Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador produtividade. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador produtividade. Mostrar todas as postagens

Unite - Extensão “Pixel Saver” compatível com Ubuntu 19.04

Nenhum comentário

sexta-feira, 6 de setembro de 2019

Pixel Saver é uma das extensões que sempre utilizei no GNOME Shell, para quem não conhece, ela é responsável por adicionar os botões das janelas (minimizar, maximizar/restaurar e fechar) na barra superior da interface. Convenhamos, ter duas barras e ocupando espaço em um monitor com baixa resolução é péssimo.

extension-extensão-gnome-shell-economizar-espaço-tela-monitor-ubuntu-fedora-unite-pixel-saver

Nas últimas versões do GNOME a extensão perdeu suporte e deixou de funcionar. No entanto, a dica de hoje é sobre um substituto de peso, que chega ser superior ao Pixel Saver. Estou falando a extensão “Unite”.

Caso esteja achando familiar essa palavra, saiba que justamente este é o intuito da extensão, tornar o comportamento das janelas ao maximizar semelhante à interface gráfica Unity 7. Veja abaixo o GIMP aberto, na esquerda sem a extensão habilitada e na direita com a extensão Unite.

extension-extensão-gnome-shell-economizar-espaço-tela-monitor-ubuntu-fedora-unite-pixel-saver

Algumas aplicações não funcionam perfeitamente em resoluções menores que Full HD, no caso do GIMP, preste atenção na barra de ferramentas. Sem a extensão ela é bem maior, pois se deixar na mesma espessura de quando o Unite está habilitado o programa perde a opção de maximizar.

extension-extensão-gnome-shell-economizar-espaço-tela-monitor-ubuntu-fedora-unite-pixel-saver

O ganho de espaço é nítida na minha resolução de 1366x766, ficar sem um complemento desses é inconcebível (em meu cotidiano). Obviamente, que as aplicações GNOME ou a maioria em GTK, são pensadas para possuir os botões das janelas na mesma barra, assim ao maximizar, não existe uma perda de espaço. Todavia apps que não foram concebidos com esse planejamento, ocuparão mais espaço em tela (ocasionando em duas barras, e quem não tem um monitor Full HD sofre).

Além de sua funcionalidade principal o Unite agrega outros recursos, dispensando outras extensões. Alterar o posicionamento das notificações do sistema e do relógio na barra superior. O comportamento dos botões das janelas na barra superior, como diversos temas para combinar com o que está utilizando nas suas aplicações (destaque ao Yaru, Arc, tema do Pop entre outros). A extensão é muito eficiente e se no passado sofria de eventuais bugs, atualmente não notei nenhum.

extension-extensão-gnome-shell-economizar-espaço-tela-monitor-ubuntu-fedora-unite-pixel-saver

A instalação é da extensão Unite é simples, e ela é totalmente compatível com o Ubuntu 18.04 e 19.04 (que são as versões do Ubuntu disponíveis na data deste post). Segue postagens para auxiliar os novatos, na instalação de extensões no GNOME.




Você pode instalar tanto pelo site ou loja do Ubuntu, conforme o primeiro link demonstra. O gerenciamento pode ser feito pela aplicação GNOME Tweaks (Ajustes), abordado no segundo link, e também pela loja do Ubuntu. No site GNOME Extensions, você pode averiguar a compatibilidade com a versão do GNOME Shell.

Mesmo sendo totalmente estável em meu uso diário, tenho que esclarecer que toda e qualquer extensão adicionada no sistema pelo usuário é de sua responsabilidade. Seja consciente e evite adicionar um “rio de extensões” em seu sistema (😉️😉️😉️).

Faça parte de nosso fórum Diolinux Plus, compartilhe este conteúdo, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Organize seus arquivos no Linux

Nenhum comentário

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Há pouco tempo demonstrei uma forma bem prática para organizar os arquivos de seu computador via terminal. No entanto, é notório que nem todos os usuários gostam de utilizar a famigerada telinha preta. Seja por medo, inexperiência, preguiça ou até mesmo gosto (às vezes me encaixo junto aos preguiçosos, isso tanto para interface quanto terminal. Geralmente tenho preguiça e faço logo com um comando ao invés de ficar clicando... 😂😂😂).

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui

Caso queira utilizar uma solução via terminal, indico o Classifier, acesse o post e saiba mais. Já se quer a praticidade “dos botões” essa dica é para você.

Organizer ou Organize My Files?


“Linux não tem programas!”. Toda vez que ouço ou vejo essa afirmação fico pensando o quão desinformada está a pessoa que escreveu, ou disse isso. Linux possui sim diversos softwares, e ao contrário do que outros dizem, são programas de extrema qualidade. Opção é algo que gosto, então, irei apresentar dois aplicativos para organizar a sua bagunça. Após abordar algumas de suas características a decisão de qual instalar em sua distro, será sua.

Organizer


O Organizer é uma aplicação simples e direta ao ponto, sua interface é intuitiva e não requer configurações adicionais, bastando escolher a pasta onde quer organizar os arquivos e o destino, conforme cada tipo contido no diretório de origem. Desenvolvido em GTK e Python, Software Livre e parte do GNOME, seu código fonte pode ser adquirido diretamente de seu repositório no GitLab.

Selecione o diretório que quer organizar.

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui-organizer

Em seguida o Organizer irá separar conforme os tipos, e você poderá clicar em cada um e mover para pasta de destino. Uma observação: Você pode utilizar os caminhos sugeridos pelo software (ele cria subpastas) ou se preferir, criar previamente as subpastas e escolher diretamente na interface do Organizer antes de mover.

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui

Veja abaixo a lista de formatos de arquivos suportados atualmente pelo Organizer:


  • Imagens (JPG, PNG, etc.);
  • Documentos (PDF, ODT, DOC, DOCX, etc.);
  • Planilhas (ODS, XLS, XLSX, etc.);
  • Apresentações (ODP, PPT, PPTX, etc.);
  • Vídeos (MKV, MP4, WEBM, etc.);
  • Música (FLAC, MP3, OGG, etc)
  • Arquivos (TAR.GZ, ZIP, RAR, 7Z, etc.);
  • Outros (Binários, APPIMAGE, DEB, RPM, e assim por diante).

Para instalar o Organizer, configure o Flatpak em seu sistema (adicione o repositório do Flathub) ou se estiver utilizando o Ubuntu, essa postagem ensina a configurar e habilitar o suporte via interface gráfica (para instalar diretamente da loja de aplicativos). No Linux Mint, nenhuma configuração é necessária. Após configurar, pesquise na loja do Ubuntu ou Linux Mint por: “Organizer flatpak” e instale o aplicativo.

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui

O procedimento pode ser feito via terminal, caso não tenha o repositório do Flathub em seu sistema, habilite o mesmo:

flatpak remote-add --if-not-exists flathubhttps://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Instale o Organizer Flatpak via terminal:

flatpak install flathub org.librehunt.Organizer

Remova o Organizer Flatpak via terminal:

flatpak remove org.librehunt. Organizer/x86_64/stable

Organize My Files


A segunda opção que irei apresentar é o Organize My Files, uma aplicação proprietária e multiplataforma. Para quem procura um software que possa ser utilizado tanto no Windows, Linux e macOS, talvez este seja o programa ideal. No entanto, a versão gratuita é bem limitada, dando apenas um gostinho do funcionamento do Organize My Files. Sendo possível apenas organizar os arquivos contidos na área de trabalho e sem a função recursiva.

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui

Ao contrário do Organizer que tenta ser mais simplista, sem tantos ajustes, o Organize My Files é bem completo. Ajustes minuciosos poderão ser feitos na ferramenta, aumentando assim o nível de organização. Veja um vídeo demonstrativo do app em ação:


Organize My Files está disponível no formato Snap, então, aos usuários de Ubuntu sua instalação é diretamente da loja. Pesquise por: “Organize My Files” e poderá instalar o programa.

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui

Outros sistemas necessitam ter configurado o Snap para instalação do Organize My Files, essa postagem demonstra todo passo a passo.

Como no exemplo anterior, essa aplicação também pode ser instalada via terminal, claro, que os comandos são outros.

Instalação do Organize My Files Snap via terminal:

sudo snap install organize-my-files

Desinstalação do Organize My Files Snap via terminal:

sudo snap remove organize-my-files

Adquirindo uma licença todas as funcionalidades são desbloqueadas, sem as limitações da versão gratuita, organizar seus arquivos se tornará bem mais prático. Recursos, como: classificação de arquivos por tipo, extensão, tamanho, data, nome, etc. Estarão ao seu alcance. Uma funcionalidade poderosa, é a possibilidade de criar regras personalizadas entre outras funções, enfim, o programa pode ser adquirido atualmente por US $ 19,95 neste link.

Curiosamente a logo do Organizer e Organize My Files, são bem parecidas.

organizar-arquivos-linux-flatpak-snap-ubuntu-mint-interface-gráfica-gui

Agora é com você, opções não faltam e caso conheça outro programa compartilhe em nosso fórum Diolinux Plus. Assim mais usuários poderão ter conhecimento de novas opções.

Até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como instalar o ULauncher e trazer produtividade para o seu Linux

Nenhum comentário

terça-feira, 30 de julho de 2019

Para quem precisa de uma ferramenta que facilite a sua vida na hora de buscar arquivos, programas e afins, nada melhor que um buscador para lhe ajudar nisso. Hoje vamos apresentar o ULauncher.


Como instalar o ULauncher e trazer produtividade para o seu Linux




Aqui no blog mesmo, apresentamos alguns softwares que tem essa função de busca, são os casos do Synapse, Gnome Pie, CEREBRO, por exemplo. Infelizmente esses softwares não recebem algum update há pelo menos uns 6 meses, no mínimo.

Agora temos mais um novo candidato para preencher essa lacuna. É o ULauncher.

Ele tem a mesma premissa dos outros apps, em facilitar o seu dia a dia, e pelos testes feitos ele se saiu muito bem obrigado.

Instalando o ULauncher


Para instalar ele é bem simples, pois, tem pacotes nos formatos .DEB e .RPM, que servem na maioria das distros, como Ubuntu, Fedora, openSUSE, Mint, Pop!_OS. Se preferir ainda, acessar a pagina de Download e escolher o melhor método para a sua distro. Entretanto, se a sua distro não suporta esses formatos, pode-se usar o TAR.GZ e seguir as instruções de instalação. 




Seu  funcionamento é bem simples, para começar a usar basta utilizar a combinação de teclas “Ctrl+Espaço”, assim já aparecendo sua barra de pesquisa.



Feito isso, você pode pesquisar por pastas no sistema, como fazer pesquisas na internet. Além disso, também se pode acrescentar extensões nele, assim tornado mais produtivo conforme a sua necessidade. 

A instalação das extensões é bem simples, primeiro vá em Preferences :


Depois acesse Extensions >> Add extension


Logo após clicar em Add extension, vai abrir um pop-up, para você adicionar uma URL.


Essa URL você vai obter em seu site voltado às extensões, que depois de escolher alguma, você copia e cola no espaço reservado. Em seguida é só dar um Save e fechar a janela, que fica minimizada na barra do seu sistema.

Para maiores informações, você pode acessar o GitHub do ULauncher.

Este artigo não acaba aqui, continue trocando uma ideia lá no nosso fórum.

Espero você até a próxima, um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.

Crie mapas mentais no Linux com o Heimer

Nenhum comentário

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Mapas mentais podem auxiliar em muito a organização de ideais evitando a perda de detalhes, algo que aparenta ser trivial pode ditar o destino de um projeto. Afinal, caso não seja planejado adequadamente, mesmo sendo de extremo valor, as possibilidades do fracasso são altíssimas e quase eminente. Soluções no mercado existem aos montes, e Heimer é uma boa opção.


Heimer é um programa para criação de mapas mentais, organizados e de forma descomplicada. Com versões para Windows e Linux, a aplicação é escrita em Qt e possui o código aberto. Você pode acessar o Github do projeto e verificar mais informações, caso assim o queira.

Ao contrário de alguns aplicativos do gênero, na qual me aventurei a utilizar, o Heimer é intuitivo e direto ao ponto. Quando o foco é mapear suas ideias, a “última coisa que você quer” são inúmeras opções que atrapalhem seu fluxo criativo.


Algumas características do Heimer que não posso deixar de citar:

  • Interface fácil de usar;
  • Muito rápido;
  • Zoom através de atalhos do teclado ou mouse;
  • A possibilidade de salvar e carregar arquivos no formato .AZL (baseado em XML);
  • Exportação do diagrama em PNG;
  • Fluxogramas baseados em node;
  • Adição rápida de rótulos, textos e borda do nó;
  • Animações fluídas;
  • Desfazer e refazer no software;
  • Grade ajustável;
  • Traduções em inglês, finlandês, francês e italiano (acesse o Github do projeto e contribua com o português);
  • Versão para Windows e Linux;
  • Diversos formatos de empacotamento para Linux;
  • Comprometimento em manter o programa 100% livre para sempre.

Veja como é criar seus mapas mentais no Heimer:


Instalação do editor de mapas mentais Heimer


Através deste link você encontrará diversas versões do Heimer para instalação. Aos usuários do Windows, baixe o instalador em “.EXE” e proceda como de costume. No Linux você pode proceder de algumas maneiras, tendo mais liberdade em qual formato de pacote prefere usar. Para as versões LTS do Ubuntu, no momento deste artigo a 16.04 e 18.04, existem dois pacotes em DEB. Se preferir utilizar em outro sistema baseado em Linux, caso ele não esteja nos repositórios de sua distro, o AppImage é uma ótima opção. Se ainda não sabe como executar arquivos deste formato no Linux, essa postagem será “uma mão na roda”. Para usuários do Ubuntu, outra possibilidade é pesquisar diretamente da loja pelo Heimer e instalar o app no formato Snap.


Já usuários de outros sistemas, que não possuem o Snap configurado, proceda conforme essa postagem e habilite esta opção. Instalar via terminal também é uma opção, se esse for seu intuito, segue os comandos:

Instalação do Heimer Snap via terminal:

sudo snap install heimer

Execução via terminal: 

snap run heimer

Caso queira, desinstalar o app:

sudo snap remove heimer

Um software desta natureza é indispensável para mentes criativas ou projetos complexos. A simplicidade do Heimer, sem demasiadas opções, chamaram minha atenção. Particularmente gosto de utilizar ele no formato AppImage, mas isso é um gosto pessoal. Como testo várias distribuições, e nem sempre quero instalar todos os programas que uso, uma rápida conferida em algum projeto por meio do AppImage se torna bem cômodo.

Conhecia do Heimer? Que tal ficar por dentro de todas as novidades? Acompanhe os assuntos em nosso fórum Diolinux Plus e aprenda mais.

Até o próximo post, compartilhe essa postagem, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conheça o novo Linux Multimedia Studio

Nenhum comentário

terça-feira, 11 de junho de 2019

O Linux Multimedia Studio, ou como é chamado “LMMS”, é um software ideal para quem gosta de produzir músicas e usa seu computador em suas criações. Software Livre e multiplataforma, o programa possui versões para Linux, macOS e Windows. Uma ótima alternativa para quem não quer piratear programas como o FL Studio, Logic Pro, Cubase ou quer mais liberdade. Pois, ao utilizar uma ferramenta multiplataforma, você não fica preso a um sistema.

lmms-linux-midi-audio-workstation-fl-studio-logic-pro-cubase-windows-mac-linux-openbsd

Com o LMMS, tarefas como criar melodias, utilizar um teclado MIDI para batidas, sintetizar áudio, misturar sons, organizar amostras e muito mais, poderão ser feitas com seu vasto ferramental. A nova versão 1.2, veio recheada de novidades e refinamentos. Seu código foi reescrito, tirando melhor proveito do hardware, seja no uso aprimorado de processamento, menor consumo de memória ou suporte a telas com altas densidades de pixels. Por exemplo, além dos sistemas anteriormente citados, o LMMS 1.2 passou a suportar o OpenBSD (sndio) e o Haiku (BeOS). Houve uma melhora na exportação de arquivos WAV, MP3 e OGG.

lmms-linux-midi-audio-workstation-fl-studio-logic-pro-cubase-windows-mac-linux-openbsd

Algumas funcionalidades do LMMS


  • Editor de ritmo;
  • Editor de pistas;
  • Editor de teclado (teclado MIDI);
  • Editor/Organizador de músicas;
  • Mixer de efeitos de som, de até 64 canais;
  • Suporte a complementos nos formatos SoundFont2, LADSPA e VST;
  • 16 sintetizadores incorporados;
  • Emuladores OPL2 Roland TB-303;
  • Emulador SID Commodore64;
  • Emulador NES;
  • Emulador Gameboy e Yamaha e incorporadas ao sintetizador ZynAddSubFX;
  • Suporte multisampling, para os formatos SoundFont (SF2), Giga (GIG) e Gravis UltraSound (GUS);
  • Entre outras funcionalidades…

lmms-linux-midi-audio-workstation-fl-studio-logic-pro-cubase-windows-mac-linux-openbsd-plugins-sons-emulador


Principais novidades da versão 1.2


  • Capacidade de salvar música na forma de um loop de som (opções “-l” e “-loop”);
  • Suporte ao formato Apple MIDI;
  • Gravação automática durante a reprodução;
  • Plugins e patches em um diretório separado;
  • Novo backend de som baseado em SDL usado em novas instalações por padrão;
  • Modo único e uma função de limpeza para canais não utilizados para o FX Mixer;
  • Nova ferramenta Gig Player para reproduzir arquivos no formato Giga Sample Banks;
  • Novo plugin do ReverbSC;
  • Novos add-ons do FX: Equalizador, Bitcrush, EQ Crossover e Echo Multitap.

Instalação do LMMS no Linux


Existem várias formas de se instalar o LMMS, ele está nos repositórios da maioria das distribuições. Entretanto, caso queira a versão mais atual, efetue o download da versão em AppImage, recomendado em seu site oficial. 

lmms-linux-midi-audio-workstation-fl-studio-logic-pro-cubase-windows-mac-linux-openbsd-download-appimage

Não sabe como rodar um app neste formato? Acesse essa postagem e veja como o processo é muito simples.

Caso prefira o bom e velho terminal, utilize os comandos abaixo:

sudo chmod +x lmms.Appimage

Depois execute com o comando:

./lmms.Appimage

Lembrando que você deve estar no mesmo diretório do seu AppImage (via terminal).

No passado tive meus momentos de “compositor”, e o LMMS pode ser um software muito interessante, seja para você amador ou profissional. Veja a entrevista (uma parte dela) que fizemos com Marcos Garcia do canal Vartroy. Você poderá ver o cenário atual da produção musical com software livre e open source.


Gostou do LMMS? É um programa bem completo, e caso tenha interesse na área, creio que é uma ótima escolha.

Participe de nosso fórum Diolinux Plus, quem sabe você acabe encontrando outros apaixonados por música e tecnologia por lá.

Até o próximo post, te espero aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Veja as letras de suas músicas favoritas com o Musixmatch

Nenhum comentário

quarta-feira, 6 de março de 2019

Música é uma arte que requer sensibilidade sonora e muitas vezes desperta um sentimento único e que se molda conforme o ritmo, harmonia, letra e seu estado emocional, e sempre temos um estilo ou artista que afloram tais sentimentos, e que tal tirar proveito desse momento ao acompanhar as letras conforme a música é tocada? O programa de hoje proporciona tais possibilidades.

musicxmatch-letras-musicas-spotify

O Musixmatch é um dos maiores e mais populares apps Android, com ele você poderá acompanhar em tempo real seu artista interpretando alguma canção, e as letras serão visíveis nesse momento. Além de possuir uma versão mobile, o app conta com um cliente desktop.

Em sua versão mobile, o Musixmatch pode obter as letras de várias canções no Youtube, Spotify, Apple Music, SoundClound, Google Play Music, Pandora e mais.

musicxmatch-letras-musicas-spotify-google-music-apple-android

E qual a utilidade de ver letras das músicas?


Podemos aproveitar deste recurso para alguns fins como: Fazer um karaokê particular com as músicas favoritas, aprender algum idioma enquanto ouve música (sempre vejo os professores falarem que uma das melhores maneiras de praticar ou aprender outro idioma são através de filmes, seriados, livros e músicas), utilizar para aulas de canto e técnica vocal, ou simplesmente tirar uma duvida sobre um “trecho nebuloso” de alguma canção predileta (😂😂😂).

O legal desta aplicação que, ao menos no desktop que testei, não precisa ter a versão de um serviço pago para utilizá-lo em conjunto, falo especificamente do Spotify que é a plataforma de Streaming de áudio que consumo diariamente.

Instalando o Musixmatch


Como informado logo acima, o Musixmatch possui tanto versão mobile, como desktop, porém, irei focar na aplicação para PCs, se deseja instalar a versão para Android, basta acessar esse link que te levará direto à Google Play Store

Um ponto a salientar, é que sua versão desktop age em conjunto com o Spotify, então você precisa deste programa previamente instalado, e se utiliza a versão free, não tem problema algum.

Pesquise normalmente na loja do Ubuntu, Linux Mint, e instale o Spotify.

spotify-snap-flatpak-linux-mint-ubuntu

O Musixmatch é distribuído no formato Snap, sua instalação pode ser feita tanto via terminal, como na loja de aplicativos, caso esteja utilizando o Linux Mint ou derivados, você pode aprender como habilitar o Snap através deste post.

sudo snap install musixmatch

musicxmatch-letras-musicas-spotify-ubuntu-snap-loja

Para desinstalar o programa, você pode fazer da mesma maneira que instalou via interface gráfica ou com o comando:

sudo snap remove musixmatch

Configurando e utilizando o programa


Logo após instalar o Musixmatch, execute-o. Uma pequena janela abrirá, tenha em mente que o app funciona em conjunto ao Spotify, como já foi comentado, então ele deve estar funcionando e reproduzindo alguma canção.

musicxmatch-letras-musicas-spotify-janela-inicial

Antes de usarmos o programa, é necessário alguns passos, como criar uma conta no Musixmatch e logar com sua conta Spotify.

Clique na opção “Musixmatch login required”, ele abrirá uma nova janela, crie seu cadastro na plataforma.

cadastro-musicxmatch-letras-musicas

Depois conecte-se com sua conta Spotify, clicando em ”Connect to Spotify”.

login-cadastro-spotify

Após ter criado seu cadastro do Musixmatch e ter logado com sua conta Spotify, reproduza alguma música no Spotify, abra o app do Musixmatch através de seu ícone de bandeja e clique em “Show Musixmatch”.

bandeja-tray-musicxmatch-letras-musicas-spotify

E pronto! “Num passe de mágica” uma janela flutuante com a letra em tempo real será visível, caso o aplicativo não identifique ou perca seu login ao fechá-lo, efetue-o novamente, assim o app volta a sua normalidade.

musicxmatch-letras-musicas-spotify

Gostei bastante desta aplicação, sua versão desktop ainda tem menos funcionalidades que a mobile, entretanto creio que seja questão de tempo para a chegada de novos recursos.

E você, é apaixonado por música? Deixe nos comentários sua opinião, e se você assim como eu às vezes “dá uma de cantor” (😂😂😂), não perca tempo e experimente esse programa.

Te espero no próximos post, aqui no blog Diolinux, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Book Manager, sua biblioteca particular

Nenhum comentário

terça-feira, 5 de março de 2019

Já se deparou com aquela bagunça, sem antes ter devidamente catalogado seus livros e agora encontra-se perdido? Ou gostaria de ser mais organizado e ter uma mini biblioteca particular em sua casa? O software “Book Manager” tem essa proposta.

book-manager-gerenciador-livros

Com um design simples e minimalista, o app proporciona a catalogação dos seus livros de forma intuitiva, sem exagerar em muitas funcionalidades, o foco é para uso pessoal ou amador.

Com versões para Linux, Mac e Windows, a aplicação é desenvolvida em Node.js e de código aberto, facilitando a migração de sistema ou até mesmo a utilização em mais de uma máquina.

Book Manager, simples e intuitivo


A interface do programa é minimalista e amigável, nela ficam à mostra seus livros catalogados, com título, autor, status (se está lendo, vai ler ou já leu o livro), breve descrição da obra e um botão de nome “FULL INFO”, na qual você verá todos os detalhes e a possibilidade de editá-los.

book-manager-gerenciador-livros-interface-principal

O cadastro dos livros é de fácil entendimento, nele você preencherá com todas as informações pertinentes ao seu material, e se desejar poderá indicar ao programa o caminho da capa ilustrativa.

book-manager-gerenciador-livros-cadastro

Durante o cadastro ou edição dos livros, existe a opção de criar notas, elas podem ser visualizadas em uma “aba” exclusiva para tais anotações.

book-manager-gerenciador-livros-notas

Como citei anteriormente, o programa é multiplataforma, e seria demasiadamente desgastante recadastrar todo material, então há a possibilidade de exportar e importar as informações de toda sua biblioteca pessoal, porém, o diretório com as imagens deve ser manualmente adicionado pelo usuário, pois o “backup da biblioteca” não passa de um arquivo “.json”, com todas as instruções (o seu conteúdo pode ser visto facilmente a o abrir em qualquer editor de texto).

book-manager-gerenciador-livros-backup

Efetuando o download e instalação


Para baixar o Book Manager, basta clicar no botão abaixo, ficará ao seu encargo escolher qual versão do app instalar em seu sistema, em DEB ou AppImage, caso não saiba como executar os AppImagens, temos esse post demonstrando todo procedimento.

 Baixe o Book Manager

Gostou do software? Achei bem interessante, estou ciente que existem outras alternativas, mas ter novas opções sempre é bom, inclusive, use os comentários para informar os seus preferidos.

Você conhece outro app que efetue a mesma funcionalidade do Book Manager? O que achou dele?

Te espero aqui no blog Diolinux, até o próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Conheça as novidades do novo Mozilla Thunderbird

Nenhum comentário
Famoso cliente de email, Mozilla Thunderbird, chega em sua mais nova versão, com muitas correções de bugs e novas implementações.

novo-cliente-email-thunderbird

No mundo corporativo a utilização de softwares de gestão de email é algo comum, e soluções como Outlook ou até mesmo o Mozilla Thunderbird, são adotadas para tal tipo de uso. Evidentemente, tais aplicativos não são restritos a empresas, muitos usam programas dessa natureza para cunho pessoal.

Lançado no dia 25 de Fevereiro, a versão 60.5.2 do Thunderbird, traz em sua maioria correções de bugs voltado ao Windows, como por exemplo uma falha ao enviar emails para um destinatário (via interface MAPI), ou um problema na verificação de certificados S/MIME ao receber emails do Outlook.

Alguns bugs conhecidos se mantiveram nesta versão, como a impossibilidade do uso integrado do bate-papo do Twitter, que após uma alteração de API, teve seu funcionamento comprometido, outro foi o erro que afeta perfis armazenados em compartilhamentos de rede do Windows. O suporte a UTF-8 para MAPISendMail foi implementado nesta versão.

Para saber todas novidades desta release, veja a nota oficial no site da Mozilla.

Thunderbird no Linux


Até o momento a nova versão 60.5.2 está disponível apenas no site oficial (caso utilize Ubuntu e derivados), no PPA oficial do Mozilla Thunderbird o mesmo encontra-se na versão 60.5.1, em Snap está na versão 60.3.0, em Flatpak na 52.9.1 e nos repositórios do Ubuntu 18.04 na versão 60.5.1, caso queira testar a 60.5.2, você pode efetuar o download direto do site, extrair o pacote “tar.bz2” e executar diretamente do binário, dando 2 cliques sobre ele.

site-novo-cliente-email-thunderbird

Creio ser questão de tempo para a nova versão ser adicionada em algum dos formatos de pacotes, anteriormente mencionados, e como a maioria das correções foram destinadas à usuários Windows, caso não esteja utilizando o sistema da Microsoft, vale a espera.

Usa o Thunderbird? Gosto muito desse cliente de email.

Deixe nos comentários suas experiências com o Thunderbird, e se usa alguma outra solução.

Te espero no próximo post, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Aproveite os descontos nos produtos BlitzWolf!

Nenhum comentário

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

Os nossos patrocinadores da BlitzWolf mandaram uma lista de produtos que eles estão ofertando agora em Novembro por conta da Black Friday, além de produtos com excelente qualidade, temos também vários cupons para você comprar eles por um preço bem camarada, confira:

Produtos da BlitzWolf






Eu tenho um imenso carinho pela marca, a BlitzWolf foi a primeira empresa a acreditar no nosso trabalho e patrocinar o canal, eu tenho vários produtos da linha deles aqui em casa e temos vários vídeos no canal de reviews e unboxings de aparelhos deles, você pode conferir aqui.

Fico muito feliz em poder compartilhar os novos produtos deles, eu acompanhei a evolução da marca, que cresceu junto com o Diolinux e posso dizer, sem medo de errar, que nunca conheci um produto deles que não tivesse uma boa qualidade e uma construção, então, aproveite:

ꔷ MF6 Apple lighting cable: https://bit.ly/2ORuZvs
Cupom: 32MF6
Desconto: 32% off 

ꔷ Carregador de Smartphone: https://bit.ly/2QVpqOK
Cupom: 21PL
Desconto: 21% off 

ꔷ Tomada dupla inteligente: https://bit.ly/2Q5G94r
Cupom: 10SHP3
Desconto: 15% off 

ꔷ Self stick : https://bit.ly/2FE4z0S
Cupom: 25BS6
Desconto:  25% off

ꔷ Carregador Wireless: https://bit.ly/2Q6xP4F
Cupom:  33FWC5
Desconto:  33% off

ꔷ Power Bank : https://bit.ly/2OQE6ww
Cupom: 16P8
Desconto:16% off

ꔷ Carregador veicular: https://bit.ly/2ToyWeO
Cupom:  25SD1
Desconto: 25% off

ꔷ Barra de som: https://bit.ly/2Q4U3UA
Cupom: 15SDB2
Desconto: 15% off

ꔷ Subwoofer: https://bit.ly/2A7tbtg
Cupom:  25SW2
Desconto: 25$ off 

ꔷ ANC1 earphone : https://bit.ly/2zhQ3Gx
Cupom: 15anc1
Desconto: 15%

ꔷ Lamp light: https://bit.ly/2S06xtM
Cupom: LT82
Desconto: 20%  off 

ꔷ Smart  Bluetooth Night Light: https://bit.ly/2TmT7JX

ꔷ HUB USB 3.x: https://bit.ly/2KipeXi

Além desses, agora a BlizWolf também representa a marca Digoo:

Digoo coupon :  https://bit.ly/2DyLhaX
Cupom: 20DGOTK
Desconto: 25% off 

Termômetro de cozinha bluetooth: https://bit.ly/2ORxePq
Cupom: CPO7207
Desconto : 25%  off

Escova de dentes elétricahttps://bit.ly/2TpGxJW
Cupom: LS1115
Desconto:  45% 

Termômetro externo inteligente: https://bit.ly/2DtmeWG
Cupom: 25TH11300NF
Desconto: 25% off 

Extensor elétrico: https://bit.ly/2A3Fabb
Cupom:  10PS01
Desconto:  10% off 

Novos itens da empresa: https://bit.ly/2DLKEeQ

Aproveito para te informar que amanhã faremos uma live para encontrar descontos bacanas na Black Friday, então fique ligado no nosso canal do YouTube e na Twich.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Focus Writer - Não perca o foco enquanto você escreve

Nenhum comentário

sábado, 25 de maio de 2013

Uma aplicação que vai ajudar você a se concentrar

Perder o foco de uma atividade em frente ao computador é muito comum hoje em dia, afinal são tantas atividades que temos para fazer todo o dia não é verdade?
Para ajudar você se concentrar existe um aplicativo para o Ubuntu chamado Focus Writer.

Focus Writer

Este é aquele programa que foi feito especialmente para quem é escritor, ou que precisa escrever um texto importante e não pode se distrair, quando você abrir o programa você verá uma tela como esta:

Focus Writer

Uma tela mono-colorida para que você não se distraia com nada e não tenha mais nada para olhar a não ser o seu texto.
Se você desejar alterar a fonte, a cor do fundo ou mesmo salvar o documento, basta arrastar o mouse para a parte superior e as opções aparecerão.

Focus Writer no Ubuntu

Que tal realizar o seu sonho de ser escritor hein?

Como instalar no Ubuntu

O Focus Writer está disponível na Central de Programas no Ubuntu, mas você pode instalá-lo através do terminal com o comando abaixo:

sudo apt-get install focuswriter

Agora você não vai ter desculpa para não escrever o próximo clássico da literatura mundial!

Boa sorte!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Microsoft Office se rende ao ODF

Nenhum comentário

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Microsoft Office 2013 virá com suporte a ODF
Esta foi a noticia que mais me surpreendeu hoje. A Microsoft com seu Office, a suíte de escritório mais utilizada no mundo que sempre foi tomada como padrão de formato agora adere ao formato aberto ODF na  futura versão MSOffice 2013 que será lançado em breve para acompanhar as novidades do Windows 8.

Segue a nota da própria Microsoft:

"Na próxima versão do Office, nós adicionamos suporte a dois formatos adicionais: o Document Format Strict Open XML e o ODF (Open) 1.2. Nós também adicionamos suporte para abertura e edição de documentos em PDF no Word e salvos em qualquer formato suportado. Ao adicionar suporte para esses formatos de documentos padronizados, o Microsoft Office 2013 oferece aos usuários mais opções para a interoperabilidade de documentos de escritório. Independentemente de seu formato preferido documento de arquivo, o novo Microsoft Office lhe dá mais opções para o compartilhamento, colaboração e arquivamento de documentos de escritório."

A meu ver esta é uma excelente notícias pois sabemos que apesar do LibreOffice suportar formatos Microsoft ainda ocorrem alguns bugs corriqueiramente que algumas vezes atrapalham o avanço ritmado da produção, principalmente se um mesmo arquivo é editado varias vezes em computadores com suítes Office diferentes.
E você o que acha disso tudo? O Linux vem emplacando a cada dia mais!


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...


Use o GCstar para organizar a sua coleção

Nenhum comentário

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Se você é tipo de usuário que curte colecionar coisas, sejam músicas, álbuns, Games, Filmes, Livros etc. vai curtir este aplicativo.
Com o GCstar, você consegue organizar a sua coleção de maneira extraordinária, conseguindo incluir descrições completas dos ítens e organanizá-los em formato biblioteca. O programa é muito bom e simples de se utilizar.
Confira algumas telas:

Gcstar

gcstar

gcstar

E ai curtiu?
Você pode instalar no seu Ubuntu pela central de programas, procure por "GCstar" ou use o terminal:

sudo apt-get install gcstar

Ah sim, se você usar Windows pode visitar a página do projeto http://www.gcstar.org/ e baixar a versão correspondente.
Era isso aí pessoal, fui-me.


Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...

              Twitter Diolinux@blogdiolinux   Facebook  blogdiolinux  Twitter Diolinux@dionatanvs   Google Plus Circule do Google +

Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo