Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador pirataria. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador pirataria. Mostrar todas as postagens

Linux e a pirataria nos jogos

Nenhum comentário

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Antes de tudo, não estou aqui para afirmar se filosoficamente ou moralmente a pirataria é algo errado ou correto, apenas que conforme as leis vigentes em nosso país (Brasil), a pirataria é crime. Então seguirei essa linha de raciocínio, e deixo expressamente que esse não é o posicionamento do blog Diolinux, sendo inteiramente de minha responsabilidade.

linux-pirataria-jogos-emuladores-steam-opnião

No último Diolinux Friday Show, na qual você pode ouvir em nosso podcast (“Android Apps no Linux Desktop e Linux Gaming chamando atenção”), em determinado momento, afirmei que não é incomum vermos no Brasil os usuários praticando pirataria em jogos, e com utilizadores de Windows frequentemente os jogos são piratas. Não me entenda mal, essa afirmativa não é uma lei absoluta que taxa os usuários como piratas em potencial, apenas o que observo, seja com conhecidos ou clientes.

Linux e seu efeito “incentivar projetos”


E os usuários do Linux, não praticam pirataria em jogos? Sendo direto, sim! (Falo num geral, como anteriormente, não estou dizendo que todo usuário é pirata, interpretação de texto por favor 😁😄😅). Todavia a situação é mais profunda, e curiosa que isso.

Ao que pude perceber dos usuários gamers Linux, mais e mais jogos originais são adquiridos e evitar crackear algo se torna uma “regra”. É curioso notar que a cada promoção Steam, por exemplo, mais jogos são adquiridos de forma legal, e nem sempre o jogador da cabo de todos, algo que também ocorre no mundo Windows, no entanto a prática de crackear softwares é algo bem comum.

Então usuários Linux não "crackeiam" jogos?


Pois bem, a pirataria existe, independente do sistema operacional, e mesmo muitos usuários tendo uma consciência e evitando a pirataria, em alguns casos ela ainda é um meio necessário.

Nossa! Então você está incentivando a pirataria? Não sejamos hipócritas. Quem nos dias atuais não pratica em algum momento a pirataria? Se você é um estudante, saiba que ao tirar xerox dos livros (os professores incentivam e fazem isso, criando apostilas por exemplo), isso é pirataria… Entre outros inúmeros casos, que você sabe que em determinado momento acaba praticando. Então sejamos mais complacentes, e realistas.

Os anti-cheats são um dos principais causadores da pirataria de jogos no Linux, por identificarem o Proton/Wine como uma trapaça, esse método acaba impedindo o jogo em distros Linux. Veja essa matéria, e entenda a fundo essa questão.

Por conta disso, os usuários acabam baixando uma versão crackeada do game para o Windows (que comumente vem sem o anti-cheat), instalando a versão pirata via Wine. Porém a situação seria evitada em grande parte, se esse problema não existisse, pois vários jogadores compram o game original e impossibilitados de jogá-lo de forma legal, adotam o método descrito acima.

Outras maneiras de pirataria de jogos existem no Linux, como jogos piratas distribuídos em Flatpak. Algo extremamente perigoso a segurança do sistema, então curiosos de plantão, cuidado!

E os emuladores?


Falar sobre emulação de jogos é algo delicado e deveras complicado, existem várias nuances e em alguns casos mesmo a fabricante do console ou game, afirmando que é crime, manter uma cópia digital como backup, não é. O “problema” começa quando você não possui o game, e mesmo jogando um título antigo, isso pode ser considerado pirataria. Como citei no início, não quero discutir se pirataria é algo errado ou certo, do ponto de vista filosófico ou moral, afinal tenho minhas convicções e creio que você tenha as suas, apenas quero demonstrar que ela está em nosso cotidiano, indiferente da plataforma ou sistema operacional.

Valorize o que você gosta!


Se existe algo que tento praticar, é valorizar quem ou as coisas que gosto, apoiar projetos é uma maneira de continuá-los e melhor ainda, proporcionar novidades.

Por isso se existe um game, canal no YouTube, programa ou projeto, incentive ele! Compre os jogos que você gosta, dê valor aos responsáveis pelo projeto e caso não tenha uma "graninha" sobrando, espere promoções, a Steam sempre traz ofertas tentadoras de jogos que custam mais de R$100,00 saindo na faixa dos R$20,00.

Essa é uma das formas que mais adquiri jogos via Steam, seja comprando em sites como a Nuuvem ou em promoções Steam, além de acompanhar canais no Telegram que periodicamente compartilham links de jogos em promoção, ou até mesmo de graça.

Faça parte de nossos canais no Telegram, e receba diversos tipos de conteúdos, como eventuais promoções de jogos.


Sei que o assunto é delicado, e que muita gente também possuía essa dúvida se existia pirataria no Linux. E mesmo que você seja contra ou a favor a essa prática, aposto que incentivar os projetos e jogos que você gosta é a melhor escolha, independente de seu ponto de vista, afinal sem contribuição é bem provável que o mesmo acabe, e quem será prejudicado é você.

Acesse nosso fórum Diolinux Plus, e continue essa discussão, lembrando que uma das regras de nosso fórum, é o não compartilhamento de conteúdos ou apologia a pirataria, afinal em terras tupiniquins tal prática é crime. Seja ponderado e dê sua opinião de forma eloquente, seu ponto de vista é bem vindo. Não incentive as pessoas a praticarem pirataria, não imponha seu ponto de vista e nem queira para si essa responsabilidade, deixe que cada um tire sua própria conclusão.

Ufa! O assunto de hoje foi tenso, não? (😁😋😁) Te espero até o próximo post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Sobre o caso da Universidade leiloada por conta de dívida com a Microsoft

Nenhum comentário

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Recentemente tivemos um caso de pirataria no Brasil que chamou a atenção, uma universidade do Rio de Janeiro teve de ser leiloada para pagar uma dívida de pirataria do Windows à Microsoft.

Universidade leiloada






A Universidade Cândido Mendes teve de ser leiloada por conta da pirataria do sistema operacional da Microsoft praticado na instituição. O processo arrastava-se desde os anos 2000. O prédio – localizado em Ipanema, Zona Sul da cidade do Rio – foi oferecido pela própria Universidade como garantia de pagamento da dívida de R$ 42 milhões com a Microsoft, que processou a instituição há 17 anos pelo uso de cópias pirata do Windows. Porém, após inúmeros acordos, um valor de R$ 4,3 milhões relativo a honorários de advogados ainda ficou em aberto

Confira abaixo o vídeo sobre a minha opinião em relação ao caso, considera este um aviso também para os empreendedores, talvez seja hora de planejar as empresas levando em consideração também a infraestrutura de software e não apenas de hardware.


Conto com você para levar essa informação para outras pessoas que podem estar criando problemas futuros por conta de situações parecidas.

Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Torrent do Ubuntu é removido do Google por denúncia da Paramount Pictures

Nenhum comentário

terça-feira, 13 de setembro de 2016

Um fato curioso e injusto aconteceu recentemente com o Ubuntu. Como sabemos, as grandes empresas de cinema vivem em guerra contra a pirataria e uma das ações que os estúdios costumam fazer é denunciar links piratas para a Google, mas parece que nem sempre o negócio é funciona como deveria.

Ubuntu tem torrent removido pela Paramount



A Paramount, e outras empresas do mesmo setor, costumam enviar mensalmente para a Google imensas listas de "conteúdo protegido" que são, segundo elas, pirateados pelas pessoas e devem ser removidos, como a Google declarou guerra contra a pirataria há muito tempo, muito destes pedidos são atendidos.

O grande problema mora nos "bots" que fazem essas buscas, certamente não há pessoas (de verdade) que buscam links por links na internet atrás de conteúdo pirata da Paramount e aparentemente também não existem pessoas analisando as denúncias feitas à Google manualmente, é compreensível, dada a imensa quantidade de dados, mas não deixa de ser preocupante, pois erros podem acontecer e muitas vezes podem prejudicar conteúdos que não tem relação alguma com a denúncia.

Ubuntu Torrent

Tudo bem que o link não chega a fazer muita falta, afinal, existem vários outros por aí, mas o link de torrent do Ubuntu 12.04.2 LTS de 32 bits foi removido como sendo uma cópia ilegal do filme "Transformers: Age of Extinction", o que obviamente não faz o menor sentido.

Isso levanta um ponto importante, não só para o caso em questão mas para outros. A Google e o Facebook também, são duas das empresas que possuem uma maior quantidade de clientes de seus produtos e isso certamente é algo complicado de se lidar, para ajudar a trabalhar com tantas solicitações diferentes as companhias criaram algoritmos que analisam automaticamente todo o tipo de denúncia e eventualmente acabam tomando decisões baseadas nisso, entretanto, muitos casos exigem uma análise mais pessoal para que uma decisão acertada seja tomada.

Eu nunca sofri grandes prejuízos com este tipo de atitude, mas também não posso dizer que sempre passei ileso. 

Como vocês bem sabem, volta e meia eu trago alguns gameplays para o canal, e não tão raro quanto eu gostaria eu recebo flags em games por conta das músicas contidas nos games, impedindo a monetização do mesmo e fazendo com que todo o trabalho da produção do conteúdo seja "jogado fora". 

O vídeo simplesmente é sinalizado como impróprio por eu "ter usado de má fé" um conteúdo que não me pertence (mas que pertence ao jogo) e a monetização é automaticamente desligada, ao recorrer a isso, o conteúdo eventualmente é analisado por uma pessoa, mas isso chega a demorar meses, ou seja, tempo suficiente para que de qualquer forma os valores que pudessem ser ganhos com o vídeo sejam perdidos.

Eu tenho absoluta certeza de que é muito complicado fazer um atendimento individual assim, especialmente pela colossal quantidade de ocorrências do tipo, mas algo me diz que se existe uma empresa com esta capacidade é a Google e por que não, o Facebook também.

Erros do tipo e falta de pessoalidade, como no caso do torrent do Ubuntu, podem acabar prejudicando o trabalho sério de muitas pessoas.

O que você pensa sobre o assunto?

____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Adobe vai notificar usuários que usam produtos piratas da empresa

Nenhum comentário

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Ainda não é uma caça à pirataria de forma aberta, mas é uma medida para tentar resgatar o cliente que está usando software pirata. A Adobe, uma empresa muito famosa no ramo de produção artística por conta de softwares como Photoshop, After Effects, entre outros, agora vai notificar os usuários que estão usando software pirata.

Adobe irá notificar usuários de software pirata




A proposta da Adobe é simplesmente chamar a atenção do usuário, informando que o software que está rodando não é genuíno, semelhante ao que a Microsoft faz com o Windows, quem sabe limitando algumas funções do mesmo.
“A Adobe faz testes de validação e notifica as pessoas que estão usando softwares não genuínos. Nossos testes verificam a adulteração de softwares e licenças inválidas. Se você recebeu uma notificação, isso significa que o software em seu computador não é um produto genuíno da Adobe. Ele não é coberto por uma garantia, nem por nossos programas de suporte. E por ser possível que ele não tenha o desempenho que queremos, ele pode ser um risco para você e seu trabalho”.
notificação da Adobe
Exemplo de notificação da Adobe

A Adobe já demonstrou interesse em transformar o ser serviço em algo semelhante ao Streaming do Netflix, de fato, já funciona de uma forma parecida para quem usa o Adobe Creative Cloud, porém, a ideia é dar uma passo adiante, como mostra a iniciativa da empresa, juntamente com a Google, para portar o Adobe Photoshop para o Chrome OS.
Leia também: Motivos que fazem do GIMP a melhor alternativa ao Adobe Photoshop
O interessante desta iniciativa é que sistema operacionais baseados no Linux, que atualmente não possuem uma versão nativa do Photoshop, poderão usar o mesmo através do Chrome, aparentemente, usuários dos EUA dentro do programa educacional da Adobe, já estão podendo testar o "Project Photoshop Streaming".
Leia também: Como instalar o Adobe Photoshop no Linux pelo Wine
Com a mudança na forma de distribuição dos programas da Adobe é natural que empresa tente converter a sua base pirata, que não traz lucro para empresa, para uma base assinante do programa.
Leia também: Conheça o projeto PhotoGIMP
Acredito que a Adobe não tome medidas drásticas para inibir a pirataria de maneira ativa muito em breve, afinal, isso seria basicamente "brigar" com um possível futuro cliente.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Casal que ganhava até R$ 70 mil por mês com site Mega Filmes HD é preso

Nenhum comentário

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

O cerco fechou para o casal que administrava o popular site "Mega Filmes HD", a polícia federal prendeu os responsáveis pela manutenção do que seria, nas palavras da polícia, o maior site da América Latina de pirataria de filmes e séries.

Mega Filmes HD

Mega Filmes HD será fechado pela pirataria

Um casal do interior de São Paulo foi preso por administrarem o site "Mega Filmes HD", muito popular entre os brasileiros por oferecer, segundo a polícia, mais de 150 mil títulos entre filmes e séries de maneira ilegal. 

Segundo as informações o casal chega a ganhar mais de 70 mil reais por mês com o site graças a publicidade, o site tinha mais de 60 milhões visitas únicas e era o maior portal deste tipo de conteúdo da América Latina.

Além do casal, mais 5 pessoas foram levadas para a delegacia para depoimentos e em seguida liberadas, foram cumpridos ao todo 14 mandatos judiciais expedidos pela 1º Vara Federal de Sorocaba. As contas bancárias de todos os suspeitos de envolvimento foram bloqueadas pela Justiça e todos serão indiciados por crimes de organização criminosa e violação de direitos autorais com pena máxima de 12 anos de prisão e multa.

A polícia informa que o site deverá sair do ar em breve.

Qual a sua opinião sobre o assunto?
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Windows 10 poderá detectar e apagar jogos e programas piratas do seu computador

Nenhum comentário

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

O Windows 10 vem causando um certo desconforto entre os usuários, pelo menos por enquanto, desta vez o site português Exame Informática alerta para um detalhe que está presente dentro dos termos de licença que é necessário aceitar para usar o novo Windows.

Windows 10

Uma caça a pirataria


Dentre as muitas novidades que o novo Windows trouxe está um detalhe que havia passado um pouco despercebido, a Microsoft pode usar o sistema para remover conteúdo pirata do seu computador. De certa forma isso faz sentido desde que "a gigante de Redmond" anunciou que o Windows se tornará um serviço para prover outros produtos, desta forma o interesse que os softwares e demais mídias sejam pirateadas diminui, afinal, seria justamente desta forma que a Microsoft geraria receita.
Leia também: Veja para onde o Windows 10 envia os seus dados
Além de programas o novo Windows poderia "bloquear hardware não autorizado", impedindo o funcionamento de dispositivos como teclados, mouses e placas de vídeo por exemplo que não faziam parte do computador quando a licença foi adquirida, isso pode variar de acordo com o tipo da licença.
Leia também: UFSC não recomenda a instalação do Windows 10 para seus alunos
 O Windows se popularizou e ainda é muito popular justamente por conta da pirataria, imagine que as pessoas não pudessem piratear softwares no sistema, será que ele seria tão popular? Agora a abordagem de mercado do novo Windows (de se tornar um serviço) dependerá muito dos produtos vendidos nele, uma vez que novas versões não devem sair.
Leia também: Canonical sugere que esta é a melhorar hora para migrar para o Ubuntu
Até a próxima!

Fonte
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Iron Maiden escolhe locais de shows pela pirataria de suas músicas

Nenhum comentário

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Todo o tipo de indústria é afetada pela revolução cultural que a internet e os meios de comunicação trouxeram, a indústria musical é sem dúvidas é belo exemplo, muitos estúdios vivem um guerra com a pirataria desde a época do nascimento Napster, por outro lado algumas pessoas encontraram um meio de tirar vantagens disso, um exemplo é a banda britânica Iron Maiden.

Iron Maiden usa pirataria para escolher os locais de shows

Pirataria como aliada


Para os músicos tornar a pirataria uma aliada tem isso algo desafiador e antes de tudo necessário, as pessoas já não estão acostumadas a pagar por álbuns, prévias, DVDs ou materiais do tipo, este tipo de venda só acontece com quem realmente é fã de algum artista e gosta de ter as coisas da banda, quem simplesmente gosta de ouvir faz isso pelo Spotify ou outro similar, pelo YouTube ou através de downloads ilegais por torrent ou qualquer outro meio.

O Iron Maiden é uma das bandas de maior representatividade na história da música, sobretudo no gênero Metal, com um público fiel e na iminência da turnê de lançamento de seu novo álbum "The Book of Souls" a banda contratou uma empresa chamada MusicMetric para avaliar os países e cidades onde houve maior número de downloads de suas músicas e assim escolher onde existem mais fãs para definir as cidades onde a banda fará a sua turnê.

O relatório mostrou que o tráfego maior foi na América do Sul, incluindo Brasil, Venezuela, México, Colômbia e Chile, que ficaram entre os 10 países com mais downloads ilegais da banda. E a estratégia tem dado certo. O último show em São Paulo arrecadou US$ 2,58 milhões (cerca de R$ 6 milhões). A seção da pirataria, que mostra a quantidade de torrents baixados, é liderada pelo Brasil. São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba estão entre as cinco cidades que mais fazem downloads ilegais.

Adaptando-se


Parece-me que os artísticas que já tomaram consciência de que lugar contra a internet é uma batalha perdida estão aprendendo a como usá-la a favor, por conta disso não é mais tão incomum encontrar bandas que lideram seus discos completos através de um canal no YouTube, muitas vezes tirando um certo valor com o AdSense mas principalmente tornando a música popular para posteriormente vender shows, afinal, música ao vivo não tem como piratear. Me parece ser uma estratégia inteligente.

E essa pirataria hein?


Se tem um assunto que nunca é sumariamente conclusivo este assunto é a pirataria, tirando os que são radicalmente contra ou radicalmente a favor existe um degradê imenso de "se nãos" no meio do caminho, pessoas que acham isso certo se for feito de uma certa forma, é um assunto polêmico e hoje em dia pouco discutido até, acredito que já tenho sido mais, hoje em dia muitos já se conformaram com o fato, os artísticas e bandas são um exemplo disso.


O que você achou da atitude do Iron Maiden?

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Microsoft começou a processar pessoas que tem Windows pirata

Nenhum comentário

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Mas que semanazinha hein jovens? A caça a pirataria está solta na internet, ontem foi o The Pirate Bay e agora ficou sabendo dessa, quem tem Windows pirata ai?

Windows é de Graça? Não né filho!

A Microsoft vai atrás de você e do seu Windows pirata?


Ow! Isso ia ser muito louco mesmo mas acho que não chega a tanto, até porque eles tem mais a perder sem as cópias piratas do Windows do que qualquer outra coisa, mas para botar um pouco de medo nos sabotadores e crackers (tipo bolacha/biscoito) de plantão a Microsoft resolveu abrir um processo na vara cível de Washington, capital dos EUA, para indiciar algumas pessoas que estaria "abusando da vista grossa da Microsoft" e instalando muitas cópias piratas do Windows (7 no caso) assim como várias cópias piratas do Office 2010.

E como eles descobriram essa galera? Você pode se perguntar...

Essa é a parte que eu fiquei -->  o.O

Parece que a Microsoft tem uma equipe de investigação cyber forense (eu nem sabia que este termo existia!) para investigar possíveis pirateamentos de seus softwares.

E porque a Microsoft não distribui o Windows de graça de uma vez?


Olha, vou falar sob o âmbito da minha visão particular mas eu acho o pessoal da Microsoft que muita falta de criatividade para criar coisas novas, inovar! Estude a história da empresa e de seus produtos e você vai ver que eu não estou falando bobagens.

O modelo de ganhar dinheiro da Microsoft hoje ainda continua sendo muito parecido com o que era a vinte anos atrás, que é vender software.

É quase uma sinuca de bico, eles precisam que você use para que quando você entrar em uma empresa você necessite do Windows e nas empresas (especialmente as grandes) você precisa obrigatoriamente usar o Windows original assim como o Office pois nestes locais a fiscalização que a Microsoft faz é muito mais rigorosa, afinal dali tem como tirar dinheiro, se eles começarem a dar os produtos de graça vai ficar complicado rentabilizar todo o custo do desenvolvimento dos mesmos e se apertar muito o cerco com a pirataria ninguém mais usa, aí complica né companheiro?

E falando em pirataria e esse assunto da muito pano pra manga, confira este vídeo aqui onde eu falei do The Pirate Bay, nele tem um dilema bem complicado de resolver, será que você consegue dar uma solução racional e eficaz para ele?


Fonte da notícia e mais informações: TorrentFreak

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Polêmicas: A pirataria de games abordada de um ângulo diferente

2 comentários

sábado, 15 de junho de 2013

É crime baixar ROMs de games para usar em emuladores ou consoles?

Está amigo leitor é a pergunta inicial, porém, ela só será respondida mais adiante durante o artigo, antes de mais nada gostaria de dizer qual foi o motivo que me fez pesquisar e estudar  mais um pouco sobre este assunto.

Emuladores de Video Game


Recentemente eu escrevi um artigo aqui no Diolinux:

E no final coloquei um link para download do game no TPB em formato torrent, e recebi algumas críticas quanto a isso por "estar provendo a pirataria", confesso que foi talvez equivocado da minha parte colocar o link a disposição, obviamente não é um game original, mas o fato é que PODE não se configurar pirataria, mas isso eu vou explicar.

Tópicos que serão abordados

  • Compartilhamento de Torrents
  • ROMs antigas e nostalgia
  • Games novos
  • Pirataria de games é superestimada
  • A indústria de games é prejudicada?
  • É crime emular video games?
  • Analisando a realidade financeira dos gamers
Fiz uma pesquisa realmente grande para poder afirmar o que afirmarei a seguir e espero que este artigo seja claro e esclarecedor.

Compartilhamento de Torrents

Este será o primeiro assunto a ser explicado, é interessante você saber algumas coisas sobre o protocolo BiTorrent.
Depois de você ter lido o artigo acima provavelmente já ficou um pouco mais claro como ele funciona e você deve ter percebido que não é nada de ilegal em torrents, muitas empresas usam este método para difundir os seus programas, um exemplo muito simples é a Canonical  que distribui o Ubuntu via torrent, este que eu estou usando agora para escrever este artigo foi baixado assim.
Então se usar Torrents não é ilegal eu posso baixar qualquer coisa por ele?
Também não é bem assim, usar o protocolo bittorrent não é um problema, o problema é o que você compartilha por ele, já houveram tentativas de algumas organizações de bloquear o uso do torrent sem sucesso.
Resumindo: Não é crime usar torrents, crime é você compartilhar algo pirata por ele.

ROM antigas e nostalgia

snes-emulador-android


ROM é um arquivo de "somente leitura" que contém informações que não podem ( ou não devem ) ser alteradas.
Antigamente os games eram liberados em cartuchos ou fitas, e existem com certeza muitos games clássicos que surgiram nessa época, como Super Mario, Sonic e o Mortal Kombat e esses games não já não estão mais disponíveis no mercado e nem mesmo os seus consoles, ficando exclusivos para pessoas que realmente gostam de jogos antigos e colecionam esses itens como se fossem relíquias.
Ouvi muitos dizerem que baixar ROMs de games antigos não é "errado" porque esses games já não estão disponíveis, mas pirataria é pirataria, então será que não posso juntar alguns anéis jogando Sonic sem cometer um crime?
Pois é, teoricamente não, mas existe brechas na lei, explicarei mais adiante, que diante a determinadas condições o uso de ROMs não é considerado ilegal.

ROMs de Games novos

Console Nintendo Wii


Muitas pessoas baixam games antigos com "a desculpa" de que eles já estão fora de mercado, seria impossível encontrá-los, nem mesmo os consoles são mais produzidos e os desenvolvedores já não mais obtém lucros com eles e etc.
Mas e em relação aos games novos?
Sim a lógica é a mesma, baixar algo pirata é ilegal, game estão incluídos nessa informação obviamente, porém há quem diga que baixar um game para uso próprio não é tão ruim assim.
A lei nº 9.426, de 1996, artigo 180, diz :

Art. 180 - Adquirir, receber, transportar, conduzir ou ocultar, em proveito próprio ou alheio, coisa que sabe ser produto de crime, ou influir para que terceiro, de boa-fé, a adquira, receba ou oculte: (Redação dada pela Lei nº 9.426, de 1996)
Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa. (Redação dada pela Lei nº 9.426, de 1996)
E é bom tomar cuidado por apologia também é crime: Art 286 do Código Penal.
Tantos games antigos, como novos não há diferença, baixar ou adquirir produtos pirateados é ILEGAL!

A pirataria de games é superestimada

Até o momento do artigo eu devo ter passado a impressão de que você é um criminoso, e eu também, porque postei um link do The Pirate Bay certo? 
Agora é que a história começa a mudar, criou-se uma impressão de que a pirataria é algo muito maior do que realmente é, empresas alegam estarem sendo extremamente prejudicadas pela pirataria etc.
Nesta matéria da revista Info é abordado este tema, alegando que na verdade as empresas de games tem exagerado um pouco quanto ao tema, para impressionar mesmo, e na verdade as coisas não seriam bem assim.
Alega-se ainda que muitas vezes a pirataria de software, é necessária para o difundimento de uma marca, e se você pensar bem faz total sentido.
Você realmente acha que o Windows seria tão famoso se não existissem cópias piratas?
Pode acreditar, não é todo mundo que pode desembolsar quantidades absurdas de dinheiro por uma licença de Windows ou um pacote Adobe com o Photoshop e outras coisas mais.
Graças a pirataria que estes softwares são o que são e os games seguem a mesma linha.

A industria de games é prejudicada?

Industria de games


Ao mesmo tempo que a pirataria difunde uma franquia como Resident Evil ela evita que a empresa fature tudo o que poderia faturar se todas as cópias piratas fossem vendidas.
É uma faca de dois gumes, os gamers muitas vezes reclamam do preço exorbitantes dos jogos e por isso baixam versões piratas, as empresas por sua vez precisam aumentar o preço dos games tendo em vista que já vão sofrer um prejuízo devido a pirataria.

Criatividade contra a pirataria

Existem boas maneiras de se combater a pirataria, e criatividade é indispensável, existem alguns exemplos de empresas e estúdios que inseriram pequenas modificações no game quando o game é pirateado ( ou seja copiado), estes são quatro exemplos:

Batman: Arkham Asylum (Rocksteady Studios)


Capa de Batman: Arkham Asylum para XBox


Os desenvolvedores do jogo incluíram um código que detectasse quando o jogo era copiado, e fazia com que a capa do Batman não funcionasse. O restante não foi modificado, mas só esse detalhe faz o jogo ser impossível de terminar, já que há fases em que utilizar a capa para voar é imprescindível para avançar.

Grand Theft Auto 4 (Rockstar North)
Na versão pirata desse jogo, não há nenhum alteração na trama ou nenhum tipo de objeto que não funciona. Mas é muito difícil aguentar olhar a tela por muito tempo: depois de alguns minutos jogando, a câmera começa a balançar, deixando o gamer completamente tonto.

Zak McKracken and the Alien Mindbenders (LucasArts)
Lançado originalmente em 1988 para PC, o game não se limita a se tornar mais difícil ou impossível quando identifica um pirata. Como muitos jogos, ele vem com um código serial key, que é pedido cada vez que o jogador precisa voar para outra parte do mapa. Depois de introduzir o código errado 5 vezes, o personagem Zak MacKraken é preso -- em uma "prisão para piratas" -- e o computador trava, não deixando nenhum opção a não ser desligar o computador ou ouvir durante dois minutos um discurso contra infrações de copyright.

Alan Wake (Remedy)
Em seu jogo de terror Alan Wake, a Remedy encontrou uma das formas mais curiosas de lembrar aos "piratas" de que aquela versão não é original. Durante toda a trama, o protagonista que dá nome ao game utiliza um tapa-olho com o desenho de uma caveira, como qualquer bom discípulo do Capitão-Gancho. O jogador ainda é lembrado durante todas as telas de "loading" para comprar o software original.

É crime emular video game?

Não, não é!

Mas espera aí, depois de todo esse discuso sobre pirataria, citando artigos da legislação, cadeia inclusive, como assim não é crime?

É bom explicar que um emulador é um programa de computador como qualquer outro, porém ele tem essa habilidade especial de simular a BIOS de um video game, como PS2, Nintendo Wii ou outro qualquer.

Questões que devem ser levadas em conta

A BIOS do emulador não pode ser baixada da internet, isso é pirataria de software e de propriedade intelectual, a maioria dos emuladores usa um algoritmo que simula a BIOS e por isso não são ilegais, porém em emuladores como o Dolphin é possível usar a BIOS real de um Nintendo Wii, basta que você tenha o console e drope a BIOS para o seu computador, isso é legal e está previsto na lei.
OK, quanto a BIOS beleza, mas sem jogos não adianta de nada!
Bom você pode emular games também, basta que você tenha uma cópia original do jogo. 
A única maneira legal de se emular um game é tendo a mídia original alegando que você está usando a ROM como forma de Backup para não danificar a mesma.
Desse modo emular games é totalmente permitido e legal! Lei de Programa de Computador nº 9.609/98

Analisando a realidade financeira dos gamers

Deixe este por último pois é um dos motivos empregados por quem baixa games ilegalmente, o preço.
Claro que existem outras realidades como o Steam que volte e meia tem algumas promoções, e na verdade os games, qualquer um não são caros, o problema é que eles são caros no Brasil.
É muito fácil algum norte americano dizer para você comprar um game original, quer saber porque?

Salário Mínimo no Brasil: R$678,00

Nos EUA o salário é contato por ano, e o valor é calculado por hora:  US$7,25

Vamos calcular um pouco:

Nos Estados Unidos geralmente usa-se o conceito de salário anual e neste caso o valor seria em torno 15.080 dólares. Se convertermos este valor para salário mensal seria o equivalente a USD 1.256,66, em reais seria mais ou menos 2685.11. (câmbio do dólar do dia 14/06/2013 – R$ 2.14). Bastante dinheiro, não?
 Aí é fácil dizer para comprar originais.
Claro que o problema do Brasil são as incríveis taxas de juros que se aplicam sobre qualquer produto importante e muitas vezes pelos que são produzidos aqui mesmo, o povo se sente quase que no direito de comprar coisas piratas.

E tudo isso porque?

Escrevi este artigo porque fiquei pensando se eu deveria postar ou não postar mais sobre games emulados e cheguei à conclusão de que vou continuar postando sim!
Porém, tomarei alguns cuidados de hoje em diante, deixarei claro que você só poderá baixar a ROM se você possuir o game original, afinal isto está na lei.
E isso abre uma perspectiva, se houver alguma loja especializada na venda de games antigos, e mesmo novos interessada em divulgar os seus jogos aqui, em vez de colocar um link para download eu poderia colocar o link da compra sem problemas.
Outra coisa que depois de muita pesquisa concluí é que citar sites de ROMs também não é ilegal, disponibilizar informações de links do dito não é pirataria, pirataria é você baixá-los sem possuir o game original. Estamos entendidos? E se você possui o game ou não é de sua responsabilidade.

Resumindo e definindo

Emular games é crime?: Não
Baixar games da internet é crime?: Não se você possuir o game
Isso vale pra games antigos?: Sim a leia é a mesma
Torrent é crime?: Não

E eu vou parando por aqui, porque esse assunto é chato pra caramba e a maioria das pessoas aqui não Brasil não baixa games para obter lucro, baixa para não ter que "vendar a casa" para ter um pouco de diversão.

Leitor, agora é a sua vez, qual a sua opinião a respeito desse assunto, e o mais importante você acha que é de bom tom o blog continuar postando games emulados? Deixe a sua opinião nos comentários.

Fontes: Código Penal

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Medidas anti pirataria da Google não devem afetar o YouTube

Nenhum comentário

segunda-feira, 13 de agosto de 2012


Especializado em mudanças técnicas dos principais buscadores, o Search Engine Land escreveu um análise detalhada do método a ser usado pelo YouTube para escapar do novo algoritmo antipirataria desenvolvido pelo próprio Google. 

youtubeBaseada em um sistema de pontuação, a companhia promete esconder dos resultados de pesquisa os sites que são recorrentemente acusados de hospedar ilegalmente conteúdo protegido por direitos autorais.

Mas é claro que isso não vale para o portal de vídeos da casa, no qual usuários burlam dia sim e o outro também o copyright de milhões de músicas e filmes. Isso porque, ao contrário dos primos pobres Megaupload e Demonoid, o YouTube se cercou de todo tipo de prevenção legal para evitar ainda mais problemas com a justiça.  



Além disso, o site está protegido por uma regra criada pelo próprio Google, que não aceita requisições antipirataria feitas nos seus outros produtos – YouTube ou Blogger, por exemplo – no novo sistema de pontuação.

Quem quiser reclamar de conteúdo ilegal hospedado no site de vídeos será redirecionado para um processo completamente diferente daquele usado para delatar sites infratores sob as novas regras do buscador.

Aquele que tenta enquadrar o YouTube no formulário é redirecionado para a página de copyright do próprio serviço de vídeos, que possibilita a criação de múltiplas reclamações e até permite que o detentor dos direitos autorais insira anúncios nos vídeos ilegalmente postados pelos usuários.

Mas nada disso conta para o algoritmo antipirataria do Google, que continuará dando destaque aos vídeos – legais ou não – postados no YouTube.

Justo, não?


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Google contra a pirataria

Um comentário
Google ajudando a combater a piratariaEm mais uma medida para dificultar a pesquisa de conteúdo protegido por direitos autorais, o Google anunciou que promoverá mudanças no seu algoritmo de busca, criando um sistema que prejudica o site infrator ao diminuir sua posição nos resultados da pesquisa.

Cada vez que for identificada uma retirada de conteúdo por causa de direitos autorais, o site que o postou perderá alguns pontos.



A empresa norte-americana diz ter decidido pela nova regra para valorizar as fontes legais de obras culturais, que agora terão destaque no rankeamento, enquanto diminui os acessos aos sites ilegais.

Já há algum tempo, ficou mais difícil usar o Google para achar conteúdo pirata, com o mecanismo de busca tendo sido obrigado pela justiça de alguns países a bloquear termos populares como 'torrent', 'Rapidshare' ou 'Megaupload'.   

Google afirma ter cortado 4,3 milhões de endereços nos últimos 30 dias, apenas por motivos relacionados aos direitos autorais.


Fonte

Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Windows 8: Impossível piratear, será?

3 comentários

terça-feira, 7 de agosto de 2012


á faz bastante tempo que a base de usuários do Windows tem uma grande parcela de usuários piratas, que preferem encontrar métodos alternativos a pagar pelo sistema para usá-lo. Por isso desde o Windows XP a empresa requer a instalação de um programa autenticador para ativar o sistema. No Windows 8 a Microsoft está planejando fechar o cerco ainda mais, focando em algo que pode ser comparado a cortar o mal pela raiz.

ativacao-windows8
Segundo slides confidenciais obtidos pelo site Myce, as OEMs terão que comprar chaves de licença individuais para cada computador montado (criando hashes de acordo com seu hardware) e incluir cada uma delas na BIOS do equipamento. Antes disso as OEMs poderiam montar os computadores incluindo o mesmo serial em todos eles e que tinha o poder mágico de passar a ativação. Só que algumas fabricantes deixaram esse serial escapar, o que causou uma enorme onda de pirataria.
ativacao-windows8

A criação de hashes únicas para cada computador – algo que a Microsoft está chamando de OA 3.0 – pode ser uma vantagem para a empresa evitar a pirataria, mas os usuários pensando em adicionar mais memória RAM ou mudar a placa de vídeo podem encontrar problemas. Principalmente se for necessário ativar o Windows 8 toda vez que um componente for alterado. Mas não sabemos ainda com certeza como isso deve acontecer, já que a Microsoft não comenta rumores e vazamentos.
A apresentação, se for legítima, também mostram que as ativações do Windows 7 e sistemas anteriores não deverão ser alteradas, o que é um alívio para quem planeja ficar com o Windows 7 mesmo após o lançamento do 8.
Na minha opinião, cada vez que a Microsoft tenta ( não com muuuuita força claro) impedir o uso de sistemas piratas está dando um tiro no próprio pé, afinal mais de 80% (más línguas falam 90%) dos Windows espalhados pelo mundo usam tapa olho. Mais uma chance do Linux ganhar território.
E você leitor? Vai usar o Windows 8?

Windows 8 está virando um Mac só que com mais Vírus rsrs



Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Pirataria de Galaxy e iPhone: Conheça as versões Xing Ling

Um comentário

sábado, 4 de agosto de 2012

Na rua 25 de Março, em São Paulo, se reúnem alguns dos maiores responsáveis pelo comércio tecnológico chinês do Brasil. A matéria se refere ao Shopping 25 de Março e a Galeria Pagé, e nos dois lugares encontrou aparelhos que, ao menos por fora, são praticamente idênticos aos comercializados por Apple e Samsung. Os famosos "xing-ling".

Samsung

Estão à venda por lá os modelos Galaxy Mini, S, S II, o Beam, o Ace e até um que reúne partes de cada um deles. Em alguns estandes, os logistas misturam aparelhos originais e cópias, o que confunde os compradores - e aqueles que não estão habituados com o mercado de smartphones dificilmente saberão quais são os "alternativos", mesmo depois de adquirirem um. Até porque o sistema operacional, na maior parte dos casos, é o Android, que também é usado pela Samsung.

galaxy_xing_ling

O "Galaxy S II" - que é chamado assim mas tem carcaça e embalagem de S III - é vendido no Shopping 25 por R$ 200; porém, é possível encontrá-lo por R$ 100, na Pagé. O mesmo modelo - original - sai por cerca de R$ 1,7 mil (ou cerca de R$ 2 mil, se for o S III). Só que a versão paralela tem entrada para dois chips e captação de sinal televisivo analógico, funções que a Samsung não colocou no seu aparelho.

No comércio informal, este é o smartphone mais caro da linha que homenageia a fabricante coreana, os outros você consegue comprar até por R$ 50, mas em média os logistas vendem por R$ 90. As especificações básicas são câmera traseira de 2 MP, player de mp3 e mp4, TV, Wi-Fi, entrada para dois chips e jogos. "Alguns vêm com 3G", contou uma das logistas, "mas só alguns."

Apple

Apple não fica atrás, já que teve os principais modelos de seu smartphone clonados. O problema é que o iPhone 4S, cujo preço pode chegar a R$ 2.599 (com 64 GB de memória), foi equiparado à versão anterior ao seu antecessor, o 3GS, que a empresa da maçã vende por R$ 999. Isso porque, embora os chineses tenham criado aparelhos com a parte externa que imita os dois modelos, ambos saem pelos mesmos R$ 100.


iphone_xing_ling

Outra logista, ao mostrar o aparelho, deixou claro: ele conta com tudo o que os Samsung têm e, entre os iPhones, "só muda a carcaça", por isso os preços são iguais. Só há alteração quando a compra é feita em atacado; neste caso, um iPhone 4S sai por R$ 80. "Preço bom", garantiu o vendedor. O sistema operacional é um Android básico, modificado para se parecer com o iOS, e que não dá acesso à loja de aplicativos da Apple.

Existem mais de 10 tipos de smatphones com tela sensível ao toque nesse mercado paralelo. É preciso ressaltar, porém, que a maioria deles não possui homologação da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e, por isso, sequer poderia ser comercializada no Brasil. Além disso, eles não contam com nota fiscal e, muito menos, garantia.

Conforme apurado junto aos trabalhadores da região vista pela reportagem, essa falta de regularidade motiva operações praticamente diárias da Polícia Federal, algo que chegou a acontecer durante a visita ao Shopping 25. Por mais que assute os clientes, a presença dos agentes, que promovem o chamado "rapa", não surpreente os vendedores. "Ah, são os federais, dá uma volta que já, já passa", disse uma logista. Já outra, revoltada, explicou que, vez ou outra, a PF apreende mercadoria, como que para servir de exemplo.

Tablets

Como boa parte dos processos movidos entre Apple e Samsung se refere aos tablets, também conferirmos o que faz mais sucesso nesse segmento. Três marcas aparecem em destaque: Foston, Genesis e Sky, mas as duas primeiras disputam bem mais as atenções, segundo os logistas. "São os que mais se vende", explicou uma.

O gadget da Foston vem com Android 2.2, tem tela de 7" e conta com 4 GB de memória (expansível até 32 GB), Wi-Fi, leitor de livros digitais, jogos e câmera frontal. O mais básico, sem entrada para chip, custa R$ 190, o que tem conexão 3G sai por R$ 460. A caixa do produto promete até exibição de conteúdo tridimensional.

O Genesis Tab é equipado com a versão mais nova do Android, a 4.0 (Ice Cream Sandwich), também tem 4 GB de memória expansíveis para 32 GB e conexão 3G. O modelo de 7" (só 5" sensíveis ao toque) custa R$ 290 e há uma versão de 10", vendido a R$ 500. Ao contrário do concorrente, o Genesis vem com duas câmeras: "De frente e de ré", como especifica a vendedora.



tablet_xingling

Apple está no mercado com seu famoso iPad, e o modelo mais novo, o "Novo iPad", custa entre R$ 1,5 mil (Wi-Fi e 16 GB) e R$ 2,2 mil (Wi-Fi, chip e 64 GB). A capa magnética que pode ser acoplada ao produto desde sua segunda edição também é encontrada no mercado paralelo, por R$ 35 - a original, chamada de Smart Cover, custa R$ 199. Já a Samsung está na briga com seu Galaxy Tab, com valores que vão dos R$ 713 (Android 3.2 e 16 GB) aos R$ 1 mil (Android 4.0, 16 GB e com chip).

Tendo em vista a quantidade de alternativas, você considera válida a briga entre as duas companhias? (rsrsrs)



Fonte: Olhar Digital

Não brinque com o Anonymous, eles podem pegar você!

2 comentários

quarta-feira, 1 de agosto de 2012


Anonymous
Os hackers do Anonymous se enfureceram ao saber que um revendedor francês de camisetas, ligado a um grupo chamado Early Flicker, havia entrado com um pedido para registro de um logotipo do grupo – o homem de terno e sem cabeça – no Instituto da Propriedade Industrial (INPI), clamando também a autoria do bordão "somos uma legião, nós não perdoamos, nós não esquecemos, nos esperem".
 
A companhia pretendia usar o merchandising com a marca Anonymous em camisetas, bolsas e até em produtos de cozinha.

A tentativa foi o suficiente para o grupo anunciar mais uma de suas operações, desta vez chamada de #OpAnonTrademark e com claro intuito de vingança, esperando tirar do ar as três modestas páginas ao grupo.

Veja o vídeo: 


Em tradicional voz mecânica e tom de ira, um porta-voz ligado aos hacktivistas anuncia: "O logo do Anonymous e o seu slogan foram arquivados para registro no INPI. A arrogância e a ignorância dessas pessoas não ficará sem punição. O Anonymous vai tirar do ar todas as páginas que a marca tem na internet e não deixará que elas voltem até que o registro tenha sido revogado e que uma desculpa pública tenha sido feita".

E aí, quem você acha que ganha a briga?



Censura na Internet entra em Vigor na Rússia

Nenhum comentário

terça-feira, 31 de julho de 2012

Uma polêmica lei que propõe a criação de uma 'lista negra' com os sites proibidos para os cidadãos russos entrou em vigor nesta segunda-feira (30/7). 

Vladmir Putin
A nova legislação foi promulgada pelo presidente Vladimir Putin e publicada no Diário Oficial de hoje, exigindo que sites com informações consideradas danosas – pedofilia, drogas e suicídio – sejam fechados pelos seus proprietários ou pelos próprios provedores. O projeto diz que se o site não for tirado do ar pelo seu dono depois de 24 horas do recebimento do aviso, o governo fica autorizado a barrar o seu acesso para os 145 milhões de habitantes do país.
A Duma - câmara baixa do Parlamento russo - já havia aprovado a mudança de 'Lei da Informação' no último dia 11/07, autorizando a filtragem de sites da internet pelo governo. Críticos do projeto afirmam que os políticos russos usaram os sites "extremistas" como pretexto para a criação de um modelo oficial de censura, que poderia inclusive abranger páginas de manifestantes políticos. Recentemente, a Wikipédia do país decidiu sair do ar por um dia em protesto contra a nova lei.




Saiba mais sobre Razor 1911

Nenhum comentário

sábado, 28 de julho de 2012

Razor_1911

Razor 1911 é um grupo de warez e demoscene. De acordo com o a divisão de crimes de computação do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, é o mais antigo grupo no ramo de pirataria de jogos na internet. O grupo é muito conhecido por desenvolver cracks para jogos famosos antes de serem lançados.

O grupo foi fundado originalmente como Razor 2992 pelo Doctor No, Insane TTM e Sector9 na Noruega, em Outubro de 1985, como um grupo de crackeadores de software do Commodore 64. Pouco tempo depois, eles trocam de 2992 para 1911 como uma forma de diferenciação dos outros crackers, que tendem a usar o número 666, já que o sufixo 1911, traduz-se em 777 em Hexadecimal.

razor_1911

Algumas Atividades Recentes

Em 20 de novembro de 2009, Razor foi novamente o primeiro a lançar Left 4 Dead 2, assim como havia feito no ano anterior, com o Left 4 Dead.

Em 21 de janeiro de 2010, Razor lançou Mass Effect 2 5 dias antes do lançamento oficial.

Em 8 de fevereiro de 2010, Razor lançou Bioshock 2 um dia antes do lançamento oficial do jogo.

Em 27 de abril de 2010, Razor lançou The Settlers 7 reivindicando ser o primeiro a crackear a nova Gestão de direitos digitais pela Ubisoft requerindo uma conexão permanente com a Internet.

Em 10 de junho de 2011, Razor lançou Duke Nukem Forever.

Em 10 de novembro de 2011, Razor lançou The Elder Scrolls V: Skyrim um dia antes do lançamento oficial.

Leia tudo sobre Razor 1911, clicando aqui. (fonte)
Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo