Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador mesa. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador mesa. Mostrar todas as postagens

Emuladores que utilizam OpenGL ganham aumento de performance graças ao multithreading

Nenhum comentário

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Emuladores que utilizam OpenGL agora poderão ter desempenho melhorado, graças a utilização de mais núcleos do processador. A mudança beneficiará jogadores que possuam processadores com vários núcleos e threads.

opengl-emulador-dolphin-citra-yuzu-nintendo-3ds-processador-multithreading-multiprocessador

Emulação de jogos é uma paixão que nutro por muitos anos, e não é atoa que minha primeira postagem no Diolinux foi justamente sobre um emulador. Além de ter possuído diversos títulos e consoles, vejo na emulação uma forma de manter vivo, clássicos que se assim não fosse, jamais poderiam ser apreciados no momento. Por vezes é mais prático jogar diretamente em meu computador, ao invés de ligar meu console. No entanto, em alguns casos a emulação não entrega uma performance digna ou semelhante ao hardware real na qual o jogo foi pensado.

OpenGL é uma API gráfica livre utilizada por diversos softwares mundo afora, e justamente vários emuladores o utilizam para encarregar-se da parte gráfica do jogo. Obviamente, que soluções alternativas existem no mercado, e por muitas vezes mais de uma API gráfica é utilizada. Posso citar o Vulkan, como uma das que vêm sendo implementadas em diversos programas deste segmento, e proporcionando um ótimo desempenho.

Não é incomum encontrar usuários com computadores poderosos tendo alguma dificuldade no ato da emulação, pois, mesmo possuindo um processador com diversos núcleos e uma GPU dedicada, o emulador não consegue fazer todo proveito deste hardware. O OpenGL era um destes elementos que impossibilitava a extração de máximo poder do processamento durante uma emulação. Há dois anos o suporte a distribuição de múltiplos processos de forma simultânea através de diversos núcleos de CPUs, foi implementado graças ao engenheiro de software Marek Olsák da AMD. Contudo, apenas jogos (nativos e via Wine/Proton e afins) estavam recebendo essa implementação, sendo que emuladores que usavam OpenGL não vinham se beneficiando deste método. Na época da implementação, jogos foram tiveram um ganho considerável em seu desempenho. Alguns, como Alien Isolation, Border Lands 2 e BioShock Infinite tiveram um acréscimo de mais de 50% em performance durante a jogatina.

opengl-emulador-dolphin-citra-yuzu-nintendo-3ds-processador-multithreading-multiprocessador

Agora os emuladores começam a receber o tão cobiçado recurso multithreading do OpenGL e aumentarem a eficiência durante a emulação utilizando a API livre.

Testes foram realizados com um processador Intel Core i7-8550U de quatro núcleos e quatro threads (núcleos virtuais), com gráficos UHD 620 integrados. Utilizando o driver i965 Mesa que a pouco tempo recebeu suporte ao multiprocessamento.

O Dolphin (emulador de Nintendo GameCube e Wii) obteve um aumento de 17%, passando de 75 para 88 fps no jogo Super Mario Galaxy, já o Citra (emulador de Nintendo 3DS) recebeu um ganho de 12%, passando de 81 para 91 fps no game The Legend of Zelda: A Link Between Worlds. Até emuladores mais novos, como o Yuzu (emulador de Nintendo Switch) teve um maior desempenho, atingindo um aumento de 29%. É claro que o desempenho não é apenas uma responsabilidade do OpenGL ou processador. Existe todo um conjunto para um bom funcionamento, sendo que uma GPU inferior ao processador pode muitas vezes impedir uma jogatina mais satisfatória (o famoso gargalo). 

opengl-emulador-dolphin-citra-yuzu-nintendo-3ds-processador-multithreading-multiprocessador

Para acessar os dados dos testes, basta clicar neste link.

Você curte jogos? Tem algum título de paixão que jogava no console e também joga via emulador? Deixe nos comentários a sua opinião sobre a melhora no desempenho em emuladores que fazem uso do OpenGL.

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, compartilhe este conteúdo, SISTEMATICAMENTE! 😎



Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Novo driver Mesa 18.2 se destaca por dar melhor suporte para GPUs AMD

Nenhum comentário

sábado, 15 de setembro de 2018

Nos últimos tempos houve uma crescente onda jogos chegando ao Linux, ainda mais com a “forcinha” dada pela Valve via o Steamplay usando o Proton, fez com que o desenvolvimento dos drivers das empresas como Nvidia, Intel e AMD para a parte de GPUs dessem uma acelerada, algo como ir de 50km/h para 200km/h. Visto os recentes updates dos drivers da Nvidia, tanto na versão Stable quanto na versão Testing (Beta). 


 Novo driver Mesa 18.2 se destaca por dar melhor suporte para GPUs AMD






E essa evolução se faz necessária, pois a API Gráfica VULKAN vem evoluindo também, como o DxVk e os drivers precisam acompanhá-la.

Na semana passada foi anunciado de forma oficial a disponibilidadeo da nova versão do MESA Driver, chegando na versão 18.2 e contemplando usuários da Intel e AMD, visto que a Nvidia tem o driver proprietário deles.

As melhorias anunciadas para AMD foram tanto para DareonSI (OpenGL) quanto para RADV (Vulkan) e compatibilidade com a nova tecnologia Vega 20. Outras novidades foram:

-  Suporte para melhor compressão de texturas STC;
- Anti-aliasing Radeon EQAA;
- OpenGL ES 3.2 e OpenGL 4.4 no RadeonSI;
- Adição de novas extensões para o Vulkan;
- Melhoria na velocidade da compilação do shader LLVM no RADV;
- Adição de extensões com recursos adicionais para Realidade Virtual utilizando VULKAN.

Outra melhoria que foi apresentada é dedicada aquem precisa fazer virtualização de sistemas operacionais. Na versão 18.2.0 do Mesa, temos o OpenGL 4.3 para os driver VirGL quando usado KVM nas máquinas convidadas,ambém virá ativado o recurso Broadcom V3D por padrão, melhorando assim o suporte ao cache do shader no processamento de sombras no RadeonSI.

Já para Intel, as novidades foram menores mas tiveram como a otimização para NIR, inclusão do OpenGL 4.6 e SPIR-V e extensões adicionais  para o ANV e a implementação do VULKAN para IPG.

Se você quiser experimentar essas novidades no Ubuntu, Linux Mint e derivados, pode adicionar esse PPAs, temos alguns artigos aqui no blog mostrando como adicionar eles via interface gráfica caso você não goste de usar o terminal.



Existem dois repositórios PPA que lhe darão acesso às versões mais recentes do Mesa Driver, você pode escolher um dos dois e atualizar o seu sistema:

1 - O primeiro PPA é do pessoal do  “Ubuntu-X team” que ainda está na última versão estável, a 18.1, mas que vai chegar em breve, o PPA deles é o ppa:ubuntu-x-swat/updates

2 - A segunda opção é o “Padoka”, uns dos devs apoiados pela Valve, o PPA em questão atualiza os mesmos pacotes que o do Ubuntu-X Team:   ppa:paulo-miguel-dias/pkppa 

Alternativamente, se você quiser testar as novidades antes de todos, também é possível adicionar o PPA do repositório instável, recomendado apenas para usuários um pouco mais avançados que sabem se virar em caso de problemas:  ppa:paulo-miguel-dias/mesa

Caso você não use o computador para jogos o desempenho esteja satisfatório para você, mantenha o sistema como ele está, a atualização do Mesa Driver deverá chegar nativamente ao Ubuntu, Linux Mint e seus derivados assim que os desenvolvedores considerarem-no estável o suficiente.

Mantenha sempre o seu sistema atualizado, é de graça! :)
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Novo repositório PPA para drivers open source atualizados para o Ubuntu

Nenhum comentário

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Há algumas semanas atrás a Feral Interactive, a principal empresa que tem portados games para Linux nos últimos anos, pediu para que fosse disponibilizado para o Ubuntu o suporte para as versões mais recentes dos drivers de código aberto MESA de forma oficial pela Canonical. Até o momento não existe nada oficial, mas existem duas alternativas comunitárias.

Mesa drivers atualizados




Os drivers MESA costumam acompanhar o Kernel Linux, eles são os drivers de código aberto que acompanham as distros, e existem várias formas de você manter eles atualizados no seu sistema, o maneira mais comum é atualizando o Kernel Linux, você pode fazer isso manualmente ou usando um utilitário para facilitar as coisas, outra forma é instalar o repositório Oibaf e agora você pode usar um novo PPA também.

Isso vale para todos os que usam drivers de código aberto, seja Intel, AMD ou Nvidia, o PPA ainda é novo e experimental, então tenha em mente que se algo não funcionar você poderá ter alguns problemas no sistema até remover. Por este motivo, vamos ensinar apenas a fazer a instalação usando o terminal, isso afasta algumas pessoas mais leigas que se fizerem o procedimento e enfrentarem prolemas vão ter mais dificuldade:
sudo apt install ppa-purge 
sudo add-apt-repository ppa:paulo-miguel-dias/pkppa
sudo apt-get update && sudo apt-get dist-upgrade
Depois de instalado, reinicie o sistema para começar a usar a nova versão do MESA, caso algo dê errado utilize o ppa-purge para remover:
sudo ppa-purge ppa:paulo-miguel-dias/pkppa
Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo