Diolinux - O modo Linux e Open Source de ver o Mundo

Responsive Ad Slot

Mostrando postagens com marcador programas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador programas. Mostrar todas as postagens

Linux App Store, encontre AppImages, Snaps e Flatpaks num só lugar! [Update]

Nenhum comentário

sexta-feira, 3 de maio de 2019

AppImage, Snap ou Flatpak? Eis uma dúvida de muitos usuários Linux, sejam novatos ou não. E caso queira saber um pouco mais sobre cada um e suas diferenças, temos um artigo super especial comparando os 3 formatos. No entanto caso já tenha “passado dessa fase”, e já utiliza aplicativos nesses formatos, o post é especialmente para você.

linux-app-store-flatpak-appimage-snap-deb-rpm-loja-programas-aplicativo-ubuntu-deepin-fedora-manjaro-mint

Em meu cotidiano faço uso de diversos softwares, sejam para produção do meu canal OSistemático ou até mesmo para escrever os artigos aqui no blog Diolinux (afinal é necessário criar as capas e tudo mais). E aplicações nos formatos AppImage, Snap e Flatpak são recorrentes em minha rotina, e creio que na de muitos usuários também. Entretanto para descobrirmos novos AppImages teremos que acessar o AppImageHub (ou site da aplicação), e pesquisar pelo mesmo. Já para encontrar os Snaps, podemos ir até a Snap Store e os Flatpaks no Flathub. Obviamente que algumas distribuições permitem adição de repositórios destes formatos em suas lojas, tornando o processo mais cômodo. Porém, e nos outros casos? E se existisse um lugar que agregasse a pesquisa dos programas em AppImage, Snap e Flatpak? Eis que lhes apresento à “Linux App Store”.

Encontre 3 formatos de pacotes em um só lugar!


A ideia é simples, aguardada por muitos, e desconhecida pela maioria. O site “linuxappstore.io” tem como proposta principal agregar e centralizar a pesquisa dos pacotes universais para Linux. Denominado de “Linux App Store”, o projeto é recente está ainda na versão 1.0.0, mas muito promissor. Software livre, o código da Linux App Store, está disponível no Github e é desenvolvido sobre as tecnologias JavaScript, Python e C#. 

linux-app-store-flatpak-appimage-snap-deb-rpm-loja-programas-aplicativo-ubuntu-deepin-fedora-manjaro-mint

“Mal conheço, mas já considero pacas!”


Além de agregar os 3 formatos universais, em um futuro próximo, possivelmente a intenção é oferecer pacotes RPM e DEB, no entanto esse não é o foco principal do projeto. Sua construção é pautada em tecnologias web, para melhor integração indiferente da interface gráfica ou sistema e tem como pretensão centralizar as pesquisas e instalações dos formatos AppImage, Snap e Flatpak. Atuando de forma intermediária ao acesso de tais pacotes, em uma única interface.

linux-app-store-flatpak-appimage-snap-deb-rpm-loja-programas-aplicativo-ubuntu-deepin-fedora-manjaro-mint

No momento a Linux App Store, não traz recursos essenciais como categorias e modos de filtragem mais elaborados. Todavia já foram reportadas em seu Github, o desejo por essas funções. Sejamos pacientes, com o tempo novas características serão incorporadas ao projeto tornando-o mais eficiente.

Outro aspecto da Linux App Store, é fazer uso de outros sites (AppImageHub, Flatpak e SnapCraft), mesmo que seja possível pesquisar pelos 3 formatos ao mesmo tempo, filtrar escolhendo um ou outro, ainda ao selecionar o programa você será redirecionado ao site referente ao tipo de pacote, algo que não chega a incomodar, entretanto poderia ser feito na própria loja.

Tenha em mente que o projeto não é algo oficial e relacionado aos pacotes, AppImage, Flatpak e Snap, sendo algo comunitário e sem o suporte dos encabeçadores destes formatos.

Se gosta de estar por dentro sobre AppImage, Snap e Flatpak, recomendo o grupo “Flatpak, Snap e AppImage” no Telegram, ele tem como foco esse tipo de assunto. Estou sempre por lá também. 

E você gostou da Linux App Store? Eu curti bastante, e estava contando as horas até alguém por essa ideia em prática.

[Update] Infelizmente o Linux App Store foi descontinuado, caso o projeto volte informaremos.

Continue em nosso fórum Diolinux Plus esse assunto. Até o próximo post, te espero, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Deepin 15.9 recebe update

Nenhum comentário

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

O Deepin é uma das distribuições Linux com visual mais apelativo, no bom sentido claro 😂😂😂, e sua última atualização a 15.9 recebeu melhorias como: melhor compatibilidade com telas touch screen, no gerenciamento de energia, várias correções em aplicativos e muito mais, confira nosso post sobre essas melhorias.

deepin-update-15.9-1

E hoje dia 30 de Janeiro, mais correções foram adicionadas ao sistema, demonstrando que a equipe de desenvolvimento do Deepin não está de brincadeira. Segue uma lista dos erros corrigidos e adições ao sistema:

DDE 15.9 +1
  • Erro que ao pressionar o atalho Super + D para mostrar o desktop e definir um novo papel de parede, o papel de parede não era visualizado;
  • Erros de atalhos após desabilitar os efeitos de janelas;
  • Problema de exibição em diversas telas;
  • Mostrar a opção “Hibernar” conforme o tamanho da SWAP;

Launcher
  • Corrigido bug no modo tela cheia, na qual os ícones saltavam acima do launcher;
  • Bug na caixa de pesquisa no modo mini;

Painel de Controle
  • Adicionado switches separados para o efeito de som do sistema;
  • Adicionado suporte para SSTP VPN e proxy VPN;
  • Correção de erro que excluía a primeira letra do nome ao criar um novo usuário;
  • Solução do bug na exibição no módulo Account;
  • Erro no OpenVPN, na qual não aparecia opção TLS;
  • Corrigido erro no modo de segurança do hostpot, antes não podendo configurar WEP;
  • Erro que cortava a parte inferior da lista de notificação;

Dock
  • Adicionado opção “Hibernar” ao clicar com botão direito em shutdown (Desligar);
  • Melhora no carregamento dos ícones na tray (bandeja do sistema);
  • Correção do erro no tamanho do controle da ferramenta de dica, no botão de desligar;
  • Corrigido erro que deixava a dock em branco, ao arrastar e soltar ícones usando telas touch screens.

Atualizações de aplicações no sistema


APT
  • Apt atualizado para versão 1.8.0 ~ beta1 + deepin, com correções de segurança.

Deepin File Manager 4.7.5-1
  • Adicionado pesquisa avançada;
  • Correção no bug que retirava a seleção do arquivo após ter nome alterado;
  • Corrigido ordem errada em arquivos recentes;
  • Correção no erro do modo de visualização na raiz do diretório;

Deepin Store 5.2.0.5-1 
  • Corrigida bug na interface, após exclusão dos aplicativos na lista de doações;

Deepin Terminal 3.2.1
  • Adicionado os atalhos (Ctrl + Alt + teclas de seta) para ajustar o tamanho do app após dividir a janela.

Deepin Movie 3.2.19-1 
  • Correção no modo mini, não era mostrado o menu de contexto ao clicar no modo máximo.

Deepin Screenshot 4.1.7-1 & Deepin Screenshot (Flatpak) 4.1.7 
  • Adicionado a função salvar imagem “Shift + e”;

Deepin Image Viewer 1.3.8-1 e visualizador de imagens Deepin (Flatpak) 1.3.8 
  • Corrigido as falhas.

Deepin Music 3.1.14-1 e Deepin Music (Flatpak) 3.1.14 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Package Manager 1.3.0-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Graphics Driver Manager 1.1.4-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Repair 1.0.11-1 
  • Atualizou as traduções.

Deepin Editor 1.2.6.3-1 
  • Correções de bugs.

Deepin System Monitor 1.4.8.1-1
  • Correções de bugs.

Para saber todas as melhorias e correções do update da versão 15.9 do Deepin, acesse sua página oficial com todos os detalhes.

E você está utilizando o Deepin? Deixe nos comentários suas experiências com essa nova versão.

Te vejo no próximo post, aqui no blog Diolinux, até lá compartilhe as publicações, SISTEMATICAMENTE! 😎

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


O que é um programa "pesado"

Nenhum comentário

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Uma das perguntas mais frequentes encontradas no canal, ou até mesmo aqui no blog, é “tal interface do Linux é pesada?”. Quando perguntamos se uma interface é ou não pesada, o que devemos levar em consideração? Ou melhor, o que é um programa pesado afinal de contas?


Podemos definir um programa pesado, tanto no linux, Windows ou macOS, como um programa que usa muitos “recursos da máquina”. Basicamente podemos incluir quatro itens em nossa lista na hora de verificar se um programa é ou não pesado para nosso computador. Estes itens são: processador, memória RAM, armazenamento e GPU.

Tendo em mente que esses são os recursos que você irá avaliar, fica muito mais fácil de escolher, por exemplo, a interface adequada para a sua máquina, se o intuito é escolhê-la por ser mais “leve”. 

Também é importante lembrar que um programa pode ser considerado pesado, mas não necessariamente nesses quatro itens, pois depende do que você está avaliando no seu computador. Podemos usar como exemplo o Cinnamon, a interface mais popular do Linux Mint.

O Cinnamon, por exemplo, pode ser considerado tanto pesado, quanto leve, dependendo do que você levar em consideração na hora de avaliar. Em comparação com outras interfaces disponíveis, se formos avaliar o uso do processador, ele é um ambiente gráfico leve, se estiver falando de memória, ele é um ambiente gráfico leve, se você está falando de disco rígido de armazenamento, ele também é ambiente leve, agora, se você estiver falando de gráficos, aí você poderá considerá-lo um ambiente mais pesado. Mas então Linux Mint é um sistema leve ou pesado? Depende do que você for avaliar.

Apesar de através de comparativos entre sistemas conseguirmos dizer quais são um pouco mais pesados que outros, devemos considerar também a potência do hardware que você tem disponível no seu computador, pois isso fará grande diferença na hora de considerar um sistema “leve ou pesado”. Confira o vídeo na canal, em que discutimos em detalhes o que podemos analisar em um programa para considerá-lo “pesado”.



Até a próxima!

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como ter aplicativos portáteis através do Orbital Apps

Nenhum comentário

terça-feira, 15 de maio de 2018

Sempre que estamos longe dos nossos desktops e notebooks e não temos um acesso a internet muito boa para baixar os nossos programas acabamos recorremos a Apps "portáteis", nesse artigo vamos mostrar mais uma alternativa para isso.

Como ter aplicativos portáteis através do ORB






Procurando uma alternativa em executar os programas mais básicos sem precisar a instalação dos mesmos? No mundo Linux eu achei duas boas alternativas: o Appimage e o ORB, este último menos conhecido e é o que vamos abordar nesta matéria.


O Appimage vem ganhando popularidade nos últimos tempos por ter alguns programas famosos em seu formato, como Audacity, Inkscape e Kdenlive por exemplo, mas procurando nas "águas vastas" da internet, achei um site chamado OrbitalApps que tem a "filosofia" parecida com o Appimage, porém, com algumas peculiaridades.


● Rodar out-of-the-box;

● Não precisar de nenhum "runtime" para instalação;

● Não precisar de permissões especiais e nem precisar habilitar o root no app;

Clickable  que seria clicar e rodar o programa, sem precisar de mais permissões.

No site deles tem explicando melhor como funciona, você pode acessar aqui e aqui.

A instalação do Launcher ORB, esse que facilita o manuseio dos programas empacotados no formato .orb ajuda um bocado, então o primeiro passo é instalá-lo:


Primeiro vamos baixar o Launcher, que você acessa aqui, ele vai estar no formato .iso.

Depois que o arquivo estiver baixado, você vai clicar com o botão direito em cima do arquivo e depois clicar em "Abrir com", e depois abrir com o "Gerenciador de Montagem de Disco".

Feito isso, vai aparecer uma janela dizendo que o "orb" contem um software que se inicia de forma automática e se você gostaria de executar ele. Click em "Run" ou "Executar".

Depois disso é só por a sua senha do sistema e esperar a instalação finalizar e está feito.


Como ter aplicativos portáteis através do ORB


E para acessar os apps portados para o formato .orb, você pode acessar aqui e baixar os que você quiser.

Diga para nós quais programas você gostaria de ver portado para esse novo formato. =)

Até a próxima, grande abraço!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


Como instalar o OBS Studio 21.1 nas versões 14.04/16.04/18.04 do Ubuntu

Nenhum comentário

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Quando falamos em captura de tela ou em transmissão para a internet, o primeiro programa que vem a nossa cabeça é o famoso OBS (OBS Studio). Pois ele é grátis open-source (código aberto), assim podendo receber melhorias e plugins de terceiros, o que aumenta as suas capacidades. E ele também é usado por YouTubers que fazem tutoriais ensinando algo no seu computador, como também o pessoal gamer usa para transmitir as suas partidas online.





Depois dessa pequena "intro" explicando a serventia do OBS, vamos ensinar a instalar a última versão do programa  para as versões 14.04, 16.04 e 18.04 do Ubuntu e seus derivados, como o Mint, ou seja, as últimas versões LTS.


Nessa nova versão foram corrigidos alguns bugs, como o travamento de  inicialização do OBS, falhas relacionadas aos scripts também foram corrigidas.

A lista completa das correções você pode acessar aqui.

Para instalar essa nova versão do OBS, vamos utilizar o terminal, mas nada que seja complicado, ok? 😉

Para abrir ele (terminal) vamos pressionar as seguintes teclas simultaneamente:  "Ctrl + Alt + T" ou procurar por "terminal" no menu da sua distro.

Depois de ter feito isso, você vai digitar (ou copiar e colar) no terminal essa linha de comando:
sudo add-apt-repository ppa:obsproject/obs-studio
E depois vai pressionar a tecla Enter  e digitar a sua senha.

Dica: Se você ainda estiver usando o Ubuntu 14.04 LTS, será necessário acrescentar este ppa para a biblioteca FFmpeg: 
sudo add-apt-repository ppa:kirllshkrogalev/ffmpeg-next
Feita essa primeira etapa, vamos atualizar o sistema e instalar o OBS com os seguintes comandos:
sudo apt-get update 
sudo apt-get install obs-studio -y
Dica:  É possível instalar programas no Ubuntu via PPA sem utilizar o Terminal, para entender como isso funciona, leia este artigo aqui do blog.

Pronto! Agora é só esperar o término do processo no terminal e acessar o programa no menu do seu sistema.

Se precisarem de mais uma "forcinha" para configurar o OBS, temos um vídeo, explicando com maiores detalhes:




E nesse simples passo a passo, você vai ter o OBS sempre atualizado na sua distro. :)

Dica: Aprenda a configurar Streamlabs no OBS.

Conte pra gente nos comentários se você tem mais alguma dica para o OBS.

Espero que tenham gostado, até uma próxima e um forte abraço.

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.


7 programas para Linux que você não encontra no Windows

Nenhum comentário

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

É comum vermos as pessoas falando que o Windows tem muitos programas que não existem em outras plataformas e isso não está incorreto de fato, mas existem também programas ótimos para Linux que não existem na plataforma da Microsoft. Encare este artigo como fator de curiosidade, a intenção não é dizer que um sistema é melhor que outro, porque isso é algo muito relativo a quem usa o computador, todos sabemos disso. Dito isso, vamos pra lista?

Apps exclusivos do Linux




Existem muitos aplicativos do mundo Linux que não possuem versões para outros sistemas operacionais, ele são muito bons e as pessoas por vezes acabam deixando de conhecê-los justamente pela sua exclusividade. Separei nesta lista 7 deles que eu considero excelentes, confira:

1 - Gnome Boxes

Gnome Boxes

O Gnome Boxes é um aplicativo para criação e gerenciamento de máquinas virtuais, especialmente fácil para usar virtualização via KVM. O que eu acho bacana nele, ainda que eu goste de usar também o VirtualBox e o VMWare, é a sua simplicidade.

Quem gosta de testar sistemas operacionais através de virtualização vai encontrar no Boxes a opção mais simples para fazer isso, poucos cliques, interface limpa e minimalista, não conhece uma outra aplicação com a mesma simplicidade no mundo Windows. Ele é grátis também, outro ponto positivo.

2 - Simple Screen Recorder


Simple Screen Recorder

Temos vários programas exclusivos para captura de tela, o Kazam por exemplo, é outra grande opção. 

Além dele, temos o OBS também, que não é exclusivo, mas está disponível para Linux da mesma forma. O SSR, ou Simple Screen Recorder, apesar do nome, é uma aplicação cheia de opções e incrivelmente útil para quem quer fazer captura de tela. Muito do canal Diolinux foi feito usando esta aplicação exclusiva para Linux, ele tem mais recursos e é muito mais leve do que o popular Fraps por exemplo, além de ser grátis.

3 - Rapid Photo Downloader



Essa é outra aplicação muito bacana, especialmente para quem trabalha com vídeos e fotos.  Assim como o nome sugere, o Rapid Photo Downloader, auxilia você a passar arquivos de um dispositivo para outro, como de um cartão de memória de câmera para um dispositivo de armazenamento. Uso  ele com frequência para passar os arquivos brutos do canal para o PC.

4 - Simple Scan (Digitalizador Simples)



Esta aplicação vem com praticamente todas as distribuições Linux e mais uma vez, seu nome não poderia ser mais descritivo. A maior parte das aplicações para trabalhar com Scanner tem um visual mais carregado e boa parte das pessoas, especialmente usuários comuns de computador, "apanham" para escanear uma simples página.

O Simple Scan tem exatamente essa função, ele basicamente tem o botão de Scan que faz o seu trabalho com primor e opções simples para cortar, ajustar e girar a imagem escaneada. Até tenho um um caso interessante para contar à respeito deste programa.

Há algum tempo atrás instalei o Ubuntu no computador de um ex-aluno meu, o Notebook que ele usava era compartilhado pela família e sua mãe, que trabalhava como caixa de um posto de combustível, usava a ferramenta de Scanner com muita frequência, fazia uso do Simple Scan para enviar copias das notas que ela gerava no dia a dia, ela mesma confirmou que achava muito mais fácil usar ele do que a alternativa que havia no próprio software da impressora para Windows.

5 - GParted


GParted

O GParted é um dos aplicativos mais poderosos quando se fala em gerenciamento de partições e discos, ele pode ser usado para tarefas banais, como formatar o seu pen drive, ou até mesmo para redimensionar, organizar e formatar discos rígidos inteiros. O GParted também possui uma versão em LiveCD, para que você possa usar no lugar de uma aplicação como o PartedMagic, mesmo que o seu computador não rode Linux, no entanto, a versão desktop somente está disponível para o "sistema do pinguim". Assim como as outras ferramentas apresentadas até agora, o GParted é completamente grátis.

6 - Shutter

Shutter

O Shutter é incomparável, é definitivamente a melhor aplicação para fazer capturas de tela que eu já conheci, ainda mais por conter um editor embutido. Lembro que em 2013 eu escrevi um artigo aqui no blog de um momento em que passei uma semana usando Windows e o Shutter foi uma das aplicações que eu mais senti falta. Todas as imagens usadas neste artigo e boa parte das imagens utilizadas nos outros artigos aqui do blog, especialmente os que envolvem tutoriais, foram feitas no Shutter.

Ele também é grátis e tem até sincronia com serviços de armazenamento de imagem em nuvem, é incrível e um dos meus programas favoritos.

7 - Geary Mail/Pantheon Mail


Geary Mail

Quem gosta de organizar seus e-mails com estilo e com um design sofisticado vai encontrar no Geary, ou em sua versão para o elementary OS, o Pantheon Mail, uma das melhores alternativas. Assim como as demais aplicações ele é de graça e muito simples de se utilizar com uma interface minimalista.

Concluindo


É engraçado pensar desta forma, mas o Linux também tem aplicações nativas que são muito boas e exclusivas, o mais engraçado é que ao contrário do que se poderia imaginar, a comunidade trabalha para desenvolver versões para os outros sistemas também, talvez se eu refazer essa lista daqui há alguns anos, ou meses, dependendo da aplicação, muitos destes já não serão mais exclusivos, essa é uma das coisas mais bacanas.

Uma amostra disso é esta outra lista com 10 programas ótimos que funcionam tanto no Linux, quanto no Windows. Dessa forma, você sempre terá grandes programas à sua disposição ,independente da plataforma que você use e normalmente sem precisar pagar por isso, vai dizer que não é bacana? 😄

Como a brincadeira aqui é listar programas exclusivos, se você conhecer mais algum bacana que não está na lista, comente logo abaixo para deixar o conteúdo mais completo.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




TuxGuitar - Escreva partituras para guitarra compatíveis com o GuitarPRO no Linux

Nenhum comentário

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Quem é músico, ou aspirante a músico, pode encontrar no TuxGuitar uma excelente ferramenta para criar partituras das suas músicas favoritas e quem sabe, compor a próxima "Stairway to Heaven".

TuxGuitar




O TuxGuitar é uma alternativa livre e grátis para criar e editar partituras musicais, incluindo arquivos exportados do GuitarPRO, PowerTab e TablEdit, programas famosos deste segmento.
Leia também: Como instalar o MuseScore no Ubuntu
A interface do programa não deve ser problemática, até para inexperientes, todos os botões informam suas funções quando você repousa o mouse sobre eles,  simples e organizada, na tela inicial é exibida uma página com a visão da partitura e tablatura, onde ambas podem ser editadas.
Leia também: Efeitos de guitarra no Linux com o Guitarix
Algumas ferramentas estão na parte parte superior da tela e abaixo ficam as pistas e o braço da guitarra que exibe as casas e as cordas tocadas. Apesar de ter um foco maior em guitarras, você também pode usar o TuxGuitar para outras coisas. É possível criar partituras para outros instrumentos de cordas e até mesmo bateria. O TuxGuitar permite montar os arranjos de uma música completa com seus principais instrumentos: baixo, guitarra, bateria.
Leia também: Aplicativos para músicos pelo Wine no Linux
O programa é leve e não exige grandes recursos de hardware, como requisito, é preciso ter o Java instalado no computador.

Você pode fazer o download diretamente do site oficial do TuxGuitar ou diretamente do SourceForge.

Dica: Ao baixar e extrair o programa, você encontrará um arquivo SH dentro dele, ele só vai funcionar se você tiver informado ao seu gestor de arquivos para tratar ele como executável e perguntar para você se você quer rodar o programa. No caso do Ubuntu (Nautilus), vá até as configurações do gestor e na aba de comportamento, marque a opção para perguntar para executar arquivos de texto, assim quando você der dois cliques, basta clicar no executar.
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




WebTorrent Desktop - Um player de vídeo para você assistir torrents por Streaming

Nenhum comentário

quinta-feira, 1 de setembro de 2016

O WebTorrent Desktop é um aplicativo open source e multiplataforma, com versões para Linux, Windows e Mac, que permite que você assista vídeo por streaming através de arquivos torrent.

Webtorrent Desktop Player




O aplicativo se baseia na tecnologia do Chromium para rodar e permite que você compartilhe um arquivo de vídeo via torrent com um amigo seu e que ele possa ver desta forma, assim como assistir filmes.

A ideia por trás do aplicativo é permitir o acesso fácil a arquivos Creative Commons, audiobooks do Librivox ou vídeo do archive.org, além de permitir acesso a um player tecnologicamente potente para pessoas que desejam iniciar algum projeto que envolva streaming de de conteúdo.

Web Torrent Player

O WebTorrent já traz para você vários filmes de distribuição livre para você assistir, alguns deles produzimos exclusivamente com o Blender, como o incrível Sintel.

Como baixar o WebTorrent Desktop para o seu computador


Para fazer download do aplicativo basta visitar a página oficial, lá você encontra os links para Linux, Windows e Mac, além do GitHub com o código fonte da aplicação para você adaptá-la para o seu negócio ou necessidade, caso você deseje.
A versão para Linux é distribuída em pacotes .deb, compatível com Ubuntu, Debian, Linux Mint e derivados.

Até a próxima!
_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Governo de SP aumentará tarifas de venda de software pela internet em 18%

Nenhum comentário

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Empresas de softwares e clientes das mesmas podem preparar o bolso, softwares vendidos através da internet serão tributados também com ICMS no estado de São Paulo.

Governo paulista aumentará tributos sobre software


Geraldo Alckmin, governador de SP, publicou um novo decreto que vai modificar os tributos sobre a venda de softwares


O Governador de São Paulo publicou no Diário Oficial um decreto que pretende tributar softwares comprados por download, a medida deve entrar em vigor no dia 1º de Janeiro do ano que vem (2016), esse produtos passariam a ter de pagar ICMS com a alíquota de 18%.

O decreto 61.522/2015 modifica as normas de tributação sobre programas de computadores, antes da medida apenas os produtos que eram vendidos em lojas físicas, ou seja, em mídias físicas, sofriam da incidência do tributo de ICMS, antigamente não havia qualquer cobrança por software entregue à partir de download.

O maior problema disso é que boa parte do software nacional é produzido no estado de São Paulo, cerca de 40% aproximadamente, e se os produtores de Software terão de pagar mais para disponibilizar o software desta forma os compradores também irão ter de pagar mais inevitavelmente.

As empresas do setor estão tentando reverter a decisão, há pelo menos duas objeções claras e válidas para contrapor o novo decreto, o primeiro é que já há incidência de ISS (Imposto Sobre Serviços) na produção de um programa, desta forma, a cobrança de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) seria uma cobrança dobrada, uma bitributação, a segunda alegação refere-se ao fato de que não há transferência de propriedade em muitos softwares, como jogos por exemplo, o usuário apenas compra o direito de usá-los, da mesma forma que ocorre na Steam, neste caso a cobrança de ICMS seria inconstitucional.

A medida afeta apenas o estado de São Paulo, mas tecnicamente pode se refletir em todo o país, uma vez que, como falamos, grande parte do Software nacional é produzido na região. 

_____________________________________________________________________________
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, clique aqui.




Os melhores programas para Ubuntu #7

Nenhum comentário

segunda-feira, 31 de março de 2014

Fale com o seu Ubuntu, sincronize arquivos e grave a sua tela, hoje do MPU#7

Voltamos com mais um capítulo da nossa série MPU (Melhores Programas para Ubuntu) e como de costumo temos 3 excelentes programas para você agilizar o seu trabalho e se divertir ao mesmo tempo com o seu Ubuntu.

Melhores programas para Ubuntu


*Alguns dos programas usam dos PPAs para serem instalados, caso você tenha dúvidas sobre como fazer isso confira este link sobre o assunto onde explicamos como proceder via terminal, caso você não goste do terminal para fazer as coisas preparamos também um tutorial bem completo ensinando você a instalar programas via PPA sem precisar digitar nenhum comando.*

1- Google 2 Ubuntu

Apesar do nome um pouco confuso, se analisarmos o seu propósito, o Google2Ubuntu é uma aplicação que permite que você execute determinadas funções no sistema através de comandos de voz.

voice-commands-ubuntu

O programa é relativamente simples de se usar, existem comandos pré-definidos para diversas funções mas você pode criar os seus próprios sem muita dificuldade.

Se você se interessou confira este link onde preparamos uma matéria especial sobre o programa, inclusive o tutorial de como instalar.

2 - FreeFileSync

Quem já teve a necessidade de "espelhar HDs" ou ter copias simultâneas de arquivos em pastas diferentes sabe que dá muito trabalho fazer isso manualmente, para isso existem esses programinhas simpáticos que nos permitem comparar a base de arquivos de uma pasta e copiar os dados para outra automaticamente, assim quando houver uma modificação na pasta principal o mesmo ocorrerá na sua pasta correspondente.

ubuntu-file-sincronizer

E é exatamente para isso que o FreeFileSync serve, uma aplicação muito simples de se utilizar, basicamente você deve escolher a pasta de origem e de destino, veja mais informações, inclusive o tutorial para instalação, aqui nesta matéria.

3 - Simple Screen Recorder

Opções de programas para gravar a tela no Ubuntu estão longe de ser um problema atualmente, o meu software preferido para essa finalidade é o Kazam, mas se ele não existisse certamente eu usaria o SSR.


Ele é uma solução completa para captura de desktop, um programa ótimo e cheio de opções, confira neste artigo mais detalhes sobre ele e também o tutorial para instalar no seu Ubuntu.

Até o próximo capítulo!

Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Conheça as novas aplicações que a equipe do Gnome prepara para a versão 3.10 no ambiente gráfico

Nenhum comentário

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Novos Apps para deixar o Gnome mais personalizado ainda

A busca por identidade do sistema operacional é uma das coisas mais importantes para a equipe do Gnome, o ambiente que um dia foi absoluto, hoje já não é mais a primeira opção, pelo menos o Gnome Shell ainda sobre algumas críticas, mas melhorou muito, assim como o Unity desde a sua estréia.
O Gnome Shell está atualmente na versão 3.8 com a versão 3.9.2 em desenvolvimento, e para a versão 3.10, que promete ser um divisor de águas a equipe de desenvolvimento do Gnome prepara novas aplicações que serão integradas ao sistema.

Gnome Music

Este deverá ser o player padrão do novo Gnome, com uma interface desenvolvida para se encaixar perfeitamente no tema Adawita.

Gnome Music

Totem - Aplicativo de Vídeos

Não é de hoje que considero o Totem, que no Ubuntu chama-se apenas "Vídeos" como um dos melhores players multimídias da atualidade, um páreo difícil com o VLC, e na nova versão ele deverá ganhar uma interface mais moderna e bonita, mantendo a simplicidade que sempre foi um dos destaques.

new-totem

Gnome Maps

Outra aplicação que deverá fazer parte do novo Gnome 3.10 é o "Gnome Maps" uma aplicação de mapas semelhante ao Google Maps, que se torna facilmente dispensável para o uso Desktop, porém, acredito que a equipe do Gnome esteja focando no mercado móvel, por isso de aplicações como essa, caso contrário não faria muito sentido, seria apenas mais uma.

Gnome Maps

Nova área de notificações integrada

Uma nova maneira de organizar as coisas em um único painel, com todas as configurações em apenas um local para que não se ocupe muito espaço na barra superior, tornando a experiência de uso mais agradável a meu ver. 

Nova área de notificação integrada no Gnome

Hoje quando instalamos novas extensões para o Gnome Shell, especialmente as que tem um app indicador a barra superior acaba por se encher de ícones deixando o visual um pouco carregado, essa me parece ser uma boa solução para o problema, ou pelo menos algo que amenize.
E você, o que achou dos novos programas do Gnome? O que você está esperando da nova versão?
Compartilhe a sua opinião conosco. =)


Quer continuar por dentro de tudo o que acontece por aqui?

Então curta nossa página no FACEBOOK, siga o blog no TWITTER  - Siga também nossos escritores 
@dionatanvs - +Dionatan Simioni - + Elian Medeiros 

Baixe o APP do Diolinux para o seu Smartphone

Se você tiver alguma dúvida procure um de nossos grupos de discussão no Facebook:

Os 18 melhores programas para você programar do Linux

3 comentários

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Conheça os melhores programas para programar no Linux


Se você é programador deve ter se deparado com Linux no seu trabalho a algum tempo, para ser específico, se você for programador Web e mudou do Windows para o Linux deve ter sentido falta do Adobe Dreamweaver pirata que você usava (rsrsrs). Nas adaptações nem tudo são flores, as vezes penamos para nos acostumarmos com os novos softwares, mas não desista, vale a pena.
Agora vou apresentar a vocês uma lista de 18 programas que podem ser usados para programação nos mais diversos fins.

Programadores


1. Bluefish 

Em software livre é melhor para edição de arquivos HTML. Seu depósito é baseado na facilidade de disponibilidade, uso para vários idiomas e compatibilidade de sintaxe com outros "padrões", como XML, Python, PHP, Javascript, JSP, SQL, Perl, CSS, Pascal, R, Coldfusion e Matlab.Suporta caracteres multibyte, Unicode, UTF-8 e de ser escrito em C e GTK tem um baixo uso de memória, menor do que outras ferramentas de sua espécie. site oficial: http://bluefish.openoffice.nl/index.html


2. Anjuta 

 Uma IDE (ambiente de desenvolvimento integrado), trabalhando com C e C + + e agora ampliou seu apoio para Java, Python e Vala. A partir da versão 2 inclui o novo suporte para extensões, o que lhe dá mais funcionalidade do que a versão anterior. Também notável é a coloração de sintaxe e sua integração com o Glade para criar interfaces gráficas. site oficial: http://www.anjuta.org/


3. Glade

 É uma ferramenta de desenvolvimento para interface gráfica do usuário (GUI) programado em C e GTK. Tais ferramentas são independentes de uma linguagem de programação específica, mas mais línguas de apoio incluem C, C + +, C #, Java, Vala, Perl e Python, entre outros. A versão 3 foi totalmente reescrito para tirar vantagem das características do GTK +, reduzindo as linhas de código, permitindo a integração com Anjuta. Ele usa um formato XML chamado GtkBuilder para armazenar dados criados interfaces. site oficial:http://glade.gnome.org/ 


4. GCC 

(GNU Compiler Collection) é um grupo criado pelo compilador GNU que originalmente compilado para C. Atualmente suporta "front-ends" para C, C + +, Java, Ada, Objective C, Objective C + + e Fortran, e suporta outros não-padrão línguas como o Go, Pascal, Modula-2, Modula 3 e D. As vantagens de usar o GCC para compilar mentira em otimização de código baseado no microprocessador propriamente dito, verificação de erros, depuração e chamadas de subrotina de otimização. site oficial: http://gcc.gnu.org/


5. KDevelop  

Outra IDE, que é otimizada para as distribuições que usam o KDE como ambiente gráfico. Ele suporta C, C + + e PHP. Tal como acontece com outros IDEs, versão 4 foi totalmente reescrito em C + + utilizando as bibliotecas Qt gráficos, permitindo-lhes integrar com QtDesigner. Compilador falta em si também deve instalar o GCC. Algumas de suas características mais úteis são navegador entre as classes de aplicações e suporte para a definição de classes e do quadro. site oficial: http://kdevelop.org/

 6.Eclipse 

Uma IDE em Java com mais de 2 milhões de linhas de código. É amplamente utilizado para a sua suporte para vários idiomas, bem como várias linguagens de programação como Java, C, C + +, Ada, Perl, PHP, JSP e Python sh, muitos deles através de plugins comunidade. Os plugins também adicionar outras características importantes, tais como a possibilidade de vários usuários trabalhando no mesmo projeto e extensão do IDE para outras ferramentas. Ele é reconhecido pelo longo caminho que conduz, e é o IDE preferida para os desenvolvedores criarem novos aplicativos e ferramentas de programação como "cliente". Site Oficial: http://www.eclipse.org/


7. Kate 

Muitos sabem este editor de texto para a plataforma KDE, e ao mesmo tempo que oferece milhares de ferramentas é a sua simplicidade, que se apresenta como uma alternativa para muitos outros.Programado em C + + e Qt, suas principais características são a coloração de sintaxe extensível usando XML, o suporte a sessão e código de rastreamento para C, C + +, Java e outras linguagens.É uma das ferramentas incluídas no pacote kdebase e é usado como um editor de texto para o KDevelop e Quanta Plus Site Oficial: http://kate.kde.org/

 8. Aptana Studio  

Outro "peso-pesado" entre os IDEs e velho conhecido pelos programadores. Hoje está muito desenvolvida e sua extensão através de plugins estender a sua utilidade para várias linguagens de programação, dentre as quais destacamos PHP, Python, Ruby, Rails, CSS, HTML, Ajax, JavaScript e C. Ele também permite o monitoramento de diretórios do projeto, assistente de desenvolvimento web, depuração, conexão via FTP, Ajax bibliotecas e suporte para plug-ins do Eclipse. site oficial: http://www.aptana.com/ 

9.Emacs 

Um editor de texto criado por GNU estendido e programado em C e Lisp. Criado em 1975 por Richard Stallman, já percorreu um longo caminho e hoje existem vários "implementações", como XEmacs. Funciona como um editor simples que permite aos desenvolvedores editar, compilar e depurar o código. Há também bibliotecas que estendem sua funcionalidade e seus próprios comandos internos. site oficial: http://www.gnu.org/software/emacs/ 

10. GNUStep 

Um conjunto de bibliotecas orientadas a objetos, aplicativos e ferramentas escritas em Objective C para desenvolver aplicativos de desktop. Ela tem dois "programas": Centro de Projetos é o editor geral do projeto e GORM para criar interfaces gráficas de usuário. Ele também tem outras ferramentas como fazem, GUI, banco de dados e de volta. site oficial: http://www.gnustep.org/ 

11. HBasic 

Uma alternativa para o Microsoft Visual Basic, um IDE de código que integra a edição e criação de interfaces gráficas para que usa as bibliotecas do KDE gráficos. Você também pode fazer "chamadas" para as bibliotecas Qt e executáveis ​​criados diretamente com o programa compilador. Não há versões mais estáveis ​​liberados desde julho de 2009. site oficial: http://hbasic.sourceforge.net/


 12.Lázaro 

Um programado em Objective C IDE desenvolvido a partir de Free Pascal, multiplataforma e serve como uma alternativa para o Delphi. Permite a criação de ambientes visuais e programas voltados especificamente para a portabilidade de programas compilados, o que significa que pode ser executado em vários sistemas operacionais. É notável a compatibilidade com os gerentes de banco de dados diversos, como Firebird, PostgreSQL, dBase, FoxPro, MySQL, SQLite, Oracle e Microsoft SQL Server. site oficial: http://www.lazarus.freepascal.org/


13. Netbeans 

Um IDE "feito em Java para Java". Sendo código aberto, mas ele desenvolveu maratónicamente nos últimos anos, permitindo extensões incluem trabalhar com C, C + +, PHP, Ruby, Rails e Python. Suas funções são fornecidos por módulos escritos em Java, e há vários desses módulos que funcionam como Eclipse estilo plugins ou Aptana. Hoje é uma das IDEs mais utilizado para programadores Java e Python. site oficial: http://www.netbeans.org/index_es.html


14. QtCreator 

Outro IDE que ajuda a criar interfaces gráficas sem a necessidade de ser escrito em uma linguagem particular. Use bibliotecas Qt GUI e plugins pode realizar projetos para linguagens como Python, C, C + +, Java e Ruby. O IDE permite o acompanhamento do código de projeto, seus diretórios e depuração usando o gdb.Talvez a característica mais marcante é a capacidade de criar aplicativos de desktop e móveis. Seu ponto mais fraco é o consumo de memória um pouco alto. site oficial:http://qt.nokia.com/products/developer-tools 

15. Quanta Plus 

É o competidor do Bluefish, uma IDE de desenvolvimento web que está a perder terreno, mas ainda é uma grande ferramenta desenhada para o KDE (também parte do pacote kdewebdev). Ele suporta SSH e FTP, usando a sua visualização KHTML, realce de sintaxe e um analisador que informa corretamente a criação de nossas páginas. site oficial: http://quanta.kdewebdev.org/ 

16. Gambas

A segunda alternativa para o Visual Basic e apoia a criação de aplicativos Qt ou GTK com bancos de dados como MySQL, PostgreSQL e SQLite. Entre seus pontos fortes pode-se citar a familiaridade com o IDE Microsoft, trechos de código atalhos, depuração e programas de exemplo, incluindo Site Oficial:http://gambas.sourceforge.net/en/main.html


17. Android SDK 

Android para programadores é muito conveniente ter este programa. Inclui não só as ferramentas básicas para começar a criar aplicativos Android, mas também outros, como gerenciador de pacotes, o Google APIs, a documentação código de exemplo, e programas, ferramentas de desenvolvimento e outros estendida. Destaca-se o pacote NDK que permite incluir no código da aplicação de outras linguagens como C ou C + +. site oficial: http://developer.android.com/sdk/index.html


18. WxFormBuilder

Pequena ferramenta que permite a criação de um ambiente gráfico para pequenas aplicações por wx vendedor. É aconselhável ver também outras aplicações como wxWidgets, um quadro que permite gráficos ligados (via script chamado de "ligações") com várias linguagens, como Ruby, Python, Perl, D, C e C + + Site Oficial: http://sourceforge.net / projects / wxFormBuilder / Como se vê, há várias ferramentas para programação em GNU / Linux. Apenas uma questão de ver qual é a melhor para as nossas necessidades.

Participação Especial

BlueGriffon

Este software é talvez o mais perto que você poderá realmente chegar do Dreamweaver, se quiser ver mais sobre o programa acesse este link.

E você leitor, usa algum destes aplicativos para trabalhar ou usa algum outro que não foi sitado na lista?

Fonte 

Fique por dentro de tudo o que acontece no Diolinux...



Blog Diolinux © all rights reserved
made with by templateszoo