 3.20.x, 3.22.x, 3.24x e o GTK+2 instalados na sua distro. Ele tem também suporte aos seguintes desktops environments (DE):  Gnome Shell (e Flashback), Cinnamon, XFCE, MATE, LXDE, e Budgie Desktop. As DEs que ainda não tem suporte são o Patheon (elementary OS), Unity 7 e o Gnome Shell customizado pela Canonical, mas você pode usar por sua conta, ele provavelmente funcionará com alguns detalhes quebrados talvez..

Algumas imagens do tema Plata.





Você tem a opção de compilar o tema e ajustar mais ainda a sua maneira, podendo acessar o GitLab do projeto aqui.

Para instalar o tema, precisamos adicionar o PPA do projeto, vamos utilizar o terminal para colocar 3 comandinhos bem simples. Se você preferir adicionar o PPA de forma gráfica, sem usar o terminal, confira esse artigo do blog.

Primeiro vamos abrir o terminal, podendo ser aberto através da combinação de teclas Ctrl+Alt+T ou procurando por “terminal” no menu da sua distro.

Depois vamos pôr este comando. Você pode simplesmente copiar e colar:

sudo add-apt-repository ppa:tista/plata-theme -y && sudo apt update && sudo apt install plata-theme -y

Feito isso é só esperar a instalação acabar e depois ir na ferramenta de customização da sua distro e mudar o tema.

Ter opções de temas nunca é demais né ? rs.

Espero você até uma próxima e um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Os 10 melhores temas para desktop Linux (Ícones e GTK)

Nenhum comentário

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Você gosta de personalizar a interface da sua distribuição Linux? Então este artigo foi feito pensando em você! Vamos conhecer e comparar os 10 melhores temas disponíveis atualmente para as distribuições Linux.

Melhores temas de ícones e GTK para Linux




É difícil fazer uma lista de "melhores de qualquer coisa" e agradar a todos, então quero deixar claro que estamos levando aqui vários quesitos em consideração, entre eles, popularidade e constante atualização. Outra coisa que é importante que você saiba é que só escolhemos temas que possuam um "par", ou seja, são projetos que possuem um tema de ícones e GTK ou que combinam muito bem ocm outro, aliás, este é um ponto importante, os temas são GTK e em geral eles costumam funcionar bem em todas as distros que utilizem ele para o desenho dos temas, o que neste caso exclui o KDE Plasma em muitos casos, infelizmente, entretanto, os ícones, mesmo no KDE, deverão funcionar sem problemas.

Dependendo da versão do GTK que a sua distribuição utilize, um tema poderá ser melhor compatível que outro. Em geral, Gnome Shell, Cinnamon, XFCE, LXDE, Pantheon Shell, Budgie Desktop, Unity e MATE costumam responder bem a eles.

Todos os temas terão links para as suas páginas, onde você poderá baixá-los e instalar, nestas páginas normalmente há também instruções para instalar os temas, mas mesmo assim, caso você não saiba como instalar e ativar temas, eu recomendo que você veja este vídeo, ele é um dos mais antigos do canal, mas ainda serve muito bem para estes propósitos. Cada interface tem sua própria forma de fazer a mudança dos temas, então procure entender como a sua distribuição manipula esse tipo de coisa, mas a instalação em si, quando feita de forma manual, é feita da mesma forma em qualquer distro, independente da interface.

- Temas GTK devem ser extraídos para dentro da pasta .themes (pasta oculta dentro da sua home).

- Temas de ícones devem ser extraídos para dentro da pasta .icons (pasta oculta dentro da sua home).

Caso estas pastas não existam, você pode criá-las sem problemas, mas não esqueça do "." (ponto) antes do nome, pois elas devem permanecer ocultas. Normalmente para exibir estas pastas em gerenciadores de arquivos você deve pressionar a combinação de teclas "Ctrl+H", no KDE Plasma temos uma particularidade, a tecla de atalho é "Alt+.".

Os temas aqui listados não estão necessariamente em uma ordem de melhor para pior, "mais feio" para o "mais bonito", ou ao contrário, então sinta-se à vontade para comentar qual é o tema que você mais gosta.

Top 10 temas de ícones e GTK para Linux


Vamos começar a nossa pequena lista com o tema:

1 - Papyrus


Temas de ícone Papyrus

O tema de ícones Papyrus possui algumas variações, inclusive uma versão específica para o elementary OS, e uma versão para temas GTK com interface escura. O tema Papyrus combina muito bem com o tema OSX Arc Darker.

2 - Paper


Paper Theme

O tema Paper é composto por um tema de ícones e um tema GTK, o que garante uma certa harmonia ao conjunto, existe também uma pequena variação de ícones, chamado Paper Dark. Ambos podem ser baixados à partir da página oficial do projeto.

3 - Numix


Numix Theme

Este é um dos temas mais populares do mundo Linux e talvez seja o mais abrangente também. O projeto Numix possui temas de ícones e GTK e ainda possui algumas ótimas variações, como o Numix Circle, que segue o mesmo conceito de design, mas com ícones arredondados. Existem variações de temas escuros também e até mesmo um conjunto de wallpapers e tema plymouth (tela de inicialização do sistema) feito pela equipe do Numix. Tudo isso e muito mais você encontra na página oficial do projeto.

4 - Moka


Moka Theme

O tema Moka é do mesmo desenvolvedor do Paper e também possui um tema GTK e um de ícones, prevalecem as cores claras um tom lilás. Você pode baixar o tema de ícones Moka no site oficial e o tema GTK a partir de um PPA do Noobs On Lab.

5 - Arc Theme


Arc Theme

Assim como o Numix, o tema Arc talvez seja um dos mais populares do mundo Linux atualmente, ele possui variações muito interessantes, como o OSX Arc que eu comentei no primeiro tópico. O projeto também possui um tema de ícones que se encaixa muito bem com a sua proposta. Você pode baixá-lo e obter informações a partir da página no GitHub dedicada a ele juntamente com o tema Arc GTK.

6 - Nitrux/Luv


Nitrux Luv

O tema LUV, provindo do projeto Nitrux, também é um belo conjunto, ele combina muito bem com o tema GTK Adapta, que você verá logo mais aqui na lista. Você pode baixá-lo através de sua página no GitHub.

7 - La Capitaine

La Capitaine

Pra galera que curte o macOS, este é tema que busca várias inspirações no tema de ícones do macOS El Capitan, por isso do nome. Acho este particularmente belo. Ele fica muito bem com o tema GTK Sierra. Você pode baixar o La Capitaine na página do projeto.

8 - Xenlism


Xenlism

Este é um outro belo conjunto de ícones, o Xenlism possui algumas variações de cores também, mas o padrão é este azul que você pode ver na imagem acima. Ele se encaixa muito bem com o GTK Sierra do tópico anterior e com as bordas das janelas do tema ARC, perceba que aqui começam algumas mesclas. Você pode baixar o tema de ícones de sua página oficial também.

9 - Faenza


Faenza Theme

O Faenza é um dos temas clássicos do mundo Linux, ele foi um dos primeiros que eu utilizei ainda no tempo do Gnome 2, e cá entre nós, ele continua muito bonito. O Faenza possui algumas variações para se adaptar aos temas GTK em que está atuando em conjunto, como o Faenza Dark e Darker e adaptações específicas para o temas Ambiance e Radiance, os padrões do Ubuntu até então. Na imagem acima estou combinando ele com o tema Arc Darker. Você pode baixar o Faenza e ter mais informações através de sua página no DeviantArt.

10 - Adapta


Adapta

O tema Adapta tem um visual muito moderno, inspirado no Material Design que a Google usa no Android, uma combinação interessante de se fazer com ele é utilizar o tema Pop, desenvolvido pela System76 para o Ubuntu, que é essa combinação representada na imagem acima. O próprio tema Tema Pop nada mais é do que uma variação do Adapta. Você pode baixar o tema GTK Adapta aqui, ou baixar o tema Pop, com ícones e GTK aqui, a variação não é tão grande.

Finalizando


É claro que existem muitos outros temas de ícones, aqui no blog mesmo você encontra vários temas e vários ícones diferentes para instalar, mas esta é o que eu acredito que seja a seleção principal que temos atualmente. Claro, é interessante observar que você pode fazer uma mescla de todos estes mostrados no post em composição com outros inclusive que não estão aqui neste Top 10.

Sinta-se à vontade para dizer qual é a sua combinação preferida e acrescentar outros que não estejam aqui.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Como ajustar a aparência do Skype no Ubuntu

Nenhum comentário

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Aplicativos que usem a biblioteca QT por vezes podem ficar com um visual um pouco "bugado" e estranho no Ubuntu, com as janelas lembrando o Windows 98 ou com cores diferentes das do sistema comum.

Aplicações em QT no Ubuntu

Aprenda a modificar e corrigir o tema de aplicações QT no Ubuntu


Existem várias aplicações que usam a biblioteca QT para desenvolvimento, as próximas versões do Ubuntu devem ser construídas dessa forma, especialmente no que tange o Ubuntu Touch, a versão mobile do Ubuntu.

Mesmo com o aumento de demanda de uso do QT várias distribuições Linux, especialmente as que tem derivação do Gnome ou usam ele mesmo se baseiam em bibliotecas GTK+, inclusive para os temas.

Algumas aplicações que usam o QT para aparência podem ficar com aparência estranha quando usadas em sistemas que usam GTK como o Skype, Clementine, Kdenlive e praticamente qualquer outro que façam parte do conjunto de aplicativos do KDE.

Clementine com tema Bugado
Fonte: Ask Ubuntu
A imagem acima é um exemplo desta desconfiguração, e para fazer o ajuste to tema vamos instalar um programa que está na Central de Programas chamado QT Configuration.

Resolvendo o problema dos temas QT no Ubuntu


Primeiramente vamos instalar o programa, você pode instalar ele clicando no botão abaixo:

 Clique para instalar o aplicativo
Clique para instalar o QT Config pela Central de Programas do Ubuntu

Ou se você preferir também pode instalar usando o terminal:

sudo apt-get install qt4-qtconfig

Uma vez instalado você pode abrir ele pelo menu do Ubuntu para fazermos as modificações.

QT Config

Com ele você consegue configurar a aparência e as fontes das aplicações que usarem QT, para fazer o tema do Skype por exemplo combinar com o Ubuntu (isso serve para outras aplicações também) selecione no menu desdobrável "GTK+".

Configure para o QT utilizar temas GTK+

Para deixar as fontes combinando com o tema, vá até a aba "Fonts" e deixas as configurações como na imagem abaixo:

Configure as fontes desta forma

Desta forma o seu Skype e outras aplicações QT vão ficar com o mesmo tema do Ubuntu, veja abaixo:

Skype com tema corrigido

Como você pode ver agora os menus do Skype estão com as cores laranjadas do tema Ambiance do Ubuntu.

Temas Humanity com outras cores para Ubuntu

Nenhum comentário

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Cansou das cores do seu tema GTK atual, confira algumas alternativas

Para quem não curte muito o tema alaranjado do Ubuntu está é uma ótima opção para personalizar o sistema com cores diferentes como verde, rosa, azul e muitas outras...


Esses temas são uma ótima opção aos temas Ambiance Colors que postamos na semana passada, e prometem deixar o seu computador com a sua cor favorita, para instalar é relativamente simples, vamos utilizar um bom e velho PPA e como sempre, caso você seja novato é de grande importância que você leia estes dois artigos a seguir para ter um melhor conhecimento sobre esse assunto.


Agora que você já sabe tudo sobre PPA, vamos instalar, abra o seu terminal e cole os comandos a seguir:

sudo add-apt-repository ppa:ravefinity-project/ppa 
sudo apt-get update 
sudo apt-get install humanity-colors

Agora que você já tem os ícones instalados só falta ativá-los, para isso você pode usar o Ubuntu Tweak como uma ótima opção de configuração, caso tenha dúvidas sobre como usar preparamos um vídeo para ilustrar um pouco melhor este processo de troca de temas, confira neste link.

Até a próxima, se a informação foi útil não deixe de compartilhar e recomendar para os seus amigos, isso nos ajuda muito!



Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Deixando o Ubuntu mais azul com o tema GTK GreyBird

Nenhum comentário

quarta-feira, 17 de julho de 2013

O Tema do Diolinux OS 4?

Temas GTK tem a capacidade de mudar completamente o visual da sua distribuição, e se você curte um visual mais prateado com menu de seleções azulados o tema GreyBird pode ser a sua melhor opção.

Tema GreyBird para Ubuntu

Para quem ainda não sabe o tema GreyBird é o tema GTK padrão do Xubuntu mas com algumas adaptações e os ícones Faience Azur o ambiente fica muito bonito e limpo.

O provável tema do Diolinux OS 4

O Diolinux é a versão customizada do Ubuntu feita pela equipe do blog Diolinux, se você ainda não conhece o nosso projeto veja aqui as informações sobre a versão 3 do sistema baseado no Ubuntu 13.04.

O propósito é usar o tema GreyBird no Diolinux OS 4 que será baseado no Ubuntu 13.10, se você se interessou pelo projeto veja algumas das coisas que já foram definidas para a versão

Instalação do tema GreyBird no Ubuntu

O tema GreyBird está no repositório Oficial do Ubuntu e pode ser instalado com o comando abaixo:
sudo apt-get install shimmer-themes
Para ativar este ícones você pode usar o Ubuntu Tweak ( Veja como instalar aqui ). Selecione os GreyBird na sessão tema.

Ubuntu Tweak

Até a próxima pessoal!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo