Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador office. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador office. Mostrar todas as postagens

G Suite agora suporta arquivos do Microsoft Office

Nenhum comentário

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Por ser o "padrão do mercado" não é incomum receber documentos no formato da Microsoft, e para os usuários da G Suite uma conversão era necessária, ou fazer uso do Modo de Compatibilidade do Office (OCM), acarretando em algumas limitações.

gsuite-google-docs-sheets-slides-microsoft-office-word-powerpoint-exccel

Esse novo recurso permite uma maior autonomia e liberdade dos usuários do G Suite, não obrigando-os a terem o Microsoft Office ao manipular esses tipos de arquivos em grupo.

Agora o Google Docs, Sheets e Slides podem editar os documentos MS sem a obrigatoriedade de uma conversão ou modo de compatibilidade, suportando inclusive arquivos de versões defasadas do MS Office, como no caso de sua suíte de 2007 (empresas ainda utilizam o MS Office 2007, e já presenciei algumas vezes o 2003).

Um aspecto a ser observado, é que no ato de salvar o documento, o mesmo será compatível apenas com as versões atuais do Microsoft Office, sendo assim a edição de arquivos do Office 2007, 2010 serão plenamente suportados, porém os arquivos salvos provavelmente não vão ser compatíveis com os mesmos. Esse é um dos problemas de formatos proprietários, nem sempre existe uma retrocompatibilidade.

Documentos compatíveis com o Google Docs, Sheets, e Slides


  • Arquivos do Word: .doc, .docx, .dot
  • Arquivos do Excel: .xls, .xlsx, .xlsm (documentos Excel com macros), .xlt
  • Arquivos do Powerpoint: .ppt, .pptx, .pps, .pot

Em primeiro momento apenas um número limitado de assinantes receberão a nova feature, isso ocorrerá nas próximas semanas, e a Google pretende englobar todos os usuários da G Suite, sem custos adicionais, com tal novidade.

gsuite-google-docs-sheets-slides-microsoft-office-word-powerpoint-exccel

Quanto a nós meros mortais, não houve nenhum pronunciamento da Google se em um futuro esta compatibilidade também estará disponível para não assinantes da G Suite, apenas posso especular que em princípio será algo exclusivo para os usuários empresariais, não obstante tal recurso poderá dar as caras na sua suite gratuita.

É interessante ver alternativas ao MS Office, mesmo atualmente sendo algo para usuários corporativos, a possibilidade de utilização do Google Docs por exemplo, com total compatibilidade para pessoas que tenham que manipular tais arquivos, é animador.

O G Suite pode ser testado gratuitamente por 14 dias, acesse o link caso tenha interesse.

E você o que achou deste novo recurso da G Suite? Acredita que essa compatibilidade venha para os usuários “gratuitos”? Lida com formatos proprietários, seja no emprego ou faculdade? Ou nem faz diferença, em seu cotidiano? Continue essa discussão em nosso fórum Diolinux Plus, e diga a sua opinião.

Te espero como de costume aqui no blog Diolinux, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


WPS Office recebe update na sua versão para Linux

Nenhum comentário

quinta-feira, 4 de abril de 2019

Muitos que chegam ao mundo Linux, estão acostumados a usar a suíte de Office da Microsoft, conhecido como Microsoft Office. Com isso é muito comum as pessoas salvarem os seus arquivos nos formatos proprietários da Microsoft (.docx; .xlxs e .pptx), assim quando vão usar esses documentos no Linux, enfrentam algum problema ou incompatibilidade com eles. O WPS Office vem para suprir essa necessidade. 


 WPS Office recebe update na sua versão para Linux





Como é de praxe nos updates de programas, as tradicionais correções de bugs e melhorias estão presentes nesta nova versão do WPS Office para Linux, que é mantido pela comunidade e não diretamente pela empresa, mas tendo o seu aval.



Algumas melhorias presentes nesta nova versão, a 11.1.0.8372, são:


- Novo estilo de skin, ícones, pontos de controle, suporta a tela de alta resolução e customização de aparência.

- Novas páginas, integração dos documentos abertos recentemente, templates locais, modelos de documentos, modelos online, etc.

- Novo navegador embutido. (Não é um navegador de web e sim a possibilidade de abrir vários documentos simultaneamente. como as abas de um browser.)

- Suporte para inserir imagens em formato SVG.

- Suporta inserção de QR Code e código de barras.

Para conferir as outras novidades desta nova versão do WPS Office, basta acessar o link.

Para baixar ele, você vai encontrar nos formatos .deb e .rpm de forma “oficial” e podendo baixar através deste link.

Se você já tem o WPS Office instalado, ao executá-lo, um Pop-up vai “pular” em sua tela avisando que a nova versão já está disponível para a instalação. Conforme as screenshots abaixo.




Mas e os formatos Snap e Flatpak….?


O WPS Office também é distribuído através destes formatos, mas sendo mantidos pelas comunidades dos respectivos projetos. No caso do Snap, tem três (3) publicações sobre o mesmo e elas ainda estando na versão 10.1.0.6757 ou 58. Como você pode conferir neste link. Já no formato Flatpak, ele já está na última versão, a 11.1.0.8372 e empacotado e publicado pela comunidade do Flatpak, o Flathub maintainers. Para baixar basta conferir este link.

Se você precisar instalar algumas dessas tecnologias, temos artigos ensinando  como proceder: Snap e Flatpak.

Conte pra gente aí nos comentários, o que achou desta nova versão do WPS Office e se usa ele ou se já usou.

Espero você até a próxima, um forte abraço.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá  no nosso fórum.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


ONLYOFFICE anuncia criptografia de documentos usando blockchain como base

Nenhum comentário

segunda-feira, 4 de março de 2019

A empresa por de trás do ONLYOFFICE, a Ascensio System SIA, fez o anúncio de como vai criptografar os documentos de quem utilizar as soluções Offices de desktops deles. A novidade está presente na versão ONLYOFFICE Desktop Editors v.5.2.7 ou posterior e nas três plataformas: Linux, Windows e macOS.

 ONLYOFFICE anuncia criptografia de documentos usando blockchain como base





No post, o pessoal do ONLY OFFICE deu uma explicação do porquê está tomando esse caminho de criptografia via blockchain.

“Os dados estão se tornando o recurso mais valioso do mundo. Na ONLYOFFICE, percebemos que a segurança dos dados é um ponto importante para a maioria das empresas, especialmente quando se trata de documentos. Para afirmar a transparência e confiabilidade do ONLYOFFICE, abrimos o seu código fonte. Agora, decidimos avançar e fornecer aos usuários a forma mais forte e protegida de trabalhar com documentos online baseada na tecnologia respaldada pela Blockchain”.



O ONLYOFFICE vai criptografar os documentos com o algoritmo AES-256, o mesmo usado pelo Governo dos Estados Unidos. Ele suportará os principais formatos de arquivos, como os proprietários da Microsoft (docx, xlxs e pptx) e os formatos abertos da Open Document Foundation (odt, ods e odx) e também o formato PDF.

Ele vai utilizar a rede privada da Parity/Ethereum, utilizando assim  encriptação assimétrica para armazenamento e transferência segura de senhas.

Para ver a implementação completa do ONLYOFFICE, basta acessar o artigo completo deles através deste link.

Vale ressaltar que essa implementação de criptografia ainda está em fase de testes, e possivelmente virá por padrão na próxima versão do ONLYOFFICE, a 5.4.

Se você quiser baixar ele e começar a experimentar e ajudar nos feedbacks, basta acessar este link e escolher qual forma de instalar, se via .deb, .rpm ou via snap.

Espero você no próximo post, forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Grandes alterações na versão 6.1 do LibreOffice

Nenhum comentário

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Foi anunciada pela The Document Foundation, a organização sem fins lucrativos que é responsável pelo desenvolvimento do LibreOffice, a nova versão do aplicativo que chega na versão 6.1 e recheada de alterações.


Grandes alterações na versão 6.1 do LibreOffice






Umas das mudança que podemos mencionar aqui primeiramente é o tema dos ícones. A nova versão vai usar como padrão o tema Elementary ao invés do tema Tango, como podemos ver na imagem abaixo. E para quem usa KDE, eles incluíram os ícones do tema Karasa Jaga, para dar uma harmonia maior com o KDE.

Para alterar o tema de ícones no LibreOffice, vá até Ferramentas> Opções> Exibir> Estilo de Ícones.


Grandes alterações na versão 6.1 do LibreOffice

Uma outra novidade que podemos listar, é a mudança do estilo dos ícones dos aplicativos do LibreOffice, como o Write, Calc, Impress. Confira na imagem abaixo.

Grandes alterações na versão 6.1 do LibreOffice

Outro recurso bacana que foi implementado, foi a possibilidade de poder exportar os textos para o formato de ePub, formato esse popular para quem escreve livros e pretende disponibilizar para o formato de e-book.

Grandes alterações na versão 6.1 do LibreOffice

Outras melhorias que podemos mencionar são:

⏺ Melhorias feitas para importar XML do Excel 2003;

 Aprimoramento para importar e exportar para o formato .docx;

 Janelas de diálogo em GTK3 agora no Linux;

⏺ Novos fundos de preenchimento, gradiente entre outros.

Para acessar todas as melhorias, acesse a Wiki do LibreOffice.

Se você preferir baixar a nova versão do LibreOffice pode optar por três formas:

A primeira é via .deb ou .rpm acessando esse link deles e escolhendo o formato;

A segunda é via snap acessando o site snapcraft.io e instalando através dele;

E a terceira é via flatpack acessando o site flathub e instalando através dele também.

Mas conte aí nos comentários o que você acha das novidades do LibreOffice. 

Até a próxima e um forte abraço.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conheça o novo ONLYOFFICE para Linux

Nenhum comentário

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Quem gosta do ONLYOFFICE pode comemorar, a suíte acaba de receber uma nova versão com melhorias em vários detalhes, confira:

Conheça o novo ONLYOFFICE







Uma barra de ferramentas com abas, que era anteriormente disponível apenas em editores online, apareceu na versão 5.1 dos editores para desktop, dando um visual mais agradável.

A aplicação, que permite trabalhar com documentos de texto, planilhas e apresentações, adquiriu uma nova interface com abas. Agora as ferramentas são agrupadas em abas temáticas para uma navegação mais intuitiva.

ONLYOFFICE apresentações


Além disso, novas funções foram adicionadas. O processador de texto agora tem painel de navegação para o Índice (a função que está disponível na aba "Links"), e exportação para RTF. Todas as ferramentas para colaboração, incluindo revisão e comentários, foram movidas para a aba separada "Colaboração".

Entre as inovações no editor de planilhas temos 11 novas fórmulas e capacidades avançadas para formatar células, no editor de apresentações - a função "Colar especial" e "Comentários" não só para slides individuais, mas também para toda a apresentação, está presente.

ONLYOFFICE Editor de Planilhas

A aplicação é disponível para Windows, Mac OS e Linux, e também pode ser instalada via Snap. A versão portátil pode ser executada via AppImage.

Para baixar a nova versão basta acessar o site.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


ONLYOFFICE Documents chegando ao Android, veja como testar o Beta!

Nenhum comentário

quarta-feira, 16 de maio de 2018

O ONLYOFFICE é uma suíte office que inclui aplicativos de planilhas, edição de texto e apresentação que lembra muito o Google Docs em forma de funcionamento, mas que tem vários diferenciais interessantes conforme comentamos em vários artigos aqui do blog, sendo um deles o suporte nativo a Linux nos desktops.

OnlyOffice para Android






Os desenvolvedores nos informaram da disponibilidade da versão Beta do ONLYOFFICE Documents para Android. Para deixar o aplicativo mais estável e ainda melhor para os usuários eles precisam de testadores, e é aí que você entra!

Dentre as novidades inclusas nesta versão Beta estão a possibilidade de editar documentos, planilhas e apresentações, visto que antes era possível apenas visualizar os arquivos, e mais do que isso, além de "simplesmente" editar os documentos, agora você pode co-editar os arquivos em tempo real.

Outras novidades incluem a possibilidade de definir níveis de permissão de acesso aos documentos e conectar a vários sistemas de armazenamento em nuvem de terceiros, como o Google Drive, Dropbox, Nextcloud, OneDrive, Yandex Disk, Box, SharePoint, ownCloud e qualquer outro que utilize o protocolo WebDAV.

Para testar o aplicativo no seu Smartphone basta clicar no botão abaixo:
Bons testes, até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Nova versão de ONLYOFFICE Online Editors com índice e mecanismo de fontes melhorado

Nenhum comentário

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Os desenvolvedores do ONLYOFFICE, uma suíte de escritório de código aberto, lançaram a nova versão dos seus editores online. O ONLYOFFICE permite criar, editar e colaborar em documentos de texto, planilhas e apresentações. A nova versão tem inovações em todos os três editores.

Nova versão do OnlyOffice







A atualização do software traz várias novidades para os usuários, permitindo maior produtividade e eficiência.

Índice


Um dos recursos mais esperados, o índice, finalmente chegou. Você pode criá-lo da maneira tradicional - marcando os títulos que deseja exibir no conteúdo, usando os estilos de cabeçalho.

Não mais há caracteres indefinidos


O mecanismo de fontes foi aprimorado, agora ONLYOFFICE pode substituir caracteres 'quadrados'/indefinidos de fonte não suportados por caracteres da fonte mais semelhante disponível. Falando em fonte, mais opções foram adicionadas. É muito conveniente quando você esta trabalhando com, por exemplo, caracteres chineses. 


Novos plugins


Plugins são extensões para expandir a funcionalidade dos editores. Na nova versão um plugin para Macros foi adicionado, permitindo a automatização de tarefas repetitivas. A realização de macros no ONLYOFFICE está baseado em JavaScript. 

Os editores agora tem o plugin "EasyBib" para criar bibliografias automatizadas e "WordPress" para adicionar documentos à um site diretamente do editor. 


Inovações nos editores de planilhas e apresentações


Há novas funções para trabalhar mais efetivamente.

ꔷ No editor de planilhas:

   - 8 novas fórmulas;
   - Novas ferramentas de edição para Tabelas Dinâmicas;
   - 3 novos formatos de data (aa/m/d, aa /mm/dd, aaaa/m/d);
   - Novos presets regionais para a Suíça, México, Holanda e Eslovênia.

ꔷ No editor de apresentações:

   - Colar especial com preservação dos estilos iniciais;
   - Comentários no nível de apresentação, não apenas para slides separados.

Todas as funções estão disponíveis nos editores online, no serviço na nuvem, portais pessoais, versão comercial para servidor próprio, ONLYOFFICE Enterprise Edition (baixe do site oficial) e a versão para servidor livre, que é a ONLYOFFICE Community Edition (baixe aqui).

Em breve elas estarão disponíveis nos editores desktop, fique de olho no site.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Nova versão do ONLYOFFICE Editors está disponível com correções de acentuação e suporte a plugins

Nenhum comentário

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Olá pessoal, como estão? Tenho boas notícias para as pessoas que gostaram da proposta do ONLYOFFICE como alternativa para aplicação de escritório para Linux, Windows ou macOS.

OnlyOffice Atualização






Os desenvolvedores do ONLYOFFICE entraram em contato hoje para nos contar as novidades sobre esta bela aplicação. Caso você nunca tenha ouvido falar, eu recomendo fortemente ler a entrevista que fizemos com Galina Goduhina, representante da suíte, assim você vai entender melhor quais são os ideias do projeto, seus pontos fortes e fracos.

Uma espécie de Google Docs

Acho que a maneira mais fácil de explicar o funcionamento e as características do ONLYOFFICE Desktop Editors é compará-lo ao Google Docs, a suíte da Google incorporada ao Google Drive.

O ONLYOFFICE oferece uma suíte colaborativa e open source para você usar na sua casa ou na sua empresa, com aplicativos para edição de texto, planilhas e apresentações. Na última atualização do software coisas muito interessantes foram adicionadas através de plugins, que agora são a forma oficial de expandir funcionalidades na suíte, temos então já incorporados:
ꔷ Editor de imagem;
ꔷ Yandex Translator  - Para traduzir texto sem deixar o editor;
ꔷ Symbol Table - Para inserir símbolos incomuns;
ꔷ YouTube - Para inserir vídeos de YouTube;
ꔷ Macros.

Editor de imagens contida no editor de textos OnlyOffice

Quero dar um destaque especial para o editor de imagens que agora acompanha a suíte office, ele é muito mais completo do que eu esperava e tem até stickers! 😆

Para nós brasileiros que temos uma língua cheia de acentos e regras, a boa nova é que agora a acentuação está funcionando corretamente, o que era um problema na versão passada, onde letras como o "ç", "á", "ã", etc, não costumavam sair corretamente.

"Nós adicionamos a capacidade de criar macros, mas eles são diferentes de macros da Microsoft. Usamos JavaScript em vez de Visual Basic. No momento estamos trabalhando em documentação e conversor para macros baseadas em VBA (para abri-los em nossos editores). Agora nossos macros podem fazer o mesmo que o nosso Document Builder. Os scripts são os mesmos", comentou Nadezhda Knyazeva, do ONLYOFFICE.

Você pode baixar e experimentar a nova versão do ONLYOFFICE acessando o site oficial, nele você vai encontrar versão para Linux, Windows e macOS, incluindo uma versão exclusiva portátil para Linux, todas disponíveis em 64 bits, exceto a versão de Windows, que também possui versão de 32 bits.

Conta aí! O que você achou da nova versão do software? Já testou? Comente logo abaixo e até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Nova versão do CrossOver dá suporte ao Microsoft Office 2016 para Linux

Nenhum comentário

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

O CrossOver é uma ferramenta paga que funciona como uma interface para o Wine, com vários scripts especiais e ferramentas para compatibilizar softwares que rodam apenas no Windows em sistemas diferentes, como as distros baseadas em Linux e o macOS.

CrossOver 17 com suporte para Office 2016






A Codeweavers anunciou neste semana o lançamento da mais nova versão do CrossOver, o software que é uma interface para o Wine e tem suporte profissional para rodar aplicações de Windows no Linux e no macOS.



A nova versão traz correções de bugs e suporte pleno para o Microsoft Office 2010, 2013 e 2016, alguns games, como League of Legends e mais. Como mencionado, o CrossOver é um software pago, possui anuidade ou licença vitalícia com direito a suporte dedicado.

Você pode saber mais e comprar no site oficial.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Microsoft Office chega ao Chrome OS da Google

Nenhum comentário

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

O Chrome OS segue a sua escalada no mercado de computadores portáteis. Há algum tempo a Google anunciou a integração entre o Chrome OS e uma série de aplicativos Android, o que aumenta muito as possibilidades do sistema e agora, uma dessas aplicações é nada mais nada menos do que o Microsoft Office.

Microsoft Office no Chrome OS






Tirando o Android, podemos dizer que o Chrome OS é o segundo "Linux" a receber suporte para o Microsoft Office, que na verdade, é o mesmo aplicativo disponível para o sistema do "Robozinho verde".

A Microsoft informou que a aplicação seguirá o mesmo conceito no Chrome OS que segue no Android, dispositivos com mais de 10 polegadas de tela serão obrigados a ter uma assinatura no Office 365 para poder utilizá-lo, o que se tratando dos computadores, torna isso praticamente obrigatório. 



Em telas menores, em Smartphones e Tablets, você pode usar o Office sem custo adicional. O Office oferecido para Android e agora para o Chrome OS não é, no entanto, tão completo quanto a versão de computador, oferecida para Windows e macOS, mas já pode saciar um pouco da necessidade de quem precisava dessas aplicações por algum motivo, visto que já existe a versão Online do Office que pode ser acessada por qualquer um que tenha uma conta Microsoft e que também tem suas limitações mas é plenamente funcional e que também é uma alternativa.

Fonte

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


SoftMaker Office 2018 chega para Linux com interface "Ribbon"

Nenhum comentário

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Para as pessoas que gostam da interface Ribbon do Microsoft Office, porém, gostariam de utilizar um suíte no Linux, uma das principais alternativas atualmente é o WPS Office, além é claro, do modo "Ribbon" do próprio LibreOffice, contudo, isso pode ainda não ser o suficiente para você, por isso é hora de ver uma prévia do novo SoftMaker Office 2018.

Softmaker Office 2018 Ribbon






Não é a primeira que falamos sobre o SoftMaker Office aqui no blog, ele já havia sido mencionado como alternativa em outra oportunidade, no entanto, o seu apelo visual era relativamente baixo.

Hoje os desenvolvedores da suíte entraram em contato com o blog para nos informar do lançamento da nova versão, também nos deram uma chave do beta fechado para que a gente pudesse dar esta prévia para vocês, então, fica aqui o nosso muito obrigado pela oportunidade.

Pelo que eles nos informaram, as duas grandes novidades da versão são essa interface "Ribbon" e a compatibilidade ampliada para arquivos do Microsoft Office, eu até fiz alguns testes com planilhas com Macros e não tive maiores problemas, mas pode ter sido sorte ou algo do tipo, então eu incentivo que vocês testem, assim que o programa estiver disponível, para que possamos ter uma noção melhor e depois postem o feedback de vocês nos comentários deste artigo.

O Softmaker Office


Esta suíte possui, assim como o WPS Office, apenas 3 softwares, o TextMaker, equivalente ao Microsoft Word, LibreOffice Writer, etc.

Softmaker Office TextMaker 2018

A aplicação de planilhas é chamada de PlanMaker, e seria o equivalente ao Microsoft Excel e ao LibreOffice Calc:

PlanMaker Sofmaker Office

A aplicação de apresentações chama-se "Presentations", e é a alternativa ao Microsoft PowerPoint e ao LibreOffice Presentation:

Softmaker Office Presentations


Ao abrir qualquer um dos programas pela primeira vez também é possível escolher o esquema de cores desejado:

Configurações de temas do Softmaker Office 2018 Ribbon

A versão 2018 ainda não está disponível para download do público, mas ela deve estar em breve, enquanto isso você pode testar a versão 2016 e saber mais informações no site oficial.

É interessante saber que em breve teremos mais uma alternativa interessante disponível. Fique ligado aqui para acompanhar novidades.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Entrevistamos Galina Goduhina, do projeto ONLYOFFICE (Suíte Office para Linux)

Nenhum comentário

segunda-feira, 21 de agosto de 2017

Olá meu amigo(a) leitor(a)! Hoje eu tenho o prazer de trazer até você uma entrevista muito bacana que eu tive a oportunidade de fazer com os desenvolvedores do ONLYOFFICE, uma suíte Office diferenciada que tem versões para Linux, Mac e Windows.

Galina OnlyOffice







O Only Office (estilizado como ONLYOFFICE), é uma suíte office que se tornou open source recentemente e possui programas para edição de textos, criação de apresentações e manipulação de planilhas. Eu utilizei ele diversas vezes para abrir formatos da Microsoft, onde o LibreOffice não foi tão efetivo durante o último ano e ele se saiu muito bem na maior parte dos casos.

- Comentei sobre ele pela primeira vez em Novembro do ano passado neste artigo do blog.

Agora, para você conhecer um pouco mais da história deste software tão interessante e útil que tornou-se open source e agora trabalha de forma comunitária com vários recursos profissionais, como suporte para nuvem e servidores com documentos compartilhados e colaborativos, fique com a entrevista com uma das líderes do projeto, Galinda Goduhina.


 Diolinux Entrevista: ONLYOFFICE


Diolinux: Qual a origem do ONLYOFFICE? Poderiam nos contar um pouco da história por trás do programa e da empresa?

Galina:
Começamos o ONLYOFFICE há mais de sete anos. Inicialmente, chamámos ele de Teamlab, e era uma plataforma para gerenciamento de projetos e colaboração interna. Ao mesmo tempo, trabalhávamos em editores de documentos online. Mais tarde, decidimos juntar os projetos. 

A ideia era criar um único espaço de trabalho para todas as tarefas diárias que qualquer empresa enfrenta. E nossos usuários realmente gostaram desta plataforma unida e sentimos um grande apoio da comunidade. Mas também entendemos que nossos editores de documentos eram algo especial para nós, e que encontramos algo realmente especial com esta tecnologia. Temos uma equipe que pode fazer maravilhas.

Diolinux: Qual o diferencial do ONLYOFFICE para outras alternativas do mercado?

Galina: Em primeiro lugar eu devo apontar  a interface em HTML5, nossos editores online são baseados nesta tecnologia. Isso permitiu que nós construíssemos editores online com extrema qualidade para formatação e conversão de documentos, assim como o conjunto de aplicações para desktop.

Conseguimos fazer algo importante na questão de entrada e saída de arquivos. Um arquivo processado no ONLYOFFICE mantém o mesmo estilo, parágrafos, símbolos, espaçamento de linha e assim por diante, em qualquer navegador e em qualquer sistema operacional, e claro, também durante a impressão. Nós adicionamos recursos de formatação que anteriormente só estavam disponíveis em editores de desktop, adicionado a isso, temos a combinação com recursos de colaboração e co-edição de documentos em tempo real através da nuvem.

Agora o "ONLYOFFICE Editors" online possui mais recursos de formatação do que o MS Office online e mais recursos colaborativos que o Google Docs.

Como sempre quisemos criar um aplicativo para desktop - para nos livrarmos das limitações do navegador e trabalhar diretamente com recursos do sistema - isso aconteceu logo em sequência. Quem usar o ONLYOFFICE desta forma terá muito mais velocidade.

A versão para Desktop é chamada de "ONLYOFFICE Desktop Editors" e foi desenvolvida com o mesmo núcleo de código da versão online. Isso significa que elas são plataformas cruzadas e plenamente compatíveis. Como a aplicação nasceu do ONLYOFFICE online, você está trabalhando apenas no "modo offline", permitindo que você conecte-se através do aplicativo instalado em seu computador a uma rede privada, acesse seus arquivos e trabalhe por ali mesmo, sem precisar abrir o navegador para isso. Esta é a nossa grande vantagem sobre o LibreOffice. Além disso, comparado com o Libre, temos definitivamente um melhor suporte para formatos do MS Office.

Diolinux: Por que do interesse em lançar o software para Linux também?

Galina: Tínhamos como objetivo criar uma solução multiplataforma para que as pessoas utilizassem o ONLYOFFICE independente da máquina que possuem e do sistema operacional que preferem. E, claro, a comunidade Linux é muito divertida de se trabalhar. Os usuários Linux são exigentes, muito exigentes, e eles foram nossa força motriz e nossa fonte de inspiração em muitos casos.

Diolinux: Em relação ao público brasileiro. Alguns dos nossos leitores informaram que gostariam que a interface do programa estivesse disponível em português do Brasil, assim como o suporte para acentuação.

Galina:  
Estamos trabalhando na tradução da interface para vários idiomas agora. Qualquer falante nativo pode se voluntariar e se juntar ao time de nossos tradutores. Basta contactar-nos para isso. Quanto a acentuação, há realmente um problema por causa do framework incorporado no Chromium usado como um dos componentes no softwares e infelizmente, teremos de esperar até consertarem-lo. Mas uma boa notícia é que o corretor ortográfico já funciona em seu idioma.Diolinux: Por que da decisão de abrir o código fonte da aplicação? 
Galina: Isso veio naturalmente. Nós percebemos que a segurança de dados é uma questão importantíssima para várias empresas, especialmente quando se trata de documentos. Queremos estar abertos, queremos que as pessoas possam confiar em nós, não somente pela nossa palavra, mas pelo código e transparência também. Além disso, precisamos superar essa barreira que as pessoas tem em mente, essas fortes convicções de que "não há nada além do Microsoft Office", que nada melhor pode ser criado.

Nós escolhemos a licença AGPLv3 para o nosso programa. Isso significa que você pode usar o ONLYOFFICE sem restrições, mas se quiser integrá-lo para sua própria solução você terá de abrir seu código fonte também e distribuí-lo com a mesma licença.

Diolinux: Existe alguma forma do público poder colaborar com o desenvolvimento da aplicação? Como funciona?

Galina: Com certeza! Existem várias maneiras de contribuir com o ONLYOFFICE. Você pode se juntar à nossa equipe de desenvolvedores no GitHub, testar o ONLYOFFICE e relatar problemas através do nosso fórum de desenvolvedores ou no Stackoverflow. O ONLYOFFICE oferece também uma API para que todos possam estender as funcionalidades do software, criando plugins e integrando-o com as suas próprias aplicações e ferramentas, como muitos dos nossos parceiros já fazem, tudo isso ajuda-nos a continuar.

Diolinux: Muito obrigado pela oportunidade de entrevistá-los, por favor deixe uma mensagem final para os nossos leitores.

Galina: Nós do ONLYOFFICE criamos editores de documentos realmente legais para você. Um programa gratuito, aberto e independente de navegador, sistema ou dispositivo. Esperamos poder recebê-los como parte de nossa comunidade! Obrigado pela atenção e tenha um ótimo dia!

Uma opção interessante para você!


Se você gostou do que leu e gostaria de testar o ONLYOFFICE você mesmo, basta acessar o site e fazer o download para o seu sistema ou acessar o editor online mesmo.

Até a próxima!
____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Fundador do LibreOffice comenta sobre os problemas de compatibilidade com o Microsoft Office

Nenhum comentário

terça-feira, 4 de julho de 2017

Uma das maiores queixas quanto ao uso LibreOffice reside na compatibilidade do software com os formatos proprietários do Microsoft Office. Existe um grande debate quanto a isso no mundo Linux especialmente, nós já falamos sobre esse assunto várias vezes aqui no Diolinux, mas desta vez, vamos dar ouvidos a um dos criadores da suíte.

Microsoft Office vs LibreOffice




O problema de compatibilidade do LibreOffice com o Microsoft Office se deve ao fato do formato que a suíte da Microsoft utiliza não ser aberto. O formato docx para documentos é o padrão do Word por exemplo, o que não impede, mas dificulta a leitura desses arquivos por qualquer outro programa que não seja ele próprio, curiosamente, estes problemas de compatibilidade podem ocorrer eventualmente entre versões diferentes do mesmo Word.


O vídeo acima, postado no canal do Fedora, mostra Italo Vignoli, uma das primeiras pessoas a iniciar o projeto LibreOffice, ele comenta sobre a importância de se utilizar formatos abertos para a longevidade dos documentos e fala sobre a compatibilidade do LibreOffice com o Microsoft Office.

O formato aberto de documentos (ODF) é o formato padrão em diversos países, justamente pela questão de longevidade e independências de programas, um arquivo salvo em ODT por exemplo, pode ser aberto inclusive no Microsoft Office.


Conte pra gente, você já sofreu com formatação de arquivos entre o Libre e o MS Office?

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




LibreOffice terá atualizador automático independente do sistema operacional

Nenhum comentário

terça-feira, 27 de junho de 2017

Os desenvolvedores do LibreOffice anunciaram que a suíte contará em breve com um atualizador automático que permitirá que todos os usuários tenham sempre a última versão do software sem complicação.

LibreOffice




O desenvolvedor do LibreOffice, Markus Mohrhard, anunciou esta nova funcionalidade para o LibreOffice. As distribuições Linux costumam trazer o LibreOffice instalado por padrão e também o mantém atualizado dentro de suas propostas (Rolling Release ou LTS, normalmente), porém, a nova proposta não envolve PPAs, repositório AUR, ou pacotes de qualquer outro tipo, a funcionalidade de atualização será intrínseca do próprio LibreOffice, permitindo que qualquer usuário possa ter sempre a última versão, independente do sistema que utilize.

Apesar das boas novas, existe uma "condição" para isso. O atualizador automático só irá funcionar na versão baixada diretamente no site do LibreOffice. Como a comunidade LibreOffice já sabe, as versões empacotadas pelas distros normalmente são "piores" do que as disponíveis no site, seja por falta de recursos ou por correções de bugs. Apesar das versões empacotadas pelas distros possuírem a função do "auto-updade", o LibreOffice empacotado desta forma deverá seguir o fluxo de atualizações da distro e não da suíte.

Os pacotes do LibreOffice com esta nova função já estão disponíveis para testes nas distros Linux, você pode baixar e testar clicando aqui.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




ONLYOFFICE é um novo pacote Office para Linux, Windows e Mac

Nenhum comentário

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Quem não conseguiu se adaptar ao LibreOffice e ainda está à procura de uma suíte Office que seja compatível com formatos abertos e ao proprietário poderá encontrar no Only Office uma opção interessante para o Desktop Linux, Windows e Mac.

Only Office




Hoje o pessoal do Only Office entrou em contato com a gente para falar um pouco sobre as novidades. Na verdade o produto já tinha sido liberado há alguns dias, porém, ele recebeu algumas atualizações e correções e agora está pronto para o usuário final.

Only Office Ubuntu

O ONLYOFFICE liberou o código-fonte dos editores de documentos para desktop - ONLYOFFICE Desktop Editors - sob a licença AGPL v.3. De agora em diante os editores são completamente livres para uso doméstico e comercial. 
O ONLYOFFICE Desktop Editors é um pacote de escritório que permite aos usuários criar, visualizar e editar documentos, tabelas e apresentações sem estar conectado à Internet. Todas os formatos populares são suportados: DOC, DOCX, ODT, RTF, TXT, PDF, HTML, EPUB, XPS, DjVu, XLS, XLSX, ODS, CSV, PPT, PPTX, ODP. Ele é composto por 3 aplicações distintas para a criação de tabelas, documentos e apresentações, assim como o WPS Office.

Em comparação com as populares suítes de escritório de código aberto como OpenOffice e LibreOffice, o ONLYOFFICE oferece maior compatibilidade com os formatos de Microsoft Office, porque ele usa o formato OOXML (docx, xlsx, pptx) como um base. Isso ficou mais evidente num pequeno teste que eu fiz com uma planilha que foi gerada no Excel com algumas formatações:

Only Office

Only Office

Como você pode ver, no ONLYOFFICE o arquivo não perdeu a sua formatação de cores, coisa que aconteceu no LibreOffice. Para vias de comparação eu abri o mesmo arquivo no WPS Office e o resultado foi o seguinte:

WPS Office

Nele o resultado também foi melhor que o LibreOffice e praticamente a mesma coisa que o ONLYOFFICE, entretanto, fazendo uma breve comparação, o WPS tem tradução para Português mas não trabalha com formatos abertos, já o ONLY trabalha também com formatos abertos, porém, é apenas em Inglês.
Voltando ao ONLYOFFICE, o modo online está disponível também, você pode conectar o aplicativo ao seu ONLYOFFICE na nuvem ou a um servidor local (há versão server gratuita e aberta - Community Edition), este modo online permite usar todas as funções de colaboração e recursos de bate-papo da suíte, o que pode ser muito interessante para quem quer implementar em uma empresa.

As funcionalidades dos editores podem ser estendidas através de plugins. Você pode fazer uso do ONLYOFFICE e das extensões prontas (modelos, OCR, tradutores, Youtube, etc.) ou criar seu próprio plugin com funções de que precisa nos editores. Leia a documentação da API para saber mais sobre os plugins. 

Plugins prontos podem ser encontrados no repositório de GitHub .

A versão atual está disponível para a maioria das distribuições Linux (sistemas 64 bits): você pode baixar pacotes DEB ou RPM. Windows (sistemas 32 bits e 64 bits) e MacOS são suportados também.


Se você ainda está procurando uma suíte office para trabalhar vale a pena dar uma chance para o ONLYOFFICE.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.





Correção ortográfica em Português do Brasil para o LibreOffice com o VERO

Nenhum comentário

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Fazia tempo que eu não precisava fazer uma revisão ortográfica em um grande documento com o LibreOffice, mas hoje eu precisei. Sempre soube que o Writer tinha a ferramenta de verificação de ortografia, mas curiosamente, ele vem sem o dicionário do Português do Brasil, o que impossibilita a verificação. Hoje eu vou te mostrar como instalar este dicionário para a fazer a correção dos seus textos.





O VERO é uma extensão para o LibreOffice que permite a correção ortográfica do texto em Português do Brasil com um dicionário muito completo e cheio de opções para correção gramatical e até mesmo envolvendo a coloquialidade e a utilização de palavras que as pessoas normalmente se confundem como os "Por quês", cacofonias, parônimos, entre outros.

Correção ortográfica no LibreOffice

Para utilizar o VERO no seu LibreOffice e ter à sua disposição o corretor ortográfico no nosso idioma você precisa fazer o download da extensão.

O download se encontra bem no final da página, procure baixar para a versão adequada do seu LibreOffice.

O arquivo que você vai baixar tem a extensão .oxt e basta dar dois cliques nele para iniciar a instalação com o LibreOffice.

Corretor ortográfico para o LibreOffice


Apenas confirme a adição e feche a janela, se você quiser configurar as opções que o corretor terá basta acessar o menu Ferramentas>>Opções...

Corretor automático no LibreOffice

Na janela que se abrir dentro de Configurações de Idioma você vai encontrar o Corretor Gramatical (Português-Brasil).

Agora você pode usar o corretor ortográfico normalmente para deixar os seus textos ainda mais polidos.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo