Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador php. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador php. Mostrar todas as postagens

Participe do PHP Community Summit de São Paulo, um evento para reunir desenvolvedores PHP

Nenhum comentário

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Líder em desenvolvimento para web, a linguagem PHP será o tema do primeiro PHP Community Summit. Voltado para desenvolvedores de todos os níveis e tomadores de decisão de empresas que usam a tecnologia, como gerentes, arquitetos e CTOs, o evento é exclusivo para a área e visa expandir o conhecimento de todos os segmentos de softwares produzidos com, por e para o PHP, assim como debater desafios e tendências.

Evento para desenvolvedores PHP em São Paulo





Organizado pela comunidade PHPSP e pela Locaweb, o evento acontece nos dias 1 e 2 de setembro, na sede da Fecomercio SP, e a expectativa é reunir 700 participantes. As apresentações serão divididas em dois locais – Sala People e Sala Code. 

Entre os palestrantes estão Ari Stopassola Junior (da Perito.inf.br e responsável pelas principais iniciativas de certificação), Guilherme Blanco (Senior Architect na Huge Toronto e contribuidor dos principais frameworks PHP), Luis Cobucci (Engenheiro na Usabilia Amsterdã e contribuidor Opensource) e Augusto Pascutti (Gerente de Desenvolvimento na Easy e co-fundador do PHPSP). 

A comunidade PHP é bastante extensa e por muitas vezes segregada. Ao longo de 22 anos construiu basicamente os fundamentos da web e algo tão grande assim naturalmente cria vertentes em diferentes focos. O PHP Community Summit chega para unir essas comunidades no mesmo lugar, além de difundir e aprimorar os diálogos sobre o presente e futuro da linguagem”, ressalta o gerente de marketing institucional da Locaweb e um dos responsáveis pelo evento, Luis Carlos dos Anjos. 

As inscrições podem ser feitas pelo site. Existem lotes para cada tipo de ingresso, mas como o evento está próximo, alguns já foram esgotados, porém, você que acompanha o blog Diolinux vai poder ir ao evento com um grande desconto, basta inserir o seguinte cupom na hora de comprar o seu ingresso:

PRC_Diolinux

Este cupom vai te dar 30% de desconto no evento! Aproveite e depois me conte como foi, vai ser uma grande oportunidade de aprender coisas novas, trocar experiências e fazer network.

Obrigado à Locaweb pela cortesia e até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Instale o Servidor LAMP no Ubuntu 12.04 [Tutorial Completo]

Nenhum comentário

sábado, 13 de outubro de 2012

Aprenda a instalar o Linux Apache MySQL PHP (LAMP) no Ubuntu

Se você tem a intensão de instalar um servidor Web, o pacote LAMP vai te facilitar a vida, este tutorial tem como objetivo mostrar a instalação do servidor LAMP no Ubuntu 12.04.


Para instalar o Servidor LAMP no Ubuntu, abra o terminal e cole a seguinte linha:

sudo apt-get install lamp server ^
Durante a instalação, será solitado a definição de uma senha root para o MySQL. Digite a senha que você deseja (não o deixe em branco). Digite o mesmo password  para confirmar a senha utilizada e aguarde o instalador concluir a instalação dos pacotes. Depois de instalar os pacotes LAMP você precisará testá-lo, abra seu navegador de internet e digite o seguinte endereço:

http://localhost/ 
Você deve obter um resultado igual ao que aparece na imagem acima.
It Works! 
Ou seja, tá funcioando! =)

Agora vamos testar a o PHP 

Para testar o servidor PHP você precisa criar um arquivo em  /var/www chamado testing.php. Para fazer isso copie e cole o comando abaixo:
echo "<? php phpinfo ();?>" | tee sudo /var/www/ testing.php
Volte para o seu navegador e digite o endereço http://localhost/testing.php/ e você deve ver uma página com informações sobre a instalação do php. Agora vamos instalar o phpMyAdmin, que é uma ferramenta fácil para criar e editar as suas bases de dados. 
Para tal, dê este comando no terminal:

sudo apt-get install libapache2-mod-auth-mysql phpmyadmin php5-mysql


Você será perguntado se deseja continuar e instalar os arquivos, pressione a tecla y e pressione Enter. Na próxima etapa, você precisará configurar o phpMyAdmin , não é uma tarefa difícil, tudo o que você tem a fazer é selecionar apache2 e quando perguntado se deseja configurar o banco de dados usando o  dbconfig-commom selecione OK a menos que você desejE configurar o banco de dados manualmente . Na próxima etapa, você será solicitado a fornecer a senha da conta administrativa para criar um banco de dados MySQL e / ou usuário. Use a mesma senha que você criou ao configurar o pacote MySQL. Agora será solicitado a criar uma nova senha para o usuário do banco de dados administrativo para se conectar ao seu painel do phpmyadmin. Preencha uma senha e repita-o para confirmar a senha. Agora que está tudo feito, o próximo passo é reiniciar o Apache, você pode fazer isso dando o seguinte comando no terminal:

sudo / etc/init.d/apache2 restart


Para criar um banco de dados abra seu navegador e digite o seguinte endereço:


http://localhost/phpmyadmin/

O nome de usuário é root e a senha é a senha que você criou para acessar phpmyadmin, agora você pode criar ou alterar um banco de dados . Se por acaso você entrar no endereço acima e receber esta mensagem de erro:

Não Encontrado O URL solicitado / phpmyadmin / não foi encontrado neste servidor. Apache/2.2.17 Server (Ubuntu) em localhost Port 80

Abra uma janela de terminal e use os comandos a seguir para corrigir o problema:

sudo ln-s / etc / phpmyadmin / apache.conf / etc/apache2/conf.d/phpmyadmin.conf 
sudo / etc/init.d/apache2 reload


Agora é só baixar o WordPress, o Joomla ou outro de seu preferência e começar a trabalhar.

Fonte

Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Como instalar Blue Fish 2.2

Nenhum comentário

terça-feira, 24 de janeiro de 2012


Bluefish é um poderoso editor de texto, recomendado para programadores e webdesigners.
Como muitas opções disponíveis, permite desenvolvimento em HTML, XHTML, CSS, XML, XML, PHP, C, Javascript, Java, SQL, Perl,  JSP, Python, entre outros.
O Bluefish foi criado por Chris Mazuc e Olivier Sessink em 1997, com o objectivo de facilitar o desenvolvimento web a profissionais tivessem como sistema operativo o Linux.
blue_00

O Bluefish é um editor que não necessita de muitos recursos de memória sendo muito leve comparando com editores idênticos.
Algumas características
  • muito rápido: Carrega vários ficheiros em poucos segundos
  • Interface, simples e organizados WYSIWYG
  • Permite ter aberto vários documentos
  • Suporte a projectos
  • Suporte a protocolos de comunicação como por exemplo: FTP, SFTP, Samba, etc
  • funcionalidade ilimitada do undo/redo;
  • suporte a highlighting para as linguagens que suporte
  • Suporte a muitos tipos de codificação de texto;
  • Permite visualizar o número da linha´
  • Barra de ferramentas para edição de HTML;
Novidades do Bluefish 2.2
  • Suporte para GTK 3
  • Alterações a nível de pesquisa
  • Pesquisa foi integrada no menu principal
  • Melhorias a nível do scaner de sintaxr
  • Autocompletion
  • Suporte parra novas lingagens como por exemplo: Google Go, Vala and Ada
blue_01
Para ter uma noção mais real do novo Bluefish 2.2, deixamos a seguir um pequeno vídeo onde podem acompanhar as principais novidades desta nova versão.
Como instalar no Ubuntu 11.10?
sudo add-apt-repository ppa:klaus-vormweg/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install bluefish
Quem pretende instalar em outras distribuições, pode consultar aqui
O bluefish corre nos principais sistemas operativos incluindo Linux, FreeBSD, MacOS, OpenBSD, Solaris e também em Windows, sendo uma excelente ferramenta para programadores e Webdesigner. Pode conferir todas as alterações desta versão, aqui

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo