Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador kde plasma. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador kde plasma. Mostrar todas as postagens

KDE Community quer facilitar a vinda dos usuários do Windows 7 ao Linux

Nenhum comentário

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Como noticiamos no começo do ano passado (2019), o Windows 7 ou “Seven” para alguns, estaria deixando de ter suporte estendido em 2020, assim o tornando muito vulnerável a ataques não sendo mais seguro usá-lo. Bom o KDE quer ajudar trazendo os usuários ao mundo do pinguim.

KDE Community quer facilitar a vinda dos usuários do Windows 7 ao Linux






Em seu blog, o projeto KDE usa a seguinte chamada “Plasma: um lugar seguro para os refugiados do Windows 7” ou em inglês “Plasma: A Safe Haven for Windows 7 Refugees”. No post, eles salientam a data final do suporte da MS ao Windows 7, que será no dia 14 de janeiro de 2020.


Ainda neste post, eles comentam das vulnerabilidades de ainda continuar usando o Windows 7. Também comentam que atualmente o Windows detém cerca de 77% do marketshare global dos desktops e que destes 77%, quase 30% ainda usam o Windows 7. Algumas pessoas já estão migrando as suas máquinas para o Windows 10, que é recomendado pela Microsoft, mas tem outras que não querem essa mudanças por N motivos, que não vamos detalhar aqui 😅.

Eles também incentivam que as pessoas ajudem a trazer os seus amigos, familiares, colegas de classe e conhecidos. Segundo o pessoal do KDE, “Mesmo se você convencer apenas uma pessoa a fazer a transição para qualquer sistema baseado em Linux, você terá feito algo valioso e ajudado o movimento FLOSS.”, que não deixa de ser verdade 😀. Se você quiser contribuir com ideias e afins para o KDE, pode fazer através deste link, basta ter um KDE Identity, mas se não tiver, basta fazer um aqui.

No vídeo abaixo, o pessoal do KDE mostra o por que de fazer o update do Windows 7 para alguma distro Linux, que no caso do vídeo está usando o KDE Plasma com a base Ubuntu.


A modificação foi feita por Dominic Hayes, criador do Feren OS. Ele usou os seguintes elementos para isso:

● Tema do Plasma: Seven Black;
● Decoração das Janelas: Seven Black;
● Application Style: Gtk2;
● Tema GTK: Windows Se7en by Elbullazul;
● Ícones: Darkine;
● Cores: Breeze Light;
● Cursores: DMZ White;
● Splash Screen: Feren OS;
● Painel: 38 height;
● Widgets: Default Apps Menu, I-O Task Manager, Stock System Tray, Feren Calendar or Event Calendar, Win7 Show Desktop.

Para conferir o post completo do pessoal do KDE, basta acessá-lo aqui. Também teve um tweet deles comentando sobre.

Muito bom ver esse tipo de iniciativa da comunidade Linux, em querer ajudar os novos usuários vindos de outro sistema operacional e assim deixá-lo o mais confortável possível para usar o novo sistema. Espero que mais projetos e pessoas de dentro da comunidade façam isso, vai ser muito bom essa atitude 😀.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum. Espero você até a próxima, um forte abraço.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Projeto KDE planeja novo visual para o KDE Plasma e o Menu iniciar em 2020

Nenhum comentário

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

O projeto KDE tem grandes planos para o KDE Plasma em 2020, como uma mudança no tema padrão e uma reformulação no seu menu iniciar. Vale lembrar que essas novidades podem demorar para chegarem em alguma versão do KDE, visto que ainda estão em fase de planejamento

 Projeto KDE planeja novo visual para o KDE Plasma e o Menu iniciar em 2020





O tema padrão do KDE, o Breeze, é padrão em basicamente todas as distros que usam o KDE Plasma como por exemplo o RegataOS, KDE Neon, Kubuntu, Manjaro KDE, entre outras. Pode ser que em breve o visual ficará um pouco diferente do atual.


Outra mudança seria a substituição do Kickoff pelo SimpleMenu, visto que o mesmo tem os mesmos recursos mas em uma interface mais moderna e organizada para os usuários, que poderão procurar por aplicativos, arquivos, nome, categoria ou locais e podendo fixar pastas e arquivos para acesso rápido.



Para ver todos os detalhes das mudanças, você pode conferir neste e neste link. Quem achou essas novidades “escondidas” 😅, foi o pessoal do site Pointieststick.

O que você achou dessas novidades no KDE Plasma? Deixe o seu comentário aí embaixo 😃.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum. Espero você até a próxima, um forte abraço.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Linux nos smartphones: Confira mais novidades sobre o Plasma Mobile

Nenhum comentário

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

De tempos em tempos, a equipe de desenvolvimento do Plasma Mobile divulga as novas funcionalidades e correções de bugs que foram implementadas no sistema. Confira agora quais foram as novidades trazidas pelos devs nas últimas semanas.

mais-novidades-sobre-o-plasma-mobile

O Plasma Mobile está longe de ser um concorrente de peso ao Android ou iOS, mas é aos poucos que se constrói algo grande. Conforme você pode conferir neste artigo, os desenvolvedores responsáveis por manter o Plasma Mobile, apesar de não serem muitos, trabalham diariamente para melhorar o sistema, corrigindo bugs e implementando novas funcionalidades.

Vamos começar a abordar as novas atualizações falando sobre o Calindori, aplicativo de calendário e agendador de tarefas, presente no Plasma Mobile. A forma com que são adicionadas novas notas ou tarefas em datas específicas no calendário foi aprimorada. Agora ao selecionar uma data, e abrir a sua janela de contexto (que deslizará a partir do lado esquerdo da tela), a data selecionada é exibida como o título da janela em questão.

kde-mobile-calendar-drawer

A forma com que esta janela de contexto é exibida quando o sistema estiver sendo utilizado em modo desktop também sofreu ajustes. Ao invés de um “drawer”, que deslizará a partir do lado esquerdo da tela, no modo desktop haverá um menu de hambúrguer no canto superior direito, a partir do qual a janela “tarefas” poderá ser acessada.

kde-mobile-calendar-desktop-mode

Ainda sobre o Calindori, agora o mesmo oferece uma visão mais simplista sobre as tarefas agendadas. Nesse formato, ao invés de todo o calendário, é possível visualizarmos apenas uma lista de cards, sendo um card para cada tarefa agendada, organizados por ordem cronológica.

tarefas-agendadas-no-modo-blocos

O aplicativo Kaidan, um cliente de mensagens instantâneas que faz uso do protocolo XMPP, teve implementadas algumas mudanças, das quais podemos destacar:

• Envio de mensagens de voz e vídeo a partir de dentro da aplicação;
• Funcionalidade de câmera que permite tirar fotos de dentro da aplicação;
• Compartilhamento da localização através de uma mensagem;
• Reproduzir arquivos de áudio e vídeo diretamente dentro do chat;
• Adicionada a função de buscar mensagens dentro da conversa.

Spacebar, a aplicação responsável pelo envio de mensagens SMS também recebeu algumas melhorias.

• Agora é possível utilizar emojis no formato unicode;
• Adicionada uma animação de “loading” na página de conversas;
• Corrigida a exibição de números e nomes dos contatos. Antes, em alguns casos, ao invés dos nomes e números era exibido apenas “undefined”.
• Aprimorado o design da página de conversas, melhorando o aproveitamento de espaço, e deixando a página com um aspecto mais “clean”.

Outras atualizações são:

• O assistente de transporte público KTrip agora exibirá notas adicionais referentes a horários e conexões dos transportes monitorados;
• O navegador “Angelfish Web Browser” teve o seu nome alterado para apenas “Angelfish”;
• Agora um avatar padrão é exibido ao lado do nome de contatos que não tenham uma imagem definida;

agenda-telefonica-do-plasma-mobile

Os posts originais de divulgação das melhorias no Plasma Mobile podem ser encontrados no blog oficial do projeto.

Pelo que pude ver nos últimos posts, lançados nos últimos meses, o Plasma Mobile ainda não é um sistema que está pronto o suficiente para ser utilizado no dia a dia, por qualquer pessoa. Algumas coisas muito básicas ainda estão sendo corrigidas e implementadas. Todavia, acredito que de médio a longo prazo, o Plasma Mobile, assim como o Ubuntu Touch (sobre o qual já falamos neste e neste artigos), poderão ser uma boa alternativa ao Android e iOS.

Você já conhecia o Plasma Mobile, ou mesmo o Ubuntu Touch? O que você acha sobre essas versões mobile de interfaces gráficas e distribuições Linux? Será que tem mesmo algum futuro? Diga nos comentários!

Se você deseja contribuir com o desenvolvimento do Plasma Mobile, seja em programação, design ou tradução, acesse aqui e aqui.

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no Diolinux Plus

Isso é tudo pessoal! 😉


Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


KDE Plasma 5.17 lançado! Muito mais rápido e responsivo

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de outubro de 2019

O Plasma é o ambiente desktop do projeto KDE, cheio de recursos e cada vez mais personalizável. Sua equipe de desenvolvimento sempre está implementando novas funcionalidades e otimizando a DE, e eis que sua nova versão tem data de lançamento marcada.

kde-plasma-5.17-linux-de-ambiente-interface-gráfico-qt-software-livre-open-source

Recentemente falamos sobre o desenvolvimento da versão 5.17 do Plasma, você pode acessar por este link, entretanto as novidades não acabam por aí. 

Além de recursos, como a chegada do Night Color no X11 (projetado para reduzir distúrbios causados pela exposição excessiva à telas brilhantes), redesenho de várias partes do ambiente desktop, ajustes no Discover, entre outros já apresentados na postagem no link acima. Mais correções e refinamentos foram empregados nesta nova versão.

O KDE Plasma é considerado por muitos como uma das mais rápidas DEs, disponíveis atualmente no mercado, e que sabe dosar entre utilização do hardware features. Agora o sistema passa a ser ainda mais veloz, pois a equipe converteu os scripts de inicialização do Bash para o C++, possibilitando uma execução simultânea.

A compatibilidade com o Wayland vem sendo trabalhada, aprimorando o gerenciamento de configurações de vários monitores e introduzindo o redimensionamento fracionário. Com isso as dimensões de todos os elementos em tela serão adaptados, e tendo melhor aparecia em monitores de altíssima resolução (HiDPI). 

O vídeo a seguir mostra uma breve apresentação das novas funcionalidades da versão.


O Plasma 5.17.0 foi lançado no dia 15 (terça-feira), mas já tem data prevista para os próximos lançamentos. 

• Data de lançamento: 22 de outubro — Plasma 5.17.1;
• Data de lançamento: 29 de outubro — Plasma 5.17.2;
• Data de lançamento: 12 de novembro — Plasma 5.17.3;
• Data de lançamento: 3 de dezembro — Plasma 5.17.4;
• Data de lançamento: 7 de janeiro — Plasma 5.17.5.

Lembrando que essa versão é de curto prazo, portanto apenas 5 atualizações de manutenção serão lançadas.

Para mais informações acesse a postagem do desenvolvedor do projeto KDE, Nate Graham.

Você utiliza KDE Plasma? Sem sombra de dúvidas é uma das DEs mais poderosas, seja no mundo Linux ou fora dele.

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, e compartilhe nosso conteúdo, SISTEMATICAMENTE! 😎



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Chrome solicitando senha ao iniciar, como resolver?

Nenhum comentário

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Os gerenciadores de chaveiros do sistema, como o GNOME Keyring e o KDE Wallet. São aplicações responsáveis por gerenciar e armazenar credenciais de segurança, como nomes de usuário, senhas e chaves. Estes gerenciadores, geralmente são softwares muito bons e seguros, porém, em certas situações a forma com que funcionam pode ser um tanto irritante.

como-resolver-chrome-solicitando-senha-ao-iniciar

Em várias distribuições Linux, já presenciei um comportamento um tanto intrigante quanto ao funcionamento dos gerenciadores de chaveiros do sistema. Ao iniciarmos o sistema operacional, quando digitamos a senha na tela de login, também estamos autorizando o desbloqueio do chaveiro do sistema. Permitindo assim ao usuário acessar programas por ele protegidos, como por exemplo, o Google Chrome.

Porém, com a função “autologin” ativada, não precisamos digitar a senha para inicializar o sistema. Logo, em alguns casos, o chaveiro não é desbloqueado na inicialização. Desta forma, toda vez após o sistema ter sido inicializado, na primeira vez que formos iniciar um desses aplicativos protegidos, será necessário digitar a senha para desbloqueio do chaveiro. Que, para o chaveiro padrão, é a mesma senha de usuário que você criou durante a instalação do sistema.

Por esse motivo, em vários sistemas e interfaces gráficas diferentes, precisamos digitar a senha toda vez que iniciarmos o Google Chrome pela primeira vez, após a inicialização do sistema. Esse comportamento pode ser o mesmo para o Chromium, e outros aplicativos que estiverem sendo protegidos pelo chaveiro do sistema.

Todavia, esse não é um comportamento que ocorre em todos os casos. Algumas distribuições, como por exemplo, o OpenSUSE. Não tem esse “problema”. Nem todas as distros utilizam os mesmos gerenciadores de chaveiros, ou vem configuradas da mesma forma. Sendo assim, esse comportamento acontece apenas em alguns casos.

Após alguma pesquisa, consegui encontrar uma maneira de contornar esse funcionamento “chato”, e fazer com que, mesmo com o “autologin” ativado, o sistema não solicite mais que o usuário digite a senha ao iniciar estes aplicativos pela primeira vez após o boot.

Procedimento em distros que utilizem o GNOME Keyring


Na maioria das distros com interface GTK, como GNOME Shell, XFCE, e Cinnamon. O gerenciador de chaveiros utilizado é o GNOME Keyring. Nestas distros realizaremos o procedimento através de um utilitário chamado Seahorse.

• O Seahorse pode ser instalado via interface gráfica através da loja de aplicativos da maioria das distros.

gnome-software-fedora

Se preferir instalar via terminal, rode o comando abaixo de acordo com a sua distro:

Fedora:

sudo dnf install seahorse

Linux Mint, Ubuntu e derivados:

sudo apt install seahorse

Manjaro, Arch Linux e derivados:

sudo pacman -S seahorse

OpenSUSE:

sudo zypper install seahorse

Após a instalação, o ícone do Seahorse estará disponível no seu menu de aplicativos. Abra-o. No canto superior esquerdo, na sessão “senhas”, você verá um “chaveiro” chamado “Login”.

Clicando sobre ele, à direita você verá quais são os programas que estão sendo protegidos por este chaveiro. Clique com o botão direito do mouse sobre o chaveiro, selecione “Alterar senha”. 

senha-do-chaveiro-seahorse

• Digite a senha atual, e quando for solicitado a nova senha, apenas deixe ambos os campos em branco.

caixas-de-dialogo-alteracao-senhas-seahorse


• Pressione “Continuar”, e pronto! A senha do seu sistema continua sendo a mesma, porém a senha do chaveiro não mais existe. Desta forma, este será aberto automaticamente durante a inicialização.

Realizando o procedimento no KDE Plasma


Abra o menu e pesquise por “Wallet”. Clique em “Carteira do KDE”.

busca-wallet-menu-kde-plasma

Na janela que abrir, desmarque a caixa de seleção “Habilitar o subsistema de carteiras do KDE”, e clique em “OK”.

configuracoes-carteira-kde

Se você estiver logado no sistema de sync do Chrome/Chromium com a sua conta Google, a alteração que você acabou de fazer fará com que o login fique pausado. Para resolver esse problema: abra o Chrome/Chromium. Na barra de endereços cole a linha abaixo e pressione “Enter”.

chrome://flags/

No campo de busca, dentro da página que você acabou de abrir, cole a linha abaixo e pressione “Enter”.

Identity consistency between browser and cookie jar

configuracoes-recursos-experimentais-chrome-chromium

Conforme indicado na imagem acima, selecione “Disabled”, depois clique em “Relaunch Now”.

Pronto! A sua senha de usuário continua sendo a mesma, e ela jamais será solicitada ao iniciar o navegador novamente.

Você já teve esse problema e conseguiu solucionar com este método? Ou talvez você conheça uma solução melhor? Dê o seu feedback nos comentários.

Você gosta de Linux e tecnologia? Tem alguma dúvida ou problema que não consegue resolver? Venha fazer parte da nossa comunidade no Diolinux Plus

Por hoje é tudo pessoal! 😉

_____________________________________________________________________________

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo